Você está na página 1de 17

Cálculo Estequiométrico

Rodrigo Bandeira
Cálculo Estequiométrico
Balanceamento de Reações
“Quantidade de cada elemento antes de depois da
seta devem ser iguais”

Coeficientes Estequiométricos
1 N2(g) + 3 H2(g)  2 NH3(g)

H2 NH3
N2
H2 NH3

H2
Cálculo Estequiométrico
Balanceamento de Reações
Exemplos:
2 H2(g) + O2(g)  2 H2O(g)

C3H8(g) + 5 O2(g)  3 CO2(g) + 4 H2O(g)

3 MgO(s) + P2O5(g)  Mg3(PO4)2(s)

2 HBr(aq) + Ba(OH)2(aq)  BaBr2(aq) + 2 H2O(l)

3 H2SO4(aq) + 2 Al(OH)3(aq)  Al2(SO4)3(aq)+ 6 H2O(l)


Cálculo Estequiométrico
Grandezas Químicas

6,0 x 10 23
1 mol

Massa molar (g/mol)

22,4 L (gás nas CNTP)


Cálculo Estequiométrico
Como Funciona a reação?
Observe a reação balanceada:
1 N2(g) + 3 H2(g)  2 NH3(g)

1 mol N2 3 mol H2 2 mol NH3

6x1023 18x1023 12x1023


moléculas moléculas moléculas
de N2 de H2 de NH3

28g de N2 6g de H2 34g de NH3

22,4L de N2 67,2L de H2 44,8L de NH3


Cálculo Estequiométrico
Leis Ponderais

Lei de Lavoisier ou lei da conservação das massas

"Numa reação química que


"Na natureza nada se cria,
ocorre em sistema
nada se perde,
ou tudo se
fechado, a massa
Σ = Σ massa dos produtos
transforma".
massas dos reagentes
total antes da reação é
igual à massa total após a
reação".
Cálculo Estequiométrico
Leis Ponderais
Lei de Lavoisier ou lei da conservação das massas
Exemplos:
Água transformando-se em gás hidrogênio e gás oxigênio:
É uma reação de decomposição
2 H2O(l) 2 H2(g) + O2(g)
2 36g
x 18g 2 x4g2g + 32g
As massas das substâncias envolvidas podem variar mas a Lei de
Lavoisier continua sendo obedecida:

massa de H2O (g) massa H2 (g) massa de O2 (g)


Exp. 1 28 6 22
Exp. 2 10 1,5 8,5
Exp. 3 170 30 140
Cálculo Estequiométrico
Leis Ponderais
Lei de Proust ou lei das proporções constantes
Uma determinada substância pura contém sempre as
mesmas partículas, combinadas na mesma proporção
em massa, independente da sua origem.

Exemplo:
2 H2O(l) 2 H2(g) + O2(g)

massa de H2O (g) massa H2 (g) massa de O2 (g)


Exp. 1 18 2 16
Exp. 2 36 4 32
Exp. 3 72 8 64
Cálculo Estequiométrico
Leis Ponderais
Lei de Proust ou lei das proporções constantes

Exemplo: Reação de síntese da amônia

N2(g) + 3 H2(g) 2 NH3(l)

massa de N2 (g) massa H2 (g) massa de NH3 (g)

Exp. 1 28 6 34
Exp. 2 112 24 136
Exp. 3 14 3 17
Cálculo Estequiométrico
Os Cálculos
No cálculo estequiométrico são comparados valores de mol,
massa ou volume das substâncias participantes da reação.
Para realizar um cálculo estequiométrico, deve-se observar
os seguintes passos:

1º passo: Escrever a equação química.

2º passo: Identificar quais as substâncias das quais se fornecem dados


e de quais substâncias se deseja obter valores.
3º passo: Verificar os tipos de dados fornecidos e que se deseja:
massa, volume, mol, etc.
4º passo: Relacionar os tipos de dados fornecidos e que se deseja
obter com a proporção da massa molar, volume molar, etc.
Cálculo Estequiométrico
Os Cálculos (mol x mol)
Considere a reação de combustão do etanol (C2H5OH):

C2H5OH + 3 O2  2 CO2 + 3 H2O

Calcule o nº de mol de C2H6O necessários para reagir com


15 mol de O2.

C2H5OH + 3 O2  2 CO2 + 3 H2O

1 mol 3 mol
X 15 mol
15
X = = 5 mol de C2H5OH
3
Cálculo Estequiométrico
Os Cálculos (mol x mol)
Considere a reação de combustão do etanol (C2H5OH):

C2H5OH + 3 O2  2 CO2 + 3 H2O

Calcule o nº de mol de gás carbônico (CO2) quando são


consumidos 9 mol de gás oxigênio O2.

C2H5OH + 3 O2  2 CO2 + 3 H2O

3 mol 2 mol
9 mol X
9 x 2
X = = 6 mol de CO2
3
Cálculo Estequiométrico
Os Cálculos (massa x massa)
Considere a reação a seguir:
2 KClO3  2 KCl + 3 O2
Calcule a massa de O2 produzida quando 22,4g de KClO3
reagem. (Dado: K=39; Cl=35; O=16)

2 KClO3  2 KCl + 3 O2 22,4 x 3 x 32


m =
2 x 122
2 mol 3 mol

2x122g 3x32g m = 8,81g de O2


22,4g m
Cálculo Estequiométrico
Os Cálculos (massa x massa)
Considere a reação a seguir:
CH4 + 2O2  CO2 + 2H2O
Calcule a massa de H2O produzida com 220g de CO2
reagem. (Dado: C=12; O=16; H=1)

CH4 + 2O2  CO2 + 2H2O 220 x 2 x 18


m =
44
1 mol 2 mol

1x44g 2x18g
m = 180g de H2O
220g m
Cálculo Estequiométrico
Os Cálculos (volume x volume)
Considere a reação a seguir:
N2(g) + 3 H2(g)  2 NH3(g)
Calcule o volume, nas CNTP, de NH3 produzidos quando
11,2L de H2, nas CNTP, reagem.

N2(g) + 3 H2(g)  2 NH3(g) 11,2 x 2 x 22,4


V =
3 x 22,4
3 mol 2 mol

3x22,4L 2x22,4L V = 7,47L de NH3


11,2L V
Cálculo Estequiométrico
Os Cálculos (massa x volume)
Considere a reação a seguir:
CaCO3 + 2HCl  CaCl2 + CO2 + H2O
Calcule o volume, nas CNTP, de CO2 produzidos quando
200g de CaCO3 reagem. (Dado: Ca=40; C=12; O=16)

CaCO3 +2HCl  CaCl2 + CO2 +H2O 200 x 22,4


V =
100
1 mol 1 mol

100g 22,4L
V = 44,8L de CO2
200g V
Cálculo Estequiométrico
Os Cálculos (mol x massa)
Considere a reação a seguir:
CH4 + 2O2  CO2 + 2H2O
Calcule a massa de H2O produzida quando 6 mol de CH4
reagem. (Dado: C=12; O=19; H=1)

CH4 + 2O2  CO2 + 2H2O


m = 6 x 2 x 18

1 mol 2 mol

1 mol 2x18g
m = 216g de H2O
6 mol m