Você está na página 1de 30

O

Texto
Lírico
•A poesia é uma arte muito antiga e
sabe-se que todas as literaturas
começaram com textos em versos.

•Quando ouvimos dizer um poema,


sentimos logo que se trata de um texto
especial, que nos comove de maneira
diferente de todos os outros, pelo que se
diz e, sobretudo, como o diz.
Características do Texto Lírico

Aspectos de Conteúdo:

•No texto poético há um eu que


fala das emoções, do que sente em
relação ao que o rodeia.

•É um texto onde há subjectividade


e que, normalmente aparece escrito
em verso.
Características do Texto Lírico

Aspectos Formais/Linguísticos:

1. Escrita em verso (mancha


gráfica diferente da prosa)

2. Predomínio da primeira
pessoa gramatical

3. Musicalidade.
•Verso
•cada uma das linhas do poema, que pode ter sentido completo ou não.

•Estrofe
•conjunto de versos; as estrofes encontram-se separadas por um espaço em
branco.
•Estrutura Estrófica: as estrofes podem ser classificadas consoante o
número de versos que a constituem

•Poema
•Conjunto de estrofes
Estrutura estrófica

Número de Versos Classificação das estrofes


1 Monóstico
2 Dístico
3 Terceto
4 Quadra
5 Quintilha
6 Sextilha
7 Sétima
8 Oitava
9 Nona
10 Décima
+ 10 Irregular
Rima

•Rima é a correspondência de sons entre palavras de dois ou


mais versos
Classificação da Rima quanto à Sonoridade

•Consoante ou perfeita

 quando, a partir da vogal da última sílaba tónica de


cada verso, se verifica a correspondência de todos os sons,
vogais e consoantes.

•Toante ou Imperfeita

 quando apenas existe correspondência de vogais.


Esquema rimático

Esquema rimático consiste em atribuir uma letra a cada


rima, pela ordem das letras do alfabeto.

De acordo com a posição na estrofe

 Emparelhada

 Cruzada

 Interpolada

 Solta ou branca

 Interna
Esquema Rimático: Rima Emparelhada

A rima é emparelhada quando os versos que rimam se


encontram juntos

As horas pela alameda A


Arrastam vestes de seda, A
Vestes de seda sonhada B
Pela alameda alongada. B
Esquema rimático: Rima Cruzada

A rima é cruzada quando os versos rimam alternadamente

Nunca julgues que quem canta a


É feliz porque é ilusão: b
Nem sempre diz a garganta a
O que diz o coração. b
Esquema rimático: Rima Interpolada

A Rima é Interpolada quando o 1.º verso rima com 4.º e estes


estão separados por dois ou mais versos de rima diferente

Ó meu relógio de Sol, a


Agulha de marear. b
Minha rota sobre o mar, b
Faixa de luz do farol! a
Esquema rimático: Rima Interna

A Rima é Interna quando a palavra final de um verso rima


com outra no meio do verso

Anjo sem pátria, branca fada errante,


Perto ou distante que de mim tu vás,
Há-de seguir-te uma saudade infinda,
Hebreia linda, que dormindo estás
Esquema rimático: Rima Branca ou Solta

A Rima é Branca ou Solta quando os versos não rimam com


outros na estrofe

Tu está em mim como eu estive no berço a


Como a árvore sob a sua crosta b
Como o navio no fundo do mar c
Valor da Rima

•De acordo com o valor, a rima pode apresentar-se:

•Rica – quando a rima acontece entre palavras de diferentes


classes gramaticais

Ex: cantando/ bando, mar/navegar

•Pobre - quando acontece entre palavras da mesma classe


gramatical

Ex: falar/ amar; calor/sabor, bonito/bendito


Medição dos versos

•Metro – é a medida do verso

•Escanção – a medição dos versos através da contagem das


sílabas métricas
Medição dos versos

As sílabas métricas podem não corresponder às sílabas gramaticais,


pois contam-se até à sílaba tónica da última palavra de cada verso.

Há elisão, ou seja, só se conta como uma sílaba métrica, sempre que


duas ou três vogais puderem ser pronunciadas numa só emissão de
som.
Ex: ele ouviu = e/la / ou/viu > e/lou/viu
•Classificação dos versos quanto número de sílabas métricas
Poesia Popular

•A poesia popular viaja no tempo e até no espaço. É


transmitida de geração em geração e anda de boca em boca.
Os jogos de sons são frequentes na maior parte da poesia
popular.

•A presença de rima atribui a este tipo de poesia um ritmo


fácil de trabalhar a nível musical.
Poesia Popular

Alecrim alecrim aos molhos


por causa de ti
choram os meus olhos
ai meu amor
quem te disse a ti
que a flor do monte
era o alecrim
Alecrim alecrim doirado
que nasce no monte
sem ser semeado
ai meu amor
quem te disse a ti
que a flor do monte
era o alecrim
Poesia Visual

•Permite ao leitor visualizar ideias a partir da disposição gráfica


de palavras e/ou letras.

A mensagem do poema é captada através da visualização da


forma.

•O poema visual é apresentado como um objecto-poema. Ou


seja, o poeta dá largas à sua imaginação e atribui ao texto
uma configuração relacionada com o conteúdo, acrescentando
desenhos que acompanham os versos.
P
P
P

P
P
P
P
P
Poesia Visual
Poesia Visual
Poesia Visual
Poesia Visual
Poesia Visual
Comentário Poético