Você está na página 1de 24

Manual de Instalação do Muriqui Linux

Manual de Instalação
do Muriqui LInux

www.doctumtec.com.br 1
Manual de Instalação do Muriqui Linux

Prefácio

Prezado Usuário, Seja Bem Vindo ao Muriqui Linux!

Você está prestes a se tornar usuário de um dos melhores e mais seguros


sistemas operacionais do mundo! O objetivo desse manual é auxiliá-lo na instalação do
Muriqui Linux, tornando-o ainda mais fácil de instalar e configurar.
O Muriqui Linux é uma personalização da distribuição Debian e possui diversos
recursos para servidores e estações de trabalho, incluindo a instalação e configuração de
um sistema de Boot-Remoto, DRBL. Utiliza o instalador gráfico Anaconda, oferecendo
facilidades de instalação. Esse instalador é um projeto originalmente mantido pela
Progeny http://www.progeny.com e foi adaptado, traduzido e homologado pela
DoctumTec. O projeto tem como objetivo criar um instalador gráfico com portabilidade
para o sistema Debian GNU/LINUX. Foi então utilizado como base, o instalador do
RedHat (Anaconda). Maiores informações e documentações sobre o projeto original
podem ser encontradas no site da Progeny.
Cópias deste manual nos formatos HTML e PDF estão disponíveis online em:
http://www.doctumtec.com.br e www.muriquilinux.com.br. Há também uma cópia HTML
no conjunto de CDs.
Essa primeira versão do Manual de Instalação apresenta apenas a instalação
do perfil estação de trabalho. Em breve estaremos lançando o manual completo,
abragendo todos os perfis de instalação do Muriqui.
Bom trabalho e sucesso na instalação !

Equipe DoctumTec

www.doctumtec.com.br 2
Manual de Instalação do Muriqui Linux

Créditos do Projeto Muriqui Linux

Realização:
DoctumTec – Instituto Doctum de Educação e Tecnologia
Coordenação Geral do Projeto:
Prof. Dr. Ulisses Azevedo Leitão
Coordenação de Desenvolvimento:
Reinaldo José - petrok@gmx.net
Equipe de Desenvolvimento:
Reinaldo José – petrok@gmx.net
Jailton Júinior – bicudo@gmx.net
Mantenedor Português BR Projeto Anaconda/Debian-Progeny
Reinaldo José - petrok@gmx.net
Documentação:
Rubens Júnior – rubens@doctum.com.br
Ulisses Leitão – uli@doctum.com.br
Gicele Martins – gicele@doctum.com.br
Raquel Borsari – raquelborsari@doctum.com.br
Arte Gráfica:
Fernando Batista - fernando@doctum.com.br
Participação e Testes:
Ramon Costa - rcosta@doctum.com.br
Glauber Costa - glauber.costa@doctum.com.br
Jonilson Batista – jonilson@spep.com.br
Grupo FIC-Linux – http://www.spep.com.br/~fic-linux

www.doctumtec.com.br 3
Manual de Instalação do Muriqui Linux

Sumário
1 – Preparativos Iniciais.......................................................................................................4
1.1 – Reparticionamento para coexistência do Linux com o Windows® (Dual Boot)......4
1.2 – Requisitos para Instalação......................................................................................6
1.3 – Conheça o Instalador do Muriqui Linux...................................................................7
2 – Cancelando a Instalação................................................................................................7
3 – Iniciando a Instalação.....................................................................................................8
3.1 – Configuração do Teclado........................................................................................9
3.2 – Configuração do Monitor.........................................................................................9
4 - Definindo o tipo de Instalação.......................................................................................10
5 – Particionamento do Disco............................................................................................12
6 – Configurando o computador na rede...........................................................................15
7 – Especificando a linguagem..........................................................................................16
8 – Definindo o Fuso Horário local.....................................................................................16
9 – Criação do usuário e definindo a senha “root”.............................................................17
10 – Grupos de pacotes a serem instalados......................................................................18
11 – Último passo antes da instalação...............................................................................20
12 – Configurando o hardware de vídeo e a resolução.....................................................21

www.doctumtec.com.br 4
Manual de Instalação do Muriqui Linux

1 – Preparativos Iniciais

Antes de começar é preciso atentar para alguns pontos a fim de que a sua
instalação ocorra de maneira tranqüila. O Muriqui Linux está preparado para realizar sua
instalação juntamente com outro sistema operacional de maneira segura e fácil, mas
mesmo assim recomendamos que você faça um backup de seus dados antes de
começar a instalação.
O instalador normalmente detectará todos os hardwares de seu sistema, mas é
sempre bom ter à mão uma lista com os principais periféricos com informações como
marca, modelo e fabricante (pelo menos do monitor, teclado, mouse, placa de vídeo e
som), Caso você não saiba essas informações poderá instalar os drivers genéricos para
esses dispositivos.

1.1 – Reparticionamento para coexistência do Linux com o Windows® (Dual Boot)

Atualmente, a instalação de mais de um sistema operacional em


microcomputadores está cada vez mais comum. Principalmente agora, quando muitos
usuários estão interessados em conhecer e instalar o Muriqui Linux, mas não querem
perder os arquivos e programas gravados em outros sistemas operacionais. Mas, como
fazer isto? Neste caso, precisamos criar áreas lógicas separadas dentro do disco para
armazenar os diferentes sistemas operacionais. Cada área será considerada pelo
sistema, como se fosse um disco rígido diferente e cada uma é chamada de “partição”.
Se você está instalando os sistemas em um disco rígido vazio (ou com dados que
você pode apagar), o procedimento de criação das partições fica bem mais fácil, na
opção parte de criar partições, você poderá escolher apagar todas as partições e
continuar a instalação normalmente, siga para o capítulo 1.2 – Requisitos para
instalação.
A situação fica um pouco mais complicada quando já existe um sistema
operacional instalado, com dados e programas em funcionamento e você quer manter os
dois sistemas operacionais. Neste caso, é necessário gerar espaço livre no HD para a
instalação do seu Muriqui Linux. Para esta finalidade indicamos o utilitário fips. Este
aplicativo possibilita alterar o tamanho e a localização destas partições sem destruir seu
conteúdo.
Antes iniciar qualquer alteração em suas partições não se esqueça de
desfragmentar seu disco. Lembre-se que este aplicativo não é 100% seguro, pode
ocorrer algum problema natural no momento da desfragmantação, como por exemplo:
queda de energia ou um pique de luz, o que pode danificar a partição. Assim, é
recomendável que você faça um backup de seus dados mais importantes antes de
qualquer alteração.
No CD do Muriqui Linux você encontrará diversos utilitários MS-DOS no
diretório /tools/. Neste diretório você encontrará o aplicativo fips.exe, com o qual você
poderá redimensionar, apagar, criar novas partições ou manipulá-las.
Para preparar o seu sistema Windows® para a instalação do Muriqui Linux,
mantendo o Windows® em funcionamento, siga os seguintes passos:
• Inicialmente você terá que desfragmentar todo o seu disco. No Windows® isto é
feito pelo o programa defrag, que move os arquivos para o início do HD,

www.doctumtec.com.br 5
Manual de Instalação do Muriqui Linux

organizando o sistema de arquivos e deixando a parte final do HD livre. Isto é


necessário para que não haja perda de dados ao ser criada a partição Linux.
• Crie um disquete de boot do Windows®
• Copie para o disquete o aquivo fips.exe. Para fazer isto, utilize o prompt de
comando do dos digite:
format a: /s

Depois de criado o disco de boot copie o arquivo fips.exe que esta no CD do


Muriqui:
copy d:\tools\fips.exe a:

• Agora você já pode reiniciar o seu computador com este disquete (não esqueça de
alterar o boot do seu sistema para floppy).
• Após inicializar o seu computador com o disquete, execute o fips:
a:\fips.exe

• Algumas informações serão mostradas, como por exemplo a tabela de partições e


as informações sobre o setor de boot, como no exemplo a seguir:

Partition table:

| | Start | | End | Start |Number of|


Part.|bootable|Head Cyl. Sector|System|Head Cyl. Sector| Sector |Sectors |
MB
-----+--------+----------------+------+----------------+--------+---------
+----
1 | yes | 1 0 1| 0Ch| 127 783 63| 63| 6330177|
3090
2 | no | 0 0 0| 00h| 0 0 0| 0| 0| 0
3 | no | 0 0 0| 00h| 0 0 0| 0| 0| 0
4 | no | 0 0 0| 00h| 0 0 0| 0| 0| 0

Boot sector:

Bytes per sector: 512


Sectors per cluster: 8
Reserved sectors: 32
Number of FATs: 2
Number of rootdirectory entries: 0
Number of sectors (short): 0
Media descriptor byte: F8h
Sectors per FAT: 6176
Sectors per track: 63
Drive heads: 128
Hidden sectors: 63
Number of sectors (long): 6330177
Physical drive number: 80h
Signature: 29h

Checking boot sector ... OK


Checking FAT ...

www.doctumtec.com.br 6
Manual de Instalação do Muriqui Linux

Na mensagem "Checking FAT...", o programa estará analisando o seu sistema de


arquivos DOS para verificar se ele poderá redimensionar a partição. Se por acaso não
houver o último cilindro da partição livre (isso pode ocorrer se o defrag não for
executado), ocorrerá uma interrupção do particionamento e a saída imediata do
programa.
Caso tudo esteja normal, você poderá especificar o tamanho da partiçao onde será
instalado o seu Muriqui Linux. Isto é realizado simplesmente deslocando as dimensões
dos cilindros utilizando os cursores (setas do teclado). Recomendamos um espaço
mínimo de 4GB. Concluída o redimensionamento da partição,, aperte <ENTER>. O
programa irá analisar novamente por cilindros livres e mostrará as novas configurações.
Pressionando a tecla <C>, você poderá rever as informações fornecidas. Pressionando a
tecla <Y>, você confirmará o tamanho da nova partição. Salve a configuração ao sair do
programa.
A nova partição será um espaço livre em seu HD. Inicie agora a instalação do
Muriqui Linux, normalmente. Utilize o espaço livre, recém criado, para a sua instalação,
sem perigo de perder a instalação anteriormente existente em seu computador.

1.2 – Requisitos para Instalação

Os requisitos mínimos para a instalação do Muriqui Linux, opção “Estação de


Trabalho” são:
• Pentium II 400 Mhz ou superior
• 128 MB de memória RAM
• 1.4 GB de espaço em disco
• Adaptador de Vídeo VGA

Estas configurações permitem que você utilize o Muriqui Linux mas com algumas
restrições, garantindo um desempenho satisfatório do sistema e de todos os seus
aplicativos. Configurações mais baixas também podem ser usadas mas nesse caso é
preciso atentar para alguns detalhes:
• Máquinas com até 64 MB de memória RAM terão seu processo de instalação feito
no modo texto. Também deverá ser escolhida uma plataforma gráfica mais leve
como por exemplo, Xfce-4 e/ou BlackBox.
• O processador mínimo deverá ter 200 Mhz.

Para se obter uma performance perfeita do sistema, a configuração abaixo é


suficiente:
• Pentium III 700 Mhz ou superior
• 128/256 MB de memória RAM
• Espaço em disco acima de 3 GB

É importante frisar que estes requisitos são aplicados a uma instalação padrão,
que será vista durante este manual. Instalações personalizadas e instalação de
servidores podem requerer mais hardware, dependendo do caso.

www.doctumtec.com.br 7
Manual de Instalação do Muriqui Linux

1.3 – Conheça o Instalador do Muriqui Linux

Antes de prosseguir, é importante que você conheça os procedimentos que irá


encontrar durante o processo de instalação.
Ao longo desta instalação, aparecerão diversas janelas que servirão como guia.
Você poderá navegar pelas telas de instalação utilizando as teclas <TAB> e <ENTER>
ou usar seu mouse, caso ele seja detectado automaticamente.
As janelas do instalador do Muriqui Linux são divididas em três componentes
principais:
• Área de Ajuda: localizada à esquerda das telas de instalação, essa área contém
textos explicativos sobre o procedimento de instalação que você estará executando.
Se por acaso houver dúvidas sobre qualquer etapa do processo de instalação, basta
parar alguns minutos e ler com atenção o texto disponível na Área de Ajuda, com
certeza ele irá orientá-lo nas etapas do processo de instalação.
• Área de Configuração: Localizada à direita das telas de instalação, esta área será
utilizada para realizar as configurações necessárias para a instalação do seu Muriqui
Linux.
• Botôes de Controle: Todas as telas de instalação terão 04 (quatro) botões padrão:
“Esconder Ajuda”, “Notas de Versão”, “Voltar” e “Próximo”. Veja a seguir a descrição
das funções de cada botão:
• Esconder Ajuda: Esconde ou exibe a Área de Ajuda.

• Notas de Versão: As notas da versão fornecem uma visão geral dos recursos que
podem “não” estar disponíveis na documentação. Para visualizar as notas da
versão clique no botão “Notas da Versão” e aparecerá uma nova janela
contendo as informações necessárias. Clique em Fechar para fechar as notas da
versão e retornar ao programa de instalação.

• Próximo e Voltar: Use os botões “Próximo” e “Voltar” para navegar pelas telas.
Clique em “Próximo” para salvar as informações e passar para a próxima tela;
clique em “Voltar” para retornar à tela anterior.

2 – Cancelando a Instalação

Durante o processo de configuração das etapas de instalação você poderá


cancelar a instalação a qualquer momento, reiniciando seu computador ou pressionando
simultaneamente as teclas <Ctrl> <Alt> <Del>. As etapas de configuração da instalação
compreendem todas as telas antes da tela intitulada “Prestes a Instalar”(veja o capítulo
10 – Último passo antes da instalação). Quando clicar no botão Próximo desta tela, sua
instalação estará sendo iniciada e o cancelamento da mesma causará danos ao seu
disco rígido.
Agora que já apresentamos as particularidades do nosso instalador você poderá
iniciar a instalação do Muriqui Linux. Bom Trabalho!

www.doctumtec.com.br 8
Manual de Instalação do Muriqui Linux

3 – Iniciando a Instalação

Com o CD do Muriqui Linux, você deverá iniciar seu computador com a função de
inicialização pelo CD. Esta pode ser ativada através da BIOS (Basic Input Output
System). A maioria dos computadores de hoje vem com esta função já habilitada.
Assim que o computador for iniciado, com boot pelo CD-ROM, aparecerá uma tela
com as seguintes opções:

• Para instalar ou atualizar em modo gráfico pressione <ENTER>: essa opção


inicializará automaticamente o processo de instalação. O monitor deve ficar escuro
por alguns segundos, até que seja ativada a primeira tela do Modo de Instalação,
que é a tela de apresentação pedindo que o usuário aguarde até que seja possível
iniciar o processo de instalação. Esse será o procedimento abordado por este
manual.

• Para instalar ou atualizar em modo texto digite:


linux text (e pressione <ENTER>)
Essa opção iniciará a instalação através do modo texto. Use as teclas abaixo
para maiores informações: As teclas de F1 a F5 são teclas de ajuda que
correspondem aos seguintes itens:
• F1: Tela principal
• F2: Opções de Inicialização do Instalador
• F3: Informações gerais de boot
• F4: Passagem de Parâmetros diretamente para o kernel
• F5: Modo de Resgate
Caso o seu monitor tenha sido detectado automaticamente, a primeira tela de
instalação será a de configuração do teclado, conforme mostra a figura 1. Caso isso não
aconteça deveremos configurar o monitor, então a primeira tela de instalação será a de
configuração do monitor, como apresentado na figura 2. (Veja ítem 2.2).

www.doctumtec.com.br 9
Manual de Instalação do Muriqui Linux

3.1 – Configuração do Teclado

Figura 1 – Configurando o Teclado

Conforme mostra a figura 1, o instalador do Muriqui detectará o modelo/layout de


seu teclado e já mostrará a opção pré-selecionado. Os modelos/layouts mais comuns são
dois: o Brazilian (ABNT2), que pode ser identificado pela presença da tecla “ç” ou então o
teclado americano padrão (U.S. International de 101/102 teclas), onde para digitar a letra
“ç” é preciso pressionar a tecla do acento agudo (') seguida pela tecla da letra “c”.
Qualquer dúvida com relação à escolha do modelo do teclado utilize os textos
explicativos da área de ajuda.
Depois de escolhido o modelo/layout de seu teclado, basta clicar na tecla Próximo
para salvar suas configurações e prosseguir com o processo de instalação.

3.2 – Configuração do Monitor

Essa tela só aparecerá se seu monitor não for detectado automaticamente.


Conforme a figura 2, ele mostrará a configuração que mais se assemelha ao seu monitor
(normalmente, nesse caso ele detecta uma configuração genérica). Se a configuração
detectada não for correta você poderá procurar na lista pelo seu monitor e modificar a
configuração.
Depois de escolher o monitor você precisará configurar qual o padrão utilizado.
Clicando nas setas do lado esquerdo, serão mostrados os modelos de monitores
disponíveis.

www.doctumtec.com.br 10
Manual de Instalação do Muriqui Linux

Figura 2 – Seleção do modelo do monitor

Clique sobre aquela que corresponde ao modelo do seu monitor. Normalmente


essas informações encontram-se nos manuais dos fabricantes ou então em etiquetas
localizadas atrás dos monitores.
Depois de selecionar todas as informações clique em Próximo para salvar as
configurações e pronto, seu monitor já está configurado e você pode continuar a
instalação do Muriqui Linux.

4 - Definindo o tipo de Instalação

O Muriqui Linux oferece quatro tipos diferentes de perfis de instalação para atender
aos mais diversos usuários e ambientes computacionais, conforme mostra a figura 4. Por
isso seu Muriqui Linux pode ser instalado em casa, no escritório, em servidores de grande
porte, em máquinas destinadas à segurança da rede (firewalls), enfim, podemos utilizar o
Muriqui Linux para diversos fins com o mesmo padrão de qualidade em todos eles.
Agora vamos apresentar as características de cada perfil de instalaçâo para que
você escolha qual deles melhor lhe atende.

• Computador Pessoal: Ideal para computadores usados como estações de


trabalho. Perfeito para aqueles que desejam um ambiente composto por diversos
aplicativos, entre eles editores de textos, planilhas eletrônicas, navegadores de
Internet, leitores de e-mail. Cria um ambiente ideal para máquinas domésticas e de
escritório.

www.doctumtec.com.br 11
Manual de Instalação do Muriqui Linux

• Servidor: Utilize este perfil se você deseja compartilhar serviços em sua rede como,
por exemplo, serviços web (HTTP, FTP, Proxy/Squid, DNS, e-mail), compartilhar
arquivos, autenticação de usuários. Ideal para instalação de máquinas servidoras
(de grande porte, ou não) que serão responsáveis pela distribuição e
disponibilização de diversos serviços na rede.

• Sistema de Boot-Remoto – DRBL: Servidor de Boot-Remoto: instala e configura


automaticamente um servidor de Boot-Remoto utilizando o DRBL (Debian Remote
Server Boot in Linux). O script de instalação e configuração do servidor de boot-
remoto, DRBL também foi modificado para automatizar e facilitar a configuração do
servidor. Mais informações podem ser encontradas no site oficial do projeto
(drbl.sourceforge.net). Ele Instala e configura uma rede de boot-remoto em poucas
horas, fazendo com que as estações de trabalho, assim como o servidor, fiquem
prontas para uso após a instalação, sendo necessário apenas algumas
configurações específicas de sua rede. Visite nossa FAQ (www.muriquilinux.com.br)
para obter mais informações sobre como configurar sua rede.

• Instalação Personalizada: Como o próprio nome já diz, esse perfil é para aqueles
usuários que desejam personalizar sua instalação escolhendo apenas aqueles
grupos de pacotes que lhe interessam, visando atender um objetivo específico de
estação de trabalho ou servidor.

Vale ressaltar que este manual dará mais detalhes sobre a instalação do perfil
Computador Pessoal.

Figura 3 – Escolha do Perfil de Instalação

www.doctumtec.com.br 12
Manual de Instalação do Muriqui Linux

5 – Particionamento do Disco

A próxima etapa de instalação compreende o particionamento de HD.


Quando falamos em particionamento, queremos nos referir a divisão de uma área
de armazenamento do Disco Rígido (HD) para que seja instalado o sistema. Em um
sistema operacional, como no caso do Muriqui Linux, é necessário especificar a
quantidade de espaço no HD a ser utilizado pelo sistema. Portanto, fique bastante atento
aos detalhes que iremos passar a partir de agora, para que o seu Linux seja instalado
corretamente.
O instalador apresentará duas opções de particionamento: particionamento
automático e particionamento manualmente com disk druid. Vamos primeiramente utilizar
a opção de particionamento automático, pois é a forma mais fácil e rápida de particionar o
seu disco. Não recomendamos utilizar particionamento automático se você estiver
instalando o perfil servidor ou servidor de boot-remoto, nesse caso é recomendado utilizar
o particionamento manual que será apresentado a seguir.

Figura 4 – Seleção da Opção de particionamento automático

Após selecionar a opção de particionamento automático, basta clicar em próximo


para dar continuidade ao processo de instalação. A Figura 5 abaixo apresenta a tela em
que você poderá escolher uma das seguintes opções:

www.doctumtec.com.br 13
Manual de Instalação do Muriqui Linux

Figura 5 – Formas de utilizar o espaço no disco rígido

1) Remover todas as partições Linux do sistema – Esta opção permitirá a instalação do


Muriqui Linux numa área que já está reservada para o Linux existente em seu sistema;
2) Apagar todas as partições neste sistema – Esta opção permitirá a reformatação de
todo o HD, apagando todos os dados de seu computador para uma instalação
exclusiva do Muriqui Linux;
3) Manter todas as partições e utilizar o espaço livre – Esta opção permite instalar o
Muriqui Linux no espaço livre criado pelo procedimento descrito no ítem 1.1 –
Reparticionamento para coexistência do Linux com Windows® (Dual Boot).

O próximo passo é definir qual (is) os discos que serão utilizados para a instalação
do sistema e como será utilizado o espaço do mesmo. A figura 6 apresenta as opções de
utilização do disco, assim como a lista dos discos disponíveis.

www.doctumtec.com.br 14
Manual de Instalação do Muriqui Linux

Figura 6 – Particionamento do disco rígido

Um HD de 4 GB foi utilizado como exemplo (veja capítulo 1.1 – Requisitos para


instalação). O instalador define automáticamente três partições a serem criadas e
redimensionadas, são elas: “/boot”, “ / “ e a “swap”. Elas são definidas como sendo do
tipo específico ext3 (/ e /boot) e tipo swap para a partição swap.

A seguir confirme o local onde será colocado o GRUB (gestor de inicialização após
o Boot). Confira se está conforme o indicado na figura 7, Debian GNU/Linux e o
dispositívo de sua escolha (padrão /dev/hda1) e prossiga com a instalação.

www.doctumtec.com.br 15
Manual de Instalação do Muriqui Linux

Figura 7 – Definição do GRUB

6 – Configurando o computador na rede

Figura 8 – Configurando o computador a rede

www.doctumtec.com.br 16
Manual de Instalação do Muriqui Linux

Um diferencial do instalador Anaconda é que ele permite configurar o PC à rede. É


possível especificar se o acesso à rede será através de um endereço dinâmico, neste
caso marque a opção DHCP. Se o computador fizer parte de uma rede com
endereçamento fixo, deverão ser inseridos o IP e o nome ao computador e preenchidos
os campos indicados por Gateway, DNS Primário, DNS Secundário e DNS Terciário.

7 – Especificando a linguagem

O Muriqui Linux, por ser uma distribuição brasileira, utiliza o Português Brasileiro
como linguagem padrão. Essa opção já encontra-se pré-selecionada. Entretanto, se optar
em adicionar outros suportes a demais linguas estrangeiras, selecione-as e dê
continuação com a instalação.

Figura 9 – Suporte a outras línguas

8 – Definindo o Fuso Horário local

De acordo com a sua localização no globo terrestre, pode-se definir o fuso horário
local. No Brasil temos quatro fuso horários. Confira aquele que for mais indicado a você e
passe para o próximo passo da instalação.

www.doctumtec.com.br 17
Manual de Instalação do Muriqui Linux

Figura 10 – Fuso horário local

9 – Criação do usuário e definindo a senha “root”

A senha de super usuário é a garantia da segurança de seu computador. Muito


cuidado ao digitá-la. Memorize-a para não ser esquecida.
Ao digitar a senha no primeiro campo, é necessário repetí-la para verificação. Por
questões de segurança, não aparecerá o que realmente você digitar, e sim, o simbolo *
(asterisco).

Obs.: A senha de Root é muito importante e deve ser mantida em segredo


absoluto pelos Usuários. Evite anotá-las em papel ou em algum lugar para que
não haja perda de sigilo.

Além da conta root, você poderá criar também uma conta de usuário comum,
bastando para isso inserir os dados do usuário nos campos indicados, logo, ele poderá
acessar a área de trabalho normalmente.

www.doctumtec.com.br 18
Manual de Instalação do Muriqui Linux

Figura 11 – Definição da senha root e criação do usuário comum

10 – Grupos de pacotes a serem instalados

Com base no tipo da instalação que foi especificado(veja o capítulo 3 – Definindo o


tipo de instalação), que o instalador fará os agrupamentos dos pacotes referentes as
necessidades primordiais de cada tipo de instalação. Portanto, como neste caso foi
definido o tipo de instalação “Computador Pessoal”, já está selecionado os principais
pacotes para este perfil, siga em frente com a instalação.

www.doctumtec.com.br 19
Manual de Instalação do Muriqui Linux

Figura 12 – Instalação dos pacotes padrão ou personalizados

Figura 13 – Seleção dos grupos de pacotes a serem instalados

www.doctumtec.com.br 20
Manual de Instalação do Muriqui Linux

11 – Último passo antes da instalação

Esta é a última etapa antes que o Muriqui seja instalado em seu computador. Até o
momento, o sistema não apagou nenhum dado de seu HD. Caso esteja certo de concluir
o processo de instalação, clique em “Próximo” e aguarde a instalação do Muriqui Linux.

Figura 14 – Antes da instalação no HD

Enquanto o sistema é instalado você poderá visualizar algumas telas do Muriqui:

www.doctumtec.com.br 21
Manual de Instalação do Muriqui Linux

12 – Configurando o hardware de vídeo e a resolução

O reconhecimento do hardware de vídeo é automático após a instalação. Se por


acaso o hardware de seu computador não for reconhecido, escolha a configuração que
melhor se adapte ao seu hardware. Para a interface gráfica, o padrão mais indicado é o
VESA ( generic).

Figura 15 – Escolha do driver da interface gráfica

Em seguida encontra-se a tela de configuração da definição das cores e a


resolução da tela.

www.doctumtec.com.br 22
Manual de Instalação do Muriqui Linux

Figura 16 – Escolha da resolução da tela do monitor

Figura 17 – Finalização da instalação

www.doctumtec.com.br 23
Manual de Instalação do Muriqui Linux

Parabéns você instalou com sucesso o Muriqui Linux!

DoctumTec - Instituto Doctum de Tecnologia

Praça Cesário Alvim, nº 110 - 3º andar • Centro


35300-036 • Caratinga • MG
Tel.: (33) 3321 - 5287 • E-mail: tecnologia@doctum.com.br

Para suporte ou maiores informações, entre em contato com a equipe de suporte


DoctumTec ou acesse o site do Muriqui Linux:

Site do Muriqui: http://www.muriquilinux.com.br


DoctumTec: http://www.doctumtec.com.br

www.doctumtec.com.br 24