Você está na página 1de 20

1

UNIVERSIDADE NORTE DO PARANÁ

_________________________________________________

SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO


PEDAGOGIA

ELIELZA ALVES DA SILVA GOMES

RELATÓRIO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO I –


EDUCAÇÃO INFANTIL

Planaltina/GO
2017
2

ELIELZA ALVES DA SILVA GOMES

RELATÓRIO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO I –


EDUCAÇÃO INFANTIL

Relatório de Estágio apresentado ao Curso Pedagogia


da UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, para a
disciplina de Estágio Curricular Obrigatório – Educação
Infantil.
Orientador: Juliane da Silva
Tutor eletrônico: Gabriela Brunetto Pereira
Tutor de sala: Josefa Núbia Barbosa Rodrigues Gontijo

Planaltina/GO
2017
3

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO ............................................................................................................ 4
DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO CAMPO DE ESTÁGIO ......................................... 5
CARACTERIZAÇÃO DO CAMPO DE ESTÁGIO ....................................................... 6
DIÁRIO DAS OBSERVAÇÕES .................................................................................. 7
PROJETO ELABORADO PARA REGÊNCIA, INCLUINDO OS PLANOS DE AULA 9
DIÁRIO DAS REGÊNCIAS ....................................................................................... 15
MOSTRA DE ESTÁGIO.............................................................................................17
CONSIDERAÇÕES FINAIS.......................................................................................18
REFERÊNCIAS..........................................................................................................19
4

INTRODUÇÃO

O Estágio participativo do 6° semestre foi realizado na escola “Crescer e


Saber e Papelaria Criativa LTDA Me”, com carga horária de 100 horas, sendo 52
horas em observação e participação no ambiente físico escolar, realizado na
educação infantil e 48 horas de organização, planejamento e acompanhamento do
professor regente, do coordenador pedagógico e tutor presencial do polo.
O estágio supervisionado participativo tem a importância de unir a teoria e
prática para melhor aprimoramento e formação do aluno. Ao realizar o estágio o
aluno adquire um novo conhecimento prático, sobre a cultura e realidade real
escolar. E ainda contribuiu com a formação do educando, ao introduzir o projeto
referente a linguagem oral e escrita pois é um conhecimento significativo para a vida
toda.
A Aluna estagiária conheceu a estrutura física, as crianças, a forma que a
escola trabalha a rotina, o projeto anual. Em síntese o estágio proposto pela
universidade trouxe uma perspectiva profissional e foi além da teoria ao proporcionar
a prática e assim formar um professor profissional e com noção da realidade ao seu
redor saindo do pensamento idealista e partindo para a prática, tendo a certeza que
está sendo capacitada para uma ação pedagógica adequada para a realidade atual.
5

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO CAMPO DE ESTÁGIO

A escola é acolhedora e agradável, particular e atende um público com poder


aquisitivo de classe média; os pais são atraídos pela qualidade de ensino ofertado, e
pelo atendimento diferenciado. Além disso, a prática pedagógica é lúdica e valoriza
as brincadeiras. Oferece educação Infantil e Ensino Fundamental, nos períodos
matutino e vespertino. O período letivo do turno matutino ocorre entre 7:45h e 11:45,
o vespertino entre as 13:30h e 17:30. Sendo 200 dias letivos e 800 horas letivos.
Atende uma população de 214 alunos. Oferta educação infantil partir de dois anos
(Creche e pré-alfabetização) e Ensino Fundamental 1° ao 5° ano.
Durante o estágio realizado a escola foi atenciosa com a aluna estagiária,
facilitando em tudo o que foi solicitado. A equipe de professores e todos que atuam
junto a escola trabalham em harmonia e transmitem confiança as crianças e aos
pais. A escola tem a preocupação com a segurança das crianças. E tem câmeras
ligadas em todas as salas e também na entrada de acesso principal.
O estágio foi realizado na educação infantil, na faixa etária de 5 anos. Foi
possível fazer a observação e regência na turma em questão, que é composta por
29 alunos, e conta com uma professora e uma monitora de sala.
6

CARACTERIZAÇÃO DO CAMPO DE ESTÁGIO

A instituição em pauta do estágio é a escola “Crescer e Saber e Papelaria


Criativa LTDA Me”, localizada em Planaltina de Goiás, foi fundada em 26 de outubro
de 2006. O espaço físico é composto por sete salas de aulas, uma sala para equipe
pedagógica, uma sala de vídeo e biblioteca, uma quadra coberta, seis banheiros,
sendo dois adaptados para crianças e uma sala administrativa (secretaria e direção).
Sendo um prédio com 1° piso e 2° piso e passou por reformas periódicas até o
momento, e hoje conta com muitas melhorias.
Ainda sobre a estrutura física da unidade de ensino, percebeu-se que é um
prédio aonde se fez várias reformas de pinturas, pisos e até mesmo remoção e
adição de paredes e outros afins. No primeiro andar, encontra-se a entrada da
escola (pátio), a secretaria e diretoria, sala de coordenação, banheiros infantis
masculino e feminino, salas de aula, sala de vídeo, piscina, pátio com parquinho e
área para atividades esportivas como caratê e balé, cozinha e área de serviço, além
de um espaço livre sem cobertura destinada a circulação e lazer das crianças
menores. No segundo andar encontram-se salas de aula e mais banheiros, espaço
livre para lazer fechado, coberto para lazer e atividades realizadas pelos professores
e alunos, escada e corredores.
Conta com 25 funcionários no total. Os professores são licenciados em
Pedagogia. A escola incentiva a capacitação continuada dos professores com
palestras e cursos ofertados pela direção da escola. Os projetos a serem
desenvolvidos durante o ano são:
Volta as Aulas: Procurar atender aos anseios e minimizar a separação dos
primeiros momentos entre a família e o educando, e tem como objetivo a adaptação
da socialização da criança.
Festa da Família: Interação entre as famílias da escola e valorização das
famílias. Feira Cultural e Primavera do livro: Conscientizar os alunos, pais e
professores e comunidade escolar sobre a importância da leitura.
Feira de Ciências: Aguçar a curiosidade sobre o tema cientifico e participar
das experiências que enriquecem o aprendizado. Feira da Alfabetização:
Culminância do trabalho desenvolvido durante todo o ano, com as amostras dos
trabalhos das crianças do grupo 5. E além desses tem ainda o projeto da Noite do
Pijama, Soletrando, Concurso de matemática, Astronomia e Astronáutica.
7

DIÁRIO DAS OBSERVAÇÕES

O primeiro contato foi com a diretora da escola, momento em que foi


conversado sobre o interesse de realizar o estágio na instituição. A diretora
apresentou a turma e a escola, falou sobre os horários e a importância do estágio no
processo de formação do acadêmico.
A sala de aula do Grupo 5, a qual foi feita a observação, situa-se no segundo
piso, é uma sala de tamanho médio, tendo uma sala amparada ao fundo um espaço
reservado para um banheiro e armários dos professores. Os alunos têm acesso
tanto pela porta principal, como também pela parte do fundo da sala.
A sala é pintada de cor azul céu, o piso é piso frio de cerâmica, duas janelas
basculantes, uma porta com vidro, ambos pintados de brancos, o quadro é branco e
as mesas são acompanhadas de cadeiras. Tem uma mesa do professor e cadeira e
um ventilador de parede. A sala é toda decorativa com calendário, alfabeto, livros e
um relógio educativo, confeccionado pela professora.
Na sala de aula a professora acomoda as crianças, orienta em qual carteira a
criança pode se acomodar; geralmente a sala é mapeada, ou seja, cada um já
conhece o seu lugar, porém a professora às vezes organiza de forma não
recorrente, o que deixa as crianças confusas quanto ao local que irão sentar. As
mochilas são todas encostadas na parede, a fim de facilitar o manuseio das mesmas
e de deixar a sala organizada. Os alunos sentam-se em duplas.
A aula inicia com a professora apresentando o calendário e a data do dia, e
com uma conversa informal com as crianças. Ela conta quantas crianças
compareceram todos os dias. A partir desse momento a rotina muda conforme os
dias da semana. Ela utiliza vários recursos para realizar o seu trabalho, livros
didáticos, vídeos, lousa e matérias confeccionadas ela. A semana é permeada por
aulas extras de balé, caratê, natação, futebol e música.
A rotina do lanche acontece às 15h. Após o lanche, é a hora da escovação
dos dentes. A professora libera em grupos de 3 em 3 para ir escovar, eles escovam
sozinhos, e já trazem de casa a escova e o creme dental.
Durante o estágio a professora trabalhou com as crianças, matemática,
geometria, oralidade, coordenação motora e música. A professora começa a aula já
testando os conhecimentos prévios das crianças; questionando antes de dar as
respostas correta. A aula é realizada oralmente pela professora, que apresenta
8

definições, propõe exercícios, com modelos de fixação e em seguida faz as


correções. Assim a professora possibilita que os alunos levantem hipóteses.
Ela canta enquanto explica e se movimenta pela sala para chamar atenção
das crianças, trabalhando bastante o livro pedagógico. Foi possível observar que a
professora, é certa do processo de ensino-aprendizagem, pois atuou como
mediadora e consultou na medida em que selecionou os problemas que permitiam a
construção de conceitos pelos alunos, fornecendo-lhes informações e apoio
necessário. Portanto ela tem conhecimento do projeto pedagógico da escola.
Durante a aula os alunos demostram interesse, realizam as atividades com
facilidade, cooperam entre si e respeitam a professora e os demais presentes no
ambiente. A avaliação foi realizada pela professora, e geralmente é feita em
conjunto. Posteriormente ocorre individualmente, e ela faz as observações. Alguns
têm maior facilidade de compreensão e outros alunos tem mais dificuldade (que é
natural do processo educativo). Todos têm a oportunidade de fazer sozinho,
exercitando assim certa independência.
A professora faz um planejamento semanal, e antes de aplicar a
coordenadora pedagógica acompanha e faz as observações necessárias. O
ambiente escolar tem a preocupação com prevenção de acidentes, por isso é um
ambiente limpo e atendimento multifuncional. Não há poluição visual.
As aulas de música são no primeiro momento da aula, já o balé e caratê
geralmente é no final do horário. Quando acaba a aula, as crianças descem em fila e
os pais/responsáveis buscam no pátio da escola.
O principal ponto positivo observado na escola em geral e também na classe
acompanhada é a autonomia oferecida às crianças. Tudo é proposto para elas
próprias realizarem, por isso são crianças alegres falantes e seguras de si mesmas.
As crianças da escola geralmente não são tímidas para falar em público ou realizar
apresentações para o público.
O ponto negativo observado durante o período de observação na sala é que a
turma é bem agitada, e a professora ainda não encontrou a melhor estratégia para
acalma-los e manter a turma concentrada por um período maior. Porém friso que ela
está buscando dia a dia sempre uma forma de inovar com a turma.
9

PROJETO ELABORADO PARA REGÊNCIA, INCLUINDO OS PLANOS DE AULA

Projeto Linguagem Oral e Escrita: Alfabeto!


O projeto é a proposta de leitura, focadas na escrita e oralidade, para a
criança ter uma leitura significativa com a família, e que a criança goste de ler por
prazer. E além disso, existe outra meta a ser alcançada que é a interatividade da
turma; fundamental para o convívio em grupo.
O objetivo é que a criança leve para casa todo dia um livro de histórias e
atividades sobre esses contos. E também que seja trabalhado em sala. Ao final do
projeto a professora irá realizar a exposição no pátio dos livros e apresentarão uma
das histórias.
A historinha principal é a do “número 0 (O zero que queria ser mais) ”. Isto é,
a criança aprende matemática e português ao mesmo tempo, trazendo assim a
interdisciplinaridade. Para Vygotski (2001), desde o início, a escrita precisa ser
apresentada à criança como um instrumento que tem uma função social; a função
de expressar ou comunicar ideias e sentimentos.
- IDENTIFICAÇÃO DA INSTITUIÇÃO: Escola Crescer e Saber.
- CARGA HORÁRIA: 24horas.
- ACADEMICO (A) RESPONSÁVEL EM APLICAR O PROJETO: Elielza Alves da
Silva Gomes.
- CONTEÚDOS:
Linguagem oral e escrita – a linguagem faz parte do eixo da educação infantil e
faz parte do cotidiano das crianças desde o nascimento, porém a cada fase ela
expressada de uma forma. A linguagem oral é um dos componentes mais
fundamentais para o desenvolvimento do aprendizado e inserção do letramento.
Escrita – O reconhecimento do alfabeto silábico.
Matemática – Através do teor da historinha sobre o zero.
Sequência lógica.
- OBJETIVO GERAL:
Trabalhar de forma lúdica o alfabeto, leitura, musica matemática e movimento
corporal. Acelerar o processo de conhecimento das letras e leitura.
- OBJETIVOS ESPECIFICOS:
Aprender os códigos do alfabeto.
10

Estimular o gosto pela leitura através das histórias lidas em sala e em casa,
estimular a imaginação e a capacidade de expressão e reconhecimentos dos signos.
Grafar palavras corretamente.
Reflexão da escrita.
- METODOLOGIA:
Leitura.
Atividade realizada no livro pedagógico.
Apresentação no pátio da escola.
Dança.
Trabalho em Conjunto.
- RECURSOS:
Música (Som).
Pasta.
EVA.
Livros.
Giz de cera lápis.
- AVALIAÇÃO:
Pretende-se que ao final do projeto, as crianças estejam reconhecendo os
jogos silábicos.
Se expressando com maior fluidez.
O Conhecimento do alfabeto e dos números.

1. PLANO DE AULA (13/09) Quarta-Feira


- CONTEÚDO
Português: Leitura de palras que contenham a letra L.
Leitura da história o Leão e o Rato.
- OBJETIVOS:
Ao término da aula o aluno deverá conhecer a letra L e família.
Participar e interagir das atividades.
Interagir e ler as palavras encontradas.
- DURAÇÃO 4 horas.
- METODOLOGIA
1° Momento: Conversa com a turma, para apresentação e abordagem dos
combinados do dia.
11

2° Momento: Atividade com Massinha para atenção a coordenação motora.


3° momento: Lanche e escovação
4° Momento: Serão explicadas como brincar. A partir da palavra encontrada
no balão, os alunos irão ler para a turma toda. A palavra será escrita no quadro. E
todos irão ler em voz alta. Trabalhando as palavras com o fonema L.
5° Momento: Surpresinha Entrega das Lembranças (lápis).
- RECURSOS METODOLÓGICOS
Balão.
Fita pvc.
Massinha Caseira.
Palavras em recortes.
Cartaz Semáforo do comportamento.
- PROPOSTA DE AVALIAÇÃO
Será avaliada a participação dos alunos na execução da atividade, a
apresentação, bem como as expressões de conhecimentos na brincadeira de
massinha.

2. PLANO DE AULA (14/09) Quinta-Feira


- CONTEÚDO: Matemática: números até 10, Oralidade e corpo em movimento
(musica).
- OBJETIVOS: Aprenderem a música para apresentarem no projeto, confeccionar o
número zero, com papel cartão e fazer uma bela arte, de livre escolha de cada um.
- DURAÇÃO: 4 horas
- METODOLOGIA
1° momento: Acolhimento.
2°momento: As crianças irão ensaio da música (Os números).
3° Momento: Lanche e escovação.
4°Momento: Confecção dos Números, pintura livre no número.
5° Momento: Brincadeira no parquinho.
- RECURSOS METODOLÓGICOS
Som
Papel cartão
Números 0 a 9 impressos grandes
- PROPOSTA DE AVALIAÇÃO
12

Verificar quem aprendeu a coreografia,


O conhecimento dos números.
Capacidade de interação.

3. PLANO DE AULA (15/09) Sexta-Feira


- CONTEÚDO
Explorar a oralidade
Trabalhar a Atenção, concentração e competição.
- OBJETIVOS
Reconhecimento dos encontros silábicos.
Interação da turma.
Trabalhar em equipe.
- DURAÇÃO 4 horas
- METODOLOGIA
1° Momento: Acolhida e rotina na sala
2° Momento: Solicitar aos alunos nomes de pessoas que começa com a letra
M/N. Circular em revistas as palavrinhas encontradas com M/n
3° Momento: Lanche e escovação
4° Momento: Montar um cartaz coletivo com gravuras de revistas, aonde os
alunos irão criar uma historinha. Dividir a sala em 2 equipes.
- RECURSOS METODOLÓGICOS
Revistas velhas.
Cartolina Branca.
Cola Branca.
Tesoura.
- PROPOSTA DE AVALIAÇÃO
Será observada a participação dos alunos na execução da atividade, a
maneira que eles se expressam mediante a competição e interação, bem como o
texto escrito por eles. Trabalhar a Atenção, concentração e competição.

4. PLANO DE AULA (18/09) Segunda-Feira


- CONTEÚDO
Matemática
Raciocínio lógico
13

Linguagem Oral e escrita

- OBJETIVOS
O aluno deve pintar o quebra cabeça com giz de cera, e em seguida com a
ajuda do professor recortar e montar um quebra cabeça, de livre escolha de corte e
o formato sugerido é que corte em 8 partes a folha.

- DURAÇÃO: 4 horas
- METODOLOGIA
1° Momento: acolhida das crianças.
2° Confecção de um quebra cabeça.
3° Momento: Lanche e escovação.
4° Momento: História do Número 0, e atividades numéricas do livro.

- RECURSOS METODOLÓGICOS
Ilustração da história do 0 que queria mais
Atividade em folha impressa.

- PROPOSTA DE AVALIAÇÃO
Criatividade
Concentração
Coordenação Motora Global

5. PLANO DE AULA (19/09) Terça-Feira

- CONTEÚDO: Arte e Cultura.


- OBJETIVOS: Adquirir habilidades com pincéis e tinta.
- DURAÇÃO 4 horas
- METODOLOGIA
1° Momento: Acolhida da turma, conversa informal, sobre a exposição do dia
seguinte.
2° Momento: Lanche e escovação.
3° Momento: Pintura de tela, com tinta de tecido o Número 0.
14

- RECURSOS METODOLÓGICOS
Tela.
Pinceis.
Tinta Tecido Várias Cores.
- PROPOSTA DE AVALIAÇÃO
Verificar a capacidade de motricidade e criatividade.

6. PLANO DE AULA (20/09) Quarta-Feira


- CONTEÚDO
Finalizar o projeto.
Exposição.
Apresentação.
- OBJETIVOS
Expor todo o material confeccionado.
Apresentação
Despedida da Turma.
Conversa Informal.
- DURAÇÃO: 4 horas
- METODOLOGIA
Expor as atividades realizadas em sala no pátio da escola, convidar a escola
para visitar a exposição.
Os alunos serão os recepcionistas. Além disso, apresentação da música
ensaiada.
Despedida da turma.
- RECURSOS METODOLÓGICOS
Som
Cartazes
Pastas
Trabalhos desenvolvidos
- PROPOSTA DE AVALIAÇÃO
Interatividade.
15

DIÁRIO DAS REGÊNCIAS

1. RELATÓRIO DE REGÊNCIA
Essa foi à primeira intervenção de regência, e foi a sequência no qual a
professa docente da instituição, vem trabalhando. A aula foi tranquila, a professora
ficou em sala de aula. Como foi a primeira prática, os alunos ganharam lápis de
lembrancinha. Eles gostaram mesmo foi da massinha no final da aula, e a atividade,
foi feita bem rápido. Esse é o dia do caratê, e aula foi adaptada, com a pausa, para
as crianças realizarem a aula extra.
O ponto positivo foi a interatividade a empolgação das crianças, pois a aula se
deu forma alegre e animada. A parte do ditado estourado foi o ponto alto da aula. O
ponto negativo é que a aluna ainda não tem total domínio com as crianças, as vezes
a professora entrava na sala de aula e pedia mais silêncio aos alunos. A aula foi boa
e todas as atividades propostas foram realizadas, com sucesso.

2. RELATÓRIO DE REGÊNCIA

A aula inicia com a rotina, já habituada da escola. O profesor de música foi


convidado a ajudar as crianças com o ensaio da música. As crianças se
empolgaram, pois a música é animada e começa com o assovio. Rapidamente eles
aprenderam os movimentos, pois é bem didática. Combinamos ensaiar um
pouquinho todos os dias no final da aula.
O número eles pintaram com facilidade. E a brincadeira no parquinho foi
livre.O ponto positivo da aula é que ela foi bem lúdica e alegre. O negativo é que a
turma é de dificil controle, pois as crianças ainda são agitadas e pede muito da aluna
estágiaria. Dia de piscina, um dia que é agitado na hora de sair da piscina, eles
usam o ultimo horário.

3. RELATÓRIO DE REGÊNCIA

A aula foi concretizada, e o objetivo de interação mediado foi alcançado. A


turma gosta de fazer juntos, apesar da competividade as vezes atrabalhar. Os
alunos muitas vezes querem fazer tudo o que o colega já está fazendo e quer o
mesmo material. Pode se dizer que aula foi muito divertida e o tempo passou rápido.
16

O ponto negativo é que esse tipo de aula traz muitos conflitos entre os alunos.

4. RELATÓRIO DE REGÊNCIA

Segunda-Feira é o dia que as crianças chegam mais agitadas, pois elas vem
do fim de semana de passeios e etc. A princípio, a ideia foi acalmar a turma, pois o
plano de aula é sempre adptavel. Após a rotina, as atividades foram iniciadas, ainda
voltada para o produzir as tarefas que serão expoxtas ao final do projeto.
O ponto positivo é que nessa aula, já se tem o um maior domínio da turma;
não completamente, contando com a profesora docente sempre que necessario. A
interção entre aluno e aluno tem sempre alguns conflitos que a professora deixa eles
primeiro, resolverem, caso não consigam, ela faz a mediação com conversa.

5. RELATÓRIO DE REGÊNCIA.

Todas as aulas, foram acompanhadas pela professora docente, enquanto a


monitora de sala fazia as organizaçoes das agendas (comunicação com a família). A
professora sempre tinha algumas ativiades para corrigir e organizar durante a aula
da aluna estágiaria. A aluna não conseguiu aprender o nome de todos os alunos e
issso as vezes era um problema na comunicação.

6. RELATÓRIO DE REGÊNCIA.

Aula especial pois foi a culminância do trabalho intenso da semana. A turma


estava em clima de festa, animados, caracterizados para a apresntação. No primeiro
momento, conversa informal e despedida. Também ganharam um pedaço de bolo,
feito pela estagiária (que foi guardado para o momento do lanche). Realização do
ensaio da música. Pausa para o lanche.
Após o lanche, as crianças se organizam e descem com os materiais com
calma para o pátio; cartazes e livros. Com ajuda da professora docente, monitora e
aluna estagiária, foi organizado tudo em mesas da escola. As outras turmas chegam
e são convidadas a sentar no chão da escola para ver a aprentação. O grupo 5
estava eufórico. A turma apresentou lindamente a coreografia. Foi cansativo e
compesador. Receberam muitas palmas.
17

MOSTRA DE ESTÁGIO

A Mostra de estágio se deu no polo de Planaltina-Goias, e culminou na


interação da turma e tutora presencial. Juntos abordamos as nossas vivências nas
escolas do nosso munícipio.
Através da reflexão percebe-se que o nosso município é dotado de
diversidade de escolas e realidades diferentes, e foi constatado que temos uma
prática diferenciada na rede de escolas particulares.
Realidades diferentes, ambas, sonhando com uma educação melhor. A
prática na escola precisa de suporte da família, pois juntos se constrói uma ponte
inabalável de confiança e capacitação afim de contribuir com o sucesso das
crianças.
É importante que as escolas trabalhem a autonomia das crianças. Importante
também que os profissionais se capacitem sempre, pois mesmo tendo todo suporte
de documentos legais, a prática vivenciada na sala é dotada com peculiaridades
particulares de cada professor. A união entre a equipe escolar faz toda a diferença
para uma ação perfeita, menos tradicional e mais crítica-social dos conteúdos.
18

CONSIDERAÇÕES FINAIS

A observação participativa é um momento fundamental e inesquecível na vida


do aluno, pois se tem a oportunidade de vivenciar a prática de todo estudo teórico
realizado até o momento. Através da dinâmica do dia a dia o aluno aprofunda os
conhecimentos metodológicos do ensino aprendizagem, a partir do cotidiano
escolar.
A realidade do exercício da função do professor é a expansão natural da
capacitação do aluno, e através do estágio o aluno tem a oportunidade de ver o que
o que de fato é a profissão e a educação no seu município.
Pode-se dizer que o estágio é um dos momentos mais importantes da vida do
aluno, afinal ele é inserido exatamente no mundo profissional em que vai atuar. Esse
momento o aluno deve refletir sobre todos os aspectos possíveis e aproveitar ao
máximo o estágio.
19

REFERÊNCIAS

BRASIL. Referencial curricular nacional para a educação infantil: conhecimento de


mundo. 3. ed. Secretaria de educação fundamental. 267 p. Brasília. 1998.
(ministério da educação e do desporto.). Disponível
em: <http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/volume3.pdf>. Acesso em: 02
Setembro de 2017.

CRUVINEL, Fabiana Rodrigues; LIMA, Bianca; ALVES, Gabrielle Marques. Revista


cientifica eletronica: Como desenvolver a linguagem oral e escrita na educação
infantil. 2013. Disponivel em:
<http://faef.revista.inf.br/imagens_arquivos/arquivos_destaque/UhW5zSfhKBavvsJ_2
013-7-10-17-39-27.pdf>. Acesso em: 20 de Outubro de 2017.
20

APENDICE - FOTOS