Você está na página 1de 2

23/03/2019 Como ficam Olavo de Carvalho e seus namorados criadores de Teorias da Conspiração - Cifra Club

CAPITALISMO E SOCIALISMO SEGUNDO A ASTROLOGIA


Olavo de Carvalho
Revista Planeta, # 60, setembro de 1977

A evolução do conflito entre capitalismo e socialismo acompanha rigorosamente os movimentos de três planetas:
as relações geométricas (em linguagem astrológica, "aspectos") entre Saturno e Urano assinalam acontecimentos
importantes nos países capitalistas, e os pontos cruciais da história do comunismo fazem contrapontos aos
aspectos entre Saturno e Netuno.

Essa é a tese que o astrólogo Antonio Facciolo Neto vai apresentar no Congresso Brasileiro de Astrologia, a ser
realizado nos próximos meses em São Paulo. Ela está exposta em Ciclos Cósmicos na História, que é um dos vários
trabalhos que astrólogos de S. Paulo estão enviando para a Associação Brasileira de Astrologia, responsável pela
organização do congresso. Facciolo estabeleceu um minucioso quadro comparativo dos movimentos dos três
planetas e da evolução do capitalismo e do comunismo desde 1846 (quando Marx fundou a Liga dos Comunistas)
até os dias de hoje, obtendo assim algumas fortes evidências em favor da doutrina astrológica segundo a qual o
ciclo Saturno-Urano rege o capitalismo e o ciclo Saturno-Netuno rege o comunismo. Alguns estudos anteriores já
indicavam claramente essa direção. Alguns anos atrás o economista norte-americano L. Peter Cogan, por exemplo,
da Academia de Ciências de Nova York, demonstrou a uma platéia de estupefatos cientistas a correlação entre as
conjunções e oposições Saturno-Urano e as fases de otimismo e pessimismo nas bolsas de valores. Saturno e
Urano, segundo a astrologia, regem o capitalismo. O estudo de Facciolo é bem mais abrangente que o de Cogan.
Ele mostra, por exemplo, que aspectos "benéficos" entre Saturno e Urano acompanharam, entre os inúmeros
outros, os seguintes acontecimentos importantes para a formação e fortalecimento do capitalismo:

1851-52: a descoberta simultânea de minas de ouro na Austrália, na Califórnia e na Nova Zelândia dá um impulso,
sem precedentes, ao ritmo dos negócios nas principais bolsas de valores do mundo. 1857-58: as potências
capitalistas européias ocupam a China e o Sudeste asiático. 1865-66: abolição da escravatura nos Estados Unidos e
introdução da constituição democrática na Suécia. 1896-97: fundação do movimento sionista. 1905-06: formação
da Entente Cordiale entre as potências européias. 1948-49: formação da OTAN. Inversamente, os ângulos
"maléficos" assinalaram períodos de dificuldades para os países capitalistas: 1880-02: Guerra Civil Americana.
1873-75: crise econômica mundial. 1909-10: início das guerras européias. 1930-31: nova crise econômica
mundial. 1950-51: o Irã nacionaliza o petróleo; a França é derrotada na Indochina; começa a guerra na Coréia.
1965-65: os Estados Unidos ingressam na Guerra do Vietnã. 1975-77: crise do petróleo.

No mundo comunista, as conjunções e aspectos benéficos entre Saturno e Netuno acompanharam, entre outros, os
seguintes acontecimentos: 1846-47: fundação da Liga dos Comunistas. 1917-18: Revolução Russa. 1929-30: Plano
Qüinqüenal. 1941-42: acordo com os EUA e a Inglaterra. 1952-55: morte de Stalin e início de novo ciclo histórico.
1959: sputniks. Os aspectos "maléficos" estavam presentes nos seguintes acontecimentos: 1868-69: dissolvida a
seção francesa da Internacional Comunista. 1899-00: cisão entre bolcheviques e mencheviques. 1926-27:
surgimento da ditadura stalinista. 1937-38: Processos de Moscou. 1962-63: crise dos foguetes em Cuba e conflito
entre Pequim e Moscou. 1971-72: aproximação entre Cuba e EUA.

Um novo ângulo maléfico entre Saturno e Netuno ocorrerá em 1979-80. Entre Saturno e Urano, em 1982. Em
1987-89, os três planetas entrarão simultaneamente com conjunção e, no fim do século, em quadratura. É lícito,
portanto, segundo Facciolo, esperar um período de crise no mundo comunista, seguido de outro no mundo
capitalista, em seguida uma aproximação entre os dois regimes e finalmente um período de crise geral.

Além de Ciclos Cósmicos na História, a associação já recebeu vários outros trabalhos para o congresso, entre os
quais, A Lua e o Matrimônio, do psicólogo Juan Alfredo César Müller, ex-aluno de Jung e Szondi e estudioso de
astrologia. Ele faz uma análise comparativa dos prognósticos matrimoniais e da posição da Lua nos temas
astrológicos individuais, e propõe a introdução de novos métodos de previsão.

Pela tradição astrológica renascentista, as condições do matrimônio do indivíduo são estudadas pelo estado da sua
7ª. casa astrológica . Sendo a parte mais ocidental do zodíaco oposta ao Oriente, que representa o ego, a 7ª. casa
simboliza a relação com os outros, os compromisso do indivíduo com a coletividade e, por extensão, o matrimônio.

Segundo Müller, essa doutrina surgiu numa época em que o casamento se definia essencialmente como um
compromisso de ordem social, destinado a assegurar a procriação coercitiva (contrabalançando a mortalidade
infantil, muito alta então) e o sustento dos filhos.

A diminuição da taxa de mortalidade infantil e o advento dos novos padrões de comportamento, na sociedade
industrial urbana, amenizaram esse aspecto de coerção legal do matrimônio, ressaltando, ao inverso, seu aspecto
de encontro interpessoal, seu lado afetivo e subjetivo.

Daí que, segundo Müller, o prognóstico matrimonial já não possa ser feito com base na 7ª. casa, que tem um
significado eminentemente social e coercitivo (contrato). O verdadeiro significador astrológico do matrimônio, hoje
em dia, é a Lua, que representa tradicionalmente a subjetividade e as afeições.

https://forum.cifraclub.com.br/forum/11/248450/ 1/2
23/03/2019 Como ficam Olavo de Carvalho e seus namorados criadores de Teorias da Conspiração - Cifra Club

Outros trabalhos já recebidos pela associação são: O Elo Entre a Vida e a Matéria, por Antoine Daoud Philo, Urano
e as Doenças Cardíacas, por Vera Facciolo, e A Mensagem da Astrologia, por Maria Ribeiro Franco.

A Associação Brasileira de Astrologia está convidando os astrólogos de todo o país a participarem do congresso e a
enviarem seus trabalhos. Ela pretende, também, paralelamente, formar um núcleo de estudos e pesquisas
composto exclusivamente de pessoas de nível universitário, com vistas à formação eventual de um instituto
superior de astrologia. Os interessados podem escrever para a associação (r. Xavier de Toledo, 114, 3º andar, cj.
303, fone239-087

https://forum.cifraclub.com.br/forum/11/248450/ 2/2

Você também pode gostar