Você está na página 1de 86

Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 1


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

iPED – Instituto Politécnico de Ensino à Distância.


Todos os Direitos Reservados.
iPED é marca registrada pela Empresa Brasileira de Comunicação LTDA.

2 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Sumário

Introdução ........................................................................................................... Pág. 7


O que é Reeducação Postural Global®? ............................................................. Pág. 8
Diferença entre a RPG® de Souchard e a RPG® Australiana ............................. Pág. 12
A importância da coluna vertebral ........................................................................ Pág. 12
Músculos Estáticos e Dinâmicos .......................................................................... Pág. 15
Cadeias Musculares ............................................................................................. Pág. 18
Como manter uma boa postura no dia a dia ........................................................ Pág. 24
Leitura Complementar .......................................................................................... Pág. 33
Problemas de saúde que podem ser solucionados com a RPG®........................ Pág. 36
Hipercifose dorsal ................................................................................................ Pág. 36
Hiperlordose ......................................................................................................... Pág. 38
Escoliose .............................................................................................................. Pág. 39
Cervicalgia ........................................................................................................... Pág. 41
Artrose.................................................................................................................. Pág. 43
Lombalgias ........................................................................................................... Pág. 45
Hérnia de disco .................................................................................................... Pág. 48
Bursite e tendinite ................................................................................................ Pág. 50
LER (Lesão por Esforço Repetitivo) ..................................................................... Pág. 52
Aplicação da RPG® ............................................................................................. Pág. 55
Técnicas ............................................................................................................... Pág. 55
Princípios do tratamento ...................................................................................... Pág. 58
As Posturas .......................................................................................................... Pág. 60

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 3


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Institucional

O iPED, Instituto Politécnico de Ensino a Distância, é um centro de


educação on-line que oferece informação, conhecimento e treinamento para
profissionais, educadores e qualquer um que queira evoluir
profissionalmente e culturalmente.

Nosso objetivo é torná-lo uma base forte de conhecimento e expandir cada


vez mais o seu nível intelectual e cultural.

Oferecemos uma quantidade enorme de informação, além de diversos


cursos on-line, onde você se mantém atualizado em qualquer lugar e a
qualquer hora.

Educação à Distância

Aulas online ou a prática de aprendizagem à distância, através de ambientes


virtuais e redes de computadores interligadas para fins educacionais e
culturais, nada mais é do que o meio mais prático e inteligente de
proliferação de conhecimento.

Através de ambientes virtuais e sistemas inteligentes, é possível adquirir


conhecimento de forma total ou gradativa.

Esse é nosso conceito de educação, em tempo real, total ou gradativo,


quando quiser e onde quiser e acima de tudo, da forma que quiser!

Nossa Missão

O Grupo iPED foi lançado com o intuito de aprimorar e disseminar o conceito


de ensino a distância.

Com a implantação do ensino a distância, pesquisas recentes registram que


as pessoas alavancam os resultados dos módulos de treinamento em até
70%, eliminando as distâncias geográficas e proporcionando a melhoria da
gestão do conhecimento e dos recursos humanos por competências.

Pensando nisso o iPED presta esse serviço a todos, para que a exclusão
digital seja cada vez menor e com o passar do tempo ela desapareça
completamente.

Esse é nosso objetivo, essa é nossa missão, e esteja certo que vamos
conseguir!

Fabio Neves de Sousa


Diretor Geral - Grupo iPED

4 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Certificação

O conceito de reconhecimento virtual é concedido através de avaliação feita


pelo sistema inteligente, que do inicio até o fim do curso está avaliando cada
aluno em suas atitudes individuais e em comparação as atitudes do coletivo.
Ao termino do conteúdo avaliado o aluno é submetido a uma avaliação final
que nada mais serve do que comprovar a avaliação do desempenho dele ao
longo de toda a trajetória do curso.

 Nosso sistema garante 100% de segurança.


 Empresas poderão confirmar a autenticidade do certificado, pois
temos o que existe de melhor em tecnologia disponível no mercado.
 Confira o grande diferencial de nosso certificado:

Certificado Especial

- Tramas em linhas personalizadas


- Tarja de Segurança
- Tinta Luminescente
- Selo de Segurança
- Numeração Intransferível

Detalhes sobre o selo

Ao término do curso solicite o seu!

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 5


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

6 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Introdução

Problemas com posturas seja no trabalho, seja durante o período de


descanso, sempre estiveram presentes em nossas vidas e provavelmente
estarão ainda por muito tempo.

O problema é que a maioria das pessoas não se preocupa em manter


uma postura adequada, gerando com isso, uma série de reflexos como
dores e incômodos que geralmente acabam causando muitos transtornos no
dia a dia. Para solucionar esse problema e ensinar o indivíduo a se
comportar adequadamente, foi criada a técnica da RPG, que como veremos
ao longo do curso, nada mais é do que um método de fisioterapia que visa
corrigir exatamente problemas posturais.

Assim, ao longo do curso apresentaremos informações importantes


sobre os conceitos e definições da RPG® com destaque para as cadeias
musculares e as dicas para a manutenção de uma boa postura no dia a dia.

Veremos também, alguns dos principais problemas e lesões causadas


por posturas inadequadas e como podem ser tratadas.

Por fim, daremos destaque para a aplicação da RPG®, demonstrando


as técnicas, princípios e posturas do método. Ainda nesta unidade,
apresentaremos algumas técnicas de autopostura que poderá ser realizada
por você, sem riscos à saúde.

Bom curso!

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 7


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Unidade 1 – Conceitos e definições

Olá,

Bem vindo à primeira unidade do curso de RPG®.

Nesta unidade, você vai receber informações importantes sobre os


conceitos da Reeducação Postural Global®, com destaque para a sua
definição e evolução histórica.

Verá também, a importância da coluna vertebral para o


desenvolvimento do método e o comportamento dos músculos estáticos e
dinâmicos, bem como o papel das cadeias musculares em todo o processo.

Por fim, apresentaremos, de forma bem humorada, algumas dicas de


posturas que devem ser observadas no dia a dia para evitar que surjam
doenças e lesões decorrentes das más posturas.

Bom estudo

1.1 – O que é Reeducação Postural Global®?

A Reeducação Postural Global®, também conhecida como RPG® é


um método de fisioterapia desenvolvida no início da década de 1980 na
França, pelo fisioterapeuta Philippe Emmanuel Souchard.

Esse método é baseado na teoria do “Campo Fechado”, que procura


esclarecer os motivos que levam o ser humano a permanecer de pé para
realizar seus movimentos. Por essa teoria, para o ser humano conseguir
permanecer de pé e realizar os movimentos que desejar, como por exemplo,
correr, depende da harmonia das cadeias musculares tanto as cadeias
musculares estáticas quanto as cadeias musculares dinâmicas, que com as
suas contrações e descontrações, permite-nos realizar tais movimentos com
equilíbrio e força.

Trataremos das cadeias musculares em tópico próprio, no entanto,


gostaríamos de destacá-la neste momento apenas para complementar o
conceito de RPG®. Assim, a musculatura posterior ou estática está sempre
contraída e pronta para entrar em ação, já os músculos anteriores ou
dinâmicos que são responsáveis pelo movimento ativo, entram em estado de
relaxamento quando não estão sendo utilizados.

A RPG®, através de suas posturas, faz com que essas duas


estruturas musculares trabalhem de forma harmoniosa, como um todo (por
isso a palavra ”global”) evitando ou recuperando problemas de postura e
consequentemente as dores e incômodos causados por ela.

8 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Cadeia Muscular Anterior Cadeia Muscular Posterior

Apesar de ter grande importância a manutenção de uma postura


correta, poucas vezes reparamos como nos esquecemos em mantê-la de
forma adequada. Pare neste momento e observe a forma como você está
sentado diante do computador. Certamente não está da maneira correta.

Agora procure sentar direito, apoiando os dois ossos mais pontudos


do glúteo na cadeira, mantendo os pés corretamente plantados no chão, os
ombros levemente para trás e a coluna reta. Tente fazer isso inspirando e
expirando com a mesma frequência. Na maioria dos casos, você vai sentir
certo desconforto, tendo a impressão que, agora sim, seu corpo está
desalinhado. Na verdade, está é a posição mais adequada para ter como
padrão.

Porém, nem tudo é culpa sua. Claro que observando com cuidado o
que fazemos durante o dia e mudando esses conceitos, viveríamos muito
melhor, no entanto, há fatores, como a própria gravidade, que estão fora de
nosso alcance e também contribui com a sua força para comprimir nossos
músculos enrijecendo ainda mais nossa estrutura corporal.

Outro problema que até está ao alcance de todos, mas poucos notam
a sua importância é a respiração. Durante o movimento respiratório,
costumamos inspirar o ar com determinada força, mas não o espiramos com
a mesma energia, a não ser quando estamos gritando ou tossindo. Tanto é
verdade que, quando tossimos muito durante o dia, terminamos esse dia
com dor no peito. Dor esta, causada pela ausência de movimentos
musculatórios na expiração.

Tudo isso causa grande desequilíbrio no corpo e, equilíbrio, é


fundamental para nos mantermos de pé. Assim, acabamos compensando
isso em outras posturas como colocarmos a cabeça para frente, elevarmos
os ombros, entortar a pisada, parar de se movimentar mantendo as costas
arqueadas e várias outras posturas que prejudicam a nossa saúde.

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 9


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

A Origem da Reeducação Postural Global®

Tudo começou no início da década de 1950 quando a terapeuta


corporal francesa Françoise Mézières propôs uma nova forma de trabalhar o
corpo, conhecida como antiginástica.

Sua observação levou-a a conclusão que o deslocamento das massas


do corpo, representado por cabeça, barriga e costas, causavam uma
acentuação nas curvas vertebrais. Assim, a cabeça mantida para frente, por
exemplo, obrigava os músculos ligados às vértebras a realizarem um arco
côncavo.

Para Mézières, cada vez que tentava diminuir a curva de um


segmento da coluna vertebral, a curva era deslocada para outro segmento.
Concluiu então que a única forma de alcançar o resultado desejado era
considerar o corpo como um todo, cuidando dele, desta mesma maneira.

Assim, Souchard, grande entusiasta do Método Mézières, ensinou-o


durante dez anos no Centro Mézières, localizado no sul da França.
Aproveitando-se de seu profundo conhecimento em anatomia, fisiologia e
biomecânica, além de conhecimentos em acupuntura, reflexologia e
cinesiologia e de um trabalho de pesquisa profunda que durou
aproximadamente 15 anos, permitiu-lhe embasar a técnica hoje conhecida
como RPG®.

Souchard não concordava com a fisioterapia tradicional que trata


apenas o local lesionado. Para ele, o sistema muscular trabalha de forma
integrada, causando interferências umas nas outras. Para ficar mais claro o
que queremos dizer, vamos demonstrar com um exemplo proposto pela
Sociedade Brasileira de RPG®:

Imagine que você torça o tornozelo direito. Certamente, vai começar a


mancar. Como reflexos dessa ação, você vai enrijecer os músculos
posteriores da perna, fazer dobrar o joelho, entortar a bacia, endurecer a
coluna e elevar o ombro esquerdo. Dias depois, o incomodo do tornozelo
acaba e você para de mancar, mas com o passar dos dias, você começa a
sentir muita dor no ombro esquerdo.

A fisioterapia tradicional vai tratar seu ombro, porém isso não vai
adiantar muita coisa, pois o problema está espalhado pelo corpo. Na RPG®
se começa a tratar da dor para chegar à sua causa. Assim, quando você
alinha o ombro, descobre a deformidade na coluna, que colocada em seu
lugar, desvenda o problema na bacia e assim por diante, até chegar ao
tornozelo torcido.

Este exemplo demonstra a principal diferença entre a fisioterapia


tradicional e a RPG®.

10 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

A professora Amélia Marques, também identifica algumas diferenças


entre o método tradicional e o método RPG®. São elas:

Método Tradicional

1) Em pé => é necessário uma força atrás;

2) Para manter a posição, caso contrário, o homem cairia para frente pelo
excesso de peso de suas vísceras;

3) A gravidade é o principal inimigo da má postura, encurtamentos, dores e


deformidades. Ela joga o indivíduo para frente;

4) Há uma causa para tudo => Músculos posteriores fracos;

5) Para se manter corretamente em pé, só há um remédio: fortalecimento


dos músculos paravertebrais e abdominais mesmo nos indivíduos
musculosos;

6) Problemas musculares e o corpo são vistos de forma segmentada;

7) Tratamento envolve somente a região comprometida;

8) Para recuperar a função deficiente é necessário exercitar.

Método RPG®

1) A posição em pé é uma posição de equilíbrio não é necessário força para


mantê-la;

2) A gravidade é nossa amiga e o equilíbrio se preserva quando o centro de


gravidade cai dentro do polígono de sustentação;

3) Os músculos posteriores não necessitam de mais força, eles são


encurtados. A hipertonia é a responsável pelos males e deformidades;

4) O remédio não está em fortalecer os músculos, mas sim combater o


excesso de tonicidade através do alongamento;

5) O RPG® considera o sistema muscular de forma integrada, organizado


em cadeias;

6) O tratamento é global e não considera somente a região comprometida. A


luta é contra os encurtamentos dos músculos posteriores;

7) Para recuperar a função deficiente é necessário corrigir uma forma


alterada.

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 11


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

1.2 – Diferença entre a RPG® de Souchard e a RPG® Australiana

Como já vimos no tópico anterior, o método de RPG® criado por


Philippe Souchard busca tratar as desarmonias do corpo humano como um
todo e ao mesmo tempo, considera as necessidades individuais de cada
paciente. Essa técnica busca atender não só pacientes com problemas
físicos, como também aqueles que procuram desenvolver um melhor
equilíbrio e harmonia do seu corpo.

Já a técnica australiana de Reeducação Postural Global apresenta


uma abordagem um pouco diferente do RPG® original. A RPG australiana
trabalha com base nas cadeias musculares, assim com a original, porém,
traz para o método exercícios de pilates resultando numa forma mais ampla
de trabalho, mais criatividade e, consequentemente, maior motivação para o
paciente.

A RPG combinada com pilates criou um conceito de tratamento ainda


mais completo, priorizando a musculatura profunda estabilizadora da coluna
vertebral e articulações periféricas. Neste sentido, a RPG australiana busca
o reequilíbrio da musculatura local e global do corpo, sendo a primeira
composta por músculos mais profundos e mais resistentes, responsáveis
pelo posicionamento ideal da coluna e da pelve, proporcionando um eixo
alinhado e a segunda composta pelos músculos mais superficiais,
responsáveis pelos movimentos mais amplos do corpo e com maior
capacidade de força.

A sua proposta é desenvolver de maneira uniforme, tanto a


musculatura estática quanto a dinâmica, trabalhando o alongamento, o
fortalecimento e o controle motor; reequilibrando os músculos locais; e
aumentando a estabilização segmentar. Também melhora a consciência
corporal e diminui dores posturais.

1.3 – A importância da coluna vertebral

12 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

A RPG® está intimamente ligada à recuperação e manutenção de


uma boa postura e, grande parte desse processo, depende da boa
estabilidade de nossa coluna vertebral.

A coluna vertebral é responsável por manter o corpo em uma posição


ereta, sendo considerado o principal eixo de movimentação do corpo,
recebendo um grande volume de peso e por consequência, projetando a sua
carga para os membros inferiores.

Além de oferecer sustentação e flexibilidade ao tronco, a coluna


vertebral também é responsável pela proteção do sistema nervoso central,
ou seja, a medula espinhal, que recebe, processa e transmite todas as
informações transmitidas pelo corpo, como cansaço, dor ou repouso.

Observem que quando a coluna é vista de forma lateral, ela apresenta


duas curvaturas que permitem oferecer ao homem, o equilíbrio necessário
para manter-se de pé.

Do ponto de vista mecânico, podemos considerar a coluna vertebral,


uma ferramenta perfeita. A Coluna vertebral é dividida da seguinte forma:

1) Região Cervical – Região constituída por 7 vértebras, na qual a


primeira, chamada de atlas, se articula com o crânio permitindo que ele se
movimente.

2) Região Torácica – Região constituída por 12 vértebras que servem


de ponto de inserção para as costelas.

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 13


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

3) Região Lombar – Região constituída por apenas 5 vértebras, no


entanto, são as vértebras maiores que possuem a função de suportar a
maior carga de peso.

4) Região Sacrococcigiana – Região constituída por 5 vértebras


sacrais que servem de articulação para movimentação do fêmur e 4
vértebras no cóccix, tornando-se as últimas vértebras da coluna.

Diante dessa descrição, podemos notar a importância da coluna para


a manutenção de um corpo ereto e a necessidade de adotar alguns
cuidados para a manutenção de uma vida mais saudável e sem dores nas
costas.

Estima-se que problemas referentes à coluna estão presentes em


aproximadamente 80% das pessoas, o que a torna corriqueira e sem
importância para a maioria delas. No entanto, se não forem tratadas de
maneira adequada, podem causar lesões mais sérias e de difícil solução.

Para melhor identificar os riscos de problemas que podem ocorrer na


coluna, apresentamos as três fases pelas quais o ser humano passa e as
características para adotar uma vida mais saudável:

Fase 1 – Jovem em período de crescimento e desenvolvimento.

Esta é a primeira etapa da vida do ser humano. É aqui que ele vai
criar os alicerces e as bases de sustentação para formação de sua estrutura
corpórea. Nesta fase é importante andar, correr, brincar, praticar esportes,
com o objetivo de desenvolver os ossos e músculos do corpo.

Nesta fase também, os pais devem observar como seus filhos se


comportam quanto a postura; se estão com uma postura ereta ou uma
postura curvada e desalinhada, a maneira como se sentam, quanto tempo
passam na mesma posição, entre outras características que possam indicar
futuros problemas para a coluna. Caso notem algumas alterações é preciso
buscar orientação médica para correção imediata.

Fase 2 – Adulta com aproveitamento das atividades físicas.

Esta fase é marcada pela utilização do corpo para as diversas


atividades físicas que marcam este período. Devido ao tempo em que o
individuo fica a disposição do trabalho que exerce, acaba surgindo muitos
problemas de posicionamentos inadequados, sobrecarga nas articulações,
excesso de movimentos, estresse, entre outros. Aqui ainda dá tempo de
buscar ajuda médica.

14 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Fase 3 – Idosa com certo aproveitamento, dependendo de como


lidou com as duas fases anteriores.

Esta fase de aposentadoria, geralmente se colhe os frutos plantados


nas duas fases anteriores. Conseguiu-se manter uma postura adequada ou
corrigir posturas desalinhadas, terá uma velhice tranquila. Caso não tenha
tomado nenhuma atitude a esse respeito, ainda será possível adotar
procedimentos para recuperá-la, no entanto, sem a mesma eficiência de
etapas anteriores.

1.4 – Músculos Estáticos e Dinâmicos

Em 1873, um francês chamado Louis-Antoine Ranvier, classificou os


músculos esqueléticos em dois grupos distintos. Sua classificação baseava-
se na observação dos músculos quanto à sua rapidez de contração diante
de estímulos elétricos. Assim, os músculos podiam ser:

1) Lentos que acabavam por relaxar vagarosamente e apresentar


uma cor vermelha forte;

2) Rápidos de contração e relaxamento rápidos e uma cor mais


pálida.
Somente em 1973, um século depois, após uma longa pesquisa
realizada por Burke, confirmou essa classificação criada por Ranvier e
também introduziu um terceiro tipo de músculo que apresentava
características intermediárias entre os lentos (vermelhos) e os rápidos
(pálidos), chamado simplesmente de músculo intermediário.

Assim, o músculo esquelético passa a apresentar as seguintes


classificações:

Tipo de fibra Tipo de neurônio Velocidade de condução Denominação dada


muscular associado do impulso nervoso por Burke
• De condução rápida
FF "Fast fatigable"
Fibra rápida • De célula grande Alta
Rápida fadiga
• De axônio espesso
• De condução lenta
Fibra lenta • De célula pequena Baixa S "Slow" Lenta
• De axônio fino
Fibra F "Fast resistent"
• De condução rápida Intermediária
intermediária Rápida, resistente

Como pode observar na tabela acima, estamos apresentando cada


músculo como “fibra muscular”, isso porque cada músculo esquelético é
formado por diversas fibras musculares que se diferenciam pelo tipo de
inervação e pelas propriedades elétricas como visto na tabela.

Já quanto às características de cada tipo de músculo, podemos


caracterizá-los como:

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 15


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Músculo rápido Músculo lento Músculo


intermediário
• É pálido. • É vermelho (pelo alto • É vermelho.
teor de mioglobina).
• Possui poucas • Muito
mitocôndrias. • Possui poucas vascularizado.
mitocôndrias.
• É pouco • Apresenta muitas
vascularizado. – Usa • É muito vascularizado mitocôndrias.
glicose para gerar (funciona com
energia (pode metabolismo de • O tempo de
funcionar em oxigênio). contração, o limite
condições de tensão e a
anaeróbicas). • Suas fibras são fatigabilidade são
capazes de contração intermediários. Suas
• Suas fibras são e relaxamento lentos. fibras são capazes
capazes de contração de metabolizar
e relaxamento rápidos. • É capaz de oxigênio e glicose.
desenvolver
• É capaz de grande tensionamento dentro
tensionamento: suas de limites estreitos: as
fibras longas o fibras curtas só
permitem. permitem pequenas
amplitudes de
• Fatiga-se contração.
rapidamente.
• Altamente resistente
à fadiga.
Função: Função: Função:
Adapta-se a atividades Adapta-se a Atividade postural-
musculares intensas e contrações de longa direcional - Prepara
de curta duração; por duração, necessárias à o músculo para um
isso, denomina-se manutenção postural; movimento preciso,
músculo fásico ou por isso, denomina-se orientando-o a um
dinâmico. músculo tônico ou objetivo preciso.
estático.

Para tentar tornar mais claro o entendimento sobre músculos rápidos


e lentos ou dinâmicos e estáticos, vamos utilizar o tríceps sural que tem sido
o músculo mais utilizado para estudos.

16 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

O tríceps sural é um músculo formado por:

1) Músculo Sóleo – Composto por fibras de contração lenta e que não


se cansam rapidamente;

2) Músculo Gastroctêmio – Composto por fibras de contração mais


rápida e que podem desenvolver tensão maior que o sóleo, porém por um
curto espaço de tempo.

Assim, Burke concluiu que com as características apresentadas


acima, os músculos estáticos são importantes para a manutenção da
postura enquanto que os músculos dinâmicos são importantes para a
realização do movimento.

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 17


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Desta forma, se observarmos a figura acima, veremos que na imagem


“A”, com o corpo em repouso, o sóleo, nosso músculo estático, está em
constante atividade, trabalhando para que o corpo mantenha o equilíbrio sob
a ação da gravidade.

Já na imagem “B”, quando o corpo passa a se movimentar, o


gastroctêmio, nosso músculo dinâmico, passa a se contrair durante a
caminhada, de forma intermitente para garantir que o pé saia do chão a cada
movimento.

Apenas para concluir:

A FUNÇÃO DO MÚSCULO ESTÁTICO É IMPEDIR O DESEQUILÍBRIO


QUANDO POSSÍVEL E CONTROLÁ-LO OU LIMITÁ-LO QUANDO
NECESSÁRIO. ESTÁ AÇÃO É REFLEXA E INCONSCIENTE.

A FUNÇÃO DO MÚSCULO DINÂMICO É REALIZAR O MOVIMENTO. SUA


FUNÇÃO É VOLUNTÁRIA E CONSCIENTE.

1.5 – Cadeias Musculares

É sempre importante lembrar que a RPG® é uma técnica de


fisioterapia que trata o corpo como um todo, baseando-se no alongamento
de músculos encurtados seja por questões posturais ou pela ação do tempo.
Assim, considera que o sistema muscular deve ser avaliado de forma
integrada, no qual os músculos estão organizados em conjuntos conhecidos
como Cadeias Musculares.

Segundo Tanaka e Farah, em sua obra intitulada “Anatomia Funcional


das Cadeias Musculares”, o estudo de tais cadeias, uma vez que são
formadas por músculos gravitacionais que trabalham de forma sinérgica,
facilita o entendimento da função muscular, da biomecânica da postura, bem
como de suas alterações.
Segundo Souchard, os músculos se organizam nas seguintes cadeias
musculares estáticas: posterior, anterior, inspiratória, ânteromedial do
ombro, anterior do braço e ânteromedial do quadril, que passamos a analisar
com mais detalhes, a seguir:

18 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Cadeia Mestra Posterior

Esta é a cadeia que nos permite permanecermos de pé contra as


forças da gravidade. É composta pelos seguintes músculos principais:

- Pelvitrocanterianos;
- Glúteo Máximo;
- Ísquios Tibiais;
- Poplíteo;
- Tríceps Sural;
- Plantares;
- Espinhais.

O encurtamento dos espinhais altera a harmonia das curvas


vertebrais com encurtamento da nuca e o posicionamento da cabeça para
frente, ausência de cifose dorsal ou hiperlordose lombo-dorsal.

Já o encurtamento dos músculos estáticos dos membros inferiores


impede o bom posicionamento de diferentes segmentos como joelho ou
calcâneo, de acordo com a predominância da rigidez dos músculos da coxa,
da panturrilha ou da planta do pé.

Esta morfologia será mais afetada por distorções da panturrilha e da


região posterior da coxa, entorse de tornozelos, dores lombares, dorsais e
cervicais.

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 19


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Cadeia Mestra Anterior

Esta é a cadeia que nos permite realizar os movimentos do corpo,


mantendo-o em suspensão. É composta pelos seguintes músculos
principais:

- Esternocleidomastóideos;
- Longo do Pescoço;
- Escalenos;
- Intercostais.

Estes músculos têm a importante função de manter o tórax e o


sistema fibroso profundo, suspender o diafragma e a massa visceral. Esse
sistema de suspensão é de extrema importância, uma vez que responde
pela manutenção do aparelho respiratório.

Seu encurtamento acarreta a projeção da cabeça à frente, hipercifose


e ombros protusos. Pessoas que apresentam esta morfologia possuem
grande fragilidade nos joelhos, adutores, ombros e nas articulações
vertebrais em todos os níveis.

20 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Cadeia Inspiratória

Esta é a cadeia responsável pela manutenção das atividades


inspiratórias. É constituída por:

- Diafragma e o sistema suspensor do diafragma e vísceras;


- Esternocleidomastóideos;
- Escalenos;
- Intercostais;
- Espinhais dorsais;
- Peitoral maior e menor.

A retração desta cadeia causa a elevação do tórax, impedindo-o de


voltar e descer livremente, limitando com isso a amplitude dos movimentos
do diafragma.

Além disso, o indivíduo não poderá mais alongar a coluna cervical,


soltar os ombros ou corrigir a lordose lombar sem acarretar o bloqueio
inspiratório. O bloqueio do diafragma eleva exageradamente a parte inferior
do tórax, limitando a sua ventilação. Para obter o seu relaxamento é preciso
expirar descendo primeiro o alto do tórax, depois as costelas inferiores e por
fim a contração do abdômen.

Cadeia ânterointerna do ombro

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 21


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Esta cadeia muscular é responsável pela movimentação do braço. É


composta pelos seguintes músculos:

- Coracobraquial;
- Subescapular;
- Peitoral Maior.

Sua retração impede que o braço realize movimentos de elevar-se e


abrir-se livremente.

Cadeia ânterointerna do braço

Esta cadeia muscular compreende todos os suspensores do braço, do


antebraço, da mão e dos dedos. É composta por:

- Coracobraquial;
- Bíceps;
- Braquial;
- Supinador longo;
- Todos os músculos anteriores do antebraço;
- Face tênar e hipotênar.

O encurtamento desta cadeia leva a flexão do cotovelo e dos dedos,


limitando todo o movimento de extensão dos músculos.

22 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Cadeia ânterointerna do quadril

Esta cadeia muscular é composta pelos seguintes músculos:

- Iliopsoas;
- Fáscia Ilíaca;
- Adutores Pubianos.

Seu encurtamento escava a região lombar, báscula a pelve para a


frente e limita a abertura das pernas.

Cadeia lateral do quadril

Esta cadeia muscular é composta pelos seguintes músculos:

- Piramidal;
- Glúteo máximo;

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 23


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

- Tensor da fáscia lata.

A rigidez desta cadeia afeta particularmente a boa posição dos joelhos.

Souchard afirma ainda que qualquer tentativa de alongar a extremidade de


uma cadeia muscular vai provocar um encurtamento em outra parte dessa
cadeia. Portanto, para ter sucesso no alongamento de um músculo, é
preciso trabalhar com as duas extremidades da cadeia, impedindo que se
tenha qualquer tipo de compensação.

1.6 – Como manter uma boa postura no dia a dia

Manter uma postura correta é fundamental para evitar dores e


desconfortos no corpo. Nossos músculos estão preparados e prontos para
realizar todas as atividades que desejarmos, como caminhar, sentar, correr,
pular ou simplesmente ficar parado em pé.

Entretanto, se realizarmos estas ações de maneira incorreta,


provocará uma perda gradual da capacidade muscular tendo como resultado
final, dores, desconfortos e se não tratados, problemas graves de saúde.

O grande problema é que, sem percebermos e de forma inconsciente,


passamos a adotar algumas posturas que aliviam a dor momentaneamente,
porém, acabam sobrecarregando outras regiões o que a longo prazo, podem
causar sérios danos a estrutura muscular.

Como medida para reduzir esse problema, sugerimos algumas dicas


que, se forem atentamente observadas e aplicadas no dia a dia, poderão
ajudá-lo a eliminar tais vícios.

Postura correta para assistir televisão ou apenas relaxar em casa

A primeira dica é: não assista à televisão deitado na cama. A postura


ideal é assisti-la sentado adequadamente.

É comum as pessoas cochilarem assistindo à TV. Isto acaba fazendo


com que a cabeça penda para o lado, deixando-a em uma posição que
causa dor e possivelmente uma contratura muscular.

A melhor maneira de evitar esse problema é manter a cabeça sempre


apoiada. Da mesma forma, deve evitar deitar de lado com a cabeça apoiada
no braço do sofá. Essa posição causa o mesmo dano que a posição da
cabeça pendente.

Sentar no chão para descansar também é um erro muito comum.


Além de não oferecer apoio para as pernas, força uma posição inadequada
para a coluna cervical.

24 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Postura correta para realizar leituras

A leitura é fundamental para nossa vida. Mas para que o corpo não
sofra com tão bom hábito, é preciso adotar algumas medidas.

Para que não haja problemas de postura, a leitura deve ser realizada
com um apoio para o livro, como demonstra a figura abaixo.

Da mesma forma, você deve fazer exames oftalmológicos com


frequência para que não haja a necessidade de forçar a vista, o que
certamente vai gerar uma postura inadequada.

Postura correta para sentar-se adequadamente

Talvez esta seja a postura que mais precise ser corrigida, uma vez
que é normal nos ajeitarmos na cadeira de forma inadequada para bloquear
aquela dorzinha que insiste em aparecer.

Para adotar uma postura correta, a cadeira deve ter encosto reto, de
forma a apoiar a região média da coluna, com abertura na região das
nádegas. Ao sentar-se, as coxas devem estar apoiadas suavemente em
todo o assento, com os joelhos em 90º e os pés apoiados no chão. Como
vimos na figura abaixo, também é indicado que os pés estejam apoiados em
um suporte que garante um relaxamente da musculatura.

O ideal é que a cada 45 minutos ou uma hora você levante da


cadeira, caminhe um pouco e alongue-se para voltar ao que estava fazendo.

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 25


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Postura correta para dormir

Este é o momento em que o corpo mais relaxa e por isso mesmo,


podem surgir grandes problemas de postura.

A posição ideal para dormir, é a de barriga para cima e na


impossibilidade de adotar esta posição, deve-se dormir de lado. Em hipótese
alguma você deve dormir de bruços, pois o pescoço fica torcido e ocorre
sobrecarga sobre a região lombar.

Caso só consiga dormir de lado, é necessário que uma perna esteja


adequadamente assentada sobre a outra, ambas semiflexionadas. É muito
comum nos mexermos durante a noite, fazendo com que o joelho que está
posicionado na parte de cima, se desloque e encoste no colchão, causando
uma torção. Neste caso, deve-se usar o apoio de um travesseiro entre as
pernas, na altura dos joelhos, para evitar que ele realize esta rotação.

Quanto aos colchões, é preciso observar a sua densidade. Para


descobrir o colchão ideal, você deve observar a tabela de densidade da
espuma que vai relacionar o seu peso e altura com a densidade mais
adequada. De qualquer forma, destacamos as características mais comuns
de colchões:

1) Colchão rígido do tipo "ortopédico" – Por causa dos ombros e da


pélvis a coluna permanece "torcida" durante o sono.

2) Colchão mole ou com molas gastas – A falta de suporte para as


partes mais pesadas do corpo ocasiona a torção da coluna.

3) Colchão semirrígido ou colchão de espuma – É o mais indicado


para coluna, uma vez que distribui uniformemente o peso do corpo.

Outro problema comum na hora de dormir é a altura do travesseiro.


Em todos os casos, o travesseiro deve manter uma posição adequada entre
pescoço e ombros para que nenhum fique mais alto ou mais baixo que o
outro. Como no caso dos colchões, também sugerimos os seguintes
cuidados:

26 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

1) Dormir de barriga para cima, com a cabeça de lado – Nessa


posição, o travesseiro deve ser mais alto e acompanhar o contorno dos
ombros.

2) Dormir de barriga para cima – Nessa posição, escolha um


travesseiro baixo.

3) Dormir com o corpo e a cabeça de lado – Coloque um


travesseiro entre as pernas, evitando que uma perna pressione a outra.

Postura correta para carregar compras, mochilas e outros objetos


pesados

Este cuidado com a postura está intimamente ligado com as crianças


e adolescentes que costumam carregar quantidades enormes de livros e
cadernos para a escola. Quando não há a opção de mochila com rodinhas,
você deve carregá-la presa as costas de forma a balancear seu peso entre
os ombros. Nunca carregue sua mochila apoiada em apenas um ombro.

Quanto às compras, estas devem ser carregadas pelas duas mãos,


ou seja, você deve dividir o peso das sacolas entre as duas mãos de forma a
manter a coluna balanceada.

Malas e outros objetos pesados devem ser levados em um carrinho,


que deve ser empurrado e nunca puxado.

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 27


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Postura correta para caminhar

É muito comum, ao andar, adotarmos uma postura inadequada. Uma


técnica infalível para andar corretamente, é manter o olhar acima da linha do
horizonte e o queixo alinhado paralelamente ao chão. Parece brincadeira,
mas um bom treino para conseguir realizar esse procedimento é aquele em
que se anda em casa com um livro apoiado na cabeça.

Outra preocupação que deve ser levada em consideração é o tipo de


calçado a ser usado. O sapato ideal para o dia a dia deve ser fechado na
parte de traz para dar estabilidade às passadas.

Caso tenha salto, este deve ter a sua base mais larga e leve com
altura de no máximo 4 centímetros e de preferência com amortecimento.
Para caminhadas ou corridas, utilize um tênis adequado para estas
finalidades.

Postura correta para se levantar da cama

Esta é uma postura de extrema importância e que poucos fazem


corretamente, principalmente ao acordar, onde a coluna encontra-se em
repouso e relaxada.

Ao se levantar da cama, procure fazê-lo calmamente para não agredir


a coluna. Os passos para levantar-se adequadamente, são os seguintes:

1) Sem levantar a cabeça, fique deitado de lado;

2) Dobre as pernas e impulsione o corpo com as mãos;

3) Junto com este movimento, coloque as pernas para fora da cama,


permanecendo sentado em sua lateral.

28 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Postura correta para levantar e carregar pesos

Geralmente esta ação causa danos gravíssimos à coluna, a ponto da


pessoa literalmente travar na posição e só conseguir se mexer com a ajuda
de um especialista.

Ao erguer um peso, você deve se abaixar, flexionando os joelhos até


em baixo, mantendo a sua coluna ereta. Não deve de forma alguma curvar-
se para pegar o objeto, mantendo as pernas estendidas. Este é um erro
comum, mas que deve ser evitado.

Da mesma forma, se o objeto for volumoso e pesado, você deve


carregá-lo junto ao tronco com os braços estendidos para baixo e não para
frente.

O ideal mesmo é que você carregue este objeto com a ajuda de um


carrinho.

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 29


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Postura correta ao dirigir

Quanto estiver dirigindo seu veículo, procure acertar seus espelhos


retrovisores para não precisar torcer o pescoço.

Da mesma forma, regule o banco de maneira que possa acomodar a


coluna o mais próximo da posição vertical. A distância entre seu corpo e os
pedais também não deve ser muito longa para evitar que o corpo permaneça
esticado por muito tempo, o que também afeta a sua postura.

Postura correta para colocar ou retirar objetos de lugares altos

Por preguiça de buscar um móvel para servir de apoio ou mesmo uma


escada, praticamos ações que colocam em risco toda nossa estrutura
muscular. Quando elevamos um peso acima da cabeça estamos agredindo
tanto a coluna cervical quanto a coluna lombar.

Para que não haja o risco de tanto prejuízo, apoie o objeto em seu
corpo e suba em uma escada ou um banquinho para depositá-lo
adequadamente no local determinado.

Quando tiver que praticar uma atividade que necessite manter os


braços esticados para cima, como escrever em uma lousa ou apertar um
parafuso, procure mantê-los na altura dos ombros ou no máximo, na altura
da cabeça.

Assim como na postura correta para alocar objetos no alto, se


necessário, utilize uma escada ou um banquinho para realizar a tarefa.

30 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Postura correta para proteger a coluna ao trabalhar de pé

É muito comum profissões que exigem que o profissional trabalhe de


pé. Basta se lembrar da atividade de dentistas, balconistas e outras
atividades que exijam esta postura.

Para evitar o risco de danos à coluna, você deve usar um banco alto
como apoio, tendo o cuidado e a atenção de manter os pés no chão e evitar
curvar a coluna.

Postura correta ao realizar trabalhos domésticos

O trabalho doméstico é considerado por muitos, um dos trabalhos


mais desgastantes para quem o pratica, principalmente para os homens e
mulheres que trabalham fora e quando chegam em casa, precisam assumir
esta segunda profissão.

A primeira dica é, independente do que esteja fazendo ou venha a


fazer, evite trabalhar com o tronco totalmente inclinado.

Se estiver passando roupa, certifique-se de que a mesa ou tábua de


passar está na altura correta para evitar a inclinação que falamos no
parágrafo anterior. Caso tenha que lavar a louça de um almoço de família no
domingo, procure fazê-la utilizando um suporte sob o pé, da altura
aproximada de um tijolo, para que possa alternar os pés sobre ele.

Ao escovar os dentes na pia do banheiro ou arrumar a cama, flexione


os joelhos para manter a coluna ereta. Da mesma forma, tenha cuidado ao
varrer o chão, aspirar o pó ou realizar movimentos semelhantes, para não
torcer a coluna.

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 31


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Postura correta para exercer atividades agachado

Ao trabalhar agachado, mantenha os joelhos flexionados e as costas


eretas.

Caso seja possível, apoie uma das mãos sobre um dos joelhos. Ou
então, ajoelhe-se sobre uma das pernas e apoie o tronco sobre a coxa,
alternando entre uma perna e outra.

Outra opção, talvez mais confortável, é utilizar um banquinho baixo


para se sentar e trabalhar sentado, sempre com as costas retas.

Postura correta em um ambiente de trabalho

Uma grande parte do nosso dia, dedicamos ao nosso trabalho,


portanto, é fundamental adotarmos uma postura correta enquanto
estivermos desenvolvendo nosso trabalho. Para tanto, apresentamos
algumas dicas úteis para utilizar o computador de forma adequada:

1) Em frente a uma mesa ou digitando no computador, permaneça


com as pernas debaixo da mesa;

2) Mantenha a cadeira próxima à mesa para que as costas fiquem


retas e totalmente apoiadas no encosto;

3) Preste atenção à altura da cadeira para que a mesa fique a uma


altura em que o cotovelo forme um ângulo próximo a 90 graus e os ombros
fiquem relaxados;

4) Os pés devem estar apoiados no chão ou em um apoio apropriado,


para que a perna forme um ângulo também próximo de 90 graus.

5) Coloque o computador a uma altura adequada e fique com os


braços junto ao corpo;

6) Utilize um suporte para que o texto fique na altura dos olhos e em


frente ao seu rosto. Como a altura da mesa nem sempre é adequada, deve-

32 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

se utilizar um suporte para o monitor de forma a evitar que se curve muito a


região cervical e a dorsal.

Postura correta ao respirar

Independente do que esteja fazendo, lembre-se de respirar de forma


correta, inspirando e expirando o ar completamente.

1.7 – Leitura Complementar

A REEDUCAÇÃO POSTURAL GLOBAL RPG®:


FISIOTERAPIA REVOLUCIONÁRIA?

A Fisioterapia, desde o seu nascimento, fez progressos enormes


na compreensão da fisiologia do movimento, da coordenação motora
etc.…, o que afirmou sua reputação.

O mesmo não aconteceu, a meu ver, no que concerne a função


estática. Nossa morfologia, seja ela boa ou má, depende da tonicidade e
da resistência fibroelástica de músculos cuja função é
predominantemente estática, e isto, independente de qualquer
contração.

Esta vocação se exerce em três direções fundamentais: a ereção,


que é assegurada principalmente por músculos extensores (espinhais,
por exemplo); a suspensão (do tórax pelos escalenos, os intercostais
etc.); e a manutenção dos segmentos ósseos no eixo, em abdução-
adução, flexão-extensão e rotação.

É assim que um encurtamento dos adutores do fêmur provoca um


genuvalgo, ou que um desequilíbrio de tensões recíprocas dos espinhais
fixa a escoliose. Isto traduz toda a importância dos três aspectos da
função estática.
A segunda originalidade da RPG® é afirmar sem trégua que a
fisiopatologia dos músculos da estática é a hipertonia, a rigidez e o
encurtamento (exceção feita, bem entendido, às patologias neurológicas
flácidas).

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 33


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

O papel tônico fundamental desses músculos na manutenção da


nossa posição ereta, ao qual é preciso adicionar sua função contrátil nos
movimentos, proíbe-os de relaxar-se, o que não acontece com os
músculos dinâmicos, de atividade ocasional, como os abdominais, por
exemplo.

Ora, desde sempre nossa profissão esteve obcecada pela noção


de fraqueza muscular e, portanto, pela necessidade de exercícios de
fortalecimento.

Não me parece lógico fazer musculação concêntrica - e assim


encurtá-los ainda mais - de músculos já enrijecidos pelo exercício
repetitivo de suas funções.

Entretanto, a hipertonia, a rigidez e o encurtamento são, na


verdade, uma fraqueza… pois um músculo é um elástico vivo e, se ele
se enrijece, a pré-tensão, que deve preceder sua contração, fica
reduzida, o corpo se deforma, os movimentos são freados. Um músculo
rígido é, então, um músculo fraco, do mesmo modo que os abdominais
relaxados de um obeso. O que equivale a dizer que, se um anoréxico é
fraco, um pletórico também é.

Porém, seria correto tratá-los da mesma maneira? Evidentemente,


não.
Em RPG®, todos os exercícios aplicados aos músculos da
estática se fazem em alongamento. Pode-se imaginar a que ponto isto
gerou polêmicas nos anos 80 e como, ainda hoje, representa uma
atualidade revolucionária, tão difícil é mudar os hábitos.

O terceiro ponto fundamental é que nossos músculos são


organizados em forma de “cadeias musculares”. A expressão satisfaz-me
medianamente, pois ela é frequentemente utilizada e interpretada
erroneamente. Na realidade, para satisfazer às exigências da
coordenação estática ou motora, nossos músculos não podem agir
isoladamente. Como um jogador de futebol, por mais talentoso que seja,
não pode jogar ignorando seus companheiros de equipe.

Mas esta noção de “cadeias musculares” é prática, para fazer


facilmente compreender que um alongamento analítico, de um só
músculo da cadeia, se transmitirá automaticamente e se perderá, sob
forma de compensação, em um ponto qualquer da cadeia à qual ele
pertence. É preciso então, para ser eficaz, proceder a um alongamento
total da cadeia muscular. Daí a expressão Reeducação Postural
GLOBAL.

Como me foi possível identificar essas cadeias? Graças à noção


de hegemonia funcional. Certas funções estáticas são mais difíceis de
assegurar do que outras, o que determina a necessidade de músculos
mais numerosos, mais volumosos e mais tônicos. Assim são os

34 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

extensores, os adutores e os rotadores internos, por exemplo.

Sua identificação permitiu-me elaborar posturas de estiramento


global desses grupos musculares hegemônicos ligados entre si pela
necessidade de coordenação estática.

Como todos os métodos (e contrariamente às técnicas), a RPG®


tem bases neurológicas. Trata-se de um método proprioceptivo de
inibição, o que significa que nossa especialidade é a de liberar o “freio de
mão”, para permitir ao carro avançar convenientemente outra vez.

Morfologia e movimento são indissociáveis. A retração dos


músculos tônicos hegemônicos afeta um e outro, e a RPG® procura
remediar este inconveniente honestamente.

A RPG® se aplica aos casos ortopédicos, pós-traumáticos,


respiratórios, reumatológicos, neurológicos espásticos, e em todos os
casos onde esteja indicada fisioterapia.

Que me seja permitido enfim atrair a atenção do leitor para o fato


de que a RPG® é um método complexo, o que significa que sua boa
aplicação depende de terapeutas bem formados em RPG® original, por
mim e por minha equipe, excluindo toda e qualquer pirataria
simplificadora, adaptativa ou simplesmente comercial.

Philipe SOUCHARD - Autor do método


http://www.sbrpg.com.br/publica13.asp

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 35


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Unidade 2 – Problemas de saúde que podem ser solucionados com a


RPG®

Olá,

Nesta unidade, veremos as principais doenças que podem ser


tratadas pela aplicação da técnica de RPG®.

Não vamos nos ater a qual técnica será aplicada a cada problema
muscular, uma vez que este assunto será tema da próxima unidade do
nosso curso.

Apenas para introduzir o conceito de doenças, identificamos abaixo os


principais grupos nos quais os problemas estão alocados:

Doenças Ortopédicas – Pés planos, joelhos para fora ou para dentro,


joanetes, escolioses, dores cervicais e dorsais.
Doenças Neurológicas – Hérnias de disco e labirintite.
Doenças Reumatológicas – Artrites, artroses, bursite e tendinite.
Doenças Respiratórias – Asma e bronquite.
Doenças Somáticas – Estresse, distúrbios circulatórios e digestivos.
Doenças Oculares – Estrabismo.

Boa aula.

2.1 – Hipercifose dorsal

Tecnicamente, a hipercifose dorsal é o aumento da curvatura no plano


sagital da coluna torácica, ou seja, ocorre um aumento na curvatura da
região dorsal. Na prática, esse problema é vulgarmente chamado de

36 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

corcundez (a pessoa com este problema costuma ser chamada de


corcunda).

O aumento da curvatura costuma seguir em progressão bem lenta,


com ou sem dor nas costas, fadiga, sensibilidade e rigidez da coluna
vertebral. Promove também, alterações anatômicas causando o dorso curvo,
gibosidade posterior, encurtamento vertebral e em alguns casos,
dificuldades respiratórias, por reduzir a capacidade de sustentação da
coluna e a expansibilidade torácica.

Esta doença é muito comum em adolescentes de ambos os sexos,


uma vez que estes, não possuem muita preocupação com a adoção de
posturas adequadas, tendo maus hábitos ao sentar, andar, estudar ou
mesmo em pé, conversando com os amigos.

Também destaca-se nesta fase, o problema de cifose em


adolescentes com estaturas elevadas. Os meninos mais altos, para não se
destacarem em meio aos demais, costumam andar de forma arqueada. Da
mesma forma, as meninas com mamas muito grandes, adotam postura
cifótica com o objetivo de esconderem sua estrutura física. Estes
adolescentes, se não forem orientados a tempo, poderão desenvolver com o
tempo, sérios problemas estruturais, tornando o processo de tratamento e
recuperação mais difícil e demorado.

Já em adultos, é mais comum em mulheres idosas, uma vez que


costumam aparecer devido a osteoporose, cujas vértebras ficam frágeis
devido a um desgaste dos ossos.

Quanto ao tratamento desse problema, é possível obter bons


resultados quando ainda a deformidade é apenas em consequência de
postura incorreta. Neste caso, o tratamento pode ser feito por meio de
exercícios de fisioterapia, pela troca de colchões usados por outros mais
firmes e adequados e, em casos mais graves, o uso de coletes ortopédicos e
palmilhas posturais, até que se complete o período de crescimento.

Dentre as técnicas de fisioterapia mais eficazes, destacamos a própria


RPG®, pois como já vimos, trata-se de um método totalmente isento de
medicamentos que consiste apenas na manipulação da coluna vertebral e
dos membros envolvidos no tratamento.

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 37


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

2.2 – Hiperlordose

1 – Lordose normal
2 – Hiperlordose

O termo lordose é designado para identificar as curvaturas normais da


coluna vertebral, nas regiões lombar e cervical. Quando esta curvatura se
torna acentuada em uma ou nas duas regiões, passamos a chamar este
desvio de hiperlordose cervical ou lombar.

A hiperlordose lombar é causada por um desequilíbrio e


enfraquecimento dos músculos abdominais e dos glúteos com um
encurtamento da musculatura lombar. Este problema acaba gerando outros
problemas na coluna uma vez que realiza um realinhamento de todas as
outras curvas num processo de compensação.

Já a hiperlordose cervical é caracterizada por uma proeminência da


cabeça, caracterizando um pescoço mais alongado à frente.

Entre as principais causas para a formação da hiperlordose é a má


postura e surpreendentemente, o culto ao corpo. Explicamos: este problema
é muito comum em mulheres que costumam usar sapatos de salto alto por
muito tempo e praticantes de balé. No mesmo sentido, mulheres que
frequentam academias de ginástica e praticam com frequência exercícios
para fortalecer a região glútea, também costumam sofrer de hiperlordose,
uma vez que tais exercícios sobrecarregam a musculatura lombar.

No entanto, nem tudo é motivado pela busca do corpo perfeito. Há


situações como as gestantes que passam a apresentar a hiperlordose
quando tentam compensar o peso da barriga jogando a coluna para trás,
assumindo com isso, uma postura inadequada. Na maioria dos casos, após
o parto, a musculatura permanece flácida, dificultando o retorno à postura
correta.

38 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

A hiperlordose torna-se evidente quando o indivíduo passa a sentir


muitas dores nas costas, principalmente quando realiza atividades que
exigem a extensão da coluna lombar, como permanecer muito tempo em pé.
Como a flexão do tronco alivia a dor, esta pessoa prefere permanecer
sentada ou deitada.

Esta é uma doença que quanto mais cedo for detectada, mais fácil
será o seu tratamento. Assim, é importante que ao sentir dores nas costas, o
indivíduo procure um médico que irá realizar os seguintes exames:

- Exames físicos com observações detalhadas do paciente.


Geralmente é realizado com as costas desnudas.

- Exame de radiografia para complementar o exame físico. Este


exame vai identificar possíveis deformidades na coluna vertebral

Como se trata de uma doença que não possui um tratamento


específico, o fisioterapeuta deverá planejar um programa de tratamento onde
destacará a recuperação física, funcional e postural do paciente. Entre os
métodos mais eficientes de tratamento estão o alongamento e a RPG® que
tem trazido resultados surpreendentes para o paciente.

2.3 – Escoliose

Como já vimos anteriormente, a coluna vertebral, vista por trás, deve


ser reta e alinhada. Assim, como observado na figura acima, a escoliose é
um desvio da coluna vertebral tanto para a esquerda quanto para a direita
resultando em um formato de “S”.

Para o professor Souchard, a escoliose é uma deformação


morfológica da coluna vertebral nos três planos, ou seja, ela realmente se

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 39


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

torce, não somente para os lados, mas também, para frente, para trás e
sobre seu próprio eixo.

Existem diversas causas para o surgimento da escoliose, como


veremos a seguir:

Posturais – São as escolioses frequentes em adolescentes. As curvas são


leves e desaparecem completamente com a flexão da coluna vertebral.

Idiopática – São as escolioses de causas desconhecidas, geralmente,


presentes em 70% dos casos. Na maioria dos casos é causada por fatores
hereditários. Conforme a idade, pode ser classificada em três tipos:

- Infantil: Aparecem antes dos três anos de idade e se não forem


cuidadas, podem se tornar muito graves.

- Juvenil: Dos três aos 10 anos de idade.

- Adolescente: dos 10 anos de idade até a maturidade. Consideramos


aqui maturidade, o período após a primeira menstruação e o final da
puberdade.

Neuromuscular – Causadas por problemas neurológicos como paralisia


cerebral ou poliomielite.

Congênita – Relacionadas com a falha na formação das vértebras ou falhas


na segmentação.

Como na Hiperlordose, o diagnóstico realizado de forma precoce e


uma avaliação clínica e radiológica do paciente, podem agilizar o tratamento,
evitando que o paciente venha a sofrer danos mais graves. A avaliação
postural está dentro da avaliação clínica, cabendo ao examinador comparar
os dois hemicorpos do indivíduo nas vistas anterior, posterior e lateral,
observando possíveis diferenças assimétricas.

Para realizar um tratamento adequado da escoliose, é preciso


verificar alguns fatores, entre eles a idade, flexibilidade, gravidade da curva e
a sua causa, podendo realizar tratamentos conservadores como a
fisioterapia e a RPG® até a utilização de coletes e a necessidade de
intervenções cirúrgicas.

40 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Colete de Milwaukee

Achamos interessante aqui, destacar o uso do colete em casos de


escoliose. O Colete de Milwaukee foi idealizado em 1957 para ser usado
como uma ferramenta que permite, através de uma força corretiva,
solucionar o problema de escoliose sem impedir que o seu usuário realize as
atividades que achar necessárias, claro que dentro de certo limite, para que
não coloque em risco a eficiência do tratamento.

O colete deve ser usado por 23 horas diárias, com uma hora para
realização de exercícios e higiene pessoal. Quanto ao tempo de uso do
colete, vai depender da regressão da curvatura, podendo ser usado por anos
a fio. A retirada do colete deve ser gradativa, devendo utilizá-lo apenas a
noite, até que haja o amadurecimento completo do esqueleto do paciente.

2.4 – Cervicalgia

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 41


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

A coluna cervical é considerada o elo flexível entre o crânio e o


tronco, fazendo com que a cabeça realize uma movimentação adequada.
Também é sua função dar suporte ao pescoço e proteção às estruturas
vasculares e do sistema nervoso.

Por tamanha importância, a coluna cervical merece cuidados


especiais que nem sempre são oferecidos a ela, trazendo como
consequência, dores, tensões e rigidez a esta região.

Estes problemas que podem causar desde pequenos desconfortos


até dores incapacitantes são conhecidos como cervicalgia (cervical=região
do pescoço + algia=dor).

A cervicalgia, na maioria dos casos, está relacionada com


movimentos bruscos do pescoço, longa permanência em posição forçada
(dormir sentado com a cabeça pendurada), esforço ou trauma. O paciente
costuma adquirir uma rigidez dos movimentos do pescoço e dor durante a
palpação da musculatura da região afetada. Essa dor pode ser leve e local
com uma sensação de cansaço, até uma dor mais forte e limitante.

As cervicalgias podem ser decorrentes de várias causas, entre elas


destacamos a desordem mecânica, fatores posturais e ergonômicos ou ao
excesso de sobrecarga nos membros superiores. Como exemplo, podemos
citar postura inadequada, posição imprópria durante o sono, bolsas pesadas
com suporte nos ombros, sentar em cadeiras com braços elevados, estresse
elevado durante atividade profissional, hérnias cervicais, lesões e fraturas
das vértebras cervicais, tumores e históricos de doenças reumáticas.

O diagnóstico dessa doença pode ser realizado clinicamente, apenas


com a observação das características dos sintomas e o resultado do exame
neurológico. Outros exames como radiografia, tomografia e ressonância
magnética auxiliam o médico a determinar o tamanho da lesão e em que
região da coluna ela está localizada.

O tratamento da cervicalgia deve ser, inicialmente, direcionado para a


diminuição das dores. Apresentando uma melhora no quadro, inicia-se o
trabalho sobre a causa das dores. Entre as diversas técnicas para solução
do problema, podem ser utilizadas: terapia manual, recursos de
eletrotermofototerapia, exercícios para alongamento e fortalecimento
muscular e atividades posturais como a própria RPG®.

42 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

2.5 – Artrose

Artrose é uma perturbação crônica das articulações que causam um


processo degenerativo de desgaste da cartilagem e do osso adjacente que
pode causar dor e rigidez. Afetam principalmente as articulações que
costumam suportar pesos ou aquelas que realizam movimentos em excesso,
como os joelhos.

Esta doença afeta tanto homens quanto mulheres e está ligada


intimamente ao envelhecimento, surgindo, na maioria dos casos, por volta
dos 40 ou 50 anos de idade, mas tendo um grau mais elevado em pessoas
de aproximadamente 70 anos. Podem ocorrer casos em que a doença
aparece de maneira precoce, principalmente em casos de traumatismo ou
doenças congênitas que possam afetar as articulações.

Os casos mais prováveis para o surgimento da artrose são anomalias


nas células que sintetizam os componentes da cartilagem, representados
pelo colágeno e os proteoglicanos. Neste caso, a cartilagem pode formar
cavidades que enfraquecem a medula do osso, causando o problema. Outra
causa, pode estar vinculada ao crescimento excessivo do osso nas bordas
das articulações interferindo no seu funcionamento normal e podendo causar
dor.

Especialistas classificam a artrose em:

Primária (idiopática) – Quando a causa para o problema é


desconhecida.

Secundária – Quando a causa para o problema é decorrente de outra


doença, que através de uma infecção, deformidade ou simplesmente uma
ferida, tornam os indivíduos vulneráveis quando forçam suas articulações de
forma reiterada.

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 43


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Quanto aos sintomas da doença, poucas pessoas o desenvolvem


com facilidade. É comum pessoas com idades mais avançadas, fazerem
radiografias e nelas, aparecerem as artroses, principalmente nas
articulações do quadril que sustentam o peso do corpo, porém, sem
qualquer tipo de sintoma.

Os sintomas surgem aos poucos através da dor em uma ou algumas


articulações como dos dedos, pescoço, região lombar, quadril e joelhos.
Outro sintoma é a rigidez que em alguns casos, costuma desaparecer em
alguns minutos depois de se manter em inatividade, como acordar depois de
uma noite de sono. Em alguns casos, as articulações perdem
completamente a mobilidade podendo permanecer rígida em uma posição
incorreta ou inadequada, piorando ainda mais a lesão provocada pela
artrose. Os joelhos podem sofrer distensões de seus ligamentos que tal
maneira que deixa o joelho instável, causando muita dor e sofrimento.

Em casos mais graves, a artrose do pescoço ou da zona lombar pode


causar sérios distúrbios como sensações estranhas, dor e fraqueza em
braços ou pernas. Pode causar ainda problemas de visão, náuseas e
vômitos quando há a compressão dos vasos sanguíneos que chegam à
parte posterior do cérebro.

Alguns acreditam que a artrose é inerente a idade, assim como a


mudança na pele e a chegada dos cabelos brancos. Porém, é possível evitar
os fatores que a favoreçam, como o sobrepeso que causa sobrecarga nas
articulações.

Outro fator importante que pode ajudar na prevenção da artrose, é a


prática de exercícios físicos como caminhar, andar de bicicleta ou nadar,
principalmente, aqueles exercícios que não ofereçam grandes impactos para
as articulações. A dor é um bom indicador de limite, uma vez que ao sentir
dor durante o exercício, é sinal que é melhor diminuir o ritmo para que não
force tanto as articulações.

O ideal é tentar prevenir ou tratar a artrose sem a necessidade de


medicamentos, porém, quando isso não é possível, já existem anti-
inflamatórios que não causam problemas secundários, como a irritação do
estômago e ainda nutrem a cartilagem para que ela recupere sua
consistência.

De qualquer forma, o melhor tratamento é aquele realizado através de


exercícios de alongamento para manutenção das cartilagens em bom
estado, aumentando a mobilidade de uma articulação e reforçando os
músculos ao seu redor, de maneira que possam absorver melhor os
impactos gerados no dia a dia. Importante lembrar que estes exercícios
devem ser compensados com períodos de descanso em local apropriado, ou
seja, longe de cadeiras ou colchões muito moles, o que pode agravar ainda
mais a artrose.

44 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Outro tratamento que costuma ser eficiente são aqueles com uso de
calor local, como a parafina misturada ao óleo mineral, a uma temperatura
de 48 ºC a 51 ºC que costumam aliviar as dores, principalmente das
articulações dos dedos.

Quando a artrose afeta o pescoço, os melhores resultados são


atingidos por massagens realizadas por terapeutas profissionais através de
tração dos músculos e aplicação de calor intenso e ultrassons.

Em último caso, o indivíduo pode recorrer à cirurgia quando outros


tratamentos não oferecerem solução adequada para o problema da dor. É
comum intervenções cirúrgicas que substituem a articulação natural,
principalmente dos quadris ou joelhos, por uma prótese artificial que, na
maioria dos casos, traz bons resultados para o paciente, melhorando a
mobilidade e reduzindo consideravelmente a dor no local.

2.6 – Lombalgias

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 45


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Lombalgia, popularmente chamada de dor na coluna, é um conjunto


de dores na parte inferior da coluna vertebral, concentrada principalmente na
região lombar, causada por alguma anormalidade na região.

Atualmente, a lombalgia é um dos principais fatores de incapacidade


funcional, ficando atrás apenas da cefaleia. Para se ter uma ideia, existem
números e pesquisas que indicam que três em cada quatro adultos terão dor
nas costas ao longo de sua vida, podendo aumentar, caso o número de
idosos no Brasil continue a crescer.

A coluna é formada por uma interconexão complexa de nervos,


articulações, músculos, tendões e ligamentos, todos eles capazes de causar
dores. Assim, por menor que seja a causa da dor, ela poderá irradiar para os
braços e pernas, através de seus longos nervos.

As maiores causadoras de dor nas costas são as, já tão faladas,


posturas inadequadas. Porém, este não é o único motivo, existem outros
fatores que desencadeiam as dores lombares como sedentarismo, posições
incorretas no ambiente de trabalho e nos trabalhos domésticos, obesidade,
fumo, herança genética, levantamento inadequado de pesos, síndromes
depressivas, entre outros.

Os sintomas mais comuns são citados como uma dor na parte inferior
da coluna, logo acima das nádegas, na altura da cintura. É uma dor que
começa de forma discreta e vai aumentando progressivamente e agravando-
se com a ausência de mobilidade da região. Geralmente é acompanhada de
contratura muscular.

Quando ocorrem crises de dor, elas podem durar alguns dias,


gerando desconfortos em certas posições como exemplo quando a pessoa
tenta se manter em pé ou sentada de forma ereta. A dor chega a tal ponto
de desconforto que passa a gerar no indivíduo distúrbios emocionais em
relação a sua vida social e profissional.

Especialistas classificam a lombalgia como sendo:

Dor aguda – quando o problema perdura por apenas algumas


semanas, podendo ocorrer novamente em outras oportunidades.

Dor crônica – quando o problema perdura pela vida inteira.

Em geral essa dor não gera problemas mais graves de saúde, não
tendo progressividade acentuada. Por outro lado, existem situações em que
esta dor na coluna ganha proporções e torna-se um problema médico. Neste
sentido, destacamos os seguintes casos:

1) Os sinais típicos de problemas mais graves de lombalgia ficam


evidentes com a ocorrência de incontinência dos intestinos e/ou bexiga e
fraqueza progressiva nas pernas.

46 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

2) Dor severa na coluna, forte o suficiente para interromper o sono,


acompanhada de febre, perda de peso, entre outras, pode indicar um
problema mais grave como câncer.

3) Dores muito fortes causadas por traumas em acidentes de carro ou


quedas, devendo ser rapidamente avaliadas por um médico para excluir o
risco de lesão ou fratura.

4) Casos em que a dor do paciente pode ser decorrente de fraturas


por osteoporose ou mieloma múltiplo, exigindo atenção médica imediata.

Para identificação da lombalgia é necessário apenas o exame clínico,


tendo os demais exames como radiografias e ressonâncias a função de
identificar o lugar exato do problema. Contribui também para identificação do
problema, possuir o histórico do paciente.

Para este tipo de problema, é muito difícil estabelecer um tratamento


padrão, uma vez que nem todos os tratamentos funcionam para os diversos
tipos de dores na coluna e diversos perfis de indivíduos. Neste sentido, o
mais indicado e que costuma atender um grande número de pacientes, é o
repouso, medicação para a dor e programas de fisioterapia.

Porém é necessário atentar para alguns cuidados. O repouso, em


casos de dores muito fortes com espasmos da musculatura, não pode
ultrapassar mais que 3 dias, devendo o paciente, depois desse período,
voltar a se movimentar. No caso de dores mais leves, o paciente é orientado
a manter as atividades do dia a dia, mas com ressalvas, como movimentos
bruscos, esportes de contato, entre outros que podem agravar o problema.

Outra técnica que ajuda a diminuir a dor é a aplicação de gelo e calor,


de maneira alternada, o que ajuda a relaxar os músculos, diminuindo a dor e
a inflamação. Os profissionais orientam para que sejam realizadas
compressas quentes por aproximadamente 20 minutos e logo em seguida
compressas geladas por mais 20 minutos, devendo ser repetido de 2 a 3
vezes por dia.

Quando o quadro de dor mais grave passar, o paciente é orientado a


retornar às suas atividades no trabalho e iniciar atividades físicas
controladas o mais breve possível, o que facilita na recuperação. E claro,
será orientado por um profissional competente a realizar os programas de
fisioterapia e posturais mais adequados.

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 47


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

2.7 – Hérnia de disco

Tecnicamente, podemos considerar a hérnia de disco como uma


afecção aguda ou crônica da coluna vertebral, onde ocorre uma projeção da
parte central do disco invertebral para além de seus limites, através de uma
ruptura da parede do anel fibroso, provocando a compressão de estruturas
altamente inervadas como a raiz espinhal, o ligamento comum posterior e o
nervo espinhal.

Para ser mais didático, podemos considerar como discos


invertebrados, as estruturas em forma de anel que separam as vértebras da
coluna. É constituída por tecido cartilaginoso e elástico cuja função é evitar o
atrito e amortecer possíveis impactos entre uma vértebra e outra.

O desgaste desses discos e o seu deslocamento, facilitam a formação


de hérnias de disco. Geralmente, estas hérnias surgem nas regiões
lombares e cervicais, uma vez que ficam mais expostas aos movimentos e
suportam a maioria da carga.

Entre os principais sintomas, podemos destacar:

48 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

1) Dor intensa na região inferior do dorso que desce ao longo das


pernas;

2) Formigamento com ou sem dor;

3) Dor na coluna;

4) Dor na coluna e no braço ou na coluna e na perna;

5) Dor apenas na perna ou na coxa;

6) Dor no pé;

A dor pode ser mais grave quando a pessoa se inclinar, fazer


esforços, tossir ou se levantar depois de permanecer sentada. Por outro
lado, pode se atenuar com o repouso de costas, quando se mantém ereta ou
quando caminha.

Na maioria dos casos, afeta pessoas a partir dos 40 anos de idade.

As causas para o surgimento da hérnia de disco podem ser as mais


variadas possíveis. Podem surgir por fatores genéticos, onde a herança
genética é responsável por até 60% das causas. Pode ser provocada
também, por um longo período de exposição à vibrações combinadas com
levantamento de pesos, como exemplo, podemos citar os motoristas de
caminhão que realizam viagens até o porto e ainda ajudam a descarregar o
caminhão. Estes apresentam grande tendência a desenvolver uma hérnia de
disco.
Outros fatores que podem levar à uma hérnia de disco:

- Trabalho físico pesado;


- Postura de trabalho estática ou inadequada;
- Inclinar e girar o tronco com frequência;
- Levantar, empurrar e puxar;
- Traumas;
- Infecções;
- Malformações congênitas;
- Trabalho repetitivo;
- Entre outros.

Assim como outras doenças que já estudamos, o diagnóstico da


hérnia de disco pode ser realizado clinicamente, levando em conta as
características dos sintomas. Exames complementares como radiografias e
ressonância magnética, ajudam a localizar o local exato e o tamanho da
lesão.

Quanto ao tratamento, o objetivo principal é restabelecer o equilíbrio


da coluna comprometido pela hérnia e consequentemente, a melhora da dor.

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 49


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Entre as técnicas mais utilizadas, destacamos:

- Uso de calor superficial;


- Massagens;
- Reeducação Postural Global® (RPG®);
- Eletroterapia;
- Fisioterapia manual;
- Estabilização vertebral;
- Pilates.

2.8 – Bursite e tendinite

Tendinite e bursite são inflamações do tecido macio ao redor dos


músculos e ossos, geralmente em locais como ombros, joelhos, cotovelos,
punhos e tornozelos.

A tendinite é especificamente uma inflamação ou irritação em um


tendão, ou seja, uma faixa de cordas fibrosas que prendem os músculos aos
ossos. Os tendões são responsáveis por tracionar os músculos junto aos
ossos, com o objetivo de realizar um movimento do corpo.

Já a bursite é a inflamação ou irritação de uma bursa, ou seja, um


pequeno saco repleto de fluídos que fica localizado entre o osso e outras
estruturas móveis como músculos, pele ou tendões, facilitando e permitindo
um melhor deslizamento entre estas estruturas.

Tratamos estas duas doenças dentro de um mesmo tópico, em razão


de suas características serem muito parecidas. Entre os sintomas principais
de ambas as doenças, destacamos:

- Dor e rigidez da área afetada;


- Dor principalmente nos períodos noturnos;
- Habitualmente ocorre inchaços na área afetada.

50 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Os locais mais sensíveis, onde é mais comuns sentir esses sintomas


são os ombros, cotovelos, pulsos, dedos, quadris, joelhos, tornozelos e pés.

Em geral, tanto a tendinite quanto a bursite, são causadas por um


trauma em razão do excesso de atividade, seja no lazer ou no trabalho.
Especificamente, a tendinite é o resultado mais frequente para a lesão por
esforço repetitivo (LER) enquanto que a bursite é causada, em sua maioria,
por um excesso na utilização de um músculo ou por um trauma direto a uma
articulação.

Essas lesões são vistas com mais frequência em pessoas mais


velhas, uma vez que com o passar dos anos, os tendões ficam menos
flexíveis e mais susceptíveis à lesões.

Outro fator que pode levar a uma lesão são infecções, artrite, gota,
doença da tireoide e diabetes que podem causar inflamação na bursa ou no
tendão.

Para diagnosticar tanto a tendinite quanto a bursite é necessário


levantar o histórico médico do problema e realizar um exame físico
cuidadoso. O médico deve investigar a localização da dor, quando ela tem
início, como ela aumenta ou diminui ao longo do dia e a noite e os possíveis
fatores que aliviam ou aumentam a dor.

É importante ressaltar que o diagnóstico por radiografia é ineficaz,


uma vez que tanto bursa quanto tendões, não são visíveis nestes exames.
No entanto, como nas demais doenças, podem ser fundamentais para
excluir anormalidades ósseas e definir o local e o grau da lesão.

Outro teste comum neste tipo de problema, é aquele realizado com a


aspiração do local por agulha, ou seja, o médico pode retirar o fluido da área
inflamada para realizar um teste a fim de excluir infecções ou outras
doenças como artrite reumatoide ou diabetes.

O tratamento tem por objetivo recuperar a bursa ou o tendão


lesionado. Neste sentido, a primeira etapa de tratamento consiste em reduzir
a dor e inflamação do local com repouso, compressão, elevação e anti-
inflamatórios.

Em seguida, sugere-se o acompanhamento de fisioterapia com


atividades que envolvam programas de alongamento, utilização de ultrassom
para aquecer os tecidos mais profundos e melhorar o fluxo sanguíneo, além
de técnicas para fazer com que o medicamento haja mais depressa e com
mais eficiência.

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 51


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

LER (Lesão por Esforço Repetitivo)

Como dissemos no início desse tópico, a tendinite pode ser causada


pela LER (Lesão por Esforço Repetitivo). No entanto, muitos já ouviram falar
dessa tal LER, mas não sabe o que ele significa.

Segundo especialistas, o termo LER refere-se a um conjunto de


doenças que atacam músculos, nervos e tendões causando uma série de
irritações e inflamações nos mesmos. Podemos considerar que o motivo
principal para surgimento desse problema, são os movimentos repetitivos e
contínuos que sobrecarregam o sistema músculo esquelético causando dor
e inflamação. Além disso, o estresse do dia a dia, má postura, esforços
excessivos e condições precárias de trabalho acabam por agravar ainda
mais esse quadro.

Importante ressaltar aqui, a diferença entre LER e DORT. O termo


DORT significa Distúrbio Osteo-muscular Relacionado ao Trabalho e
refere-se especificamente a doenças causadas pelo trabalho enquanto a
LER é um conjunto de doenças causadas tanto pelo trabalho quanto pelo dia
a dia, ou seja, para se contrair a LER, basta que se repita os movimentos de
forma contínua, seja trabalhando, seja em momentos de lazer, como
atividades esportivas que exijam grande esforço físico. No entanto, para
muitos, LER e DORT significam a mesma coisa, chegando a denominar
esse distúrbio como LER/DORT.

Entre as principais vítimas desse distúrbio estão as pessoas que


costumam passar horas em frente ao computador, com destaque para
digitadores, jornalistas, publicitários, bancários, programadores, entre outros.

As doenças mais comuns presentes na LER são:

1) Tenossinovites
2) Tendinites
3) Epicondilite
4) Síndrome do túnel do carpo
5) Bursites
6) Dedo em gatilho
7) Síndrome do desfiladeiro torácico
8) Síndrome do pronador redondo
9) Mialgias

Existem muitas causas para o surgimento da LER. Entre as


principais, podemos destacar:

1) Posto de trabalho inadequado com mobiliário desconfortável


para exercer o trabalho;

2) Atividade profissional que exija força excessiva com as mãos;

52 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

3) Posturas inadequadas e desfavoráveis às articulações,

4) Repetição continua de movimentos semelhantes;

5) Tempo insuficiente para realizar determinado trabalho com as


mãos;

6) Atividades esportivas que exijam grande esforço dos


membros superiores;

7) Compressão mecânica das estruturas dos membros


superiores;

9) Ritmo intenso de trabalho;

10) Jornada de trabalho prolongada;

11) Falta de possibilidade de realizar tarefas diferentes;

12) Falta de orientação de profissional de segurança e ou


medicina do trabalho;

13) Manutenção de uma mesma postura durante um longo


tempo;

14) Tensão excessiva e repetitiva provocada por alguns tipos de


esportes;

15) Desconhecimento do trabalhador e ou empregador sobre o


assunto.

Os sintomas da LER, são um pouco diferentes dos sintomas das


outras doenças que elencamos nesse tópico. Em geral é caracterizado
por uma dor semelhante a dor de reumatismo ou uma dor parecida
com aquela que sentimos quando seguramos algum objeto com o
braço esticado por muito tempo, sem movimentá-lo. Ocorre um
formigamento e dores que dão a sensação de queimadura.

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 53


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

A figura abaixo identifica as regiões mais afetadas pela LER:

Quanto às etapas de evolução da dor, elas seguem o seguinte


quadro:

Se a doença for identificada nesta fase,


Etapa 1 caracterizada por algumas pontadas, pode ser
curada facilmente.
Dor mais intensa, porém tolerável, mais
Etapa 2 localizada, acompanhada de calor e
formigamento.
Nem o repouso consegue, nesta fase, fazer com
Etapa 3 que a dor diminua por completo.
Incapacidade para certas funções simples.
Dores insuportáveis e só pioram tornando a parte
Etapa 4 afetada dolorida, sem força e deformada. O
paciente tem depressão, ansiedade, insônia e
angústia.
Fonte: Ministério do Trabalho

54 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Unidade 3 – Aplicação da RPG®

Olá,

Nesta unidade você vai conhecera RPG® na prática. Tentaremos


oferecer, da forma mais didática possível, algumas informações quanto às
técnicas e princípios do método.

Apresentaremos também, o foco da RPG® que são as suas oito


posturas, destacando cada uma delas e as áreas do corpo que deverão
atender.

Por fim, você vai conhecer o Stretching Global Ativo, uma técnica
baseada na RPG® que tem por objetivo realizar autoposturas.

Bom estudo.

3.1 – Técnicas

Nosso objetivo neste tópico é apresentar os procedimentos utilizados


na prática, para atender a um paciente que apresente algum problema
postural e que necessite da intervenção da técnica de RPG®.

Exame do Paciente

A primeira etapa é realizar um exame minucioso no paciente,


baseando-se sempre, nas formas normais do corpo humano. O profissional
deve ter em mãos, a ficha de anamnese do paciente. Esta ficha nada mais é
do que uma avaliação completa do paciente que contem todas as
informações necessárias, desde seus dados pessoais até informações sobre
doenças e tratamentos já realizados. Em resumo, esta ficha vai evitar que o
fisioterapeuta cometa algum erro, podendo prejudicar ainda mais a saúde do
indivíduo.

Este exame deve ser realizado em pé, seguindo algumas normas


como:

1) Exame de frente – O fisioterapeuta deve respeitar alguns dados


como:
- A simetria de todos os volumes do hemicorpo;
- Ombros em posição adequada, nem curvados e nem elevados;
- Cabeça reta e com movimentação livre, cintura marcada e quadris
no mesmo nível;
- Os joelhos em posição correta, nem varos e nem valgos, com as
rótulas voltadas para frente;

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 55


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

- Os membros inferiores devem se tocar no nível dos maléolos


internos, panturrilhas, joelhos e parte superior das coxas;
- O antepé deve apresentar uma abertura natural;
- As linhas laterais do corpo devem ser retas da altura das axilas até a
cintura.

2) Exame de perfil – O fisioterapeuta deve observar as seguintes


características:
- A cabeça não deve estar projetada para frente. Deve apresentar a
nuca alongada;
- As linhas do tórax devem ser oblíquas para baixo e para frente,
partindo da clavícula até os mamilos, e verticais dos mamilos até o púbis;
- O braço deve ser observado com cuidado, pois, precisa se situar
dentro da espessura do tronco a 2/3 da linha anterior do tórax e a 1/3 da
linha posterior das costas, que não devem estar arqueadas;
- Os joelhos devem estar em posição normal, nem em flexão e nem
em hiperextensão;
- A região lombar também precisa ser observada com cuidado,
procurando identificar qualquer problema de lordose.

3) Exame de costas – Da mesma forma que o exame de frente e de


perfil, o fisioterapeuta precisa adotar alguns cuidados ao realizar o exame de
costas:
- Deve observar os volumes simétricos, com as omoplatas no mesmo
nível, nem descoladas nem abduzidas, com sua borda espinal paralela à
coluna vertebral;
- As linhas inferiores do glúteo, devem estar na mesma altura;
- Os pés não podem se apresentar nem planos e nem cavos, tendo o
tendão de Aquiles, se apresentado de forma vertical.

É importante deixar claro que este exame deve ser realizado com o
objetivo de verificar qual a postura habitual do paciente, ou seja, a postura
que o deixa confortável, sem forçar uma postura correta. É importante
analisar as consequências da postura inadequada, para depois se chegar as
causas.

No entanto, neste exame, já é possível identificar, através do


comportamento postural, algumas retrações musculares apresentadas pelo
paciente. Como exemplo, o professor Souchard esclarece que um ombro
excessivamente elevado está obrigatoriamente relacionado com uma
contração excessiva do trapézio superior, do angular ou dos escalenos. Da
mesma forma, uma nuca curta com a cabeça projetada para frente, ou uma
hiperlordose lombar, indicam uma retração dos espinais.

56 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Determinação das causas

Como já dissemos, para determinar as causas da lesão é preciso


remontar as suas consequências. Portanto, o fisioterapeuta deve estar
sempre atento às posturas naturais do paciente, pois na maioria das vezes,
o problema que deu causa à lesão mais dolorida, não está onde se
imaginava.

Imagine a situação: Um paciente chega ao consultório com uma dor


nas costas. O fisioterapeuta realiza o exame frontal, lateral e de costas e
verifica que este paciente apresenta um problema postural no quadril
esquerdo e na região sacro-lombar. Verifica também que existe uma
elevação do ombro cada vez que o pé esquerdo toca o chão.

Quando o fisioterapeuta começa a aplicar posturas específicas, vai


verificar que qualquer tentativa para abaixar o ombro elevado provoca uma
perturbação cervical pela retração do trapézio superior, do angular e dos
escalenos.

Com a correção (sempre simultânea) dessa posição incorreta do


ombro e da nuca acentua a lordose lombar sobretudo à direita. A correção
dessa nova compensação revela uma rotação interna do joelho (contração
do semitendinoso e do semimembranoso).

Por fim, com a correção postural do joelho, mantendo em posição


correta, é revelada uma antiga lesão do joelho, uma entorse do ligamento
lateral interno que havia sido encoberta pela má postura e pelo mecanismo
de defesa do corpo e não curada.

Correção das Compensações

Se levarmos em consideração que cada músculo realiza mais de uma


função, poderemos concluir que toda tentativa de alongar um músculo em
uma determinada função, resulta numa compensação nas demais funções
exercidas por ele, o que deve ser impedido sob pena de todo o processo
realizado pelo fisioterapeuta resultar em nada e ainda agravar a postura do
paciente.

Por outro lado, todo tensionamento de um músculo retraído traciona a


inserção livre, ou seja, puxando o osso, pode desordenar outros músculos
que haviam se retraído em função desse comportamento. Como exemplo,
cada vez que os espinais se apresentam retraídos, toda tração na nuca
acarreta um exagero na lordose lombar e, inversamente, toda correção
desta, aumenta a lordose cervical.

O mais importante aqui é saber que o tensionamento realizado de


maneira correta, com as correções das compensações à medida que

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 57


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

aparecem, permite reconstruir o histórico de retrações do paciente, tratando-


o no todo e de forma adequada.

Posturas

Durante a prática da RPG® o fisioterapeuta deve manter as posturas


durante o máximo de tempo possível, uma vez que o tempo influencia no
resultado do exercício e diminui a atividade tônica do músculo.

Com isso, tende a ganhar cada vez mais amplitude articular, sem
ultrapassar a normalidade e sempre preservando a forma correta.

Respiração

A respiração é de fundamental importância durante os exercícios de


RPG®. A maioria dos músculos situados acima da cintura são inspiratórios e
qualquer tentativa de tração vai criar um bloqueio que deverá ser impedido.

Como exemplo, o alongamento da nuca provoca um bloqueio


inspiratório torácico alto. Já uma conexão da lordose lombar bloqueia o
diafragma na inspiração devido à tração que exerce sobre os pilares.

A expiração deve ser exercida de forma normal, sem o controle da


boca ou mesmo da laringe, ampliando-se progressivamente em razão do
relaxamento dos músculos inspiratórios.

3.2 – Princípios do tratamento

Assim como as técnicas, há alguns princípios do tratamento que


devem ser observados para que a RPG® seja realizada com eficiência.
Vamos a eles:

Princípios básicos da RPG®

As regras a serem seguidas são:

1) Cada tratamento deve ser realizado de forma individual, adotando-


se as posturas mais adequadas depois de um minucioso exame no paciente.

2) Todo tratamento deve ser realizado de forma a remontar às causas


da lesão.

58 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

3) Sabendo que os sintomas surgem, na maioria dos casos, em


lugares diferentes das verdadeiras causas e, geralmente, com algum
retardo, todo tratamento deve ser o mais abrangente possível.

Alongamento dos músculos da estática

Para que os músculos recebam de volta sua força e flexibilidade,


devem ser alongados sempre que houver o seu encurtamento. Esse
alongamento será possível fixando as extremidades do músculo em posição
excêntrica, aumentando gradativamente o seu comprimento, alinhando
rigorosamente os segmentos e evitando qualquer compensação que venha a
ser produzida durante a aplicação do método.

Trabalho expiratório

Como vimos no tópico anterior, a maioria dos músculos situados


acima da cintura são inspiratórios e toda tentativa de correção da lordose
lombar implica em um bloqueio inspiratório. Cada exercício deve ser feito
impedindo-se formalmente o bloqueio inspiratório e insistindo na expiração,
que deverá ser progressiva e exercida de forma ampla e livre, sem controle
da boca ou da laringe.

Posturas

Como vimos também, as posturas devem ser mantidas pelo maior


tempo possível para um melhor aproveitamento do método. Os momentos
desagradáveis que surgem ao manter a postura por um longo tempo, devem
ser corrigidos, na medida do possível, por manobras na pele que visem
amenizar a sensação de incômodo.

Escolha das posturas

O fisioterapeuta para decidir qual a postura mais indicada para


determinado tratamento, deve levar em consideração as seguintes análises:

1) Deve realizar uma minuciosa avaliação geral da estática do


paciente;

2) Deve realizar um interrogatório, procurando descobrir e identificar


todo o histórico de problemas do paciente;

3) Deve realizar um exame morfológico nos locais em que se


concentram as dores ou deformidades, confrontando com as radiografias ou
ressonâncias magnéticas para encontrar o local exato da lesão;

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 59


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

4) Deve realizar manobras de correção das deformações ou das


lesões, em diversas situações de famílias de posturas. Esse exame deve ser
repetido no início de cada consulta, uma vez que uma postura que hoje é
essencial pode, na próxima consulta, ceder seu interesse a outra postura
mais adequada para aquele momento.

Duração e ritmo das consultas

Em geral, a duração de uma consulta de RPG® não deve ultrapassar


uma hora, compreendendo duas posturas. Quanto à sua periodicidade, o
ideal é que se repita semanalmente, mas em caso de urgência, pode ser
realizada de duas a três consultas na semana.

Ao terminar o tratamento, é comum os fisioterapeutas sugerirem ao


paciente a prática de autoposturas, que veremos com mais detalhes no
próximo tópico.

Não há prazo definido para a duração do tratamento, pois tudo vai


depender do tipo de patologia apresentada pelo paciente. Pode durar
apenas uma consulta, no caso de uma simples dor na coluna, ou vários anos
caso se trate de uma escoliose evolutiva ou um problema neurológico.

3.3 – As Posturas

Como vimos, as posturas serão indicadas depois que o fisioterapeuta


realizar um exame minucioso, observando as sete zonas do corpo do
paciente:

- Cervical;
- Ombros;
- Dorsal;
- Lombar;
- Quadris;
- Joelhos;
- Pés.

Para que possa indicar a postura correta para atender às


necessidades do paciente, além da análise dessas sete zonas, deverá levar
em consideração os sintomas apresentados pelo paciente e os exames
radiográficos ou de ultrassonografia que tenha realizado, para assim, indicar
os exercícios de respiração e as posturas a serem seguidas.

O tratamento é fundamentado em oito posturas para cada grupo


muscular que deve ser mantida pelo paciente pelo tempo indicado e
realizado em movimentos lentos, graduais e progressivos que duram em
média 20 minutos cada.

60 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

O objetivo dessa técnica é alongar e descomprimir os músculos do


corpo, fazendo com que fiquem nas posições fisiologicamente corretas,
mantendo posturas corretas e evitando dores desnecessárias.

As posturas criadas por Souchard são:

1 - A Rã No Chão, Braços Fechados:

Esta postura estimula os músculos responsáveis pela respiração e


contribui para a melhora em casos de dores na nuca e cifose (posição
corcunda).

Nesta postura, o terapeuta irá trabalhar as seguintes regiões do corpo:

1) a nuca
2) o tórax e a respiração
3) a coluna vertebral
4) os ombros
5) os cotovelos
6) as mãos
7) a pelve
8) o quadril
9) os joelhos
10) os pés

2 - A Postura Em Pé Conta A Parede:

Esta postura visa solucionar lesões em ombros, pernas, joelhos e pés.

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 61


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Nesta postura, o terapeuta irá trabalhar as seguintes regiões do corpo:

1) o tórax e a respiração
2) a coluna vertebral
3) os ombros
4) o quadril
5) os joelhos
6) os pés

3 - A Postura Em Pé No Centro:

Esta postura tem por objetivo amenizar as dores lombares e


problemas de coluna como escoliose.

Nesta postura, o terapeuta irá trabalhar as seguintes regiões do corpo:

62 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

1) a coluna vertebral
2) o quadril
3) os joelhos
4) os pés
5) o equilíbrio
6) o esquema corporal

4 - A Postura Rã No Chão, Braços Abertos:

Esta postura procura alongar a cadeia de músculos posteriores e


ajudar nos problemas de "ombros caídos".

Nesta postura, o terapeuta irá trabalhar as seguintes regiões do corpo:

1) a nuca
2) o tórax e a respiração
3) a coluna vertebral
4) os ombros
5) os cotovelos
6) as mãos
7) a pelve
8) o quadril
9) os joelhos
10) os pés

5 - A Postura Rã No Ar, Braços Fechados:

Esta postura favorece o alongamento dos músculos posteriores da


perna e corrige a posição da cabeça.

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 63


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Nesta postura, o terapeuta irá trabalhar as seguintes regiões do corpo:

1) a nuca
2) o tórax e a respiração
3) a coluna vertebral
4) os ombros
5) os cotovelos
6) as mãos
7) a pelve
8) o quadril
9) os joelhos
10) os pés

6 - A Postura Sentada:

Esta postura age sobre os músculos posteriores. É recomendada em


casos de escoliose (coluna envergada para um dos lados).

Nesta postura, o terapeuta irá trabalhar as seguintes regiões do corpo:

1) a coluna vertebral
2) o quadril
3) os joelhos
4) o esquema corporal

64 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

7 - A Postura Em Pé, Inclinado Para Frente:

Esta postura é recomendada para dores lombares e doenças como


hérnia de disco.

Nesta postura, o terapeuta irá trabalhar as seguintes regiões do corpo:

1) a coluna torácica
2) a região lombar
3) a pelve
4) o quadril
5) os joelhos
6) os pés

8 - A Postura Rã No Ar, Braços Abertos:

Esta postura, além de tratar dores na nuca e cifose, trabalha a


musculatura dos ombros.

Nesta postura, o terapeuta irá trabalhar as seguintes regiões do corpo:

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 65


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

1) a nuca
2) o tórax e a respiração
3) a coluna vertebral
4) os ombros
5) os cotovelos
6) as mãos
7) a pelve
8) o quadril
9) os joelhos
10) os pés

Autoposturas

As posturas de RPG® devem ser definidas e executadas apenas por


um profissional de fisioterapia treinado e capacitado para este fim. No
entanto, existem algumas posturas, conhecidas como autoposturas, que
foram idealizadas para o exercício de alongamentos sem dores o com maior
segurança.

Estas posturas estão baseadas no Stretching Global Ativo (SGA), que


por sua vez, se baseia na RPG®, como veremos a seguir:

O SGA, também foi criado por Philippe Souchard e tem suas bases
científicas nos princípios da Reeducação Postural Global® (RPG®). Trata-se
de um alongamento progressivo e não forçado, aplicado de forma global e
específica para cada indivíduo. Essa técnica solicita a execução de vários
músculos ao mesmo tempo, com a diferença de que aqui, não existem
muitas compensações em outras partes do corpo, podendo ser realizado
sozinho, sem a necessidade de um fisioterapeuta. Os exercícios preservam
o eixo e o espaço das articulações, as curvaturas da coluna e os seus discos
intervertebrais.

O SGA utiliza posturas de alongamento e a musculação em


alongamento contrarresistência, com a duração de até 10 minutos cada
postura. As sessões de 50 minutos podem ser individuais ou em grupo, com
uma frequência de no mínimo 2 vezes por semana. Pode ser realizado por
pessoas de todas as idades, a partir da pré-adolescência.

A seguir, apresentaremos as principais posturas a serem praticadas:

AUTOPOSTURA RÃ NO AR COM BRAÇOS ABERTOS

Esta postura trabalha os seguintes grupos musculares: Grande cadeia


posterior, os espinhais, os músculos adutores dos braços, os anteriores dos
braços, dos antebraços e das mãos e os músculos inspiratórios.

66 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Progressão

Deitado sobre as costas, pernas dobradas, joelhos juntos, cole as


nádegas contra a parede e apóie o sacro no chão.

Expire profundamente, auxiliando a descida do alto do tórax com a


mão.

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 67


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Alongue a nuca com as mãos, apoiando a parte posterior do crânio no


chão.

Recoloque seus braços no chão, posicionado a cerca de 45º do


corpo, com os cotovelos estendidos e as palmas das mãos viradas para
cima. Alongue suas pernas ao máximo, girando os joelhos ligeiramente para
fora e as pontas dos pés em sua direção. Mantenha-as nesta posição com
as nádegas sempre coladas à parede e o sacro apoiado no chão.

Posicione os braços a 90º, com os cotovelos estendidos, palmas das


mãos viradas para cima e desenrole os seus ombros, ou seja, desça os
ombros procurando apoiá-los no chão.

68 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Abra os braços progressivamente, mantendo a atenção na respiração


para que ela não seja bloqueada.

Abra os braços o máximo que conseguir, mantendo sempre os


cotovelos estendidos.

Atenção para evitar as seguintes compensações:

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 69


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Esta autopostura pode causar como compensação o bloqueio


da respiração e deixar as costas escavadas. Evite que isto
ocorra.

Outras compensações que devem serem observadas e


evitadas: enrolar os ombros, dobrar os cotovelos e descolar a
região da bacia.

70 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Depois da posição 7, deve-se realizar uma insistência sobre a


abertura dos braços, ou seja, com a ajuda de um assistente que deverá
apenas manter a posição, você deve realizar a contração dos músculos ao
final de uma profunda expiração, que deve ser mantida por
aproximadamente 3 segundos. Essa insistência favorece o aumento na
amplitude.

Em seguida, com os braços ainda abertos e estendidos ao máximo,


vire as palmas das mãos para o chão e dobre os punhos e dedos para cima.

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 71


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Novamente irá realizar outra insistência, com a ajuda de uma


assistente, sobre a extensão dos punhos e dedos.

AUTOPOSTURA RÃ NO AR COM INSISTÊNCIA SOBRE OS MEMBROS


INFERIORES

Esta postura trabalha os seguintes grupos musculares: Grande cadeia


posterior, os espinhais, os músculos profundos das nádegas, os ísquios-
tibiais, a panturrilha, os adutores e os fascia-latas.

Deitado de costas com as pernas dobradas e os joelhos juntos, cole


as nádegas contra a parede, apoiando o sacro no chão.

72 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Expire profundamente, insistindo com a mão na descida do alto do


tórax.

Apoiando a parte posterior do crânio no chão, realize um alongamento


de sua nuca.

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 73


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Dobre os joelhos de forma a manter as pernas abertas, alinhando a


planta de um pé com a planta do outro pé. Com as mãos, puxe os
calcanhares para baixo.

Realinhe os braços em uma posição de 45º, com os cotovelos


estendidos e palmas das mãos viradas para cima. Desenrole os ombros.

Prestando a atenção para não perder o contato com a parede e nem


descolar o sacro do chão, tente separar os joelhos o máximo que conseguir.

74 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Agora, de forma progressiva, estenda os joelhos, mantendo as pernas


abertas, sem voltar a fechar as coxas.

Ainda sem perder o contato das nádegas com a parede e do sacro


com o chão, procure estender completamente os joelhos, virando as pontas
dos pés para sua direção.

Atenção para evitar as seguintes compensações:

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 75


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Cuidado para não bloquear a respiração, escavar o dorso ou a


nuca ou descolar a bacia do chão.

Da mesma forma que na postura anterior, você pode realizar


insistências de 3 segundos que favorecerá um aumento na amplitude dos
músculos.

76 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Essa insistência também poderá ser realizada com o auxílio de um


assistente.

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 77


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Insistência sobre a flexão dorsal do pé com o auxílio de um


assistente.

Junte os joelhos com as pernas esticadas, mantendo-os ligeiramente


rodados para fora. Puxe as pontas dos pés em sua direção.

Com a ajuda de um assistente, realize uma nova insistência sobre a


flexão dorsal dos pés.

78 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Tente dobrar um dos joelhos ao máximo, mantendo a outra perna


estendida. Cruze a perna dobrada para o outro lado da perna estendida.

Procure realizar esta postura sem rodar a bacia, que você manterá no
lugar com uma das mãos. Repita o exercício com a outra perna.

Dobre os dois joelhos ao máximo sem descolar a bacia do chão.

AUTOPOSTURA DE PÉ INCLINADO PARA FRENTE

Esta postura trabalha os seguintes grupos musculares: Grande cadeia


posterior, os espinhais, os músculos profundos das nádegas, os ísquios-
tibiais e as panturrilhas.

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 79


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Enrole uma toalha, deixando-a com uma espessura de


aproximadamente 8 cm. Coloque-a debaixo de seus ante-pés e alongue os
dedos dos pés.

Ainda com a toalha na mesma posição, ponha-se de cócoras com as


palmas das mãos no chão e joelhos e tornozelos unidos.

80 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Ajuste a posição das costas, alinhando cabeça, região dorsal e bacia.


Posicione os braços ao longo do tronco, mantendo os ombros relaxados.
Gire ligeiramente os joelhos para fora mantendo-os nesta posição.

Com a ajuda de um assistente, apoie a parte posterior do crânio


contra a sua mão que deverá puxar ligeiramente para si. Mantenha os pés e
tornozelos unidos.

De forma bem progressiva, estenda os joelhos, mantendo-os sempre


em rotação externa, inclinando o corpo para frente. Expire profundamente.
Lembre-se de manter a cabeça, o dorso e a bacia sempre alinhados.

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 81


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Procure estender completamente os joelhos sem virá-los para dentro.


Os pés e tornozelos continuam juntos e cabeça, dorso e bacia permanecem
alinhadas. Expire profundamente inclinando-se ao máximo para frente.

AUTOPOSTURA RÃ NO CHÃO COM INSISTÊNCIA SOBRE OS


MEMBROS INFERIORES

Esta postura trabalha os seguintes grupos musculares: Grande cadeia


anterior, adutores, psoas-ilíacos, músculos anteriores da perna, músculos
profundos da nádega, fascia-lata.

Deitado de costas no chão, com as pernas dobradas e joelhos unidos,


expire profundamente, insistindo com a mão sobre a descida do alto do
tórax.

82 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Bascule a bacia para frente com a ajuda das mãos e dos abdominais.

Com a parte posterior do crânio apoiada no chão, alongue sua nuca


manualmente.

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 83


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Reposicione os braços em 45º, mantendo os cotovelos estendidos e


as palmas das mãos voltadas para cima. Desça os ombros procurando
apoiá-los no chão.

Mantendo as plantas dos pés unidas, procure afastar seus joelhos o


máximo que puder. Lembre-se de não arquear a região lombar e nem
relaxar a propulsão anterior da bacia.

Mantendo a posição anterior, estenda os joelhos progressivamente,


sem voltar a fechar as coxas. Atente para as pontas dos pés que deverão
estar estendidas.

84 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Mantendo sempre o contato da região lombar com o chão, estenda


totalmente os joelhos, mantendo as pernas afastadas e as pontas dos pés
estendidas.

Atenção para evitar as seguintes compensações:

Cuidado para não bloquear a respiração, levantar o queixo,


bascular a bacia ou escavar a região lombar.

Observação importante: Todas as imagens presentes neste tópico, foram


retiradas da obra “O Stretching Global Ativo - A Reeducação Postural Global
a Serviço do Esporte”. 2ª ed., São Paulo: Editora Monole Ltda, 1996.

Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso. 85


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br
Grupo iPED - Curso de Reeducação Postural Global (RPG)

Encerramento

Caro Amigo,

Encerramos aqui o curso de Reeducação Postural Global (RPG®).

Temos certeza de que as informações aqui transmitidas serão úteis


para você utilizá-las seja como paciente de um programa de RPG®, seja
como um profissional que venha a exercer esta atividade.

Lembramos que este curso não capacita ou habilita seus alunos ao


exercício da profissão, constituindo apenas um apanhado geral sobre os
principais aspectos que envolvem a profissão.

Sucesso e Boa Sorte!

86 Proibida a reprodução por qualquer meio eletrônico ou impresso.


Grupo iPED - Todos os direitos reservados - www.iped.com.br

Você também pode gostar