Você está na página 1de 16

Áreas Protegidas

Introdução

Bem-vindos à nossa apresentação sobre as áreas protegidas:


❑ Das Berlengas;
❑ E da Ria Formosa.
Reserva natural das Berlengas ...
Símbolo

Este símbolo é representado por um airo;


O airo é uma ave marinha.
Relevo

 As berlengas são um planalto com um declive


maior nas encostas periférica a pique sobre o mar.
Clima

 Na Reserva Natural das Berlengas, o clima tem muitas características


oceânicas, em especial nas encostas viradas a norte e a Noroeste.
 Também se nota um forte ar mediterrânico, mais visível nas encostas
voltadas a sul e sudeste.
 Intensas chuvas no inverno, alternando com períodos secos, entre a
primavera e o outono.
Flora
 Algumas espécies de flora presentes no arquipélago das Berlengas são
únicas na Terra outras têm distribuição muito restrita.
 A quase ausência de espécies arbóreas explica-se pela dificuldade de
instalação, devido à falta de solo e aos ventos fortes carregados de
sal.
 A Berlenga Grande tem inventariadas cerca de uma centena de
espécies de porte herbáceo e arbustivo, de entre as quais as seguintes
espécies endémicas: Armeria berlengensis; Pulicaria
microcephala;e Herniaria berlengiana. Devido à antiguidade e
isolamento da ilha e às particularidades do substrato rochoso, aquelas
plantas adquiriram características que as tornam diferentes das
congéneres continentais.
Fauna

Fauna Terrestre e Aérea


 Interessante população de répteis...;
 Aves migratórias...;
 Mamíferos terrestres...;
Fauna Marinha
 Mamíferos aquáticos...;
 Peixes...;
Ria Formosa...
Símbolo

 Este símbolo é representado pel


a galinha-sultana
Relevo

 A altitude máxima é de 522 m, a mínima de


0 m, com um valor medio de 122m.
 É formado por duas penínsulas: a península
do Ancão, que engloba a praia do Ancão e a
praia de faro.
Clima

 Enquadra-se numa região de clima mediterrâneo;


 Tem características semiáridas (zona quente e
com pouca precipitação);
 Com uma estação seca prolongada, durante os
meses de verão;
 E um Inverno relativamente ameno.
Flora
 Na Ria Formosa existem cerca de 693 espécies de plantas diferentes.
 Vegetação das Dunas: As condições de formação e a dinâmica das dunas
revelam que estas são instáveis. A proximidade do mar e crescimento da
sua vegetação influenciam o crescimento da vegetação. O lado virado
para o mar é pobre em dunas.
 Vegetação do Sapal: Em espaços abrigados da costa, orlando estuários,
lagunas ou baías, protegidos do embate das ondas do mar aberto por uma
barreira de ilhas ou pontas arenosas, neste local surgem plataformas
onde se instalam densas coberturas de uma vegetação muito
característica, que estão submersas durante a maré-alta e ficam a
descoberto na maré baixa. Estes espaços são os sapais.
 Vegetação Ribeirinha: A parte continental é atravessada por alguns
cursos de água dos quais se destaca a ribeira de Lourenço, no Ludo,
importante refúgio para abundantes e variadas populações de aves
aquáticas. A vegetação que cresce nas suas margens (vegetação
ribeirinha) assume grande importância quando apreciada em termos do
alimento e, sobretudo, do abrigo que lhes fornece.
Fauna

Animais aéreos
 Aves aquáticas...;
 Aves de rapina...;
Animais marinhos
 Marisco...;
 Peixes...;
Animais terrestres
 Repteis...;
 Mamíferos...;