Você está na página 1de 65

Guitar Pro 7 - Guia do usuário

1 / Introdução
2 / Primeiros passos
2/1 / Instalação
2/2 / Visão geral
2/3 / Novos recursos
2/4 / Entendendo notação
2/5 / Suporte técnico
3 / Use o Guitar Pro 7
3 / A / 1 / Escrevendo uma partitura
3 / A / 2 / Faixas no Guitar Pro 7
3 / A / 3 / Bars no Guitar Pro 7
3 / A / 4 / Adicionando notas à sua pontuação.
3 / A / 5 / Insert inventa
3 / A / 6 / Adicionando símbolos
3 / A / 7 / Add letras
3 / A / 8 / Adicionando seções
3 / A / 9 / Cortar, copiar e colar opções
3 / A / 10 / Uso de assistentes
3 / A / 11 / Folha de Estilo do Guitar Pro 7
3 / A / 12 / Bateria e percussão
3 / B / Trabalhar com uma pontuação
3 / B / 1 / Encontrando arquivos do Guitar Pro
3 / B / 2 / Navegando pelo placar
3 / B / 3 / Configurações de exibição.
3 / B / 4 / configurações de áudio
3 / B / 5 / opções de reprodução
3 / B / 6 / Impressão
3 / B / 7 / Importação de arquivos e guias
4 / Ferramentas
4/1 / Diagramas de acordes
4/2 / Escalas
4/3 / Instrumentos virtuais
4/4 / Sintonizador polifônico
4/5 / Metrônomo
4/6 / Captura MIDI
4/7 / Line In
4/8 Proteção de arquivos
5 / my Song Book

1 / Introdução
Bem-vindo! Você acabou de adquirir o Guitar Pro 7, parabéns e seja bem-vindo à
família Guitar Pro! Guitar Pro está de volta com sua melhor versão até agora. Mais
rápido, mais forte e modernizado, o Guitar Pro 7 oferece muitos recursos novos. Se
você é um usuário de longa data do Guitar Pro ou um novo usuário, você encontrará
todas as informações necessárias neste guia do usuário para aproveitar ao máximo o
Guitar Pro 7.
2 / Primeiros passos
2/1 / Instalação
2/1/1 REQUISITOS MÍNIMOS DO SISTEMA
macOS X 10.10 / Windows 7 (32 ou 64 bits) CPU dual-core com 4 GB de
RAM 2 GB de espaço livre em HD Tela 960x720 Hardware de áudio
compatível com sistema operacional Unidade de DVD-ROM ou conexão à
Internet necessária para baixar o software

2/1/2 / Instalação no Windows


Instalação no site do Guitar Pro:
Você pode facilmente baixar Guitar Pro 7 em nosso site através deste link:
https://www.guitar-pro.com/en/index.php?pg=download

Depois que a versão de avaliação for baixada, atualize-a para a versão completa
digitando o seu número de licença na janela de ativação.
Instalação do DVD-ROM Guitar Pro 7:
Insira o DVD-ROM do Guitar Pro 7 na sua unidade.

Se o programa de instalação não iniciar automaticamente, clique duas vezes em Meu


Computador, clique duas vezes na unidade de CD-ROM, clique duas vezes no arquivo
guitar-pro-7-setup.exe e siga as instruções. Você será solicitado a aceitar os termos da
licença de uso e, em seguida, selecionar o diretório de instalação do software.
Nota: você não precisa baixar os bancos de dados do RSE separadamente, já que eles
estão incluídos no pacote de instalação.

2/1/3 / Instalação no macOS X


Instalação no site do Guitar Pro:
Você pode facilmente baixar Guitar Pro 7 a partir do site através deste link:
https://www.guitar-pro.com/en/index.php?pg=download
Depois que a versão de avaliação for baixada, atualize-a para a versão completa digitando o
seu número de licença na janela de ativação.

Instalação do Guitar Pro 7 DVD -ROM:

Insira o DVD-ROM do Guitar Pro na sua unidade de DVD. Clique duas vezes no DVD-Rom que
apareceu na sua área de trabalho, clique duas vezes no arquivo guitar-pro-7-setup.pkg e siga
as instruções. Você será solicitado a aceitar os termos da licença de uso e permitirá que você
selecione o diretório de instalação do software.

Nota: você não precisa baixar os bancos de dados do RSE separadamente, já que eles estão
incluídos no pacote de instalação.

2/1/4 atualizações do Guitar Pro 7


As atualizações do Guitar Pro 7 são gratuitas. Por padrão, o Guitar Pro 7 irá verificar se uma
atualização está disponível a cada semana. Você pode alterar essa periodicidade na janela
Preferências, na guia Geral (Guitar Pro 7> menu Preferências no macOS ou Arquivo>

Preferências no Windows). Ainda assim você pode atualizar manualmente o Guitar Pro 7 a
partir do próprio programa da seguinte forma:

Vá para Guitar Pro 7> Procurar atualizações no macOS X. Vá para Ajuda> Procurar
atualizações no Windows.

2/2 / Visão geral

2/2/1 / Guitar Pro 7, o que é isso?

O Guitar Pro é um workshop completo para todos os guitarristas - iniciantes ou avançados


- que desejam melhorar, escrever músicas ou simplesmente usar uma banda virtual de
apoio. Guitar Pro 7 suporta todos os instrumentos de 4 a 8 cordas (guitarras, baixos, banjo,
bandolim e assim por diante), bem como todos e quaisquer instrumentos que possam
estar na orquestra de sua banda.

Veja o que o Guitar Pro oferece a você:

● Um editor de partituras centralizado em tablatura, completo e fácil de usar, para


instrumentos de corda, que inclui todos os símbolos e especificidades usuais desses
instrumentos.

● Opções de exibição de tela otimizadas e um poderoso mecanismo de áudio projetado


para produzir uma reprodução fiel dos sons e efeitos de todos os tipos de guitarra, bem
como de outras centenas de instrumentos (baixo, cordas, piano, bateria etc.) de amostras
e sons modelados de amplificadores e unidades de efeitos gravados em um estúdio
profissional.

● Ferramentas diárias para prática, como o afinador, o mecanismo de acordes, o


mecanismo de escala, o braço da guitarra, etc.

● Abrindo para o mundo, com as muitas funções de importação / exportação, permitindo


que você tire o máximo de centenas de milhares de pontuações disponíveis na Internet.

● mySongBook lhe dá acesso a uma biblioteca de partituras diretamente do Guitar Pro 6.


Melhore suas habilidades de guitarra com pontuações precisas, totalmente seguras e
legais. Você não tem o Guitar Pro? Não tem problema, tenha acesso à nossa coleção
através do novíssimo mySongBook Player disponível na página do nosso site. Consiste em
um jogador livre e totalmente autônomo.

Alguns pontos importantes para entender como o Guitar Pro funciona:

Opções de exibição personalizadas: você pode trabalhar com um tipo de exibição de


"página" para sua pontuação ou no modo de tela (horizontal ou vertical) para aproveitar
ao máximo o espaço disponível na tela. Você também pode escolher um modo de tela
cheia ou um modo de "2 páginas". Você pode alterar as proporções e as configurações de
página do seu documento a qualquer momento, com a Folha de estilo. Você também pode
selecionar as faixas que deseja que sejam visíveis.

Configuração automática de páginas: o Guitar Pro ajusta automaticamente o


posicionamento vertical dos vários elementos da partitura. Note- captura é feita muito
rápido, para um resultado que é equivalente a songbooks profissionais. Precisão musical: o
Guitar Pro adiciona automaticamente as linhas de barra e verifica a sincronização das
várias faixas. Sua pontuação, portanto, permanece consistente em termos de regras
musicais. Tal rigor pode parecer constrangedor para o iniciante, mas se mostra muito
pedagógico no final, e é essencial para a pontuação ser executada corretamente.
Ferramentas interativas: cada ferramenta do Guitar Pro se relaciona com os atributos da
trilha ativa. Se você estiver usando o mecanismo de acordes, o analista de escala ou o
sintonizador, todos os resultados serão consistentes com o ajuste da faixa atual. 2/2/2 /
Quais são as principais características do Guitar Pro 7?

Edição de pontuações de aparência profissional:

Você pode editar suas anotações diretamente na partitura padrão ou na tablatura. Todos
os símbolos musicais habituais pertencentes ao violão e outros instrumentos de cordas
estão disponíveis.

Leitura de partituras e tablaturas: os usuários do Guitar Pro podem reproduzir, ouvir e


visualizar qualquer partitura, escrever músicas ou aprender a tocar músicas novas.

Ferramentas que simplificam a composição de músicas: nosso gerador de acordes /


escalas, editor de letras, sintonizador polifônico e instrumentos virtuais (guitarra, baixo,
teclado e bateria) estão incluídos para compor músicos.

Mixagem de áudio: o mecanismo de áudio oferece mais de 100 bancos sonoros de classe
mundial (sons de instrumentos realistas), pedais e amplificadores. Ele permite que o
usuário personalize os sons de seus arquivos como quiserem.

Compartilhando e imprimindo arquivos: O Guitar Pro facilita a impressão, a pontuação de


e-mail ou os salva em uma unidade externa a qualquer momento. Muitos formatos de
importação e exportação são suportados (MIDI, MusicXML, ASCII, TablEdit, PowerTab,
PDF).

Line In: Conecte sua guitarra e aproveite os efeitos e modelos incorporados na trilha
Guitar-Pro de sua escolha. Se o arquivo for multi-track, você pode aprender o solo de
guitarra e deixar o software tocar as faixas de baixo e bateria.

2/2/3 / Tela principal do Discover Guitar Pro 7


2/2/4 / Painéis e Inspetores.

A paleta Edition (1): Localizada no lado esquerdo de sua janela, a paleta Edition contém
todos os símbolos que você precisa escrever para marcar, tanto na notação padrão quanto
na notação de tablatura, ou na notação "slash" rítmica. Você só precisa clicar em um botão
para que o elemento ou atributo correspondente seja afetado pela nota ou notas que você
selecionou. (Para os símbolos que exigem algumas precisões, uma janela de diálogo é
aberta para você selecionar o símbolo desejado.)

Inspetores (2): Dois inspetores estão localizados no lado direito da sua janela do Guitar Pro
7.

O Song Inspector: Acesse as propriedades da música, configure suas opções de notação e


finalize suas configurações de masterização de som.

The Track Inspector: Acesso às propriedades da faixa, opções de notação e ajuste,


configurações de som e interpretação.

Visão global (3): O Soundboard, juntamente com o Global View, permite um ajuste de
áudio de cada faixa e uma visão sintética da partitura sendo reproduzida, na qual você
pode clicar diretamente para acessar a barra. Você também pode selecionar várias trilhas
na visualização Global (o que é útil se você quiser copiar / colar facilmente muitos
compassos)

Barra de ferramentas (4): Localizada na parte superior da janela do Guitar Pro 7, a barra de
ferramentas permite acessar rapidamente as opções de reprodução e visualização e inclui
acesso direto ao metrônomo, contagem, andamento, instrutor de velocidade,
sintonizador, instrumentos virtuais , tonalidade global e linha em recursos.
Área de trabalho: Localizada no centro de sua janela, a área de trabalho é simplesmente
onde você escreve suas faixas e trabalha em suas pontuações adicionando notas à sua
composição.

Nota: Você tem a possibilidade de ocultar ou exibir o Palette Edition, o Global View e o
painel Inspectors. Basta selecionar o ícone de visualização localizado na parte superior
esquerda da sua janela na barra de ferramentas para ocultar ou exibir esses elementos.

2/3 / Novos recursos

1 / Interface gráfica do usuário completamente nova Os painéis laterais e a barra de


ferramentas removíveis são adicionados à interface para facilitar o acesso aos principais
recursos do software em um clique.

2 / Tablatura para todas as faixas Converta a notação musical padrão em tablatura de


guitarra automaticamente.

3 / Novo processamento de áudio

Centenas de sons instrumentais são incluídos no software para você personalizar o seu
som de renderização do Guitar Pro em qualquer coisa que você queira e fazer seus
arquivos tocar exatamente como sua música favorita.

4 / exportação de áudio MP3 Novos formatos de saída de áudio: MP3, FLAC e OGG.

5 / Line in: Conecte sua guitarra e aproveite os efeitos e modelos incorporados na trilha
Guitar-Pro de sua escolha. Se o arquivo for multi-track, você pode aprender o solo de
guitarra e deixar o software tocar as faixas de baixo e bateria.

6 / Sintonizador polifônico Apenas um toque de pincel permite que você verifique a


afinação de todas as seis cordas de uma só vez.

2/4 / Entendendo notação

2/4/1 / Tablatura de leitura Recomenda-se que você saiba como ler tablaturas e tenha
algumas noções de ritmo antes de usar o Guitar Pro. A seguir, uma rápida visão geral de
algumas noções básicas. A notação de tablatura foi criada para tornar a música mais fácil
de ler para instrumentos com atrito. Pode ser aprendido rapidamente e você não precisa
conhecer nenhuma teoria musical. O que são as cordas que são tocadas, o que é
importante, já que qualquer nota pode ser tocada em diferentes cordas. Cada string de
guitarra é representada por uma linha. Os números indicam em que os dedos devem
pressionar para tocar as notas. "0" significa que a corda é tocada aberta - isto é, sem
pressionar qualquer traste. A linha mais baixa representa a corda mais alta (baixa E),
enquanto a linha superior representa a corda mais alta de a guitarra (alta E). Isso na
verdade corresponde ao que você vê quando se inclina sobre o violão, em oposição ao que
vê quando está de frente para ele.
2/4/2 / Entendendo o ritmo

Notas podem ter diferentes durações. A duração de uma nota não é expressa em
segundos, mas como um múltiplo do tempo. Uma semínima é uma batida. O tempo é
expresso em bpm (batidas por minuto). Então, se o tempo for 60, uma semínima dura 1
segundo. Se o tempo for 120, a semínima é de 1/2 segundo. As outras notas são definidas
em relação a toda a nota - na pauta abaixo estão uma nota inteira (barra 1), depois duas
meias-notas (barra 2), quatro notas de um quarto (barra 3) e oito notas de oito (barra 4):

Quando uma nota é pontuada, sua duração é uma vez e meia o seu valor original (x1.5): N-
tuplets (trigêmeos, quíntuplos, sêxtuplos ...) consistem em tocar um certo número de
notas em um determinado tempo-spam . Por exemplo, um trio de oito notas (3 x 1/2
batidas = 1,5 batida) é tocado em uma batida; ou um quíntuplo de oitavas notas (5 x 1/2
batidas = 2.5 batidas) também em uma batida.

2/4/3 / Hora e assinatura da chave

A fórmula de compasso define o número de batidas por barra. Por exemplo, para uma
fórmula de compasso de 3/4: a 4 indica que a hora de referência é a semínima e a 3 indica
que há 3 batidas por barra. Neste caso, existem 3 semínimas em um bar. A assinatura da
chave informa quais acidentes (perfurocortantes ou planos) são sistemáticos na
pontuação.

2/5 / Suporte técnico


2/5/1 / Antes de entrar em contato com o suporte técnico

Antes de entrar em contato com o suporte técnico, certifique-se de instalar a última


versão disponível do Guitar Pro 7. Vá para Guitar Pro 7> Procurar atualizações (macOS) ou
Ajuda> Procurar atualizações (Windows).

2/5/2 / Recursos

Você encontrará muitos recursos úteis disponíveis em nosso site, consulte a seção Suporte
em www.guitar-pro.com. Nós convidamos você a verificar esta seção antes de nos
contatar.

2/5/3 / Contacte o suporte técnico

Se você não encontrou a resposta para sua pergunta entre os recursos disponíveis, sinta-se
à vontade para entrar em contato conosco e preencher o formulário da web disponível na
seção Suporte. Ficaremos felizes em ajudar. Por favor, forneça qualquer informação útil
sobre o seu problema, passos para se reproduzir, sistema operacional, etc ...

3 / Use Guitar Pro 7

3 / A / 1 / Escrevendo uma partitura

O Guitar Pro 7 possibilita trabalhar em vários arquivos ao mesmo tempo. Cada arquivo
aparecerá sob uma aba acima da janela da partitura. Para criar uma nova pontuação no
Guitar Pro, você precisa seguir estas etapas.

3 / A / 1/1 / Criando uma nova pontuação

Use o menu Arquivo> Novo: este menu abre uma nova pontuação em branco e, em
seguida, você tem a possibilidade de iniciar sua pontuação do zero.

Use o arquivo> Novo do modelo: crie uma nova pontuação a partir de um dos modelos
predefinidos disponíveis.

Você também tem a possibilidade de criar uma nova partitura, escolher um dos modelos
disponíveis ou um dos seus arquivos recentes da janela "bem-vindo ao Guitar Pro 7" que
aparece quando você abre o Guitar Pro 7.

3 / A / 1/2 / Key signature

No painel de edição, clique em para abrir a janela de assinatura de chave.


Selecione a chave e o modo (maior ou menor) da partitura. Se você não sabe qual é, você
pode deixar o valor padrão (C maior), pois isso não alterará a notação padrão. Clique em
OK para continuar.

A partir desta janela, você tem a possibilidade de ativar o tom de concerto ou o tom de
transposição.

O tom do concerto é o que um motorista usa. As notas exibidas são aquelas que você
realmente ouve. O tom de transposição é o que os músicos usam; É usado principalmente
para instrumentos de sopro e se refere mais à posição de seus dedos do que à melodia
atual. Por exemplo, para alguém tocando um clarinete de Bb, o Bb aparecerá como um C -
com todas as outras notas sendo correspondentemente trocadas, e a assinatura da tecla
também: a assinatura do tom Bb não carregará nenhum acidente, como um tom C.
A transposição no Guitar Pro 7 aplica-se apenas à nota, à oitava, ao capo e à oitava
selecionada. 3 / A / 1/3 / Escolhendo uma clave

O instrumento selecionado para a faixa será automaticamente definido como G ou F Clef,


mas você também pode alterá-lo clicando na edição da paleta.

3/A/1/4/Setting the signature and triplet feel.

Clique em ou vá no menu Bar> Time signature para abrir a janela Signature Time.

Escolha uma assinatura para a pontuação (é definida por padrão em 4/4). A fórmula de
compasso determina o número de batidas em cada barra. Nessa janela, você também
pode escolher como vincular os feixes por padrão. Clique em OK para continuar
Clique em para escolher uma sensação de trinca para a sua pontuação. Guitar Pro
7 oferece 6 tipos diferentes.

Clique em OK para validar.

3 / A / 1/5 / Instrumentos transpostos geridos

Quando uma guitarra é sintonizada com um ajuste não padrão (meio-tom abaixo, por
exemplo), é mais fácil ver que o instrumento manteve seu ajuste padrão e, como
resultado, mantém seus hábitos e marcas usuais. É então necessário transpor a notação
padrão, esta não reflete necessariamente o tom da nota, mas sim a melodia correta
baseada no ajuste padrão. É isso que a tonalidade de transposição permite.

A configuração de uma notação de guitarra transposta em sua partitura depende da


aplicação da opção "notação padrão de impacto capo e traduzida" disponível na guia
Sistema e pauta da folha de estilo (F7).

Aqui estão dois cenários:

Exemplo 1, a opção é selecionada:

Quando esta opção é selecionada, a notação reflete as notas realmente ouvidas. A


assinatura da chave será idêntica para a faixa de guitarra e a faixa vocal. A clave correta é
selecionada (B, 5 #), o que previne alterações acidentais em ambas as faixas, mas esta
escolha não é recomendada quando usamos a notação padrão como referência na trilha
da guitarra. Na verdade, estamos mais acostumados a ler e tocar guitarra em sintonização
padrão, como resultado, tocamos um E, instintivamente, tocando a corda E aberta na
guitarra. Nesta situação, A terá de ser tocada a partir do primeiro traste da linha E, que
nos força a transpor o nosso jogo em comparação com os nossos hábitos de leitura. É mais
fácil exibir uma notação transposta para sua leitura e, assim, manter seus hábitos
habituais de leitura.

Exemplo 2 a opção está desmarcada:

Uma vez que esta opção selecionada para transposição será aplicada automaticamente na
faixa de guitarra, a fim de compensar a afinação modificada ou o capodastre. A notação
não refletirá mais o tom real das notas, mas a leitura é mais fácil à medida que usamos um
ajuste padrão.

A tonalidade correta é escolhida (B, 5 #) para a faixa vocal, usando as configurações de


transposição na faixa de guitarra que temos agora para corrigir a assinatura de tecla em cada
faixa, permitindo-nos ler facilmente e evitar alterações acidentais. Você pode notar que a
transposição foi modificada na seção de tonalidade de transposição do inspetor de pista.

Instrumentos de transposição: É possível configurar uma tonalidade de transposição para cada


faixa a partir da seção de tonalidade de transposição do inspetor de pista.

Esta opção permite gerenciar automaticamente a exibição de instrumentos de transposição,


como trompete, saxofone, etc ...

Você só precisa selecionar (no menu de rolagem), que será ouvido por um C escrito na
partitura.

Nota: o tom do concerto tem um impacto direto na transposição. A transposição só é válida


quando o tom do concerto é desativado, caso contrário, as notas são as notas interpretadas.

3 / A / 2 / Faixas no Guitar Pro 7


3 / A / 2/1 / Adicionar uma nova faixa

Guitar Pro pode lidar com um número virtualmente ilimitado de faixas simultâneas (o limite é
o que o seu computador pode suportar). O instrumento que você escolhe determina o tipo de
equipe que você recebe - Grande equipe de piano, tablatura para violão e assim por diante.
Além disso, isso também define o intervalo do instrumento e as notas que estão fora do
intervalo podem aparecer na rede. (Consulte Folha de estilo.) Para adicionar uma nova faixa ao
menu Faixa> Adicionar.

A janela do instrumento aparece, essa janela permite que você defina as configurações da sua
faixa.

Escolha o seu tipo de instrumento entre: cordas, orquestra, bateria, MIDI.

Em seguida, selecione o instrumento de sua escolha na divisão inferior do instrumento.


Configure as informações relacionadas à sua faixa: nome, cor alocada, ícone.

Selecione seu tipo de notação: padrão, tablatura, barra.

Selecione ou adapte sua afinação.

Selecione o som que você deseja aplicar à sua faixa. Observe que você pode ouvir uma prévia
deste banco de sons selecionando o botão de reprodução.

Se você quiser salvar suas configurações para a próxima vez que usar o mesmo instrumento ao
criar uma nova faixa, simplesmente selecione o botão Salvar configurações do instrumento.

Depois de aplicar suas configurações, selecione Criar e finalize a criação da sua faixa.

Sua faixa aparece agora no Guitar Pro 7.

Nota: você pode facilmente encontrar e modificar essas configurações no inspetor localizado à
direita da janela do seu Guitar Pro 7.

No Guitar Pro 7, cada faixa tem o mesmo número de compassos para manter a coerência
musical.

Para excluir uma faixa: vá para o menu Faixa> Excluir.

Para ir para a trilha: vá para o menu Pista> Mover para cima / Mover para baixo.

3 / A / 2/2 / Track properties

As propriedades da trilha agora são acessíveis a partir do inspetor de pistas localizado à direita
da janela do seu Guitar Pro 7.
Este inspetor de pistas pode ser dividido em quatro seções, como segue:

● Propriedades da faixa

● Notação musical

● Opções de sons

● Opções de interpretação

Vamos dar uma olhada mais profunda nessas categorias.

Acompanhar propriedades:

A partir desta seção você tem a possibilidade de nomear sua faixa, dar a um nome curto,
alocar uma cor e um ícone específicos.

Nota: a cor da sua faixa aparecerá na visão global localizada na parte inferior da janela do seu
Guitar Pro 7. O nome abreviado aparecerá no início da sua faixa dentro da sua pontuação.
Notação musical:

Nesta seção, escolha o tipo de notação que você deseja exibir: padrão, tablatura, barra.

Altere sua afinação, se necessário. Observe que você pode ouvir uma prévia da sua
sintonização selecionando o botão de reprodução.

Acesso às opções de transposição.

Opções de sons:

Estas configurações e opções são desenvolvidas mais abaixo neste guia, veja a seção: 3 / B / 4

Opções de interpretação:

Selecione o seu estilo de jogo: Pick, Finger, Picking ou Bass Slap. Selecione suas opções de
interpretação: palm mute, acentuação, auto let ring, autobrush, stringed.

Palm mute: esta técnica consiste em encobrir suas cordas usando a borda da sua mão da sua
ponte de guitarra. Quanto mais você sobe no seu pescoço, mais forte é o efeito, até obter um
som totalmente abafado. Observe que o Palm Mute está disponível apenas com determinados
estilos de reprodução.

Acentuação: esta opção acentua automaticamente horários específicos em suas barras.

Auto let ring: esta opção consiste em deixar ressoar as strings independentemente da duração
da nota. Um descanso na sua faixa interromperá esse efeito para todas as strings até que uma
nova nota seja tocada.

Auto Brush: as notas incluídas no mesmo acorde são tocadas com um ligeiro
deslocamento para simular o efeito de dedilhar envolvido pelo uso de uma palheta de
guitarra.

Stringed: O modo Stringed significa que o Guitar Pro 7 considera seu instrumento como
um instrumento de cordas e assim pode tocar várias notas com o mesmo tom
simultaneamente.
Quando esta opção está desativada, o modo piano é ativado por padrão. Observe que esse
modo String afeta seus efeitos. As notas são classificadas por string no modo String, mas elas
são diferenciadas por pitch para os outros estilos de execução. Usando o modo Stringed, não é
possível deixar sua nota se uma outra nota da mesma string estiver sendo tocada, enquanto
esta opção é possível quando o modo Stringed estiver desativado.

3 / A / 2/3 / edição Multivoice

O Guitar Pro 7 processa até 4 vozes. Sua faixa é composta de uma voz principal à qual estão
anexadas 3 outras vozes. Isso permite, por exemplo, editar notas de valores diferentes na
mesma batida.
3 / A / 3 / Bars no Guitar Pro 7

3 / A / 3/1 / Gerenciando barras

No Guitar Pro, haverá pelo menos uma barra por faixa. Assim, qualquer barra dada "B" terá o
mesmo tom e assinatura na pista T1, T2, etc. Da mesma forma, adicionar um sinal de repetição
(para abrir ou fechar a seção) afetará necessariamente todas as faixas de uma só vez.

Isso garante a consistência musical da partitura e um resultado satisfatório quando você a


joga. Por outro lado, você terá que definir com precisão cada faixa. Você não poderá criar uma
faixa de guitarra de cem barras, por exemplo, e uma faixa de percussão com apenas uma barra
tocando em loops. Você terá que tocar a barra de percussão nas 100 barras, usando Copiar e
Colar, ou recorrendo a símbolos repetidos. (Veja Adicionando símbolos.)

Da mesma forma, usar o menu Barra> Inserir barra / Excluir barra fará com que uma barra
seja adicionada ou excluída em todas as faixas.

O Guitar Pro gerencia automaticamente as linhas de barreiras. Quando você move o cursor de
edição para a direita, ele irá automaticamente para a próxima barra se a barra atual estiver
completa de acordo com a fórmula de compasso escolhida (por exemplo, 4 batidas para uma
fórmula de compasso 4/4 (consulte Entendendo a notação). Caso a barra ainda não esteja
completa, o Guitar Pro cria uma nova batida cuja duração é a mesma da batida anterior.

Sempre que uma barra estiver incompleta ou muito longa, o Guitar Pro a exibe na rede, a
menos, é claro, que seja a barra que você está editando no momento. A barra de status mostra
a duração atual da barra atual, bem como sua duração teórica. Sempre que você mover o
cursor sobre essa parte da barra de status para balão, você saberá qual voz está incompleta.

No modo Página ou Pergaminho, é possível gerenciar manualmente o número de barras por


linha. Para fazer isso, você deve usar os menus Barra> Forçar quebra e Bar> Evitar quebra de
linha. O layout Bar> System permite escolher o número padrão de barras por sistema. Ele
redefine as quebras de linha. A opção Iniciar no sistema atual informa ao programa como
aplicar as alterações. Se a opção estiver marcada, o layout será aplicado apenas às barras que
seguem o sistema atual. Caso contrário, o layout será aplicado a todo o documento.

3 / A / 3/2 / O modo de design

Acesse o modo de design na paleta de edição ou no menu Exibir.


O modo de design permite alterar os tamanhos das barras dentro de um sistema, bem como o
número de barras para cada sistema. As funções de quebra de linha afetam somente a trilha
ativa ou a visão multipista. É então possível criar um arranjo diferente de barras para cada
trilha, e outra para a vista multitrilha. Para justificar a última barra da pontuação à direita, você
pode simplesmente adicionar uma quebra de linha à última barra.

Uma vez ativado o modo de design, o uso dos triângulos azuis é destacado na figura abaixo
para aumentar ou diminuir o tamanho de suas barras. Os ícones + e - permitem adicionar ou
remover barras ao seu sistema. Essa configuração se aplica à sua pontuação inteira.

3 / A / 4 / Adicionando notas à sua pontuação

Você pode escrever suas anotações por meio de tablatura ou de notação padrão. (A notação
"slash" é meramente uma representação do ritmo e, portanto, não é projetada para escrita
como tal - mas se você adicionar um acorde no bastão para slash aparecerá e então você
poderá modificar o ritmo). tipo de notação é instantaneamente duplicada no outro. O cursor
de edição é simbolizado por um quadrado amarelo, verde, azul ou cinza, dependendo da voz
em que está. Sempre que estiver em uma nota, a nota correspondente na outra notação
aparece em um quadrado cinza. A tecla TAB permite que você alterne de tablatura para
notação padrão. Se você estiver usando um piano Grand Staff, a mesma tecla muda do lado
esquerdo para o lado direito.

Clicar na partitura não adiciona nenhuma nota, mas coloca o cursor onde você quer que ele
esteja. Isso é para evitar modificações acidentais da pontuação quando você quer apenas
navegar por ela. Existem várias maneiras de capturar notas na partitura.

3 / A / 4/1 / Capturando notas no teclado

A maior parte da captura é feita no teclado numérico:

Mova-se na equipe com as setas; Use os números para inserir as notas. Teclas Und - (menos)
para alterar a duração da nota. Use as teclas INSERT e DEL para inserir ou excluir notas.

3 / A / 4/2 / Capturando notas com o mouse

Se preferir usar o mouse, você pode usar as seguintes ferramentas:

O braço da guitarra virtual ou teclado virtual (View> show de instrumento virtual) para
escolher as notas. Os botões <e> no braço da guitarra para mover a partitura. As teclas de
duração da nota da paleta de edição para alterar os comprimentos das notas; A nota> Inserir
para bater e Nota> Excluir para bater menus para inserir ou excluir notas.

3 / A / 4/3 / Capturando notas com um instrumento MIDI

O menu Sound> MIDI Capture permite que você use um instrumento MIDI (teclado, guitarra,
...) para capturar a nota de partitura por nota.

Vá para as configurações Som> Áudio / MIDI para configurar sua opção MIDI
3 / A / 5 / Insert inventa

3 / A / 5/1 / Compreender automações

É possível aplicar uma mudança de ritmo, volume ou pão em qualquer lugar da sua faixa. Essas
mudanças também são chamadas de automações. O editor de automações pode ser acessado
no menu Editar> Automações> Editar Automações, mas também no atalho de teclado F10 ou
até mesmo nos ícones de automação localizados na paleta de edição.
Você tem a possibilidade de ocultar ou exibir essas alterações na sua faixa. Além disso, você
também tem a possibilidade de inserir algumas modificações sonoras (veja o capítulo Áudio).

Nota: as automações podem ser aplicadas a uma das faixas ou à faixa principal, simbolizada
por um "M" dos ícones de automação disponíveis na edição da paleta.

3 / A / 6 / Adicionando símbolos

O Guitar Pro permite que você insira todos os símbolos musicais na partitura, especialmente
aqueles específicos para a guitarra. A maioria desses símbolos é levada em conta sempre que a
pontuação está sendo jogada. Certos efeitos ou símbolos musicais podem ser aplicados a uma
seleção de notas - por exemplo, Let Ring, Palm Mute, etc. Os símbolos podem ser encontrados
na paleta de edição.

3 / A / 6/1 / Símbolos relacionados à barra

Clef
O Clef é uma indicação, em notação padrão, de quais notas correspondem às linhas. O Guitar
Pro lida com 4 tipos de Claves (G-, F-, C3 e C4-Clef), bem como 4 tipos de claves de oitava (8th,
15th, 8th, 15th). Sempre que você altera as claves, você pode transpor as notas para manter o
mesmo tom.
Key Signature
A assinatura da chave informa quais notas devem ser alteradas por padrão - a menos que um
acidental apareça ao lado da nota na partitura. Indica o tom em que a peça ou passagem é
escrita. É o mesmo para todas as faixas, desde a transposição de instrumentos quando você
está usando o modo de tom de transposição (por exemplo, clarinete Bb) gerenciado
automaticamente pelo Guitar Pro.

Time Signature
A fórmula de compasso indica as durações das batidas nas barras após essa assinatura: o dígito
inferior corresponde ao número de divisões da nota inteira, e a primeira dá-lhe o número de
unidades em uma barra (consulte Compreendendo a notação). Sempre que uma barra estiver
completa de acordo com a fórmula de compasso, o Guitar Pro se moverá diretamente para a
próxima barra se você adicionar uma nota. Incompleto ou Bares esquecidos aparecerão em
vermelho. Se você tiver marcado a opção Anacrusis (Edit> Anacrusis), a primeira e a última
barras não aparecerão em vermelho, mesmo quando não estiverem concluídas.

Triplet Feel

Entre outras coisas, a sensação tripla significa que você toca de forma ternária algumas
barras que são escritas em modo binário por causa da leveza da escrita. O Guitar Pro
oferece vários motivos, sendo o mais comum o trio, que permite tocar uma assinatura 4/4
no estilo blues, por exemplo.

Free time bars

Bares de tempo livre são bares que são tocados livremente em termos de ritmo e ritmo. As
linhas de barra aparecem como linhas pontilhadas e a fórmula de tempo está entre
parênteses

Double bar-lines
Uma linha dupla indica uma mudança de partes, de assinatura ou qualquer outra mudança
importante na pontuação. O Guitar Pro os insere automaticamente a cada mudança de
assinatura. Você também pode adicionar mais linhas de barra com o botão aqui à esquerda
sempre que considerar que uma alteração na pontuação é importante o suficiente.

Simple repeat sign


Este símbolo significa que a barra deve repetir exatamente a barra que a precede. Isso torna a
edição e a leitura mais leves e não funcionará na primeira barra de uma partitura.
Double repeat sign
Este símbolo significa que você deve repetir exatamente as duas barras anteriores. Não
funcionará se colocado nas duas primeiras barras de uma partitura.

Repeat open
Este símbolo substitui uma linha de abertura, e significa que cada barra que se segue será
reproduzida novamente em um determinado número de vezes, dependendo do sinal de
fechamento de repetição (veja abaixo).

Repeat close
Este símbolo substitui uma linha de barra de fechamento e o envia de volta ao último sinal
aberto de repetição. Uma janela de diálogo irá abrir para você indicar o número de repetições
que você deseja.

Repetitions
Isso adiciona um símbolo de repetição ao início da barra ativa. Isso indica se a barra deve ser
jogada, dependendo do número de vezes que ela já foi jogada. Esse símbolo é usado junto com
os sinais de repetição.

Directions
Esta função adiciona os símbolos Coda, Double Coda, Segno, Segno Segno e Fine, bem como
outros 11 tipos diferentes de saltos de coda.

Octave clef
Este pequeno símbolo significa que você deve tocar a partitura uma oitava acima do que
realmente está escrito. Se você clicar nesse botão, as notas serão movidas uma oitava para
baixo, e um pouco de 8 será adicionado. O outro símbolo 8vb significa o oposto; e os outros
dois botões, 15v e 15vb, estendem-se para duas oitavas.

3 / A / 6/2 / Símbolos relacionados à definição de uma nota


Note’s duration
A duração de uma nota pode ir da nota inteira até a sexagésima quarta nota. Isso afeta a
batida na qual a nota é colocada. Se você quiser colocar em uma mesma batida algumas notas
que têm valores de duração diferentes, você pode usar o modo de edição multi-voz. Você
também pode adicionar notas pontilhadas, notas com pontos duplos e n-tuplets simples ou
poli-rítmicos.

Ties

Um empate liga a nota à nota que a precede. Ele aumenta a duração dessa nota vinculada,
portanto, pela duração da nota vinculada.

Multiple ties
Você também pode ter uma batida inteira na batida anterior.

Fermata
A fermata também é conhecida como uma pausa ou uma pausa; e o que isso significa é que
você deve pausar nessa batida particular, a critério do motorista. Portanto, é um símbolo de
várias faixas. Uma janela se abre para permitir que você escolha o símbolo e a duração da
pausa ajustando o tempo.

Accidentals
Esses botões permitem adicionar qualquer um dos cinco tipos diferentes de acidentes (nítido,
duplo, plano, duplo plano e natural) a uma determinada nota.

Changing the acccidental

Isso é para alterar o acidental sem modificar o pitch da nota.

Augmenting (or diminishing) by a half-tone

Você pode aumentar com este botão para anotar ou uma seleção múltipla inteira por
meio tom. O botão seguinte permite reduzir de forma semelhante uma seleção por meio
tom. Esta é uma ferramenta útil para transpor uma faixa inteira, quando usada com Edit>
Select all.
Nuances

A nuance (ou nota dinâmica) define a intensidade com a qual observar é para ser tocada.
Os botões permitem que você escolha uma dinâmica para cada nota, de muito fraca a
muito forte. Para obter dinâmicas diferentes em um mesmo ritmo, use vozes diferentes.

Crescendo/Decrescendo

Isso atribui uma batida ou grupo de batidas (através de seleção múltipla) ao aumento ou
queda progressiva do volume.

3 / A / 6/3 / Símbolos correspondentes aos efeitos

Ghost note
Uma nota fantasma é uma nota fraca. A dinâmica de uma nota fantasma é automaticamente
diminuída. A nota é exibida entre parênteses na tablatura.

Accented note
Ao contrário de uma nota fantasma, uma nota acentuada é tocada em voz alta. A dinâmica de
uma nota acentuada é aumentada automaticamente.

Heavily accented notes


Uma nota fortemente acentuada segue o mesmo princípio que uma nota acentuada, exceto de
uma maneira mais pronunciada.

Staccato
Um staccato indica uma nota muito curta, independentemente da duração da nota na
partitura. A nota é exibida com um ponto abaixo.

Legato
O legato se aplica a várias notas. (Fala-se em legato). Significa que o máximo de notas possíveis
deve ser amarrado, de modo que elas sejam o mais fluidas possível.

Let ring

A opção Let Ring significa que você irá anotar o anel além do seu valor teórico de tempo,
conforme indicado na partitura. Isso é muito usado para arpejos, por exemplo. O menu
Ferramentas> Permitir opções de toque permite atribuir Let Ring a cada string sobre um grupo
de barras.

Dead note
Uma nota morta é curta e mais fraca que a normal. Estas notas são usadas com o violão para
dar um efeito rítmico particular. Para fazer anotações ser notas mortas, você tem que colocar
a palma da mão direita (para uma pessoa destra) nas cordas perto da ponte, ou então apenas
colocar os dedos da mão esquerda (para uma pessoa destra) na corda sem pressionando-o.

Natural harmonic
O harmônico natural consiste em tocar a corda aberta enquanto você a toca levemente com a
mão esquerda (para uma pessoa destra) acima de um traste. O dedo da mão esquerda foi
retirado ao mesmo tempo que a mão direita o toca. Os harmônicos 5, 7 e 12 de trastes são
muito comumente usados, enquanto os outros são bastante difíceis de obter.

Artificial harmonic
Vários tipos de harmônicos estão disponíveis:

A.H. - Harmônico Artificial: Para o harmônico artificial, o dedo da mão esquerda pressiona a
corda como uma nota normal. É o dedo indicador da mão direita que toca levemente a corda
em vários trastes. A mão direita também deve tocar a nota, então pode ser difícil.

T.H. - Harmônico batido: O harmônico tocado é um harmônico artificial obtido tocando


rapidamente na corda vários trastes mais altos.

P.H. - Pinch Harmonic: A pinça harmônica é produzida com uma palheta e consiste em tocar a
corda deixando que o polegar que segura a palheta toque levemente a corda. Este harmônico
é melhor obtido com um efeito de distorção.

S.H. - Semi harmônico: O semi harmônico é semelhante ao harmônico, exceto que você
mantém a ressonância natural da corda além do harmônico.
Você pode obtê-los no Guitar Pro de duas maneiras diferentes (consulte Folha de estilo).

Bend
O efeito de curvatura consiste em empurrar a corda para trás com a mão esquerda (para uma
pessoa destra) para dobrá-la, de modo que o tom da nota muda. A janela Bend permite definir
com precisão o tipo de curva desejada, ajustando seus pontos. Para curvas sofisticadas, você
precisa usar gravatas para manter a pontuação consistente em termos de reprodução de
áudio.

Os botões Bend, Bend / Release, ... permitem que você defina o tipo base da curva. Essa
escolha também é refletida por um símbolo diferente na tablatura. Você pode definir o nível
máximo do efeito de um valor de 1/4 a 3. O termo "Completo" é igual a um tom inteiro. Isso
também afeta como é exibido na tablatura. Você pode modificar a curva arrastando seus
pontos com o cursor. Sempre que duas notas são amarradas, as dobras se estendem por toda
a duração. Ainda é possível editar para dobrar uma nota empatada e um lugar para segurá-la,
por exemplo, cujo motivo não está lá por padrão. A folha de estilo permite exibir a dobra na
notação padrão também. Veja um exemplo do que você pode fazer:

Fade in (violin effect)


Isso consiste em usar o botão de volume de uma guitarra elétrica para elevar o som e não
ouvir o ataque da palheta na nota. Também pode criar a impressão de uma "trilha invertida".

Fade out
Consiste em desligar o som progressivamente com o botão de volume da guitarra

Volume swell
Este é um desvanecimento que leva diretamente a um desvanecimento.

Grace-note before the beat


Uma nota de graça é uma ornamentação que consiste em uma nota muito curta tocada antes
de outra. No Guitar Pro, você pode adicionar uma nota de graça para cada string. No entanto,
não é possível definir várias notas de graça na mesma cadeia. Uma nota de graça não conta
para a duração da barra e para a exibição do ritmo.

Grace-note on the beat


Mesmo que uma nota de graça antes da batida, exceto aqui, ela começa na batida -
demorando um pouco a batida seguinte.

Hammer-On/Pull-Off
O hammer-on (HO) / pull-off (PO) é uma transição entre duas notas tocadas na mesma string.
A primeira nota é tocada normalmente enquanto a segunda não é tocada pela mão direita
(para uma pessoa destra). Para um hammer-on, a segunda nota é mais alta que a primeira, e é
tocada tocando a ponta do seu dedo na corda, enquanto mantém o dedo correspondente à
primeira nota no braço da guitarra. No caso de um pull-off, a segunda nota é menor que a
primeira e é tocada retirando o dedo da primeira nota. O Guitar Pro determina
automaticamente qual efeito está sendo usado, com base nos valores das notas. Você pode
usar a folha de estilo para personalizar a maneira como o H / P aparecerá ou não na partitura.
É comum que uma série de hammer-ons e pull-offs sejam unidos em duas notas para serem
executados no legato:

Upper Mordent
Um mordente superior é um ornamento melódico na forma de uma batida rápida entre a nota
principal (escrita) e a nota mais alta (relativa à assinatura da tecla).

Lower Mordent
Um mordente inferior é um ornamento melódico na forma de uma batida rápida entre a nota
principal (escrita) e a nota mais baixa (relativa à assinatura da tecla).

Turn
O turno (em italiano "gruppetto", "pequeno grupo") é um ornamento melódico na forma de
uma linha melódica de quatro notas girando em torno da nota principal e revelando as duas
notas próximas a ela - mais altas e mais baixas. O turno começa com uma nota imediatamente
inferior, depois a nota principal, a nota mais alta e termina na nota principal. Assim como o
mordente, o turn é relativo à harmonia geral da música, conforme definido pela assinatura da
chave.

Inverted turn
O giro invertido começa com a nota imediatamente inferior, depois a nota principal, a nota
mais alta e termina na nota principal. Assim como o mordente, o turn é relativo à harmonia
geral da música, conforme definido pela assinatura da chave.

Left-Hand Tapping
Isso consiste em acertar um traste com o dedo da mão esquerda sem ataque anterior à nota.

Slides

Deslizar significa tocar uma nota deslizando o dedo da mão esquerda (se você for destro) pelos
trastes. Guitar Pro suporta vários tipos de slides:

1 / A primeira nota é tocada e o dedo desliza para o segundo, que não é reproduzido.
2 / A primeira nota é tocada e o dedo desliza para o segundo, que é tocado.
3 / A nota é tocada enquanto vem de um traste inferior (indefinido).
4 / A nota é tocada enquanto vem de um traste superior (indefinido).

5 / A nota é tocada e, em seguida, o dedo desliza para um traste inferior (indefinido).

6 / A nota é tocada e o dedo desliza para um traste superior (indefinido).

Palm Mute
Os efeitos silenciadores da palma da mão consistem em abafar o som, tocando levemente as
cordas perto da ponte com a palma da mão direita (se você for uma pessoa destra). O efeito
palm mute é representado pelo símbolo “PM” acima da tablatura. O nível do efeito mudo de
palma pode ser ajustado por meio do controle deslizante Palm Mute no painel de
instrumentos.

Tremolo Bar
A barra de tremolo é usada em guitarras elétricas para modificar o tom de todas as notas
(girando a ponte). A barra de tremolo é operada com a mão direita (para uma pessoa destra).
A maneira como a janela Tremolo Bar funciona é praticamente a mesma que a janela Bend.

Trill

O efeito do trinado consiste em alternar rapidamente entre duas notas na mesma corda
por uma sucessão de martelos e arrancadas. A janela Trill permite que você escolha o
traste da segunda nota (o primeiro sendo indicado na partitura), bem como a velocidade
do trinado. Essa notação clareia a partitura, porque as notas alternadas não são exibidas.

Left-Hand Vibrato
Vibrato à esquerda consiste em mover rapidamente o dedo da mão esquerda (para uma
pessoa destra) na corda. O movimento cria uma variação no tom. O efeito de vibrato é
representado por uma pequena onda acima da tablatura e dura até a nota terminar.

Wide Vibrato (Tremolo Bar)


O vibrato largo é mais forte que o vibrato simples e é obtido usando a barra de vibrato.
Este efeito é aplicado ao acorde inteiro. O vibrato largo é exibido como uma grande onda
acima da tablatura e termina assim que uma nova nota é tocada.

Wah-wah
O Wah-Wah é um pedal de efeitos. As opções possíveis são On / Off e Opened / Closed. O
Wah-Wah afetará a reprodução somente se você estiver usando o RSE e tiver colocado um
pedal Wah-Wah em sua cadeia de efeitos. (Consulte Configurações de som).

Arpeggio
O arpejo consiste em tocar todas as notas de um acorde, uma a uma. A janela Arpeggio
permite ajustar a velocidade e o atraso na reprodução. Um Arpeggio Down vai da corda
mais baixa até a mais alta. Um Arpeggio Up vai da corda mais alta para a mais baixa.
Brush
Escovar as cordas significa dedilhar as cordas de maneira enérgica. Isso é muito usado para
acompanhamentos rítmicos de guitarra. Na janela Pincel, você pode ajustar a velocidade e
o atraso. A duração de um pincel precisa ser mais curta que a própria batida, então cada
nota tem tempo para tocar antes que outras notas sejam tocadas.

Rasgueado
Essa é uma técnica muito utilizada da mão direita (se você for destro) na guitarra
flamenca. Guitar Pro oferece 18 motivos rasgueado que são interpretados pelo motor de
áudio. A partitura indicará Rasgueado nos acordes, assim como o motivo escolhido.

Left-Hand Fingering
Dedilhado da mão esquerda (para uma pessoa destra) indica que dedos pressionam as
cordas no braço da guitarra. "T" é para o polegar, "0" para o dedo indicador, "1" para o
dedo médio e assim por diante. Isso pode ser alterado na folha de estilo. É exibido antes
da nota na notação padrão ou sob a tablatura, se não houver notação padrão.

Right-Hand Fingering
Dedilhado da mão direita (para uma pessoa destra) indica quais dedos arrancam as cordas.
"P" é para o polegar, "i" para o dedo indicador, "m" para o dedo médio e assim por diante.
Isso pode ser alterado na folha de estilo. É exibido antes da nota na notação padrão ou sob
a tablatura, se não houver notação padrão.

Display string number


Para qualquer nota, você pode ter exibido na pauta

Pickstroke
A função pickstroke permite que você defina a direção do seu pickstroke. Um "v" significa
que o movimento é para cima, da corda mais alta para a mais baixa.

Tapping
O efeito de tocar consiste em tocar uma nota tocando no traste correspondente com um
dedo da mão direita ou da mão esquerda (geralmente ambos). A string não é tocada como
normalmente é.
O símbolo "T" é exibido acima da tablatura para indicar um efeito de batida. No Guitar Pro,
um efeito de toque é definido para o acorde inteiro. Este efeito é interpretado pelo
mecanismo Guitar Pro Audio.
Slap (bass)
O efeito slapping consiste em bater na corda com o polegar da mão direita (para uma
pessoa destra) enquanto gira o pulso para obter um som percussivo. O efeito slapping é
freqüentemente seguido por um efeito de estalo (veja abaixo). As amostras de slap-bass
são parte dos bancos de sons graves para um efeito mais realista.

Pop (bass)
O efeito de estalo consiste em estalar uma das duas cordas mais altas com amplitude com
o dedo indicador direito (para uma pessoa destra). O efeito de estalo é frequentemente
precedido por um efeito de slapping (veja acima).

Golpe finger/thumb
Golpe é uma técnica de percussão envolvendo dedos (polegar ou outros dedos) e aplicada
ao corpo da guitarra.

Pickscrap out upwards/downwards


Essas técnicas consistem em subir ou descer o pescoço da guitarra, arranhando suas
cordas com a palheta da guitarra.

Dead slapped
Dead Slapped é uma técnica de baixo que consiste em dar percussão nas cordas da
guitarra usando a mão esquerda (para jogadores destros).

3 / A / 6/4 Símbolos relacionados à anotação e design

Chords [A]
Veja os diagramas de acordes.

Slashes
Isso é para integrar a notação de barra na tablatura: converter as notas selecionadas em
barras, mantendo todas as informações sobre as notas. Muito útil para capturar motivos
rítmicos com notas de transição. Você também pode pedir uma faixa inteira. (Veja
Propriedades da trilha.)

Timer
Em qualquer ponto, isso informa o número de minutos e segundos (min: seg) que se
passaram desde o início da pontuação.

Section
Para adicionar uma seção. Veja Adicionando seções.

Prevent/Force Line Break


Isso é para evitar que a próxima barra mude para a próxima linha, ou forçá-la a fazer isso.

Stems directions/ Beams grouping


Você pode alterar a direção das hastes ou forçar / quebrar os feixes das opções dedicadas
na paleta de edição.

3 / A / 6/5 Símbolos de automação.

Tempo automation
Insira uma automação de tempo.

Master track pan automation


Inserir uma automação de panela na sua faixa principal

Track volume automation


Inserir uma automação de volume em uma única faixa

Track pan automation


Inserir uma automação de panela em uma única trilha

3 / A / 7 / Add letras
Acesse a janela de letras do menu Track> Show lyrics editor ou diretamente do ícone de
letras localizado na paleta de edição.

3 / A / 7/1 / Escolhendo uma faixa

Para as letras aparecerem na partitura, primeiro você precisa selecionar uma faixa. O texto
será automaticamente distribuído por essa faixa, seguindo a sintaxe (veja o ponto 4
abaixo). Como regra geral, as letras serão atribuídas a uma faixa vocal, ou seja, a faixa com
a linha melódica da música. Você pode, no entanto, optar por colocá-los em uma faixa
instrumental; mas você terá que verificar a sintaxe, pois é improvável que as batidas
rítmicas da melodia correspondam às sílabas das letras. Note também que você pode
optar por não atribuir as letras a qualquer faixa, e escrevê-las no painel de Letras apenas
para obter informações. Nesse caso, você só precisa desmarcar a opção "Exibir na pista"
abaixo da caixa branca.

3 / A / 7/2 / Linhas

Você pode digitar até 5 linhas de texto. As linhas serão exibidas uma abaixo da outra na
faixa selecionada.

3 / A / 7/3 / O primeiro bar


Para cada linha, você pode determinar uma primeira barra após a qual as letras serão
distribuídas. Isso é para evitar ter que digitar espaços antes das letras.

3 / A / 7/4 As letras

A área de captura é digitar as letras corretamente. O Guitar Pro distribui automaticamente


cada sílaba em uma batida diferente. A mudança de sílaba ocorre quando um SPACE () ou
um HYPHEN (-) aparece. Você pode, portanto, usar os hífens para separar sílabas em uma
palavra. Se você não deseja que o Guitar Pro separe duas palavras, no entanto, você pode
substituir o espaço entre elas com o símbolo PLUS (+). Se você deseja deixar um espaço
em branco em uma determinada batida, basta adicionar vários hífens ou espaços
consecutivos. As quebras de linha são consideradas espaços. Por outro lado, várias
quebras de linha constituem apenas um espaço. Assim, você pode tornar seu texto mais
aberto sem problemas. Partes de um conjunto de texto entre colchetes ([]) não
aparecerão na partitura. Assim, você pode utilizar os colchetes para adicionar comentários
ou indicar os cabeçalhos de várias partes (“INTRO”, “VERSE”, “CHORUS”, ...).

3 / A / 8 / Adicionando seções

3 / A / 8/1 / O que é uma seção?


Seções são marcadores que permitem que você chegue facilmente a qualquer parte da
pontuação. Eles podem ser definidos como letras e / ou nomes (Intro, Chorus, Verse, etc.).
Os marcadores são amarrados às barras e, portanto, são vinculados à trilha principal. Para
adicionar seções, você pode:
Clique no ícone da seção na paleta de edição. Use a seção> menu Editar.
Você pode navegar entre seções usando as teclas de atalho. (Cf. Teclas de atalho.)

Nota: Você também pode ir diretamente para uma determinada seção através do menu
Editar> Ir para

3 / A / 9 / Cortar, copiar e colar opções


Acesse as opções Recortar, copiar e colar no menu Editar.

3 / A / 9/1 Recortar / Copiar em uma única faixa

Como você está aqui cortando ou copiando de uma única faixa (ou seja, não em seleção
múltipla), a função não levará em conta as estruturas das barras (assinaturas, etc.). A
função é multi-voz, no entanto, e pode trabalhar sobre várias faixas diferentes, mesmo
que os instrumentos não sejam compatíveis (por exemplo, guitarra e piano), fora das
faixas de percussão.
Isso é útil, portanto, como uma ferramenta para transpor uma pontuação. Se você deseja
copiar um grande número de barras, pode ser útil usar uma seleção múltipla na Visão
Global para obter uma visão geral das barras copiadas.

3 / A / 9/2 / Cortar / Copiar no modo multitrack

Isso leva em conta as estruturas das barras e copiará seções inteiras, estendendo a seleção
múltipla para as barras incluídas nelas. O corte implica tirar as barras selecionadas de
todas as faixas de uma só vez.

3 / A / 9/3 / Colar Simples

Isso é para passar o conteúdo da área de transferência para a seleção atual ou, por
padrão, antes da seleção. Caso a seleção contenha apenas uma barra, outras barras serão
adicionadas; ou a barra atual é concluída com o conteúdo da área de transferência. Se
você colocar o cursor em uma barra vazia, a função de colar primeiro preencherá as barras
vazias e criará outras barras conforme necessário.

3 / A / 9/4 / Colar Especial


Isso permite que você escolha o que você vai colar e quantas vezes isso.

3 / A / 9/5 / Insira ou exclua barras em uma única faixa


Considerando o rigor musical do Guitar Pro 7 (veja a seção Gerenciar Barras), inserir ou
excluir barras de uma trilha só faz pouco sentido, já que uma barra deve estar presente em
todas as faixas de uma só vez. Se você realmente precisar inserir ou excluir uma barra em
uma única faixa, use as funções Copiar / Colar da seguinte maneira:
Por exemplo, inserir uma barra antes da barra 10 na faixa ativa
Selecione toda a gama de barras da barra 10 até o final; Coloque o cursor na barra 11 e
cole; Esvazie o conteúdo da barra 10 (exclua as notas).
Siga o mesmo princípio para inserir várias barras.

3 / A / 10 / Uso de assistentes

Guitar Pro inclui muitos assistentes para ajudá-lo a trabalhar mais rápido ao criar suas
pontuações. Esses assistentes estão disponíveis no menu Ferramentas.

3/A/10/1/ Note-Related Wizards

Let Ring Options Define o atributo Let Ring para cada string em um intervalo selecionado
de barras ou notas.
Opções do Palm Mute Define o atributo Palm Mute para cada string em um intervalo
selecionado de barras ou notas.
Usando os assistentes você pode economizar muito tempo. Por exemplo, em um passo,
você pode deixar o Guitar Pro saber que você quer que a função Let Ring seja ativada para
todas as notas nas quatro cordas mais altas.

3/A/10/2/ Wizards for Organising the Score

Você pode usar esses Assistentes ao compor, depois de ter importado uma faixa ou
enquanto estiver capturando anotações no padrão, para obter a melhor organização
possível da tablatura.

Bar Arranger
Verifica e organiza as barras de acordo com as durações das notas.

Complete/Reduce Bars with Rests


Adiciona restos em barras que estão vazias ou muito curtas e exclui os restos extras em
barras que são muito longas.

Automatic Finger Positioning


Coloca as notas na tablatura sem alterar a melodia, para simplificar as posições dos
acordes e os movimentos da mão.

Move/Swap Voices
Reorganiza as vozes em uma faixa com várias vozes.

3 / A / 10/3 / Outros assistentes

Transpose
Transpõe a faixa ativa ou todas as faixas um determinado número de semitons para cima
ou para baixo. Esta função não transpõe diagramas de acordes

Check Bar Duration


Verifica a pontuação inteira para detectar barras que não possuem o número necessário
de batidas.

3 / A / 11 / Folha de Estilo do Guitar Pro 7

Acesse a folha de estilo no menu Arquivo.

Você pode personalizar totalmente a perspectiva geral de suas pontuações e dar um


acabamento profissional.
O estilo escolhido está relacionado ao tipo de pontuação que você tem e, se você fizer o
download de um marcador cujo estilo não goste, sempre poderá aplicar um estilo padrão
(fornecido pelo software) a ele, como Jazz padrão ou Clássico padrão. ou então carregue
um estilo que você salvou anteriormente.
A folha de estilo inclui 5 guias:

Page & Score Format


personalizar as configurações da página e o espaçamento global das notas.
Systems & Staves:
Para personalizar o layout do sistema e os símbolos relacionados a ele (ajuste, claves, etc.).

Header & Footer:


Para alterar a família de fontes e o tamanho da fonte, a colocação de textos em relação às
propriedades da partitura (autor, título, etc.).

Texts & Styles:


Para alterar a família de fontes e tamanhos dos textos principais na partitura.

Notation:
Para personalizar os símbolos musicais de modo a definir uma pontuação exatamente
como você gostaria de ver: tamanho dos diagramas de acordes, símbolos H / P visíveis ou
invisíveis, indicações de dedilhado e assim por diante ...

3 / A / 12 / Bateria e percussão

Você pode usar os atalhos de teclado para inserir notas em uma faixa de bateria /
percussão. Cada linha pode apresentar várias articulações (por exemplo, o charleston pode
ser aberto, semi-aberto ou fechado) e você pode usar as teclas 1, 2, 3 do bloco numérico.
Mas também e principalmente você pode usar seu instrumento virtual (Exibir> Mostrar
menu de instrumento virtual) e selecionar o elemento que você deseja adicionar à sua
faixa diretamente desta janela.

A tablatura também está disponível para a bateria, você tem a possibilidade de editar sua
trilha de bateria diretamente da notação da tablatura, digitando o número MIDI
relacionado ao seu elemento de bateria. Veja a tabela de valores MIDI no apêndice
Nota: Você pode escolher quais tipos de paus você usa com a bateria, e o RSE interpretará
os diferentes tipos de traços. Selecione essa opção no inspetor de trilhas localizado à
direita da janela do seu Guitar Pro 7. No modo MIDI, as faixas de percussão são sempre
atribuídas ao canal 10.

3 / B / Trabalhar com uma pontuação


3 / B / 1 / Encontrando arquivos do Guitar Pro
Os ficheiros Guitar Pro são reconhecíveis a partir da sua extensão GP (versão 7.x), GTP
(versões 1.xe 2.x), GP3 (versões 3.X), GP4 (versões 4.x), GP5 (versões 5.x) ) e GPX (versões
6.x).
A versão 7.x pode abrir todos os arquivos do Guitar Pro, qualquer versão com a qual eles
foram feitos, da versão 1 e superior.
Exceto por alguns exemplos que ilustram as possibilidades do Guitar Pro 7, o Guitar Pro 7
não é vendido com um catálogo de guias gratuito.
Para abrir um arquivo do Guitar Pro, vá ao menu Arquivo> Abrir.
Os últimos arquivos que você abriu estão acessíveis no menu Arquivo> Abrir recente.
Guitar Pro 7 permite que você abra os seguintes formatos de arquivo:
Guitarra pro (.gpx)
MIDI
MusicXML
TablEdit
ASCII
PowerTab

Uma rápida pesquisa na internet permitirá que você encontre milhares de guias
compatíveis com o Guitar Pro 7. Depois que as guias forem baixadas e salvas no seu
computador, você poderá recuperá-las facilmente no Guitar Pro 7 escolhendo o menu
Arquivo> Abrir e selecionando guia de sua escolha.
A Arobas Music publicou um catálogo de guias de alta qualidade e legal que convidamos
você a consultar através do site http://www.mysongbook.com (ver Capítulo 5:
mySongBook)

3 / B / 2 / Navegando pelo placar

Movimentar-se em torno de uma partitura no Guitar Pro é extremamente fácil, e você tem
várias maneiras de fazer isso.

Clicando na Pontuação:
Clicar na partitura move o cursor de edição para a posição pontiaguda. Você pode até
mesmo se mover no placar durante a reprodução para reiniciar a partir da posição
pontiaguda sem interromper a reprodução.

Usando o Soundboard:
Clique no nome da sua faixa no Soundboard. O cursor de edição é colocado na primeira
batida da barra atual naquela faixa ou na batida que está sendo tocada no momento.

Usando a visão global:


Para visualizar uma barra específica em uma pista específica, basta clicar na caixa
correspondente na Visão Global.

Usando marcadores:
Os marcadores representam um meio útil para se mover entre diferentes seções da
pontuação. Use o menu Seção ou os atalhos de teclado.
Usando o teclado:
Os muitos atalhos permitem navegar facilmente pela sua pontuação - de nota a nota, de
barra a barra ou de faixa a faixa.

3 / B / 3 / Configurações de exibição

Para aproveitar ao máximo o Guitar Pro 7, é importante definir cuidadosamente suas


opções de exibição.

Layout da tela:
Com exceção da área de trabalho e da barra de ferramentas, você tem a possibilidade de
ocultar ou exibir os painéis do Guitar Pro 7, o que permitirá uma melhor visibilidade,
especialmente no modo de reprodução. Selecione a opção de visualização de sua escolha
na barra de ferramentas para ocultar ou exibir esses painéis.
Se você decidiu ocultar a tabela de mixagens, use o menu Track, a tela LCD ou até mesmo
os atalhos de teclado para alternar as faixas.
Você também tem a possibilidade de usar a totalidade da sua tela, escolhendo o modo de
tela cheia no menu Exibir> Tela inteira.

Exibir parâmetros para todos os arquivos:


Modos de exibição diferentes estão disponíveis no Guitar Pro 7 no menu Visualizar.
Rolagem vertical ou horizontal da sua página no modo Página Visualização da grade (o
número de páginas horizontais se adapta ao tamanho da sua janela) Modo Pergaminho
Rolagem vertical e horizontal no modo Tela.
Use o modo Página ou Pergaminho se quiser trabalhar diretamente na vista de papel. O
modo de pergaminho remove as quebras de página. Usando o modo de tela vertical, a
organização da barra é feita automaticamente, enquanto o modo de tela horizontal é útil
na visualização multitrack.

Opções de exibição para cada arquivo:


O Guitar Pro 7 permite que você exiba uma única faixa, todas as suas faixas ao mesmo
tempo ou até mesmo algumas de suas faixas. Ative o modo multitrack no menu View>
Multitrack (F3). Todas as suas faixas serão exibidas quando o Multitrack estiver ativado.
Simplesmente desative esta opção para exibir uma única faixa.
Cada uma das suas faixas é acessível a partir da Visão Global localizada na parte inferior da
sua janela. Isso também é da Visão Global, que você tem a possibilidade de ocultar ou
exibir algumas de suas faixas quando a opção Multitrack estiver ativada. Para isso,
selecione o ícone de visibilidade da seguinte forma:

Nota: o modo multitrack também está disponível na visualização global, selecione o ícone
Multitrack localizado acima dos ícones de visibilidade.
3 / B / 4 / configurações de áudio

O Guitar Pro oferece duas tecnologias de áudio para tocar sua partitura: o RSE e o MIDI.
O RSE [Realistic Sound Engine] é uma tecnologia única. Ele se baseia em amostras de som
feitas de guitarras genuínas, baixos, bateria e cerca de uma centena de outros
instrumentos gravados em estúdios profissionais. O RSE permite uma reprodução
extremamente realista das pontuações. Por padrão, o Guitar Pro 7 reproduzirá suas faixas
no modo RSE, pois é o modo favorito dos usuários.

Ainda assim você pode forçar o modo MIDI para a abertura ou a criação da sua faixa
selecionando esta opção no menu Preferências> Geral (acesse o menu Preferências do
Guitar Pro 7 no macOS e no menu Arquivo no Windows).
Você também tem a possibilidade de reproduzir algumas das suas faixas em MIDI
enquanto outras são reproduzidas no RSE, selecionando essa opção no inspetor de faixa.
Para tocar todas as suas faixas em MIDI, simplesmente vá para o menu Som>Mudar todas
as faixas para MIDI.
Inversamente, para converter todas as suas faixas MIDI para RSE, vá para o menu Som>
Converter todas as faixas para RSE. Você pode selecionar o banco de sons e os efeitos que
deseja aplicar à sua trilha no inspetor de pistas.

3 / B / 4/1 / Configurações de áudio no Guitar Pro 7

As configurações de áudio foram completamente revisadas no Guitar Pro 7.


Um som é composto por um banco (instrumento) mais uma cadeia de efeitos. Os bancos
permitem escolher o som bruto "desconectado" de um instrumento. A cadeia de efeitos,
que geralmente é composta de alguns pedais de efeitos e um amplificador, é então
aplicada ao banco, essa combinação gera um som completo.
Quando você cria sua trilha, uma janela do assistente aparece. Esta janela permite
escolher um modelo de instrumento ao qual será aplicado um som padrão.
A partir desta janela, você tem a possibilidade de escolher outro som para a sua faixa.
Depois que sua trilha for criada, você poderá recuperar suas opções de som no inspetor de
pistas.

Uma faixa pode incluir vários sons diferentes para permitir automações de som (alterações
de som) e de diferentes localizações por toda a faixa. O botão “+” permite adicionar um
som à faixa, eventualmente duplicando o som anterior para adicionar uma pequena
modificação (por exemplo, a ativação de um pedal de efeito de distorção).
O botão “A” permite acessar a janela de automação e configurar essas diferentes
mudanças de som (veja abaixo). Escolha um som diferente do inspetor de pistas:
Selecione seu nome de som para escolher um som diferente entre as centenas de sons
disponíveis. Sons padrão para cada categoria são listados em um primeiro menu, mas o
submenu Signatures dá acesso a centenas de sons adicionais, todos inspirados nos
melhores padrões de música.

Afinação :
Ao selecionar o ícone da sua construção de som (logo abaixo do nome do som), você terá
acesso aos detalhes do instrumento e da cadeia de efeitos atualmente aplicada.

Título:
O título é o que será exibido na sua partitura se esse som for usado para uma mudança de
som. Por padrão, este título é o mesmo nome do seu som, mas pode ser recomendado
atualizá-lo (por exemplo, "w / disto" se você alterar seu som para um som de distorção).

Banco:
Ao selecionar o nome do seu banco, você tem a possibilidade de escolher outro banco
para esse som. Ao selecionar o ícone do banco (à esquerda do nome), você pode
configurar os parâmetros específicos do banco (mono / estéreo e microfones).

Cadeias de efeito:
6 slots diferentes estão disponíveis. Selecione um slot afetado ou vazio para escolher o
efeito que você deseja adicionar. Você pode definir um efeito para outro slot usando o
menu Mover para baixo / disponível, selecionando o botão Opções à direita do seu slot.
Você pode finalmente copiar / colar / excluir um efeito desse mesmo botão Opções.

Quando você escolhe um efeito ou quando seleciona o ícone desse efeito (à esquerda do
nome do efeito), aparece uma janela de configuração que permite alterar as configurações
desse efeito.
Você pode ativar ou desativar cada efeito através do botão liga / desliga (bypass)
localizado à direita.

Salvar uma predefinição de som do usuário:

O botão Opções, localizado a partir do nome, permite que você salve sua própria
predefinição de som por meio do menu Salvar como predefinição de som do usuário.
Você apenas tem que nomear seu som, afetá-lo uma família e um tipo de instrumento,
para que você possa recuperá-lo facilmente do inspetor de pistas. Seu som será listado
com a lista de sons disponíveis de cada categoria.

3 / B / 4/2 / Insira uma mudança de som

Insira facilmente uma alteração de som em qualquer lugar da sua faixa. Para abrir a janela
de automações de som, vá para a opção Editar> Som> Sons de automação ou use o botão
“A” do inspetor de pistas.
Nesta janela:
Selecione Incluir uma automação no cursor e selecione o som que você deseja aplicar. Se
necessário, atualize a posição da sua mudança de som.
Você também tem a possibilidade de alterar o som da sua localização do cursor usando a
opção Editar> Sons> [nome do som]. “[Nome do som]” é um dos sons que você criou
anteriormente a partir do inspetor de faixa (seção Sons).
Se você quiser forçar o uso de um som em sua trilha independentemente da posição do
cursor, você pode usar o ícone de cadeado para este som (do inspetor de faixa, seção
Som).

3 / B / 4/3 / O som MIDI

MIDI - Interface Digital para Instrumentos Musicais. Este é um protocolo, uma linguagem
universal para transmitir informações musicais digitais entre computadores,
sintetizadores, sequenciadores, etc. Os arquivos MIDI incluem mensagens que podem
descrever precisamente uma partitura: notas, ritmo, tempo, instrumento etc.

A qualidade do som que você produz dependerá de seu equipamento (placa de som,
sintetizador real ou virtual) - e não do Guitar Pro como tal, já que o programa
simplesmente enviará informações sobre pitch e duração ao seu equipamento para
transformar essa informação em som. Da mesma forma, a lista dos instrumentos
disponíveis no Guitar Pro é definida pelas normas MIDI gerais e não é extensível, a menos
que você use algum equipamento específico.

Saída MIDI: o Guitar Pro pode usar até 4 portas MIDI simultâneas. Você pode atribuir um
dispositivo MIDI diferente para cada uma dessas portas.
Recomenda-se escolher o melhor dispositivo MIDI para a porta 1, já que este é o padrão
quando uma nova faixa é criada no Guitar Pro.
Para aplicar uma reprodução MIDI à sua partitura, vá para o menu Som> Alternar todas as
faixas para o menu Midi ou selecione a opção MIDI para a faixa selecionada no Track
Inspector. Este irá oferecer-lhe a possibilidade de misturar faixas RSE com faixas MIDI.

Você pode finalmente forçar o modo MIDI para todas as faixas na abertura e criação da
sua partitura. Para fazer isso, vá para a guia Preferências, Geral, e selecione a opção Forçar
a reprodução com MIDI.

Captura de MIDI:

Você pode capturar notas através de um instrumento MIDI. (Veja a captura de notas com
um instrumento MIDI)
Portas e Canais:
No painel de instrumentos, você pode escolher qual porta e qual canal usar para cada
faixa. Por padrão, o Guitar Pro atribui 2 canais a cada faixa para melhorar a reprodução
dos efeitos (os efeitos são reproduzidos em um canal separado para não afetar as notas
que não têm efeito). Se duas faixas estiverem usando os mesmos canais na mesma porta
(percorra a lista para obter os números das faixas), suas propriedades de áudio
(instrumento, volume, panorâmica) serão vinculadas. Portanto, é aconselhável usar
apenas um canal por faixa se a sua pontuação contiver um grande número de faixas. Por
convenção, as faixas de percussão são sempre atribuídas ao canal 10 (norma MIDI). Você
pode optar por ativar a opção "force 11-16" para fazer o Guitar Pro usar um canal MIDI
para cada string de uma determinada faixa (o que é útil se você tiver várias curvas
diferentes em uma mesma batida).
Nota: é possível alterar estas configurações faixa por faixa, alternando a faixa para MIDI.
Novas opções aparecerão no Track Inspector para mudar a porta e o canal.

Nota: é possível alterar estas configurações faixa por faixa, alternando a faixa para MIDI.
Novas opções aparecerão no Track Inspector para mudar a porta e o canal.

3 / B / 5 / opções de reprodução

Guitar Pro foi concebido para facilitar a aprendizagem de uma partitura. Muitas opções de
reprodução estão disponíveis.
Lançamento de reprodução:
Para começar a tocar uma partitura, você pode usar as opções de reprodução disponíveis
no menu Som, mas também a barra de espaço ou até mesmo as opções de reprodução da
barra de ferramentas.
Se você deseja apenas reproduzir uma parte específica de uma partitura, basta selecionar
essa seção específica primeiro usando o mouse.
Opções de tempo:

Tempo:
O menu Edit> Automations> Edit automations abre a janela de automação e permite
definir o andamento inicial, a partir da mesma janela você também tem a possibilidade de
programar mudanças de tempo.
Essa janela também pode ser acessada na barra de ferramentas localizada na parte
superior da sua janela.

Durante a reprodução, o tempo atual é exibido na tela LCD localizada na barra de


ferramentas.

Velocidade relativa e velocidade progressiva:


Guitar Pro 7 permite que você jogue sua partitura em um ritmo diferente do que o
originalmente configurado, o que pode ser realmente útil para a prática. Você pode ativar
esse recurso a partir do ícone Velocidade relativa localizado na barra de ferramentas e
escolher uma velocidade de coeficiente predefinida ou configurar o valor de sua escolha.
A velocidade progressiva permite aumentar a velocidade geral da sua pontuação a cada X
repetições.

O botão de tempo relativo permite afetar um coeficiente de tempo diferente para acelerar
ou desacelerar a reprodução sem modificar seu arquivo.

Esse coeficiente é personalizável e varia de 10% a 300%. Basta selecionar o mesmo botão
para desativar esse recurso.
Nota: para jogar em loop uma seção específica da sua pontuação, basta selecionar essa
área específica com o mouse antes de iniciar a reprodução.

Metrônomo e contagem:

O menu Som> Metrônomo permite ativar o metrônomo durante a reprodução.


O menu Som> Contagem permite iniciar a reprodução com uma contagem equivalente a
uma ou duas barras. Ele permite mais tempo para você manusear seu instrumento antes
de tocar, mas também dá uma boa visão geral do andamento atual e, assim, começa a
tocar seu ritmo. Quando o loop é ativado, você tem a possibilidade de repetir a contagem
para cada loop. Essas opções podem ser facilmente ativadas / desativadas na tela LCD
localizada na parte superior da sua janela. É possível configurar o volume do metrônomo,
o comprimento de contagem, mas também ativar a contagem entre os loops.

O Soundboard:

O Soundboard permite que você configure os parâmetros de áudio de sua trilha, como
instrumento, volume, panorâmica, .... Esses parâmetros correspondem às configurações
iniciais da pontuação, mas você pode adicionar alterações em qualquer lugar que desejar
em sua pontuação.
Os parâmetros de equalização podem ser modificados indiferentemente durante a
reprodução. Você pode, por exemplo, iniciar a reprodução, clicar no instrumento de uma
faixa específica e selecionar o instrumento disponível, um a um, para verificar qual deles
possui a melhor sonoridade.
O tampo inclui para cada faixa uma opção Solo (simbolizada por um fone de ouvido) e uma
opção Mudo (simbolizada por um alto-falante riscado). Isto permite, respectivamente,
tocar uma ou várias faixas em solo (sem as outras faixas) e silenciar uma ou várias faixas.

Se você quiser ouvir apenas uma ou duas faixas, é mais fácil aplicar o modo Solo para essas
faixas. Por outro lado, se você quiser silenciar somente uma ou duas faixas (para
reproduzi-las por conta própria), é mais fácil usar a opção Mudo.

O equalizador:
O equalizador é acessado diretamente a partir da mesa de som e permite que você
configure sua pista como quiser, mas também para carregar predefinições predefinidas
para cada tipo de instrumento. Uma vez selecionada, sua predefinição é aplicada
diretamente à sua faixa.

Mix RSE / MIDI:

O Guitar Pro 7 oferece a possibilidade de mixar o som RSE com o som MIDI. Isso significa
que você pode decidir tocar algumas das suas faixas no modo RSE e as outras no modo
MIDI, e para a mesma pontuação. As opções RSE e MIDI podem ser ativadas ou
desativadas faixa por faixa, diretamente do inspetor de pistas. Dependendo da sua
configuração de hardware, pode ser necessário ajustar a latência em positivo ou negativo
e, portanto, verifique se ele está bem sincronizado com o RSE. Essa configuração pode ser
configurada na guia Preferências> Áudio MIDI (acesse o menu Preferências no Guitar Pro
7 no macOS e no menu Arquivo no Windows).

3 / B / 6 / Impressão

Vá para o menu Arquivo> Imprimir para obter uma impressão da sua pontuação. Use a
folha de estilo (Arquivo> Folha de estilo) para personalizar fontes, configuração de página,
margens e todas as outras configurações de página.

Nota: por favor, certifique-se de instalar o último disponível atualizado para a sua
impressora.

3 / B / 7 / Importação de arquivos e guias

Importação 3 / B / 7/1 / Midi

O Arquivo> Importar> MIDI permite importar um arquivo MIDI para o Guitar Pro. Guitar
Pro suporta formatos MIDI de 0 a 1.
Quantificação: a quantificação determina a precisão do ritmo das notas importadas. Por
exemplo, se a quantificação é baseada na semínima e que o ritmo original era quatro oito
notas, essas quatro oito notas se tornarão um acorde de semínima com base na batida.
Por outro lado, se a quantificação é baseada na décima sexta nota e que o arquivo MIDI
inclui reprodução humana real, e assim com ritmos aproximados, uma quantificação muito
alta pode alterar a precisão da pontuação adicionando notas onde isso não é necessário.
Em seguida, é necessário ajustar o arquivo com base no arquivo original e na renderização
desejada. Apenas as faixas de percussão colocadas no canal 10 serão, por convenção,
consideradas como uma faixa de percussão.

Opções de importação:

Opções diferentes estão disponíveis para a importação MIDI.

Seleção das faixas para importar


Escolha de quantificação

Corrigir o comprimento mínimo das notas importadas. Para um arquivo gravado ao vivo,
recomenda-se escolher uma baixa quantificação, pois a duração será
Por outro lado, para um arquivo preciso, mas complexo, uma alta quantificação será
recomendada.

Importação de notas pontuadas

Permite transformar notas amarradas em notas pontilhadas se o valor geral da nota


permitir.

Aumentar o valor da nota

Se houver um silêncio entre uma nota e a próxima, esta será aumentada para obter um
ritmo menos complexo e instável.

Autorize o multivoice

Se algumas notas estiverem sobrepostas na duração, uma das notas será colocada em
outra voz para uma melhor fluidez.

Autorise triplets

Se o seu arquivo é gravado ao vivo, é aconselhável desativar esta opção.

3 / B / 7/2 / Importar ASCII

Para importar arquivos ASCII, vá para o menu Arquivo> Importar> ASCII.

Guitar Pro é capaz de analisar os arquivos de texto ASCII para extrair as informações
musicais. É possível obter uma partitura do Guitar Pro que você pode reproduzir, modificar
ou imprimir a partir de uma partitura simbólica.
O Guitar Pro importa notas, ritmo, efeitos e mudanças de barra. A importação é feita na
trilha ativa. Por isso, é possível importar sucessivamente vários arquivos correspondentes
aos diferentes instrumentos.
O arquivo importado pode conter comentários ou misc. texto, Guitar Pro é capaz de
extrair a tablatura qualquer que seja o conteúdo do arquivo.
As únicas regras para respeitar a importação para o trabalho são:
As linhas devem ser representadas por uma série de hífens: «-».

As mudanças de barra devem ser indicadas por uma barra vertical em cada uma das
cordas: «| » Nenhuma linha vazia pode estar presente entre duas cadeias de uma mesma
linha de tablatura. Comentários dentro das linhas de tablatura são proibidos. Depois que
uma importação ASCII é concluída, muitas vezes é necessário revisar o ritmo para que as
barras fiquem completas.
A ferramenta Verificar a duração da barra (menu Ferramentas) pode ser útil nesse caso.
Se a partitura for reproduzida e as barras não estiverem completas, o ritmo será falso e as
notas além da duração da barra não serão reproduzidas.

3 / B / 7/3 / Importar MusicXML

O menu Arquivo> Importar> MusicXML permite que você importe arquivos MusicXML
padrão e compactados para o Guitar Pro. Criado por Recordare®, MusicXML é uma
descrição XML de uma partitura musical. Este é um formato de troca universal que está
agora disponível na maioria dos programas de softwares de música.

3 / B / 7/4 / Importar PowerTab

O menu Arquivo> Importar> PowerTab permite importar do formato PowerTab®.

3 / B / 7/5 / Importar TablEdit:

O menu Arquivo> Importar> TablEdit permite importar do formato TablEdit®

3 / B / 8 / Exportar uma partitura ou um arquivo.

Exportação 3 / B / 8/1 / MIDI

O menu Arquivo> Exportar> MIDI exporta a partitura para um arquivo MIDI (formato 1)
(.mid).
Para optar por não exportar uma faixa, basta desativá-la no Soundboard.

Guitar Pro permite que você use 2 canais para uma única faixa para melhorar a restituição
de som. Alguns softwares não suportam essa funcionalidade. Portanto, se você tiver um
problema ao abrir arquivos MIDI exportados do Guitar Pro, use um único canal por trilha.

Exportação 3 / B / 8/2 / ASCII

O menu Arquivo> Exportar> Guia ASCII permite exportar a trilha ativa para o formato ASCI
Exportações 3 / B / 8/3 / MusicXML

O menu Arquivo> Exportar> MusicXML permite exportar a partitura para o formato


MusicXML.

3 / B / 8/4 / exportações de áudio: MP3, WAV, OGG, FLAC, AIFF

O Guitar Pro 7 permite exportar suas partituras do Guitar Pro para os seguintes formatos
de áudio: MP3, WAV, OGG, FLAC, AIFF
Exportar do menu Arquivo> Exportar> Áudio.
Isso permitirá que você salve uma cópia de áudio de sua pontuação e, por exemplo,
permite que você a escute usando qualquer reprodutor de áudio normal.
Se você deseja exportar apenas uma parte específica de sua pontuação, basta fazer uma
seleção múltipla antes de exportar.

Exportação 3 / B / 8/5 / PNG

O menu Arquivo> Exportar> PNG permite salvar a pontuação na forma de um arquivo de


imagem. Esta função é útil se você planeja publicar suas criações em uma página da web,
por exemplo.

A imagem que você obtém da exportação é exatamente igual à imagem que você vê no
editor do Guitar Pro. O botão Exportar salva a imagem.
O tamanho da imagem é afetado pelo valor de zoom. Você pode, portanto, obter imagens
de vários tamanhos, dependendo do que você deseja usá-las para
O formato PNG é adaptado para telas de computador. Se você deseja inserir sua
pontuação em um documento para impressão, recomendamos que você use PDF.
Nota: A Exportação PNG é realmente útil apenas no modo Página.

3 / B / 8/6 de exportação em PDF

O menu Arquivo> Exportar> PDF permite exportar toda a pontuação para o formato
Adobe® PDF®, legível e imprimível por qualquer pessoa que use o software gratuito
Adobe® Reader® ou qualquer outro leitor de PDF.

4 / Ferramentas

4/1 / Diagramas de acordes

O Chord Diagram Generator não só permite que você torne sua tablatura mais rica, como
também constitui uma ferramenta de referência genuína para guitarristas, mesmo
independentemente da tablatura.
Para abrir a ferramenta de diagrama de acordes, vá para o menu Nota> Acorde ou use o
atalho de teclado “A”. Assim como todas as ferramentas do Guitar Pro, o Gerador de
Diagramas de Acordes se ajusta automaticamente ao ajuste escolhido para a faixa ativa.
Você pode, portanto, gerar diagramas de acordes, mesmo para modos de ajuste exóticos -
como normalmente não podem ser encontrados em gráficos de acordes.
A ferramenta de diagramas de acordes é composta de várias áreas, estas são interativas e
é importante saber como elas funcionam para tirar o melhor proveito da ferramenta de
diagramas de acordes.

Construção de Acorde:

A primeira parte permite construir o acorde pelo seu nome. Milhares de possibilidades são
possíveis. Quando você seleciona uma tonalidade entre a lista de diagramas de acordes
disponíveis, o Guitar Pro 7 exibe a posição da mão para este acorde específico. Uma lista
de diagramas equivalentes está disponível, selecione o botão ao lado do nome do acorde
sugerido para ter acesso a outros nomes.
Você pode definir uma inversão de acordes (em que a nota de baixo difere da raiz), ou
simplesmente especificar qual nota você quer para o baixo (na corda mais baixa).
A partir desta janela, você tem a possibilidade de ocultar ou exibir em sua partitura, o
nome, o diagrama ou o dedilhado para o seu acorde.

Diagrama principal:

Uma vez que sua tonalidade selecionada, seu diagrama principal aparece, isso significa que
ele será adicionado à sua pontuação, e assim como seu nome, dedilhado e construção
teórica.
O dedilhado é exibido no círculo da nota (1 para o dedo indicador, 2 para o dedo médio e o
filho ligado ...) também aparece abaixo do diagrama de acordes, para modificá-lo, um
simples clique direito sobre a posição do dedo permitirá que você para mudar o dedilhado.
A opção Realçar nota raiz permite alterar a cor da nota fundamental no diagrama (não é
refletida na partitura).
Você pode criar um diagrama selecionando este diretamente: Selecione um traste para
adicionar ou remover uma nota. Use a barra de rolagem para alterar o traste da raiz. Os
acordes de barre são automaticamente sugeridos pelo Guitar Pro. Eventualmente, mude o
nome padrão sugerido pelo Guitar Pro 7, este aparecerá na sua partitura. Três formatos de
nome de acordes estão disponíveis: Classic, Jazz e Rock. Se você quiser manter o nome do
acorde como aparecendo no campo, você precisa colocar um apóstrofo (‘) logo antes do
nome do acorde.
Logo acima do diagrama, um círculo simboliza uma corda tocada aberta, enquanto uma
cruz simboliza uma corda que não é tocada.

Lista de diagramas:

Uma lista de possíveis diagramas para o acorde é exibida na área principal, os quais são
listados por ordem de dificuldade.
Selecione um desses diagramas para torná-lo seu diagrama principal.
Para ouvir o diagrama selecionado, selecione o botão de reprodução disponível no canto
superior direito da janela de diagramas de acordes.

Diversos:

Quando você abre a janela de diagramas de acordes, as notas relacionadas à batida


selecionada são colocadas automaticamente no diagrama principal, se nenhum diagrama
tiver sido definido anteriormente para essa batida.
Quando você valida a janela de diagramas de acordes, as notas do diagrama principal são
adicionadas automaticamente à sua pontuação se nenhuma nota tiver sido definida
anteriormente para a batida selecionada.
A folha de estilo (acesso a partir do menu Arquivo) permite alterar o tamanho dos
diagramas e sua posição na sua pontuação.
Em curto prazo, a ferramenta de diagramas de acordes pode ter muitas funções:
Adicionando diagramas de acordes à sua tablatura. Aprender as diferentes posições
possíveis no braço da guitarra para um determinado acorde. Conhecer o nome de um
acorde que você encontrou no seu instrumento e aprender outras posições possíveis ou
dedilhado para esse acorde específico. Recupere as posições dos acordes padrão com
afinações exóticas de seu instrumento.
4/2 / Escalas

O motor de escala:

O mecanismo de escala permite visualizar e ouvir um grande número de escalas em


qualquer tonalidade. Também pode recuperar a escala usada em uma pontuação. Para
ativar o mecanismo de escala, vá para o menu Ferramentas> Escalas

Guitar Pro propõe mais de 1000 escalas diferentes. Para encontrar uma escala, você pode
verificar algumas tags para filtrar sua pesquisa ou usar o mecanismo de pesquisa com base
em uma palavra-chave. A escala aparecerá no tom escolhido. Guitar Pro exibe as notas na
escala. Para ouvi-los, clique no botão "play". Guitar Pro também mostra a maneira como a
escala é construída, com uma indicação de intervalos e semi-tons entre as notas. Assim
como todas as outras ferramentas do Guitar Pro, a maneira como as notas são exibidas no
braço da guitarra está relacionada ao ajuste escolhido para a faixa ativa.

Analisando a escala usada na partitura:

Selecione as barras para analisar a partir de sua pontuação e clique em Localizar escalas
da seleção. Guitar Pro mostra uma lista de possíveis tons e escalas, e indica estatísticas
percentuais de suas ocorrências, em ordem decrescente.
Se a pesquisa de escala der resultados ruins, talvez seja porque a pontuação inclui uma
alteração de tons. Nesse caso, você precisa encontrar essa alteração de ouvido e limitar
sua análise de escala a um intervalo de barras sem alteração de tom.
Guitar Pro não permite que você coloque diretamente uma escala da ferramenta Escala na
tablatura. No entanto, exibindo a escala no braço da guitarra, é fácil clicar nela para
colocar as notas na tablatura. Você também pode clicar com o botão direito do mouse
para mover o cursor para a direita após adicionar uma nota. A operação é muito rápida.

4/3 / instrumentos virtuais

4/3/1 / Virtual guitarra fretboard e teclado virtual

Fretboard virtual da guitarra:

O braço de guitarra virtual oferece muitos recursos. Pode ser usado para visualizar as
notas da partitura, para inserir notas ou para visualizar as escalas.
Para ativar o braço da guitarra, certifique-se de selecionar uma faixa de guitarra primeiro e
vá até o menu Exibir> Mostrar instrumento virtual.
O braço da guitarra se ajusta automaticamente às configurações da faixa ativa. O número
de cordas e a posição do capo são definidas pelas configurações da pista. Se você alterar a
faixa ativa, o braço da guitarra será atualizado automaticamente para refletir a nova pista.

Para adicionar uma nota à sua partitura, basta selecioná-la no braço da guitarra.
Teclado virtual:

Assim como o braço da guitarra, o teclado permite visualizar e inserir as notas da partitura.
Também pode mostrar as escalas. Para ativar o teclado, desça o menu Exibir> Mostrar
instrumento virtual, em uma pista correspondente a um instrumento sem atrito.
Para adicionar uma nota na partitura, basta clicar em uma tecla.
Para excluir uma nota, clique nessa nota. Os botões [<>] permitem que você se mova pela
pontuação, evitando o uso do teclado do computador, se preferir capturar notas com o
mouse. Opções de exibição:
Selecione a roda dentada localizada à esquerda da janela do instrumento virtual para
acessar essas diferentes opções de visualização:

Mostrar [Batida]: para ver apenas as notas na batida selecionada.


Mostrar [Batida + barra]: para ver as notas da batida selecionada e as notas da barra ativa.
Mostrar [Batida + Próxima Batida]: para ver as notas da batida selecionada e as notas da
próxima batida.

Exibindo a nota apontada para:

A nota apontada pelo mouse é exibida. Você não precisa clicar no braço da guitarra.

Abrindo o mecanismo de escala:

Acesse diretamente a janela de ferramentas de escala do seu instrumento virtual. Você


ainda pode visualizar sua escala ao inserir suas anotações.

4/3/2 / tambores virtuais

Acesse a bateria virtual na janela Exibir> Mostrar instrumento virtual. Você pode
selecionar as notas das faixas de bateria diretamente na janela de bateria virtual.

A janela de bateria virtual exibe todos os elementos de bateria disponíveis.


Selecione um desses elementos, o Guitar Pro 7 mostrará qual atalho de teclado é dedicado
para este elemento (teclado numérico), isso tornará sua edição mais fácil e rápida.
Para adicionar uma nota na partitura, basta clicar em uma tecla. Para excluir uma nota,
clique nessa nota. Os botões [<>] permitem que você se mova pela pontuação, evitando o
uso do teclado do computador, se preferir capturar notas com o mouse. Opções de
exibição:
Selecione a roda dentada localizada à esquerda da janela do instrumento virtual para
acessar essas diferentes opções de visualização:

Mostrar [Batida]: para ver apenas as notas na batida selecionada.


Mostrar [Batida + barra]: para ver as notas da batida selecionada e as notas da barra ativa.
Mostrar [Batida + Próxima Batida]: para ver as notas da batida selecionada e as notas da
próxima batida.
Exibindo a nota apontada para:

A nota apontada pelo mouse é exibida. Você não precisa clicar no elemento de bateria
virtual. Esta janela mostra o nome do elemento de bateria apontado, mas também seu
valor MIDI.

4/4 / sintonizador polifônico

O Guitar Pro 7 vem com um sintonizador polifônico profissional facilmente acessível a


partir da barra de ferramentas localizada na parte superior da janela (consulte a
apresentação da barra de ferramentas: seção 2/2/4).
Um único pincel permite que você verifique seu ajuste para todas as suas seqüências de
caracteres.

4/5 / metrônomo

O metrônomo pode ser acessado na barra de ferramentas localizada na parte superior da


janela (consulte a apresentação da barra de ferramentas: seção 2/2/4).

4/6 / Captura de MIDI

A captura MIDI permite inserir anotações na sua partitura por meio de um instrumento
MIDI (consulte a seção 3 / A / 4: Adicionando notas à sua partitura).

4/7 / Line In

O Guitar Pro 7 oferece-lhe a possibilidade de ligar a sua guitarra através de uma interface
USB (a sua placa de som, por exemplo) e ouvir tocar no software, utilizando os modelos de
efeitos da sua faixa através dos inúmeros bancos de sons disponíveis. Você pode então
acompanhar as músicas que você quer tocar no Guitar Pro 7 assumindo totalmente o
papel do guitarrista.

Por exemplo:

Uma vez que sua guitarra esteja conectada e a opção Line In ativada, selecione a faixa de
guitarra de sua escolha. Silencie esta faixa de guitarra da opção Mute disponível na placa
de som. Inicie a reprodução. Sua pontuação está rolando, mas sua faixa de guitarra
permanece em silêncio. Você tem agora para tocar esta faixa de guitarra usando sua
própria guitarra. Sua reprodução é imediatamente reproduzida no Guitar Pro 7, em tempo
real, sem latência, usando o som predefinido aplicado à sua faixa de guitarra. Se houver
alguma alteração de som na sua faixa, esta será automaticamente aplicada dependendo
da posição do cursor.

Use o Line In:

Aviso: Uma placa de som externa ou um periférico de áudio conectado via USB é
necessário para conectar sua guitarra ao seu computador.
Selecione o ícone Line In localizado à direita da barra de ferramentas (consulte a seção
2/2/4 / Painéis e Inspetores).
Selecione a roda de engrenagem para verificar se você selecionou bem sua placa de som
com entrada de áudio das preferências de áudio (Preferências> guia Áudio / MIDI).

Ative a opção.

Uma vez que o Line In esteja ativado, você deve escolher a entrada de áudio correta para a
sua placa de som (aquela em que você conectou a sua guitarra).
Você pode então aplicar algumas configurações específicas:

Ganho de entrada: permite aumentar ou diminuir o ganho de saída da sua placa de som,
permitindo ajustar a renderização do som.

Cadeia de efeitos: permite escolher se você deseja usar a cadeia de efeitos da sua faixa ou
não. Por exemplo, se você usar um simulador de efeitos em vez dos efeitos do Guitar Pro
7, é preferível desativá-lo para ajuste.

Portão de ruído: esta configuração permite evitar som de fundo quando sua guitarra está
conectada, mas você não está tocando. Para configurar esta opção, você tem que girar
lentamente o potenciômetro, até notar que o som de fundo desapareceu (guitarra
conectada sem tocar).

Volume: permite ajustar o volume de saída do instrumento Line In na mixagem geral.

Limitador: permite evitar o efeito de feedback diminuindo o volume de sons que excedem
um determinado limite.

Nota: você pode alterar a cadeia de efeitos a qualquer momento no inspetor de pistas.
Lembre-se de desligar a opção Entrada de linha depois de usá-la.

Importante: para aproveitar ao máximo o recurso Line In e para um uso otimizado, é


altamente recomendável usar a mesma placa de som para a entrada de áudio e a saída de
áudio.

4/8 Proteção de arquivos


O Guitar Pro 7 permite que você proteja seu arquivo e diminua as possibilidades de vê-lo
modificado, o que pode ser realmente útil se você quiser proteger seu trabalho ou, por
exemplo, compartilhá-lo com seus alunos e impedir modificações, caso seja um professor.

Vá até o menu Arquivo> Bloquear / Desbloquear e acesse estas opções de proteção:

Finalizar: permite finalizar um arquivo e evitar modificações indesejadas, basta


desbloquear o arquivo para poder modificá-lo novamente.

Edição de bloqueio: impedir qualquer modificação, o arquivo é protegido por uma senha.
Essa opção é útil para professores que desejam distribuir seus arquivos e evitar
modificações por parte dos alunos.

Bloqueio de abertura: torna impossível abrir o arquivo sem a senha. Útil para sites que
vendem aulas on-line, por exemplo.

Observação: lembre-se de anotar ou salvar sua senha, pois você não terá a menor
possibilidade de abrir o arquivo se a senha for perdida. Observe também que a senha não
constitui uma garantia absoluta de que seu arquivo não pode ser aberto por uma pessoa
com intenções duvidosas. É uma proteção suave que não envolve algoritmos complexos.

5 / mySongBook

mySongBook é o site oficial de tablaturas da Arobas Music É uma oferta qualitativa e legal
que respeita direitos autorais por remuneração dos detentores dos direitos autorais
através de seus editores oficiais.

Milhares de partituras editadas por músicos profissionais estão disponíveis no


mySongBook. Você vai encontrar arranjos inéditos para guitarra, baixo ou outros
instrumentos de corda, bem como partituras completas e precisas respeitando todos os
instrumentos incluídos nas peças originais (guitarra, baixo, bateria, teclado e letras).

Nossas configurações de áudio das abas são feitas por profissionais, cada aba é tão fiel
quanto possível à sua versão original. Como resultado, mySongBook é a melhor opção para
aproveitar ao máximo o novo recurso Line In da Guitar Pro 7.

Abra uma pontuação do mySongBook:

Crie uma conta ou conecte-se ao site www.mysongbook.com. Selecione uma das suas
guias na lista comprada ou em qualquer guia disponível se você comprou uma assinatura
mensal.

Inicie sua aba no site mySongBook. Sua guia será aberta diretamente no Guitar Pro 7.

Uma guia gratuita está disponível todos os dias como uma "guia gratuita do dia". Você só
precisa criar uma conta para acessá-la.