Você está na página 1de 3

BIOMEDICINA- 1ºSEM | HITOLOGIA| LUCIANA

Laryssa R. De Oliveira 004201902816

Coloque o nome e a constituição histológica de cada área indicada

1. Cápsula renal: tecido conjuntivo denso possui miofibroblastos na porção


interna;
2. Córtex renal: vasos sanguíneos, corpúsculos renais, glomérulos. Epitélio
cúbico simples;
3. Coluna de Bertin: porção de tecido cortical do rim que separa as
pirâmides de Malpighi;
4. Medula renal: células intersticial, tecido conjuntivo frouxo e néfrons,
fibras reticulares;
5. Pirâmide renal: túbulos coletores;
6. Papila renal: área crivosa/ cribosa;
7. Pelve renal: ductos papilares, lâmina própria, tecido conjuntivo frouxo,
camada muscular formada por três camadas de músculo liso.
8. Cálice maior / Cálice menor: pequenas cavidades nas quais
desembocam. Através dos papilares renais, múltiplos condutores que
transportam a urina. Os cálices menores se agrupam e acabam formando
os cálices maiores superiores, médios e inferiores;
9. Cálice menor: pequenas cavidades nas quais desembocam. Através dos
papilares renais, múltiplos condutores que transportam a urina. Os cálices
menores se agrupam e acabam formando os cálices maiores superiores,
médios e inferiores;
10. Ureter: tecido muscular liso, epitélio de transição, tecido conjuntivo, três
camadas (mucosa submucosa e adventícia);
11. -------------
12. Veia/ artéria interlobular: veia interlobular drena o tecido renal e se
unem para formar as veias arqueadas. Artéria interlobular irriga o tecido
renal, é originada da ramificação da artéria arqueada e dão origem e dão
origem as arteríolas aferentes.
13. Veia/ artéria arqueada: veia arqueada drena o tecido renal, são
formadas pela união das veias interlobulares e unem-se para formar as
veias interlobares. Artéria arqueada irriga o tecido renal, é originada da
ramificação da artéria interlobar e dão origem as artérias interlobulares.
14. Veia/artéria interlobar: veia interlobar drena o tecido renal, são formadas
pela união das veias arqueadas e unem-se para formar as veias
segmentares. Arteria interlobar irriga o tecido renal, é originada da
ramificação da artéria segmentar e dão origem as artérias arqueadas.
15. Artéria renal: origina-se na artéria aorta (vaso calibroso);
16. Veia renal: endotélio, tecido conjuntivo, subendotelio contendo fibras
musculares lisas. Túnica íntima, média e adventícia;
17. Hilo renal: pelve renal, os nervos próprios do rim vasos sanguíneos
renais (artéria, veias e os ureteres);
18. Seio renal: ocupado pela pelve renal, cálices, nervos, vasos sanguíneos
e linfáticos, e uma variável quantidade de gordura;
19. Veia/artéria segmentar: Veia segmentar drena o tecido renal, formada
pela união das veias interlobares e unem-se para formar a veia renal.
Artéria segmentar irriga o rim, é originada da ramificação da artéria renal
dentro do seio renal e dão origem as artérias intelobares.
Coloque a composição histológica de cada segmento do néfron.

Cápsula renal: tecido conjuntivo denso possui miofibroblastos na porção


interna;
Glomérulo: epitelio visceral e parietal;
Ductos coletores: cortical- tecido epitelial cúbico simples, medular- tecido
epitelial cilíndrico simples;
Túbulo distal: tecido epitelial cúbico simples;
Alça Néfrica/ Henle: ramo delgado- tecido epitelial pavimentoso simples, ramo
espesso- tecido epitelial cúbico simples.
Túbulo Proximal: tecido epitelial cúbico simples.