Você está na página 1de 50

Quando edificares uma casa

nova, farás um parapeito, no


eirado, para que não ponhas
culpa de sangue na tua casa,
se alguém de algum modo
cair dela.
Moisés (1473 A.C.).
Deuteronômio 22.8

CADERNO DE
PROTEÇÕES
COLETIVAS
MANUAL Página 1/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Histórico
Data Revisão Modificação
18/08/14 0 Emissão Inicial.

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 2/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

INTRODUÇÃO

Este “Caderno de Proteções Coletivas” foi desenvolvido para auxiliar principalmente os


profissionais que constroem os equipamentos provisórios de uma obra. Escadas, guarda-corpos,
linhas de vida, etc., se não construídos de forma adequada, podem vir a ser mais um risco.
Dentre seus objetivos principais está o de enfatizar a real importância do correto dimensionamento
das proteções coletivas e proporcionar, à empresa e seus profissionais, o entendimento e
padronização de uma metodologia para o cálculo de tais proteções.

ÍNDICE
Pág.
Escadas, Rampas, Passarelas e Guarda-corpos.................................................................... 04
Classificação................................................................................................................................ 05
Escada......................................................................................................................................... 06
Rampa.......................................................................................................................................... 07
Passarela Tubular......................................................................................................................... 08
Escada de uso individual.............................................................................................................. 09
Escada de eletricista..................................................................................................................... 10
Escada vertical.............................................................................................................................. 11
Guarda-corpo................................................................................................................................ 16
Guarda-corpo e escada para acesso a caminhões...................................................................... 18
Guarda-corpo para uso geral (tabelas)......................................................................................... 21
Andaimes..................................................................................................................................... 25
Andaimes tubulares industriais..................................................................................................... 26
Andaimes tubulares simplesmente apoiados................................................................................26
Andaimes tubulares de encaixes multidirecionais........................................................................ 27
Sistema Multicrab......................................................................................................................... 28
Andaimes de Formas autoportantes e trepantes.......................................................................... 29
Linhas de ida............................................................................................................................... 30
Linhas de vida horizontais em cabos de aço................................................................................ 31
Memorial de calculo para linha de vida em cabos de aço............................................................ 32
Montagem de Laços em cabo de aço........................................................................................... 33
Tabelas práticas de linhas de vida em cabo de aço..................................................................... 34
Linhas de vida horizontais em cordas........................................................................................... 39
Outros exemplos de proteções coletivas comercializados.................................................... 40
Extintores de Incêndio portáteis.................................................................................................... 40
Proteção para Serra Circular de carpintaria..................................................................................41
Proteção para vergalhões............................................................................................................. 42
Sinalização.................................................................................................................................... 43

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 3/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

1. Escadas, Rampas, Passarelas e Guarda-corpos

Riscos mais frequentes

O principal risco de acidente no uso de escadas decorre de quedas. Estas podem ser provocadas
pelos seguintes fatores, entre outros:

 Dimensionamento incorreto dos degraus;


 Existência de graxos e líquidos nos degraus;
 Tropeções nos degraus;
 Falta de sinalização;
 Falta de guarda-corpo;
 Rompimento de degraus, pelo uso de material de baixa resistência;
 Obstrução da passagem pela presença de objetos nos degraus;
 Perda de equilíbrio provocado pela desproporção entre o espaçamento dos degraus e o ritmo
do movimento do usuário;
 Inclinação inadequada.

Outros riscos são consequência de:

 Manutenção deficiente;
 Falta de utilização de equipamentos de proteção individual;
 Presença de rebarbas de madeira no guarda-corpo;
 Uso inapropriado;
 Falta de inspeção permanente;
 Ruptura de superfície por sobrecarga;
 Queda de ferramentas em níveis inferiores;
 Escadas de madeira pintada, encobrindo as rachaduras.

De todo modo, a existência de escadas emendadas, amarradas, ou seja, inseguras e perigosas é


reflexo da falta de visão e conhecimento das pessoas que administram a obra quanto às normas
regulamentadoras de segurança do trabalho. A conscientização dessas pessoas é, portanto, fator
primordial para a redução de acidentes.

Escadas provisórias de uso coletivo

O ângulo de inclinação de uma escada é determinado pela profundidade dos degraus e altura dos
espelhos. Nas escadas de uso coletivo, a profundidade de cada degrau deve situar-se entre
0,25m e 0,30m e a altura do espelho, entre 0,15m e 0,18m. tais dimensões situam o ângulo de
inclinação entre 27º e 35º (Figura 01).
A cada 2,90m de altura, a escada deve ser dotada de um patamar intermediário que deve ter a
mesma largura da escada.
No dimensionamento das escadas provisórias de uso coletivo deve ser considerado o fluxo de
trabalhadores, conforme tabela a seguir.

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 4/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Número de Trabalhadores Largura Mínima


Até 45 0,80m
De 45 a 90 1,20m
De 91 a 135 1,50m

É também importante verificar a altura para a passagem das pessoas em todos os pontos da
escada. O espaço livre vertical não deve ser menor que 2,25m. A distância entre patamares
intermediários não deve exceder 16 degraus (espelho de 0,8m) ou 19 degraus (espelho de
0,15m).

Escadas, Rampas e Passarelas

Numa obra é frequente que o transito de pessoas. equipamentos e materiais entre diferentes
pontos de trabalho deve ser feito atravessando superfícies de passagem (escadas, rampas e
passarelas). Usam-se para isso, tantos as estruturas permanentes de edificações como outras,
instaladas provisoriamente. A NR 18 dedica o item 18.12 especificamente às condições que
devem governar o uso de superfícies de passagem provisórias.
Elas podem ser classificadas conforme seu ângulo de inclinação com respeito à horizontal (ver
figura abaixo)

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 5/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Figura 01

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 6/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Figura 02 – Rampa de uso coletivo

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 7/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Figura 03 – Passarela tubular

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 8/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Figura 04 – Escada de uso individual

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 9/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Figura 05 – Escada de Fibra (para eletricista)

Pés de Borracha – antiderrapante e isolante

ou de Alumínio

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 10/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Figura 06 – Escada Vertical

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 11/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 12/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 13/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 14/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 15/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Figura 07 – Guarda-corpo em barras CA50

Figura 08 – Guarda-corpo tubular

Obs.: Ambos suportam esforço horizontal de 150 Kg


Medidas em centímetros

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 16/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Figura 09 – Guarda-corpo em madeira

Obs.: Suporta esforço horizontal de 150 Kg


Medidas em centímetros

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 17/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Figura 10 – Guarda-corpo tubular para fixação em carrocerias de caminhão

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 18/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Figura 11 – Escada para acesso a caminhões

Medidas em milímetros

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 19/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Figura 12 – Guarda-corpo e Escada para acesso a caminhões

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 20/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Figura 13 – Guarda-corpo para uso geral simplesmente apoiado (muito apropriado para
terraplenagem)

Vista Frontal

Perspectiva

Nota
Suporta esforço horizontal
de 80 Kgf/m
Modelo de Dimensionamento de
um Sistema de Guarda-Corpo Seguem Tabelas de
- FUNDACENTRO Dimensionamento 

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 21/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 22/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Dimensionamento dos Montantes

De acordo com a NR 18: Condições e Meio Ambiente do Trabalho


na Indústria da Construção, os guarda-corpos serão compostos
por travessa superior a 1,20 m, travessa intermediária a 0,70
m e rodapé de 0,20 m, além do fechamento com tela.

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 23/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 24/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

2. Andaimes

O andaime, após montado, deve atender aos seguintes requisitos:

 Deve ser projetado para resistir às solicitações a que está submetido.


 Em andaimes metálicos, os montantes devem ter espessura de parede mínima igual a 2,65 mm
e diâmetro mínimo de 42,20 mm (NBR 6494).
 Dispor de sistema de guarda-corpo e rodapé de proteção em todo o seu perímetro.
 Deve ficar perfeitamente na vertical, sendo necessária para terrenos irregulares, a utilização de
placa de base ajustável (macaco).
 Para torres de andaime com altura superior a quatro vezes a menor dimensão da base de
apoio é obrigatória sua fixação em estrutura firme que apresente resistência suficiente e não
comprometa o perfeito funcionamento da unidade.
 Quando não for possível, a torre deve ser estaiada.
 A plataforma de trabalho dos andaimes deve ter forração completa, antiderrapante, ser
nivelada e fixada de modo seguro e resistente.
 Os pisos da plataforma de trabalho não podem ultrapassar em 25 centímetros as laterais dos
andaimes.
 Não é permitido nenhum tipo de frestas nos pisos, que ocasionem queda de ferramentas,
tropeções ou torções. O vão máximo permitido entre as pranchas deve ser de 2 centímetros.
 Se houver necessidade de sobrepor um piso no outro no sentido longitudinal do mesmo, esta
sobreposição deverá ser de, no mínimo, 20 centímetros e só pode ser feita nos pontos de
apoio.
 As plataformas de trabalho dos andaimes coletivos devem possuir uma largura mínima de 90
centímetros.
 As plataformas de trabalho dos andaimes individuais devem possuir largura mínima de 60
centímetros.
 Possuir escada de acesso à plataforma de trabalho com gaiola ou trava-queda (para andaime
com altura superior a 2 metros).
 Andaimes sobre rodízio só podem ser montados em áreas com piso firme e nivelados com
possibilidade de livre deslocamento. Os andaimes sobre rodízio não podem ter mais do que 5
metros de altura até o guarda-corpo da última plataforma.
 Todos os rodízios do andaime devem possuir travas e estar em perfeitas condições de uso,
para evitar que o andaime se movimente quando da sua utilização.
 Devem ser tomadas precauções especiais quando da montagem, desmontagem e
movimentação de andaime próximo a circuitos e equipamento elétricos.

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 25/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Figura 14 – Andaimes tubulares industriais

Figura 15 – Andaimes tubulares simplesmente apoiados

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 26/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Figura 16 – Andaimes tubulares de encaixes multidirecionais

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 27/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 28/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Figura 17 – Andaimes de Formas autoportantes e trepantes

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 29/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

3. Linhas de vida

Principais fatores de risco de acidente

Os principais fatores de risco de acidente na utilização das linhas de vida estão associados às
situações seguintes:
 Queda em altura devido ao rompimento do cabo (mau estado de conservação das ferragens ou
das costuras);
 Choque com objetos quando se progride numa linha vertical;
 Eletrização ou eletrocussão na vizinhança de instalações em tensão.

Regras de segurança

Utilização:
 Olhar para cima antes de progredir numa linha de vida temporária;
 Não usar as linhas de vida para elevar cargas ou rebocar viaturas;
 Formar adequadamente todos os trabalhadores sobre as regras de montagem e utilização.

Manutenção dos cabos de aço:

 Inspecionar, antes de cada uso, o cabo de aço com a finalidade de detectar a existência das
seguintes deficiências:
- Formação de nó fechado resultante do seu mau manuseamento;
- Número de arames rompidos, os quais não podem ser ≥ 3 numa única perna;
- Existência de corrosão na galvanização;
- Qualquer outro defeito que possa ser considerado grave.
 Afastar os cabos de aço de produtos químicos nocivos (ácidos), abrasivos e cantos afiados.
 Armazenar os cabos de aço em local seco, por meio de carretel, para fácil manuseio, sem
torção estrutural.

Manutenção das cordas:

 Protegê-las dos cantos afiados e do piso das obras;


 Evitar pisar a corda com sapatos impregnados de areia ou pó;
 Armazenar a corda em carretel, em local seco, à sombra e devidamente afastada de fontes de
calor, produtos químicos, abrasivos ou cortantes;
 Não usar detergente na sua lavagem, mas apenas sabão neutro com temperatura a 30ºC.

2.1. Pontos de ancoragem

São tantas as variáveis em uma obra, que não é viável uma receita para a determinação e
dimensionamento dos pontos necessários para as ancoragens de linhas de vida, redes de
proteção, ou quaisquer proteções coletivas que os necessitem.
Conforme a NR 18, um ponto de ancoragem unitário deve suportar uma carga pontual de 1.500
Kgf (hum mil e quinhentos quilogramas força) ou 14,71 KN (quilonewtons) e ser constituído de
material resistente às intempéries, como aço inoxidável ou material de características
equivalentes.

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 30/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Alguns modelos de pontos de ancoragem móveis:

Tipo Pinça Tipo Cinta Tipo Cinta Tipo Cabo Tipo Placa

Tipo Abraçadeira Para inserção em concreto Tipo Gancho Vara de manobra

2.2. Linhas de vida horizontais em cabos de aço

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 31/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 32/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Figura 18 – Montagem de Laços em cabo de aço

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 33/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 34/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 35/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 36/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 37/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 38/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

2.3. Linhas de vida horizontais em cordas

Os princípios para cálculos das linhas de vida construídas com cordas industriais é a mesma
utilizada para cabos de aço, mas como, proporcionalmente, as resistências das cordas são muito
menores que as dos cabos de aço (tabelas abaixo), é muito comum (e mais segura) a aquisição
de Kits já dimensionados e com limite para o número de trabalhadores engatados.

As cordas são mais usadas na confecção de linhas de vida provisórias (com grande aplicação na
construção civil de infraestruturas).
Para esta utilização, é mais recomendada (fabricada para..) a corda de Poliamida (Nylon)
trançada e com alma.

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 39/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

4. Outros exemplos de proteções coletivas comercializados

4.1. Extintores de Incêndio portáteis

A utilização de extintores portáteis contra incêndios deve ser realizada conforme as classes de
fogo e sob treinamento de capacitação para tal.

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 40/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

4.2. Proteção para Serra Circular de carpintaria

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 41/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

4.3. Proteção para vergalhões

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 42/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

4.4. Sinalização

XYZ

XYZ XYZ

XYZ XYZ

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 43/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

XYZ

XYZ XYZ

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 44/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

XYZ XYZ

XYZ XYZ

XYZ XYZ

XYZ XYZ

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 45/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

XYZ XYZ

XYZ XYZ

XYZ XYZ

XYZ XYZ

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 46/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

XYZ XYZ

XYZ XYZ

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 47/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

XYZ XYZ

XYZ XYZ

XYZ XYZ

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 48/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

XYZ XYZ

XYZ XYZ

XYZ XYZ

XYZ XYZ

XYZ XYZ

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO
MANUAL Página 49/49
Revisão 0
Identificação
CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS
XYZ/SST/007
SUP. BARRAGENS Data 18/08/2014
Resp.: Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Anexo 05 do PCMAT / PPRA

XYZ

ESTACIONE DE

ESTACIONAMENTO
PARA
VISITANTES

XYZ

xxxxxxxxx

Propriedade da XYZ
USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO

Interesses relacionados