Você está na página 1de 23

Material compacto de Matemática

Financeira para o concurso do


BANRISUL 2019, com teoria,
exemplos e questões comentadas.

Teoria e questões comentadas

Daniela Arboite
MATEMÁTICA FINANCEIRA – Compacto BANRISUL

PORCENTAGEM
É uma razão centesimal, ou seja, é expressar um valor em relação a 100.
7 26 115
Exemplos: , ,
100 100 100

Podemos representar uma razão centesimal de outras formas:


7
= 0,07 = 7% (lê-se “sete por cento”)
100
115
= 1,15 = 115% (lê-se “cento e quinze por cento”)
100

Calculando 10% e 1% podemos obter facilmente outras porcentagens. Observe:


10% de 480 = 48 (Basta deslocar a vírgula 1 casa para a esquerda)
20% de 480 = 96 (2  48 = 96)

1% de 820 = 8,20 (Basta deslocar a vírgula 2 casas para a esquerda)


2% de 820 = 16,40 (2  8,20 = 16,40)

Existem formas diferentes de calcular porcentagem e que podem ser escolhidas conforme a situação dada.

Exemplo:
Para calcular 12% de 540, podemos utilizar uma regra de três:
540 100%
x 12%
100 . x = 540 . 12
540 .12
x= → x = 64,80
100
Também podemos calcular 10% mais 2%, observe:
10% de 540 = 54
2% de 540 = 10,80
54 + 10,80 = 64,80

Fator de Multiplicação
É possível obter o valor já com acréscimo ou já com desconto com uma única multiplicação.
• Aumentos
- Valor com acréscimo de 15%:
115
100% + 15% = 115% = = 1,15
100
Ao multiplicar um valor por 1,15 obtém-se um novo valor com acréscimo de 15%.

- Valor com acréscimo de 7%:


107
100% + 7% = 107% = = 1,07
100

- Valor com acréscimo de 30%:


130
100% + 30% = 130% = = 1,30 = 1,3
100
No caso de aumentos: 100% + % de aumento

Daniela Arboite 1
MATEMÁTICA FINANCEIRA – Compacto BANRISUL

• Descontos
- Valor com desconto de 15%:
85
100% − 15% = 85% = = 0,85
100
Ao multiplicar um valor por 0,85 obtém-se um novo valor com desconto de 15%.
- Valor com desconto de 7%:
93
100% − 7% = 93% = = 0,93
100

- Valor com desconto de 30%:


70
100% − 30% = 70% = = 0,70 = 0,7
100
No caso de descontos: 100% − % de desconto

Acréscimos e/ou Descontos Sucessivos

1. (FDRH – BANRISUL 2010 – Escriturário) Um trabalhador recebeu dois aumentos sucessivos, de 20% e de
30%, sobre o seu salário. Desse modo, o percentual de aumento total sobre o salário inicial desse trabalhador
foi de
(A) 30%
(B) 36%
(C) 50%
(D) 56%
(E) 66%

COMENTÁRIO:
Aumentos sucessivos:
Aumento de 20%: multiplica-se por 1,2
Aumento de 30%: multiplica-se por 1,3
1,2  1,3 = 1,56 = 156%
156% − 100% = 56%
Aumento de 56%

Outra forma:
Atribuir o valor inicial como 100.
P = 100
100 + 20% → 120
120 + 30% → 156
Aumento de 56%
ALTERNATIVA D

2. (CESGRANRIO) O valor de um exame teve dois reajustes sucessivos, de 5% e de 10%, respectivamente.


Após o segundo reajuste, o percentual de aumento total sobre o valor inicial (antes dos reajustes) foi de
(A) 15%
(B) 15,5%
(C) 5%
(D) 50%
(E) 7,5%

Daniela Arboite 2
MATEMÁTICA FINANCEIRA – Compacto BANRISUL

COMENTÁRIO:
Podemos atribuir um valor inicial igual a 100, o que facilita muito a interpretação e os cálculos.
P = 100 De 100, que era o valor inicial, para 115,5, que
Aumento de 5%: é o valor final, o preço aumentou 15,5, em
100 + 5% → 105 relação a 100, ou seja, um aumento de 15,5%.
Aumento de 10%.
105 + 10% → 105 + 10,5 = 115,5
ALTERNATIVA B

3. (FCC) Em dezembro de 2007, um investidor comprou um lote de ações de uma empresa por R$ 8.000,00.
Sabe-se que: em 2008 as ações dessa empresa sofreram uma valorização de 20%; em 2009, uma
desvalorização de 20%, em relação ao seu valor no ano anterior; em 2010, se valorizaram em 20%, em relação
ao seu valor em 2009. De acordo com essas informações, é verdade que, nesses três anos, o rendimento
percentual do investimento foi de
(A) 20%
(B) 18,4%
(C) 18%
(D) 15,2%
(E) 15%

COMENTÁRIO:
Valorização de 20%: 100% + 20% = 120% → × 1,2
Desvalorização de 20%: 100% − 20% = 80% → × 0,8
Valorização de 20%: 100% + 20% = 120% → × 1,2
1,2 × 0,8 × 1,2 = 1,152 = 115,2%
115,2% − 100% = 15,2%
ALTERNATIVA D

OBSERVAÇÃO:

VALOR DE
100%
REFERÊNCIA

Exemplo 1: Uma conta é paga com multa de 5%, totalizando R$ 126,00. O valor da conta, sem a multa, é:

Importante: se o valor já está com acréscimo de 5%, descontar 5% não vai fazer com que o valor retorne ao
que era inicialmente.
A multa é aplicada sobre a conta, logo, a conta é o 100%.
Conta + multa: R$ 126,00, corresponde a 105%
x --- 100%
126 --- 105%
105.x = 126.100
x = R$ 120,00

Portanto, o valor da conta, sem a multa, é R$ 120,00.

Observe que 5% de 120 é igual a 6.


R$ 120,00 (conta) + R$ 6,00 (multa) = R$ 126,00

Daniela Arboite 3
MATEMÁTICA FINANCEIRA – Compacto BANRISUL

Exemplo 2: Uma casa é vendida por R$ 180.000,00, com prejuízo de 20% em relação ao preço de compra. O
prejuízo é de:
O prejuízo é em relação ao preço de compra, logo, este é o 100%.
R$ 180.000,00 é valor já com prejuízo de 20%, ou seja, 80%.
x --- 100%
180.000 --- 80%
80.x = 180000.100
x = R$ 225.000,00 (Este é o preço de compra da casa.)

Compra: R$ 225.000,00
Vende: R$ 180.000,00
Prejuízo: 225.000 – 180.000 = 45.000,00
Portanto, o prejuízo é R$ 45.000,00.

Exemplo 3:
Um produto é vendido por R$ 368,00, com lucro de 15% em relação ao preço de compra. O lucro é de:
O lucro é em relação ao preço de compra, logo, este é o 100%.
R$ 368,00 é valor já com lucro de 15%, ou seja, 115%.
x --- 100%
368 --- 115%
115.x = 368.100
x = R$ 320,00 (Este é o preço de compra.)

Preço de compra: R$ 320,00


Preço de venda: R$ 368,00
Lucro: 368 – 320 = 48,00
Portanto, o lucro é R$ 45.000,00.

Exemplo 4: Um comerciante compra certo artigo ao preço unitário de R$ 25,20 e o coloca à venda
por um preço que lhe proporcionará uma margem de lucro de 30% sobre o preço de venda. O preço
unitário de venda desse artigo é
(A) R$ 32,76
(B) R$ 33,52
(C) R$ 34,00
(D) R$ 35,20
(E) R$ 36,00

“...margem de lucro de 30% sobre o preço de venda.”


Preço de venda → 100%
Preço de compra: R$ 25,20

Preço de venda = Preço de compra + Lucro

Preço de venda = Preço de compra + Lucro

100% 70% 30%


25,20 --- 70%
x --- 100%
x = 36,00 ALTERNATIVA E

Daniela Arboite 4
MATEMÁTICA FINANCEIRA – Compacto BANRISUL

JUROS SIMPLES
No regime de juros simples, a taxa incide sempre sobre o capital inicial, originando um juro igual em todos os
períodos.

Notação:
J = juros (ou rendimentos)
C = capital (valor aplicado ou tomado por empréstimo)
i = taxa de juros (unitária)
n = número de períodos (prazo)
M = montante (valor acumulado)

Exemplo:
Considere um capital de R$ 800,00, aplicado a juros simples por 5 meses, a uma taxa de 4% ao mês.
A taxa é aplicada sobre o capital.
4% de 800 = R$ 32,00 por mês
Em 5 meses: 5  32 = R$ 160,00.

Montante = Capital + Juros


Montante = 800 + 160 = R$ 960,00

J=C.i.n

Por definição, montante é igual a capital mais juros:

M=C+J

Destas duas relações, deduz-se a fórmula do montante:

M = C.(1 + i.n)

Observações:
1) Ano comercial: 360 dias
Regra do banqueiro: Na prática comercial mundial, utiliza-se a contagem exata de dias nos prazos dos
empréstimos, mas considera-se que o ano tem 360 dias, ou seja, o ano é comercial ou bancário.
Logo, o mês comercial tem 30 dias.

2) Taxa e prazo devem estar na mesma unidade de tempo.


Exemplo: 2%a.m., durante 3 meses

Taxas Proporcionais
Em juros simples, as taxas são proporcionais ao tempo, ou seja, para encontrar uma taxa que seja equivalente
basta multiplicar ou dividir pelo número de períodos.
Exemplos:
2% ao mês = 12% ao semestre = 24% ao ano
40% ao ano = 20% ao semestre = 10% ao trimestre

Daniela Arboite 5
MATEMÁTICA FINANCEIRA – Compacto BANRISUL

(CESPE – EBSERH 2018) No que se refere a matemática financeira e finanças, julgue o item seguinte.
1. Se R$ 10.000 forem aplicados pelo prazo de 45 dias à taxa de juros simples de 12% ao ano, o montante ao
final do período será inferior a R$ 10.140.

COMENTÁRIO:
i = 12% ao ano = 1% ao mês
n = 45 dias = 1 mês e meio
C = R$ 10.000,00
1% de R$ 10.000,00 = R$ 100,00 (Juros por mês)
Em 45 dias, ou seja, um mês e meio: 100 + 50 = R$ 150,00

Montante = Capital + Juros


M = 10.000 + 150 = R$ 10.150,00 (superior a R$ 10.140,00)

Se preferir, use a fórmula:


J = C.i.n
J = 10000  0,01  1,5
J = R$ 150,00

Montante = capital + juros


Montante = 10.000 + 150 = R$ 10.150,00
ITEM ERRADO

2. (LA SALLE) Qual o capital que deve ser aplicado em um sistema de juros simples, cuja taxa de juros é de
12% ao trimestre, durante 8 meses, a fim de que o montante obtido seja igual a R$ 231,00?
(A) R$ 160,00.
(B) R$ 165,00.
(C) R$ 170,00.
(D) R$ 175,00.
(E) R$ 180,00.

COMENTÁRIO:
12% ao trimestre = 4% ao mês
Em 8 meses: 8  4% = 32% (juros)
Montante = capital + juros
Montante = 100% + 32% = 132%
Montante = R$ 231,00
231 --- 132%
x --- 100%
x = R$ 175,00

Pela fórmula:
M = C.(1 + i.n)
231 = C.(1 + 0,04  8)
231 = C.(1 + 0,32)
231 = C.(1,32)
C = 231  1,32
C = R$ 175,00
ALTERNATIVA D

Daniela Arboite 6
MATEMÁTICA FINANCEIRA – Compacto BANRISUL

3. (AOCP) Um produto é vendido à vista por R$ 2.000,00 ou em duas parcelas, sendo a primeira de R$ 400,00,
no ato da compra, e, a segunda, dois meses após, no valor de R$ 1.760,00. Qual a taxa mensal de juros
simples utilizada?
(A) 3%
(B) 3,5%
(C) 4%
(D) 4,5%
(E) 5%

COMENTÁRIO:
Os juros são calculados sobre o saldo devedor.
Sobre o valor que é pago no ato da compra, não incide juros.
Saldo:
2000 – 400 = R$ 1.600,00

2 meses depois, há uma segunda parcela no valor de R$ 1.760,00.


1.760 – 1.600 = R$ 160,00 (Juros)
Estes juros são calculados sobre o valor do saldo devedor.
1600 --- 100%
160 --- x
x = 10% (em 2 meses)

Taxa mensal: 10% ÷ 2 = 5% ao mês ALTERNATIVA E

4. (CESGRANRIO) João aplicou metade de seu décimo terceiro salário em um fundo de investimentos. Um
ano mais tarde, ele resgatou um montante (valor aplicado acrescido de juros) de R$ 1.522,50. Se a taxa anual
de juros dessa aplicação foi de 5%, qual é, em reais, o valor do décimo terceiro salário de João?
(A) 1.450,00
(B) 1.600,00
(C) 2.124,00
(D) 2.892,00
(E) 2.900,00

COMENTÁRIO:
“João aplicou metade de seu décimo terceiro salário...”
M = R$ 1.522,50 (valor aplicado + juros)
n = 1 ano
i = 5% ao ano
Capital: 100% (pois é sobre o capital que incidem os juros)
Montante: 100% (capital) + 5% (juros) = 105%
C --- 100%
1522,50 --- 105%
C = R$ 1.450,00 (valor aplicado)

Como o valor aplicado é metade do décimo terceiro salário, o 13º de João é R$ 2.900,00.
ALTERNATIVA E

Daniela Arboite 7
MATEMÁTICA FINANCEIRA – Compacto BANRISUL

JUROS COMPOSTOS
Há, basicamente, duas formas de cobrar questões de juros compostos nas provas de concursos, sem
calculadora:
- Prazos curtos para que seja razoável fazer todos os cálculos, seja por fórmulas ou usando aumentos
sucessivos;
- Para prazos maiores, constar na prova tabelas financeiras. Neste caso, o trabalho se resume a usar
adequadamente as informações dadas nas tabelas.

No regime de juros compostos os juros de cada período são calculados sobre o montante obtido no período
anterior.

Exemplo:
C = 10.000
i = 10%a.m

J1 = 10% de 10.000 = 1.000 → M1 = 11.000


J2 = 10% de 11.000 = 1.100 → M2 = 12.100
J3 = 10% de 12.100 = 1.210 → M3 = 13.310
J4 = 10% de 13.310 = 1.331 → M4 = 14.641

São aumentos sucessivos de 10%. Cada aumento incide sobre o montante anterior.

(1 + i)n é o fator de acumulação de capital

M = C.(1 + i)n

Exemplo:
Um investidor aplicou a quantia de R$ 15.000,00, pelo prazo de 3 meses, num investimento que rende juros
compostos de 10% ao mês. O montante que receberá no final da aplicação, em reais, será
C = 15.000
i = 10%a.m = 0,1
n = 3 meses

Usando a fórmula:
M = C.(1 + i)n
M = 15000.(1 + 0,1)3
M = 15000.(1,1)3
M = 15000.(1,331)
M = 19.965,00

Outra forma, calculando 3 aumentos sucessivos, de 10% cada:


15000 + 10% → 16500,00
16500 + 10% → 18150,00
18150 + 10% → 19965,00

Daniela Arboite 8
MATEMÁTICA FINANCEIRA – Compacto BANRISUL

1. (LA SALLE) João aplica R$ 500,00 em um sistema de juros composto de taxa igual a 3% ao mês. Qual a
quantia de juros que João obtém nesta aplicação nos primeiros 2 meses?
(A) R$ 30,00
(B) R$ 30,45
(C) R$ 31,00
(D) R$ 31,50
(E) R$ 35,00

COMENTÁRIO:
C = R$ 500,00
i = 3% ao mês
n = 2 meses
Juros compostos (aumentos sucessivos):
500 + 3% → 500 + 15 = 515
515 + 3% → 515 + 15,45 = 530,45 (montante)

Juros = Montante – Capital


Juros = 530,45 – 500 = 30,45

Outra forma, usando a fórmula dos juros compostos:


M = C.(1 + i)n
Onde:
C: capital
M: montante
i: taxa
n: tempo
M = C.(1 + i)n
M = 500.(1,03)2
M = 500.(1,0609)
M = 530,45 ALTERNATIVA B

2. (CESGRANRIO – Banco do Brasil 2012) João tomou um empréstimo de R$ 900,00 a juros compostos de
10% ao mês. Dois meses depois, João pagou R$ 600,00 e, um mês após esse pagamento, liquidou o
empréstimo. O valor desse último pagamento foi, em reais, aproximadamente,
(A) 240,00
(B) 330,00
(C) 429,00
(D) 489,00
(E) 538,00

COMENTÁRIO:
2 meses depois:
900 + 10% → 990
990 + 10% → 1089

Faz um pagamento de R$ 600,00:


1089 – 600 = 489,00
No mês seguinte: 489 + 10% → 489 + 48,90 = R$ 537,90
Aproximadamente R$ 538,00. ALTERNATIVA E

Daniela Arboite 9
MATEMÁTICA FINANCEIRA – Compacto BANRISUL

3. (CESGRANRIO – Banco do Brasil 2015) Uma conta de R$ 1.000,00 foi paga com atraso de 2 meses e 10
dias. Considere o mês comercial, isto é, com 30 dias; considere, também, que foi adotado o regime de
capitalização composta para cobrar juros relativos aos 2 meses, e que, em seguida, aplicou-se o regime de
capitalização simples para cobrar juros relativos aos 10 dias. Se a taxa de juros é de 3% ao mês, o juro cobrado
foi de
(A) R$ 64,08
(B) R$ 79,17
(C) R$ 40,30
(D) R$ 71,51
(E) R$ 61,96

COMENTÁRIO:
C = R$ 1.000,00
i = 3% ao mês
n = 2 meses (juros compostos) e 10 dias (juros simples)
Juros compostos (aumentos sucessivos):
1000 + 3% → 1.030 (3% de 1000 = 30)
1030 + 3% → 1.060,90 (3% de 1030 = 30,90)

Juros simples:
1
10 dias = de mês → 3% ÷ 3 = 1% (juros)
3
1% de 1.060,90 = 10,6090  10,61

Soma dos juros: 30 + 30,90 + 10,61 = 71,51

Ou:
Montante no final do prazo: 1060,90 + 10,61 = 1.071,51
Juros: 1.071,51 – 1.000 = 71,51 ALTERNATIVA D

4. (CESGRANRIO) Um produto com preço à vista de R$ 442,00 é vendido em duas prestações iguais, em 30
e 90 dias. Se a taxa de juros composta cobrada pelo vendedor é de 10% a.m., determine o valor, em reais, de
cada prestação (considere o ano comercial).
(A) 222,20
(B) 242,22
(C) 266,20
(D) 288,20
(E) 300,20

COMENTÁRIO:
Duas prestações iguais: x (30 dias) + x (90 dias)
Os juros são calculados sobre o valor da dívida.
30 dias:
442 + 10% = 486,2
Faz um pagamento de x reais:
Saldo: 486,2 – x
90 dias:
(486,2 − x).(1,1)² = x
(486,2 − x).1,21 = x → 588,302 − 1,21x = x
588,302 = 2,21.x → x = 266,20 ALTERNATIVA C

Daniela Arboite 10
MATEMÁTICA FINANCEIRA – Compacto BANRISUL

DESCONTOS
Define-se desconto como sendo o abatimento que o devedor faz jus quando antecipa o pagamento de um
título, ou ainda, como sendo o juro não cobrado pelo devedor para antecipar o pagamento de um título. Do
ponto de vista do credor, define-se como sendo o juro cobrado por este para antecipar determinada quantia de
vencimento futuro.

Notação:
N = valor nominal do título
A = valor atual (valor descontado) do título
n = número de períodos antes do vencimento do título
i = taxa de desconto
D = desconto (total) em n períodos

Em qualquer desconto, temos, por definição: D = N − A.

Desconto Comercial Simples (“Por Fora”): Dcs


O desconto comercial simples (ou bancário) é igual ao juro simples calculado sobre o valor nominal do título.
DCS = N.i.n

AC = N(1 − i.n)

Exemplo:
Calcule o valor do desconto simples por fora, de um título de R$ 2.000,00, com vencimento para 120 dias à
taxa de 3% ao mês.

N = R$ 2.000,00
i = 3% ao mês
n = 120 dias = 4 meses
Desconto simples por fora (bancário ou comercial) é calculado sobre o valor nominal do título.
3% de 2.000 = 60,00 por mês
4 meses antes do vencimento: 4  60 = R$ 240,00

Desconto Racional Simples (“Por Dentro”): DRS


O desconto racional simples é igual ao juro simples calculado sobre o valor atual do título.
DRS = A.i.n

N
AR =
1+ i.n

Exemplo:
Um título sofre um desconto racional simples, 4 meses antes de seu vencimento, a uma taxa de desconto de
18% ao ano, apresentando um valor atual igual a R$ 20.000,00. Determine o valor do desconto.
A = R$ 20.000,00
i = 18% ao ano = 1,5% ao mês
n = 4 meses
Desconto racional simples (por dentro) é calculado sobre o valor atual do título.
4  1,5% = 6% de desconto
D = 6% de 20.000 = R$ 1.200,00

Daniela Arboite 11
MATEMÁTICA FINANCEIRA – Compacto BANRISUL

TAXA IMPLÍCITA DE JUROS SIMPLES NO DESCONTO COMERCIAL SIMPLES

Taxa Efetiva ou Taxa Implícita da Operação (ief): corresponde à taxa que deve ser aplicada ao valor atual
para obter o valor nominal.
d
i=
1− d.n
i: taxa efetiva de juros simples
d: taxa de desconto comercial simples
n: número de períodos

(ESAF) Um título de R$ 20.000,00 foi descontado 4 meses antes do seu vencimento, a uma taxa de desconto
comercial simples de 5% ao mês. A taxa efetiva mensal de juros simples dessa operação é igual a
(A) 6,50%.
(B) 5,50%.
(C) 5,25%.
(D) 6,00%.
(E) 6,25%.

COMENTÁRIO:
Taxa implícita de juros simples, no desconto comercial simples
Desconto: 20% de 20.000 = 4.000
Valor atual: 16.000
16.000 --- 100%
4.000 --- x
x = 25% em 4 meses
6,25% ao mês
ALTERNATIVA E

Desconto Racional Composto (DRC)


Consiste numa aplicação sucessiva do desconto racional simples. Logo, esse desconto coincide com os juros
compostos calculados sobre o valor atual do título, no prazo n.
DRC = N − AR

N
AR =
(1 + i ) n

Desconto Comercial Composto (DCC)


Consiste numa aplicação sucessiva do desconto comercial simples.
DCC = N − AC

AC = N(1 − i)n

Daniela Arboite 12
MATEMÁTICA FINANCEIRA – Compacto BANRISUL

1. (FDRH – BANRISUL 2010 – Escriturário) Um título, cujo valor de face é R$ 7.000,00, foi descontado 60 dias
antes do seu vencimento, por meio de uma operação de desconto bancário simples, à taxa de desconto de
10% ao mês. O valor atual do título, ou seja, o valor de face do título menos o desconto, é de
(A) R$ 1.000,00
(B) R$ 5.600,00
(C) R$ 6.000,00
(D) R$ 6.300,00
(E) R$ 8.750,00

COMENTÁRIO:
N = 7.000
n = 60 dias = 2 meses
i = 10% ao mês
Desconto bancário simples (Calculado sobre o valor nominal do título)
10% ao mês, em 2 meses: 20%
Desconto: 20% de 7.000 = 1.400
Valor atual (valor com desconto): 7.000 – 1.400 = 5.600
ALTERNATIVA B

2. (ESAF – MF 2013 – Contador) Um título de valor nominal igual a R$ 15.000,00 foi descontado 6 meses antes
do seu vencimento. O desconto pela antecipação do título foi de acordo com o sistema de desconto comercial
simples a uma taxa de 10% ao trimestre. O valor ao qual o título foi descontado é igual a:
(A) R$ 6.000,00.
(B) R$ 13.000,00.
(C) R$ 10.000,00.
(D) R$ 9.000,00.
(E) R$ 12.000,00.

COMENTÁRIO:
N = R$ 15.000,00
i = 10% ao trimestre
n = 6 meses = 2 trimestres
2  10% = 20% (Desconto)
Desconto comercial simples → Calculado sobre o valor nominal
D = 20% de 15.000 = 3.000

Valor atual:
A = 15.000 – 3.000 = R$ 12.000,00
ALTERNATIVA E

3. (FUNDATEC) Uma nota promissória com valor nominal de R$ 5.000,00 foi resgatada 5 meses antes do seu
vencimento por R$ 4.000,00. Qual foi a taxa anual de desconto bancário simples utilizada na operação?
(A) 4%
(B) 25%
(C) 40%
(D) 48%
(E) 60%

Daniela Arboite 13
MATEMÁTICA FINANCEIRA – Compacto BANRISUL

COMENTÁRIO:
N = R$ 5.000,00
A = R$ 4.000,00
n = 5 meses
Desconto bancário simples (Calculado sobre o valor nominal)
Desconto: 5.000 – 4.000 = R$ 1.000,00
5000 --- 100%
1000 --- x
x = 20%
20% em 5 meses → 4% ao mês
Taxa anual: 12  4% = 48%
ALTERNATIVA D

4. (FUNDATEC – SEFAZ RS 2014 – Auditor Fiscal da Receita Estadual) Um título de crédito de R$ 26.000,00
foi descontado em uma instituição financeira 38 dias antes do vencimento, a uma taxa de desconto de 3% ao
mês. Calcule o valor atual do título, considerando que a operação foi feita utilizando o desconto bancário ou
“por fora”.
(A) R$ 22.520,00.
(B) R$ 25.012,00.
(C) R$ 25.021,00.
(D) R$ 25.220,00.
(E) R$ 25.250,00.

COMENTÁRIO:
Desconto bancário ou “por fora”: Calculado sobre o valor nominal do título
3% de 26.000 = 780,00 (por mês)
R$ 780,00  30 = R$ 26,00 (por dia)
Em 38 dias:
38  26 = R$ 988,00

Valor atual: 26.000 – 988 = R$ 25.012,00


ALTERNATIVA B

5. (CESGRANRIO – LIQUIGAS 2012) Uma instituição financeira anuncia taxa de desconto simples bancário
(ou desconto simples por fora) de 5% ao mês. Nas operações de um mês, a taxa mensal de juros compostos
cobrada por essa instituição é, aproximadamente,
(A) 4,5%
(B) 4,7%
(C) 5,0%
(D) 5,3%
(E) 5,5%

COMENTÁRIO:
Valor nominal é o valor na data do vencimento (já com juros).
Valor atual é o valor com desconto (por antecipar o pagamento).
Desconto bancário simples é calculado sobre o valor nominal.

Atribuindo N = 100
Desconto: 5% de 100 = 5
A = 100 – 5 = 95

Daniela Arboite 14
MATEMÁTICA FINANCEIRA – Compacto BANRISUL

Antecipando o pagamento o valor é 95.


Um mês depois, na data do vencimento, é 100. Portanto, juros de 5.
95 --- 100%
5 -- x
x = 5,26% (aproximadamente 5,3%)
ALTERNATIVA D

6. (FUNDATEC – SEFAZ RS 2009 – Agente Fiscal do Tesouro do Estado) Faltando 60 dias para o vencimento
de um título com valor nominal de R$ 2.000,00, uma pessoa deseja substituí-lo por outro com vencimento em
90 dias. Se for utilizada a taxa de desconto bancário simples de 5% ao mês, qual será o valor nominal do novo
título?
(A) R$ 2.100,00
(B) R$ 2.117,65
(C) R$ 2.225,70
(D) R$ 2.300,55
(E) R$ 3.000,00

COMENTÁRIO:
N = 2.000
n = 60 dias = 2 meses
i = 5% ao mês
Desconto bancário simples (Calculado sobre o valor nominal)
Desconto:
D = 10% de 2.000 = 200
Valor atual:
A = 2.000 − 200 = 1.800

Para substituir este título por outro com vencimento em 90 dias (3 meses).
Desconto: 3  5% = 15% (sobre o valor nominal)
N ---- 100%
1.800 -- 85%
N = 2117,65
ALTERNATIVA B

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É vedada a reprodução total ou parcial deste material, por qualquer
meio ou processo. A violação de direitos autorais é punível como crime, com pena de prisão e multa (art. 184
e parágrafos do Código Penal), conjuntamente com busca e apreensão e indenizações diversas (arts. 101 a
110 da Lei nº 9.610, de 19/02/98 – Lei dos Direitos Autorais).

Daniela Arboite 15
MATEMÁTICA FINANCEIRA – Compacto BANRISUL

TAXAS DE JUROS

TAXAS EQUIVALENTES EM JUROS COMPOSTOS


Duas taxas são ditas equivalentes entre si quando, aplicadas sobre um mesmo capital, durante o mesmo
tempo, produzem a mesma quantia de juros.

1. Qual a taxa anual equivalente, no regime de juros compostos, a 10% ao semestre.?


1 ano = 2 semestres
Então, são 2 aumentos sucessivos de 10%.
Aumento de 10% → 100% + 10% = 110% = 1,10
1,1  1,1 = 1,21
i = 0,21 = 21%a.a.

2. Qual a taxa trimestral equivalente, em juros compostos, a 20%a.m.?


1 trimestre = 3 meses
Então, são 3 aumentos sucessivos de 20%.
Aumento de 20% → 100% + 20% = 120% = 1,20
1,2  1,2  1,2 = 1,728
i = 0,728 = 72,8%a.t.

3. No regime de capitalização composta, qual a taxa bimestral equivalente a 5% ao mês?


1 bimestre = 2 meses
Então, são 2 aumentos sucessivos de 5%.
Aumento de 5% → 100% + 5% = 105% = 1,05
1,05  1,05 = 1,1025
i = 0,1025 = 10,25%a.b.

TAXA EFETIVA E TAXA NOMINAL


Taxa Nominal: quando o período de capitalização é diferente do período a que se refere a taxa.
Por exemplo, 60% ao ano, com capitalização mensal.

Exemplo 1:
Qual a taxa efetiva semestral correspondente a taxa nominal de 60% ao semestre, capitalizados
bimestralmente?
1º passo: Calcular a taxa no período de capitalização (no caso, bimestral)
60%
i= = 20% ao bimestre (Esta já é uma taxa efetiva)
3

2º passo: Calcular a taxa efetiva no período solicitado (no caso, semestral)


20% ao bimestre
3 bimestres
1,2  1,2  1,2 = 1,728
i = 0,728 = 72,8%a.s.

Daniela Arboite 16
MATEMÁTICA FINANCEIRA – Compacto BANRISUL

Exemplo 2:
Qual a taxa efetiva semestral correspondente a taxa nominal de 64% ao semestre, capitalizados
trimestralmente?
1º passo: Calcular a taxa no período de capitalização (no caso, trimestral)
64%
i= = 32% ao trimestre (Esta já é uma taxa efetiva)
2

2º passo: Calcular a taxa efetiva no período solicitado (no caso, semestral)


32% ao trimestre
2 trimestres
1,32  1,32 = 1,7424
i = 0,7424 = 74,24%a.s.

Exemplo 3:
Qual é a taxa semestral equivalente, em juros compostos, à taxa de 120% ao ano, com capitalização trimestral?
(A) 185,6%
(B) 119,7%
(C) 169,0%
(D) 69,0%
(E) 30,0%

120% ao ano, com capitalização trimestral é uma taxa nominal porque a taxa é dada ao ano e a capitalização
ocorre em outro período (trimestre)
1º passo: Calcular a taxa no período de capitalização
n = 4 trimestres
120% dividido por 4 = 30% ao trimestre (esta já uma taxa efetiva)

2º passo: Calcular a taxa efetiva no período que foi solicitado (no caso, semestre)
i = 30% ao trimestre
n = 2 trimestres

Dois aumentos sucessivos de 30%:


1,3  1,3 = 1,69
ALTERNATIVA D

4. (CESGRANRIO – BB 2012) Um investimento rende a taxa nominal de 12% ao ano com capitalização
trimestral.
A taxa efetiva anual do rendimento correspondente é, aproximadamente,
(A) 12%
(B) 12,49%
(C) 12,55%
(D) 13%
(E) 13,43%

COMENTÁRIO:
1º passo: Calcular a taxa no período de capitalização (no caso, trimestral)
12%
i= = 3% ao trimestre (Esta já é uma taxa efetiva)
4

Daniela Arboite 17
MATEMÁTICA FINANCEIRA – Compacto BANRISUL

2º passo: Calcular a taxa efetiva no período solicitado (no caso, anual)


3% ao trimestre
4 trimestres
1,03  1,03  1,03  1,03 = 1,12550881
i  12,55%a.a.
ALTERNATIVA C

5. (ESAF – Ministério da Fazenda 2014) O capital de R$ 10.000,00 foi aplicado por 6 meses, à taxa de juros
compostos de 6% ao semestre, com juros capitalizados trimestralmente. Calcule o montante dessa aplicação.
(A) R$ 10.600,00
(B) R$ 10.615,00
(C) R$ 10.620,00
(D) R$ 10.612,00
(E) R$ 10.609,00

COMENTÁRIO:
C = 10.000,00
i = 6% ao semestre, capitalizados trimestralmente → Taxa efetiva: 3% ao trimestre
n = 6 meses = 2 trimestres

M = C.(1 + i)n
M = 10000.(1,03)2
M = 10000.(1,0609)
M = 10.609,00
ALTERNATIVA E

6. (ESAF – Ministério da Fazenda 2013 – Contador) A taxa efetiva anual de uma aplicação que rende juros
compostos, a uma taxa nominal de 10% ao ano, com capitalização semestral, é igual a:
(A) 10%
(B) 10,50%
(C) 10,25%
(D) 10,75%
(E) 11%

COMENTÁRIO:
Taxa nominal: 10% ao ano, com capitalização semestral
1º) Calcular a taxa no período de capitalização (semestral)
10% ÷ 2 = 5% ao semestre

2º) Taxa efetiva anual:


1,05  1,05 = 1,1025
1,1025 – 1 = 0,1025 = 10,25%
ALTERNATIVA C

Daniela Arboite 18
MATEMÁTICA FINANCEIRA – Compacto BANRISUL

TAXA REAL, TAXA APARENTE E INFLAÇÃO


i = taxa aparente de juros;
I = taxa de inflação;
r = taxa real de juros;

1 + i = (1 + I).(1 + r)

Por uma questão de aplicação, de uso, é melhor deixar a taxa real (r) isolada:
1+ i
1+ r=
1+I

Exemplo 1:
Qual deve ser a taxa aparente mensal que deve cobrar uma financeira para ganhar 5% ao mês de juros reais
se a inflação for de 2% ao mês?
1 + i = (1 + I).(1 + r)
1 + i = (1 + 0,02).(1 + 0,05)
1 + i = (1,02).(1,05)
1 + i = 1,071
i = 7,1%

Exemplo 2:
Um banco remunera aplicações financeiras à taxa de 15,5% ao ano. Sabendo-se que a taxa de inflação anual
é de 10%, então a taxa real anual dessa aplicação é de, aproximadamente,
1+ i
1+ r=
1+ I
1,155
1+ r= = 1,05
1,1
r = 5%

3. (FUNDATEC – SEFAZ RS 2009 – Agente Fiscal do Tesouro do Estado) Qual deve ser a taxa aparente
mensal que deve cobrar uma financeira para ganhar 4% ao mês de juros reais se a inflação for de 2,5% ao
mês?
(A) 5% ao mês
(B) 5,4% ao mês
(C) 5,8% ao mês
(D) 6,2% ao mês
(E) 6,6% ao mês

COMENTÁRIO:
1 + i = (1 + r). (1 + I)
1 + i = (1,04). (1,025)
1 + i = 1,066
i = 0,066 = 6,6% ao mês
ALTERNATIVA E

Daniela Arboite 19
MATEMÁTICA FINANCEIRA – Compacto BANRISUL

4. (FCC) Um capital de valor igual a R$ 10.000,00 é aplicado durante um ano apresentando, no final, um
montante igual a R$ 11.275,00. Se a taxa real de juros correspondente a esta aplicação foi de 10%, tem-se
que a inflação no período considerado foi de
(A) 1,75%
(B) 2,00%
(C) 2,25%
(D) 2,50%
(E) 2,75%

COMENTÁRIO:
M 11.275
= =1,1275
C 10.000
r = 10%
1 + i = (1 + r).(1 + I)
1,1275 = 1,1. (1 + I)
1,1275
1,1 = 1 + I
I = 0,025 = 2,5%
ALTERNATIVA D

5. (CESPE – CEF 2010 – Tecnologia da Informação) Se a quantia de R$ 5.000,00, investida pelo período de
6 meses, produzir o montante de R$ 5.382,00, sem se descontar a inflação verificada no período, e se a taxa
de inflação no período for de 3,5%, então a taxa real de juros desse investimento no período será de
(A) 4,5%.
(B) 4%.
(C) 3,5%.
(D) 3%.
(E) 2,5%.

COMENTÁRIO:
C = 5.000,00
M = 5.382,00
M 5.382
= = 1,0764
C 5.000
I = 3,5%
1 + i = (1 + r). (1 + I)
1,0764 = (1 + r). (1,035)
1,0764
=1+r
1,035
1 + r = 1,04
r = 4%
ALTERNATIVA B

Daniela Arboite 20
MATEMÁTICA FINANCEIRA – Compacto BANRISUL

6. (FUNDATEC – Câmara de Porto Alegre 2012 – Assessor Legislativo) Um banco remunera aplicações
financeiras à taxa de 15% ao ano. Sabendo-se que a taxa de inflação anual é de 9%, então a taxa real anual
dessa aplicação é de, aproximadamente,
(A) 6,5% positiva.
(B) 6,0% positiva.
(C) 5,5% positiva.
(D) 6,0% negativa.
(E) 6,5% negativa.

COMENTÁRIO:
1 + i = (1 + r). (1 + I)
1,15 = (1 + r). (1,09)
1,15
1+ r=
1,09
1 + i = 1,055
i = 5,5% ao mês
ALTERNATIVA C

7. (ESAF – MF 2013 – Contador) O capital de R$ 12.000,00 foi aplicado por um ano e gerou R$ 1.860,00 de
juros. Se a inflação desse ano foi de 5%, então a taxa real de juros desse ano foi:
(A) 11%
(B) 10%
(C) 10,5%
(D) 9,5%
(E) 9%

COMENTÁRIO:
C = 12.000,00
M = 12.000 + 1.860 = 13.860,00
M 13.860
= = 1,155
C 12.000

I = 5%
1 + i = (1 + r). (1 + I)
1,155 = (1 + r). (1,05)
1,155
=1+r
1,05
1 + r = 1,1
r = 10%

ALTERNATIVA B

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É vedada a reprodução total ou parcial deste material, por qualquer
meio ou processo. A violação de direitos autorais é punível como crime, com pena de prisão e multa (art. 184
e parágrafos do Código Penal), conjuntamente com busca e apreensão e indenizações diversas (arts. 101 a
110 da Lei nº 9.610, de 19/02/98 – Lei dos Direitos Autorais).

Daniela Arboite 21
- Matemática Financeira, Estatística e Probabilidade:
100 questões: R$ 15,00

- Raciocínio Lógico-Matemático:
205 questões: R$ 20,00

As duas apostilas por R$ 30,00.

Informações:
danielaarboite@gmail.com

Ou pelo facebook:
www.facebook.com/prof.daniela.arboite

Daniela Arboite 22