Você está na página 1de 25

Segunda-feira, 12 de Janeiro de 2009 III SÉRIE — Número 1

BOLETIM DA REPÚBLICA
PUBLICAÇÃO OFICIAL DA REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE

3.º SUPLEMENTO
MINISTÉRIO DOS RECURSOS MINERAIS AVISO

Direcção Nacional de Minas

AVISO Em cumprimento do disposto no artigo 14 do Regulamento da Lei


de Minas, aprovado pelo Decreto n.º 62/2006, de 26 de Dezembro, faz-se
Em cumprimento do disposto no artigo 14 do Regulamento da Lei
de Minas, aprovado pelo Decreto n.º 62/2006, de 26 de Dezembro, faz- saber que por despacho de S.Ex.a a Ministra dos Recursos Minerais,
se saber que por despacho de S.Ex.a a Ministra dos Recursos Minerais, de 5 de Maio de 2008, foi atribuída à Jiangxi Mozambique Mining Co,
de 6 de Maio de 2008, foi atribuída à Jiangxi Mozambique Mining Co, Limitada, a Licença de Prospecção e Pesquisa n.º 2248L, válida até 5 de
Lda, a Licença de Prospecção e Pesquisa n.º 2242L, válida até 6 de
Maio de 2013, para chumbo, cobre, ferro, grafite, molibdénio e zinco, Maio de 2013, para chumbo, cobre, níquel, platina, prata, ouro e zinco,
no distrito de Angónia, província de Tete, com as seguintes coordenadas no distrito de Marávia, província de Tete, com as seguintes coordenadas
geográficas: geográficas:

Vértices Latitude Longitude Vértices Latitude Longitude


1 14º 27’ 30.00" 34º 5’ 15.00" 1 15º 2’ 45.00" 32º 12’ 30.00"
2 14º 27’ 30.00" 34º 10’ 30.00" 2 15º 2’ 45.00" 32º 17’ 15.00"
3 14º 26’ 30.00" 34º 10’ 30.00" 3 15º 6’ 0.00" 32º 17’ 15.00"
4 14º 26’ 30.00" 34º 24’ 0.00" 4 15º 6’ 0.00" 32º 21’ 0.00"
5 14º 32’ 0.00" 34º 24’ 0.00" 5 15º 10’ 30.00" 32º 21’ 0.00"
5 14º 32’ 0.00" 34º 14’ 45.00" 5 15º 10’ 30.00" 32º 18’ 0.00"
7 14º 29’ 45.00" 34º 14’ 45.00" 7 15º 13’ 45.00" 32º 18’ 0.00"
8 14º 29’ 45.00" 34º 5’ 15.00" 8 15º 13’ 45.00" 32º 12’ 30.00"

Direcção Nacional de Minas, em Maputo, 6 de Junho de 2008. — A Direcção Nacional de Minas, em Maputo, 6 de Junho de 2008. — A
Directora Nacional, Fátima Jussub Momade. Directora Nacional, Fátima Jussub Momade.

ANÚNCIOS JUDICIAIS E OUTROS

ATFC (Mozambique) Madeiras e Agência de Passaporte do Reino Unido, residente procurador, com poderes para o acto, doravante
Agricultura, Limitada em quarenta e dois Chapel Street, East Malling, designada por segunda contraente ou Chá de
Kent, ME 19 6AP, Inglaterra, doravante Magoma;
Certifico, para efeitos de publicação, que no designado por primeiro contraente; Chá Zambézia, Limitada, uma sociedade por
dia vinte e cinco de Dezembro de dois mil e oito Chá de Magoma, S.A., uma sociedade quotas de responsabilidade limitada, constituída
foi matriculada na Conservatória do Registo de e regida pelo direito moçambicano, com sede em
anónima de responsabilidade limitada, constituída
Entidades Legais sob NUEL 100064340, uma Gurué, província da Zambézia, com o capital
e regida pelo direito moçambicano, com sede em social de dois milhões e seiscentos mil meticais,
sociedade denominada ATFC (Mozambique)
Gurué, província da Zambézia, com o capital matriculada na Conservatória dos Registos de
Madeiras e Agricultura, Limitada, que se regerá
social de vinte e três milhões de meticais, Quelimane, sob o número mil e dois, a folhas
pelas cláusulas constantes dos artigos seguintes:
matriculada na Conservatória dos Registos de cento e setenta e dois, do livro C barra três, neste
Celebrado entre: acto devidamente representado pelo senhor.
Jonathan Charles Colvile, casado, natural de Quelimane, sob o número seiscentos e setenta e
Vitorino Bonifácio Tivane, na qualidade de
Maidstone, Inglaterra, de nacionalidade inglesa, três, a folhas dois, do livro C barra três, neste procurador, com poderes para o acto, doravante
portador do Passaporte n.º 099006575, emitido acto devidamente representada pelo senhor designado por terceira contraente ou Chá
aos dezanove de Abril de dois mil e sete, pela Vitorino Bonifácio Tivane, na qualidade de Zambézia; e
12 – (26) III SÉRIE — NÚMERO 1

ATFC (Mozambique) Madeiras e Agricultura E) A terceira contraente pretende, após a Dois) O primeiro contraente mantém na sua
– Sociedade Unipessoal, Limitada, uma divisão da quota referida no titularidade a quota com o valor nominal de dez
sociedade por quotas unipessoal, constituída e considerando B) supra, adquirir a mil meticais, representativa de cinquenta por
regida pelo direito moçambicano, com sede na quota com o valor nominal de cinco cento do capital social da ATFC.
Avenida Kim Il Sung, número novecentos e mil meticais, representativa de vinte
sessenta e um, com o capital social de vinte mil e cinco por cento do capital social CLÁUSULA QUARTA
meticais, registada junto da Conservatória de da ATFC, à primeira contraente; (Ónus e encargos)
Registo das Entidades Legais sob o número único F) A quarta contraente pretende alterar os
100064340, neste acto devidamente representada seus estatutos por forma a reflectir a As quotas mencionadas no número um da
pelo senhor Jonathan Colvile, na qualidade de pluralidade de sócios resultante da cláusula anterior são cedidas com todos os
administrador, com poderes para o acto, divisão e cessão de quotas direitos e obrigações que lhe são inerentes e livres
doravante designada por quarta contraente ou mencionadas nos considerandos de quaisquer ónus ou encargos.
ATFC; anteriores.
Considerando que: CLÁUSULA QUINTA
É mutuamente acordado e celebrado, entre as
partes, o presente contrato de divisão, cessão de (Preço)
A) O primeiro contraente é legítimo titular
de uma quota com o valor nominal quotas e alteração dos estatutos (doravante As quotas mencionadas no número um da
de vinte mil meticais, representativa designado por contrato), o qual se rege pelos cláusula terceira supra são cedidas às segunda e
de cem por cento do capital social da termos e condições constantes dos
terceira contraentes, pelo preço correspondente
ATFC (doravante designada por considerandos anteriores e das cláusulas
ao respectivo valor nominal, quantia que as
quota); seguintes:
mesmas declaram ter recebido e da qual dão
B) O primeiro contraente pretende dividir
CLÁUSULA PRIMEIRA quitação.
a quota em três quotas desiguais:
(i) Uma quota com o valor nominal ( Objecto) CLÁUSULA SEXTA
de dez mil meticais, Pelo presente contrato, o primeiro contraente (Alteração dos estatutos)
representativa de cinquenta procede à divisão da quota referida na cláusula
por cento do capital social da Dando cumprimento à deliberação tomada em
seguinte, bem como à cessão de quotas referida
ATFC; reunião de assembleia geral da ATFC, datada de
na cláusula terceira infra, e a quarta contraente
(ii) Uma quota com o valor nominal catorze de Outubro de dois mil e oito, cuja acta
procede à alteração dos seus estatutos.
de cinco mil meticais, se junta ao presente contrato como anexo um,
representativa de vinte e CLÁUSULA SEGUNDA dele fazendo parte integrante para todos e
cinco por cento do capital
(Divisão da quota) quaisquer efeitos legais, a quarta Contraente
social da ATFC; e
(iii) Uma quota com o valor nominal Pelo presente contrato, o primeiro contraente procede à alteração integral dos estatutos da
de cinco mil meticais, divide a quota, melhor identificada no AFTC, que se justifica pela pluralidade de sócios
representativa de vinte e considerando A) supra, em três novas quotas: constituída em resultado da divisão e cessão de
cinco por cento do capital quotas objecto do presente contrato. Assim, os
(i) Uma quota com o valor nominal
social da ATFC. estatutos da ATFC passarão a ter a seguinte
de dez mil meticais,
C) O primeiro contraente pretende, após a representativa de cinquenta redacção:
divisão da sua quota, nos termos por cento do capital social da
supra referidos, CAPÍTULO I
ATFC;
(i) Manter na sua titularidade a quota (ii) Uma quota com o valor nominal Da denominação, sede, duração
com o valor nominal de dez de cinco mil meticais, e objecto
mil meticais, representativa representativa de vinte e ARTIGO PRIMEIRO
de cinquenta por cento do cinco por cento do capital (Denominação)
capital social da ATFC; social da ATFC;
(ii) Ceder a quota com o valor (iii) Uma quota com o valor nominal A sociedade adopta a denominação ATFC
nominal de cinco mil (Mozambique) Madeiras e Agricultura, Limitada
de cinco mil meticais,
meticais, representativa de e reger-se-á pelos presentes estatutos e pela
representativa de vinte e
vinte e cinco por cento do legislação aplicável.
cinco por cento do capital
capital social da ATFC, a
social da ATFC.
favor da segunda contraente; ARTIGO SEGUNDO
e CLÁUSULA TERCEIRA (Sede, estabelecimentos
(iii) Ceder a quota com o valor e representações)
nominal de cinco mil (Cessão de quotas)
meticais, representativa de Um) A sociedade tem a sua sede social na
Um) Pelo presente contrato, o primeiro
vinte e cinco por cento do Avenida Kim Il Sung, número novecentos e
contraente, após a divisão da quota referida na
capital social da ATFC, a sessenta e um, em Maputo.
cláusula anterior, cede:
favor da terceira contraente.
Dois) Mediante decisão da administração, a
D) A segunda Contraente pretende, após a) A quota com o valor nominal de cinco mil
sociedade poderá transferir a sua sede para
a divisão da quota referida no meticais, representativa de vinte e cinco por cento
considerando B) supra, adquirir a qualquer parte do território nacional, bem como
do capital social da ATFC, à Chá de Magoma; e
quota com o valor nominal de cinco criar, transferir ou encerrar sucursais, agências,
mil meticais, representativa de vinte b) A quota com o valor nominal de cinco mil delegações ou quaisquer outras formas de
e cinco por cento do capital social meticais, representativa de vinte e cinco por cento representação da sociedade, em qualquer parte
da ATFC, à primeira contraente; do capital social da ATFC, à Chá Zambézia. do território nacional ou no estrangeiro.
12 DE JANEIRO DE 2009 12 – (27)

ARTIGO TERCEIRO ARTIGO SÉTIMO ARTIGO NONO


(Duração) (Transmissão de quotas) (Amortização de quotas)
A sociedade é constituída por tempo Um) A transmissão, total ou parcial, de quotas Um) A sociedade poderá, mediante prévia
indeterminado. entre os sócios é livre. deliberação da assembleia geral, amortizar as
Dois) A transmissão, total ou parcial, de quotas dos sócios, verificando-se qualquer das
ARTIGO QUARTO quotas a favor de terceiros depende sempre do seguintes situações:
(Objecto) consentimento da sociedade, expresso por a) Por acordo com o respectivo titular;
deliberação tomada em assembleia geral, bem b) Quando, por decisão transitada em
Um) A sociedade tem por principal objecto o como se encontra sujeita ao exercício do direito
desenvolvimento e plantação de madeiras, a julgado, o respectivo titular for
de preferência da sociedade, a ser exercido nos declarado falido ou insolvente ou for
colheita, o fabrico e a exportação de toros e termos da lei, e, caso esta não o exerça, dos
produtos de madeira serrados, a importação de condenado pela prática de qualquer
demais sócios, na proporção das respectivas crime;
colheitas especializadas de madeiras e de quotas.
equipamentos de fabrico, o desenvolvimento de c) Quanto a quota for arrestada,
Três) O sócio que pretenda transmitir, total penhorada, arrolada ou, em
projectos agrícolas e de criação, de instalações ou parcialmente, a sua quota a terceiros, deverá
de transformação de produtos alimentares e o geral, apreendida judicial ou
notificar a administração da sociedade, por administrativamente;
desenvolvimento de plantações de bio escrito e com aviso de recepção, por fax ou e-
combustível e de instalações de produção, tudo d) Quando o respectivo titular a transmita
mail, de tal pretensão, identificando os termos e sem observar as formalidades
com vista à exportação do produto final. condições em que se propõe efectuar a
Dois) A sociedade poderá, no exercício da previstas nos presentes estatutos;
transmissão, designadamente, o preço acordado e) Quanto o respectivo titular a dê em
sua actividade, participar no capital social de e respectivas condições de pagamento, bem como
outras sociedades existentes ou a constituir, ainda garantia ou caução de qualquer
a identificação do adquirente. obrigação, sem o prévio
que de objecto social diferente, bem como Quatro) Uma vez notificada da pretensão de
associar-se a terceiras entidades, sob quaisquer consentimento da sociedade,
transmissão de quota, a administração da expresso por deliberação da
formas permitidas por lei, para, nomeadamente, sociedade deverá, no prazo de cinco dias úteis,
formar novas sociedades, consórcios e/ou assembleia geral;
contados da data de recepção da notificação, f) Quando o respectivo titular tenha,
associações em participação. notificar todos os demais sócios, por escrito e comprovadamente, praticado
com aviso de recepção, por fax ou e-mail, para o qualquer acto desleal ou gravemente
CAPÍTULO II
exercício dos respectivos direitos de preferência, perturbador ao funcionamento da
Do capital social, quotas e meios a serem exercidos na reunião de assembleia geral
de financiamento sociedade, do qual resultem ou
a que se refere o número seguinte ou, possam resultar prejuízos
ARTIGO QUINTO alternativamente, por meio de carta enviada à significativos para a sociedade, sem
(Capital social) administração da sociedade, até à data da prejuízo do dever do mesmo de
realização da referida reunião de assembleia geral. indemnizar a sociedade pelos
O capital social, integralmente subscrito e Cinco) Dentro do mesmo prazo de cinco dias
realizado em dinheiro, é de vinte mil meticais, e referidos prejuízos; e
úteis contados da data da notificação de g) Por exoneração do respectivo titular
corresponde à soma das seguintes quotas: transmissão de quota, a administração da com fundamento em qualquer
a) Uma quota com o valor nominal de dez sociedade deverá convocar uma reunião de deliberação de assembleia geral de
mil meticais, representativa de assembleia geral, a ter lugar no prazo máximo transferência da sede da sociedade
cinquenta por cento do capital social de quarenta e cinco dias, para efeitos de deliberar para o exterior do território nacional
da sociedade, pertencente ao sócio sobre o consentimento e o exercício do direito ou de aumento do capital social, a
Jonathan Colvile; de preferência da sociedade, relativamente à ser, total ou parcialmente, subscrito
b) Uma quota com o valor nominal de transmissão de quota de que haja sido notificada, por terceiros.
cinco mil meticais, representativa de entendendo-se que a sociedade consente na
transmissão se não se pronunciar nesse prazo. Dois) A amortização de quota poderá, de
vinte e cinco por cento do capital acordo com o que for deliberado em assembleia
social da sociedade, pertencente à Seis) Se a sociedade recusar o consentimento,
a respectiva comunicação dirigida ao sócio que geral, resultar na extinção da quota e consequente
sócia Chá de Magoma, S.A.; redução do capital social ou, alternativamente,
pretende transmitir incluirá uma proposta de
c) Uma quota com o valor nominal de na sua redistribuição pelos demais sócios, na
amortização ou de aquisição da quota.
cinco mil meticais, representativa de proporção das quotas tituladas por estes últimos,
Sete) Consentida a transmissão de quota, por
vinte e cinco por cento do capital sem afectar o capital social.
parte da sociedade, e não sendo exercido o seu
social da sociedade, pertencente à Três) Caso a amortização de quota resulte na
direito de preferência, serão atendidos os direitos
sócia Chá Zambézia, Limitada. sua redistribuição pelos demais sócios, estes
de preferência exercidos pelos demais sócios.
últimos obrigam-se a entregar à sociedade o
ARTIGO SEXTO Oito) O exercício do direito de preferência,
valor da quota parte que lhes couber, a ser
em relação à transmissão de quotas, deverá ser
(Aumento do capital social) apurado por meio da avaliação a que se refere o
incondicional, devendo-se considerar sem efeito,
número cinco do presente artigo, no prazo que
Um) Mediante deliberação da assembleia qualquer direito de preferência sujeito a qualquer
for deliberado na assembleia geral que delibere
geral, o capital social poderá ser aumentado uma condição. sobre a amortização, o qual não poderá ser
ou mais vezes, mediante novas entradas, por inferior a seis meses nem superior a dezoito
ARTIGO OITAVO
incorporação de reservas ou por qualquer outra meses.
modalidade ou forma permitida por lei. (Oneração de quotas)
Quatro) Em caso algum poderá, por força da
Dois) Em qualquer aumento do capital social, As quotas não poderão ser, total ou amortização de quota, a situação líquida da
os sócios gozam de direito de preferência, na parcialmente, oneradas, sem prévia autorização sociedade tornar-se inferior à soma do capital
proporção das respectivas quotas. da sociedade. social e da reserva legal.
12 – (28) III SÉRIE — NÚMERO 1

Cinco) Deliberada a amortização de quota, o Sete) A assembleia geral poderá deliberar, n)A fusão, cisão e transformação da
respectivo titular terá direito a receber, da em primeira convocação, sempre que se encontre sociedade;
sociedade, uma contrapartida correspondente ao presente ou representado mais do que setenta e o)A dissolução da sociedade, assim como
valor da quota, apurado por meio de avaliação a cinco por cento do capital social e, em segunda a aprovação das contas finais de
ser efectuada por auditor independente, e a ser convocação, seja qual for a percentagem de liquidação;
liquidada por meio de três prestações iguais, a capital social presente ou representada. p) Estender a actividade da sociedade a
vencerem-se no prazo de seis meses, doze meses Oito) As reuniões de assembleia geral serão outras áreas distintas do seu objecto
e dezoito meses, respectivamente, contados a presididas pelo presidente do conselho de principal, assim como, sempre que
partir da data em que o valor da contrapartida administração, caso o haja, e não havendo quem o julgue necessário, reduzir as áreas
tenha sido fixado. assuma tal cargo, por qualquer administrador da de actividade da sociedade;
sociedade, sem prejuízo de, na ausência ou q) Estabelecer e modificar a estrutura
ARTIGO DÉCIMO impossibilidade destes, poderem ser presididas organizativa da sociedade, em tudo
(Suprimentos) por qualquer dos sócios. quanto não contrarie a lei ou os
presentes estatutos;
Os sócios poderão realizar suprimentos, nos ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO r) A aquisição, alienação, locação e
termos e condições a serem deliberados pelo
(Deliberações da assembleia geral) oneração de bens imóveis, assim
conselho de administração.
como de bens móveis de valor
Um) Dependem de deliberação de assembleia
CAPÍTULO III superior a duzentos e cinquenta mil
geral, além das que resultem de lei ou dos demais
dólares americanos ou ao seu
Dos órgãos sociais artigos dos presentes estatutos, as seguintes:
contravalor em qualquer outra
SECÇÃO I a)A nomeação e destituição dos moeda;
Da assembleia geral administradores da sociedade; s) Contrair empréstimos ou outras formas
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO b) A instituição e supressão do conselho de financiamento, bem como prestar
fiscal, a nomeação e destituição dos quaisquer espécies de garantias,
(Assembleia geral) respectivos membros, bem como, em pessoais ou reais;
Um) Competem à assembleia geral todos os alternativa, a atribuição da t) Contrair obrigações de valor superior a
poderes que lhe são atribuídos por lei e pelos fiscalização da sociedade a um fiscal duzentos e cinquenta mil dólares
presentes estatutos. único; americanos ou ao seu contravalor em
Dois) As assembleias gerais são convocadas c) A aprovação do balanço, das contas e qualquer outra moeda.
por qualquer dos administradores, por meio de do relatório da administração
Dois) As deliberações de assembleia geral
carta dirigida aos sócios, com aviso de recepção referentes a cada exercício social;
são tomadas por maioria dos votos emitidos.
que poderá ser enviado por e-mail ou fax, e d) A aprovação do relatório e parecer do
Três) Na contagem dos votos, não serão tidas
expedida com uma antecedência mínima de conselho fiscal ou do fiscal único,
em consideração as abstenções.
quinze dias. quando os haja;
e) A aplicação de resultados de cada ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
Três) A assembleia geral ordinária reúne-se exercício social;
até ao dia trinta e um de Março de cada ano, para (Actas das assembleias gerais)
f) A distribuição de lucros ou dividendos;
deliberar sobre o balanço, contas e o relatório da g) O consentimento da sociedade, assim Um) Das reuniões de assembleia geral deverá
administração referentes ao exercício anterior, a como o exercício do respectivo ser lavrada acta no livro de actas da assembleia
aplicação dos resultados da sociedade e, sempre direito de preferência, em relação à geral, em folhas soltas, organizadas em
que necessário, a nomeação dos órgãos sociais transmissão de quotas; conformidade com a lei, ou em documento
da sociedade. h) A amortização de quotas, assim como notarial avulso.
Quatro) Os sócios poder-se-ão fazer os termos e condições em que a Dois) As actas de assembleia geral devem
representar nas assembleias gerais por qualquer mesma se deva processar; conter:
pessoa por si designada, mediante comunicação i) A aquisição de quotas próprias, a título a) O local, dia, hora e a ordem de trabalhos
escrita dirigida à administração da sociedade. oneroso; da reunião;
Cinco) Serão válidas as deliberações tomadas j)A exigência e restituição de prestações b)A identificação de quem tenha presidido
em assembleia geral, sobre quaisquer matérias, suplementares; à reunião, bem como de quem a tenha
ainda que não constem da respectiva ordem de k)A constituição de reservas secretariado (se aplicável);
trabalhos ou não tenham sido precedidas de extraordinárias, além da reserva c)A referência aos documentos e
convocatória, caso todos os sócios se encontrem legal; relatórios submetidos à assembleia
presentes ou devidamente representados e geral;
l) Criar associações entre a sociedade e
d) O teor das propostas submetidas a
concordem deliberar sobre tais matérias. terceiras entidades, sob quaisquer
votação e o resultado das respectivas
Seis) Serão, de igual modo, válidas as formas permitidas por lei, assim
votações, incluindo o teor das
deliberações tomadas pelos sócios, sem recurso como adquirir e transmitir
deliberações tomadas;
a reunião de assembleia geral, desde que todos participações em outras sociedades e)A menção do sentido de voto de algum
os sócios declarem por escrito o sentido de voto, existentes ou a constituir; sócio que assim o requeira; e
em documento que inclua a proposta de m) A alteração dos estatutos da sociedade, f)As assinaturas de todos os sócios
deliberação, devidamente datado, assinado pelo incluindo os aumentos, reduções ou presentes, dos representantes dos
sócio ou seu representante legal e endereçado à reintegrações do capital social, sem sócios que se tenham feito
administração da sociedade, devendo-se prejuízo das alterações que por força representar, de quem tenha
considerar a deliberação tomada na data em que da lei e dos presentes estatutos conduzido e secretariado a reunião
a administração receba a última das referidas dependam de simples decisão da e, no caso de se tratar de acta notarial
declarações escritas de voto. administração da sociedade; avulsa, a assinatura do notário ou
12 DE JANEIRO DE 2009 12 – (29)

ajudante de notário que tenha estado geral quaisquer projectos de fusão, documento avulso, devendo, em ambos os casos,
presente. cisão e transformação da sociedade; ser assinada por todos os administradores
e) Executar e fazer cumprir as deliberações presentes.
SECÇÃO II da assembleia geral;
Administração f) Transferir a sede da sociedade para ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO
ARTIGO DÉCIMO QUARTO qualquer parte do território nacional; (Vinculação da sociedade)
g) Criar, transferir ou encerrar sucursais,
(Composição) A sociedade obriga-se por uma das
agências, delegações ou quaisquer
seguintes formas:
Um) A sociedade é administrada por um outras formas de representação da
conselho de administração, cujos membros, sociedade em qualquer parte do a) Pela assinatura conjunta de um
eleitos pela assembleia geral, são divididos em território nacional; administrador do grupo A e de um
dois grupos, designados por grupo A e grupo B. h) Gerir a estrutura organizativa da administrador do grupo B;
Dois) Os administradores são eleitos por um sociedade, em tudo quanto não b) Pela assinatura de um administrador
período de quatro anos, sendo permitida a sua contrarie a lei, os presentes estatutos delegado, no âmbito dos poderes
reeleição, e serão ou não remunerados conforme ou as deliberações da assembleia que lhe foram delegados;
for deliberado em assembleia geral. geral; c) Pela assinatura de um administrador e
Três) Caso uma pessoa colectiva seja i) Gerir as participações sociais detidas de um mandatário, no âmbito dos
nomeada administradora da sociedade, aquela pela sociedade em sociedades respectivos poderes;
deverá comunicar à sociedade, por meio de carta existentes ou a constituir, não d) Pela assinatura de um ou mais
dirigida à administração no prazo máximo de contrariando eventuais deliberações mandatários, no âmbito dos poderes
cinco dias contados da data da nomeação, a sociais tomadas em assembleia que lhe(s) foram conferidos.
identidade da pessoa singular que irá representá- geral;
SECÇÃO III
la. j) Adquirir quotas próprias, a título
Quatro) A pessoa singular indicada pela Da fiscalização
gratuito;
pessoa colectiva nomeada administradora poderá, ARTIGO DÉCIMO OITAVO
k) Sempre que necessário, delegar poderes
a qualquer momento, ser substituída por aquela em quaisquer dos seus membros; e (Fiscalização)
pessoa colectiva, por meio de carta dirigida à Não será obrigatória a fiscalização da
administração da sociedade. l) Constituir mandatários da sociedade e
sociedade, salvo nos casos em que a lei assim o
Cinco) A pessoa colectiva nomeada definir os limites dos seus poderes.
exija ou se os sócios, reunidos em assembleia
administradora será solidariamente responsável Dois) O conselho de administração poderá geral, deliberarem instituir um conselho fiscal
por todos os actos e omissões da pessoa singular delegar parte dos seus poderes e competências, ou confiarem a fiscalização da sociedade a um
que for por si indicada. incluindo a gestão corrente da sociedade, em um fiscal único.
Seis) Faltando temporária ou definitivamente ou mais administradores.
todos os administradores, os sócios podem Três) A deliberação por força da qual sejam CAPÍTULO IV
praticar os actos de carácter urgente que não delegados poderes aos administradores deverá Das disposições finais
possam esperar pela eleição de novos estabelecer os limites da respectiva delegação. ARTIGO DÉCIMO NONO
administradores ou pela cessação da sua falta.
Quatro) O conselho de administração, bem (Exercício social)
Sete) Os administradores da sociedade podem,
como os administradores delegados, poderão,
a qualquer momento, ser destituídos, com ou Um) O exercício social coincidirá com o ano
no âmbito das respectivas competências,
sem justa causa, mediante deliberação de civil.
constituir mandatários para a prática de
assembleia geral.
determinados actos ou categoria de actos, nos Dois) O balanço, a demonstração de
Oito) O administrador que seja destituído sem
termos dos limites dos respectivos mandatos. resultados e todos os demais documentos de
justa causa, terá direito a ser indemnizado em
prestação de contas referentes a cada exercício
valor correspondente a três meses de ARTIGO DÉCIMO SEXTO social, fechar-se-ão com referência a trinta e um
remuneração.
(Funcionamento do conselho de de Dezembro de cada ano e serão submetidos à
ARTIGO DÉCIMO QUINTO administração ) apreciação da assembleia geral até trinta e um de
Março do ano imediatamente seguinte.
(Competências) Um) Sempre que a administração da
sociedade seja constituída sob a forma de ARTIGO VIGÉSIMO
Um) Compete à administração representar a
conselho de administração, para que este possa
sociedade em juízo e fora dele, activa e (Aplicação de resultados)
passivamente, bem como praticar todos os actos deliberar validamente, é necessário que, pelo
menos, a maioria dos seus membros se Os lucros que resultarem do balanço anual
tendentes à realização do objecto social e, em
especimal: encontrem presentes ou devidamente de cada exercício terão a seguinte aplicação:
representados. a) Vinte por cento serão destinados à
a) Orientar e gerir todos os negócios da
Dois) Os membros do conselho de constituição ou reintegração da
sociedade, praticando todos os actos,
directa ou indirectamente, administração podem fazer-se representar nas reserva legal, até que esta represente
relacionados com o seu objecto reuniões por outros administradores, mediante vinte por cento do capital social;
social; comunicação escrita dirigida à sociedade. b) O remanescente terá a aplicação que
b) Convocar e conduzir as reuniões de Três) As deliberações do conselho de for deliberada em assembleia geral,
assembleia geral; administração serão tomadas com o voto incluindo a possibilidade de
c) Elaborar e apresentar em assembleia favorável da maioria dos seus membros. constituição ou reforço de quaisquer
geral ordinária o relatório de Quatro) As deliberações do conselho de outras reservas extraordinárias
administração e contas anuais; administração constarão de acta, lavrada em livro que forem julgadas convenientes
d) Elaborar e apresentar em assembleia de actas do conselho de administração ou em à prossecução do objecto social.
12 – (30) III SÉRIE — NÚMERO 1

ARTIGO VIGÉSIMO PRIMEIRO ARTIGO SEGUNDO realizado, salvo quanto à percentagem


(Dissolução e liquidação) correspondente a cinquenta por cento do seu
Duração
valor que os sócios realizarão inteiramente.
Um) A sociedade dissolve-se mediante A duração da sociedade é por tempo Três) Nos casos de aumento de capital, em
deliberação da assembleia geral, bem como nos indeterminado, contando-se o seu começo a partir vez de rateio estabelecido no número anterior,
demais casos previstos por lei. da data da sua constituição. pode a sociedade deliberar, nos termos do
Dois) A assembleia geral que deliberar sobre número um, em assembleia geral, a constituição
a dissolução deliberará sobre a nomeação dos ARTIGO TERCEIRO de novas quotas até ao limite do aumento do
Objecto social capital, gozando os sócios existentes do direito
liquidatários, caso estes não devam corresponder
de preferência na sua aquisição e só depois
aos membros que integram a administração. Um) A sociedade tem por objecto: admitindo novos sócios, a quem são atribuídas
Para os devidos efeitos, o presente contrato, a) A produção, comercialização e as respectivas quotas.
uma vez assinado pelos contraentes na presença industrialização nas áreas da
de notário, com as respectivas assinaturas ARTIGO SEXTO
agricultura, pecuária, aquacultura e
reconhecidas presencialmente e na qualidade, será pesca; Prestações suplementares
submetido à Conservatória de Registo das b) O processamento de alimentos; Não há prestações suplementares de capital.
Entidades Legais, com vista a proceder-se ao c) O exercício de actividades de importação Os sócios podem fazer os suprimentos à
registo da divisão e cessão de quotas e alteração e exportação; sociedade nas condições fixadas pela assembleia
dos estatutos objecto do mesmo e respectiva d) O exercício da actividade comercial em geral.
publicação oficiosa em Boletim da República. geral.
ARTIGO SÉTIMO
Está conforme. Dois) A sociedade pode participar no capital
de outras empresas e nelas adquirir interesses e Divisão e cessão de quotas
Mapuro, doze de Dezembro de dois mil e
oito. — O Técnico, Ilegível. exercer actividades comerciais conexas, Um) É livre a divisão ou cessão de quotas
complementares ou subsidiárias da actividade entre os sócios, mas depende da autorização
principal e outras desde que devidamente prévia da sociedade, dada através da deliberação
autorizadas por entidade competente e conforme da assembleia geral, quando essa divisão ou
for deliberado pela assembleia geral. cessão sejam feitas a favor de pessoas estranhas
CJC & Filhos, Limitada à sociedade.
CAPÍTULO II Dois) Na divisão ou cessão de quotas a favor
Do capital social, quotas, aumento de pessoas estranhas à sociedade, gozam de
Certifico, para efeitos de publicação, que por
e redução do capital social preferência na sua aquisição, os sócios e a
escritura pública de nove Dezembro de dois mil sociedade, por esta ordem.
e oito, lavrada de folhas cento e sessenta e sete a ARTIGO QUARTO Três) No caso de nem os sócios nem a
folhas cento e oitenta e uma do livro de notas Capital social sociedade pretenderem usar do direito de
para escrituras diversas número duzentos e preferência nos trinta dias após a colocação da
O capital social, integralmente subscrito
quarenta e nove traço A do Quarto Cartório quota à sua disposição, pode o sócio cedente
e realizado em dinheiro, é de vinte mil meticais,
cedê-la a quem entender, nas condições em que
Notarial de Maputo, perante Germano Ricardo corresponde à soma de quatro quotas desiguais:
a oferece aos sócios e à sociedade.
Macamo, licenciado em Direito, técnico superior sendo uma de doze mil meticais, pertencente ao
dos registos e notariado N1, e notário em sócio Albino Cuna Júnior, equivalente a sessenta CAPÍTULO III
exercício no Quarto Cartório Notarial de Maputo, por cento do capital social, uma de três mil
Dos órgãos sociais
meticais, pertencente a sócia Celeste Eduardo
foi constituída entre Albino Cuna Júnior, Celeste ARTIGO OITAVO
Utimane, equivalente a quinze por cento do
Eduardo Utimane, Enildo Eduardo Cuna e SECÇÃO I
capital social, uma de dois mil e quinhentos
Evaldo Eduardo Cuna uma sociedade por quotas meticais, pertencente ao sócio Enildo Eduardo Da assembleia geral
de responsabilidade limitada denominada LBH Cuna, equivalente a doze vírgula cinco por cento Um) A assembleia geral é o órgão supremo
Mozambique, Limitada, com sede no Bairro do capital social e uma de dois mil e quinhentos da sociedade e as suas deliberações, quando
Habel Jafar, célula B, quarteirão oito, casa trinta meticais, pertencente ao sócio Evaldo Eduardo legalmente tomadas, são obrigatórias, tanto para
oito A, Marracuene em Maputo, que se regerá Cuna, equivalente a doze vírgula cinco por cento a sociedade como para os sócios.
pelas cláusulas constantes dos artigos seguintes: do capital social. Dois) As reuniões da assembleia geral
realizam-se de preferência na sede da sociedade
ARTIGO QUINTO e a sua convocação é feita por um dos seus
CAPÍTULO I
Aumento e redução do capital administradores, por meio de carta registada,
Da denominação, duração, sede
com aviso de recepção ou por fax com
e objecto Um) O capital social da sociedade pode ser antecedência de vinte e um dias, devendo a
ARTIGO PRIMEIRO aumentado ou reduzido mediante deliberação convocatória conter sempre a ordem de trabalhos
da assembleia geral, alterando-se em qualquer e quando for o caso, ser acompanhada dos
Denominação e sede
dos casos o pacto social para o que se observarão documentos necessários à tomada de
A sociedade adopta a denominação de CJC as formalidades estabelecidas por lei. deliberações.
& Filhos, Limitada, e tem a sua sede na Bairro Dois) Deliberada qualquer variação do capital Três) As assembleias gerais extraordinárias
Habel Jafar, célula B, quarteirão oito, casa trinta social, o montante do aumento ou diminuição é são convocadas com sete dias de antecedência
rateado pelos sócios existentes, na proporção pelo conselho de administração ou quando
e oito A, Marracuene, Maputo, podendo abrir
das suas quotas, competindo à assembleia geral requerida por sócios que representem vinte por
delegações ou quaisquer outras formas de
deliberar, no caso de aumento, como e em que cento do capital social, devendo a notificação
representação no país ou fora dele e rege-se pelo prazo deve ser feito o seu pagamento quando o conter o assunto sobre o qual a assembleia geral
presente estatuto e demais legislação aplicável. respectivo capital não seja logo inteiramente irá deliberar.
12 DE JANEIRO DE 2009 12 – (31)

Quatro) Exceptuam-se as deliberações que quórum não estiver presente, a reunião deve ficar ARTIGO DÉCIMO QUARTO
importem modificações de pacto social e adiada para o décimo quarto dia seguinte de Quórum
dissolução da sociedade, cuja reunião é calendário no caso de assembleia geral ordinária
previamente convocada nos termos do número e para o sétimo dia útil imediatamente seguinte Um) As reuniões do conselho de
dois do presente artigo. no caso de uma assembleia geral extraordinária, administração consideram-se regularmente
Cinco) As reuniões da assembleia geral são a mesma hora e local e com o número dos sócios constituídas quando estejam presentes ou
conduzidas pelo seu presidente e secretário, a presentes ou representados. devidamente representados a totalidade dos
serem eleitos pela assembleia geral. Três) As deliberações da assembleia geral administradores.
Seis) A assembleia geral reúne-se são tomadas por maioria simples dos votos Dois) Não se mostrando regularmente
ordinariamente, uma vez em cada ano, para presentes ou representados, excepto nos casos constituída a reunião do conselho de
apreciação do balanço e contas do exercício e, seguintes e nos demais previstos na lei e, para administração, nos termos do número anterior,
extraordinariamente, sempre que for necessário, os quais se exige acordo dos sócios minoritários: até uma hora após à hora marcada, a hora da
para deliberar sobre quaisquer outros assuntos reunião é alterada para uma hora mais tarde ou
a) Transferência, cessão, venda, alienação adiada por quarenta e oito horas, de acordo com
para que tenha sido convocada. ou hipoteca da totalidade ou de a deliberação dos administradores presentes.
ARTIGO NONO qualquer parte substancial do Três) Se mantiver irregularmente constituída
negócio ou dos activos da sociedade; a reunião do conselho de administração na nova
Competências
b) Entrada de uma empresa subsidiária, data, os administradores presentes constituem
Para além das competências atribuídas por entrada da sociedade em alguma joint quórum válido.
lei, a assembleia geral deve: venture com qualquer outra pessoa,
fusão, cisão, reorganização, venda ARTIGO DÉCIMO QUINTO
a) Eleger e alterar os membros do conselho
ou alienação de participação social; (Competências do conselho
de administração;
c) Aumento e redução do capital social; de administração)
b) Discutir o relatório do conselho de
d) Alteração do pacto social.
administração, o relatório de contas
Um) Compete ao conselho de administração
e decidir quanto a aplicação dos SECÇÃO II representar a sociedade em juízo e fora dele,
resultados;
Do conselho de administração activa e passivamente, assim como praticar todos
c) Deliberar sobre a transferência, cessão, os demais actos tendentes à realização do objecto
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
venda, alienação ou hipoteca da social e previstos na lei e, em especial:
totalidade, novos investimentos ou Conselho de administração
de qualquer parte substancial do a) Cumprir e fazer cumprir as deliberações
Um) O conselho de administração é órgão a
negócio ou dos activos da sociedade; da assembleia geral;
quem cabe praticar todos actos tendentes à
d)Deliberar sobre a entrada de uma realização do objecto social e previstos na lei, b) Propor, prosseguir, confessar, desistir
empresa subsidiária, entrada da possuindo para tal os mais amplos poderes de ou transigir em quaisquer acções em
sociedade em alguma joint venture administração, gestão e representação. que a sociedade seja parte;
com qualquer outra pessoa, fusão, Dois) O conselho de administração é c) Representar a sociedade perante
cisão, reorganização, venda ou composto por três administradores, eleitos, quaisquer entidades, dentro das
alienação de participação social. trienalmente, pela assembleia geral. atribuições que lhe sejam conferidas
Três) O presidente do conselho de
por lei ou pelos presentes estatutos;
ARTIGO DÉCIMO administração é eleito, para um mandato de
Representação quatro anos , pelo conselho de administração d) Submeter a deliberação dos sócios a
dentre os seus membros. proposta de selecção dos auditores
Um) Os sócios que sejam pessoas colectivas, Quatro) Compete ao presidente do conselho internos e externos da sociedade;
far-se-ão representar nas reuniões da assembleia de administração presidir as reuniões do e) Designar um administrador delegado
geral pelas pessoas singulares que para o efeito conselho de administração. da sociedade, bem como determinar
designarem. as respectivas funções;
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
Dois) Só os sócios podem votar com f) Deliberar sobre qualquer outro assunto
Reuniões do conselho de administração
procuração de outros, e não é válida, quanto às que, nos termos da legislação em
deliberações que importem modificação de pacto Um) O conselho de administração reúne-se, vigor, compete ao conselho de
social ou dissolução da sociedade, a procuração pelo menos, uma vez por trimestre ou com a administração; e
que não contenha poderes especiais quanto ao frequência que considere adequada para eficiência
g) Constituir mandatários da sociedade,
do negócio.
objecto da mesma deliberação. bem como definir os termos e limites
Dois) As reuniões do conselho de
administração são convocadas com quinze dias do mandato.
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
de antecedência, devendo a notificação conter a Dois) Aos administradores é vedado
Quórum agenda da reunião. responsabilizar a sociedade em quaisquer
Um) A assembleia geral considera-se Três) O prazo de aviso prévio estipulado no contratos, actos, documentos ou obrigações
número anterior, pode ser reduzido, desde que estranhas ao objecto social, designadamente em
regularmente constituída quando, em primeira
consentido por todos administradores.
convocação, estejam presentes ou devidamente letras de favor, fianças, abonações e actos
Quatro) Os assuntos que não constem da
representados todos sócios, em segunda semelhantes.
agenda, apenas podem ser discutidos
convocação, seja qual for o número dos sócios com o consentimento da totalidade dos Três) Os administradores respondem
presentes ou representados e independentemente administradores. pessoalmente e solidariamente para com a
do capital que representam. Cinco) As deliberações do conselho de sociedade e perante terceiros pela inexecução dos
Dois) Se até uma hora depois da hora indicada administração são aprovadas por maioria simples seus respectivos mandatos e pelas violações dos
para realização de qualquer assembleia geral o dos votos presentes ou representados. estatutos e da lei.
12 – (32) III SÉRIE — NÚMERO 1

ARTIGO DÉCIMO SEXTO Três) Dissolvendo-se por acordo, todos eles são Crossroads Southern Africa Moçambique –
(Administrador delegado) liquidatários. MCSAM, que se regerá pelas cláusulas
constantes dos artigos seguintes:
Um) A gestão corrente da sociedade é ARTIGO VIGÉSIMO PRIMEIRO
delegada num administrador delegado, a ser Morte, interdição ou inabilitação CAPÍTULO I
designado pelo conselho de administração. Da denominação, duração, natureza
Dois) As competências do administrador No caso da morte ou interdição ou inabilitação
jurídica, âmbito e objectivos
delegado são fixadas pelo conselho de de um sócio individual ou da extinção ou
dissolução de sócio pessoa colectiva, a sociedade ARTIGO PRIMEIRO
administração.
continua com os herdeiros ou sucessores de Denominação
ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO direito que podem manifestar por escrito, no prazo
É constituída uma associação denominada
Forma de obrigar a sociedade de seis meses, a intenção de se apartarem da
Associação Music Crossroads Southern Africa
sociedade, devendo, neste caso, a respectiva quota
Um) A sociedade obriga-se por uma das Moçambique, abreviadamente designada por
ser amortizada pelo valor com que figura no
seguintes formas: MCSAM.
balanço acrescida ou deduzida de eventuais
a)Pela assinatura conjunta de dois créditos ou débitos que estejam devidamente ARTIGO SEGUNDO
administradores, sendo uma do registados.
Duração
administrador delegado;
ARTIGO VIGÉSIMO SEGUNDO A duração da MCSAM é por tempo
b)Pela assinatura conjunta de qual-
-quer procurador especialmente Amortização de quotas indeterminado, contando-se o seu início a partir
constituído, nos termos e limites da data da celebração da escritura.
A sociedade pode amortizar qualquer quota
do respectivo mandato e do nos seguintes casos: ARTIGO TERCEIRO
administrador delegado
a) Por acordo; Natureza jurídica
Dois) Os actos de mero expediente podem b) Por insolvência, falência, extinção ou
ser assinados pelos administradores ou por A MCSAM é uma pessoa colectiva de direito
dissolução de um sócio ou pessoa
qualquer empregado por eles expressamente privado, sem fins lucrativos, dotada de
colectiva;
autorizado. personalidade jurídica, autonomia
c) Se a quota for penhorada, dada em
administrativa, financeira e patrimonial, com sede
penhor sem consentimento da
CAPÍTULO IV em Maputo cidade, na Avenida Emília Dausse,
sociedade, arrestada ou por qualquer
Das disposições gerais número mil trezentos e vinte e seis.
forma apreendida judicial ou
ARTIGO DÉCIMO OITAVO administrativamente. ARTIGO QUARTO
Balanço e prestação de contas
ARTIGO VIGÉSIMO TERCEIRO Objectivos
Um) O exercício social coincide com o ano Litígios Um) MCSAM tem como objectivos:
civil.
Surgindo litígios ou divergências entre a a) Melhorar o nível de profissionalismo
Dois) O balanço e a conta de resultados
sociedade e um ou mais sócios, não podem estes dos jovens músicos, cujas
fecham a trinta e um de Dezembro de cada ano,
recorrer à instância judicial sem que previamente oportunidades de aprendizagem são
e carece de aprovação da assembleia geral, a
o assunto tenha sido submetido à apreciação da reduzidas e funcionar como uma
realizar-se até ao dia trinta e um de Março do
assembleia geral e posteriormente à mediação, plataforma de descoberta e
ano seguinte.
conciliação ou arbitragem. lançamento de jovens talentos;
ARTIGO DÉCIMO NONO Único. Igual procedimento é adoptado antes b) Motivar os jovens para a preservação
Resultados e sua aplicação de qualquer sócio requerer a liquidação judicial. da sua identidade nas suas criações
artísticas;
Um) Dos lucros apurados em cada exercício ARTIGO VIGÉSIMO QUARTO
c) Criar arenas para os jovens se
deduz-se, em primeiro lugar, a percentagem legal Casos omissos expressarem através das artes
estabelecida para a constituição do fundo de
Em todo o omisso valem as leis aplicáveis e cénicas;
reserva legal, enquanto não se encontrar realizada
nos termos da lei, ou sempre que for necessário em vigor na República de Moçambique. d) Promover festivais juvenis de música a
reintegrá-la. Está conforme. nível nacional e internacional;
Dois) A parte restante dos lucros é distribuída Maputo, dezanove de Dezembro de dois mil e) Promover cursos de formação artística,
pelos sócios, conforme deliberação da assembleia e oito. — O Ajudante, Ilegível. workshops, seminários, debates e
geral, podendo distribuir uma percentagem não outros da mesma espécie;
superior a setenta por cento dos lucros, f)Promover intercâmbios com
proporcionalmente às suas respectivas quotas. organizações ou indivíduos a nível
nacional ou internacional;
ARTIGO VIGÉSIMO Associação Music Crossroads
g)Editar publicações, fonogramas
Dissolução e liquidação da sociedade Southern Africa Moçambique –
videogramas de carácter didáctico e
MCSAM
Um) A sociedade dissolve-se nos termos não só;
fixados na lei. Certifico, para efeitos de publicação, que no h)Criar centros de recursos para
Dois) Declarada a dissolução da sociedade, dia dezassete de Dezembro de dois mil e oito, foi preservação e promoção da cultura
proceder-se-á a sua liquidação, usando os matriculada na Conservatória do Registo moçambicana;
liquidatários, nomeados pela assembleia geral, Comercial de Maputo sob NUEL 100083221 i) Promover a educação cívica e moral dos
dos mais amplos poderes para o efeito. uma sociedade denominada Associação Music jovens.
12 DE JANEIRO DE 2009 12 – (33)

Dois) A MCSAM para melhor alcançar os Dois) As deliberações da Assembleia Geral, ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
seus fins, poderá filiar-se em federações, uniões são tomadas em conformidade com a lei e com Competências do presidente da Mesa
ou quaisquer outras organizações nacionais ou os presentes estatutos, são obrigatórias para da Assembleia Geral
internacionais. todos os membros.
Compete ao presidente da Mesa da
ARTIGO QUINTO ARTIGO DÉCIMO Assembleia Geral:
Limitações e competências Competências da Assembleia Geral a) Convocar a assembleia geral por sua
iniciativa ou a pedido do Conselho
A MCSAM deverá apenas assumir as Compete à Assembleia Geral:
de Administração ou pelo menos dez
funções de representação em defesa dos a)Eleger e exonerar os membros da membros fundadores e/ou efectivos;
interesses dos seus associados. Assembleia Geral, do Conselho de
b) Empossar os membros dos órgãos
Administração e do Conselho Fiscal;
ARTIGO SEXTO sociais; e
b)Aprovar o programa geral de actividades
Âmbito territorial c) Assinar as actas das sessões da
da MCSAM;
Assembleia Geral.
A MCSAM é uma associação de âmbito c) Apreciar e votar o relatório, balanço e
nacional, podendo, por deliberação da contas; ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
Assembleia Geral estabelecer delegações e
d)Deliberar sobre a aplicação dos Conselho de Administração
quaisquer outras formas de representação social
onde e quando o julgar conveniente. resultados líquidos do exercício Um) O Conselho de Administração é eleito
económico findo na prossecução do pela Assembleia Geral por um período de quatro
CAPÍTULO II fim e objectivos da MCSAM; anos sob proposta da Mesa de Assembleia, ou
Das categorias de membros e) Aprovar o programa e orçamentos; apresentada por pelo menos sete membros
f) Definir o valor da jóia e quotas a pagar fundadores e/ou efectivos.
ARTIGO SÉTIMO
pelos membros; Dois) O Conselho de Administração é
Um) A MCSAM integra três categorias de
g)Deliberar sobre os recursos de composto por um presidente, um vice-presidente
membros:
decisões tomadas pelo Conselho de que substitui o presidente na sua ausência ou
a) Membros fundadores; Administração; impedimento, e por um tesoureiro.
b) Membros efectivos; e
h) Decidir sobre remunerações a atribuir Três) As decisões do Conselho de
c) Membros honorários.
aos membros dos órgãos sociais; Administração são tomadas por maioria simples
Dois) São membros fundadores todas as dos votos presentes ou representados, cabendo
i)Alterar os estatutos e aprovar o
pessoas singulares ou colectivas nacionais ou a cada membro um único voto.
regulamento interno da MCSAM, e
estrangeiras, que tenham subscrito a escritura
demais regulamentos que entenda
da constituição da MCSAM e que tenham ARTIGO DÉCIMO QUARTO
cumulativamente, preenchido os requisitos convenientes, para cuja a deliberação
Competências do Conselho de
estabelecidos nos presentes estatutos. deverá ser aprovada por maioria
Administração
simples dos membros votantes;
Três) São membros efectivos as pessoas
j) Deliberar sobre a autorização para esta Compete ao Conselho de Administração
singulares ou colectivas nacionais ou estrangeiras,
que por acto de manifestação de vontade, demandar os administradores, por administrar e gerir a MCSAM entre duas
decidam aderir aos objectivos da MCSAM, factos praticados no exercício do assembleias gerais e decidir sobre todos os
satisfaçam os requisitos estabelecidos nos cargo; assuntos que os presentes estatutos ou a Lei não
presentes estatutos e sejam admitidos como tal. k) Deliberar sobre quaisquer questões que reservem para outros órgãos sociais em especial:
Quatro) São membros honorários as lhe sejam submetidas e que não a) Representar a MCSAM activa e
personalidades ou instituições cujo o contributo sejam da competência dos outros passivamente em juízo e fora dele;
para o desenvolvimento da MCSAM seja de tal órgãos; b) Cumprir e fazer cumprir as disposições
forma relevante que, por deliberação proposta l) Definir linhas fundamentais de actuação; legais, estatutárias e deliberações da
qualificada, lhes seja atribuída tal distinção pela
m) Deliberar sobre a cisão, fusão, Assembleia Geral;
assembleia geral.
integração, dissolução ou o futuro c) Nomear o director executivo, bem como
CAPÍTULO III da MCSAM. os demais trabalhadores, quando tal,
Dos órgãos sociais se mostre necessário contratar para
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
ARTIGO OITAVO assegurar a gestão diária da
Mesa da Assembleia Geral
Órgãos
MCSAM;
Um) A Mesa da Assembleia Geral é d) Decidir sobre os programas e projectos
São órgãos sociais da MCSAM:
constituída por um presidente, um vice- em que a MCSAM deva participar;
a) Assembleia Geral; -presidente que o substitui nas suas ausências e e) Adquirir, arrendar ou alienar mediante
b) Conselho de Administração; e impedimentos, e por um secretário. parecer do Conselho Fiscal os bens
c) Conselho Fiscal.
Dois) Os membros da Mesa da Assembleia moveis e imóveis, que se mostrem
ARTIGO NONO Geral serão eleitos mediante proposta a apresentar necessários a execução das
Assembleia Geral pelo Conselho de Administração ou por seis actividades da MCSAM, sem
membros efectivos, pelo período de quatro anos prejuízo da observância das
Um) É o órgão supremo da MCSAM e, é
não podendo ser reeleitos por mais de dois disposições pertinentes;
constituída por todos os membros em pleno gozo
dos seus direitos. mandatos consecutivos. f) Propor alteração dos presentes estatutos;
12 – (34) III SÉRIE — NÚMERO 1

g)Submeter a Assembleia Geral os ARTIGO DÉCIMO OITAVO c) Pela assinatura de um procurador


assuntos que entende por Funcionamento do Conselho Fiscal especialmente constituído nos
conveniente serem do pelouro desta; termos do respectivo mandato.
h) Praticar os demais actos necessários ao Um) O Conselho Fiscal reúne-se sempre que
for necessário para o cumprimento das suas Dois) Os actos de mero expediente poderão
bom funcionamento da MCSAM e
atribuições e pelo menos duas vezes por ano. ser assinados pelo director executivo da
com vista a prossecução dos seus
Dois) O Conselho Fiscal reúne mediante a MCSAM ou por um empregado qualificado e
objectivos;
convocação pelo seu presidente ou por iniciativa autorizado para o efeito.
i) Decidir sobre os casos de admissão de
membros submetidos pelo Director de dois dos seus membros ou a pedido do
ARTIGO VIGÉSIMO PRIMEIRO
Executivo; e Conselho de Administração.
Três) O Regulamento Interno estipulará as Exercício financeiro
j)Elaborar proposta de regulamento interno
a ser apreciado pela Assembleia demais normas necessárias ao bom O exercício financeiro da MCSAM encerra a
Geral. funcionamento e eficiência do Conselho Fiscal. trinta e um de Dezembro de cada ano.

ARTIGO DÉCIMO QUINTO ARTIGO DÉCIMO NONO ARTIGO VIGÉSIMO SEGUNDO


Funcionamento do Conselho Director executivo Extinção
de Administração
Um) O director executivo dirigirá todas as Um) A MCSAM só se extingue por
Um) O Conselho de Administração reúne actividades administrativas ligadas a gestão diária deliberação da Assembleia Geral especialmente
ordinariamente de três em três meses e, da MCSAM e será contratado por decisão do
convocada para o efeito e sua deliberação será
extraordinariamente, sempre que convocado pelo Conselho de Administração podendo ser ou não
tomada por maioria de três quartos ou nos casos
seu presidente ou a pedido dum dos seus membro da MCSAM, mas sendo para todos os
previstos na lei.
membros. efeitos considerado seu empregado.
Dois) A proposta de extinção deve ser
Dois) O Conselho de Administração é Dois) Compete ao director executivo:
submetida ao Conselho de Administração com
convocado pelo seu presidente por meio de carta, a) Criar e organizar os serviços da pelo menos seis meses de antecedência da
fax, correio electrónico ou qualquer outro meio MCSAM e contratar pessoal realização da Assembleia Geral que deliberará
idóneo para o efeito com pelo menos quinze dias administrativo necessário ao sobre a matéria.
de antecedência, podendo este prazo ser reduzido funcionamento da mesma;
por cinco dias em caso de reuniões Três) A proposta para ser válida deve ser
b) Praticar os actos de gestão corrente da subscrita por pelo menos cinquenta por cento
extraordinárias.
MCSAM, que a lei e os presentes dos membros efectivos.
Três) O regulamento interno da MCSAM Estatutos não reservam para os
definirá as demais normas para o bom Quatro) Decidida a extinção da MCSAM, a
diferentes órgãos sociais;
funcionamento do Conselho de Administração. Assembleia Geral designará uma comissão de
c) Propor ao Conselho de Administração
liquidação e a respectiva forma de liquidação,
ARTIGO DÉCIMO SEXTO a contratação de pessoal para
bem como o destino a dar ao património da
assumir cargos de Direcção
Conselho Fiscal MCSAM, que deverá ser prioritariamente a
Executiva necessários ao bom
instituições nacionais que promovam o
Um) O Conselho Fiscal constituído por três funcionamento da MCSAM, bem
desenvolvimento social.
membros eleitos pela Assembleia Geral pelo como pessoal técnico permanente;
período de quatro anos, mediante proposta da d) Assegurar a administração da ARTIGO VIGÉSIMO TERCEIRO
assembleia ou apresentada por, pelo menos, sete MCSAM; Assembleia geral constituinte
membros fundadores e/ou efectivos. e) Elaborar e apresentar ao Conselho de
A assembleia geral constituinte, para além da
Dois) O Conselho Fiscal é constituído por Administração da MCSAM os
aprovação dos estatutos procederá a eleição dos
um presidente, um secretário e um vogal. relatórios de actividades e balanços
seus órgãos sociais e designará a data e o local
anuais; e
Três) As deliberações do Conselho Fiscal da primeira sessão da Assembleia Geral, e
f) Praticar os actos que foi incumbido pela determinará a respectiva agenda de trabalho.
são tomadas por maioria simples de votos,
Assembleia Geral, Conselho de
cabendo a cada membro um voto único.
Direcção ou Fiscal. ARTIGO VIGÉSIMO QUARTO
ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO CAPÍTULO IV
Fundos
Competências do Conselho Fiscal Constituem fontes de receita da MCSAM:
Da representação da MCSAM
Compete ao Conselho Fiscal: ARTIGO VIGÉSIMO a)As contribuições mensais dos seus
a) Examinar a escrita e documentação da Representação associados;
MCSAM sempre que o julgar b) Os fundos provenientes das cobranças
Um) A MCSAM fica obrigada:
necessário; de serviços prestados a singulares
a)Pela assinatura do presidente do e/ou organizações;
b)Emitir parecer sobre o balanço financeiro
Conselho de Administração ou seu c) As dotações financeiras que forem
anual, contas do exercício e o
vice-presidente no caso de ausência feitas a favor da MCSAM vindas
orçamento do ano seguinte; e ou impedimento daquele; de seus parceiros nacionais ou
c)Emitir parecer sobre operações b)Pela assinatura de um membro do internacionais; e
financeiras ou comerciais a Conselho de Administração a quem d) As doações feitas por particulares,
desenvolver pelo Conselho de tenham sido delegados poderes para organizações e instituições nacionais
Administração nos termos do o respectivo acto pelo Conselho de e/ou estrangeiras, a favor da
regulamento interno. Administração; e MCSAM.
12 DE JANEIRO DE 2009 12 – (35)

ARTIGO VIGÉSIMO QUINTO a) O sócio Solanki Jayantkumar penhora, arresto, declaração de


Casos omissos Nagendas, subscreve com a sua falência, ou haja de ser vendida
quota-parte de cinquenta por cento judicialmente.
Os casos omissos serão resolvidos por do capital, o que corresponde a dez ARTIGO SÉTIMO
recurso a lei aplicável no Ordenamento Jurídico mil meticais; (Administração, deliberação
Moçambicano e por deliberação da Assembleia b) O sócio Jayantkumar Kantelal, e representação)
Geral. subscreve com a sua quota-parte de
Está conforme. cinquenta por cento do capital, o que Um) A sociedade fica obrigada:
corresponde a dez mil meticais. a) Pelas assinaturas de qualquer um dos
Maputo, dezoito de Dezembro de dois mil e sócios que desde já ficam nomeados
oito. — O Técnico, Ilegível. ARTIGO QUINTO administradores com dispensas de
(Suprimentos) caução, excepto em actos e
documentos estranhos aos negócios
Um) Não são exigíveis prestações sociais, designadamente, em letras
ALTIS – Total Stationery suplememtares, mas qualquer dos sócios poderá de favor, fianças, abonações e outros
Solution, Limitada fazer à sociedade os suprimentos de que ela actos semelhantes, em actos
carecer, ao juro e demais condições deliberadas e documentos que dependem
Certifico para efeitos de publicação, que em assembleia geral, suprimentos que poderão escpecialmente da deliberação da
por escritura do dia treze de Outubro de dois mil ou não ser creditados na sua conta particular. assembleia geral como a alteração
e oito, lavrada de folhas quinze a folhas dezasseis Dois) O capital social poderá ser aumentado do contrato da sociedade,
do livro de notas para escrituras diversas número utilizando os lucros provenientes dos exercícios amortização de quotas, subscrição
duzentos e cinquenta traço D do Segundo anteriores, bem como recorrendo as instituições ou alienação de capital noutras
Cartório Notarial de Maputo, a cargo de Isménia de crédito. sociedades;
Luísa Garoupa, licenciada em Ciências Jurídicas, b) Pela assinatura individualizada de
ARTIGO SEXTO
técnica superior dos registos e notariado N1 e mandatário, nos precisos termos e
notária do referido cartorio, foi constituída entre (Cessão e divisão de quotas) limites do mandato.
Solanki Jayantkumar Nagendas e Jayantkumar Um) A cessão, doação ou qualquer outra Dois) Os actos de mero expediente poderão
Kantelal uma sociedade por quotas de forma de transmissão total ou parcial de quotas ser assinados por um gerente ou empregado
responsabilidade limitada, que se regerá pelas é livre entre os sócios, mas os estranhos ficam devidamente autorizado.
cláusulas constantes dos artigos seguintes: sujeitos ao consentimento da sociedade, a qual
Três) A assembleia geral reune-se em sessão
fica reservado o direito de preferência na
ARTIGO PRIMEIRO ordinária uma vez por ano, nos três primeiros
aquisição da quota a ceder direito esse que, se
meses para apreciação ou modificação do
(Denominação) não for por ela exercido durante um período de
relatório, balanço e contas do exercício findo,
noventa dias pertecerá aos sócios inividualmente
A sociedade adopta a denominação de e só depois a estranhos. como para deliberar qualquer assunto para que
ALTIS – Total Stationery Solution, Limitada, e Dois) O sócio que pretender alinear a sua tenha sido convacada.
tem a sua sede nesta cidade de Maputo, podendo, quota informará à sociedade, com mínimo de Quatro) As assembleias serão convocadas
deliberação dos sócios em assembleia geral, abrir trinta dias de antecedência, por carta registada pelo presidente de mesa da assembleia por meio
ou execer delegações, filiais, sucursais ou outras com aviso de recepção, dando a conhecer o de carta registada com aviso de recepção, telex,
formas de representação social no país ou no projecto de venda e as respectivas condições telefax, dirigidos aos sócios, ou anúncio no jornal
estrangeiro, cuja existência se justifique contratuais. de maior circulação, com antecedencia mínima
observadas as disposições legais aplicáveis. Três) A cessão e divisão de quotas assim de quinze dias, salvo se for possível reunir a
como a sua oneração em garantia de quaisquer totalidade dos sócios sem observâncias de outras
ARTIGO SEGUNDO obrigações dos sócios, dependem do formalidades.
(Duração) consentimento da sociedade, sendo nulos Cinco) Serão validas as deliberações tomadas
quaisquer actos de tal natureza que contrariem o pelos sócios, ainda que não reunidos em
A sociedade durará por tempo inderminado, presente número. assembleia, desde que as mesmas constem de
contando o seu início a partir da data da assinatura Quatro) Por interdição, incapacidade ou morte documentos assinados por todos eles.
da presente escritura. de qualquer sócio, a sociedade continuará com Seis) A remuneração pela administraçao se a
os capazes ou sobrevivos e representantes do ela houver lugar, será fixada em assembleia geral.
ARTIGO TERCEIRO
interdito, incapaz ou herdeiro do falecido, A assembleia geral poderá delegar no todo ou
(Objecto social) devendo estes, nomear um de entre si e que a em parte os poderes que por lei lhe são
O objecto social é importação e exportação, todos represente na sociedade, enquanto a
reconhecidos em um ou mais dos membros,
respectiva quota se mantiver indivisa.
exploração, venda de todo tipo de material de estranhos ou não a sociedade, deliberando sobre
Cinco) Na impossibilidade ou urgência de tal
escritório e seus acessórios, venda a grosso e a a dispensa ou não da caução, desde que tal
nomeação em tempo útil poderá ser pedido a
retalho dos artigos constantes das classes do delegação seja conferida por instrumento
nomeação judicial de um representante cuja
alvará, podendo dedicar-se a outras actividades competência será do mesmo modo definido. bastante e dele constem os poderes delegados.
desde que os sócios concordem e que sejam Seis) A sociedade tem a faculdade de Paragrafo único. A delegação de poderes não
devidamente autorizados por lei. amortizar as quotas pelo seu valor nominal para impede a assembleia de assumir as suas
o que deve deliberar nos seguintes casos: responsabilidades sempre que o entenda
ARTIGO QUARTO
a) Por acordo com os respectivos necessário para os negócios sociais.
(Capital social)
proprietários; Sete) É expressamente proibido a qualquer
O capital social é de vinte mil meticais e está b) Por morte, extinção ou interdição de membro da assembleia geral ou sócios, bem
dividido em duas quotas iguais subscritas e qualquer sócio; como aos mandatários, obrigar a sociedade em
realizadas, da seguinte forma: c) Quando qualquer quota seja objecto de actos e contratos estranhos aos negócios sociais,
12 – (36) III SÉRIE — NÚMERO 1

nomeadamente letras de favor, fianças, Spencon International, Limitada parte de doze vírgula cinco por cento
abonações, avales ou outros actos semelhantes, do capital, o que corresponde a cinco
bem como sonegar o exercício de qualquer Certifico, para efeitos de publicação, que mil meticais.
actividade de carácter comercial ou transação por escritura do dia dezoito de Dezembro de
dois mil e oito, lavrada de folhas cento e dez a ARTIGO QUINTO
comercial que possa prejudicar os negócios
folhas cento e doze do livro de notas para (Suprimentos )
sociais.
escrituras diversas número duzentos e cinquenta Um) Não são exigíveis prestações
Oito) Sempre que tal aconteça os seus autores traço D do Segundo Cartório Notarial de Maputo, suplememtares, mas qualquer dos sócios poderá
serão pessoalmente responsabilizados pelos a cargo de Isménia Luísa Garoupa, licenciada fazer a sociedade os suprimentos de que ela
prejuizos que causarem a sociedade, em Ciências Jurídicas, técnica superior dos carecer, ao juro e demais condições deliberadas
indeminizando-o obrigatoriamente pelo dobro do registos e notariado N1 e notária do referido em assembleia geral, que poderão ou não ser
valor em causa, para além do procedimento cartório, foi constituída entre Spencon creditados na sua conta particular.
judicial que couber, cujo impulso caberá a International, Limited, Jitendra Chhotabhai Patel Dois) O capital social poderá ser aumentado
assembleia geral. e Ramchander Reddy Gollapalli Narayan uma utilizando os lucros provenientes dos exercícios
sociedade por quotas de responsabilidade anteriores, bem como recorrendo as instituições
Nove) Compete ao administrador representar de crédito.
limitada, que se regerá pelas cláusulas constantes
a sociedade em juízo ou fora dele, activa ou dos artigos seguintes:
passivamente, tanto na ordem juridica interna ARTIGO SEXTO
como internacional, praticando todos os actos ARTIGO PRIMEIRO (Cessão e divisão de quotas)
tendentes à prossecução dos fins sociais, desde (Denominação) Um) A cessão, doação ou qualquer outra
que a lei ou o presente estatuto não os reservem A sociedade adopta a denominação de forma de transmissão total ou parcial de quotas
para exercício exclusivo da assembleia geral. Spencon International, Limitada, e tem a sua sede é livre entre os sócios, mas os estranhos ficam
nesta cidade de Maputo, podendo, deliberação sujeitos ao consentimento da sociedade, a qual
ARTIGO OITAVO dos sócios em assembleia geral, abrir delegações, fica reservado o direito de preferência na
(Resultados e sua aplicação) filiais, sucursais ou outras formas de aquisição da quota a ceder direito esse que, se
representação social no país ou no estrangeiro, não for por ela exercido durante um período de
Anualmente será dado um balanço à data noventa dias pertecerá aos sócios inividualmente
observando as disposições legais aplicáveis.
deliberada pela assembleia geral. Aos lucros e só depois a estranhos.
líquidos em cada balanço, serão deduzidos pelo ARTIGO SEGUNDO Dois) O sócio que pretender alinear a sua
menos cinco por cento para o fundo de reservas (Duração) quota informará a sociedade, com minimo de
legais e feitas quaisquer distribuições deliberadas trinta dias de antecedência, por carta registada
A sociedade durará por tempo indeterminado,
pela assembleia geral. com aviso de recepção, dando a conhecer o
contando o seu início a partir da data da assinatura
projecto de venda e as respectivas condições
ARTIGO NONO da presente escritura.
contratuais.
(Dissolução) ARTIGO TERCEIRO Três) A cessão e divisão de quotas assim
Um) A sociedade não se dissolve por morte (Objecto social) como a sua oneração em garantia de quaisquer
ou interdição de qualquer dos sócios excepto obrigações dos sócios, dependem do
O objecto social é importação e exportação, consentimento da sociedade, sendo nulos
nos casos fixados pela lei. venda a grosso e a retalho dos artigos constantes quaisquer actos de tal natureza que contrariem o
Dois) A liquidação extrajudicial da sociedade das classes do alvará, construção civil de obras presente número.
será feita nos termos da lei e das deliberações da públicas, privadas e particulares, prestação de
Quatro) Por interdição, incapacidade ou
assembleia geral. serviços na área de construção, podendo dedicar-
morte de qualquer sócio, a sociedade continuará
se a outras actividades desde que os sócios
Três) No caso de dissolução da sociedade com os capazes ou sobrevivos e representantes
concordem e que sejam devidamente autorizados
por acordo, serão liquidatários os socios que do interdito, incapaz ou herdeiro do falecido,
por lei.
votarem à dissolução. devendo estes, nomear um de entre si e que a
ARTIGO QUARTO todos represente na sociedade, enquanto a
ARTIGO DÉCIMO (Capital social) respectiva quota se mantiver indivisa.
(Disposições finais) Cinco) Na impossibilidade ou urgência de tal
O capital social é de quarenta mil meticais e
está dividido em três quotas desiguais subscritas nomeação em tempo útil poderá ser pedido a
Um) Em caso de conflitos, a assembleia geral, nomeação judicial de um representante cuja
os sócios ou os mandatarios, procurarão em e parcialmente realizadas em vinte mil meticais,
da seguinte forma: competência será do mesmo modo definido.
primeira linha, solucioná-los pela via amigavel.
Seis) A sociedade tem a faculdade de
Esgotado o mecanismo acima prescrito, poderá a) O sócio Spencon International, Limited
amortizar as quotas pelo seu valor nominal para
recorrer-se as instituições judiciais competentes, (Maurícias), subscreve com a sua
quota-parte de setenta e cinco por o que deve deliberar nos seguintes casos:
ficando desde ja eleito como foro competente o
Tribunal Judicial da Cidade de Maputo, com cento do capital, o que corresponde a)Por acordo com os respectivos
renuncia expressa a qualquer outro. a trinta mil meticais; proprietários;
Dois) Nos casos omissos regularão as b) O Sócio Jitendra Chhotabhai Patel,
b) Por morte, extinção ou interdição de
disposições legais aplicáveis em vigor na subscreve com a sua quota-parte de
qualquer sócio;
doze vírgula cinco por cento do
República de Moçambique. c) Quando qualquer quota seja objecto de
capital, o que corresponde a cinco
Está conformme. mil meticais; penhora, arresto, declaração de
Maputo, vinte e dois de Dezembro de dois c) O sócio Ramchander Reddy Gollapalli falência, ou haja de ser vendida
mil e oito. — O Ajudante, Ilegível. Narayan, subscreve com a sua quota- judicialmente.
12 DE JANEIRO DE 2009 12 – (37)

ARTIGO SÉTIMO Oito) Sempre que tal aconteça os seus autores Truter, Andre Van Wyk, Dean Erik Jankielsohn,
(Administração, gerência, deliberação serão pessoalmente responsabilizados pelos Johannes Cornelis Groenewald e Pedro
e representação ) prejuízos que causarem a sociedade, Fernando Bouene,constituída uma sociedade
indeminizando-o obrigatoriamente pelo dobro do comercial por quotas de responsabilidade
Um) A sociedade fica obrigada: valor em causa, para além do procedimento limitada, a qual se rege pelos estatutos seguintes:
judicial que couber, cujo impulso caberá a
a) Pelas assinaturas de qualquer um dos
assembleia geral. ARTIGO PRIMEIRO
sócios com dispensas de caução,
excepto em actos e documentos Nove) Compete ao gerente representar a (Denominação)
estranhos aos negócios sociais, sociedade em juízo ou fora dele, activa ou
passivamente, tanto na ordem jurídica interna A sociedade adopta a denominação de Macia
designadamente, em letras de favor,
como internacional, praticando todos os actos Properties, Limitada , regendo-se pelos seguintes
fianças, abonações e outros actos
tendentes à prossecução dos fins sociais, desde estatutos e demais legislação aplicável.
semelhantes, em actos e documentos
que dependem escpecialmente da que a lei ou o presente estatuto não os reservem
ARTIGO SEGUNDO
deliberação da assembleia geral para exercício exclusivo da assembleia geral.
como a alteração do contrato da (Sede)
ARTIGO OITAVO
sociedade, amortização de quotas, A sociedade tem a sua sede na Praia de Bilene,
subscrição ou alienação de capital (Resultados e sua aplicação)
distrito de Bilene, província de Gaza, podendo,
noutras sociedades; Anualmente será dado um balanço à data por deliberação da assembleia geral, criar
b) Pela assinatura individualizada de deliberada pela assembleia geral. Aos lucros encerrar, sucursais, delegações, agências ou
mandatário, nos precisos termos e líquidos em cada balanço, serão deduzidos pelo qualquer outra forma de representação social no
limites do mandato. menos cinco por cento para o fundo de reservas país ou no estrangeiro.
Dois) Os actos de mero expediente poderão legais e feitas quaisquer distribuições deliberadas
pela assembleia geral. ARTIGO TERCEIRO
ser assinados por um gerente ou empregado
devidamente autorizado. ARTIGO NONO (Objecto )
Três) A assembleia geral reune-se em sessão (Dissolução) Um) A sociedade tem por objecto:
ordinária uma vez por ano, nos três primeiros Um) A sociedade não se dissolve por morte a) Comércio geral a retalho e a grosso;
meses para apreciação ou modificação do ou interdição de qualquer dos sócios excepto b) Importação e exportação.
relatório, balanço e contas do exercício findo, nos casos fixados pela lei.
como para deliberar qualquer assunto para que Dois) A sociedade poderá desenvolver outras
Dois) A liquidação extrajudicial da sociedade
tenha sido convacada. Reune-se em sessão será feita nos termos da lei e das deliberações da actividades comerciais desde que para o efeito
extraordinária sempre que for necessário. assembleia geral. obtenha as necessárias autorizações.
Quatro) As assembleias serão convocadas Três) No caso de dissolução da sociedade
pelo presidente de mesa da assembleia por meio por acordo, serão liquidatários os socios que ARTIGO QUARTO
de carta registada com aviso de recepção, telex, votarem à dissolução. (Capital)
telefax, dirigidos aos sócios, ou anúncio no jornal
de maior circulação, com antecedência mínima ARTIGO DÉCIMO O capital social, integralmente subscrito e
de quinze dias, salvo se for possível reunir a (Disposições finais) realizado pelos sócios, é de vinte mil meticais,
totalidade dos sócios sem observâncias de outras Um) Em caso de conflitos, a assembleia geral, correspondente à soma de três quotas de valores
formalidades. os sócios ou os mandatarios, procurarão em nominais desiguais e equivalentes as
Cinco) Serão validas as deliberações tomadas primeira linha, soluciona-los pela via amigavel.
pelos socios, ainda que não reunidos em percentagens sobre o capital social seguintes:
Esgotado o mecanismo acima prescrito, poderá
assembleia, desde que as mesmas constem de recorrer-se as instituições judiciais competentes, a) Hendrik Frederik Truter, vinte e cinco
documentos assinados por todos eles. por cento;
ficando desde ja eleito como foro competente o
Seis) A remuneração pela gerência se a ela Tribunal Judicial da Cidade de Maputo, com b) Andre Van Wyk, vinte e cinco por
houver lugar, será fixada em assembleia geral. renuncia expressa a qualquer outro. cento;
A assembleia geral poderá delegar no todo Dois) Nos casos omissos, regularão as c) Dean Erik Jankielsohn, vinte e cinco
ou em parte os poderes que por lei lhe são disposições legais aplicáveis em vigor na por cento;
reconhecidos em um ou mais dos membros, República de Moçambique. d) Johannes Cornelis Groenewald, vinte
estranhos ou não a sociedade, deliberando sobre
Está conforme. por cento;
a dispensa ou não da caução, desde que tal
delegação seja conferida por instrumento Maputo, vinte e dois de dezembro de dois e) Pedro Fernando Bouene, cinco por
bastante e dele constem os poderes delegados. mil e oito. — O Ajudante, Ilegível. cento.
Paragrafo único. A delegação de poderes não ARTIGO QUINTO
impede a assembleia de assumir as suas
(Aumento do capital)
responsabilidades sempre que o entenda
necessário para os negocios sociais. O capital social poderá ser alterado uma ou
Sete) É expressamente proibido a qualquer Macia Properties, Limitada
mais vezes por deliberação da assembleia geral
membro da assembleia geral ou sócios, bem mediante.
como aos mandatários, obrigar a sociedade em Certifico, para efeitos de publicação que, por
actos e contratos estranhos aos negócios sociais, escritura de cinco de Janeiro de dois mil e nove, ARTIGO SEXTO
nomeadamente letras de favor, fianças, lavrada de folhas quarenta e quatro e seguintes
do livro de notas para escrituras diversas número (Suprimentos)
abonações, avales ou outros actos semelhantes,
bem como sonegar o exercício de qualquer cento e vinte e quatro traço B do Cartório Notarial Os sócios poderão fazer à caixa os
actividade de carácter comercial ou transação de Xai-Xai, a cargo de Fabião Djedje, técnico suprimentos de que a sociedade carecer ao juro
comercial que possa prejudicar os negócios superior de registos e notariado N2 e notário do e demais condições a estabelecer em assembleia
sociais. referido cartório, foi entre Hendrik Frederik geral.
12 – (38) III SÉRIE — NÚMERO 1

ARTIGO SÉTIMO ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO Primeiro — Kirk Matthew Swoboda,


(Amortização de quotas) (Direcção) solteiro, de nacionalidade americana, natural de
North Dakota U.S.A, portador do Passaporte
À sociedade, mediante deliberação da Um) A gestão dos negócios da sociedade n.º 205666586, emitido pelas Autoridades Norte
assembleia geral, fica reservado o direito de serão exercidas pelo sócio Hendrik Frederik Americanas.
amortizar as quotas dos sócios no prazo de Truter, desde já nomeado director-geral para a Segundo — e Winthur Nell, solteiro, de
noventa dias a contar da verificação ou do sua representação em juízo e fora dele activa e nacionalidade sul-africana, natural da África do
conhecimento de um dos seguintes factos: passivamente, bastando a assinatura deste para Sul e residente na África do Sul, portador do
a) Se qualquer quota ou parte dela for obrigar em todos os actos e o senhor Pedro Passaporte n.º 461263633.
arrestada, penhorada, arrolada, Fernando Bouene, na qualidade de E por eles foi dito:
apreendida ou sujeita a qualquer acto administrador, com poderes de assinar Que são os únicos e actuais sócios da
judicial ou administrativo que possa expediente relacionado com a sociedade. sociedade Bio Distribuição Moçambique,
obrigar a sua transferência para Dois) Os sócios ou director poderão delegar Limitada, com o capital social de vinte mil
terceiros, ou ainda, se for dada os seus poderes no todo ou em parte em meticais, constituída por escritura de dez de
garantia de obrigações que o seu mandatários com poderes específicos. Outubro de dois mil e sete a folhas noventa e
titular assuma sem prévia autorização duas e seguintes do livro de notas número cento
ARTIGO DÉCIMO QUARTO setenta e nove e veio sofrer uma alteração através
da sociedade;
(Remuneração) da escritura de vinte e quatro de Outubro de dois
b) Nos casos de insolvência do sócio,
mil e sete a folhas três verso e seguintes do livro
cessão de quotas sem prévia A remuneração dos sócios será fixada pela de notas número, cento e oitenta, todos desta
anuência da sociedade. assembleia geral. conservatória.
ARTIGO OITAVO ARTIGO DÉCIMO QUINTO Que de acordo com acta da assembleia geral
extraordinária da sociedade do dia vinte e quatro
(Cessão de quotas) (Lucros)
de Novembro de dois mil e oito, deliberou-se o
A cessão de quotas é mediante consentimento Os lucros da sociedade, depois de deduzida a seguinte:
dos sócios, por deliberação da assembleia geral. importância para a constituição da reserva legal a) Entrada de nova sócia e saída;
e feitas as deduções que os sócios acordarem, Não foi efectuado aviso convocatório, mas
ARTIGO NONO serão repartidos entre os sócios na proporção os sócios representados, e representando a
(Divisão de quotas) das respectivas quotas. totalidade do capital social, manifestaram
Um) A quota pode ser dividida mediante ARTIGO DÉCIMO SEXTO expressamente a intenção de que a reunião se
consentimento da sociedade. considerasse validamente constituída para
(Dissolução) discutir e deliberar sobre os seguintes pontos da
Dois) Não carece de autorização especial da
sociedade a divisão da quota a favor de um outro Um) A sociedade dissolve-se nos termos da ordem de trabalhos:
sócio bem como a divisão de quotas por lei. Ponto um) Apreciar e deliberar sobre uma
herdeiros do sócio. Dois) Quando a dissolução derive da proposta de cessão e divisão do capital social;
deliberação dos sócios, todos serão nomeados Ponto dois) Apreciar e deliberar sobre uma
ARTIGO DÉCIMO
liquidatários. proposta de entrada de uma nova sócia na
(Assembleia geral) sociedade de acordo com a constituição da
Três) Em caso da morte ou interdição de um
sociedade.
Um) A assembleia geral dos sócios reúne sócio, a sociedade não se dissolvera, antes
ordinariamente uma vez por ano e, Entrando-se na ordem de trabalhos e
continuará com os herdeiros do falecido ou
extraordinariamente, sempre que for necessário. passando de imediato ao seu Ponto a um, o sócio
representante legal do interdito que nomearão
Kirk Matthew Swoboda, de nacionalidade norte-
Dois) O ano social coincide com o ano civil. um dentre eles que a todos represente na
americana, detentor noventa e cinco por cento
Três) O balanço e as contas de resultados sociedade até a realização da assembleia geral.
do capital social, declara ceder noventa por cento
fecham-se com a data de trinta e um de Dezembro Está conforme. do capital social para uma nova sócia a sociedade
de cada ano e carecem de aprovação da assembleia Cartório Notarial de Xai-Xai, sete de Janeiro Bio Distribution Grupo Inc, representado neste
geral a realizar até o dia trinta e um de Março do de dois mil e nove. — A Ajudante, Ilegível. acto pelo Sr Kirk Matthew Swoboda, solteiro
ano seguinte. de nacionalidade americana, natural e residente
nos Estados Unidos de América, portador do
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO Passaporte n.º 205666586, de acordo com a
(Convocação) procuração emitida nos Estados Unidos de
Bio Distribuição, Limitada América e traduzidas pelo tradutor oficial que
A assembleia geral é convocada pela maioria
vai passar a deter noventa por cento do capital
qualificada de um terço de representatividade.
Certifico, para efeitos de publicação, que por social cedido; consequentemente o sócio cedente
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO escritura de vinte e quatro de Novembro de dois fica com os restantes cinco por cento.
mil e oito, lavrada a folhas sessenta e três e Em seguida, passando-se ao ponto dois da
(Formalidade )
seguintes do livro de notas para escrituras ordem de trabalhos, onde o sócio e Winthur Nell,
A assembleia geral é convocada por meio de diversas número cento e oitenta e três e barra B solteiro, de nacionalidade sul africana, natural
cartas, com aviso de recepção, dirigidas aos sócios da Conservatória dos Registos de Inhambane, a da África do Sul e residente na África do Sul,
com antecedência de quinze dias, devendo cargo do conservador Carimo Sarahanque portador do Passaporte n.º 461263633, detentor
mencionar a agenda, o local, a data e a hora de Noque, foi celebrada uma escritura de alteração de cinco por cento do capital social cede e sai
realização da reunião. do pacto social entre: deste modo da sociedade, cedência esta dos cinco
12 DE JANEIRO DE 2009 12 – (39)

por cento do capital social para o sócio Kirk D do Terceiro Cartório Notarial da Cidade de ARTIGO TERCEIRO
Matthew Swoboda, que passa a deter dez por Maputo, perante Antonieta António Tembe, Um) A sociedade tem por objectivo de
cento do capital social. notária do referido cartório, se procedeu a fusão actividades de turismo, tais como, exploração
Após análise e discussão foram as referidas por incorporação na sociedade G4S – Security de complexos turísticos e similares, englobando
propostas aprovadas por unanimidade de votos, Services (Moçambique), Limitada (sociedade serviços de hotelaria e jogos, pesca desportiva e
não tendo a sociedade exercido o direito de incorporante) das sociedades – ALFA – recreio, desporto aquático, mergulho e natação,
preferência em relação a aquisição das quotas segurança de pessoas e instalações, S.A. e Scuba Diving.
cedidas, nos termos do artigo sexto dos estatutos Dois) Supermercado, garagem, fabrica e
Safetech, Limitada (sociedades incorporadas),
da sociedade, passando a sociedade a constituir- agência de compra e venda.
as quais se extinguirão com a inscrição da fusão
se pelos sócios seguintes e com a respectiva Três) Importação e exportação e outras desde
no Registo Comercial.
distribuição do capital social: que devidamente autorizado.
Maputo, vinte e três de Dezembro de dois
a)Bio Distribution Grupo Inc, Quatro) A sociedade poderá exercer outras
representado neste acto pelo senhor mil e oito. — A Ajudante, Ilegível.
actividades que sejam conexas ou subsidiárias
Kirk Matthew Swoboda, com da actividade principal.
noventa por cento do capital social,
correspondente a dezoito mil ARTIGO QUARTO
meticais;
Safetech, Limitada O capital social, integralmente realizado em
b) Kirk Matthew Swoboda, passa a deter dinheiro, é de vinte mil meticais, correspondente
cem por cento do capital social, a cem por cento do capital social, pertencente a
Certifico, para efeitos de publicação, que por
correspondente a dois mil meticais. única sócia Susarah Dorothea Godws.
escritura de vinte e dois de Dezembro de dois
Em tudo o que não foi alterado mantém a mil e oito, lavrada de folhas sessenta e cinco a
versão dos estatutos anteriores. ARTIGO QUINTO
folhas sessenta e nove do livre de notas para
Está conforme. escrituras diversas número setecentos e dez traço Um) Não são exigível prestação suplementar
D do Terceiro Cartório Notarial da Cidade de de capital, mas a sócia poderá conceder os
Conservatória dos Registos de Inhambane,
Maputo, perante Antonieta António Tembe, suprimentos d e que e la necessita, nos termos e
vinte e quatro de Novembro de dois mil e oito.
notaria do referido cartório, se procedeu a fusão condições fixados por lei.
— O Ajudante, Ilegível.
por incorporação na sociedade G4S – Security Dois) A assembleia geral reunirá
Services (Moçambique), Limitada (sociedade ordinariamente, uma vez por ano, para
incorporante) das sociedades Safetech, Limitada apresentação, aprovação ou modificação do
e ALFA – segurança de pessoas e instalações, balanço e contas do exercício, orçamentos dos
ALFA – Segurança de Pessoas S.A. (sociedades incorporadas), as quais se anos ou períodos subsequentes e para deliberar
e Instalações, S.A. extinguirão com a inscrição da fusão no Registo sobre quaisquer outros assuntos para que tenha
Comercial. sido convocado e extraordinariamente, sempre
Certifico, para efeitos de publicação, que por
Maputo, vinte e três de Dezembro de dois que for necessário.
escritura de vinte e dois de Dezembro de dois
mil e oito, lavrada de folhas sessenta e cinco a mil e oito. — A Ajudante, Ilegível.
ARTIGO SEXTO
folhas sessenta e nove do livro de notas para
escrituras diversas número setecentos e dez traço Um) A administração e gerência da sociedade
D do Terceiro Cartório Notarial da Cidade de e sua representação em juízo e fora dele, activa e
Maputo, perante Antonieta António Tembe,
S.B.R.D Investimentos — passivamente, serão exercidas pela mesma sócia.
notária do referido cartório, se procedeu, nos Sociedade Unipessoal, Limitada Dois) Para obrigar a sociedade basta a
precisos termos constantes do projecto de fusão assinatura dele, podendo. Também, nomear um
Certifico, para efeitos de publicação, que no ou mais mandatários com poderes para tal.
e seus anexos, a fusão por incorporação na
dia quatro de Novembro de dois mil e oito, foi
sociedade G4S – Security Services
matriculada na Conservatória de Registo de ARTIGO SÉTIMO
(Moçambique), Limitada (sociedade Entidades Legais de lnhambane sob o Número
incorporante) das sociedades ALFA – segurança O exercício da sociedade corresponde ao ano
Único da Entidade Legal 100078996 uma
de pessoas e instalações, S.A. e Safetech, sociedade por quotas de responsabilidade civil e o balanço de contas de resultado será
Lirnitada (sociedades incorporadas), os quais se Limitada denominada S.B.R.D Investimentos – fechado com referência a trinta e um de
extinguirão com a inscrição da fusão no Registo Sociedade Unipessoal, Limitada, que se regerá Dezembro de cada ano e será submetido a
Comercial. pelos seguintes artigos: aprovação.
Maputo, vinte e três de Dezembro de dois
ARTIGO PRIMEIRO ARTIGO OITAVO
mil e oito. — A Ajudante, Ilegível
A sociedade adopta a denominação S.B.R.D A sociedade só se dissolve nos casos fixados
Investimentos – Sociedade Unipessoal, Limitada, na lei.
é uma sociedade comercial unipessoal de
responsabilidade limitada e constitui-se por ARTIGO NONO
G4S Security Services tempo indeterminado.
(Moçambique), Limitada Em tudo quanto fica omisso regularão as
ARTIGO SEGUNDO disposições legais vigentes na República de
Certifico, para efeitos de publicação, que por Moçambique.
A sociedade tem a sede na Praia do Tofo,
escritura de vinte e dois de Dezembro de dois cidade de Inhambane, podendo, por deliberação Está conforme.
mil e oito, lavrada de folhas sessenta e cinco a da assembleia geral, abrir agências, delegações Conservatória dos Registos de Inhambane,
folhas sessenta e nove do livro de notas para sucursais ou outra forma de representação, em vinte e quatro de Novembro de dois mil e oito.
escrituras diversas número setecentos e dez traço qualquer ponto do país. — O Ajudante, Ilegível.
12 – (40) III SÉRIE — NÚMERO 1

África Fire Works, Limitada CAPÍTULO I representativa de cinquenta por cento


Da denominação, sede, duração do capital social, pertencente ao
Certifico, para efeitos de publicação, que no e objecto senhor Mateus Augusto Freitas
dia dez de Dezembro de dois mil e oito, foi Vieira;
ARTIGO PRIMEIRO
matriculada na Conservatória do Registo b) Uma quota com o valor nominal
(Denominação) de cinquenta mil meticais,
Comercial de Maputo sob NUEL 100082748,
A sociedade adopta a denominação África representativa de cinquenta por cento
uma sociedade denominada África Fire Works,
Fire Works, Limitada e será regida pelos do capital social, pertencente ao
Limitada.
presentes estatutos e pela demais legislação senhor Nuno Miguel da Silva Vieira.
Entre:
aplicável. ARTIGO SEXTO
Mateus Augusto Freitas Vieira, natural de
Fafe Fafe, de nacionalidade portuguesa, titular ARTIGO SEGUNDO (Aumento do capital social)
do Passaporte n.º J011404, emitido a oito de (Sede, estabelecimentos Um) Mediante deliberação da assembleia
Setembro de dois mil e seis, pelo Governo Civil e representações) geral, o capital social poderá ser aumentado uma
de Braga, residente em Maputo, doravante ou mais vezes, mediante novas entradas, por
Um) A sociedade tem a sua sede social na
designado, simplesmente, por Primeiro incorporação de reservas ou por qualquer outra
Avenida Karl Marx, número cento e setenta e
Contraente; e modalidade ou forma permitida por lei.
três, sétimo andar, em Maputo.
Nuno Miguel da Silva Vieira, solteiro, maior, Dois) Em qualquer aumento do capital social,
Dois) Mediante decisão da administração, a
os sócios gozam de direito de preferência, na
natural de Portugal, de nacionalidade portuguesa, sociedade poderá transferir a sua sede para proporção das respectivas quotas, mas o direito
titular do Passaporte n.º G177789, emitido a cinco qualquer parte do território nacional, bem como de preferência pode ser limitado ou suprimido
de Novembro de dois mil e um, pelo Governo criar, transferir ou encerrar sucursais, agências, por deliberação da assembleia geral.
Civil de Braga, residente em Maputo, na cidade delegações ou quaisquer outras formas de
da Matola, doravante designado, simplesmente, representação da sociedade, em qualquer parte ARTIGO SÉTIMO
por segundo contraente. do território nacional ou no estrangeiro. (Transmissão de quotas)
É mutuamente acordado e celebrado, entre as
ARTIGO TERCEIRO Um) A transmissão, total ou parcial, de quotas
partes, o presente contrato de sociedade
(Duração) entre os sócios é livre.
(doravante designado por contrato), o qual se Dois) A transmissão, total ou parcial, de
rege pelos termos e condições constantes das A sociedade é constituída por tempo quotas a favor de terceiros depende sempre do
cláusulas seguintes: indeterminado. consentimento da sociedade, expresso por
deliberação tomada em assembleia geral, bem
CLÁUSULA PRIMEIRA ARTIGO QUARTO
como se encontra sujeita ao exercício do direito
(Objecto ) ( Objecto)
de preferência da sociedade, a ser exercido nos
Pelo presente contrato, de comum acordo, o Um) A sociedade tem por principal objecto a termos da lei, e, caso esta não o exerça, dos
primeiro e segundo contraentes constituem entre comercialização de fogos de artifício, bem como demais sócios, na proporção das respectivas
si uma sociedade por quotas, que adopta a o desenvolvimento de outras actividades quotas.
denominação África Fire Works, Limitada, com subsidiárias, complementares ou conexas, como Três) O sócio que pretenda transmitir, total
actividade de pesca desportiva, para além de ou parcialmente, a sua quota a terceiros, deverá
sede na Avenida Karl Marx, número cento e
prestação de todos e quaisquer serviços notificar a administração da sociedade, por
setenta e três, sétimo andar, em Maputo.
relacionados com as actividades atrás escrito, de tal pretensão, identificando os termos
CLÁUSULA SEGUNDA mencionadas, incluindo ainda, a actividade e condições em que se propõe efectuar a
imobiliária. transmissão, designadamente, o preço acordado
(Realização do capital social)
Dois) A sociedade poderá, no exercício das e respectivas condições de pagamento, bem como
O capital social, integralmente subscrito e suas actividades, participar no capital social de a identificação do adquirente.
realizado, é de cem mil meticais e corresponde à outras sociedades existentes ou a constituir, ainda Quatro) Uma vez notificada da pretensão de
soma das seguintes quotas: que de objecto social diferente, bem como transmissão de quota, a administração da
associar-se a terceiras entidades, sob quaisquer sociedade deverá, no prazo de cinco dias úteis,
a) Uma quota com o valor nominal de
formas permitidas por lei, para, nomeadamente, contados da data de recepção da notificação,
cinquenta mil meticais,
formar novas sociedades, agrupamentos notificar todos os demais sócios para o exercício
representativa de cinquenta por cento colectivos ou singulares, consórcios e/ou dos respectivos direitos de preferência, a serem
do capital social, pertencente ao associações em participação. exercidos na reunião de assembleia geral a que
primeiro contraente; e
se refere o número seguinte ou, alternativamente,
b) Uma quota com o valor nominal de CAPÍTULO II
por meio de carta enviada à administração da
cinquenta mil meticais, Do capital social, quotas e meios sociedade, até à data da realização da referida
representativa de cinquenta por cento de financiamento reunião de assembleia geral.
do capital social, pertencente ao ARTIGO QUINTO Cinco) Dentro do mesmo prazo de cinco dias
segundo contraente. (Capital social) úteis contados da data da notificação de
CLÁUSULA TERCEIRA transmissão de quota, a administração da
O capital social, integralmente subscrito e
(Disposições que regem a sociedade) sociedade deverá convocar uma reunião de
realizado em dinheiro, é de cem mil meticais e
assembleia geral, a ter lugar no prazo máximo
A sociedade será regida pelas disposições corresponde à soma das seguintes quotas:
de quarenta e cinco dias, para efeitos de deliberar
constantes dos artigos seguintes, bem como pela a) Uma quota com o valor nominal sobre o consentimento e o exercício do direito
demais legislação aplicável: de cinquenta mil meticais, de preferência da sociedade, relativamente à
12 DE JANEIRO DE 2009 12 – (41)

transmissão de quota de que haja sido notificada, ou de aumento do capital social, a Dois) As assembleias gerais são convocadas
entendendo-se que a sociedade consente na ser, total ou parcialmente, subscrito por qualquer dos administradores, por meio de
transmissão se não se pronunciar nesse prazo. por terceiros. carta dirigida aos sócios e expedida com uma
Seis) Se a sociedade recusar o consentimento, Dois) A amortização de quota poderá, de antecedência mínima de quinze dias.
a respectiva comunicação dirigida ao sócio que acordo com o que for deliberado em assembleia Três) A assembleia geral ordinária reúne-se
pretende transmitir incluirá uma proposta de geral, resultar na extinção da quota e consequente até ao dia trinta e um de Março de cada ano, para
amortização ou de aquisição da quota. redução do capital social ou, alternativamente, deliberar sobre o balanço, contas e o relatório da
Sete) Consentida a transmissão de quota, por na sua redistribuição pelos demais sócios, na administração referentes ao exercício anterior, a
parte da sociedade, e não sendo exercido o seu proporção das quotas tituladas por estes últimos, aplicação dos resultados da sociedade e, sempre
direito de preferência, serão atendidos os direitos sem afectar o capital social. que necessário, a nomeação dos órgãos sociais
de preferência exercidos pelos demais sócios. Três) Caso a amortização de quota resulte na da sociedade.
Oito) O exercício do direito de preferência, sua redistribuição pelos demais sócios, estes Quatro) Os sócios poder-se-ão fazer
em relação à transmissão de quotas, deverá ser últimos obrigam-se a entregar à sociedade o representar nas assembleias gerais por qualquer
incondicional, devendo-se considerar sem efeito, valor da quota-parte que lhes couber, a ser pessoa por si designada, mediante comunicação
qualquer direito de preferência sujeito a qualquer apurado por meio da avaliação a que se refere o escrita dirigida à administração da sociedade.
número cinco do presente artigo, no prazo que Cinco) Serão válidas as deliberações tomadas
condição.
for deliberado na assembleia geral que delibere em assembleia geral, sobre quaisquer matérias,
ARTIGO OITAVO sobre a amortização, o qual não poderá ser ainda que não constem da respectiva ordem de
inferior a seis meses nem superior a dezoito trabalhos ou não tenham sido precedidas de
(Oneração de quotas)
meses. convocatória, caso todos os sócios se encontrem
As quotas não poderão ser, total ou Quatro) Em caso algum poderá, por força da
presentes ou devidamente representados e
parcialmente, oneradas, sem prévia autorização amortização de quota, a situação líquida da
concordem deliberar sobre tais matérias.
da sociedade. sociedade tornar-se inferior à soma do capital
Seis) Serão, de igual modo, válidas as
social e da reserva legal.
deliberações tomadas pelos sócios, sem recurso
ARTIGO NONO Cinco) Deliberada a amortização de quota, o
respectivo titular terá direito a receber, da a reunião de assembleia geral, desde que todos
(Amortização de quotas) os sócios declarem por escrito o sentido de voto,
sociedade, uma contrapartida correspondente ao
Um) A sociedade poderá, mediante prévia valor da quota, apurado por meio de avaliação a em documento que inclua a proposta de
deliberação da assembleia geral, amortizar as ser efectuada por auditor independente, e a ser deliberação, devidamente datado, assinado pelo
quotas dos sócios, verificando-se qualquer das liquidada por meio de três prestações iguais, a sócio ou seu representante legal e endereçado à
seguintes situações: vencerem-se no prazo de seis meses, doze meses administração da sociedade, devendo-se
e dezoito meses, respectivamente, contados a considerar a deliberação tomada na data em que
a) Por acordo com o respectivo titular;
partir da data em que o valor da contrapartida a administração receba a última das referidas
b) Quando, por decisão transitada em
tenha sido fixado. declarações escritas de voto.
julgado, o respectivo titular for
Sete) A assembleia geral poderá deliberar,
declarado falido ou insolvente ou for ARTIGO DÉCIMO em primeira convocação, sempre que se encontre
condenado pela prática de qualquer
(Prestações suplementares) presente ou representado mais do que setenta e
crime;
cinco por cento do capital social e, em segunda
c) Quanto a quota for arrestada, Um) A sociedade poderá exigir aos sócios a
convocação, seja qual for a percentagem de
penhorada, arrolada ou, em geral, realização de prestações suplementares de capital
capital social presente ou representada.
apreendida judicial ou até ao montante global máximo de cem milhões
Oito) As reuniões de assembleia geral serão
administrativamente; de dólares americanos.
presididas pelo presidente do conselho de
d) Quando o respectivo titular a transmita Dois) A exigibilidade das prestações
administração, caso o haja, e não havendo quem
sem observar as formalidades suplementares depende sempre de prévia
assuma tal cargo, por qualquer administrador da
previstas nos presentes estatutos; deliberação da assembleia geral que fixe o
sociedade, sem prejuízo de, na ausência ou
e) Quanto o respectivo titular a dê em montante global da chamada, dentro dos limites
impossibilidade destes, poderem ser presididas
garantia ou caução de qualquer acima previstos, e o prazo da sua realização, o
por qualquer dos sócios.
obrigação, sem o prévio qual não pode ser inferior a noventa dias.
consentimento da sociedade, Três) As prestações suplementares têm de ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
expresso por deliberação da ser integral e exclusivamente realizadas em
(Deliberações da assembleia geral)
assembleia geral; dinheiro, não vencem juros, não integram o
f) Quando o respectivo titular tenha, capital social e só poderão ser restituídas, Um) Dependem de deliberação de assembleia
comprovadamente, praticado mediante deliberação da assembleia geral, desde geral, além das que resultem de lei ou dos demais
qualquer acto desleal ou gravemente que a situação líquida da sociedade não fique artigos dos presentes estatutos, as seguintes:
perturbador ao funcionamento da inferior à soma do capital e da reserva legal.
a) A nomeação e destituição dos
sociedade, do qual resultem ou
CAPÍTULO III administradores da sociedade;
possam resultar prejuízos
significativos para a sociedade, sem Dos órgãos sociais b) A instituição e supressão do conselho
prejuízo do dever do mesmo de SECÇÃO I
fiscal, a nomeação e destituição dos
indemnizar a sociedade pelos respectivos membros, bem como,
Da assembleia geral
referidos prejuízos; e em alternativa, a atribuição da
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO fiscalização da sociedade a um fiscal
g) Por exoneração do respectivo titular
com fundamento em qualquer (Assembleia geral) único;
deliberação de assembleia geral de Um) Competem à assembleia geral todos os c) A aprovação do balanço, das contas e
transferência da sede da sociedade poderes que lhe são atribuídos por lei e pelos do relatório da administração
para o exterior do território nacional presentes estatutos. referentes a cada exercício social;
12 – (42) III SÉRIE — NÚMERO 1

d) A aprovação do relatório e parecer do Três) Na contagem dos votos, não serão tidas Cinco) A pessoa colectiva nomeada
conselho fiscal ou do fiscal único, em consideração as abstenções. administradora será solidariamente responsável
quando os haja; por todos os actos e omissões da pessoa singular
e) A aplicação de resultados de cada ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO que for por si indicada.
exercício social; (Actas das assembleias gerais) Seis) Faltando temporária ou definitivamente
f) A distribuição de lucros ou dividendos; todos os administradores, o sócio pode praticar
Um) Das reuniões de assembleia geral deverá
g) O consentimento da sociedade, assim os actos de carácter urgente que não possam
ser lavrada acta no livro de actas da assembleia
como o exercício do respectivo esperar pela eleição de novos administradores
geral, em folhas soltas, organizadas em
direito de preferência, em relação à ou pela cessação da sua falta.
conformidade com a lei, ou em documento
transmissão de quotas;
notarial avulso. Sete) Os administradores da sociedade podem,
h) A amortização de quotas, assim como
Dois) As actas de assembleia geral devem a qualquer momento, ser destituídos, com ou
os termos e condições em que a
conter: sem justa causa, mediante deliberação de
mesma se deva processar;
a) O local, dia, hora e a ordem de trabalhos assembleia geral.
i) A aquisição de quotas próprias, a título
oneroso; da reunião; Oito) O administrador que seja destituído sem
j) A exigência e restituição de prestações b) A identificação de quem tenha justa causa, terá direito a ser indemnizado em
suplementares; presidido à reunião, bem como de valor correspondente a três meses de
k)A constituição de reservas extraor- quem a tenha secretariado (se remuneração.
dinárias, além da reserva legal; aplicável); ARTIGO DÉCIMO QUINTO
l) Criar associações entre a sociedade e c) A referência aos documentos e relatórios
terceiras entidades, sob quaisquer (Competências )
submetidos à assembleia geral;
formas permitidas por lei, assim Um) Compete à administração representar a
d) O teor das propostas submetidas a
como adquirir e transmitir sociedade em juízo e fora dele, activa e
votação e o resultado das respectivas
participações em outras sociedades passivamente, bem como praticar todos os actos
votações, incluindo o teor das
existentes ou a constituir; tendentes à realização do objecto social e, em
deliberações tomadas;
m) A alteração dos estatutos da sociedade, especial:
incluindo os aumentos, reduções ou e) A menção do sentido de voto de algum
sócio que assim o requeira; e a) Orientar e gerir todos os negócios da
reintegrações do capital social, sem
f) As assinaturas de todos os sócios sociedade, praticando todos os actos,
prejuízo das alterações que por força
presentes, dos representantes dos directa ou indirectamente,
da lei e dos presentes estatutos
sócios que se tenham feito relacionados com o seu objecto
dependam de simples decisão da
representar, de quem tenha social;
administração da sociedade;
n) A fusão, cisão e transformação da conduzido e secretariado a reunião b) Convocar e conduzir as reuniões de
sociedade; e, no caso de se tratar de acta notarial assembleia geral;
o) A dissolução da sociedade, assim como avulsa, a assinatura do notário ou c) Elaborar e apresentar em assembleia
a aprovação das contas finais de ajudante de notário que tenha estado
geral ordinária o relatório de
liquidação; presente.
administração e contas anuais;
p) Estender a actividade da sociedade a
SECÇÃO II d) Elaborar e apresentar em assembleia
outras áreas distintas do seu objecto
principal, assim como, sempre que
Da administração geral quaisquer projectos de fusão,
o julgue necessário, reduzir as áreas ARTIGO DÉCIMO QUARTO cisão e transformação da sociedade;
de actividade da sociedade; (Composição) e) Executar e fazer cumprir as deliberações
q) Estabelecer e modificar a estrutura da assembleia geral;
organizativa da sociedade, em tudo Um) A sociedade é administrada por um ou
mais administradores, conforme for deliberado f) Transferir a sede da sociedade para
quanto não contrarie a lei ou os
pela Assembleia Geral, podendo constituir-se qualquer parte do território nacional;
presentes estatutos;
sob a forma de um Conselho de Administração, g) Criar, transferir ou encerrar sucursais,
r) A aquisição, alienação, locação e
o qual deverá integrar pelo menos três membros. agências, delegações ou quaisquer
oneração de bens imóveis, assim
como de bens móveis de valor Dois) Os administradores são eleitos por um outras formas de representação da
superior a cem milhões de dólares período de quatro anos, sendo permitida a sua sociedade em qualquer parte do
americanos ou ao seu contravalor em reeleição, e serão ou não remunerados conforme território nacional;
qualquer outra moeda; for deliberado em assembleia geral. h)Gerir a estrutura organizativa da
s) Contrair empréstimos ou outras formas Três) Caso uma pessoa colectiva seja sociedade, em tudo quanto não
de financiamento, bem como prestar nomeada administradora da sociedade, aquela contrarie a lei, os presentes estatutos
quaisquer espécies de garantias, deverá comunicar à sociedade, por meio de carta ou as deliberações da assembleia
pessoais ou reais; dirigida à administração no prazo máximo de geral;
t) Contrair obrigações de valor superior a cinco dias contados da data da nomeação, i) Gerir as participações sociais detidas
cem milhões de dólares americanos a identidade da pessoa singular que irá pela sociedade em sociedades
ou ao seu contravalor em qualquer representá-la. existentes ou a constituir, não
outra moeda. Quatro) A pessoa singular indicada pela contrariando eventuais deliberações
Dois) As deliberações de assembleia geral pessoa colectiva nomeada administradora poderá, sociais tomadas em assembleia
são tomadas por maioria dos votos emitidos, a qualquer momento, ser substituída por aquela geral;
salvo nos casos em que, por lei, necessitem de pessoa colectiva, por meio de carta dirigida à j)Adquirir quotas próprias, a título
ser tomadas por qualquer maioria qualificada. administração da sociedade. gratuito;
12 DE JANEIRO DE 2009 12 – (43)

k) Sempre que necessário, delegar poderes SECÇÃO III Olam (Moçambique), Limitada
em quaisquer dos seus membros; e Da fiscalização
l) Constituir mandatários da sociedade e ARTIGO DÉCIMO OITAVO Certifico, para efeitos de publicação, que por
definir os limites dos seus poderes. escritura de dezoito de Fevereiro de dois mil e
(Fiscalização)
dois, lavrada a folhas sessenta e duas verso e
Dois) O conselho de administração poderá Não será obrigatória a fiscalização da seguintes do livro de notas para escrituras
delegar parte dos seus poderes e competências, sociedade, salvo nos casos em que a lei assim o diversas número sessenta e cinco traço A da
incluindo a gestão corrente da sociedade, em um exija ou se os sócios, reunidos em assembleia Terceira Conservatória do Registo Civil de
ou mais administradores. geral, deliberarem instituir um conselho fiscal Maputo, perante Lídia Balança Miandica,
ou confiarem a fiscalização da sociedade a um substituta do conservador em pleno exercício de
Três) A deliberação por força da qual sejam fiscal único. funções notariais, procedeu-se na sociedade em
delegados poderes aos administradores deverá epígrafe o aumento do capital social de três mil
estabelecer os limites da respectiva delegação. CAPÍTULO IV
dólares americanos, equivalente a trinta e seis
Das disposições finais milhões e trezentos e trinta mil meticais, para
Quatro) O conselho de administração, bem
como os administradores delegados, poderão, ARTIGO DÉCIMO NONO um milhão e cinquenta e três mil dólares
(Exercício social) americanos, equivalente a catorze biliões
no âmbito das respectivas competências,
dezassete milhões duzentos e cinquenta e sete
constituir mandatários para a prática de Um) O exercício social coincidirá com o ano mil novecentos e oitenta meticais, e por
determinados actos ou categoria de actos, nos civil. consequência do operado aumento do capital
termos dos limites dos respectivos mandatos. Dois) O balanço, a demonstração de
social alteram os artigos terceiro e décimo do
resultados e todos os demais documentos de
pacto social que passa a ter a seguinte nova
ARTIGO DÉCIMO SEXTO prestação de contas referentes a cada exercício
redacção:
social, fechar-se-ão com referência a trinta e um
(Funcionamento do conselho
de Dezembro de cada ano e serão submetidos à ARTIGO TERCEIRO
de administração)
apreciação da assembleia geral até trinta e um de
Um) Sempre que a administração da Março do ano imediatamente seguinte. Um) O capital social, integralmente subscrito
sociedade seja constituída sob a forma de e realizado em dinheiro, é de um milhão e
ARTIGO VIGÉSIMO cinquenta e três mil dólares americanos,
conselho de administração, para que este possa
(Aplicação de resultados) equivalente a catorze biliões dezassete milhões
deliberar validamente, é necessário que, pelo
duzentos e cinquenta e sete mil novecentos e
menos, a maioria dos seus membros se Os lucros que resultarem do balanço anual
oitenta meticais, dividido em duas quotas
encontrem presentes ou devidamente de cada exercício terão a seguinte aplicação:
subscritas da seguinte forma:
representados. a) Vinte por cento serão destinados à
constituição ou reintegração da a) Olam International, Limited, com uma
Dois) Os membros do conselho de reserva legal, até que esta represente quota no valor de um milhão e
administração podem fazer-se representar nas vinte por cento do capital social; quarenta e dois mil quatrocentos e
reuniões por outros administradores, mediante b) O remanescente terá a aplicação que setenta dólares americanos,
for deliberada em assembleia geral, equivalente a treze biliões oitocentos
comunicação escrita dirigida à sociedade.
incluindo a possibilidade de e setenta milhões de meticais e
Três) As deliberações do conselho de constituição ou reforço de quaisquer oitenta e cinco mil quatrocentos
administração serão tomadas com o voto outras reservas extraordinárias que meticais, correspondente a noventa
favorável da maioria dos seus membros. forem julgadas convenientes à e nove por cento do capital social;
prossecução do objecto social. b) Shekhar Anatharamar, com uma quota
Quatro) As deliberações do conselho de
no valor de dez mil quinhentos e
administração constarão de acta, lavrada em livro ARTIGO VIGÉSIMO PRIMEIRO
trinta dólares americanos,
de actas do conselho de administração ou em (Dissolução e liquidação) equivalente a cento e quarenta
documento avulso, devendo, em ambos os casos, milhões, cento e setenta e dois mil
Um) A sociedade dissolve-se mediante
ser assinada por todos os administradores deliberação da assembleia geral, bem como nos quinhentos e oitenta meticais,
presentes. demais casos previstos por lei. correspondente a um por cento do
Dois) A assembleia geral que deliberar sobre capital social.
ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO a dissolução deliberará sobre a nomeação dos .........................................................................
(Vinculação da sociedade) liquidatários, caso estes não devam corresponder ARTIGO DÉCIMO
aos membros que integram a administração.
A sociedade obriga-se por uma das seguintes Do conselho de gerência foi decidida a
formas: ARTIGO VIGÉSIMO SEGUNDO cessação das suas funções dos gerentes Parag
(Disposição transitória) Chaurey e Inder Bir Singh e em sua substituição
a) Pela assinatura de um administrador;
foram nomeados os senhores Sunny George
b) Pela assinatura do administrador Um) Ficam desde já nomeado para o cargo Werghese e Shekhar Anantharaman, com efeitos
delegado, no âmbito dos poderes de administrador da sociedade, para o quadriénio
imediatos.
que lhe foram delegados; dois mil e oito a dois mil e onze.
c) Pela assinatura de um administrador e Dois) O administrador senhor Nuno Miguel Em tudo o mais não alterado por esta escritura
da Silva Vieira ora nomeado não auferirá continuam a vigorar as disposições do pacto
de um mandatário, no âmbito dos
qualquer remuneração até decisão da assembleia social anterior.
respectivos poderes;
geral em contrário.
d) Pela assinatura de um ou mais Está conforme.
Está conforme.
mandatários, no âmbito dos poderes Maputo, quinze de Dezembro de dois mil e Maputo, doze de Janeiro de dois mil e nove.
que lhe(s) foram conferidos. oito. — O Técnico, Ilegível. — O Ajudante, Ilegível.
12 – (44) III SÉRIE — NÚMERO 1

Turístico Restaurante Canoa, Construções Licungo, Limitada quinhentos e trinta e um, a folhas setenta e três
Limitada verso do livro C traço dois, a cargo do
Certifico, para efeitos de publicação, que por conservador Calquer Nuno de Albuquerque,
Certifico, para efeitos de publicação, que por escritura lavrada no livro de notas para escrituras técnico superior dos registos e notariado N1, no
escritura de vinte e três de Maio de dois mil e diversas B barra um a folhas uma a três, qual aumentam o capital social de quatrocentos
seis, lavrada de folhas onze a folhas catorze do arquivado no Cartório Notarial de Mocuba, mil meticais, para dois milhões de meticais, e
referente ao ano de dois mil e oito, se acha lavrada por consequência, fica alterado o artigo terceiro
livro de notas para escrituras diversas número
a escritura da sociedade Construções Licungo, do pacto social, que passa a ter a seguinte
seiscentos e vinte e oito traço D do Terceiro
Limitada, cujo o teor é o seguinte: redacção:
Cartório Notárial de Maputo, perante Esperança
Pascoal Nhangumbe, licenciada em Direito, No dia trinta de Julho de dois mil e oito, na
ARTIGO TERCEIRO
cidade de Mocuba e na repartição dos Registos e
técnica superior dos registos e notariado N1 em
notariado, sito na Rua Paulo Samuel Kankomba, O capital social, integralmente realizado em
exercício no referido cartório, cartório procedeu-
rés-do-chão esquerdo, perante mim Teófilo dinheiro, é de dois milhões de meticais, encontra-
se na sociedade em epígrafe a cessão e divisão Duarte Sagras, assistente técnico dos registos e se integralmente realizado em dinheiro e outros
de quotas, entrada de novos e alteração parcial notariado, e notário do referido cartório, bens do activo e corresponde à soma de duas
do pacto social, em que o sócio Adriano Manuel compareceram como outorgantes: quotas iguais de um milhão de meticais para cada
Weng, divide a sua quota em duas novas quotas, Primeiro – Venâncio David Jaime, casado, um dos sócios Bhavin Manharlal e Dipak
sendo uma de três milhões quinhentos e vinte natural de Macuse, distrito de Namacurra, Kamless Ratilal.
mil meticais, que cede ao sócio Shehza Abdul nacionalidade moçambicana, titular de Bilhete Conservatória dos registos de Nampula,
Satar e uma de oitocentos e trinta e seis mil de Identidade n.º 0401063460, emitido em vinte quinze de Dezembro de dois mil e oito. — O
meticais, que cede ao Mamad Iassine Golam. e quatro de Maio de dois mil e cinco, em Maputo; Conservador, Calquer Nuno de Albuquerque.

O sócio Adriano Manuel Weng, cede ainda Segundo – Artur Jorge Veloso, menor natural
a totalidade da quota da sua representada S.A de Maputo, residente em Quelimane neste acto
Imobiliária, Limitada, à favor do sócio Mamad representado pela sua mãe Isabel Cristiana
Manuce, nacionalidade moçambicana. Organizações Vivitinha
Iassine Golam, apartando-se assim da sociedade
Reconheço a identidade por ser do meu Construções, Limitada
e que nada mais tem haver dela.
conhecimento pessoal. E pelo primeiro e
Pelos Sócios Shehza Abdul Satar e Mmad segundo, por si na qualidade em que outorga foi Certifico, para efeitos de publicação, que por
Iassine Golam, foi dito que aceitam as presentes dito: escritura de vinte e dois de Setembro de mil
cessões de quotas e bem como a quitação de novecentos e noventa e dois, lavrada de folhas
Que entre si constituem uma sociedade de
preços nos termos exarados, entrando assim os quinze e seguintes do livro de notas para
construção civil por quotas de responsabilidade
mesmos na sociedade como novos sócios, e o escrituras diversas número setenta e cinco traço
limitada denominada Construções Licungo,
D do Terceiro Cartório Notarial de Maputo,
sócio Mmad Iassine Golam, unifica as quotas Limitada, com sede na cidade de Mocuba, com
perante Guilherme Luís dos Santos, notário do
ora cedidas, passando a ter uma quota de escritório na Avenida Josina Machel, província
referido cartório, foi constituída entre Nicolau
oitocentos e oitenta mil meticais. da Zambézia República de Moçambique.
Armando Mata, Genoveva Nicolau Mata e
Que, em consequência da cessão, divisão e Tem como objecto social os constantes nos Hermenegildo Nicolau Mata, uma sociedade por
entrada dos novos sócios é alterado o artigo quarto estatutos, com capital social de cento e cinquenta quotas de responsabilidade limitada, que se
do pacto social, que passa a ter a seguinte e nova mil meticais, dividido em duas quotas iguais, regerá pelas cláusulas constantes dos artigos
redacção: que corresponde a cinquenta por cento por cada seguintes:
sócio.
ARTIGO QUARTO Que a sociedade reger-se-á pelos documentos ARTIGO PRIMEIRO
(Capital social) complementares elaborados nos termos do Entre os senhores Nicolau Armando Mata,
numero dois do artigo setenta e oito do Código empresário, solteiro, Genoveva Nicolau Mata,
O capital social, integralmente subscrito e do Notariado, que ficam a fazer parte integrante solteira, se constitui uma sociedade por quotas
realizado, é de quatro milhões e quatrocentos desta escritura que os outorgantes declaram ter de responsabilidade limitada, a qual será regida
mil meticais, correspondente à soma de duas lido, tendo perfeito conhecimento do seu pelas disposições constantes dos artigos
quotas assim divididas: conteúdo e efeitos, pelo que dispensam a leitura. seguintes:
Uma quota no valor nominal de três milhões Assim o disseram e outorgaram.
e quinhentos e vinte mil meticais; Está conforme. ARTIGO SEGUNDO
Correspondente a oitenta porcento do capital Cartório Notarial de Mocuba, dezoito de A sociedade adopta a denominação de
social, pertencente à Shehza Abdul Satar; Agosto de dois mil e oito. — O Notária, Ilegível. Organizações Vivitinha Construções, Limitada
Uma quota no valor nominal de oitocentos e e tem a sua sede nesta cidade de Maputo.
oitenta mil meticais, correspondente a vinte por
ARTIGO TERCEIRO
cento do capital social, pertencente ao sócio
Mamad Iassine Golam.
Office Data Store, Limitada
A sociedade pode abrir e encerrar escritórios,
Que em tudo não alterado por esta escritura Certifico, para efeitos de publicação, que no delegações que julgue convenientes no país ou
pública continuam a vigorar as disposições do no estrangeiro.
dia dezanove de Setembro de dois mil e oito, foi
pacto social anterior. registado, na Conservatória dos Registos de
ARTIGO QUARTO
Está conforme. Nampula, aumento do capital social e alteração
Maputo, dezoito de Janeiro de dois mil e oito. parcial do pacto social da sociedade por quotas A sociedade tem por objecto:
— A Adjudante, Luísa Louvada Nuvunga de responsabilidade limitada denominada Office a) Construção civil de obras públicas e
Chicombe. Data Store, Limitada, matriculada sob o número actividade afins;
12 DE JANEIRO DE 2009 12 – (45)

b) Construção e venda de imobiliários; Três) A assembleia geral será convocada por For You Club Lounge, Limitada
c) Indústria e comércio de materiais de carta registada, com aviso de recepção com
construção; mínimo de trinta dias de antecedência. Certifico, para efeitos de publicação, que
d) Importação e exportação de bens de por escritura do dia dezoito de Dezembro de
ARTIGO DÉCIMO
sua actividade. dois mil e oito, lavrada de folhas cento e sete a
O sócio Nicolau Armando Mata é gerente da folhas cento e nove do livro de notas para
ARTIGO QUINTO sociedade que ora se constitui.
escrituras diversas número duzento e cinquenta
A sua duração é por tempo indeterminado e Compete à assembleia geral:
traço D do Segundo Cartório Notarial de Maputo,
tem o seu começo nesta data. a) Aprovar ou alterar o organismo da
empresa; a cargo de Isménia Luísa Garoupa, licenciada
ARTIGO SEXTO b) Deliberar sobre o balanço e o relatório em Ciências Jurídicas, técnica superior dos
de contas do exercício; registos e notariado N1 e notária do referido
Um) O capital social é de quinze mil meticais
c) Analisar a eficiência da gestão; cartório, foi constituída entre Hugo Alexandre
subdividido em três quotas das quais:
d) Definir a política empresarial a observar Carvalho Soeiro e Thani Max Cabir uma
a) Dez mil meticais, pertencentes ao sócio no exercício subsequente; sociedade por quotas de responsabilidade
Nicolau Armando Mata; e) Analisar planos de investimentos;
limitada, que se regerá pelas cláusulas constantes
b) Dois mil e quinhentos meticais, f) Decidir sobre a utilização dos lucros
dos artigos seguintes:
pertencentes à sócia Genoveva líquidos apurados, deduzidos de
Nicolau Mata; impostos e de percentagem legais ARTIGO PRIMEIRO
c) Dois mil e quinhentos meticais, para o fundo de reserva.
(Denominação)
pertencentes ao sócio Hermenegildo
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
Nicolau Mata. A sociedade adopta a denominação de For
Dois) O capital social está integralmente Um) A administração da sociedade e sua You Club Lounge, Limitada, e tem a sua sede
valorizado em dinheiro e por bens. representação em juízo ou fora dele, activa ou nesta cidade de Maputo, podendo, deliberação
Três) Por deliberação da assembleia geral e passivamente, será confiada conjuntamente aos
dos sócios em assembleia geral, abrir delegações,
desde que represente vantagens para a sociedade, sócios ou em quem eles, de comum acordo
filiais, sucursais ou outras formas de
poderão ser admitidos como sócios cidadãos delegarem, caso se trate de pessoa estranha à
sociedade. representação social no país ou no estrangeiro,
nacionais e estrangeiros.
Dois) Para que a sociedade fique obrigada é observando as disposições legais aplicáveis.
Quatro) A cessão de quotas entre os sócios é
livre, mas a estranhos à sociedade depende do necessário que os respectivos actos e documentos
sejam praticados ou assinados pelo sócio ARTIGO SEGUNDO
consentimento desta, à qual fica reservado o
gerente. (Duração)
direito de preferência na aquisição da quota,
direito esse que, se não for por ela exercido será Três) Em caso de ausência ou de impedimento
A sociedade durará por tempo indeterminado,
preferencialmente pelos sócios fundadores. de um dos sócios poderão ser delegados parte
contando o seu início a partir da data da assinatura
ou a totalidade de poderes do sócio disponível
Cinco) Em caso de falecimento, incapacidade da presente escritura.
ou em pessoa estranha à sociedade, desde que
física ou mental definitiva de qualquer um dos os sócios assim convenham.
sócios a sociedade continuará com os herdeiros ARTIGO TERCEIRO
ou representantes do sócio falecido ou ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO (Objecto social)
incapacidade que deverão constar no processo
Salvos os casos para que a lei exija O objecto social é importação e exportação,
deste, os quais nomearão entre si que a todos
expressamente outra forma, as assembleias venda a grosso e a retalho dos artigos constantes
represente na sociedade.
gerais serão convocadas por carta registada e das classes do alvará, podendo dedicar-se a
ARTIGO SÉTIMO entregue aos sócios com a antecedência mínima outras actividades desde que os sócios deliberem
de oito dias. e que sejam devidamente autorizados por lei.,
Um) O sócio que desejar ceder a sua quota,
deve comunicar à administração mediante carta organizar enventos, contratar artistas para
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
registada em que identifique o adquirente. espectáculos musicais, discoteca e bar.
Os balanços serão anuais e fechados com a
Dois) A administração fará convocar a
data de trinta e um de Dezembro. ARTIGO QUARTO
assembleia geral para deliberar sobre se a
sociedade exerce ou não o direito de preferência (Capital social)
ARTIGO DÉCIMO QUARTO
prevista no número quatro do artigo seis. O capital social é de vinte mil meticais e está
A sociedade só se dissolve nos casos fixados
ARTIGO OITAVO pela lei, dissolvendo-se por acordo dos sócios, dividido em duas quotas iguais subscritas e
todos serão seus liquidatários. realizadas em igual valor, da seguinte forma:
A assembleia geral é constituída por todos os
sócios e as suas deliberações, são obrigatórias ARTIGO DÉCIMO QUINTO a) O sócio Hugo Alexandre Carvalho
para todos os sócios. Soeiro, subscreve com a sua quota-
Em tudo o que fica omisso regularão as parte de cinquenta por cento do
ARTIGO NONO disposições em vigor e a lei de onze de Abril de
capital, o que corresponde a dez mil
mil novecentos e um e demais legislação
Um) A assembleia geral reunirá meticais;
aplicável.
ordinariamente uma vez por ano e;
Está conforme. b) O sócio Thani Max Cabir, subscreve
extraordinariamente, sempre que se revelar
necessário. com a sua quota-parte de cinquenta
Maputo, cinco de Janeiro de dois mil e oito.
Dois) A assembleia geral será convocada e — A Ajudante, Luísa Louvada Nuvunga por cento do capital, o que
dirigida pelo sócio gerente. Chicombe. corresponde a dez mil meticais.
12 – (46) III SÉRIE — NÚMERO 1

ARTIGO QUINTO ARTIGO SÉTIMO bem como sonegar o exercício de qualquer


(Suprimentos ) (Administração, gerência, deliberação e actividade de carácter comercial ou transação
representação ) comercial que possa prejudicar os negócios
Um) Não são exigíveis prestações
sociais.
suplememtares, mas qualquer dos socios poderá Um) A sociedade fica obrigada:
fazer a sociedade os suprimentos de que ela Oito) Sempre que tal aconteça os seus autores
a) Pelas assinaturas de qualquer um dos
carecer, ao juro e demais condições deliberadas serão pessoalmente responsabilizados pelos
sócios com dispensas de caução,
em assembleia geral, que poderão ou não ser excepto em actos e documentos prejuízos que causarem a sociedade,
creditados na sua conta particular. estranhos aos negócios sociais, indeminizando-o obrigatoriamente pelo dobro do
Dois) O capital social poderá ser aumentado designadamente, em letras de favor, valor em causa, para além do procedimento
utilizando os lucros provenientes dos exercícios fianças, abonações e outros actos judicial que couber, cujo impulso caberá a
anteriores, bem como recorrendo as instituições semelhantes, em actos e documentos assembleia geral.
de crédito. que dependem escpecialmente da Nove) Compete ao gerente representar à
deliberação da assembleia geral
ARTIGO SEXTO sociedade em juízo ou fora dele, activa ou
como a alteração do contrato da
passivamente, tanto na ordem jurídica interna
(Cessão e divisão de quotas) sociedade, amortização de quotas,
subscrição ou alienação de capital como internacional, praticando todos os actos
Um) A cessão, doação ou qualquer outra noutras sociedades; tendentes à prossecução dos fins sociais, desde
forma de transmissão total ou parcial de quotas b)´Pela assinatura individualizada de um que a lei ou o presente estatuto não os reservem
é livre entre os sócios, mas os estranhos ficam mandatário, nos precisos termos e para exercício exclusivo da assembleia geral.
sujeitos ao consentimento da sociedade, a qual limites do mandato.
fica reservado o direito de preferência na ARTIGO OITAVO
Dois) Os actos de mero expediente poderão
aquisição da quota a ceder direito esse que, se ser assinados por um gerente ou empregado (Resultados e sua aplicação)
não for por ela exercido durante um período devidamente autorizado. Anualmente será dado um balanço à data
de noventa dias pertecerá aos sócios Três) A assembleia geral reune-se em sessão deliberada pela assembleia geral. Aos lucros
individualmente e só depois a estranhos. ordinária uma vez por ano, nos três primeiros líquidos em cada balanço, serão deduzidos pelo
meses para apreciação ou modificação do
Dois) O sócio que pretender alinear a sua menos cinco por cento para o fundo de reservas
relatório, balanço e contas do exercício findo,
quota informará à sociedade, com minimo de legais e feitas quaisquer distribuições deliberadas
como para deliberar qualquer assunto para que
trinta dias de antecedência, por carta registada tenha sido convacada. Reune-se em sessão pela assembleia geral.
com aviso de recepção, dando a conhecer o extraordinária sempre que for necessário.
ARTIGO NONO
projecto de venda e as respectivas condições Quatro) As assembleias serão convocadas
contratuais. (Dissolução)
pelo presidente de mesa da assembleia a ser
Três) A cessão e divisão de quotas assim nomeado, por meio de carta registada com aviso Um) A sociedade não se dissolve por morte
como a sua oneração em garantia de quaisquer de recepção, telex, telefax, dirgidos aos sócios, ou interdição de qualquer dos sócios excepto
obrigações dos sócios, dependem do ou anúncio no jornal de maior circulação, com nos casos fixados pela lei.
consentimento da sociedade, sendo nulos antecedência mínima de quinze dias, salvo se
Dois) A liquidação extrajudicial da sociedade
quaisquer actos de tal natureza que contrariem o for possível reunir a totalidade dos sócios sem
presente número. será feita nos termos da lei e das deliberações da
observâncias de outras formalidades.
assembleia geral.
Quatro) Por interdição, incapacidade ou Cinco) Serão válidas as deliberações tomadas
morte de qualquer sócio, a sociedade continuará pelos socios, ainda que não reunidos em Três) No caso de dissolução da sociedade
com os capazes ou sobrevivos e representantes assembleia, desde que as mesmas constem de por acordo, serão liquidatários os sócios que
do interdito, incapaz ou herdeiro do falecido, documentos assinados por todos eles. votarem à dissolução.
devendo estes, nomear um de entre si e que a Seis) A remuneração pela gerência se ela
ARTIGO DÉCIMO
todos represente na sociedade, enquanto a houver lugar, será fixada em assembleia geral.
A assembleia geral poderá delegar no todo ou (Disposições finais)
respectiva quota se mantiver indivisa.
em parte os poderes que por lei lhe são Um) Em caso de conflitos, a assembleia geral,
Cinco) Na impossibilidade ou urgência de tal reconhecidos em um ou mais dos membros,
nomeação em tempo útil poderá ser pedido a os sócios ou os mandatarios procurarão em
estranhos ou não a sociedade, deliberando sobre
nomeação judicial de um representante cuja primeira linha, solucioná-los pela via amigável.
a dispensa ou não da caução, desde que tal
competência será do mesmo modo definido. delegação seja conferida por instrumento que Esgotado o mecanismo acima prescrito, poderá
Seis) A sociedade tem a faculdade de constem os poderes delegados. recorrer-se as instituições judiciais competentes,
amortizar as quotas pelo seu valor nominal para Paragrafo único. A delegação de poderes não ficando desde ja eleito como foro competente o
o que deve deliberar nos seguintes casos: impede a assembleia de assumir as suas Tribunal Judicial da Cidade de Maputo, com
a) Por acordo com os respectivos responsabilidades sempre que o entenda renuncia expressa a qualquer outro.
proprietários; necessário para os negócios sociais. Dois) Nos casos omissos regularão as
b) Por morte, extinção ou interdição de Sete) É expressamente proibido a qualquer disposições legais aplicáveis em vigor na
qualquer sócio; membro da assembleia geral ou sócios, bem República de Moçambique.
c) Quando qualquer quota seja objecto de como aos mandatários, obrigar a sociedade em
Está conforme.
penhora, arresto, declaração de actos e contratos estranhos aos negócios sociais,
falência, ou haja de ser vendida nomeadamente letras de favor, fianças, Maputo, vinte e dois de Dezembro de dois
judicialmente. abonações, vales ou outros actos semelhantes, mil e oito. — O Ajudante, Ilegível.
12 DE JANEIRO DE 2009 12 – (47)

Square Feets, Limitada em assembleia geral, suprimento que poderão semelhantes, em actos e documentos
ou não ser creditados na sua conta particular. que dependem escpecialmente da
Certifico, para efeitos de publicação, que por Dois) O capital social poderá ser aumentado deliberação da assembleia geral
escritura do dia treze de Outubro de dois mil e utilizando os lucros provenientes dos exercícios como a alteração do contrato da
oito, lavrada de folhas seis a folhas sete do livro anteriores, bem como recorrendo as instituições sociedade, amortização de quotas,
de notas para escrituras diversas número de crédito. subscrição ou alienação de capital
duzentos e cinquenta traço D do Segundo noutras sociedades;
Cartório Notarial de Maputo, a cargo de Isménia ARTIGO SEXTO b) Pela assinatura individualizada de
Luísa Garoupa, licenciada em Ciências Jurídicas, (Cessão e divisão de quotas) mandatário, nos precisos termos e
técnica superior dos registos e notariado N1 e limites do mandato.
notária do referido cartório, foi constituída entre Um) A cessão, doação ou qualquer outra
forma de transmissão total ou parcial de quotas Dois) Os actos de mero expediente poderão
Jerry Anil Melwani e Rachelle Guizella, uma
é livre entre os sócios, mas os estranhos ficam ser assinados por um gerente ou empregado
sociedade por quotas de responsabilidade
sujeitos ao consentimento da sociedade, a qual devidamente autorizado.
limitada, que se regerá pelas cláusulas constantes
fica reservado o direito de preferência na Três) A assembleia geral reune-se em sessão
dos artigos seguintes:
aquisição da quota a ceder direito esse que, se ordinária uma vez por ano, nos três primeiros
ARTIGO PRIMEIRO não for por ela exercido durante um período de meses para apreciação ou modificação do
(Denominação) noventa dias pertecerá aos sócios inividualmente relatório, balanço e contas do exercício findo,
e só depois a estranhos. como para deliberar qualquer assunto para que
A sociedade adopta a denominação de Square Dois) sócio que pretender alinear a sua quota tenha sido convacada. Reune-se em sessão
Feets, Limitada, e tem a sua sede nesta cidade de informará à sociedade, com mínimo de trinta dias extraordinária sempre que for necessário.
Maputo, podendo deliberação dos sócios em de antecedência, por carta registada com aviso Quatro) As assembleias serão convocadas
assembleia geral, abrir ou execer delegações, de recepção, dando a conhecer o projecto de pelo presidente de mesa da assembleia por meio
filiais, sucursais ou outras formas de venda e as respectivas condições contratuais. de carta registada com aviso de recepção, telex,
representação social no país ou no estrangeiro, Três) A cessão e divisão de quotas assim telefax, dirigidos aos sócios, ou anúncio no jornal
cuja existência se justifique observadas as como a sua oneração em garantia de quaisquer de maior circulação, com antecedência minima
disposições legais aplicáveis. obrigações dos sócios, dependem do de quinze dias, salvo se for possivel reunir a
consentimento da sociedade, sendo nulos totalidade dos sócios sem observâncias de outras
ARTIGO SEGUNDO
quaisquer actos de tal natureza que contrariem o
(Duração) formalidades.
presente número.
Cinco) Serão validas as deliberações tomadas
A sociedade durará por tempo indeterminado, Quatro) Por interdição, incapacidade ou
pelos sócios, ainda que não reunidos em
contando o seu início a partir da data da assinatura morte de qualquer sócio, a sociedade continuará
assembleia, desde que as mesmas constem de
da presente escritura. com os capazes ou sobrevivos e representantes
documentos assinados por todos eles.
do interdito, incapaz ou herdeiro do falecido,
ARTIGO TERCEIRO devendo estes, nomear um de entre si e que a Seis) A remuneração pela gerência se a ela
(Objecto social) todos represente na sociedade, enquanto a houver lugar, será fixada em assembleia geral.
respectiva quota se mantiver indivisa. A assembleia geral poderá delegar no todo ou
O objecto social é importação e exportação, em parte os poderes que por lei lhe são
Cinco) Na impossibilidade ou urgência de tal
venda a grosso e retalho dos artigos constantes reconhecidos em um ou mais dos membros,
nomeação em tempo útil poderá ser pedido a
das classes I, II, III, IV, V, VIII, IX, XII, XIV, estranhos ou não a sociedade, deliberando sobre
nomeação judicial de um representante cuja
XV e XVI, podendo dedicar-se a outras
competência será do mesmo modo definido. a dispensa ou não da caução, desde que tal
actividades desde que os sócios concordem e
Seis) A sociedade tem a faculdade de delegação seja conferida por instrumento
que sejam devidamente autorizados por lei.
amortizar as quotas pelo seu valor nominal para bastante e dele constem os poderes delegados.
ARTIGO QUARTO o que deve deliberar nos seguintes casos: Paragrafo único. A delegação de poderes não
a) Por acordo com os respectivos impede a assembleia de assumir as suas
(Capital social)
proprietários responsabilidades sempre que o entenda
O capital social, é de vinte mil meticais e está necessário para os negocios sociais.
b) Por morte, extinção ou interdição de
dividido em duas quotas iguais subscritas e Sete) É expressamente proibido a qualquer
qualquer sócio
realizadas da seguinte forma: membro da assembleia geral ou sócios, bem
c) Quando qualquer quota seja objecto de
a) O sócio Jerry Anil Melwani, subscreve penhora, arresto, declaração de como aos mandatários, obrigar a sociedade em
com a sua quota-parte de cinquenta falência, ou haja de ser vendida actos e contratos estranhos aos negócios sociais,
por cento do capital o que judicialmente. nomeadamente letras de favor, fianças,
corresponde a dez mil meticais; abonações, avales ou outros actos semelhantes,
b) O sócio Rachelle Guizella Blas, ARTIGO SÉTIMO bem como sonegar o exercício de qualquer
subscreve com a sua quota-parte de (Administração, gerência, deliberação e actividade de carácter comercial ou transação
cinquenta por cento do capital, o que representação ) comercial que possa prejudicar os negócios
corresponde a dez mil meticais. Um) A sociedade fica obrigada: sociais.
a) Pelas assinaturas de qualquer um dos Oito) Sempre que tal aconteça os seus autores
ARTIGO QUINTO
sócios que desde já ficam nomeados serão pessoalmente responsabilizados pelos
(Suprimentos )
gerentes com dispensas de caução, prejuizos que causarem a sociedade,
Um) Não são exigíveis prestações excepto em actos e documentos indeminizando-o obrigatoriamente pelo dobro do
suplememtares, mas qualquer dos sócios poderá estranhos aos negócios sociais, valor em causa, para alem do procedimento
fazer à sociedade os suprimentos de que ela designadamente, em letras de favor, judicial que couber, cujo impulso caberá a
carecer, ao juro e demais condições deliberadas fianças, abonações e outros actos assembleia geral.
12 – (48) III SÉRIE — NÚMERO 1

Nove) Compete ao gerente representar a Iain Ponton uma sociedade unipessoal por quotas ARTIGO SEXTO
sociedade em juízo ou fora dele, activa ou de responsabilidade limitada, que se regerá nas Assembleia geral
passivamente, tanto na ordem jurídica interna cláusulas constantes dos artigos seguintes:
como internacional, praticando todos os actos A assembleia geral reúne-se ordinariamente uma
tendentes à prossecução dos fins sociais, desde ARTIGO PRIMEIRO vez por ano, para apreciação e aprovação do
que a lei ou o presente estatuto não os reservem balanço e das contas do exercício, bem como
Denominação e sede para deliberação sobre outros assuntos para
para exercício exclusivo da assembleia geral. os quais tenha sido convocada e,
A sociedade adopta a denominação Ponty
Leisure & Boating, Limitada. É uma sociedade extraordinariamente sempre que se mostre
ARTIGO OITAVO
unipessoal por quotas de responsabilidade necessário.
(Resultados e sua aplicação)
limitada com sede em Vilankulo, na província
Anualmente será dado um balanço à data ARTIGO SÉTIMO
de Inhambane, podendo, por deliberação da
deliberada pela assembleia geral. Aos lucros assembleia, mudar a sede para outro ponto do Administração e gerência
liquidos em cada balanço, serão deduzidos pelo território nacional ou estrangeiro, poderá ainda Administração e gerência da sociedade e sua
menos cinco por cento para o fundo de reservas criar ou encerrar sucursais, filiais, delegações, representação, em juízo e fora dele, activa e
legais e feitas quaisquer distribuições deliberadas agências ou outras formas de representação passivamente, será exercida pelo sócio
pela assembleia geral. social onde e quando for necessário desde que unicamente, com dispensa de caução, bastando
deliberado em assembleia geral. a sua assinatura para obrigar a sociedade em
ARTIGO NONO todos os actos e contratos, o mesmo poderá
(Dissolução) ARTIGO SEGUNDO delegar total ou parcialmente os seus poderes
Duração em pessoas de sua confiança ou escolha, mediante
Um) A sociedade não se dissolve por morte uma acta ou procuração com poderes suficientes
ou interdição de qualquer dos sócios excepto A sociedade durará por tempo indeterminado, para tal.
nos casos fixados pela lei. contando o seu começo a partir da data da
Dois) A liquidação extrajudicial da sociedade assinatura da escritura pública. ARTIGO OITAVO
será feita nos termos da lei e das deliberações da Amortização de quotas
assembleia geral. ARTIGO TERCEIRO
Três) No caso de dissolução da sociedade A sociedade fica com a faculdade de amortizar
Objecto social
por acordo, serão liquidatários os sócios que as quotas:
votarem à dissolução. A sociedade tem como objecto social aluguer a)Por acordo com os respectivos
de barcos de recreio, pesca desportiva, mergulho, proprietários;
ARTIGO DÉCIMO logística de embarcações, compra de diversos b) Quanto a morte de qualquer um dos
sócios;
(Disposições finais) materiais e produtos de consumo, equipamentos
c) Quando qualquer quota for penhorada,
e acessórios de motores de barcos assim como arrestada ou por qualquer outro
Um) Em caso de conflitos, a assembleia geral, de pesca; consultoria e gestão de empresas,
os sócios ou os mandatarios, procurarão em meio apreendida judicialmente.
agenciamento de viagens por embarcações;
primeira linha, solucioná-los pela via amigavel. ARTIGO NONO
importação e exportação, etc.
Esgotado o mecanismo acima prescrito, poderá
recorrer-se as instituições judiciais competentes, A sociedade poderá ainda exercer outras Balanço de contas
ficando desde ja eleito como foro competente o actividades conexas, complementares ou Anualmente será dado um balanço fechado
Tribunal Judicial da Cidade de Maputo, com subsidiárias do objecto principal, participar no com a data de trinta e um de Dezembro, os lucros
renuncia expressa a qualquer outro. capital social de outras sociedades ou empresas, líquidos apurados em cada balanço, depois de
Dois) Nos casos omissos regularão as desde que esteja devidamente autorizada e que a deduzidos cinco por centos, para o fundo de
disposições legais aplicáveis em vigor na assembleia geral tenha assim deliberado. reserva legal, o remanescente será para o sócio
República de Moçambique. na proporção da sua quota.
ARTIGO QUARTO
Está conforme. ARTIGO DÉCIMO
Maputo, vinte e dois de dezembro de dois Capital social
Morte ou interdição
mil e dois. — O Ajudante, Ilegível. O capital social, integralmente realizado e Em caso de morte, incapacidade física ou
subscrito em dinheiro, é de cinquenta mil mental definitiva ou interdição do sócio a sua
meticais, correspondente à soma de duas quotas parte social continua com os herdeiros ou
Ponty Leisure & Boating, iguais de cinquenta por cento do capital social, representantes legais nomeando um que
correspondente a uma única quota de cem por represente a todos na sociedade, enquanto a quota
Limitada manter-se indivisa.
cento, pertencente a Empresa Distinctive Choice
Certifico, para efeitos de publicação, que por 1277, com sede na África do Sul, representada ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
escritura de vinte de Novembro de dois mil e pelo senhor Alastair Iain Ponton. Casos omissos
oito, exarada de folhas quinze a dezasseis do Em tudo quanta fica omisso regularão as
ARTIGO QUINTO
livro de notas para escrituras diversas número disposições legais e aplicáveis na República de
vinte e cinco da Conservatória dos Registos de Cessão de quotas Moçambique.
Vilankulo, a cargo de Orlando Fernando A cessão de quotas é livre para o sócio, mas Está conforme.
Messias, ajudante D de primeira e substituto para estranhos carece do consentimento da Conservatória dos Registos de Vilankulo,
legal do conservador em pleno exercício de sociedade a qual é concedido o direito de vinte e seis de Novembro de dois mil e oito. —
funções notariais, foi constituída por Alastair preferência. O Ajudante, Ilegível.

Preço — 13,00 MT

IMPRENSA NACIONAL DE MOÇAMBIQUE


12 DE JANEIRO DE 2009 12 – (49)

Você também pode gostar