Você está na página 1de 1

Nova NBR 6118 torna obrigatório certificar projetos | Cimento Itambé Page 1 of 2

Nova NBR 6118 torna obrigatório certificar projetos

Nova NBR 6118 torna obrigatório certificar projetos


Texto que deverá ser publicado em dezembro de 2013 exige que controle de qualidade passe a valer para todas as obras,
independentemente de seu porte

Por: Altair Santos

O novo texto da ABNT NBR 6118 – Projeto de estruturas de concreto armado -, previsto para entrar em vigor em
dezembro de 2013, passou a exigir certificação para todos os projetos de estruturas de concreto. Na norma que ainda
prevalece, o item que trata da avaliação da conformidade diz: “5.3.1 – Dependendo do porte da obra, a avaliação da
conformidade do projeto deve ser requerida e contratada pelo contratante a um profissional habilitado, devendo ser
registrada em documento específico que acompanha a documentação do projeto citada em 5.2.3″. A expressão “dependendo
do porte da obra” foi retirada e houve a unificação, ou seja, agora não importa mais o tamanho da construção para que haja
controle de qualidade do projeto.

Comissão debateu mudanças na edição do ENECE 2013: recomendação é que seja criada uma norma específica para o tema

Segundo o professor da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) o engenheiro civil José Celso da Cunha – um dos
integrantes de uma comissão montada pela ABECE (Associação Brasileira de Engenharia e Consultoria Estrutural)
especificamente para analisar este caso dentro da norma revisada -, entre as dúvidas que ficaram no novo texto está a que
diz respeito à fase em que deve ser feito a CQP (Certificação da Qualidade do Projeto). “O ideal é que a CQP seja feita
simultaneamente à fase de projeto, para que seus resultados se tornem efetivos e subsequentes. Além disso, há tempo e
espaço para que projetista e verificador debatam termos técnicos e conceituais num ambiente ético e respeitoso”, diz,
admitindo, porém, que nem sempre é isso o que ocorre. “Infelizmente, na maioria dos projetos no Brasil a CQP, que é um
dever normativo, não é contratado em nenhuma situação”, completa.

Para o vice-presidente de relacionamento da ABECE, Augusto Guimarães Pedreira de Freitas, o novo texto faz acender a luz
vermelha também no que diz respeito à escassez de certificadores-verificadores no país. “Não há número suficiente de

https://www.cimentoitambe.com.br/nova-nbr-6118-torna-obrigatorio-certificar-projetos/ 01/05/2019