Você está na página 1de 1

Disciplina: Termodinâmica II

Docente: Profa. Maísa Matos Paraguassú

LISTA DE EXERCÍCIOS - 04

1) Um ciclo de ar-padrão Otto apresenta uma taxa de compressão de 9. No inicio da compressão, P1= 100 kPa e
T1 = 300K. A adição de calor, por unidade de assa é de 1350 kJ/kg. Determine:
a) O trabalho líquido, em kJ por kg de ar. (Resp: 710,6 kJ/kg)
b) A eficiência térmica do ciclo. (Resp: 52,6%)
c) A pressão média efetiva, em kPa. (Resp: 929,4 kJ/kg)
d) A temperatura máxima do ciclo, em K. (Resp: 2194 K)
2) No início do processo de compressão de um Ciclo de ar-padrão Otto, P1 = 1 bar, T1 = 290 K e V1 = 400 cm3. A
temperatura máxima do ciclo é 2200 K e a taxa de compressão é 8. Determine:
a) O calor adicionado, em kJ (Resp: 0,67 kJ)
b) O trabalho líquido, em kJ. (Resp: 0,35 kJ)
c) A eficiência térmica do ciclo. (Resp: 51,3%)
d) A pressão média efetiva, em kPa. (Resp: 984,3 kPa)
3) A pressão e a temperatura no início da compressão de um ciclo de ar-padrão Diesel são 95 kPa e 300K,
respectivamente. No final da adição de calor, a pressão é 7,2 MPa e a temperatura é 2150 K. Determine:
a) A taxa de compressão e a razão de corte. (Resp: r = 23,238 ; rc =2,197)
b) A eficiência térmica do ciclo. (Resp: 58,8%)
c) A pressão média efetiva, em kPa. (Resp: 984 kPa)
4) O volume de deslocamento de um motor de combustão interna é 5,6 litros. Os processos no interior de cada
cilindro no motor são modelados como em um ciclo de ar-padrão Diesel com uma razão de corte de 2,4. O
estado do ar no início da compressão encontra-se fixado em 95 kPa, 27°C e 6 litros. Determine o trabalho líquido
por ciclo, em kJ, a potência desenvolvida pelo motor, em kW, e a eficiência térmica se o ciclo for efetuado 1500
vezes por minuto. (Resp: 713,5 kJ/kg, 118,2 kW, 50,5%)
5) Ar entra no compressor de um ciclo ideal de ar-padrão Brayton a 100kPa, 300 K e com uma vazão mássica de
ar de 6 kg/s. A relação de pressão no compressor é de 10 e a temperatura de entrada de ar na turbina é 1400
K. Para k = 1,4, calcule:
a) A eficiência térmica do ciclo. (Resp:45,7%)
b) A razão de trabalho reverso. (Resp: 0,3954)
c) A potência líquida desenvolvida, em kW. (Resp: 2564 kW)
6) Um ciclo ideal de ar-padrão Brayton operando em regime permanente produz 10 MW de potência. Os dados
operacionais são fornecidos em seus principais estados no ciclo,
conforme tabea a seguir. Os estados estao numerados conforme
Figura 1. Esboce o digrama T-S para o ciclo e determine:
a) A vazão mássica de ar, em kg/s. (Resp: 21,54 kg/s)
b) A taxa de trasnferência de calor, em kW, para o fluido de
trabalho que passa pelo trocador de calor. (Resp: 2078,4 kW)
c) A eficiência térmica do ciclo. (Resp: 48%)

Estado P (kPa) T (K) h ( kJ/kg)


1 100 300 300,19
2 1200 603,5 610,65
3 1200 1450 1575,57
4 100 780,7 800,78
7) O ciclo do problema 6 é modificado para incluir efeito das irreversibilidades nos processos adiabáticos de
expansão e compressão. Considerando que os estados nas entradas do compressor e da turbina permanecem
inalterados, o ciclo produz 10 MW de potência, e as eficiências isentrópicas do compressor e da turbina são
ambas de 80%, determine:
a) A vazão mássica de ar, em kg/s. (Resp: 43,2 kg/s)
b) A taxa de trasnferência de calor, em kW. (Resp: 38287 kW)
c) A eficiência térmica do ciclo. (Resp: 26,12%)

Página 1 de 1