Você está na página 1de 8

2ª LISTA DE EXERCÍCIOS

I- SUBESPAÇOS VETORIAIS: INTERSEÇÃO, SOMA E SOMA DIRETA. COMBINAÇÃO LINEAR.


SUBESPAÇOS FINITAMENTE GERADO.

3
1) Considere os vetores v 1 = (1,2,1) e v 2 = (0,1,−1) em R e faça o que se pede:

I. Determine:

a) uma combinação linear de v 1 e v2 .


b) o conjunto de todas as combinações lineares de v 1e v 2 , ou seja, o subespaço gerado por v1 e v 2 .

II. Verifique se v = ( −1,0,1) ∈ [v1, v 2 ] .

III. Classifique em verdadeiro ou falso as seguintes afirmativas:


a) v1 e v 2 são geradores de [v1, v 2 ] b) 2v1 e v 2 são geradores de [v1, v 2 ]
3
c) v1 e v 2 geram o R .
3
d) w = (1,3,0) pode ser escrito como combinação linear de v1 e v 2 ,logo v 1, v 2 , w geram o R .

e) v =(x,y,z) ∈ [v1, v 2 ] ⇒ z = 3x-y f) v 1 ∈ [v 1, v 2 ] g) [v 2 ] ⊂ [v 1, v 2 ] .

2) Considere os vetores v 1 = t 2 − 1 e v 2 = −t 2 + 2t de P2 (R) . Faça o que se pede:

I. Determine as condições que se deve ter para que o vetor xt 2 + yt + z pertença ao subespaço [v1, v 2 ] .

II. Se v = xt 2 + yt + z satisfaz as condições do item I, qual é a combinação linear de v1 e v 2 que é igual a v ?

III. Escreva, se possível, w = t 2 + 2t − 2 como combinação linear de v1 e v 2 .

3) Determine, se possível, as equações que caracterizam os seguintes subespaços.Verifique se Wi é um

subespaço próprio de Vi .

a) V1 = R 2 ,W1 = [(2,−2), (−1,1)] b) V2 = R 3 ,W2 = [(101), (−1,0 − 1, (1,2,1)]

1 2   0 3  0 0 
c) V3 = R 3 ,W3 = [(1,−1,0), (0,1,0), (0,0,1)] d) V4 = M 2 ( R) ,W4 =  ,  ,  
 0 1  0 1   2 0 

e) V5 [
= P2 ( R ) ,W5 = t 2 , t + 1, t ] f) V6
1 0   0 1   0 0   0 0 
= M 2 ( R),W6 =  ,  ,  ,  
 0 0   0 0   − 1 0   0 − 1
g) V7 [
= P3 ( R ) ,W7 = t 3 , t 2 , t , 1]
4) Em cada item a seguir, encontre o menor número de geradores para subespaço [v1, v 2 ,K, v n ] .

1 0  1 − 1 0 1 
a) v 1 = (1,2), v 2 = ( −1,−2) e v 3 = (3,6) b) v1 =  , v 2 =   e v 3 =  
 0 1 0 2   0 − 1

c) v1 = t 2 + 1, v 2 = t + 1, v 3 = 2t 2 + 1 e v 4 = 2 d) v 1 = (1,0,0) , v 2 = (0,1,0) , v 3 = (0,0,1) e v 4 = (1,2,3)


5) Considere os vetores v1, v 2 e v 3 do exercício anterior, item b, e faça o que se pede:

3 7 
a) t =   como combinação linear de v1, v 2 e v 3 . Esta combinação linear é única?
0 − 4
b) t como combinação linear de v1 e v 2 . Esta combinação linear é única?

3 0
c) r =   como combinação linear de v1, v 2 e v 3 .
0 1 
6) Determine um conjunto de geradores para os seguintes subespaços:

{
a) W = ( x, y, z) ∈ R 3 ; x + z = 0 e x − 2y = 0 }
b) W = {( x, y, z) ∈ R 3
; x + 2 y − 3z = 0 }
 a b  
c) W =   ∈ M 2 (R) ; a + c = 0 e d = 0
 c d  

{
d) W = xt 3 + yt 2 + zt + w ∈ P3 (R ); y = z e x = 0 }
3
7) Considere os subespaços de R :

{ } { } {
V1 = ( x, y, z) ∈ R 3 ; x = y ; V2 = ( x, y, z) ∈ R 3 ; x = y = z e V3 = ( x, y , z ) ∈ R ; z = 0
3
}
I. Determine: a) V1 ∩ V2 b) V1 ∩ V3

II. Verifique que: a) V1 ∪ V2 é subespaço de R3 b) V1 ∪ V3 não é subespaço de R3

8) Considere os subespaços U e W de V, tais que: U = [u1, u 2 ] e W = [w 1, w 2 , w 3 ] .

I. Verifique que: a) U + W ⊂ [u1, u 2 , w 1, w 2 , w 3 ] b) [u1, u 2 , w 1, w 2 , w 3 ] ⊂ U + W

II. O que você pode concluir do item I ?

9) Em cada item a seguir, faça o que se pede:


I.Determine um conjunto de geradores de U+W.
II.Verifique se: a) U+W = V b) U+W é soma direta.

{ } {
( i ) V = R 4 , U = ( x, y, z, w ) ∈ R 4 ; x + y = w − z = 0 e W = ( x, y, z, w ) ∈ R 4 ; z = 0 = w }
( ii ) V = P (R ) , U = {xt + yt + z ∈ P (R) ; x − y = 0} e W = [t − 1, t + 1]
2
2
2
2

 1 0   0 1   0 1 
( iii ) V = M 2 (R) , U =  ,   e W =  
 − 1 0   − 1 0   0 0 

{ }
( iv ) V = R 3 , U = ( x, y, z) ∈ R 3 ; x − y = z e W = [(1,−1,−1)]

 1 0   0 1   0 0    1 1   0 0  
( v ) V = M 2 (R) , U =  ,  ,   e W =  ,  
 0 0   0 0   − 1 0   0 0  1 1 
II- DEPENDÊNCIA E INDEPENDÊNCIA LINEAR. BASE E DIMENSÃO DE UM ESPAÇO VETORIAL.
TRANSFORMAÇÕES LINEARES.

10) Verifique se são verdadeiras ou falsas as afirmações abaixo :


a) Dois vetores são L.D. se, e somente se, um deles é múltiplo do outro.
b) Um conjunto que contém um subconjunto de vetores L.D. é L.D. .
c) Um subconjunto de um conjunto L.I. pode ser L.D. .
d) Se {u1, u2 , u3 } é L.I. então {u3 , u 2 , u1} é L.I. .
e) Se w 1 ∈ w 2 , w 3 então {w1 , w 2 , w 3 } é L.D. .
f) Se w 1 , w 2 = w 1 , w 2 , w 3 então {w1 , w 2 , w 3 } é L.D. .
g) Se {w1 , w 2 , w 3 } é L.I. então w 1 , w 2 = w 1 , w 2 , w 3 .

11) Verifique se os conjuntos de vetores dados a seguir são L.I. ou L.D.:


4
{( )(
a) V= R , S1 = 1,-2,4,1 , 2,1,0,-3 , 0,-5,8,5 )( )}
  2 1 -1   2 - 2 1   4 -1 0  
b) V= M 2x3 ( R) , S2 =    ,   ,   
  3 - 2 4   - 2 0 - 7  1 - 2 - 3  
c) V= P3 (R), S 3 ={t3-4t2+2t+3, t3+2t2+4t-1, 2t3-t2-3t+5}.
d) V= P2 (R), S 4 ={3t + 4, t2+1}.

12) Considere os vetores de M 2 ( R ) dados a seguir:


1 2   2 x  -1 - 2 2 4  1 3 
v 1 =   , v 2 =   , v 3 =   , v 4 =   e v 5 =  
 0 0   - 1 0   y 2   2y z   2 4 
Determine, se possível, os valores de x, y e z para que cada item abaixo seja verdadeiro.
a) {v1, v 4 } é L.I. b) {v1, v 2 } é L.I c) {v1, v 2 , v 4 } é L.D. d) {v1 , v 2 , v 3 } é L.I.
e) {v1 , v 2 , v 3 , v 4 } é L.D f) {v1 , v 2 , v 3 , v 4 , v 5 } é L.I.

13) Verifique se os conjuntos dados a seguir são base para os respectivos espaços.
Caso não sejam bases, justifique o porquê.
a) V1 = R , S1 = {(1,-1), (- 2,2 )} b) V2 = R , S 2 = {(1,1,0 ), (0,0,1)}
2 3

c) V3 { }
= P2 (R), S3 = t 2 - 1, t + 2, 5 d) V4 = M 2x3 (R),S4 = { 
1 0 1   0 1 1   0 0 0 
 ,   ,   }
 0 0 1   0 0 0   0 1 2 
1 0   0 - 1   0 0   0 0   0 0 
e) V5 = M 2 ( R ) , S5 = {   ,   ,   ,   ,   }
 0 0   0 0   2 0   3 - 1   1 0 

14) Determine uma base e a dimensão dos seguintes subespaços vetoriais:


[( )( )(
a) W = 1,0,0 , 0,5,-2 , 7,0,2 , 3, Π,2
1 )( )]
b) W2 = (1,0,3), (0,-1,2), (1,-1,5) [ ]
 x y  
c) W3 =    ∈ M 2 ( R ) ; x + z – y = 0  d) W4 = t3 + t2 , t2 - 2 t , 1
 z w  
e) W5 {
= (x, y, z, w ) ∈ R 4 ; z = w e y = 2 x }
15) Determine uma base para os espaços dados a seguir, contendo os respectivos conjuntos de vetores.
a)V1 = R 3 , S1 = {(1,2,0 ), (0,1,-1)} b)V2 = P2 (R), S 2 = {t + 1, 2t - 1}.

16) Em cada item, encontre as coordenadas do vetor v i em relação a base α i do subespaço Wi.

a) α 1 = {(1,1,1), (0,1,0)}, v1 = (3,2,3) b) α 2 { }


= t 2 , t + 1 , v 2 = -2t 2
1 1   0 - 1  1 - 1   −1 0 
c) α 3 =  ,  ,    , v 3 =  
1 0  1 0   0 0   - 2 0
17) Sendo [ ]
W = t 2 + 1, 2t, 2t 2 - 2t + 2 ,encontre um subespaço U d e P2 ( R) tal que
P2 ( R) = W ⊕ U .
18) SejamW1 e W2 subespaços de R5. Determine, justificando a dim W2 ,
sabendo que: W1 ∩ W2 = [(1,-1,-2,0,0 ), (2,1,-1,0,0), (1,2,1,0,0 )] , dim(W1+W2) = 4 e
{(1,2,1,0,0), (0,1,1,0,0)} é uma base de W1.
19) Sabendo que R = V ⊕ W, V = [(1,2,3,4 ), (3,6,9,12 )] ,determine a dimensão de W .
4
20) Sejam U e W subespaços do espaço vetorial V , de dimensão igual a 6.
I. Se dim U = 4 e dim W =5 ,mostre que U ∩ W ≠ ∅ .
II. Se dim U = dim W=4 , encontre as dimensões possíveis para U ∩ W .
21) Dê, se possível, exemplos de:
3 3
a) Um conjunto L.I. de 3 vetores do R que não geram o R .
b) Um conjunto L.D. de 3 vetores de M 2 ( R) .
c) Um subespaço U de R ,tal que U ≠ R e d i m U = 4.
4 4

5
d) Dois subespaços U e W de R , tais que dim U = dim W = 3 e U ⊕ W.
Caso seja impossível, justifique sua resposta.

22)Verifique se as transformações dadas a seguir são lineares:


( )
a) T1 : R 3 → R 2 , T1 (x, y, z ) = x 2 , y .
b) T2 : R 2 → R 3 , T2 (x, y ) = (x + y, x,0 ).
c) T3 : R 3 → R , T3 (x, y, z ) = 2x - 3y + 4z.
d) T4 : V → V , T4 (v ) = -v.
 x + 2y 0 
e) T5 : R 2 → M 2 (R) , T5 (x, y ) =  .
1 y 
x + y y 
f)T7 : P3 (R) → M 2 (R) , T7 (xt 3 + yt 2 + zt + w) =  .
- z w + z
a b
 
g) T8 : M 2x3 (R) → R , T8  c d  = (- a + c, b + c ).
2
e f 
 
h) T9 : Pn (R) → Pn (R), T9 (p) = p' , p' representa a derivada do polinômio p .

23) Para cada uma das transformações lineares dadas a seguir determine:
i)a lei de definição. ii)Núcleo e uma base da Imagem.
a) T1 : R → R , tal que T 1 (1,2 ) = (3,-1,5) e T 1 (0,1) = (2,1,-4).
2 3

b) T2 : R 3 → R 2 , tal queT2 (1,0,0 ) = (2,0 ), T2 (0,1,0 ) = (1,1) e T2 (0,0,1) = (0,-1).


c) T3 : P2 ( R ) → R 2 , tal que T 3 (t 2 ) = (5,7 ), T3 (t) = (0,5) e T3 (1) = (0,1).
1 0 0  2 0 0   0 01 
d) T4 : R 3 → M 2x3 (R), tal que T 4 (1,0,3) =  , T4 (0,1,2 ) =   e T4 (0,0,1/3) =  .
 3 4 5  6 9 10   0 0 5
1 0   0 1 - 2 0
e) T5 : P2 (R) → M 2 (R), tal que T 5 (t 2 - 1) =  , T 5 (t) =   e T 5 (-2) =  .
 2 0  0 1  0 - 2
1 0  01   0 0  0 - 1
f) T6 : M 2 (R) → R, tal que T 6   = 3, T 6   = 0, T 6   = 1 e T 6   = 3.
0 2 0 0  21  0 3 
24) Dê, se possível, os exemplos abaixo. Caso não seja possível, justifique.
a) T1:R → P2(R) linear, tal que Im( T1 )=[(1,2,3),(4,5,6)].
3

1 0 
b) T2 : M 2 (R) → R 3 linear, tal que N (T 2 ) =   e Im(T2 ) = [(3,1,0 ), (0,-1,0)].
 0 1
1 0 
[
c) T3 : M 2 (R) → P2 (R) linear, tal que N (T3 ) =   e Im(T3 ) = t 2 , t + 2,1 . ]
1 0 
d) T4:R → R linear, tal que N( T4 )=[(1,2)] e Im( T4 )=[(1,1,0)].
2 3

e)Uma aplicação linear injetora T5:R → R .


3 2

f)Uma aplicação linear sobrejetora T6:R → R .


2 3

g)Uma aplicação linear T7 :V → W, tal que Im( T7 )={0}.


h) T8:R → R linear, tal que
3 3
{ }
N (T8 ) = (x, y, z ) ∈ R 3 ; z + y = 0 .
i) Um subespaço U de M 2(R),tal que a aplicação linear injetora T9:P2 (R) → U seja um
isomorfismo.

25) Seja T:V → V uma transformação linear. Sabendo-se que dimV=5 e dim[N(T) ∩ Im(T)]=2, determine, justificando
dim[ N(T)+Im(T)]. A transformação T pode ser injetora? Justifique.

 x y   2x 0 
26) Seja T: M 2(R)→ M 2(R), definida por T  =   .
z w  - z y + w 
I. Determine: a)N(T) e Im(T). II. Verifique se N(T) ⊕ Im(T) = M 2 (R).
b)N(T) ∩ Im(T).
c)dim[N(T)+Im(T)].
27) Verifique em cada caso se a transformação linear Ti é um isomorfismo e em caso afirmativo, determine a
transformação inversa de Ti .
a) T1 : R 3 → R 3 , tal que T 1 (1,2,1) = (1,2,3), T1 (0,1,0 ) = (2,1,5) e T1 (0,4,1) = (0,3,2 ).
3 2
( )
b) T2 : P2 (R) → R , tal que T 2 xt + yt + z = x, y, z( )
c) T3:R 3 → P2(R),tal que T 3(x,y,z)= 2xt2 +(4x- y)t +(2x +3y -z)1 .
 11   0 1
d) T4 : R 4 → M 2 (R), tal que T 4 (1,0,0,0) =  , T4 (01,0,0) =  ,
 0 0 1 0 
0 0 1 0 
T4 (0,0,1,0) =   e T4 (0,0,0,1) =  .
 11   0 1
e) T5:R → R ,definida por T5 (x,y)= (x-y,x-y).
2 2
RESPOSTAS ( 2a LISTA DE EXERCÍCIOS )

{
1) I.a) av 1 + bv 2 , ∀ a,b ∈ R. b) [v1, v 2 ] = ( x, y, z) ∈ R 3 ; y + z − 3 x = 0 }
II. v ∉ [v1, v 2 ] .
III. a)V b)V c)F d)F e)V f)V g)V
2) I. xt 2 | yt + z ∈ [v1, v 2 ] ⇔ z + x + = 0 .
y
2


( ) (
y
2
 y
)
II. v = xt 2 + yt + z =  x +  t 2 − 1 + − t 2 + 2t .
2
III. w = t + 2t − 2 = 2(t − 1) + (− t + 2t ) .
2 2 2

3) a) W = {( x, y ) ∈ R ; x = − y}, daí W é subespaço próprio de R


1
2
1
2

b) W = {( x, y, z) ∈ R ; z = x}, daí W é subespaço próprio de R


2
3
2
3

c) W3 = R 3
 x y  
d) W4 =   ∈ M2 (R); y + x − 3 w = 0 , daí W4 é subespaço próprio de M2 (R) .
 z w  
e) W5 = P2 (R ) f) W6 = M2 (R ) g) W7 = P3 (R)

4) a) [v1, v 2 , v 3 ] = [v1] = [v 2 ] = [v 3 ] b) [v1, v 2, v 3 ] = [v1, v 2 ]


c) [v1, v 2 , v 3 , v 4 ] = [v1, v 2 , v 3 ] d) [v1, v 2 , v 3 , v 4 ] = [v1, v 2 , v 3 ]

3 7  1 0  1 − 1  0 1 
5) a)   = (10 − c )  + (− 7 + c )  + c  , c ∈ R .
0 − 4  0 1  0 2  0 − 1

3 7  1 0  1 − 1 
b)   = 10  + ( −7)  c)Impossível, pois r ∉ [v 1, v 2 , v 3 ] .
0 − 4  0 1  0 2

6) a)W = [(1,1/2,-1)]
 − 1 0   0 1 
b) W = [(-2,1,0),(3,0,1)] c)W =  ,   [ ]
d) W = t 2 + t,1
 1 0   0 0 
7) I. a) V1 ∩ V2 = [(1,1,1)] {
b) V1 ∩ V2 = ( x, y, z) ∈ R 3 ; x = y e z = 0 }
II. a) Como V2 ⊂ V1 ,então V1 ∪ V2 = V1 , logo V1 ∪ V2 é subespaço de R3
b)
8) I. a) Seja v ∈ U + W ,então existem u ∈ U e w ∈ W , tais que v = u + w .
Por outro lado, como u ∈ U e w ∈ W, podemos escrever: u = a1u1 + a 2u 2
e w = b1w 1 + b 2 w 2 + b 3 w 3 . Daí, v = a1u1 + a 2 u 2 + b1w 1 + b 2 w 2 + b 3 w 3 , ou seja,
v pertence [u1, u2 , w 1, w 2 , w 3 ] , logo U + W ⊂ [u1, u2 , w 1, w 2 , w 3 ]
b) Seja v ∈ [u1, u2 , w1, w 2 , w 3 ] , daí temos:
v = a1u1 + a 2 u 2 + b1w 1 + b 2 w 2 + b 3 w 3 = (a1u1 + a 2 u 2 ) + (b1w 1+b 2 w 2 + b 3 w 3 ) .
Como a1u1 + a 2 u 2 ∈ U e b1w 1 + b 2 w 2 + b 3 w 3 ∈ W temos que v ∈ U + W .
Logo [u1, u2 , w 1, w 2 , w 3 ] ⊂ U + W .
II. U + W = [u1, u2 , w 1, w 2 , w 3 ] .
{ }
9) ( i ) U + W = ( x, y, z, w ) ∈ R 4 ; w = z , U ∩ W = [( −1,1,0,0)] ,assim U + W não é soma direta e U + W ≠ R 4 .
[ ]
( ii ) U + W = P2 (R ), U ∩ W = t 2 + t , daí U + W não é soma direta.
 x y    0 0 
( iii ) U + W =   ∈ M2 (R ); w = 0  e U ∩ W =   ,
 z w    0 0 
daí U + W não é soma direta pois U + W ≠ M2 (R ) .
( iv ) U + W = R 3 , U ∩ W = {(0,0,0)} , daí U ⊕ W = R3 .
1 1 
( v ) U + W = M 2 (R) , U ∩ W =   , daí U + W não é direta.
 0 0 
10) a)V b)V c)F d)V e)V f)V g)F.
11) a)L.D. b)L.D. c)L.I. d)L.I. e)L.I.
12) a)y ≠ 0 ou z ≠ 0 b)x ∈ R c)x = 2 e z = 0 ou x ≠ 2 e y = 0 = z.
d) x, y ∈ R e)x = 2 ou y = 0 ou z = 4 f)impossível.
2
13) a) S1 não é base de R porque os vetores são L.D.
3 3
b) S2 não é base de R porque não geram o R c) S3 é base de P2 ( R)
d) S4 não é base de M 2x3 ( R) porque não geram o M 2x3 ( R) .
e) S5 não é base de M 2 ( R) porque os vetores são L.D.

14)
a) α1 = {(1,0,0 ), (0,5,-2), (7,0,2 )}, dim W1 = 3 b) α 2 = {(1,0,3), (0,-1,2)}, dim W2 = 2
1 1   - 1 0   0 0 
c) α 3 =  ,  ,  , dim W3 = 3 { }
d) α 4 = t 3 + t, t 2 - 2t,1 , dim W4 = 3
 0 0   1 0   0 1 
e) α 5 = {(1,2,0,0 ), (0,0,1,1)}, dim W5 = 2.

15)
a) α1 = {(1,2,0 ), (0,1,-1), (x, y, z )}, o n d e z + y − 2 x ≠ 0
{ }
b ) α 2 = t + 1,2t - 1, xt 2 + yt + z , o n d e x ≠ 0
- 1
 3  − 2
16) a)[v1 ]α =   b) [v 2 ]α =   c ) [v 3 ]α = - 1
- 1 0   0 
17) [ ]
U = at 2 + bt + c , c o m a ≠ c.
18) Observe que: dim (W1 + W2 ) = dim W1 + dim W2 − dim W1 ∩ W2 .
Como dim W1 = 2 , d i m W1 ∩ W2 = 2 e dim W1 + W2 = 4, daí dim W2 = 4
19) dim W =3.
20) Observe inicialmente que:dim(U+W) ≤ dim V=6.
Então: dim U ∩ W=dim U + dim W - dim(U+W) ≥ 4 + 5 - 6.
Daí, dim U ∩ W ≥ 3, logo U ∩ W ≠ {0}.
II.É verdade que:U ⊆ U+W ⊆ V. Assim, 4 ≤ dim U+W ≤ 6.
Então por dim U ∩ W= dim U + dimW - dim(U+W),temos que:
dim(U ∩ W) pode ser: 4, 3 ou 2.
1 0   0 1  1 1 
21) a) Impossível b) S =  ,  ,   c) Impossível.
 0 0   0 0   0 0 
d) Impossível, pois se U ⊕ W = R , temos que:
5
U ∩ W = {0} e U + W = R 5 ,
então, dim (U + W ) = dim U + dim W - dim U ∩ W
5 = 3 + 3 - 0 (absurdo).
22) As transformações dos itens b,c,d,f,g,h e i são lineares e as transformações a e e não são lineares.
23)
a) T1 (x, y) = (2y - x, y - 3x, 13x - 4y ), N(T1 ) = {0} e α1 = {(3,-1,5)(2,1,-4)}.
b) T2 (x, y, z ) = (2x + y, y - z ), N(T2 ) = [(- 1/2, 1, 1)] e α 2 = {(2,0 ), (1,1)}.
c) T3 (xt 2 + yt + z) = (5x, 7x + 5y + z ), N(T3 ) = [t - 5] e α 3 = {(5,7 ), (0,5)}.
 x + 2y 0 3z - 9x - 6y  1 0 0   2 0 0   0 0 1 
d) T4 (x, y, z ) =  , N(T4 ) = {(0,0,0 )} e α 4 =  ,  ,   .
 3x + 6y 4x + 9y 15 z - 40x - 20y   3 4 5   6 9 10   0 0 5 

( )  2x + z y
e) T5 xt 2 + yt + z = 

 , N(T5 ) = {0} e
1 0   0 1  - 2 0 
α 5 =  ,  ,   .
 2x x + y + z   2 0   0 1  0 - 2 
x y  1 0   0 1   0 0 
f) T6   = x + w , N(T6 ) =  ,  ,   e α 6 = {3}.
z w  0 - 1  0 0  1 0 
24) a) T1 (1,0,0)=(1,2,3), T1 (0,1,0)=(4,5,6) e T1 (0,0,1)=(5,7,9).
b)Impossível, pois dim N( T2 )=1,dim Im( T 2 )= 2 e 1+2 ≠ dim M 2 (R).
1 0  0 1  1 0  0 0
c) T 3   = t 2 , T 3   = t + 2 , T 3   = 0 e T 3   = 1.
0 0 0 0 1 0  0 1 
d) T4 (1,0) = (1,1,0) , T4 (1,2) = (0,0,0) .
3
e) Impossível, pois dim Im( T5 )### 2, assim dim N( T5 )=dim R -dim Im( T5 )###1.
Daí, T5 não seria injetora.
2
f) Impossível, pois dim Im( T6 )=dim R - dim N( T6 )### 2 , como Im T6 ⊆ R 3 ,temos que T6
não é sobrejetora.
g)A função T7 é a função identicamente nula ,isto é , T7 (v)=0, ∀ v ∈ V.
h) T8 (1,0,0)=(0,0,0), T8 (0,1,-1)=(0,0,0) e T8 (0,0,1)=(1,0,0).
1 0   0 1   0 0 
i)O subespaço U de M 2 (R) deve ter dimensão três, por exemplo U =  ,  ,   .
 0 0   0 0  1 0 
25) Como dim N(T)+dim Im(T)= dimV=5, temos:
dim[N(T)+Im(T)]= dim N(T)+dim Im(T)-dim[N(T) ∩ Im(T)]= 5-2 = 3.
Sabemos que N(T) Im(T)é um subespaço de N(T), assim dim N(T)###2, daí N(T)={0}.

26)
 0 1   2 0   0 0   0 0 
I. a ) N(T) =   , Im(T) =  ,  ,   .
 0 - 1    
0 0 - 1 0   0 1 
 0 0 
b ) N(T) ∩ Im(T) =   c ) dim[N(T) + Im(T)] = 4 .
 0 0 
II. Como N(T)+Im(T) é um subespaço de M 2 (R) e possui dimensão 4, então
N(T)+Im(T)= M 2 (R). Por outro lado, N(T) ∩ Im(T)={0},daí N(T)+Im(T)= M 2 (R).
-1 -1 -1
27) a) T1 é inversível e T1 (1,2,3)=(1,2,1), T1 (2,1,5)=(0,1,0) e T1 (0,3,2)=(0,4,1).

b) T2 é inversível e T2-1 (x, y, z) = xt 2 + yt + z .


c) T3 é inversível e T3-1 (xt 2 + yt + z) =(x/2,2x-y,7x-3y-z).
d) T4 não é inversível,pois dim Im( T4 )=3.
e) T5 não é inversível,pois dim Im( T5 )=1.