Você está na página 1de 24

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUI- UFPI

ENGENHARIA ELÉTRICA

ARQUITETURA DE COMPUTADORES

• Prof. James Blayne Oliveira Reis


Por que medir o desempenho dos computadores?
Métricas Mais Utilizadas:
Speedup

Eficiência

FLOPS (Floating Point Operations per Second)

 MIPS (Millions of Instructions per Second)


Speedup

• Expressa o quão mais rápida é a execução de um


programa em um computador paralelo do que em uma
execução sequencial.

•O Speedup (S) é a razão entre tempo para executar o


algoritmo sequencialmente e o tempo executando o
algoritmo paralelo, usando N processadores, dado pela
equação abaixo.
Speedup

O Speedup é obtido pela equação abaixo, por meio


da aplicação dos limites, em que f a fração
paralelizável do código, como mostrado na equação
abaixo.
Speedup

•O Speedup depende do número de processadores da


arquitetura e do software paralelizado;
• Esta métrica só tem sentido se a arquitetura possuir
quantidade de processadores superior ou igual a dois;
• Caso contrário será feita apenas uma simulação e não uma
execução em paralelo;
• Entretanto, é pouco útil essa métrica se o software não tiver
um código paralelo compatível com o número de
processadores, pois alguns processadores podem ficar ociosos
durante o processamento sem contribuir na redução do
tempo de processamento.
Eficiência
• Razão entre o Speedup e o número de processadores.
• Indica quanto do paralelismo foi explorado no algoritmo;
• Quanto maior for a parcela sequencial, menor é a eficiência da
arquitetura na execução do programa;
• Desta forma a eficiência é uma medida que indica a proporção
do tempo que os processadores estão ocupados.
•A Eficiência)pode ser expressa conforme a equação abaixo:
FLOPS
• Uma alternativa é a utilização das operações de ponto flutuante
por segundo, abreviadamente FLOPS;
•A fórmula para FLOPS é dada pela seguinte equação:

• Uma operação de ponto flutuante pode ser uma operação de adição,


subtração, multiplicação ou divisão, que utiliza operandos de ponto
flutuante com precisão simples ou dupla.
Os Programas de Teste de Desempenho
(Benchmarks)
 Benchmark:

É usado para efetuar testes de desempenho do sistema computacional;


Sua utilização implica que os sistemas devem ter mesma configuração em termos de
hardware e software;
O único componente que altera é o que se está fazendo a análise do desempenho;
Normalmente o recurso a ser avaliado é o processador e neste caso os demais componentes
devem ser os mesmos, para poder comparar o desempenho dos processadores.

1- SPEC

2- ZDFPUWinMark

3- PCMark

4- 3DMark

5- Aquamark3
O que benchmark ?
• Benchmark, no universo da computação.
•É a ação de comparar performance e desempenho relativo de
um objeto ou produto;
• Por meio da execução de um programa de computador;
• Para conseguir dados corretos sobre os diferentes produtos e
objetos;
• Com a finalidade de compará-los de maneira equivalente, uma
série de testes padrões e ensaios são realizados.
• Em computação, benchmark é o ato de executar
um programa de computador um conjunto de programas
ou outras operações, a fim de avaliar o desempenho
relativo de um objeto, normalmente executando uma série
de testes padrões e ensaios nele.
•O termo "benchmark" é também comumente usado para os
próprios programas (de benchmarking) desenvolvidos para
executar o processo;
• Normalmente, benchmarking é associado com avaliação de
características de performance de um hardware de computador
como, por exemplo, a performance da operação de ponto
flutuante de uma CPU;
• Mas há circunstâncias em que a técnica também é aplicável
a software;
• Benchmarks de software são feitos, por exemplo,
em compiladores ou sistemas de gerenciamento de banco de
dados.
• Benchmarks provêm um método de comparação da performance de
vários subsistemas dentre as diferentes arquiteturas de chips e
sistemas;
• Benchmarking é útil para o entendimento de como o gerenciador de
banco de dados responde sob a variação de condições;
• Pode-se criar cenários que testam o tratamento de deadlock,
performance dos utilitários, diferentes métodos de carregar dados,
características da taxa de transição quando mais usuários são
adicionados e ainda o efeito na aplicação usando uma nova versão
do produto.
• Deadlock refere-se a uma situação em que ocorre um impasse de
dois ou mais processos ficam impedidos de continuar suas execução.
Normalmente o recurso a ser avaliado é o processador e neste caso os
demais componentes devem ser os mesmos, para poder comparar o
desempenho dos processadores.

1- SPEC

2- ZDFPUWinMark

3- PCMark

4- 3DMark

5- Aquamark3
1- Standard Performance Evaluation Corporation (SPEC)

• Benchmark do tipo “real”

• Trabalha com avaliações de vários aspectos


computacionais.

• Possui CPU, Processamento gráfico, Equipamentos de alto


desempenho

• Sendo Aplicado em JAVA, servidores de


Email, NFS (network file system) e servidores web
2- ZDFPUWinMark
1- Equações de Poisson

2- Transformada Rápida de Fourier

3- Cálculo de órbitas planetárias

4- Cálculo de áreas de polígonos

5- Matriz de determinação de Gauss-Jordan


3- PCMark
• Benchmark do tipo sintético

• Trabalha com avaliações (notas) de: CPU, Processamento


gráfico, Memória, Disco rígido e processamento de processos
em paralelo
• Há dois tipos de testes de benchmark: o sintético e o de aplicação.
• O benchmark sintético usa programas que estimulam os componentes
a terem certo tipo de comportamento ou ação desejado pelo usuário.
A exemplo
• Quais os programas mais usados?

• O programa mais conhecido para se fazer benchmarks é o AnTuTu, popular por


publicar um ranking mensal com os melhores celulares da atualidade;
• Já o Geekbench e o CPU-Z, além de fazerem testes em celulares também podem ser
usados em computadores e notebooks;
4- 3DMark

• Benchmark do tipo real.

• Pertence a mesma empresa que produz o PCMark mas procura


avaliar especificamente o desempenho gráfico do computador;

• Maioria dos testes visa verificar a capacidade de gerar imagens 3D.


Capacidade de gerar polígonos, preenchimento da tela, texturas,
antialising, etc..
5 - Aquamark3
• Benchmark do tipo real.

• Desenvolvido pela Massive Development empresa de video game

• Visando o desempenho 3D, procura utilizar funções presentes do


DirectX 7 ao 9.

• O programa possui uma máquina 3D própria para gerar as imagens


3D, procurando reproduzir mais fielmente as situações onde o
hardware geralmente éutilizado.
Exemplo de codificação em vídeo.

• Benchmark do tipo real. Utiliza uma aplicação real para medir o


desempenho.
• Um exemplo pode ser a codificação de DVD (mpeg-2)
• Exemplo: Main Concept MPEG-Encoder
• Benchmark baseia-se no tempo levado para finalizar um tamanho
fixo de arquivo no formato MPEG-2
• Outras alternativas: Xmpeg & Divx 5.1 Pro, MPEG-Encoding:
Windows Media Encoder 9, MPEG-Encoding: MS MovieMaker 2.
Exemplo de codificação em som.

Benchmark do tipo real. Utiliza uma aplicação real para medir o


desempenho MP3.

Utilizaa mesma idéia da codificação de vídeo, quanto menor o


tempo para finalizar, melhor a classificação obtida

Exemplos:
 Magix MP3 Maker 2004 Diamond,
 Lame MP3 Encoder,
 Steinberg Nuendo 2,
REFERÊNCIAS:

• [1]https://docplayer.com.br/3862703-Medidas-de-desempenho-de-sistema-de-
computadores.html

• [2] https://docplayer.com.br/3862703-Medidas-de-desempenho-de-sistema-de-
computadores.html