Você está na página 1de 5

Como se mede o Álcool da

cerveja?
Álcool, o grande responsável pela felicidade que a
cerveja nos traz. Ele é um composto que está
presente em várias bebidas, mas como se mede a
quantidade de Álcool da cerveja?

Não é incomum alguém perguntar para um


cervejeiro caseiro quando que será colocado o
álcool. Na verdade o álcool é resultado da
fermentação.
Mas Juan, o que é fermentação? Segundo a
Wikipédia A fermentação é um processo de
transformação de uma substância em outra,
produzida a partir de microorganismos, tais como
fungos, bactérias, ou até o próprio corpo, chamados
nestes casos de fermentos. Um exemplo de
fermentação é o processo de transformação
dos açúcares das plantas em álcool, tal como ocorre
no processo de fabricação da cerveja, cujos etanol e
CO2 (gás carbônico) são produzidos a partir do
consumo de açúcares presentes no malte, obtido
através da cevada germinada.

Resumindo e simplificando. A cevada é a fonte de


amido(açúcar), quando a levedura(fungo) é
adicionada ao mosto(mistura de água, malte de
cevada e lúpulo) ela começa literalmente a comer o
açúcar que tem naquele líquido. Neste caso a
levedura vai comer não vai? E depois ela vai o que?
Vai digerir esse açúcar e liberar alguma coisa. E o
que a levedura libera é exatamente o Álcool e o
CO2(gás da cerveja).
Aí é que vem como medimos o álcool da cerveja.
Precisamos medir a densidade da cerveja antes de
adicionar a levedura e antes de engarrafar. Nesse
espaço de tempo vai acontecer a Fermentação.
Para medir a densidade da cerveja é simples. A
gente mede a quantidade de açúcar que tem em
determinada quantidade de água. A densidade da
água é de 1 kg por litro(1kg/L), então se o
peso específico de um líquido é de 1,06, um litro
desse líquido pesará 1,06 kg. Neste caso é como se
em 1 litro tivéssemos 1,06kg de água + açúcar.
Para essa medição usamos o densímetro. E
mergulhamos essa espécie de termômetro num tubo
com líquido que queremos medir e esse densímetro
boia de acordo com a quantidade de açúcar que tem
nesse líquido. Se você colocar esse densímetro em
água pura ele marcará 1,000.

Então quando diluímos o malte que é fonte de


açúcar na água a densidade será bem maior que
1,000. Dependendo de cada estilo de cerveja o
mosto tem uma densidade maior ou menor, e quanto
mais malte, provavelmente mais álcool.
Como o mosto contém muitos açúcares dissolvidos,
a levedura adicionada ao mosto irá converter alguns
desses açúcares dissolvidos em álcool etílico.
Quando a cerveja estiver pronta, seu peso
específico será sempre menor do que no início da
fabricação, pois alguns açúcares foram convertidos
em álcool, que é menos denso do que a água (0,79
kg/l).
A glicose (C6H12O6) é o principal açúcar que será
convertido em álcool. Muitas reações acontecem na
levedura que acaba convertendo cada molécula de
glicose em duas moléculas de álcool etílico
(CH3CH2OH) e duas moléculas de dióxido de
carbono (CO2).
C6H12O6 => 2(CH3CH2OH) + 2(CO2)

Para então medirmos a quantidade de álcool que


tem nossa cerveja anotamos então a densidade
inicial da cerveja (densidade que medimos no
momento em que adicionamos a levedura no mosto)
e depois medimos a densidade final, que é a
densidade depois que a cerveja fermentou. Depois
disso aplica-se uma fórmula simples e teremos a
porcentagem(%) de álcool na cerveja.
(Densidade Inicial - Densidade final) x 0,131 = % de
Álcool da Cerveja
Ex: quando fizemos a Beijo do Macaco a Densidade
inicial foi de 1060. A Densidade Final foi de 1012. ou
seja:
(1060 - 1011) x 0,131 = x
48 x 0,131 = 6,41% de álcool

Agora você já sabe porque a cerveja tem álcool e


como se mede o álcool da cerveja.