Você está na página 1de 8

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará

Engenharia Mecatrônica

Eletrônica Analógica

Prof. Pedro Pedrosa

Relatório No 3 - Análise de Ripple em Circuitos


Reticadores com Filtro Capacitivo.

Hugo José Ribeiro Marques


Fortaleza

Março de 2018
Sumário
1 Introdução 2
2 Reticador de Meia Onda 3
3 Reticador de Onda Completa 4
4 Tensão de Ripple 5
4.1 Simulações no Proteus . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5

5 Referências Bibliográcas 6

1
1 Introdução
Este relatório tem como objetivo principal continuar o estudo sobre circuitos Retica-

dores de Tensão com Filtro Capacitivo. O relatório contém uma breve explicação sobre

Circuitos Reticadores e exemplos de conguração.

Além disso, haverá a demonstração da utilização de 3 capacitores diferentes de modo a

que seja percebida a mudança na tensão de Ripple no circuito, aquando da variação de

valor dos capacitores, tudo isto na simulação do programa Proteus 8.

2
2 Reticador de Meia Onda
O circuito de um reticador de meia onda é uma das aplicações mais convencionais do

diodo reticador. Sempre que precisamos alimentar um circuito eletrônico com 6/9 ou 12

volts a partir das chamadas fontes de parede, é bem possível que dentro desta fonte você

identique um transformador , um ou mais diodos e um capacitor.

Figura 1: Circuito Reticador Meia Onda

3
3 Reticador de Onda Completa
Com o acréscimo de poucos componentes ao circuito Reticador de Meia Onda podemos

transformá-lo em um reticador de onda completa, que aproveita ambos semi ciclos do

sinal de entrada. Com o reticador de onda completa podemos utilizar capacitores de

menor valor para o mesmo ripple na tensão de saída.

Figura 2: Circuito Reticador de Onda Completa

4
4 Tensão de Ripple
Após a reticação, a onda passa por uma etapa de ltragem, que é composta por um

capacitor, e cuja função é deixar a forma de onde de saída o mais próximo de uma tensão

contínua pura. Porém, dependendo do valor do capacitor e da corrente consumida pela

carga, aparece o chamado ripple, que é uma ondulação na tensão fornecida pela fonte.

4.1 Simulações no Proteus

Agora iremos fazer uso do Proteus 8 Professional para simular a inuência do capacitor

na ltragem dos circuitos reticadores de modo a vericar o que acontece com a Tensão

de Ripple.

Simulando um circuito reticador de Onda Completa em Ponte com uma ltragem de

capacitor de 470uF, temos o seguinte:

5
Agora serão apresentados os grácos obtidos no Osciloscópio em 3 circuitos distintos, onde

foram utilizados capacitores de 470uF, 2mF e 100mF. De modo a perceber visualmente,

a inuência que o valor do capacitor tem na ltragem do circuito, conforme explicado

acima.

(a) Capacitor 470uF (b) Capacitor 2mF (c) Capacitor 100mF

Figura 3: Filtragem de Circuitos Reticadores com Capacitores diferente

Pelos grácos é possível perceber a capacidade que um capacitor adequado ao seu circuito

tem de torna o sinal contínuo para qual quer que seja sua utilização.

5 Referências Bibliográcas
https://cadernodelaboratorio.com.br/2017/08/30/conhecendo-os-diodos-reticador-de-

onda-completa/

https://cadernodelaboratorio.com.br/2017/08/28/conhecendo-os-diodos-reticador-

meia-onda/

https://www.embarcados.com.br/aprenda-a-analisar-o-ripple-da-sua-fonte/