Você está na página 1de 11

Associação ao CONIMA

Porque Associar-se ao CONIMA

1. Desconto nos eventos CONIMA – Preços especiais em todos os eventos


organizados pelo CONIMA.

2. Comissões Temáticas – Participação nas Comissões do CONIMA e acesso a


suas informações.

3. Atendimento pessoal por diretores quando desejado pelos associados, assim


como participação em reuniões abertas da Diretoria.

4. Publicações CONIMA – Acesso às publicações do CONIMA, informativos e livros


publicados pelo CONIMA.

5. Atuação Política – Acompanhamento da atuação do CONIMA junto aos Poderes


Executivo, Legislativo e Judiciário, em defesa dos métodos extrajudiciais de
solução de conflitos (MESCs).
1
6. Convênios – Participação nos benefícios de convênios do CONIMA em parcerias
com entidades ligadas aos MESCs.

7. Comissão de Ética – A Comissão de Ética contribui para o aprimoramento das


condutas éticas e das boas práticas dos associados.

8. Ouvidoria – Órgão institucional responsável por receber e dar encaminhamento à


todas as manifestações da sociedade civil em relação aos MESCs.

9. Portal CONIMA – Portal dos MESCs, meio de divulgação aos associados e


fomento dos MESCs, das Instituições e dos eventos das Associadas no site do
CONIMA – www.conima.org.br.

10. Networking – Por meio dos Superintendentes Regionais, o CONIMA se faz


presente em todo território brasileiro, promovendo a entidade e seus serviços, e
estabelecendo atividades de interesse e interação entre os associados da região.

11. Atuação Nacional – Presença e representação dos associados em todo o


território nacional.

12. PARCONIMA – Qualificação pelo Programa Brasileiro de Auto-Regulamentação


de Boas Práticas em Arbitragem, Conciliação e Mediação. www.parconima.org.br

Procedimento de Associação CONIMA abril/2017 – ajustado em julho/2017


13. Boas Práticas - Orientação ética e técnica sobre a atuação das Instituições de
Mediação e Arbitragem em relação à Arbitragem e Mediação.

CATEGORIAS PARA ASSOCIAÇÃO

O Estatuto Social do CONIMA contempla três (3) categorias para Associação:

Instituições Associadas - Enquadram-se nesta categoria pessoas jurídicas


voltadas exclusivamente à aplicação, implantação, coordenação,
administração, gestão e divulgação dos MESCs.

Associados Pessoa Física - Enquadram-se nesta categoria pessoas físicas


2
de qualquer especialidade profissional que se dediquem ao exercício da função
de árbitros, mediadores, conciliadores e operadores de outros MESCs.
Árbitros, Mediadores e Conciliadores devem se associar nesta categoria.

Colaboradores Pessoa Física ou Pessoa Jurídica - Enquadram-se nesta


categoria pessoa físicas ou jurídicas, públicas ou privadas, que direta ou
indiretamente colaborem para a consecução dos objetivos do CONIMA com
contribuição financeira regular e/ou que proporcionem recursos financeiros
significativos para a existência e manutenção do CONIMA como órgão
independente, autônomo e permanente. Instituições que apenas ofereçam
Cursos De Arbitragem, Mediação e Conciliação devem se inscrever nesta
categoria.

Procedimento de Associação CONIMA abril/2017 – ajustado em julho/2017


1. Categoria INSTITUIÇÕES ASSOCIADAS

Enquadram-se nesta categoria pessoas jurídicas voltadas exclusivamente à


aplicação, implantação, coordenação, administração, gestão e divulgação
dos MESCs.

1.1. Procedimento para associação


a. Enviar todos os documentos solicitados no item 1.2 a seguir para o e-
mail conima@conima.org.br
b. Após o recebimento da documentação entra-se em contato com o
candidato via e-mail, informando os dados para pagamento da taxa de
análise de associação no valor de R$400,00 para 2018.
c. O prazo para retorno sobre a análise da documentação é de até 60 dias
3
após a confirmação do pagamento da Taxa.
d. Após a aprovação da associação ao CONIMA será cobrada a anuidade
pro rata de acordo com os meses restantes do ano vigente. (Anuidade
de R$ 1600,00 para o ano de 2018).
e. Instituições com menos de 2 anos de abertura terão desconto de 50% na
Taxa de Análise do pedido de associação e 50% de desconto na
anuidade no primeiro ano de associação.

1.2. Documentação necessária para associação


a. Carta solicitando a associação ao CONIMA, informando que concorda
em seguir o Estatuto e o Código de Ética, e que concorda em pagar a
taxa de anuidade e colaborar com o CONIMA
b. Contrato Social e/ou Estatuto e cópia da Ata de Constituição e da Ata de
Eleição dos órgãos de administração

Procedimento de Associação CONIMA abril/2017 – ajustado em julho/2017


c. Cartão CNPJ
d. Regulamentos de arbitragem e/ou mediação e/ou conciliação, conforme
o objeto social
e. Carta de recomendação de 2 associados CONIMA ou certidões
negativas cível e criminal dos sócios ou responsáveis pela instituição
f. Certidão negativa da Justiça Federal, Estadual, Trabalhista e
Previdenciária da instituição e de seus administradores.
g. Dados cadastrais da instituição: razão social, endereço, telefone, e-mail
e site (se possuir).
h. Dados completos dos sócios ou administradores da instituição: nome,
RG, CPF, endereço, telefones, e-mail, formação acadêmica e área de
atuação profissional.
i. Lista de árbitros, mediadores e conciliadores que atuam na instituição,
4
contendo nome, e-mail e telefone de cada um.
j. Declaração informando se a instituição atua com arbitragem trabalhista.
Caso sim, descrever o procedimento e informar se se submete as
verbas rescisórias e se há liberação de fundo de garantia e seguro
desemprego.
k. Declaração informando se a instituição atua com cobrança de créditos
de terceiros. Caso positivo descrever sucintamente o procedimento e
respectivos clientes.
l. Declaração dos sócios ou responsáveis pela instituição informando se
também atuam, ou não, como advogados, com nome, endereço e
telefone do escritório em que atuam.
m. Declaração dos sócios ou responsáveis informando se atuam ou não
como árbitros, mediadores e/ou conciliadores na própria instituição.

Procedimento de Associação CONIMA abril/2017 – ajustado em julho/2017


IMPORTANTE:
1. Instituições que administrem procedimentos de arbitragem, mediação e
conciliação serão inscritas somente nesta categoria de associação
2. O CONIMA não aceita associação de instituições que se utilizem de
nomes que possam lembrar o Poder Judiciário, tais como Tribunal,
Tribunal Superior, Corte, Corte Superior, Juízo, etc, tampouco que
utilizem símbolos como brasão da República, bandeira nacional, etc ou

que emita carteiras de Juiz Arbitral ou similares, nem que ofereçam cursos
de formação com promessa de desempenho posterior.
3. Para análise da documentação se prevê um prazo de até 60 dias após o
recebimento dos documentos e pagamento da Taxa de Análise
4. O CONIMA pode solicitar a complementação e/ou adequação da
5
documentação da instituição durante o período de análise.
5. O CONIMA pode solicitar uma entrevista da IMA com o Superintende da
Região.
Após a aprovação da associação a instituição receberá o ofício informando sua
associação e deverá efetuar o pagamento da anuidade pro rata, de forma
integral ou parcelada.

Procedimento de Associação CONIMA abril/2017 – ajustado em julho/2017


2. Categoria PESSOA FÍSICA
Enquadram-se nesta categoria pessoas físicas de qualquer atividade
profissional que se dediquem ao exercício da função de árbitros,
mediadores, conciliadores e operadores de outros MESCs.

2.1. Procedimento para associação


a. Enviar todos os documentos solicitados no item 2.2 para o e-mail
conima@conima.org.br
b. Após o recebimento da documentação entra-se em contato via e-mail,
informando os dados para pagamento da taxa de análise de associação
no valor de R$ 65,00 em 2018.
c. O prazo para retorno sobre a análise da documentação é de até 30 dias
após a confirmação de pagamento da taxa.
6
d. Após a aprovação da associação será cobrada a anuidade pro rata de
acordo com os meses restantes do ano vigente (valor de R$650,00 para
todo o ano de 2018).
2.2. Árbitros, mediadores e conciliadores com menos de 2 anos de capacitação
e atuação terão desconto de 50% na anuidade dos primeiros 2 anos de
associação. Após este prazo passarão a pagar o valor integral da anuidade

2.3. Documentação necessária para associação


a. Carta solicitando a associação ao CONIMA, informando que concorda
em seguir o Estatuto e o Código de Ética e que concorda em pagar a
taxa de anuidade e colaborar com o CONIMA.
b. Cópia do RG e CPF.
c. Dados cadastrais: nome endereço completo, email, telefones.

Procedimento de Associação CONIMA abril/2017 – ajustado em julho/2017


d. Currículo acadêmico e/ou profissional, certificado de cursos de
capacitação em mediação e/ou conciliação, se já concluídos
e. Razão social, endereço e telefone de Câmaras ou instituições em que
atua e desde quando.
f. Carta de recomendação de 2 associados do CONIMA ou certidão
negativa cível e criminal da Justiça Federal e Estadual

IMPORTANTE:
1. Árbitros, Mediadores e Conciliadores serão inscritos somente nesta
categoria
2. O CONIMA não aceita associação de pessoas que utilizem carteiras de
Juiz Arbitral, de Mediadores ou similar.
3. Para análise da documentação se prevê um prazo de até 30 dias após o
7
recebimento dos documentos e pagamento da Taxa de Análise
4. O CONIMA pode solicitar complementação da documentação durante o
período de análise
Após a aprovação da associação o novo associado receberá ofício informando
sua associação e deverá efetuar o pagamento da anuidade pro rata, de forma
integral ou parcelada.

Procedimento de Associação CONIMA abril/2017 – ajustado em julho/2017


3. Categoria COLABORADORES PESSOA FÍSICA

Enquadram-se nesta categoria pessoas físicas que direta ou indiretamente


colaborem para a consecução dos objetivos do CONIMA com contribuição
financeira regular e/ou que proporcionem recursos financeiros significativos
para a existência e manutenção do CONIMA como órgão independente,
autônomo e permanente.

3.1. Procedimento para associação:


a. Enviar todos os documentos solicitados no item 3.2 para o e-mail
conima@conima.org.br
b. Após o recebimento da documentação entraremos em contato via e-mail
informado os dados para pagamento da Taxa de Análise de associação
no valor de R$ 65,00 para 2018. 8

c. O prazo para retorno sobre a análise da documentação é de até 30 dias


após a confirmação do pagamento da Taxa.
d. Após a aprovação da associação será cobrada a anuidade pro rata, de
acordo com os meses restantes do ano vigente (valor de R$650,00 para
todo o ano de 2018).

3.2. Documentação necessária para associação:


a. Carta solicitando a associação ao CONIMA, informando que concorda
em seguir o Estatuto e o Código de Ética que concorda em pagar a taxa
de anuidade e colaborar com o CONIMA
b. Cópia do RG e CPF.
c. Dados cadastrais: nome, endereço completo, email, telefones.
d. Currículo vitae.

Procedimento de Associação CONIMA abril/2017 – ajustado em julho/2017


e. Carta de recomendação de 2 associados CONIMA ou certidão negativa
cível e criminal da Justiça Federal e Estadual.

IMPORTANTE:
1. Árbitros, Mediadores e Conciliadores serão aceitos somente na
categoria de Associados Pessoa Física
2. Para análise da documentação o CONIMA se prevê o prazo de até 30
dias após o recebimento dos documentos e pagamento da Taxa de
Análise.
3. O CONIMA pode solicitar complementação da documentação durante o
período de análise.

9
Após a aprovação da associação, a pessoa receberá ofício informando sua
associação e deverá efetuar o pagamento da contribuição pro rata, de forma
integral ou parcelada.

Procedimento de Associação CONIMA abril/2017 – ajustado em julho/2017


4. Categoria COLABORADORES PESSOA JURÍDICA

Enquadram-se nesta categoria pessoas jurídicas, públicas ou privadas, que


direta ou indiretamente, colaborem para a consecução dos objetivos do
CONIMA com contribuição financeira regular e/ou que proporcionem
recursos financeiros significativos para a existência e manutenção do
CONIMA como órgão independente, autônomo e permanente.

Instituições que ofereçam Cursos de Arbitragem, Mediação e Conciliação


deverão se vincular nesta categoria.

4.1. Procedimento para associação


a. Enviar todos os documentos solicitados no item 4.2 para o e-mail
conima@conima.org.br
10
b. Após o recebimento da documentação entra-se em contato via e-mail
informando os dados para pagamento da Taxa de Análise de associação
no valor de R$ 325,00 para todo o ano de 2018.
c. O prazo para retorno sobre a análise da documentação é de até 30 dias
após a confirmação do pagamento da Taxa.
Após a aprovação da associação será cobrada a anuidade pro rata de
acordo com os meses restantes do ano vigente (valor de R$1300,00
para todo o ano de 2018).

4.2. Documentação necessária para associação:


a. Carta solicitando a associação ao CONIMA informando que concorda
em seguir o Estatuto e o Código de Ética e que concorda em pagar a
taxa de anuidade e colaborar com o CONIMA

Procedimento de Associação CONIMA abril/2017 – ajustado em julho/2017


b. Dados completos dos sócios ou responsáveis pela empresa ou
instituição: nome, RG, CPF, endereço, telefones, e-mail, formação
acadêmica e área de atuação profissional.
c. Dados cadastrais da empresa ou instituição: razão social, endereço,
telefones, e-mail e site.
d. Contrato social e/ou Estatuto, cópia da Ata de Constituição e de eleição
de órgãos de administração e cartão do CNPJ.
e. Carta de recomendação de 2 associados CONIMA ou certidões
negativas cível e criminal dos sócios ou responsáveis pela instituição, da
Justiça Federal, Estadual e Trabalhista.

IMPORTANTE:
1. Pessoas jurídicas e instituições que não administram arbitragens,
11
mediações e conciliações, mas ministram cursos nestas áreas serão
aceitas somente nesta categoria
2. Para análise da documentação se prevê um prazo de até 30 dias após o
recebimento dos documentos e pagamento da Taxa de Análise
3. O CONIMA pode solicitar a complementação da documentação durante
o período de análise
Após a aprovação da associação a empresa ou instituição receberá ofício
informando sua associação e deverá efetuar o pagamento da anuidade pro
rata, de forma integral ou parcelada.

Aprovado em Reunião de Diretoria em


24.3.2017, consolidado em 27.4.2017
Valores revisados em 7.2.2018

Procedimento de Associação CONIMA abril/2017 – ajustado em julho/2017