Você está na página 1de 4

Questionário sobre duplicata

A duplicata é um título de crédito criado pelo Brasileiro


direito de qual país?

A duplicata é disciplinada por qual lei? Pela lei n.5.474/68


Aplica-se a Lei Uniforme de Genebra (LUG) na Sim. De acordo com o art. 25 da Lei n.475/68:
duplicata? Aplicam-se à duplicata e à triplicata, no que couber,
os dispositivos da legislação sobre emissão,
circulação e pagamento das Letras de Câmbio.
Qual a principal característica da duplicata?A principal característica da duplicata é a sua
causalidade, visto que só pode ser sacada
após a realização de uma operação de compra
e venda mercantil ou prestação de serviço a
prazo.
Qual é o documento formal de expedição Nota Fiscal. É o documento que se presta ao
obrigatória nas compras e vendas e controle, pelo Estado, da tributação das
prestações de serviços com fins lucrativos? relações jurídicas que constituem fatos
geradores de impostos.
O que é fatura? É um documento emitido pelo vendedor
descrevendo a mercadoria vendida ou o serviço
prestado, discriminando sua qualidade,
quantidade e fixando-lhe o preço. Tem os
mesmos elementos de uma nota fiscal, o que
fez surgir a nota fiscal/fatura.
A fatura é obrigatória? Somente nas compras com prazo NÃO
INFERIOR A 30 DIAS.
Quando surge a duplicata? A duplicata surge quando o vendedor tem
interesse em antecipar o recebimento do preço.
É aí que surge a necessidade de emitir uma
duplicata (cópia financeira da fatura) para
permitir a negociação do crédito futuro.
O que é uma duplicata? É um título de crédito que emerge de uma
compra e venda mercantil ou prestação de
serviço a prazo, negócio que gerou uma fatura.
Nela, o vendedor (sacador) determina ao
comprador (sacado) que pague o valor da
compra e venda realizada a um beneficiário (o
próprio sacador, que endossará a duplicata a
um terceiro estranho ao negócio originário,
geralmente um banco), na data fixada para o
vencimento.
A emissão de duplicata é obrigatória? Não. Sua emissão é facultativa, uma vez que
o vendedor poderá aguardar o vencimento da
fatura e recebe-la diretamente do comprador,
sem a necessidade de alienar seu crédito
futuro.
É possível sacar mais de uma duplicata sobre Sim, pois o pagamento pode ser parcelado e,
uma mesma fatura? para cada prestação, pode ser emitida uma
duplicata, todas incidentes sobre o mesmo
motivo.
É possível emitir uma única duplicata relativa a Não, pois cada fatura é uma causa (relação
várias faturas? jurídica originária), e isso possibilitaria que o
defeito em uma fatura maculasse toda a
duplicata.
O que é aceite presumido? É o recebimento da mercadoria ou da
prestação do serviço constante da fatura.
Os vícios na prestação do serviço, nas Sim. Lei 5.474/68 Art. 8º O comprador só poderá
mercadorias ou na fatura poderão ser alegados deixar de aceitar a duplicata por motivo de:
pelo sacado para escusar-se e negar ao
pagamento da duplicata? I - avaria ou não recebimento das mercadorias,
quando não expedidas ou não entregues por
sua conta e risco;

II - vícios, defeitos e diferenças na qualidade ou


na quantidade das mercadorias, devidamente
comprovados;

III - divergência nos prazos ou nos preços


ajustados.

Para a emissão da duplicata, será necessária a Duplicata simulada.


existência de uma fatura. Para a emissão de
uma fatura, deve ter havido uma compra e
venda ou prestação de serviço a prazo. Caso
não tenha ocorrido nenhum desses eventos,
emitida a fatura ou a duplicata, estará
caracterizado o crime previsto no art. 172 do
Código Penal:
No caso de falência e de falta de aceite, Antecipado da duplicata.
ocorrerá o vencimento...
Quais são os requisitos para a duplicata? I - a denominação "duplicata", a data de sua emissão e
o número de ordem;

II - o número da fatura;

III - a data certa do vencimento ou a declaração de ser


a duplicata à vista; (não há presunção de que na
ausência de estipulação o vencimento seja à vista)

IV - o nome e domicílio do vendedor e do comprador;

V - a importância a pagar, em algarismos e por extenso;

VI - a praça de pagamento;

VII - a cláusula à ordem;


VIII - a declaração do reconhecimento de sua exatidão e
da obrigação de pagá-la, a ser assinada pelo comprador,
como aceite, cambial;

IX - a assinatura do emitente.

O aceite na duplicata poderá ser de três tipos.  Ordinário;


Quais são eles?  Por comunicação;
 Presumido.
O que é aceite ordinário? É o aceite lançado no título pelo sacado,
tornando a duplicata abstrata.
O que é aceite por comunicação? É o aceite lançado em uma comunicação
escrita do sacado ao portador do título,
equivalente ao aceite, tornando a duplicata
abstrata. Nessa hipótese, haverá uma retenção
da duplicata pelo sacado.
O que é aceite presumido? O sacado não lança o aceite no título, mas o
beneficiário-portador possui comprovante
escrito da entrega da mercadoria, bem como
comprovação do protesto do título. (A soma dos
dois documentos faz presumir o aceite, salvo se
comprovadas as escusas do art. 8 da Lei
n.5.474/68).
Qual o prazo de remessa da duplicata, do O prazo para remessa da duplicata será de 30
vendedor para o comprador, para aceite? (trinta) dias, contado da data de sua emissão. (Art.
6º § 1º da Lei n.5.474/68)
Se a remessa ao sacado, para aceite, ocorrer 10 dias.
por meio de intermediário, o sacado disporá de
quantos dias a mais para a remessa?
O comprador é obrigado a aceitar? Sim, salvo se a mercadoria não estiver de
acordo com o que determinam as normas de
regência, nos termos do art.7 e 8 da Lei
n.5.474/68.
Qual o prazo que o comprador tem para 10 dias.
aceitar?
Quando o comprador pode recusar o aceite de I - avaria ou não recebimento das mercadorias, quando
duplicata originada de fatura de compra e não expedidas ou não entregues por sua conta e risco;
venda mercantil, nos termos do art.8 da lei
II - vícios, defeitos e diferenças na qualidade ou na
n.5.474/68?? quantidade das mercadorias, devidamente
comprovados;

III - divergência nos prazos ou nos preços ajustados.

Quando o comprador pode recusar o aceite de I - não correspondência com os serviços efetivamente
duplicata originada de prestação de serviços, contratados;
nos termos do art.21 da lei n.5.474/68?
II - vícios ou defeitos na qualidade dos serviços
prestados, devidamente comprovados;

III - divergência nos prazos ou nos preços ajustados.

Quais os requisitos necessários para executar a) Protesto por falta de aceite ou devolução;
uma duplicata não aceita? b) Comprovação da entrega da mercadoria ou
da prestação de serviço;
c) Não comprovação pelo devedor das
escusas do art. 8.
Quais os requisitos necessário para executar Basta estar vencida, não importando se está
uma duplicata aceita? protestada ou não.
Qual o prazo prescricional para ação contra o 3 anos, a contar do vencimento.
sacado e seus avalistas?
Qual o prazo prescricional para ação contra o 1 ano, a contar do protesto.
endossante, sacador e seus avalistas?
Qual o prazo prescricional para ação do 1 ano, contado do pagamento.
corresponsável que paga, contra os
corresponsáveis de regresso?
A duplicata pode receber aval? Sim. A duplicata pode receber aval, que
prevalece, mesmo dado após o vencimento,
nos termos do art.12, parágrafo único, da Le n.
5.474/68.
Qual o prazo para protestar uma duplicata? Em regra, até 30 dias após o vencimento do
título, para que garanta o direito de acionar os
coobrigados do título.
O protesto da duplicata pode ser feito por três 1. Por falta de aceite;
motivos. Quais? 2. Por falta de devolução;
3. Por falta de pagamento.