Você está na página 1de 6

04/01/2019 Proteste Investe | PPR: Junte mais de 300 mil euros com a nossa Escolha Acertada

3/5Menu
 créditos restantes

Subscreva a Proteste Investe para beneficiar de !

  Reforma  Fundos PPR  PPR: Junte mais de 300 mil euros com a nossa Escolha Acertada

a ná l i s e

PPR: Junte mais de 300 mil euros com a nossa Escolha


Acertada
Há 2 meses - quarta-feira, 17 de outubro de 2018

O plano poupança-reforma recomendado pela Proteste Investe rendeu 9,9% nos últimos três
anos. Se aos 30 anos começar a investir 100 euros por mês neste fundo PPR, poderá reformar-
se com mais de 300 mil euros na conta bancária.

Prepare a sua reforma com as nossas Escolhas Acertadas

Quando se tem 30 anos, em que se pensa? Comprar casa, um carro, ter filhos, fazer férias e... na
reforma. Reforma? Alguém pensa na reforma? Ninguém! Quem disser o contrário está a mentir, ou é
um iluminado. Mas e se lhe disséssemos que pode retirar-se aos 67 anos com alguns milhares de
euros na conta? Mais precisamente, 378 mil euros líquidos (retirado o imposto de 8 por cento). Soa-
lhe bem?
https://www.deco.proteste.pt/investe/reforma/fundos-ppr/analises/2018/10/ppr-junte-300-mil-escolha-acertada 1/6
04/01/2019 Proteste Investe | PPR: Junte mais de 300 mil euros com a nossa Escolha Acertada

A fórmula:
3/5 créditos começar a poupar 100 euros por mês e investi-los no plano poupança-reforma que
restantes
recomendamos: Alves Ribeiro PPR, a nossa Escolha Acertada há já alguns anos (supondo que o fundo
conseguiria o mesmo rendimento dos últimos três anos: 9,9% brutosSubscreva
anualizados). 
a Proteste Investe para beneficiar de !

Se optasse por depósitos a prazo, a uma taxa hipotética de 1%, teria cerca de 51 mil euros líquidos. Ou
137 mil, se aplicasse o montante na nossa carteira de fundos (pressupondo a mesma taxa bruta de
6,4% dos últimos cinco anos). 

Não lhe estamos a dar música com estes números apelativos. Claro que são suposições e cálculos
matemáticos para quem começa a poupar aos 30 anos - é impossível adivinhar quanto vão
rentabilizar estes produtos no futuro. 

Mas, apesar de os rendimentos passados não serem garantia de ganhos futuros, podem indicar-nos a
estratégia a seguir para multiplicar as poupanças.

Prepare a reforma aos 30 anos


No passado, dizíamos que os PPR eram especialmente indicados a partir dos 40 anos. Contudo, muita
coisa mudou. 

O benefício fiscal pelas quantias entregues deixou de ter tanta importância e, atualmente, não há
limite para a percentagem de ações que compõem os PPR. Por outras palavras, são produtos
financeiros interessantes para investir a longo prazo. 

Por isso, se está muito longe da reforma, na casa dos 30 anos, e pensa que os PPR não são para si, está
enganado. Quanto mais cedo iniciar a poupança, menor será o esforço que terá de fazer para manter
na reforma o nível de vida a que se habituou.
 
Comercializados em bancos e seguradoras, os PPR são uma forma diversificada de investir em ações e
obrigações, sem exigir grandes conhecimentos financeiros. 

Têm a vantagem de permitir fazer entregas regulares de pequenos montantes ou esporádicas, quando
entender. Podem assumir a forma de seguros, fundos de investimento ou de pensões. Motivo pelo
qual convém analisar, no momento de escolher, a estrutura de custos e a política de investimento. Os
PPR que garantem o capital e/ou um rendimento mínimo apresentam um risco mais baixo. Na sua
maioria, são seguros PPR. Como tal, o potencial de rentabilidade é limitado. 

Os fundos têm uma componente em ações e, geralmente, não garantem o capital. Apresentam, por
isso, um risco maior, mas também a possibilidade de valorizações mais altas. Como não há regra sem
exceção, existem seguros PPR sem capital garantido ou rendimento mínimo, e fundos PPR com o
capital seguro.

Uma vasta oferta no mercado


Há cerca de 650 PPR divulgados pelas entidades oficiais, mas apenas 85 estão disponíveis para novas
subscrições (43 são seguros e 42 fundos). Como nem todas as seguradoras divulgam o rendimento
passado dos seus produtos nas páginas online, o que tornaria os seguros mais transparentes, a nossa
análise terá por base os dados da Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões .
 
Quanto aos fundos, recolhemos a informação na Associação Portuguesa de Fundos de Investimento,
https://www.deco.proteste.pt/investe/reforma/fundos-ppr/analises/2018/10/ppr-junte-300-mil-escolha-acertada 2/6
04/01/2019 Proteste Investe | PPR: Junte mais de 300 mil euros com a nossa Escolha Acertada
Pensões e Patrimónios e também na nossa base de dados.
 
3/5 créditos restantes
Em 2017, os seguros tiveram uma performance bem modesta (1,6%, em média), quando comparados
com os fundos (3,3%), que beneficiaram da subida das bolsas. Aliás, os fundos
Subscreva que investem
a Proteste mais
Investe para em de !
beneficiar
ações valorizaram 4,1 por cento.
 
Contudo, nos últimos doze meses (até 31 de agosto), o rendimento destes PPR foi bastante mais
humilde (apenas 0,2%, em média). Até mesmo o Alves Ribeiro PPR registou ganhos abaixo dos valores
a que nos habituou (2,3 por cento). Os fundos com uma componente maior de ações foram, ainda
assim, menos penalizados.

Notámos algumas discrepâncias entre os elementos apresentados pela Autoridade de Supervisão de


Seguros e Fundos de Pensões e os números revelados por algumas seguradoras. Por exemplo, o PPR da
seguradora PSN – Mútua de Seguros – aparece no portal da companhia com um rendimento de 4,15%,
para 2017, enquanto a ASF divulgou 5,02 por cento.
 
Contactámos a seguradora, que nos informou que já alertou a ASF para corrigirem esses dados.

Muitas companhias não disponibilizam também nos seus sites as fichas técnicas dos PPR (condições
gerais). É frequente encontrar um botão para pedir uma simulação e nada mais. Não se percebe o
porquê de tanto secretismo. Ao dificultar o acesso à informação dos seguros, torna-se complicado
comparar produtos concorrentes. Neste momento, mais de 80% do dinheiro aplicado em PPR está em
produtos sob a forma de seguro com capital garantido. Muitos destes investidores poderiam ganhar
mais se optassem por um plano adequado ao seu perfil. 

Para saber se deve manter-se casado com o seu PPR ou divorciar-se dele, compare-o com as nossas
Escolhas Acertadas. A transferência é um processo simples: basta dirigir-se à entidade onde pretende
efetuar o novo PPR e preencher dois impressos. A instituição tratará de tudo. Se preferir, pode optar
por uma transferência parcial ou total dos montantes aplicados. O mais certo é ter de pagar uma
comissão de transferência até 0,5%, se o seu PPR tiver capital garantido.

Taxas de imposto mais favoráveis


Uma das maiores vantagens dos PPR são os benefícios fiscais que proporcionam à entrada e à saída.
Permitem a dedução à coleta de 20% do valor aplicado (com limites de 400 euros para pessoas até 35
anos; 350 entre os 35 e os 50 anos; e 300 acima dos 50). No momento do resgate, a taxa de imposto é
reduzida, variando consoante o prazo de aplicação e o resgate dentro ou fora dos limites da lei. 

Se respeitar as condições (reforma por velhice, a partir dos 60 anos de idade; desemprego de longa
duração do titular ou de qualquer membro do agregado familiar; incapacidade permanente ou doença
grave do investidor ou de qualquer membro do agregado familiar; e amortização de crédito à
habitação), o imposto é só de 8 por cento. 

Se ocorrer fora das condições, quanto mais tempo tiver o PPR, menos pagará de taxa sobre o
rendimento obtido (21,5% antes dos 5 anos; 17,2% se o resgatar entre os 5 e os 8 anos; e 8,6% quando
tem mais de 8 anos). 

É importante salientar que o imposto apenas é retido no momento do resgate, o que permite, assim, a
capitalização dos juros e ganhos até ao momento em que levantar os montantes que aplicou.  

A principal desvantagem dos PPR é a restrição de liquidez quando são resgatados fora das condições
https://www.deco.proteste.pt/investe/reforma/fundos-ppr/analises/2018/10/ppr-junte-300-mil-escolha-acertada 3/6
04/01/2019 Proteste Investe | PPR: Junte mais de 300 mil euros com a nossa Escolha Acertada
mencionadas.
 
3/5 créditos restantes
As penalizações são elevadas e implicam a devolução dos benefícios fiscais que conseguiu, acrescidos
de 10% por cada ano decorrido. Razão pela qual sugerimos que não inclua na sua
Subscreva declaração
a Proteste de IRS
Investe para as de !
beneficiar
entregas que efetuar (e retire-as se aparecerem no preenchimento automático).

Agora, que já o espicaçámos para pensar na reforma, fica mais uma recomendação: ter um único PPR
toda a vida é uma estratégia errada. Quando chegar aos 57 anos, transfira-o para um de capital
garantido, para não correr riscos e perder tudo o que já acumulou. Em suma, o seu bem-estar no
futuro dependerá da sua destreza para investir nos produtos certos. 

A melhor estratégia para a reforma


O sucesso dos seus investimentos dependerá dos produtos que adquirir ao longo da vida. Quanto mais
novo, mais risco deve assumir, escolhendo, por exemplo, um PPR sob a forma de fundo sem capital
garantido, com uma percentagem de ações. O potencial de rendimento é superior. A dose de risco
deve, no entanto, diminuir à medida que avança na idade. Para o ajudar, elaborámos dois cenários.

Antes dos 57 anos


Se tem 40 anos, faltam cerca de 27 para atingir a reforma. Esta é uma boa altura para iniciar um PPR
sob a forma de fundo, com uma parte aplicada em ações. A nossa Escolha Acertada, o Alves Ribeiro
PPR, rendeu 11,6% anualizados nos últimos 5 anos (até final do ano passado); 9,9% entre 2014 e 2017.
Pode subscrever este fundo com condições especiais através do nosso protocolo.

Para ficar animado, vamos a mais umas contas: imagine que aplica 100 euros todos os meses na nossa
Escolha Acertada e que este fundo mantém o rendimento dos últimos três anos. Neste período,
acumulará a bela quantia de 141 mil euros líquidos.

Se preferir um depósito ou mesmo um daqueles seguros PPR que rendem 1% brutos ao ano, obteria
menos de 36 mil euros líquidos.

Se tiver montantes elevados para investir em complementos de reforma, o nosso conselho é


diferente: não coloque todas as poupanças em PPR. Além de terem pouca liquidez, é importante
diversificar as aplicações, não pôr todos os ovos no mesmo cesto. Invista parte das suas poupanças de
longo prazo no fundo Optimize Seleção Base, ao abrigo do nosso protocolo com a Optimize. A nossa
carteira teórica, que este fundo replica, rendeu 7,5% nos últimos 5 anos (até final de agosto). Supondo
que aplica 100 euros por mês e que o rendimento se mantém nos próximos 27 anos, obterá cerca de 82
mil euros líquidos.

Depois dos 57 anos


Chegou a uma idade crucial: está a 10 anos ou menos da reforma e, como tal, não pode, nem deve,
correr riscos desnecessários. Transfira o seu PPR para outro com garantia de capital, para que nos
anos que antecedem a reforma não perca o montante que já acumulou Caso contrário, poderá não ter
tempo para recuperar das perdas que possam ocorrer.
 
O Lusitania Poupança Reforma PPR é a atual Escolha Acertada na categoria dos seguros PPR de capital
garantido. Rendeu 3,8%, em 2017, e 3,9%, em média, nos últimos três anos. Tem a vantagem de ter
https://www.deco.proteste.pt/investe/reforma/fundos-ppr/analises/2018/10/ppr-junte-300-mil-escolha-acertada 4/6
04/01/2019 Proteste Investe | PPR: Junte mais de 300 mil euros com a nossa Escolha Acertada
também um rendimento mínimo (em 2018, é de 1,5%) e proporcionar, pelo menos, 80% na
participação
3/5 créditos restantesdos resultados. A subscrição deste PPR beneficia de condições especiais ao abrigo do
nosso protocolo com a Lusitania Vida.
  Subscreva a Proteste Investe para beneficiar de !
Se iniciar, aos 57 anos, uma poupança de 100 euros neste produto, acumulará um pouco mais de 14
mil euros líquidos (assumindo que rende o mesmo durante os próximos 10 anos). Não é um número
tão impressionante como nos cenários anteriores, porque iniciou tarde a poupança. Mas, se optasse
por um depósito a 1% ao ano, conseguiria menos de 13 mil euros. Conclusão: quanto mais cedo iniciar
a poupança para a reforma, melhor. No longo prazo, pequenas diferenças de rendimento fazem
milagres no montante acumulado.

Partilhe este artigo

   

artigos

n ot í c ia s

Fundos PPR têm novo nome


há u m m ê s - t e rça-f e i r a , 2 0 d e n ov e m b ro d e 2 0 1 8

n ot í c ia s

PPR: qual a Escolha Acertada para a sua reforma


há u m m ê s - q u i n ta-f e i r a , 8 d e n ov e m b ro d e 2 0 1 8

a rt i g o

O que são Certificados de Reforma?


há 3 m e s e s - t e rça-f e i r a , 2 d e o u t u b ro d e 2 0 1 8

a rt i g o

https://www.deco.proteste.pt/investe/reforma/fundos-ppr/analises/2018/10/ppr-junte-300-mil-escolha-acertada 5/6
04/01/2019 Proteste Investe | PPR: Junte mais de 300 mil euros com a nossa Escolha Acertada
Empresas pagam Certificados de Reforma aos trabalhadores
3/5 créditos restantes
há 3 m e s e s - t e rça-f e i r a , 1 1 d e s e t e m b ro d e 2 0 1 8

Subscreva a Proteste Investe para beneficiar de !

n ot í c ia s

Dar a volta ao Fisco com um PPR


há 4 m e s e s - q u i n ta-f e i r a , 6 d e s e t e m b ro d e 2 0 1 8

   

© 2018 Proteste Investe


Sobre a Proteste Investe A nossa política de cookies Privacidade Termos e condições Estatuto editorial Lei da Transparência Politicas e
Procedimentos

https://www.deco.proteste.pt/investe/reforma/fundos-ppr/analises/2018/10/ppr-junte-300-mil-escolha-acertada 6/6

Você também pode gostar