Você está na página 1de 8

FATEC-FACULDADE DE TEOLOGIA E CIÊNCIA

ALUNO EM FORMAÇÃO EM PSICANÁLISE CLÍNICA


Heder José Pena

ABORDAGENS E TEORIAS PSICOLÓGICAS:

VOTUPORANGA
2019
ALUNO EM FORMAÇÃO EM PSICANÁLISE

Artigo sobre Abordagens e Teorias Psicológicas apresentado à Faculdade


De Teologia e Ciências de Votuporanga-SP como
Requisito para a obtenção de Nota na Matéria

Orientadora: Profª Cleodinéia Palácio

Votuporanga/SP
2019
1

ABORDAGENS E TEORIAS PSICOLÓGICAS

Heder José Pena


Profª Cleodinéia Palácio

RESUMO:

A Psicologia contemporânea foi desenvolvida por meio de marcos teóricos,


conhecimentos elaborados para a compreensão do pensamento humano.
Abordagens (Estruturalismo, Funcionalismo e Associacionismo) que deram origem
às principais teorias psicológicas - Behaviorismo (ou Comportamentalismo), Gestalt,
Psicanálise. O conhecimento dos principais processos de abordagens define o
desenvolvimento da Psicologia como ciência da psiquê humana.

Palavras-chave: Estruturalismo. Funcionalismo. Associacionismo.

1 INTRODUÇÃO

Os estudiosos definem a história da Psicologia com base em seus marcos


teóricos: Estruturalismo, Funcionalismo, Behaviorismo (ou Comportamentalismo),
Gestalt e Pscinálise.
2

Desse modo, apesar da psicologia ser considerada um processo de


pensamento social, fruto do conhecimento histórico, onde o estruturalismo, o
funcionalismo e o associacionismo são conhecimentos elaborados para a
compreensão do pensamento, tais abordagens não podem ser consideradas como
teorias psicológica, mas sim processos que contribuiram para o surgimento das
teorias psicológicas.

Nessa passo, iremos discorrer sobre as principais propostas psicológicas de


cada uma das terminologias (Estruturalimso, Funcionalismo e Associacionimos) a
fim de compreendermos a participação de cada uma delas no enriquecimento da
Psicologia contemporânea.

2 ABORDAGENS DA PSICOLOGIA

A verdade é que, ao longo do tempo, muitas teorias psicológicas foram


desenvolvidas, mas as que realmente marcaram o contexto histórico da psicologia,
foram desenvolvidas com base nas seguintes abordagens:

Estruturalismo:

O Estruturalismo, fundada por Wilhelm Wundt, em 1879, foi a primeira


abordagem da psicologia, considerando que na formação desta abordagem Wilhelm
aplicou a metodologia científica.

O estruturalismo é uma corrente de pensamento nas ciências humanas que


se inspirou no modelo da linguística e que depreende a realidade social a partir de
um conjunto considerado elementar (ou formal) de relações.

Para a sociologia, antropologia e linguística, o estruturalismo é a metodologia


pela qual elementos da cultura humana devem ser entendidos em face a sua relação
com um sistema ou estrutura maior, mais abrangente. Acredita-se que a mente
seria uma soma de processos estruturais e que a consciência e a mente eram
resultados desta estruturação.
3

Edward Titchener, primeiro nome do estruturalismo, afirmava que consciência


e mente eram entes separados que tinham papéis diferentes na vivência do
indivíduo.

Um dos grandes objetivos da psicologia estruturalista seria descobrir os


aspectos estruturais da mente, a maneira pela qual se estrutura os elementos da
consciência. Para isso, tinha como principal método de estudo a introspecção,
através de uma observação treinada e preparada para garantir os dois pontos
essenciais de toda a observação: a atenção e o registro do fenômeno.

Com isso, foi proposto três estágios de consciência: sensações, imagens e


estados afetivos. A era do estruturalismo terminou com a morte de Titchener, porém,
algumas ideias ou técnicas foram utilizadas ou reinventadas em outras abordagens
como a introspecção na psicanálise.

Funcionalismo:

O pioneiro da Psicologia Funcional desenvolvida nos Estados Unidos foi o


americano William James (1842-1910) que, segundo pesquisa realizada 80 anos
após sua morte, perdia prestígio apenas para Wilhelm Wundt.

Mas sua importância perdeu um pouco de brilho, devido ao seu interesse por
assuntos místicos como telepatia, clarividência, espiritismo e comunicação com os
mortos. Tinha verdadeira aversão pelo método de experimentação em psicologia e
pouco trabalho realizou nessa área.

James não fundou nenhuma corrente de pensamento ou escola de psicologia


nova, sua atitude de pesquisador não tinha nada de experimentalista, como queriam
fazer parecer associando sua forma de psicologia à forma da psicologia
experimental.

Ele não fundou a psicologia funcional, mas apresentou de forma clara e


eficaz as suas ideias dentro da atmosfera funcionalista impregnada na psicologia
americana, influenciando o movimento funcionalista e inspirando as gerações
posteriores de psicólogos.
4

Apesar do foco de interesse ter sido alterado, o objeto de estudo da


psicologia, durante o Funcionalismo, continuou sendo a consciência e o método a
introspecção.

Associacionismo:

Deriva de questões filosóficas, sendo muito utilizado em processo sobre a


aprendizagem que ocorrem por meio de uma associação de idéias, partindo de
uma idéia simples para mais complexa. Para associacionismo, o aprendizado se
estabelece, inicialmente, por meio de idéias simples. Posteriormente, a pessoa terá
capacidade de aprender algo mais complexo, no qual estariam associadas às
aprendizagens anteriores. Assim, para aprender um conteúdo complexo, a pessoa
precisaria primeiro aprender as ideais mais simples, que estariam associadas àquele
conteúdo.

O principal representante do Associacionismo é Edward L. Thorndike, e sua


importância está em ter sido o formulador de uma primeira teoria de aprendizagem
na Psicologia. Sua produção de conhecimentos pautava-se por uma visão de
utilidade deste conhecimento, muito mais do que por questões filosóficas que
perpassam a Psicologia.

Thorndike formulou a Lei do Efeito, que seria de grande utilidade para a


Psicologia Comportamentalista. De acordo com essa lei, todo comportamento de um
organismo vivo (um homem, um pombo, um rato etc.) tende a se repetir, se nós
recompensarmos (efeito) o organismo assim que este emitir o comportamento.

Por outro lado, o comportamento tenderá a não acontecer, se o organismo for


castigado (efeito) após sua ocorrência. E, pela Lei do Efeito, o organismo irá
associar essas situações com outras semelhantes. Por exemplo, se, ao apertarmos
um dos botões do rádio, formos “premiados” com música, em outras oportunidades
apertaremos o mesmo botão, bem como generalizaremos essa aprendizagem para
outros aparelhos, como toca-discos, gravadores etc.

3 CONCLUSÃO
5

Como toda ciência reconhecida, a psicologia passou por várias etapas para a
sua formação. Nesse parâmetro, os processos de abordagem foram de suma
importância para o surgimento das principais teorias psicológicas.

No caso, o estruturalismo contribuiu no estudo da consciência, como


experiência imediata, tendo como objeto a sua estruturação. A introspecção era
considerada uma percepção interior, onde o experimentador, após sobre alguns
tipos de estimulação, deveria narrar suas experiências.

Já o Funcionalismo, focou na operação, ou seja, o funcionamento dos


processos conscientes, tendo como principal interesse a utilidade ou o propósito dos
processos mentais, que por sua vez eram considerados atividades que levavam a
consequências práticas, que determinavam a aplicação da psicologia aos problemas
do mundo real.

Por outro lado, o associacionismo derivou de questões filosóficas, utilizadas em


processo sobre aprendizagem que ocorrem por meio de uma associação de ideias,
da simples para as mais complexas.

Essas abordagens foram cruciais na origem das principais teorias psicológicas


que fortaleceram a psicologia como ciência social que estuda a mente e os
comportamentos humanos. Behaviorismo (ou Comportamentalismo), Gestalt e
Pscinálise.

REFERÊNCIAS

https://pt.wikipedia.org/wiki/Estruturalismo

https://www.infoescola.com/psicologia/psicologia-funcional/

http://psicologiabis.blogspot.com/2013/02/o-associacionismo.html
6

Você também pode gostar