Você está na página 1de 1

DOCUMENTAÇÃO BÁSICA PARA REGISTRO DE CONTRATO DE CONSÓRCIO

ARTS. 1033, 1147 e seguintes; art. 1045; art. 117 e art. 120; Lei 11795/2008 e art.1º da Lei 7433/85; art. 221, II da Lei 6015/73

1. [ ] Contrato em 3 vias, assinadas e carimbadas pelo administrador do Consórcio, com firma reconhecida de
todos, inclusive das duas testemunhas qualificadas.
2. [ ] Procuração do(s) credor(es), em cópia autenticada, ou cópia autenticada dos atos constitutivos, inclusive
se tiver, do Interveniente Quitante, art. 1031 §6º e art. 1078 do CNP.
3. [ ] SE a Cédula de Crédito Imobiliário (CCI) for anexa, deve estar assinada e carimbada pelo representante do
credor em pelo menos duas vias, uma não negociável e outra, negociável.
4. [ ] DAJEs devidamente pagos (Casa Lotérica, CEF ou Bradesco).

SE FOR COMPRA E VENDA COM FINANCIAMENTO:

5. [ ] ITIV – DAM original com comprovante de pagamento; ou declaração de quitação do imposto emitido em
http://servicosweb.sefaz.salvador.ba.gov.br/DTI/Modulos/DTI/ItivDeclaracaoFrm.aspx.

6. [ ] IPTU - Certidão Negativa de Débitos Imobiliários , na forma do art.


http://www.sefaz.salvador.ba.gov.br/Iptu/certidaoDebito?Length=4

25, II do Decreto Municipal 24058/2013.


7. [ ] CNDT – Certidão Negativa de Débitos Trabalhistas, disponível em: http://www.tst.jus.br/certidao, na forma da
Recomendação nº 03/2012 do CNJ e art. 1147, X, c/c art. 1152, §1º e art. 1155 do CNP.
8. [ ] SE for apartamento, ou construção sobreposta, apresentar Declaração de Quitação do Condomínio com
firma reconhecida do sindico e cópia da ata que elegeu o síndico.
9. [ ] SE a vendedora for pessoa jurídica, além de cópia autenticada dos atos constitutivos, anexar Certidão
Conjunta de Débitos Federais e Dívida Ativa da União, que incluir os Débitos de contribuições
previdenciárias, disponível em: http://www.receita.fazenda.gov.br/Aplicacoes/ATSPO/Certidao/CndConjuntaInter/InformaNICertidao.asp?Tipo=1.
OBS: Se for o caso de ressalva legal, apresentar a declaração da vendedora, informando a atividade econômica por ela exercida, e que o imóvel alienado faz
parte dos lançamentos contábeis como ativo circulante, nunca tendo integrado o ativo permanente da vendedora, dispensando a apresentação das certidões
fiscais, como faculta o art. 124, art. 1295-A e art. 1154 §2º do Código de Normas Extrajudiciais do Estado da Bahia.

OBSERVAÇÕES IMPORTANTES:
Informa-se que esta é a relação básica de documentos, que serão analisados conforme legislação em vigor, o que poderá resultar na
necessidade de apresentação de novos documentos/DAJEs, além dos aqui descritos.
Caso as partes sejam pessoas jurídicas, anexar cópia autenticada dos atos constitutivos; e se representadas quaisquer partes – pessoa
física ou jurídica – por procuração pública (poderes específicos), deverá apresentar a cópia da mesma autenticada, emitida há no
máximo 90 dias (ou cópia autêntica da certidão atual da mesma – art. 292 §1º do CNP).
Em sendo compra e venda, na hipótese de não haver ata de eleição de síndico, ou ainda, querendo dispensar a apresentação da quitação
do condomínio, o(s) comprador(es) deverá(ão) apresentar declaração, afirmando que dispensam a apresentação da declaração de
quitação do condomínio, afirmando, expressamente, que assumem quaisquer débitos de natureza condominial, como ordena o art.
1.345 do Código Civil. Datar, assinar e reconhecer a(s) firma(s).
Em sendo compra e venda, na hipótese de dispensa da CND de IPTU, o(s) cessionário(s) deverá(ão) apresentar declaração, com sua
qualificação completa, informando que dispensa a apresentação da CND de IPTU, mesmo tendo sido alertado pelo 3º Ofício de Registro
de Imóveis dos riscos da referida dispensa, especialmente a de que ele(s) comprador(es) assume(m), neste ato, eventuais débitos
tributários incidentes sobre o imóvel, nos termos do § 2º, do art. 1º, do Decreto nº 93.240/86, art. 130 e 131 do CTN e art. 1149 do
Código de Normas e Procedimentos Extrajudiciais dos Serviços Notariais e Registrais do Estado da Bahia (CNP). Datar, assinar e
reconhecer firma(s).
Em sendo compra e venda, para dispensar a CNDT, na forma do art. 1150, parágrafo único e art. 1153 §2º do CNP, o interessado deverá
apresentar declaração de que está ciente de que poderá obter a CNDT, e que dispensa a apresentação, na forma da Recomendação nº
03/2012 do CNJ. Datar, assinar e reconhecer firma.
Se os documentos forem autenticados/reconhecidos firma em tabelionato fora de Salvador, reconhecer sinal público.
A averbação das restrições impostas no art. 5º, §5º da Lei 11795/2008, por imposição do §7º do mesmo artigo, são feitas isentas de
custas, na forma do art. 45 da Lei 11.795/2008.