Você está na página 1de 11

CURSO DE TECNOLOGIA EM CONSTRUÇÃO NAVAL

DANIEL ARAUJO DE DEUS

HASLAN LUCAS REIS FERREIRA DA SILVA

HISTÓRIA DA INDÚSTRIA NAVAL (1900-1945)

RIO DE JANEIRO

2019
DANIEL ARAUJO DE DEUS

HASLAN LUCAS REIS FERREIRA DA SILVA

HISTÓRIA DA INDÚSTRIA NAVAL (1900-1945)


Trabalho sobre a história da indústria naval no período
de (1900-1945), da disciplina de Introdução a Indústria
Naval e Off Shore na Instituição Centro Universitário
Estadual da Zona Oeste como avaliação do Primeiro
Semestre.

Professor: André Pereira

RIO DE JANEIRO
2019
Sumário
1. TELÉGRAFO SEM FIO ....................................................................................................................... 1
1.1. 1901......................................................................................................................................... 1
2. GUERRA RUSSO-JAPONESA ............................................................................................................. 1
2.1. 1904......................................................................................................................................... 1
2.2. A Guerra das minas ................................................................................................................. 1
2.3. A Batalha do Mar Amarelo ...................................................................................................... 2
2.4. A Batalha de Tsushima ............................................................................................................ 2
3. DREADNOUGHT ............................................................................................................................... 2
3.1. 1906......................................................................................................................................... 2
4. GUERRA DOS BALCÃS ...................................................................................................................... 2
4.1. 1912......................................................................................................................................... 2
5. PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL ......................................................................................................... 3
5.1. 1914......................................................................................................................................... 3
5.2. A Batalha da Jutlândia ............................................................................................................. 3
6. REVOLUÇÃO RUSSA ......................................................................................................................... 4
6.1. 1917......................................................................................................................................... 4
7. ESAB IV ............................................................................................................................................ 4
7.1. 1920......................................................................................................................................... 4
8. Quebra da BOLSA DE VALORES NY .................................................................................................. 5
8.1. 1929......................................................................................................................................... 5
9. YAMATO .......................................................................................................................................... 5
9.1. 1940......................................................................................................................................... 5
10. SEGUNDA GUERRA MUNDIAL ..................................................................................................... 5
10.1. A Batalha do Atlântico ......................................................................................................... 5
10.2. Batalha do Mar de Bismarck ............................................................................................... 5
11. PROJETO MANHATTAN ............................................................................................................... 6
11.1. 1940 ..................................................................................................................................... 6
12. BIBLIOGRAFIA .............................................................................................................................. 7
1. TELÉGRAFO SEM FIO

1.1. 1901
O Telégrafo sem fio, em 1901, passou a ter um alcance de 200 milhas; e
com seu aumento desde então o uso se tornou rotineiro entre navios e as estações
de terra. Em 1914 o uso do telégrafo era generalizado (foi através dele que as forças
navais britânicas foram informadas da existência do estado de guerra com a
Alemanha).

2. GUERRA RUSSO-JAPONESA

2.1. 1904
Enquanto diversos conceitos se consolidavam em 1904 acontece a guerra
Russo-Japonesa.

A guerra teve início com um ataque surpresa, sem declaração formal de


guerra. Em fevereiro de 1904. A frota russa estava em regime normal de porto, sem
precauções contra ataques, apenas uma rede de proteção antitorpédica e de dois
navios com holofotes além de dois destroieres, cerca de 20 milhas para o lado do
mar.

O ataque das torpedeiras japonesas foi feito a noite o que gerou uma
confusão entre os japoneses, além deles não suspeitarem dos destroieres, mas
mesmo assim o ataque foi feito em direção aos encouraçados e os cruzadores
russos de muito perto, atirando 19 torpedos, sendo que somente 3 atingiram o alvo.
Logo em seguida os navios japoneses foram apanhados pelos holofotes e
receberam tiros de inúmeros canhões rápidos da frota russa, sem sofrerem maiores
danos. O fracasso desta operação se deu pelo fato dos torpedos não serem tão
eficazes na época.

2.2. A Guerra das minas


As minas foram usadas amplamente pelo os dois países com muita
eficácia.

Em abril de 1904, a Esquadra russa se concentrava em Port Arthur, com


diversas minas defensivas controladas. Os japoneses lançaram um campo minado
ofensivo ao longo da entrada do porto, no dia seguinte um esquadrão de cruzadores
japoneses foi para a entrada da baía, buscando atrair as forças russas. O almirante
Makharov aceitou o desafio e saiu em perseguição evitando os campos minados,
mas quando percebeu a aproximação das forças japonesas procurou voltar para o
1
porto, mas uma manobra japonesa levou-o atravessar o campo minado, com
trágicas consequências. Uma embarcação afundou, com 600 homens na tripulação
e a segunda embarcação foi muito danificada.

Um mês mais tarde os russos deram o troco. O navio Amur conseguiu


lançar um campo minado na rota japonesa. Dois Encouraçados bateram nas mina, o
primeiro afundou e o segundo quando voltou ao Japão para reparos, teve que ser
abandonado.

2.3. A Batalha do Mar Amarelo


Em agosto de 1904, Logo no começo da ação, o Mikasa foi atingido por
dois tiros de canhões 12 polegadas, sofrendo muitos danos e baixas, quando os
japoneses revidaram com seus canhões 6 polegadas, a frota russa praticamente não
sofreu danos, com isso a batalha parecia ser vitoriosa pelo lado russo, mas ocorre a
explosão de duas granadas de 12 polegadas na Capitânia Russo, mudou a situação.
Com o navio fora de controle se estabeleceu uma confusão na linha russa que foi,
então, obrigada um retirada. Como consequência, em 1 de janeiro de 1905 o Port
Arthur estava nas mãos do japoneses.

2.4. A Batalha de Tsushima


Em maio de 1905, a Esquadra japonesa aniquilou a Esquadra russa vinda
do Báltico. Os navios de Togo se sobrepuseram os russos na artilharia e na
manobra. Gerando uma derrota humilhante dos russos que tiveram 21 embarcações
afundadas e 6 capturadas, enquanto os japoneses tiveram somente 3 torpedeiros
destruídos. Com a vitória, o Japão conquistou a região de Manclúria e evidenciou a
decadência do czarismo. Além de ser o primeiro país Asiático a derrotar um
Europeu.

3. DREADNOUGHT

3.1. 1906
Em 1906, os ingleses lançaram ao mar o Encouraçado Dreadnought. Um
navio tão revolucionário que os navios encouraçados antes dele seriam conhecidos
como pré-dreadnoughts, ele possuía 10 canhões de 12 polegadas em torres duplas
e tinha bateria secundária. O Brasil recebeu o MG e o SP, o RJ foi vendido.

4. GUERRA DOS BALCÃS

4.1. 1912
Entre 1912 e 1913, acontece a chamada “Guerra dos Balcãs”, que
envolveu várias nações e províncias do leste europeu. Sérvia, Montenegro, Grécia e

2
Bulgária uniram-se contra a Turquia, com o objetivo de expulsar os turcos otomanos
da região, que dominavam a Macedônia, que pertenceria à Sérvia. A tendência de
expansionismo da Sérvia também buscava anexar a Albânia. A Áustria, no entanto,
interveio e conseguiu o reconhecimento da independência da Albânia, impedindo o
expansionismo sérvio. Estes conflitos iriam se desencadear na 1º Guerra Mundial, e
na formação prévia do chamado “pan-eslavismo”, que foi um movimento que visava
agregar as nações dos Balcãs na chamada Grande Sérvia. Em outras palavras,
caracterizava o interesse hegemônico do expansionismo Sérvio na região, com o
apoio posterior da URSS stalinista.

5. PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL

5.1. 1914
A primeira Guerra Mundial também é conhecida como A Grande Guerra.
Nada antes havia se assemelhado à amplitude do conflito seja em extensão,
envolvendo países da Ásia e América do Norte e Latina, Além de Colônias de
domínios europeus da África, na disputa iniciada no coração da velha Europa, seja
em intensidade, em relação ao número de vítimas, quanto ao uso de armas e
tecnologias, até então inéditas em conflitos bélicos, como o carro blindado, avião,
granadas de mão, o submarino, a metralhadora e os gases venenosos, inaugurando
o uso das armas químicas, que devastavam milhares de homens de uma só vez.

O estopim para a Guerra foi o assassinato de Francisco Ferdinando do


Império Austro-húngaro.

Com a política de alianças, os países se dividiram. De um lado a Tríplice


entente (Inglaterra, França, Rússia e EUA*) e Tríplice Aliança (Alemanha, Império
Austro-húngaro e Itália*)

5.2. A Batalha da Jutlândia


A Batalha ocorreu em 1916 sendo a maior batalha naval da Primeira
Guerra Mundial e da História. Envolveram as duas maiores frotas navais do mundo,
a Britânica e a Alemã. A batalha contava com mais de 250 navios e 100.000
homens. O objetivo da Alemanha era derrotar a superioridade do Império Britânico
no mar. A frota Britânica tinha como prioridade efetuar manobras para bloquear o
caminho de volta dos Alemães, que fugiram para o norte.

Ao fim do confronto, os aliados mantiveram o bloqueio, e a Alemanha não


arriscou mais uma batalha dessa magnitude. Essa tática foi decisiva para o fim da
guerra e a derrota dos alemães.

3
Como em todos os conflitos da Primeira Guerra Mundial esta batalha teve
um custo humano e material alto, além dessa batalha ser vista por muitos
historiadores como um empate e ambas as nações declararam vitória.

6. REVOLUÇÃO RUSSA

6.1. 1917
Com o advento da Primeira Grande Guerra (1914) o povo russo se sentiu
na obrigação de lutar, porém o combate trouxe algumas consequências como,
desorganização da economia, fome, pobreza e racionamento, saques, passeatas e
protesto. Todos esses fatores levaram a renúncia de Czar em 1917 diante da
pressão popular, dando início a Guerra Civil Russa e posteriormente a Revolução
Russa.

Em 1918 ocorre outra revolta a revolta de kronstadt onde os marinheiros


que se encontravam na cidade portuária de konstradt se rebelaram contra o governo
dos bolcheviques, a Marinha Soviética era parte integrante das Forças Armadas da
URSS, e estava dividida em quatro frotas principais: Frota do Norte, do Pacifico, Mar
Negro e do Mar Báltico essa última que se rebelou, no fim dessa Guerra Civil, o
estado dos navios que restavam era tão degrado que a URSS optou por os vender
como sucata à Alemanha. Apesar da Frota do Báltico ter ficado reduzida a 3
couraçados praticamente inoperacionais, 2 cruzadores, cerca de dez
contratorpedeiros e alguns submarinos com isso continuava a ser no entanto uma
força naval significante, que a par da Frota do Mar Negro providenciaram as bases
para uma expansão futura .

7. ESAB IV

7.1. 1920
Em 1920 Oscar Kjellberg modifica o meio de reparos dos navios, a
construção EsaB IV foi uma inovação com motivos de algumas controvérsias, por
ser um navio totalmente soldado numa época onde a rebitagem era o único meio de
reparo, deixando assim alguns proprietários com o pé atrás, porém em alguns anos
se tornou a forma mais eficaz e barata de reparo onde até hoje se vê esse meio de
reparos.

4
8. QUEBRA DA BOLSA DE VALORES NY

8.1. 1929
Após a primeira guerra mundial, os Estados Unidos se tornaram a maior
potência. Isso deu ensejo para o “American Way of Life”, a euforia norte-americana,
com seu liberalismo e ajuda financeira à Europa devastada. Porém, devido a essa
ajuda, a Europa se recupera e volta a produzir, passando a não mais precisar dos
produtos americanos. Mesmo com isso, os EUA não diminuem sua produção, então
o subconsumo causa uma superprodução. Devido a isso, há um corte de gastos no
país, causando um desemprego de aproximadamente 13 milhões de pessoas. Foi,
então, em 4 de outubro de 1929, na chamada “quinta feira negra”, que houve a
quebra da bolsa de valores de Nova York, com cerca de 4.000 bancos quebrados e
80.000 empresas falidas. “Se os EUA pegaram um resfriado, o mundo todo pegou
uma pneumonia”, já que o mundo dependia da potência norte-americana.

9. YAMATO

9.1. 1940
Entrando em operação em 1942, a classe Yamato foi o ápice do
desenvolvimento dos couraçados, sendo os maiores e mais poderosos do tipo.
Nenhum outro navio do tipo igualou ou sequer se aproximou do poder de fogo e da
blindagem do Yamato.

10. SEGUNDA GUERRA MUNDIAL

10.1. A Batalha do Atlântico


A Batalha do Atlântico foi a mais longa campanha militar contínua na
Segunda Guerra Mundial, que durou de 1939 até a derrota da Alemanha em 1945.
Em seu núcleo estava o bloqueio naval aliado da Alemanha, anunciado no dia
seguinte à declaração de guerra e subsequente contra bloqueio. Esta batalha teve
seu auge entre meados de 1940 até o final de 1943.

10.2. Batalha do Mar de Bismarck


23 de dezembro de 1942. O comando Japonês decide transferir 100.000
soldados para a Nova Guiné. A tropas operariam em Lae e Salamaua, então bases
de ataque a Port Moresby, onde era esperado uma ação aliada.

As embarcações transportavam carga mista, distribuída de forma


equilibrada entre eles, de tropas, equipamento e munição. Já o Kembu Maru
transportava 1.000 barris de gasolina de aviação e 650 tambores de outros
combustíveis.

5
Devido à rota, para atacar o comboio à força aérea aliada deveria
sobrevoar a Nova Bretanha, permitindo a sua interceptação oriunda de bases aéreas
japonesas. Contudo, na etapa final, o comboio obrigatoriamente deveria atravessar
as águas restritas do Estreito de Vitiaz, o que se revelou fatal.
Partindo de Rabaul, em 28 de fevereiro, o comboio foi avistado a 1 de
março. No mesmo dia oito B - 17 foram enviados para ataque, frustrado por não
localizaram os navios. Efetivamente o comboio ficou sob ataque aéreo nos dias 2 e
3 de março, complementado por ataque de barcos torpedeiros no dia 4.

11. PROJETO MANHATTAN

11.1. 1940
Foi o projeto desenvolvido pelos EUA nos anos 1940 com o objetivo de
construir as primeiras bombas atômicas da história. Diversos outros profissionais
estiveram mobilizados em torno desse empreendimento de 13 de agosto de 1942 a
15 de agosto de 1947. A primeira bomba atômica construída recebeu o nome de
Trinity, e foi testada em 16 de julho de 1945, no deserto de Los Alamos, Novo
México – onde se situava a base secreta do Projeto Manhattan. Um mês depois,
outras duas bombas semelhantes à primeira foram lançadas sobre as cidades
japonesas de Hiroshima e Nagasaki, vitimando mais de 240 mil pessoas.

6
12. BIBLIOGRAFIA

AMORIM, Armando- A Evolução Tecnológica no Setor Naval na segunda


metade do século XIX e as consequências para a marinha do Brasil.

MUNDO VESTIBULAR. Conflitos nos Balcãs. Disponível


em:<https://www.mundovestibular.com.br/articles/6515/1/Conflitos-nos-
Balcas/Paacutegina1.html>. Acesso em: 30 de mar. de 2019.

SIDNEY GARAMBONE. A primeira Guerra Mundial e a Imprensa brasileira.


Disponível
em:<https://books.google.com.br/books?id=arJYz4FyK5wC&pg=PA13&lpg=PA13&d
q=A+primeira+Guerra+Mundial>. Acesso em: 30 de mar. de 2019.

ALMANAQUE MILITAR. 31 de maio de 1916 começa a batalha de Jutlândia.


Disponível em <http://almanaquemilitar.com/site/1916/05/31/31-de-maio-de-1916-
comeca-a-batalha-de-jutlandia/> Acesso em: 01 de abr. de 2019.

INFOESCOLA. Revolução Russa. Disponível


em:<https://www.google.com/amp/s/www.infoescola.com/historia/revolucao-
russa/amp/>. Acesso em: 30 de mar. de 2019.

ESAB. Em pdf. Disponível


em:<https://www.esab.cn/shared/content/news/svetsaren/upload/svetsaren_2004-1-2.pdf>.
Acesso em: 30 de mar. de 2019.

DESCOMPLICA. Capitalismo em risco: Revolução Russa e a Crise de 29.


Disponível em:<https://descomplica.com.br/blog/historia/resumo-revolucao-russa-crise-
29/>. Acesso em: 30 de mar. de 2019.

PBRASIL. Couraçado Yamato. Disponível


em:<https://pbrasil.wordpress.com/2010/05/30/couracado-yamato-o-grande-do-
japao/>. Acesso em: 30 de mar. de 2019.

7
AULAZEN. Batalha do Atlântico. Disponível em:<https://aulazen.com/historia/batalha-
do-atlantico/>. Acesso em: 30 de mar. de 2019.

JAPÃOWWII. Batalha do Mar de Bismarck. Disponível


em:<https://www.japaowwii.com.br/batalha-do-mar-de-bismarck>. Acesso em: 01 de
abr. de 2019.

BRASIL ESCOLA. O que foi o projeto Manhattan? Disponível


em:<https://www.google.com/amp/s/m.brasilescola.uol.com.br/amp/o-que-
e/historia/o-que-foi-projeto-manhattan.htm >. Acesso em: 01 de abr. de 2019.

Você também pode gostar