Você está na página 1de 9

A cadeia de energia

Fontes: Apontamentos Prof. Manuel Matos – DEEC/FEUP


REN
EDP - Distribuição
Estrutura Básica de um SEE
Subestação
Tensão Alternada
Rede de transporte Trifásica
50Hz Europa
60Hz EUA, Brasil
PT

Produção Subestação Rede de distribuição

Tensões Produção 6 a 25 kV Outros países

Transporte 150, 220 e 400 kV MAT 750, 1000 e 1200 kV

Distribuição 110 e 60 kV AT
30 e 15 kV MT 20 kV
400/230 V BT 190/110 e 415/245 V

6 e 10 kV Indústria
c.c. Tracção
Estrutura Básica de um SEE
Produção e Transporte
Estrutura Básica de um SEE
Interligação

Centrais Subestação MAT/AT


~
150, 220
6 a 25 kV e 400 kV

150, 220 110 e 60 kV


e 400 kV

Fuel ou carvão Eólica

Gás Rede de MAT


Linhas aéreas
Hídrica Subestação
Apoios metálicos
Hídrica Condutores Al-Aço
com bombagem
Rede emalhada
Cargas nodais
Ligação de grandes parques eólicos
Estrutura Básica de um SEE

Distribuição AT
Estrutura Básica de um SEE
Distribuição AT e MT Subestação AT/MT Posto Transformação
110, 60 kV 15, 30 kV

15, 30 kV 400 V

eólica
Rede AT
Linhas aéreas
Apoios metálicos e betão
Emalhada/anel aberto
Cargas nodais

Rede MT
privado Aérea (zona rural)
Subterrânea (zona urbana)
Anel aberto / radial
Cargas nos ramos
cogeração
público
Estrutura Básica de um SEE
Distribuição BT
Rede BT
Rede radial
Rural
•Rede aérea
Condutores nus
Cabo isolado
Urbano
•Rede aérea
solar
Cabo isolado
•Rede subterrânea
Cargas nos ramos
Possibilidade de injecção por micro-geração
Clientes BT
eólica
Habitação
Escritórios
Comércio
Pequena Indústria
Pequenas Instalações Desportivas
…
Futuro: smart grids
Futuro: smart grids