Você está na página 1de 37

Ordem de Ajuste

Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°


Estudo de ajustes das proteções do bay da linha
OA.MTMN401 01 1 / 37
MTMN-LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV

Estudo de ajustes das proteções do bay da linha MTMN-LT4-01 da


Subestação Mauá Três 69kV

Versão Data Motivo da revisão Elaborado por: Revisado por: Aprovado por:
01 06/11/2017 Criação da linha MTMN-LT4-
Jorge Honda Elenildo Silva Elenildo Silva
01
Ordem de Ajuste
Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°
Estudo de ajustes das proteções do bay da linha
OA.MTMN401 01 2 / 37
MTMN-LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV

Sumário
1 OBJETIVO .............................................................................................................................. 3
2 CONSIDERAÇÕES GERAIS...................................................................................................... 3
3 MEMORIAL DE CÁLCULO ...................................................................................................... 5
3.1 LINHA DE TRANSMISSÃO.............................................................................................. 5
3.2 AJUSTES DA UNIDADE DE PROTEÇÃO – UPD1-1 (RED670) ....................................... 10
3.3 AJUSTES DA UNIDADE DE PROTEÇÃO E CONTROLE – UPC1-2 .................................. 20
4 ANEXOS ............................................................................................................................... 25
4.1 COORDENOGRAMAS .................................................................................................. 25
4.2 FOLHA DE AJUSTE DO RELÉ ........................................................................................ 27
Ordem de Ajuste
Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°
Estudo de ajustes das proteções do bay da linha
OA.MTMN401 01 3 / 37
MTMN-LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV

1 OBJETIVO

Propor os ajustes para o relé multifunção UPD1-1 (ABB – RED 670), proteção não
duplicada, em que contemplem as proteções de distancia de linha, a de retaguarda
local e das linhas e equipamentos adjacentes todas relacionadas à interligação de
barras (LINK), trecho em linha aérea, entre a subestações Mauá Três (MT) e Manaus
(MN). Os ajustes devem abranger, também, as funções complementares como
sincronismo, falha de disjuntor e etc. previstas na UPC1-1 (ABB - REC 670).

2 CONSIDERAÇÕES GERAIS

As filosofias das proteções aplicadas são as previstas pelo planejamento da AmE e


apresentadas nos diagramas unifilares de proteção.

Considerando que o Sistema Manaus encontra-se conectado ao SIN, os ajustes e


ativação das funções sistêmicas como sobretensão (59), sub-sobrefrequência (81),
perda de sincronismo (68PSB/T - Out-Of-Step-Block/Trip) e subtensão (27), deverão
ser compatíveis com recomendações do ONS.

Procurou-se manter a filosofia e temporizações atualmente implantadas no


sistema, salvaguardadas as especificidades adicionais relatadas no escopo deste
relatório e que atendam às determinações dos Procedimentos de Rede do ONS
apresentados no Submódulo 2.6 - Requisitos Mínimos para os Sistemas de Proteção e
de Telecomunicações.

As correspondências e documentos para a elaboração deste estudo estão listados


no anexo I.

As configurações e parâmetros adotados são:

i) CONFIGURAÇÃO GERAÇÃO MÁXIMA – consideradas as reatâncias


subtransitórias da configuração de geração no horizonte 2017, detalhada
abaixo, interligada com o SIN sendo esta equivalentada do arquivo
“BR1712QZ.ans”.
ii) - CONFIGURAÇÃO DE GERAÇÃO NO HORIZONTE 2017: Neste horizonte o
sistema Manaus encontra-se interligado ao SIN sendo a geração local : UHE de
Balbina (5x55 MVA) e as UTEs convertidas para geração a gás, quais sejam, as
UGG9 e 10 (2x75 MVA) de Mauá - BLOCO III, UGG7,8,9 e 10 (2x58,58
MVA+2x71,17 MVA) de Aparecida - BLOCOS I e II e cinco (5) usinas de
Produtores Independentes de Energia (PIE) denominadas GERA (5x21,35
MVA), Cristiano Rocha (5x21,35 MVA), Manauara (5x21,35 MVA), Jaraqui
Ordem de Ajuste
Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°
Estudo de ajustes das proteções do bay da linha
OA.MTMN401 01 4 / 37
MTMN-LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV

(20x4,45 MVA) e Tambaqui (20x4,45 MVA), UTE Fores (86,9 MVA), UTE São
Jose (54,3 MVA) e UTE Iranduba (27,17 MVA) totalizando 1.068 MVA.
iii) CONFIGURAÇÃO GERAÇÃO MÍNIMA – consideradas reatâncias síncronas da
configuração máxima desinterligada do SIN (impedimento no 500 kV ou 230
kV), que corresponde a uma geração limitada ao parque gerador local com a
indisponibilidade de um dos módulos da UTE Mauá III (MT).

CRITÉRIOS

a) Informações adicionais que não constam deste relatório são consideradas não
pertinentes a este estudo, tais como: lógicas funcionais complementares,
temporizações das lógicas internas das unidades de proteção e controle,
interfaces de comunicações, ativação e desativação de blocos e funções nos
arquivos dos softwares residentes.
b) Nos registros de dados das proteções, dependendo do local em especial nos
software aplicativos, pode ser adotada na identificação das linhas a
subestação de origem, que são as duas primeiras letras, aquela cujo relé
encontra-se instalado e em análise e as duas últimas são a subestação do
terminal remoto da linha. Neste caso a identificação do LINK com o seu nome
operacional (instruções de operação) como MTMU-LT4-01.
c) O tempo para coordenação adotado é de 0,3 s, podendo variar de 0,2 (citado
por fabricante de proteção digital) a 0,4 s. O ONS afirma a recomendação > 0,3
s.
d) A corrente nominal primária e a relação de transformação dos
transformadores de corrente (RTC) deverão atender aos seguintes critérios:
i) evitar a utilização do fator térmico do TC.
ii) liberação acima (≥ 120%) do limite térmico da linha (MVA).
iii) não saturar para a máxima corrente de curto-circuito passante (simétrica)
e
iv) assegurar, após o cálculo dos ajustes dos tapes, que a RTC adotada não
comprometa a sensibilidade para curto-circuito mínimo das proteções de
fase e de neutro, explorando em última instância item (i) acima, se
necessário, o fator térmico do TC ou recomendar TC auxiliar.
e) Para determinação das impedâncias (Z∠θ) vistas pelas proteções de distância
de fase e neutro (21 e 21N), foram aplicadas as tradicionais funções:
i) Proteções de Fase Zfase∠θ = (Van∠α-Vbn∠β) / (Ia∠ α’ – Ib∠β’)
ii) Proteções de Neutro Zan∠λ = Van∠α/(Ia∠ α’ +3K0I0∠ α’’)

As tensões Van e Vbn, juntamente, com as correntes Ia e Ib (fasoriais) são as


obtidas das listagens de curto-circuito, correspondentes ao local da instalação do relé
em análise, para uma falta em um local de interesse. A grandeza K0 ou KN
Ordem de Ajuste
Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°
Estudo de ajustes das proteções do bay da linha
OA.MTMN401 01 5 / 37
MTMN-LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV

(compensação da sequencia zero na corrente de falta envolvendo terra) é o


parametrizado (ajuste) conforme proposto pelo fabricante do relé.

O software (aplicativo residente) para os relés RED 670 e REC 670 da ABB utilizado
neste estudo foi o PCM600_2 Versão 2.4.1.

3 MEMORIAL DE CÁLCULO

3.1 LINHA DE TRANSMISSÃO

3.1.1 DADOS

 MTDI-LT4-01

 TENSÃO  69 kV;
 TIPO DE CONDUTOR  Magnólia - 477 MCM;
 COMPRIMENTO  11,12 km;
 TIPO DE CIRCUITO  SIMPLES 477 MCM;
 CAPACIDADE DE CORRENTE:
o NORMAL: 69 MVA (608 A – Vn=0,95);
o EMERGENCIA: 83 MVA (731 A – Vn=0,95);
o OBS.: Valores históricos adotados.
 TC (PROTEÇÃO FASE)  2000/5 A [10B800];
 Rct (Ω)  < 0,4;
 FATOR TÉRMICO  1,5;

a) Carregamento da LT

A potência atualmente liberada para a operação da linha em emergência


conforme estudo identificado no anexo I é de 83 MVA – 731 A que é compatível
com diagrama AmE de título: Limites Operativos de LT’s – Rev. 06. Adotando
limites operacionais com V=1,05*Vn - MVA=91,7 e tradicional ângulo de carga de
30°:

Corrente máxima da carga (linha) Ic = 921 A

Impedância de carga Zc3F |Φ = (692)/87,2 = 54,6 ∟30° Ωpri


Ordem de Ajuste
Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°
Estudo de ajustes das proteções do bay da linha
OA.MTMN401 01 6 / 37
MTMN-LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV

Conforme recomendação do fabricante do relé, o dimensionamento da


constante térmica τau (minutos) será tratado em tópico específico com a utilização
da base de dados convalidada e citada abaixo.

b) Charging da linha (serviço e neutro):

Para representação π tem-se para

𝑌1 = [(𝑄𝐶 ⁄𝑉 2 )⁄𝑙 ] = [(0,0195 × 106 ⁄(69 × 103 )2 )⁄11,12] =


3,693 ℧/km

e para

𝑌0 = [(𝑄𝐶 ⁄𝑉 2 )⁄𝑙 ] = [(0,101 × 106⁄(69 × 103 )2 )⁄11,12] =


1,911 μ℧/km.

c) Impedâncias da MTMN-LT4-01 (Ωpri – 69 kV)

TRECHO Z1 = R1+X1i Z0 = R0 + X0i Z0m = R0m + X0mi


1,6369+4994i 5,3756+20,6906i
MTMN-LT4-01 -
5,2554 ∟71,9° 21,3775 ∟75,4°
0,5035+2,9076i 3,1039+10,4201i
MTMG-LT4-01 -
2,9509 ∟80,2° 10,8726 ∟73,4°
1,0746+3,2785i 3,5292+13,5834i
MNSJ-LT4-01 -
3,4501 ∟71,9° 14,0344 ∟75,4°

d) Valor efetivo da resistência do pé de torre para linhas com um cabo para-


raios (ZEFT).

Este levantamento é para avaliação do valor da resistência de falta em


estruturas, distantes da subestação, como é o caso da 2ª e 3ª zona.

Vão entre torres (considerado): las = 125 m

Resistência do pé de torre (considerado): RTF = 15 Ω (médio)

Cabo para-raios 5/16 (aço galvanizado):


28,87Ω
𝑍𝐸𝑊 = 5,50 + 𝐽 2,55 = 6,06@ 𝑘𝑚

Cálculo da impedância do cabo para-raios acima:


Ordem de Ajuste
Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°
Estudo de ajustes das proteções do bay da linha
OA.MTMN401 01 7 / 37
MTMN-LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV

𝑍𝐸𝑊 ∗ (𝑟𝑐 + 9,886 ∗ 10−4 ∗ 𝑓) + 𝑗(𝑋 ′ 𝐸𝑊 + 𝑋𝑒)

(5,4 + 9,886 ∗ 10−4 ∗ 60) + 𝑗(2,038 + 0,51) =

𝟓, 𝟓 + 𝟐, 𝟓𝟓𝒊 = 𝟔, 𝟎𝟔 ∟𝟐𝟒, 𝟖𝟕°

ZEFT pode ser calculado pelo seguinte método simplificado:

1 𝑗𝜙𝑒𝑤
𝑍𝐸𝐹𝑇 = ∗ (𝑅𝑇𝐹 ∗ |𝑍𝑝𝑟| ∗ 𝑙𝑎𝑠)0,5 ∗ 𝑒 2
2
1 24,87°
= ∗ (15 ∗ 6,06 ∗ ,125)0,5 ∟ ( )
2 2

𝒁𝑬𝑭𝑻 = 1,67 + 0,78𝑖 = 𝟏, 𝟔𝟗 ∟𝟏𝟐, 𝟒𝟒° 𝛀𝒑𝒓𝒊

Diagrama de contribuições para os CURTOS-CIRCUITOS

O diagrama do ANEXO II disponibiliza os níveis de curto-circuito máximo e


mínimo nas barras de interesse.

e) Parâmetros da LT MTMN-LT4-01 na SE MAUÁ TRÊS(MT)

Levantamento das resistências de arco para faltas entre fases e


monofásica.

Os valores para a primeira e segunda barra (está de maior impedância) para


confirmar sensibilidade das proteções de sobrecorrente, comparando com
padrões, na configuração mínima são:

Espaço entre condutores: L = 2,40 m (7,874 pés)

Comprimento da cadeia de isoladores: L = 1,30 m (4,265 pés)

Distância mínima ao solo (conservativo): 9 m (29,527 pés)

CC - FF CC - FN
Espaçamento entre Comprimento dos
condutores Isoladores
2,4 m = 7,874 pés 1,3 m = 4,265 pés
Rarc (Ωpri) Rarc (Ωpri)
1º Zona = 1,43 1º Zona = 0,72
Ordem de Ajuste
Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°
Estudo de ajustes das proteções do bay da linha
OA.MTMN401 01 8 / 37
MTMN-LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV

2º zona = 7,46 2º zona = 7,02


3º zona = 21,01 3º zona = 21,19

f) Transformadores de Instrumentos (TI)

 VERIFICAÇÃO DA RTC

A relação de transformação do transformador de corrente deve


suportar corrente IpTC > 1,2 × InL , como:

𝐼𝑛𝐿 = 921 𝐴 (91,7 𝑀𝑉𝐴 − 1,05 𝑉𝑛)

Onde,

InL  Corrente nominal da Linha em emergência;

Portanto,

𝐼𝑝𝑇𝐶 > 1,2 × 921 = 1105 𝐴

Icc3∅sim
Além, disso IpTC > , com Icc3∅sim = 18,19 kA, então:
20

18,19 𝑘𝐴
𝐼𝑝𝑇𝐶 > > 909,74 𝐴
20

A Será adotada sem comprometimento com tapes e sensibilidade a


maior RTC.

RTC: 2000/5 400:1

 ANÁLISE DA SATURAÇÃO MÉTODO SIMPLIFICADO

 Saturação AC:

No caso da saturação AC, temos que Vs < Vsns , sendo o TC


escolhido 10B800, teremos Vs < 800 . a tensão de saturação é dada por:

𝑉𝑠 = 𝑍𝑠 × 𝐼𝑠

Onde,

Vsns  Tensão nominal secundaria do TC [V]


Ordem de Ajuste
Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°
Estudo de ajustes das proteções do bay da linha
OA.MTMN401 01 9 / 37
MTMN-LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV

Vs  Tensão de Saturação [V]

Zs = ZTC + Zcabo + Zrelé

ZTC  Impedância do TC

Zcabo  Impedância dos cabos secundários

Zrelé  Impedância do relé

Icc
Is =
RTC

Icc  Corrente de curto circuito

RTC  Relação do TC

Utilizando valores para 100m de condutores de cobre #4mm², tem-


se:

𝑍𝑐𝑎𝑏𝑜 = 5,52 × 0,1 = 0,552 Ω

𝑍𝑟𝑒𝑙é = 0,02 Ω

Adotando, ZTC = 0,4 Ω , então teremos:

𝑍𝑠 = 0,4 + 0,552 + 0,02 = 0,972 Ω

Onde,

18,19 𝑘𝐴
𝐼𝑠 = = 45,49 𝐴
400
Desta forma, a tensão de saturação AC fica definida como:

𝑉𝑠 = 0,972 × 45,49 = 44,21 𝑉

Portanto, Vs < 800 V.

 Saturação DC:

No caso da saturação DC, esta é provocada por uma corrente de


curto circuito assimétrica, sendo a tensão secundária diretamente
Ordem de Ajuste
Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°
Estudo de ajustes das proteções do bay da linha
OA.MTMN401 01 10 / 37
MTMN-LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV

proporcional a relação X/R do sistema. A componente DC aumenta o fluxo


na relação (1+X/R) x o fluxo resultante da componente senoidal.

𝑋
𝑉𝑠 = 𝑍𝑠 × 𝐼𝑠 × (1 + )
𝑅
X
Sendo R = 17,45

Desta forma, a tensão de saturação DC fica definida como:

Vs = 0,972 × 44,21 × (1 + 17,45) = 815,73 V

Vs > 800 V, portanto poderá ocorrer saturação de TC dependendo


do grau de assimetria da falta.

3.2 AJUSTES DA UNIDADE DE PROTEÇÃO – UPD1-1 (RED670)

3.2.1 DADOS GERAIS

Os ajustes das entradas analógicas são em valores primários sendo


importante a correta parametrização dos dados sobre os Transformadores de
Corrente e de Tensão.

IBase adotar a corrente primária nominal do TC = 2000 A.

IBase – ITC: 2000 A

Parâmetros que não necessitem de cálculos ou justificativas para alterações


de default serão propostos diretamente no anexo IV, modelo Ordem de Ajuste -
OA.
Fator de Conversão Zpri para Zrelé (RTC/RTP): desnecessário exceto para
localizador de falta com 400/600 = 0,66.

3.2.2 PROTEÇÃO DE DISTÂNCIA

a) Considerações gerais:

- Aplicação (Manual 3.6) - O número na nomeclatura dos parâmetros


refere-se à sequência e não à zona (X1 reatância positiva, etc.) e quantificados em
ohm primário e por fase (p) ou pelo loop (l).
Ordem de Ajuste
Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°
Estudo de ajustes das proteções do bay da linha
OA.MTMN401 01 11 / 37
MTMN-LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV

- O parâmetro ZN pela ABB é (Z0-Z1)/3

- Os parâmetros referentes às características sistêmicas que não


necessitam de cálculos serão disponibilizados diretamente pelo ANEXO IV deste
estudo.

- Para dimensionamento das resistências de falta a serem aplicadas aos


elementos com características quadrilaterais, foram adotados os critérios
seguintes, salvo recomendações do fabricante.

i) Para as resistências de faltas entre fases (RFPP – Phase-Phase) são


tomadas as resistências de arco para o local deste alcance, conforme listadas no
item 3.2.2.a acima.

ii) As resistências de faltas monofásicas (RFPE - Phase-Earth) aqui adotada é


constituída pela resistências de arco, no local do alcance da zona listadas no item
3.2.2.a acima, adicionada a resistência do pé de torre com o valor calculado e
proposto de 4,6 Ωpri no item 3.2.2.b acima.

b) [ZMQPDIS:1 – 1ª zona] – (Manual item 3.6.1.3 +pag. 162+185)

-Operation Dir: Forward

-Operation PP – Operation PE: ON

- tPP = Tpe: 0,0 s

-X1: 4,00 ohm/p

Calculando para 80%, X1 = 0,8*4,99= 4,00 Ωpri.

-R1: 1,3 ohm/p

Idem acima R1=0,8*1,64=1,3 Ωpri.

-X0: 16,55 ohm/p

Calculando com 80%, X0 = 0,8*20,69= 16,55 Ωpri.

-R0: 4,3 ohm/p

Idem acima R0=0,8*5,38 =4,3 Ωpri.

-RFPP: 1,43 ohm/l

A RFPP calculada para faltas entre fases de 1,43 Ω/l. Check RFPP<3*X1 (ok!)
Ordem de Ajuste
Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°
Estudo de ajustes das proteções do bay da linha
OA.MTMN401 01 12 / 37
MTMN-LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV

-RFPE: 2,75 ohm/l

Adotando RFPE = Rarco+m*Rpé (com infeed remoto m= 17,32/14,25 =1,21)


= 1,43+1,21*0,78= 2,75 Ωpri. Check: para minimizar sobrealcance da primeira
zona.

CHECK: RFPE ≤ 4,5*X1 → 4,5*4,00 = 18,00 Ω/l. OK

Pela ABB (Manual eq. 85) a resistência visto pelo relé R=


(2*R1+R0)/3+RFPE=(2*1,3+4,3)/3+(2,66) = 4,56 Ω.

Ainda: φloop = arctg[(2X1+X0)/(2R1+R0) = 74,29 °.

Para registro: O subalcance para pior condição que é linha paralela isolada
e aterrada nas extremidades, configuração em que conexão de TC de compensação
fica inoperante mesmo existente, pode ser calculado por:

i) R0E=R0{1+[X0M2/(R02+X02)] que corresponde a R0E = 4,29 Ω;


ii) X0E=X0{1- [(0,85* X0M)2 /( R02 +X02 )]} então X0E= 16,55 Ω vistos
pelo relé.

-IMinOpPP: 20 % IB

Default

-IMinOpPE: 15% IB

Padrão aplicado para o sistema com 15% para 3I0. Aceitável entre 10-30%
IN sensibilidade para 300 A, abaixo deste valor atuação do 67N ou até mesmo
cascata.

-IMinOpN: 10% IB

Inferior a 3I0 e considerando classe de precisão dos TC em carga nominal,


similar em – IMinNegSeq.

c) ZMQADIS:2 – 2ª zona

-Operation Dir: Forward

-Operation PP – Operation PE: ON

- tPP = Tpe: 0,4 s

-X1: 6,63 ohm/p


Ordem de Ajuste
Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°
Estudo de ajustes das proteções do bay da linha
OA.MTMN401 01 13 / 37
MTMN-LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV

Calculando para X1 = 1*4,99 + 0,5*3,28 = 6,63 Ω , considerado


alcance de 2ª zona em 100% da linha protegida + 50 % da linha com menor
impedância.

-R1: 2,17 ohm/p

R1 = 1*1,64 + 0,5*1,07 = 2,17 Ω , considerado alcance de 2ª zona


em 100% da linha protegida + 50 % da linha com menor impedância.

-X0: 27,48 ohm/p

X0 = 1*20,69 + 0,5*13,58 = 27,48 Ω , considerado alcance de 2ª


zona em 100% da linha protegida + 50 % da linha com menor impedância.

-R0: 7,13 ohm/p

R0 = 1*5,38 + 0,5*3,58 = 7,13 Ω , considerado alcance de 2ª zona


em 100% da linha protegida + 50 % da linha menos impedante

-RFPP: 7,46 ohm/l

Sendo RFPP = Rarco.

-RFPE: 11,59 ohm/l

Sendo RFPE = Rarco+m*Rpé.

-IMinOpPP + -IMinOpPE + -IMinOpN: IDEM 1ª ZONA

d) [ZMQADIS:3 – 3ª zona]

-Operation Dir: Forward

-Operation PP – Operation PE: ON

- tPP = Tpe: 1,3 s

-X1: 8,26 ohm/p

X1 = 1*4,99 + 1*3,28 = 8,26 Ω , considerado alcance de 3ª zona em


100% da linha protegida + 100 % da linha menos impedante.

- R1: 2,7 ohm/p

R1 = 1*1,64 + 1*1,07 = 2,7Ω , considerado alcance de 3ª zona em


100% da linha protegida + 100 % da linha menos impedante
Ordem de Ajuste
Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°
Estudo de ajustes das proteções do bay da linha
OA.MTMN401 01 14 / 37
MTMN-LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV

- X0: 34,27 ohm/p

X0 = 1*20,69 + 1*13,58 = 34,27 Ω , considerado alcance de 3ª zona


em 100% da linha protegida + 100 % da linha menos impedante.

- R0: 8,89 ohm/p

R0 = 1*5,38 + 1*3,53 = 8,89 Ω, considerado alcance de3ª zona em


100% da linha protegida + 100 % da linha menos impedante.

- RFPP: 21,01 ohm/l

Sendo RFPP = Rarco.

- RFPE: 25,15 ohm/l

Sendo RFPE = Rarco+m*Rpé.

- IMinOpPP + -IMinOpPE + -IMinOpN: IDEM 1ª ZONA

e) [ZMQADIS:4 – 4ª zona]

-Operation Dir: Reverse

-Operation PP – Operation PE: ON

- tPP = Tpe: 1,5 s

-X1: 1,45 ohm/p

X1 = 0,5*2,91 = 1,45 Ω, considerado alcance de 4ª zona em 50% da


linha com menor impedância.

- R1: 0,25 ohm/p

R1 = 0,5*0,5 = 0,25 Ω, considerado alcance de 4ª zona em 50% da


linha com menor impedância.

- X0: 5,21 ohm/p

X0 = 0,5*10,42 = 5,21 Ω, considerado alcance de 4ª zona em 50% da


linha com menor impedância.

- R0: 1,55 ohm/p

R0 = 0,5*3,1 = 1,55 Ω, considerado alcance de 4ª zona em 50% da


linha com menor impedância.
Ordem de Ajuste
Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°
Estudo de ajustes das proteções do bay da linha
OA.MTMN401 01 15 / 37
MTMN-LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV

- RFPP: 4,36 ohm/l

Sendo RFPP = Rarco.

- RFPE: 6,54 ohm/l

Sendo RFPE = Rarco+m*Rpé.

- IMinOpPP + -IMinOpPE + -IMinOpN: IDEM 1ª ZONA

f) [DirectionalImpedance (RDIR) – ZDRDIR:1]:

Exceto IBase + UBase, demais parâmetros foram revistos para


ficarem compatíveis aos aqui adotados (classe TC).

g) [Phase Selection (PDIS,21) – FDPSPDIS:1 com fixed angle] – (Manual 3.6.3)

Condições gerais:

i. aplicável para φloop e φlinha > 60°,


ii. margem de segurança de 10% para as zonas de distâncias (nosso
caso 2ª zona),
iii. o ângulo φ da impedância para falta fase-terra pode ser definido
por arctgφ = (X1L+XN/ (R1L+RN),
iv. índice PHS é referente aos ajustes para esta função (FDPSPDIS) e
Zm são os ajustes de zona do relé (ZMQP?DIS).

- INBlockPP: 40% IPh

É recomendado que este ajuste seja o dobro do InReleasePE,


manter Default.

- INReleasePE: 20% IPh

O pickup desta medição do loop para falta monofásica, deve


assegurar sensibilidade para o final da linha protegida com 338 A, manter
Default.

- RLdFw = RLdRv: 45,89 ohm/p

Recomendado RLdFw = 0,8*U2min/Pexpmax do item 3.2.1.a tem-se


RLdFw = RLdRv = 0,8*69²/83 = 45,89 ohm/p, para potência máxima já
considerou fator de segurança 1,2 o que subtitui Umin = 0,95Vn,
recomendado.

- ArgLd: 30 °
Ordem de Ajuste
Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°
Estudo de ajustes das proteções do bay da linha
OA.MTMN401 01 16 / 37
MTMN-LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV

- X1PHS : 11,9 ohm/p

Tomando maior alcance tem-se o recomendado X1≥1,44*X1zm =


1,44*8,26 = 11,9 Ωpri.

- X0PHS : 49,35 ohm/p

Tomando maior alcance tem-se o recomendado X0≥1,44*X0zm =


1,44*34,27 = 49,65 Ωpri.

- RFwPPmin: 26,27 ohm/p

Para cobrir o maior ajuste (proposto) tem-se ≥ 1,1* RFPEzm =


1,1*9,55 = 11,94 Ωpri,

- RFRvPPmin: 8,25 ohm/p

Para cobrir o maior ajuste (proposto) tem-se ≥ 1,2* RFPEzmRv =


1,2*4,36 = 5,45 Ωpri, para adequar os valores de alcance será adotado 8,25
Ωpri.

-RFFwPEmin: 27,67 ohm/p

Cobrir maior ajuste (proposto) ≥ 1,25*RFPPZm tem-se ≥ 1,25*13,69 =


15,06 Ωpri,

-RFRvPEmin: : 8,25 ohm/p

Idem com ≥ 1,25 * RFPPzmRv tem-se ≥ 1,25*6,54 = 7,85 Ωpri, , para


adequar os valores de alcance será adotado 8,25 Ωpri.

- IMinOpPP: 20% IB

Para mínima corrente delta para o loop fase-fase, mantendo


coerência com unidades de medida de distância adotar 20% IB

- IMinOpPE: 10% IB

Mesmas considerações acima, inclusive devido precisão dos TC em


carga nominal (±3%).

- Operation Z< On

- Operation I> Off


Ordem de Ajuste
Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°
Estudo de ajustes das proteções do bay da linha
OA.MTMN401 01 17 / 37
MTMN-LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV

Operação baseada na medição de corrente.

- IPh> Elemento sobrecorrente (desabilitado) 120% IB

- IN> Elemento sobrecorrente 3I0 (desabilitado) 10% IB

- tPP+tPE: 0,0 s

h) [Monitoring - FaultLocator (RFLO) – LMBRFLO:1] – Anexo 4.2.1 - ix


i) [SWITCH ONTO FAULT – ZCVPSOF]

(Manual 3.6.14) Exceto IBase + UBase todos os outros parâmetros podem


ser default, com as seguines avaliações:

- Mode: pode ser UILevel.

- AutoInit: Off , no caso especifico da Subestação Mauá Três este item deve estar
em On até que o disparo da função seja implementada pelo fechamento do disjuntor.

- IPh< 20 % IB

O ajuste em 20% IB (0,2*2000 = 400 A) atende a contento falta nas barras


reversa (748 A) e remota (2593 A) em configuração mínima.

- UPh< 40% IB

Detecção de dead-line pelo TP no lado da linha.

- tDuration: 0,100 s

Tempo para liberar a leitura da tensão de linha, devido possíveis


transitórios.

- [TSOTF]: 1,0 s

Aplicar Default, algumas aplicações utiliza-se 0,50 s

- [Tdld]: 0,200 s

Temporização para a ativação da função por detecção interna de linha


morta.

j) [I_PROT] – Manual 3.7


k) [Current Protection - BrokenCondCheck(PTOC,46)

- BRCPTOOC:1]: OFF
Ordem de Ajuste
Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°
Estudo de ajustes das proteções do bay da linha
OA.MTMN401 01 18 / 37
MTMN-LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV

Default - Alarm

- [PHPIOC – I>> - 50} OFF

- [OC4PTOC – 5I> - 51/67]: ON

Abaixo constam parâmetros que mereceram avaliação ou esclarecimentos


os restantes foram disponibilizados diretamente no anexo IV.

- [IBase]: 2000 A

- [UBase]: 69 kV

- [AngleRCA]: 55 Deg (default)

- [AngleR0A]: 80 Deg (default)

- [StartPhSel]: 1 out of 3

A ativação da função de sobrecorrente direcional de fase (67),


normalmente não atende às necessidades como retaguarda remota, em especial
pela influência das configurações que alteram as contribuições para as faltas,
porém, neste caso procurar-se-á atender com seletividade especificamente como
backup local da proteção 21 e o alcance da primeira zona das linhas que originam
das barras adjacentes.

A proteção deve atender:

i) carregamento máximo possível na linha, incluindo contingência


grave prevista,
ii) coordenar para falta trifásica máxima com 0,4 s na primeira
barra remota de onde originam linhas com proteções atuando
em temporizações instantâneas (linhas+87T) e

conforme item 3.1.1.a. o valor é a corrente de 921 A, ajustar a própria RTC


em I> 46% IB.

com a contribuição de 10767 A para falta no terminal de MN tem-se 0,7 =


k1*13,5/(10767/877-1), k1 = 0,58.

DirMode1: Forward

Characteristic1: IEC Very inv.

I1>: 44% IB
Ordem de Ajuste
Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°
Estudo de ajustes das proteções do bay da linha
OA.MTMN401 01 19 / 37
MTMN-LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV

t1: 0,00 s

k1: 0,58

t1min: 0,7 s

- [EFPIOC – IN>> – 50N]: OFF

- [EFEPTOC – 51N/67N]: ON

Abaixo constam alguns parâmetros que mereceram avaliação ou


esclarecimentos os restantes constam do anexo IV.

- [IBase]:: 2000 A

- [UBase]: 69 kV

- [polMethod]: Voltage

- [UpolMin]: 1% UB

Calculado 3V0 para falta remota com Rf=40 Ω é de 100* 3*0,22[kV]/39,6


[kV - Fn] = 1,7 % > 1% assegurando direcionalidade, portanto Default atende.

- [IPolMin+RNpOL+XNPol+]: desabilitadas pelo polMethod

- [IN>Dir]: 10% IB

Aplicado para esquema de comparação direcional (que não será utilizado) e


deve ser menor que os ajustes para as medições INx> com direcionalidade de
unidades de distância.

- [SOFT]: OFF

-[DIRmod1]: Forward

- [STEP 2 - STEP3 e STEP 4] OFF

{MEMÓRIA DE CÁLCULO PARA 67N – STEP1}

Para a detecção de faltas com altas resistências de defeito não só na linha,


mas como retaguarda sistêmica será ajustada permitindo: i) um desequilíbrio de
10% da máxima corrente de carga (emergência com perda do link paralelo e
atender ≤ 30% da nominal), ii) coordenar para falta monofásica máxima com 0,4 s
(na primeira barra remota) Calculando:
Ordem de Ajuste
Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°
Estudo de ajustes das proteções do bay da linha
OA.MTMN401 01 20 / 37
MTMN-LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV

i) 0,14*1,2*2* 69 MVA – 0,14*1,2*2*731 A (Vn=0,95) = 204,7 A, Ipickup >


100*204,7/2000 ≥ 10 % IB e pickup de 200 A o que corresponde a uma Rfalta de
[(115/√3)/67N]/(RTC/RTP) = [(115/√3)/(0,1)]/(400/600) = 996 Ωpri. Atende
sensibilidade para Rfalta = 40 Ω em Distrito Um com 559 A.

Adotar curva padrão do 69 kV em Manaus a IEC –Muito Inversa com Treset


= instantâneo.

Selecionando o local em que a coordenação é vital, na remota de DI, tem-


se 0,7=TD*13,5/[(30)-1] onde TD = 1,5.

67N: Forward

IN>: 10 %IB pickup 200 A

Characterist2: IEC – Very Inverse

Time Dial: 1,5

l) [PROTEÇÃO DE SUBTENSÃO (27) SISTÊMICA – BLOQUEIO DA PROTEÇÃO DE


DISTÂNCIA (68) E DESLIGAMENTO (78) POR OSCILAÇÃO DE POTÊNCIA DAS
LTs]: DESABILITADAS

Há recomendação do ONS de que estas funções não sejam ativadas.

3.3 AJUSTES DA UNIDADE DE PROTEÇÃO E CONTROLE – UPC1-2

m) [Loss of voltage check – LOVPTUV – 27] –Manual 3.8.6

Função de apoio à operação ao desligar o disjuntor, permitindo acelerar


restabelecimento do sistema. Os principais ajustes propostos são os abaixo listados
sendo:

-[Operation]: ON

-[Ubase]: 69 kV

-[UPE]: 30% UB

-[tTrip]: 5,0 s

[outros ajustes aplicar default].

n) SUPERVISÃO LT ENERGIZADA 27(B)


Ordem de Ajuste
Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°
Estudo de ajustes das proteções do bay da linha
OA.MTMN401 01 21 / 37
MTMN-LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV

O ajuste proposto é de 30%Vn e temporizado em = 5,0 s.

FUNÇÃO (27): 19,9 V

Temporização: 5,0 s

o) [Synchrocheck, energizing check, and synchronizing – SESRSYN:1]

- Manual 3.12.1

Os valores dos ajustes são conforme recomendações do ONS, exceto maior


rigor para ΔVMAX = 10% que é aplicado no sistema 69 kV da AmE e não 20%, os
ajustes estão disponibilizados diretamente no arquivo do anexo IV com as
seguintes grandezas básicas:

Verificação de Sincronismo 25:

ΔVMAX = 10% - ΔFMAX = 0,2 Hz e Δδ MAX = 10°.

Ajustes propostos para Barra/Linha Vivas e Barra/Linha Mortas são:

V>: 80%Vn

V<: 20 % Vn

Observação: verificar tensão induzida em vazio.

p) [Thermal overload protection one time constante – LPTTR - 26]

Esta função será mantida DESATIVADA até que se tenham estudos mais
criteriosos com relação à função.

q) PROTEÇÕES 50/51+50/51

Estas funções deverão ser habilitadas com o mesmo ajuste das funções 67
e 67N, considerando que as temporizações atendem as coordenações visto que as
contribuições para o sentido reverso são menores (na condição para fusão-fusível).

Anexo 4.2.5 – i e ii

r) [Two step overvoltage protection – OV2PTOV – 3U> - 59] – Manual 3.8.2


Ordem de Ajuste
Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°
Estudo de ajustes das proteções do bay da linha
OA.MTMN401 01 22 / 37
MTMN-LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV

As proteções de sobretensão (59I-59T) são recomendadas pelo ONS para a


malha de 230 kV. Não são aplicadas atualmente proteções de sobretensão no nível
de subtransmissão - 69 kV da AmE, salvo que novos estudos o determinem.

OV2PTOV – 3U> - 59] OFF

s) [Breaker failure protection CCRBRF – 3I>BF] – Manual 3.7.8

-[Operation]: ON

- [IBase]: 2000 A

- [Function Mode]: Current&Contact

- [BuTripMode]: 1 out of 4

Apenas o nível de uma das correntes ou neutro é suficiente para indicar


falha do disjuntor, que é função dos ajustes de IP> e IN>.

- [RetripMode]: No CBPos Check

- [IP]: 20% IB

Compatível com partida das proteções.

- [IN]: Idem acima 10% IB

- [t1]: 0,080 s

Temporização para o retrip, considerando disjuntor com tempo de


interrupção (abertura+arco) de 3 cycles, tem-se 3*1000/60 +margem de 30 ms =
80 ms.

- [t2]: 0,2 s

Temporização do trip de retaguarda, deve ser t2 ≥ t1 + tdjopen+t


reset_51abvn +tmargem = 90+50+0+30 = 170 ms, adotar padrão do sistema com
0,2 s.

- [t2MPh]: 0,2 s

Idem acima em partida multifase poderia ser menor por ser ocorrência
mais crítica (estabilidade) do sistema, manter igual t2.

- [tPulse]: 0,2 s
Ordem de Ajuste
Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°
Estudo de ajustes das proteções do bay da linha
OA.MTMN401 01 23 / 37
MTMN-LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV

Duração do pulse de trip, deve ser acima do tempo de comando dos


disjuntores (≤ 100 ms) a serem desligados. Default 0,2 s.

t) [Pole Discordance protection – CCRPLD – 52PD] – Manual 3.7.10

- [Operation]: ON

- [IBase]: 2000 A

- [tTrip]: 0,300 s

Temporização entre a condição de trip e o comando de.

- [ContSel]: Confirmar se foi previsto em projeto caso contrário - OFF

Operação da proteção de discordância de polos baseado na operação dos


contatos do disjuntor. Há duas alternativas de conexão: i) PD signal from CB com
apenas um sinal vindo do disjuntor (lógica de discordância no próprio disjuntor) ou
ii) Pole pos aux cont. em que escolhe cada sinal aberto/fechado ao IED e a lógica
para detectar discordância é realizada por esta função.

- [CurrSel]: CB oper monitor

Operação da proteção de discordância de polos baseado na operação da


corrente.

Propõe-se que seja ativado na opção CB oper monitor em que a função é


ativada somente durante os comandos de abertura ou fechamento do disjuntor
por 200 ms.

- [CurrUnsymLevel]: 80 %IB

Adotar Default

- [CurrRelLevel]: 10 %IB

Adotar Default
Ordem de Ajuste
Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°
Estudo de ajustes das proteções do bay da linha
OA.MTMN401 01 24 / 37
MTMN-LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV
OA – Ordem de Ajuste

Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°


Estudo de ajustes das proteções do bay da linha MTMN-LT4-01 da Subestação Mauá Três
OA.MTMN401 01 25 / 37
69kV

4 ANEXOS

4.1 COORDENOGRAMAS

Fig. 02 – Diagrama Unifilar de curto-circuito trifásico máximo e coordenograma.


OA – Ordem de Ajuste

Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°


Estudo de ajustes das proteções do bay da linha MTMN-LT4-01 da Subestação Mauá Três
OA.MTMN401 01 26 / 37
69kV

Fig. 03 – Diagrama Unifilar de curto-circuito monofásico máximo e coordenograma.


OA – Ordem de Ajuste

Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°

Estudo de ajustes das proteções do bay da linha MTMN-


OA.MTMN401 01 27 / 37
LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV

4.2 FOLHA DE AJUSTE DO RELÉ


4.2.1 PROTEÇÃO DE DISTÂNCIA – UPD1

i. PRIMEIRA ZONA

ii. SEGUNDA ZONA


OA – Ordem de Ajuste

Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°

Estudo de ajustes das proteções do bay da linha MTMN-


OA.MTMN401 01 28 / 37
LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV

iii. TERCEIRA ZONA

iv. ZONA REVERSA


OA – Ordem de Ajuste

Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°

Estudo de ajustes das proteções do bay da linha MTMN-


OA.MTMN401 01 29 / 37
LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV

v. PHASE SELECTION

vi. DIRECTIONAL IMPEDANCE

vii. Fuse failure


OA – Ordem de Ajuste

Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°

Estudo de ajustes das proteções do bay da linha MTMN-


OA.MTMN401 01 30 / 37
LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV

viii. Switch onto fault

ix. Monitoring - FaultLocator


OA – Ordem de Ajuste

Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°

Estudo de ajustes das proteções do bay da linha MTMN-


OA.MTMN401 01 31 / 37
LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV

x. Pole Slip – PPAM, 78 - DESATIVADO


xi. POWER SWING –68- DESATIVADO

4.2.2 PROTEÇÕES DE SOBRECORRENTE– UPD1

i. SOBRECORRENTE DE FASE – DESABILITADA


ii. SOBRECORRENTE DE NEUTRO - DESABILITADA

4.2.3 PROTEÇÕES DE SOBRECORRENTE DIRECIONAL– UPD1

i. SOBRECORRENTE DIRECIONAL DE FASE – DESABILITADA


ii. SOBRECORRENTE DE NEUTRO
OA – Ordem de Ajuste

Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°

Estudo de ajustes das proteções do bay da linha MTMN-


OA.MTMN401 01 32 / 37
LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV
OA – Ordem de Ajuste

Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°

Estudo de ajustes das proteções do bay da linha MTMN-


OA.MTMN401 01 33 / 37
LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV

4.2.4 PROTEÇÃO DE SUBTENSÃO (27) SISTÊMICA + WI - DESABILITADA

4.2.5 PROTEÇÕES DE SOBRECORRENTE– UPC1

i. SOBRECORRENTE DE FASE
OA – Ordem de Ajuste

Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°

Estudo de ajustes das proteções do bay da linha MTMN-


OA.MTMN401 01 34 / 37
LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV

ii. SOBRECORRENTE DE NEUTRO


OA – Ordem de Ajuste

Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°

Estudo de ajustes das proteções do bay da linha MTMN-


OA.MTMN401 01 35 / 37
LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV

4.2.6 PROTEÇÕES DE SUBTENSÃO – UPC1

4.2.7 PROTEÇÕES DE SINCRONISMO – UPC1


OA – Ordem de Ajuste

Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°

Estudo de ajustes das proteções do bay da linha MTMN-


OA.MTMN401 01 36 / 37
LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV
OA – Ordem de Ajuste

Equipamento IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°

Estudo de ajustes das proteções do bay da linha MTMN-


OA.MTMN401 01 37 / 37
LT4-01 da Subestação Mauá Três 69kV

4.2.8 PROTEÇÕES DE FALHA DISJUNTOR – UPC1