Você está na página 1de 8

MANTENHA-SE NA FÉ

1 Timóteo 1.3-5;12-19

INTRODUÇÃO - PRESSÃO E LUTA


1.1-2 => Apresentação; saudação; graça
1.3-4 => Por que Timóteo ficou em Éfeso? R: Combate da Fé = Missão!

Problemas => um diagnóstico da frustração?

Mas o Jovem Timóteo estava:


1. sob forte pressão espiritual - enfrentando uma batalha espiritual fortíssima.
2. sob forte pressão ministerial - na luta por cuidar de si mesmo e da doutrina
3. sob forte pressão psicológica e física - constantemente enfermo.

COMO VIVER DIANTE DE EXPECTATIVAS (aparentemente) FRUSTRADAS?

I. CORAÇÃO PURO, CONSCIÊNCIA E FÉ (5-7) O assunto da carta


a. Coração puro
b. Boa consciência (suneidesis)
c. Fé não fingida

II. O ESCÂNDALO DA GRAÇA (12-16)


Paulo como exemplo da Graça soberana de Deus
A maravilhosa graça sobre o que sabe de si

a. A Graça, do início ao fim, é o grande fundamento de toda a vida Cristã


b. Por causa da Graça, pecadores tem algo a dizer

III. MANTENDO A FÉ – PERSEVERAR NO AMOR DE JESUS


E é unicamente por causa de Jesus que perseveraremos na fé. É por causa de Jesus
que seremos fieis até a morte.
MANTENHA-SE NA FÉ

1 Timóteo 1.3-5;12-19

Advertência contra falsas doutrinas

3. Quando eu estava de viagem, rumo à Macedônia, pedi a você que ainda


permanecesse em Éfeso para admoestar certas pessoas, a fim de que não ensinem outra
doutrina, 4. nem se ocupem com fábulas e genealogias sem fim. Essas coisas mais
promovem discussões do que o serviço de Deus, na fé. 5. O objetivo desta admoestação
é o amor que procede de um coração puro, de uma boa consciência e de uma fé sem
hipocrisia. 6. Algumas pessoas se desviaram destas coisas e se perderam em
discussões inúteis, 7. pretendendo passar por mestres da lei, não compreendendo,
porém, nem o que dizem, nem os assuntos sobre os quais falam com tanta ousadia.

A gratidão de Paulo pela misericórdia de Deus

12. Agradeço àquele que me deu forças, Cristo Jesus, nosso Senhor, que me teve por
fiel, pondo-me no ministério, 13. Logo a mim, que fui blasfemo, perseguidor e
violento. Contudo, recebi misericórdia, porque agia por ignorância e incredulidade. 14.
A graça de nosso Senhor superabundou com a fé o amor que há em Cristo Jesus.
15. Fiel é esta palavra e digna de toda aceitação: “Cristo Jesus veio ao mundo para
salvar os pecadores”, dos quais eu sou o principal. 16. Mas foi por isso que eu, o pior
dos pecadores, recebi misericórdia, para que assim Cristo Jesus mostrasse toda a sua
longanimidade. Desse modo, sirvo de exemplo a todos que vierem a crer nele para a
vida eterna.

17.
Ora, ao Rei eterno, imortal, invisível
Ao único Deus
Seja a honra e a glória para todo o sempre. Amém!

A responsabilidade de Timóteo
18. Timóteo, meu filho, estas são minhas instruções para você, com base nas palavras
proféticas ditas tempos atrás a seu respeito. Que elas o ajudem a lutar o bom combate.
19. Apegue-se à fé e mantenha a consciência limpa, pois alguns rejeitaram
deliberadamente a consciência e, como resultado, a fé que tinham naufragou.
INTRODUÇÃO - PRESSÃO E LUTA

1.1-2  Apresentação; saudação; graça


1.3-4  Por que Timóteo ficou em Éfeso? R: Combate da Fé = Missão!

Problemas – um diagnóstico da frustração?


Talvez seja um bom exercício pensar sobre o que o jovem Timóteo estava passando
quando recebeu esta preciosa carta de seu pai na fé, o Apóstolo Paulo.

Pensemos sobre o que significava ser metade grego, metade judeu. Um menino que foi
criado na fé da sua mãe e da sua avó e, segundo Atos 16, dava muito bom testemunho
da fé entre os irmãos.

Este jovem deixa toda a sua vida em Listra, na região da Galácia e sai pelo mundo
conhecido ao lado de seu mentor, e participa de coisas extraordinárias, vê grandes
operações e maravilhas realizadas pelo Senhor através de seus servos.

Toda esta jornada trouxe grandes desafios, a caminhada não era fácil. Se pensarmos
em outro jovem, Marcos, lembraremos que este desistiu em uma das primeiras viagens
realizadas na companhia de Paulo e Barnabé. Mas o jovem Timóteo persevera de tal
forma, que o próprio Paulo o encarrega da missão de permanecer em Éfeso, sozinho,
para cuidar da igreja, e principalmente admoestar algumas pessoas a não ensinarem um
falso evangelho à igreja do Senhor.

O jovem Timóteo estava atravessando dias difíceis. Esse menino que recebeu
profecias, que era amado, agora se vê diante de uma grande responsabilidade.

Nós sempre esperamos o cumprimento das promessas de Deus como algo que nos trará
apenas coisas positivas, elogios, reconhecimentos, aplausos ... que todos nos queiram
por perto, que estejam ao nosso lado.

Mas o Jovem Timóteo estava:


1. sob forte pressão espiritual - enfrentando uma batalha espiritual fortíssima.
2. sob forte pressão ministerial - na luta por cuidar de si mesmo e da doutrina
3. sob forte pressão psicológica e física - constantemente enfermo.

Assim, surge a pergunta:

COMO VIVER DIANTE DE EXPECTATIVAS (aparentemente) FRUSTRADAS?


I. CORAÇÃO PURO, CONSCIÊNCIA E FÉ (5-7)  O assunto da carta

A resposta vem de maneira absolutamente profunda nos versículos 5 e 6

5. O objetivo desta admoestação é o amor que procede de um coração puro, de uma


boa consciência e de uma fé sem hipocrisia.
6. Algumas pessoas se desviaram destas coisas e se perderam em discussões inúteis.

Não somente as realizações ministeriais, mas a vida de Timóteo (e também a nossa)


de penderia desses três fatores:

Coração puro, uma boa consciência, e uma fé não fingida.

a. Coração puro
O coração ocupa um lugar central em toda a bíblia. Os hebreus normalmente não
dividiam o ser humano no sentido de dizer que a razão estava ligado ao cérebro, e os
sentimentos estavam ligados ao coração.
Para os hebreus, o coração seria o centro da vida humana. Por isso Salomão pode
declarar:
Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque
dele procedem as fontes da vida.
Provérbios 4.23

De forma semelhante, o salmista diz:

Guardei no coração (no lugar mais importante) a tua palavra para


não pecar contra ti.
Salmos 119.11

Além disso, o nosso Salvador Jesus Cristo disse que onde estivesse o nosso tesouro,
ali estaria o nosso coração (Mateus 6.21). Revelando-nos que o ser humano é aquilo
que ama.

Portanto, o jovem Timóteo deveria manter o seu coração puro.

b. Boa consciência (suneidesis)


Timóteo também deveria manter uma boa consciência para ser bem-sucedido em sua
missão, e mais precisamente: em seu relacionamento com Jesus.
As grandes batalhas espirituais são travadas na mente...

E daí, cabe a uma grande pergunta: Quem é Senhor sobre a sua consciência? Quem
é o senhor sobre a nossa mente? Sobre o nosso caráter? A boa consciência nos levará,
independentemente do lugar, da situação, a, assim como Daniel, colocarmos o firme
propósito de não nos contaminarmos com a comida do Rei.

Outro aspecto que nos levará a uma boa consciência é conhecimento de Deus. Se
tivermos intimidade com o Senhor, saberemos que já não há nenhuma condenação para
os que estão em Cristo Jesus.

c. Fé não fingida (sincera; sem hipocrisia; não corrompida)

O terceiro aspecto é uma verdade muito profunda. Timóteo não poderia viver uma
vida de aparências. O campo de batalha não permite uma fé hipócrita.

Esses fatores se manifestam como o solo do qual brota o AMOR


Amor não contaminado por interesse próprio e fé corrompida, ou seja, uma vida
aberta para Deus (1.5).

II. O ESCÂNDALO DA GRAÇA (12-16)


Paulo como exemplo da Graça soberana de Deus
A maravilhosa graça sobre o que sabe de si

a. A Graça, do início ao fim, é o grande fundamento de toda a vida Cristã


Para um jovem como Timóteo, foi muito importante ouvir o seu mentor de coração
aberto, reconhecendo-se pecador (o pior deles), reconhecendo-se dependente da graça.
Paulo diz: “Jesus me permitiu participar de sua missão, e a explicação é que sua graça
e misericórdia não têm fim, pois ele, Santo, decidiu investir no pior dos pecadores”.

(12-14) Sou grato a Cristo Jesus, que me julgou capaz de cumprir esta tarefa.
Mesmo que eu não merecesse confiança, você sabe, ele me confiou este ministério.
As únicas credenciais que eu trouxe foram agressão, intolerância e arrogância. Mas
fui tratado com misericórdia, porque não sabia o que estava fazendo — não sabia
contra quem lutava! A graça, misturada com a fé e o amor, foi derramada sobre
mim e dentro de mim. E tudo por causa de Jesus.

b. Por causa da Graça, pecadores tem algo a dizer

16. Mas, por esta mesma razão, me foi concedida misericórdia, para que, em mim, que
sou o principal pecador, Cristo Jesus pudesse mostrar a sua completa longanimidade,
e eu servisse de modelo para todos os que hão de crer nele para a vida eterna
(arrependimento e perdão são motivos de esperança para outros – é o escândalo da
Graça, ver Sl 57.13). 17. Assim, ao Rei eterno, imortal, invisível, Deus único, (Rm
16.27) honra e glória para todo o sempre. Amém!

Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito reto.


Não me lances fora da tua presença, e não retires de mim o teu Espírito Santo.
Torna a dar-me a alegria da tua salvação, e sustém-me com um espírito voluntário.
Então ensinarei aos transgressores os teus caminhos, e os pecadores a ti se
converterão.
Salmos 51.10-13

Paulo abre o coração: EU SOU O PRINCIPAL DOS PECADORES, e isso me habilita


a dizer:

Existe um Deus que tem prazer em Perdoar, e a Sua Palavra diz que Ele ama a
Misericórdia.

Assim... que toda voz de acusação seja silenciada em nome de Jesus, que todas as
pedras sejam deixadas no chão diante de Jesus de Nazaré. E isso não significará
conveniência com o pecado, mas significará a liberdade de poder reconhecer:

JESUS VEIO SALVAR PECADORES


JESUS VEIO SALVAR PECADORES

III. MANTENDO A FÉ – PERSEVERAR NO AMOR DE JESUS


E é unicamente por causa de Jesus que perseveraremos na fé. É por causa de Jesus que
seremos fieis até a morte.
É por causa de Jesus que nossas feridas são saradas
É por causa de Jesus que as nossas dúvidas serão iluminadas com o Amor do próprio
Deus.
É por causa de Jesus que somos justificados pela fé e, portanto, temos paz com Deus.
É por causa de Jesus que temos acesso pela fé a esta graça na qual estamos firmes e
nos gloriamos na esperança da glória de Deus.

É por Jesus, por causa de Jesus e para Jesus que nós manteremos a fé e a boa
consciência.

No coração, na consciência e na fé, percebemos que Jesus é melhor do que as nossas


expectativas... Ele é poderoso para fazer muito mais abundantemente além daquilo
que pedimos ou pensamos pelo seu poder que em nós opera.
1 Timóteo 1 (A MENSAGEM)
(1-2) Eu, Paulo, sou apóstolo em missão especial por Cristo, nossa viva esperança. Sob
o comando de Deus, nosso Salvador, escrevo a você, Timóteo, meu filho na fé. Desejo
tudo de bom para você da parte do nosso Deus e de Cristo!

(3-4) A caminho da província da Macedônia, aconselhei você a permanecer em Éfeso.


Pois bem, não mudei de ideia. Fique firme no comando, de modo que o ensino continue
a ser ministrado. Ao que parece, alguns que ensinam aí estão introduzindo lendas e
relatos genealógicos fantasiosos inúteis, em vez de conduzir o povo ao equilíbrio e
aprofundá-los na fé e na obediência.

(5-7) A essência de tudo que enfatizamos é simplesmente o amor — amor não


contaminado por interesse próprio e fé corrompida, ou seja, uma vida aberta para Deus.
Os que se distanciam da essência logo se perdem num labirinto de futilidades. Eles se
apresentam como especialistas em assuntos religiosos, mas, a despeito de toda a
eloquência, não sabem o que estão falando.

(8-11) É verdade que a orientação moral e o conselho são necessários, mas vale
lembrar: como dizer e a quem dizer são tão importantes quanto o que dizer. É óbvio
que o código da lei não é dirigido a pessoas responsáveis, mas aos irresponsáveis, que
desafiam a autoridade e não pensam no que é certo a respeito de Deus, da vida, do sexo,
da verdade, e assim por diante. Eles desdenham da Mensagem que o grande Deus me
incumbiu de transmitir.

(12-14) Sou grato a Cristo Jesus, que me julgou capaz de cumprir esta tarefa. Mesmo
que eu não merecesse confiança, você sabe, ele me confiou este ministério. As únicas
credenciais que eu trouxe foram agressão, intolerância e arrogância. Mas fui tratado
com misericórdia, porque não sabia o que estava fazendo — não sabia contra quem
lutava! A graça, misturada com a fé e o amor, foi derramada sobre mim e dentro de
mim. E tudo por causa de Jesus.

(15-19) Aqui está uma palavra que você pode levar no coração e confiar nela: Jesus
Cristo veio ao mundo para salvar os pecadores. Eu sou a prova — o “pecador público
número um” — de alguém que jamais conseguiria nada a não ser por pura misericórdia.
E agora ele me apresenta, como prova de sua paciência sem fim, aos que confiam nele
para sempre. Profunda honra e esplendorosa glória ao Rei de todos os tempos — Deus
único, imortal, invisível, sempre e sempre. Amém! Estou passando essa tarefa a você,
meu filho Timóteo. A palavra profética dirigida a você nos preparou para isso. Todas
aquelas orações serão atendidas, para que você faça um bom trabalho e seja destemido
em sua luta e apegado à fé. Afinal, estamos numa guerra.

(19-20) Alguns, você sabe, por relaxar na firmeza e por pensar que qualquer coisa é
válida, fizeram da vida de fé uma bagunça. Himeneu e Alexandre estão entre eles. Eu
os entreguei a Satanás para que aprendam a não blasfemar.