Você está na página 1de 5

TAREFA 2.

2 – Proposta de Tema de Pesquisa

 Tema: Principais aspectos positivos e negativos da adição da cinza do bagaço


da cana-de-açúcar no processo de produção do concreto.

 Problema de pesquisa: Qual a viabilidade da utilização da cinza do bagaço da


cana-de-açúcar no processo de produção do concreto?

 Objetivo Geral: Analisar os aspectos positivos e negativos da adição do bagaço


da cana-de-açúcar no processo de produção do concreto.
 Objetivos Específicos:
o Verificar a necessidade da adição da cinza do bagaço da cana-de-açúcar
no processo de produção do concreto em relação à durabilidade.
o Avaliar a influência desse aditivo no processo de resistência do concreto.
o Analisar a prática da sustentabilidade aplicada na construção civil com o
emprego desse resíduo da cana-de-açícar.

 Justificativa:

A construção civil vem demonstrando cada vez mais relevância no espaço


econômico mundial. O seu crescimento trouxe alterações na economia, assim como
também denotou significativa importância no quesito sustentabilidade, pois a maioria
dos produtos utilizados é obtida da extração de matéria-prima retiradas da natureza.
Um dos principais produtos utilizados na construção civil é o cimento Portland.
O seu processo de fabricação, segundo a Companhia Ambiental do Estado de São
Paulo (CETESB, 2010), resume-se em uma combinação de exploração e
beneficiamento de substâncias minerais não metálicas.
O intuito de adicionar o bagaço da cana-de-açúcar no processo de produção de
concreto é diminuir os impactos ambientais causados pela extração de matéria-prima
natural. Com a reciclagem de resíduos, existe a diminuição da necessidade de
extração de matérias-primas, do consumo de energia, dos custos de transporte e do
volume de aterros; gerando então uma redução do impacto ambiental causado pela
construção civil (LIMA, 2007).
TAREFA 2.2 – Proposta de Tema de Pesquisa

É necessário também verificar a viabilidade do processo quanto às


características do concreto quando adicionado esse aditivo mineral. GANESAN et al.
(2007a) produziram concretos e trabalharam com cinzas do bagaço de tamanho médio
de 5,4 μm com teores de substituição de 5%, 10%, 15%, 20%, 25% e 30%. Eles
observaram melhoria da resistência mecânica com teores menores que 20% de
substituição, o qual foi o limite para conservar a resistência à compressão de
concretos, bem como a resistência à tração aos 28 dias de idade.
As adições minerais pozolânicas influenciam na estrutura de poros e contribuem
para um refinamento da estrutura, reduzindo a quantidade e tamanho dos poros. As
melhorias na microestrutura normalmente implicam na redução da permeabilidade que,
em geral, contribuem para a durabilidade da matriz (MALHOTRA e MEHTA, 1996).
O estudo realizado possibilita identificar os aspectos positivos e negativos da
adição do bagaço da cana-de-açúcar no processo de produção do concreto, verificando
a viabilidade desse aditivo no processo em relação à durabilidade e avaliando a
influência no processo de resistência do concreto, assim como também analisar a
prática da sustentabilidade aplicada na construção civil com o emprego desse resíduo
da cana-de-açúcar.

 Revisão de Literatura:
A cana-de-açúcar está presente no Brasil desde o período colonial, quando foi
trazida pelos portugueses. Desde sua chegada até os dias atuais, a cultura apresenta
grande influência na economia, sendo utilizada como matéria prima na produção de
açúcar e etanol, produtos de grande importância para as exportações brasileiras. O
Brasil é o maior produtor mundial de açúcar. São mais de 3 milhões de hectares de
plantações de cana de açúcar no país.
No Brasil a indústria da cana-de-açúcar é um os setores da agroindústria que
mais se destacam em área de plantio e em produção. Estima-se que cerca de 15 %
dos solos agricultáveis do Brasil seja destinado ao plantio de cana-de-açúcar para
produção de açúcar e álcool. No entanto, o processo produtivo da indústria de cana-de-
açúcar gera enormes quantidades de resíduos sólidos na forma de cinzas (De Faria,
2012).
TAREFA 2.2 – Proposta de Tema de Pesquisa

Segundo Lima (2008), a indústria da construção civil consome cerca de 20 a


50% do total de recursos naturais utilizados pelas atividades industriais; por isso o
emprego de resíduos na engenharia civil tem se consolidado como uma prática para a
sustentabilidade.
O reaproveitamento das cinzas geradas com a queima de bagaço de cana na
produção de concreto no setor da construção civil poderá transformar o resíduo em
mais um subproduto da cana. Segundo Paiva (2016), inúmeras pesquisas
comprovaram o efeito positivo da substituição parcial de cimento Portland por cinza do
bagaço de cana-de-açúcar (CBCA) nas propriedades mecânicas, físicas e reológicas
do concreto.
Os resíduos gerados utilizados pela construção civil em outros setores da
economia é vantajosa devido à redução da disponibilidade de matérias-primas não
renováveis, tão necessárias às atividades da construção civil convencional, assim
como também o aumento das atividades industriais. Grande parte dos resíduos
gerados pode ser reutilizada, reciclada, transformada de modo a produzir novos
materiais de construção e atender à crescente demanda por tecnologia alternativa de
construção mais eficiente, econômica e sustentável (Savastano, 2003).
Os estudos atualmente apresentados demonstram, em sua maioria, que o
reaproveitamento da cinza do bagaço da cana-de-açúcar tem sido favorável na
produção de concreto, quando analisada a resistência e durabilidade do mesmo.
Segundo Cook (1986), a presença de cerca de 20% de carbono na cinza, não afeta
significativamente a resistência a compressão, porém o decréscimo na resistência
passa a ser percebido quando são empregadas cinzas com teores de carbono
elevados, decréscimo este devido à queda na quantidade de sílica ativa
correspondente.
No entanto, De Paula et al (2008, p. 357), afirma que os teores de SiO2 de 84%
presentes na cinza do bagaço da cana, combinados com previsões de aumento na
geração deste resíduo em decorrência da expansão do setor sucroaçucareiro no Brasil,
apresentam a CBCA como fonte viável de adição mineral de cimentos, dependendo
das características da sílica presente.
TAREFA 2.2 – Proposta de Tema de Pesquisa

De Paula et a. (2008, p. 357) ainda afirma que a obtenção de cinzas com


maiores teores de sílica reativa, principalmente por meio de procedimentos de queima
melhor ajustados, pode permitir maiores teores de substituição ou melhorias mais
significativas nas propriedades físicas e mecânicas das argamassas.
Pesquisas realizadas com cinzas do bagaço da cana como adição suplementar
têm mostrado melhorias nas propriedades mecânicas e na durabilidade de pastas e
concretos (Paiva, 2016, p. 33).
Transformar cinzas de bagaço em concreto é apenas mais uma entre dezenas
de pesquisas voltadas a sustentabilidade na cana-de-açúcar. A esperança do setor é
que aconteça com a cinza o mesmo que já ocorreu com o bagaço da cana-de-açúcar.
Antes, eram montanhas do resíduo que não serviam pra nada. Atualmente, já oferecem
uso para as diversas áreas da economia, colaborando assim para um futuro melhor e
mais sustentável.

 Metodologia:

O estudo denominado qualitativo, segundo Godoy (1995, p. 20), “é quando um


fenômeno pode ser melhor compreendido no contexto em que ocorre e do qual é parte,
devendo ser analisado numa perspectiva integrada”. A pesquisa qualitativa tem como
finalidade conseguir dados voltados para compreender as atitudes, motivações e
comportamentos de determinado grupo de pessoas. Objetiva entender o problema do
ponto de vista deste grupo em questão.
O presente trabalho é classificado como qualitativo, pois consiste em uma
revisão bibliográfica, em que foram pesquisados trabalhos relevantes com temas
relacionados à utilização da cinza do bagaço da cana-de-açúcar como aditivo na
produção de concreto. Para isso, foram realizadas buscas em sítios de periódicos
como o Periódicos Capes e Scielo e em sítios especializados como o da União da
Indústria de Cana-de-açúcar (UNICA), para obtenção de dados. Para realizar a busca
nos referidos sítios, foram utilizadas as seguintes palavras-chaves: cana-de-açúcar,
impactos da cana-de-açúcar, impactos ambientais, cinza do bagaço da cana-de-
TAREFA 2.2 – Proposta de Tema de Pesquisa

açúcar, cimento Portland, aditivos no concreto, durabilidade do concreto, resistência do


concreto.
Por meio da pesquisa bibliográfica, buscou-se compreender o histórico da cana-
de-açúcar no Brasil e a produção de cinza do bagaço resultante da mesma, com foco
na reutilização do cinza do bagaço como aditivo na produção de concreto, o qual pode
beneficiar a economia e contribuir no processo de sustentabilidade. Também foram
abordados aspectos atuais relacionados à viabilidade do uso desse aditivo no processo
de produção do concreto, analisando a durabilidade e resistência do mesmo quando
adicionado a cinza do bagaço da cana-de-açúcar.