Você está na página 1de 25

Volnys B. Bernal (c)

1

Tecnologia de Redes

Volnys B. Bernal (c) 1 Tecnologia de Redes Arquitetura de Rede de Computadores Volnys Borges Bernal

Arquitetura de Rede de Computadores

Volnys Borges Bernal

volnys@lsi.usp.br

http://www.lsi.usp.br/~volnys

Agenda

Volnys B. Bernal (c)

2

o

Modelo de Referênica OSI

o

Arquitetura TCP/IP

Tipos de Serviços

Volnys B. Bernal (c)

3

o

Orientados a conexão

 

X

Para poder realizar comunicação com uma entidade parceira é necessário primeiramente estabelecer uma conexão para somente então trocar informações

X

Cria um “tubo” virtual Ítudo o que é colocado em uma extremidade chega à outra extremidade na mesma ordem Ínão necessariamente tudo o que é enviado chega ao destino

X

Ex: Telefone

o

Datagrama (Não orientados a conexão)

X

Uma entidade pode, a qualquer momento, enviar uma mensagem a uma outra entidade

X

Não é obrigatório que as mensagens chegem na mesma ordem na qual foram enviadas

X

Ex: Correio

Volnys B. Bernal (c)

4

Modelo de Referênca ISO/OSI

Volnys B. Bernal (c) 4 Modelo de Referênca ISO/OSI

Volnys B. Bernal (c)

5

Modelo de Referência ISO/OSI

o

O que é?

 

X

ISO ÍInternational Organization for Standarization ÍEntidade internacional de padronização

X

OSI ÍOpen Systems Interconnection

X

Modelo de Referência OSI ÍModelo de arquitetura de redes de computadores, definida pela ISO, que deve ser utilizada como referência no projeto de protocolos de rede pelos fabricantes ÍPossui sete níveis de protocolos

o

Objetivo

X Permitir o intercâmbio de informações entre computadores de fabricantes distintos

Volnys B. Bernal (c)

6

Modelo de Referência ISO/OSI

Aplicação

Volnys B. Bernal (c) 6 Modelo de Referência ISO/OSI Aplicação meio físico
Volnys B. Bernal (c) 6 Modelo de Referência ISO/OSI Aplicação meio físico
Volnys B. Bernal (c) 6 Modelo de Referência ISO/OSI Aplicação meio físico
Volnys B. Bernal (c) 6 Modelo de Referência ISO/OSI Aplicação meio físico
Volnys B. Bernal (c) 6 Modelo de Referência ISO/OSI Aplicação meio físico
Volnys B. Bernal (c) 6 Modelo de Referência ISO/OSI Aplicação meio físico
Volnys B. Bernal (c) 6 Modelo de Referência ISO/OSI Aplicação meio físico

meio físico

Volnys B. Bernal (c)

7

Modelo de Referência ISO/OSI

o Nível Físico

X

Define as características mecânicas, elétricas, funcionais e procedimento pra ativar, manter e desativar conexões físicas

X

Objetivo ÍPermitir a trasmissão de bits pelas entidades de nível de enlace ÍDedica-se a transmissão de bits

X

Características ÍDefine

u

como representar os valores 0 e 1 (bits)

u

half-duplex ou full-duplex

u

como a conexão será estabelecida e desfeita

Volnys B. Bernal (c)

8

Modelo de Referência ISO/OSI

o Nível de Enlace

X

Objetivo ÍDetectar e opcionalmente corrigir erros que ocorram no nível físico ÍControle de fluxo (opcional) u Não permitir que uma entidade emissora transmita mais dados que a entidade receptora seja capaz de processar

X

Converte um canal de transmissão não confiável em um canal de transmissão confiável

X

Os dados a serem transmitidos são colocados em quadros que contém alguma forma de redundância para detecção de erros

Volnys B. Bernal (c)

9

Modelo de Referência ISO/OSI

o Nível de Rede

X

Objetivo ÍFornecer ao nível superior (nível de transporte) uma forma de transmitir dados entre duas máquinas quaisquer

X

Características ÍTrata dos problemas de roteamento e chaveamento de pacotes ÍTipos de serviço

u

Orientados a conexão

u

Datagrama

Volnys B. Bernal (c)

10

Modelo de Referência ISO/OSI

o Nível de Transporte

X

X

Objetivo ÍPermite definir um meio confiável de transmissão fim-a-fim (aplicação - aplicação)

O nível de rede não garante necessariamente que um pacote chegue a seu destino:

Íum pacote pode não chegar ao seu destino Ípacotes podem chegar fora de ordem

X

Funções importantes ÍMultiplexaxão ÍControle de fluxo

Volnys B. Bernal (c)

11

Modelo de Referência ISO/OSI

o Nível de Sessão

X

Objetivo ÍFornecer mecanismos que permitam estruturar os circuitos oferecidos pelo nível de transporte

X

Funções ÍGerenciamento de token

u Nos casos na qual a troca de informações seja half-duplex ÍControle de diálogo

u ponto de sincronização - no caso de uma falha de comunicação os parceiros voltam a um ponto anterior da comunicação ÍGerenciamento de atividades

u Controle de prioridades

Volnys B. Bernal (c)

12

Modelo de Referência ISO/OSI

o Nível de Apresentação

X Objetivo ÍRealizar transformações necessárias nos dados transmitidos para se adequar ao sistema local ÍExemplo:

u

Comunicação entre um brasileiro e um Japonês com auxílio de um tradutor inglês

u

A camada de sessão funciona como o tradutor Inglês

Volnys B. Bernal (c)

13

Modelo de Referência ISO/OSI

o Nível de Aplicação

X Objetivo ÍFornecer aos processos de uma aplicação os meios para que estes utilizem o meio de comunicação

Volnys B. Bernal (c)

14

Arquitetura TCP/IP

Volnys B. Bernal (c) 1 4 Arquitetura TCP/IP

Arquitetura TCP/IP

Volnys B. Bernal (c)

15

Modelo de Referência OSI

Aplicação

TCP/IP Volnys B. Bernal (c) 1 5 Modelo de Referência OSI Aplicação meio físico TCP/IP Aplicação
TCP/IP Volnys B. Bernal (c) 1 5 Modelo de Referência OSI Aplicação meio físico TCP/IP Aplicação
TCP/IP Volnys B. Bernal (c) 1 5 Modelo de Referência OSI Aplicação meio físico TCP/IP Aplicação
TCP/IP Volnys B. Bernal (c) 1 5 Modelo de Referência OSI Aplicação meio físico TCP/IP Aplicação
TCP/IP Volnys B. Bernal (c) 1 5 Modelo de Referência OSI Aplicação meio físico TCP/IP Aplicação
TCP/IP Volnys B. Bernal (c) 1 5 Modelo de Referência OSI Aplicação meio físico TCP/IP Aplicação
TCP/IP Volnys B. Bernal (c) 1 5 Modelo de Referência OSI Aplicação meio físico TCP/IP Aplicação

meio físico

TCP/IP

Aplicação

TCP/IP Volnys B. Bernal (c) 1 5 Modelo de Referência OSI Aplicação meio físico TCP/IP Aplicação
TCP/IP Volnys B. Bernal (c) 1 5 Modelo de Referência OSI Aplicação meio físico TCP/IP Aplicação
TCP/IP Volnys B. Bernal (c) 1 5 Modelo de Referência OSI Aplicação meio físico TCP/IP Aplicação
TCP/IP Volnys B. Bernal (c) 1 5 Modelo de Referência OSI Aplicação meio físico TCP/IP Aplicação

meio físico

Arquitetura TCP/IP

Volnys B. Bernal (c)

16

OSI

Aplicação

Arquitetura TCP/IP Volnys B. Bernal (c) 1 6 OSI Aplicação meio físico TCP/IP Aplicação meio físico
Arquitetura TCP/IP Volnys B. Bernal (c) 1 6 OSI Aplicação meio físico TCP/IP Aplicação meio físico
Arquitetura TCP/IP Volnys B. Bernal (c) 1 6 OSI Aplicação meio físico TCP/IP Aplicação meio físico
Arquitetura TCP/IP Volnys B. Bernal (c) 1 6 OSI Aplicação meio físico TCP/IP Aplicação meio físico
Arquitetura TCP/IP Volnys B. Bernal (c) 1 6 OSI Aplicação meio físico TCP/IP Aplicação meio físico
Arquitetura TCP/IP Volnys B. Bernal (c) 1 6 OSI Aplicação meio físico TCP/IP Aplicação meio físico
Arquitetura TCP/IP Volnys B. Bernal (c) 1 6 OSI Aplicação meio físico TCP/IP Aplicação meio físico

meio físico

TCP/IP

Aplicação

(c) 1 6 OSI Aplicação meio físico TCP/IP Aplicação meio físico FTP, DNS, Telnet, HTTP, SMTP,
(c) 1 6 OSI Aplicação meio físico TCP/IP Aplicação meio físico FTP, DNS, Telnet, HTTP, SMTP,
(c) 1 6 OSI Aplicação meio físico TCP/IP Aplicação meio físico FTP, DNS, Telnet, HTTP, SMTP,
(c) 1 6 OSI Aplicação meio físico TCP/IP Aplicação meio físico FTP, DNS, Telnet, HTTP, SMTP,

meio físico

FTP, DNS, Telnet, HTTP, SMTP, POP, IMAP, SNMP,

UDP, TCP

IP

Ethernet

Slip

PPP

Arquitetura TCP/IP

Volnys B. Bernal (c)

17

o Nível de Intra-Rede

X

Objetivo ÍTransferência de dados entre equipamentos de uma mesma rede

X

Funções importantes ÍTradução de bits em sinais de transmissão ÍEspecificação dos meios de transmissão ÍEndereçamento ÍChaveamento

X

Protocolos ÍEthernet, Fast-Ethernet, Gigabit-Ethernet ÍPPP, SLIP, Frame Relay

Arquitetura TCP/IP

Volnys B. Bernal (c)

18

o Nível de Rede

X

Objetivo ÍTransferência de dados entre equipamentos quaisquer (não necessariamente pertencente a mesma rede)

X

Funções importantes ÍEndereçamento ÍRoteamento

X

Protocolos ÍIP ÍIPX

Arquitetura TCP/IP

Volnys B. Bernal (c)

19

o Nível de Transporte

X

Objetivo ÍTransferência de dados entre aplicações (processos) residentes em máquinas distintas

X

Funções importantes ÍControle de fluxo ÍEndereçamento de aplicação (porta)

X

Protocolos ÍTCP - orientado a conexão ÍUCP - datagrama

Arquitetura TCP/IP

Volnys B. Bernal (c)

20

o Nível de Aplicação

X

Objetivo ÍPermitir que aplicações troquem informações segundo uma regra (específica de cada aplicação)

X

Protocolos ÍDNS ÍFTP ÍHTTP ÍTelnet ÍSMTP ÍPOP ÍIMAP,

21 Volnys B. Bernal (c) Arquitetura TCP/IP Aplicação NFS NFS NIS NIS SMB SMB Camada
21
Volnys B. Bernal (c)
Arquitetura TCP/IP
Aplicação
NFS NFS
NIS NIS
SMB SMB
Camada de
Aplicação
DNS DNS
HTTP HTTP
FTP FTP
Telnet Telnet
SMTP SMTP
POP POP
Camada de
transporte
ICMP
IGMP
ICMP
IGMP
Camada
de redes
IP IP
ARP ARP
RARP RARP
Camada
Ethernet Ethernet
Fast Fast
Ethernet Ethernet
Gigabit Gigabit
intra-rede
Ethernet Ethernet
meio físico

Arquitetura TCP/IP

Volnys B. Bernal (c)

22

WEB Server HTTP HTTP TCP TCP UDP UDP
WEB
Server
HTTP HTTP
TCP TCP
UDP UDP
B. Bernal (c) 2 2 WEB Server HTTP HTTP TCP TCP UDP UDP ICMP ICMP IGMP
B. Bernal (c) 2 2 WEB Server HTTP HTTP TCP TCP UDP UDP ICMP ICMP IGMP

ICMP ICMP

IGMP IGMP

IP IP

HTTP TCP TCP UDP UDP ICMP ICMP IGMP IGMP IP IP ARP ARP RARP RARP Ethernet
HTTP TCP TCP UDP UDP ICMP ICMP IGMP IGMP IP IP ARP ARP RARP RARP Ethernet

ARP

ARP

RARP

RARP

Ethernet Ethernet

IP IP ARP ARP RARP RARP Ethernet Ethernet Browser HTTP HTTP TCP TCP UDP UDP ICMP
Browser HTTP HTTP TCP TCP UDP UDP
Browser
HTTP HTTP
TCP TCP
UDP UDP
Ethernet Ethernet Browser HTTP HTTP TCP TCP UDP UDP ICMP ICMP IGMP IGMP IP IP ARP
Ethernet Ethernet Browser HTTP HTTP TCP TCP UDP UDP ICMP ICMP IGMP IGMP IP IP ARP

ICMP ICMP

IGMP IGMP

IP IP

ARP

ARP

RARP

RARP

TCP TCP UDP UDP ICMP ICMP IGMP IGMP IP IP ARP ARP RARP RARP Ethernet Ethernet
TCP TCP UDP UDP ICMP ICMP IGMP IGMP IP IP ARP ARP RARP RARP Ethernet Ethernet

Ethernet Ethernet

Meio Físico (rede loccal)
Meio Físico (rede loccal)

Arquitetura TCP/IP

Volnys B. Bernal (c)

23

Processos

WEB Server HTTP HTTP
WEB
Server
HTTP HTTP
telnet Server telnet telnet
telnet
Server
telnet telnet

Kernel

ICMP IGMP ICMP IGMP IP IP
ICMP
IGMP
ICMP
IGMP
IP IP
HTTP HTTP telnet Server telnet telnet Kernel ICMP IGMP ICMP IGMP IP IP Device Driver Placa

Device Driver

HTTP HTTP telnet Server telnet telnet Kernel ICMP IGMP ICMP IGMP IP IP Device Driver Placa
Placa de Rede
Placa de Rede

Meio Físico

Volnys B. Bernal (c)

24

Bibliografia deste módulo

Volnys B. Bernal (c) 2 4 Bibliografia deste módulo

Volnys B. Bernal (c)

25

Bibliografia deste módulo

o Livro

X

Redes de Computadores: das LANs MANs e WANs às Redes ATM. SOARES, LUIZ F. G. Editora Campus. 1995

X

TCP/IP Illustrated Volume 1: The Protocols. STEVENS, W. RICHARD. Addison-Wesley. 1994.

X

Computer Networks. TANENBAUM, ANDREW S. 3rd edition. Prentice Hall 1996.