Você está na página 1de 40

SEMANÁRIO REGIONAL

SANTA MARIA DA FEIRA


Jornal Segunda-feira, 10 de Junho de 2019 | Ano 1 | Número 134 | 0,85€ (IVA incl.) | Director: Rui Leal | www.jornaln.pt

DESPORTO LOCAL P3

Jovem feirense premiado na


Rússia na área da Tipografia
LOCAL P10-11 R. CÂMARA P4-5
Festa em Travanca - a Geração CONSTRUÇÃO
RD garante a subida à I Divisão
Distrital na última jornada, após
DE NOVO LIDL GERA
vitória (4-1) sobre o CS Jorge. DISCÓRDIA ENTRE
PÁGINAS 26 E 27 VEREADORES
FUTEBOL P22 e 23
LOCAL P7
S. JOÃO DE VER
5º ENCONTRO
DEIXA ESCAPAR
DA GAE ATENTA
A SUPERTAÇA PARA
NAS COMUNIDADES
O BEIRA MAR
EMIGRANTES
FUTEBOL P30
LAVANDEIRA FALHA LOCAL P13
O TÍTULO NACIONAL
“Não aceito que me digam ESTÁ À PORTA
EM LISBOA NOS que não sinto Argoncilhe” A 3ª EDIÇÃO DO
PENALTIS BASQUEIRAL

A N O S

Máquinas p/ a indústria da Madeira e Cortiça M O Z E L O S | T l f . : 2 2 7 6 4 4 9 9 6 | w w w. s i l v a c o i m b r a . p t


Jornal N Segunda-feira l 10 de Junho l 2019

02 N INTRO
OPINIÃO • EMANUEL ALEXIS HORÓSCOPO
UMA PALAVRA À MINHA VILA DE CANEDO
CARNEIRO: Não hesite em comprometer-se pelo correto.
Mantenha a calma para resolver um problema no trabalho.
Canedo, um território a nordeste sábio e propiciando o aparecimento
do nobre Concelho de Santa Maria da de pessoas que do seu ofício enalte-
Feira. Vila lisonjeada pelo Rio Douro, ceram a sua terra mãe. TOURO: Poderá viver uma relação fugaz, mas cheia de paixão.
pelo vasto território encravado nas Reza a história que fomos e somos Relaxe e liberte o stress acumulado no dia a dia.
encostas das colinas íngremes, mas uma terra com enorme relevo e im-
com terras férteis que este povo bra- portância.
vo e honrado labutou para sua próxi- Freguesia por carta-foral dada por GÉMEOS: A sua felicidade poderá despertar comentários
ma subsistência. El-Rei D. Afonso II a 1 de Junho de 1212 invejosos. Cuide do seu sistema cardiorrespiratório.
Apareceu mesmo antes da funda- e vila desde 4 de Junho de 1997, somos
ção de Portugal, carregando dentro das freguesias que mais cresceu e das EMANUEL ALEXIS CARANGUEJO: Empenhe-se a cem por cento num envolvimento
de si um pequeno mosteiro pré-na- que mais progressos tiveram. Mesmo Jovem Canedense e estudante de amoroso recente. Faça uma desintoxicação ao seu organismo.
cional prenominado com o nome do assolados por lixeiras municipais e um Licenciatura em Administração Pública
padreiro, São Pedro, que durantes sé- aterro sanitário, nunca deixamos de
culos e séculos teve sob seu domínio ser quem somos e de mostrar o que Falta-nos voz e mão firme no Con- LEÃO: Deve gerir bem as suas energias para não se sentir
muitas terras nortenhas do Concelho de melhor temos, desde da Festa em celho. Não podemos ser mais uma desgastado. Controle o mau-humor.
da Feira. Honra de Nossa Senhora da Piedade, freguesia a acrescentar, nem de lon-
Ai gentes de Canedo, que desde dos que de tanto nos orgulhamos, às paisa- ge nem de parte fazer parte de uma
primórdios da sua existência, sempre gens dos rios Uíma, Inha e Douro, não união de freguesias, mas sim ser uma VIRGEM: A paz começa no seu próprio coração. Procure não
foram escravizados pelo trabalho, la- deixando de parte o nosso centro que freguesia, com tanto de valor como tomar decisão sem antes analisar tudo o que ela implica.
butando de sol a sol, nos campos de inveja muitos visitantes. de tamanho.
milho e centeio como nos moinhos, Dignifica-nos a nosso forte associa- Que nunca deixem morrer o nosso
BALANÇA: Confie mais na sua cara-metade. Poderá sentir-se
fazendo de cada pedaço de terra um tivismo, o nosso reconhecimento em desenvolvimento e progresso e para
psicologicamente fragilizado.
concharelo de cultivo. Gentes com várias modalidades desportivas e o além disso que não se perca a nossa
uma imensidão de sabedoria, que dos nosso folclore, que infelizmente atra- cultura, as nossa tradições e etnogra-
seus tempos livres construíam melo- vessa um período decadente. fia. Que nunca se perca o gosto em ser ESCORPIÃO: Uma discussão com o seu par deixá-lo-á
dias e canções, que hoje compiladas Mas, ainda há muito a fazer e a me- Canedense e de pertencer às Terras de preocupado. Não gaste mais do que tem, pense no futuro.
num abrangente reportório, engran- lhor. Precisamos de dinamizar e lutar Santa Maria da Feira.
decem o folclore, as tradições e a etno- mais pelos cerca de 6000 habitantes Que nunca se perca a vontade de
grafia da região Douro Litoral. Gentes que a compõem. De modo algum po- lutar pela terra que nos viu nasceu, SAGITÁRIO: Aproveite para estar mais tempo com os seus
de todas as artes e ofícios, gentes do deríamos contentar-nos com o que te- que nos ensinou a crescer e que nos amigos. Ritmo de trabalho intenso, resultado gratificante.
sacrifício e louvor, gentes que ao Do- mos e colocar de parte a ambição, dei- acolhe em todos os instantes de bra-
mingo punham debandada à racha, xando o mote às gerações vindouras ços abertos.
CAPRICÓRNIO: Procure dar um pouco mais de ânimo e
uma feira ou um arraial. para não se contentarem só com a ca- E, sempre que um Canedense so-
vitalidade à sua relação afetiva. Não faça grandes esforços.
O progresso e o desenvolvimento tegoria de vila e irem mais além. Mas nha, a sua freguesia pula e avança.
vieram zumbar a rudeza, tornando para isso, é necessária força de vonta- Mas infelizmente, ainda existem pou-
este povo, um povo mais culto, mais de, pessoas e serviços. cos sonhadores. AQUÁRIO: Exija do seu par a verdade sobre as suas intenções.
Reflita acerca do seu futuro profissional.

SUDOKU PEIXES: Alguém poderá pedir-lhe perdão por um erro do


passado. Cuide da sua saúde oral, poderá ter um abcesso.

METEOROLOGIA
Seg CÉU LIMPO 200 100

Ter CÉU LIMPO 220 110

Qua CÉU LIMPO 210 110

Qui PERÍODOS NUBLADOS 180 90

Sex CHUVA FRACA 170 110


FICHA TÉCNICA Redacção e Administração: Rua Dr. Cândido de Pinho, nº 30; Cave -1, Loja N, 4520-223 Feira. Tel. 256 041 055. E-mail: geral@jornaln.pt.
Depósito Legal: 416859/16. Gerência: Rui Leal. Director: Rui Leal. Editorias - LOCAL: Joel de Oliveira (TP2567); DESPORTO: Sérgio Manuel Coelho (CP2378);
Colaboradores e correspondentes: Armandino Silva e Vítor Marques. Impressão: CORAZE – Edif. Raínha, 4.º piso | 3720 Oliveira de Azeméis | Telf.: 914 605 Sáb PERÍODOS NUBLADOS 180 130
117 / 910 253 116 / 914 602 969 | e-mail: comercial@coraze.com . Propriedade/Editor: Diários e Binários - Unipessoal, Lda. Contribuinte nº 513 674 195. Rua
Dr. Cândido de Pinho, nº 30; Cave -1, Loja N, 4520-223 Feira. Registado na ERC com o nº 126874. Detentores de mais de 10% do capital: Diários e Binários -
Unipessoal, Lda. Tiragem: 6.000 exemplares/edição (em média). Assinatura anual: 37,50 euros para território nacional, 100,00 para a Europa e 120,00 para o
CÉU LIMPO
Jornal resto do mundo (IVA inc.). Pagamento através de cheque, ref. bancária ou no Departamento Comercial do Jornal. Preço avulso: 0,85 euros (IVA inc.). IBAN: PT50 Dom 190 100
0010 0000 5316 0370 0014 1 (Banco BPI). Estatuto Editorial em www.jornaln.pt
Segunda-feira l 10 de Junho l 2019 Jornal N

LOCAL N 03

Jovem feirense cria «Máquina de


Ouver» e vence prémio internacional
de tipografia na Rússia
DISTINÇÃO Fianense João Couceiro e Castro, investigador na Universidade de Coimbra, desenvolveu
um sistema capaz de transformar gravações de voz em composições tipográficas

Um projeto experimental inova-


dor sobre tipografia reativa – “letras
que reagem e representam o som”
–, desenvolvido por João Couceiro e
Castro, que se considera um “foga-
ceiro fianense” e investigador da Fa-
culdade de Ciências e Tecnologia da
Universidade de Coimbra (FCTUC),
foi premiado na Rússia. A ideia sur-
giu no âmbito da sua dissertação
de mestrado em design e multimé-
dia da FCTUC, “um sistema capaz
de transformar gravações de voz
em composições tipográficas”, de-
nominado ‘máquina de ouver’, foi
distinguido com “um dos nove co-
biçados prémios do Festival Inter-
nacional de Moscovo Typomania”,
afirma a Faculdade.
Instituído em 2012, o Typoma-
nia é um festival anual “dedicado
à tipografia, caligrafia, ‘lettering’,
‘motion-design’, e design interati-
vo”, que “tem como missão a di-
vulgação de trabalho desenvolvido
na exploração da letra, da palavra • Projecto experimental inovador sobre tipografia reactiva surgiu no âmbito da dissertação de mestrado de João Couceiro e Castro (à direita)
e da linguagem”. O evento em des-
taque no certame é um concurso “representa visualmente a expres- vídeo onde se podem ‘ouver’ excer- como matéria-prima no processo cação em concreto. Mas, salienta,
de vídeo tipográfico que distingue sividade do discurso humano atra- tos do poema ‘Cantiga dos ais’, de de design, mas foi em 2017”, quan- tem potencial para ser usado, por
os nove melhores trabalhos (um vés da manipulação da letra”, sin- Armindo Mendes de Carvalho, dito do iniciou o mestrado em design e exemplo, “na preservação de pa-
por cada letra do nome do festival), tetiza o autor. “Traduzimos as ca- por Mário Viegas no programa ‘A Di- multimédia na FCTUC, que encon- trimónio que está unicamente de
acrescenta a FCTUC, referindo que racterísticas do som em variáveis ficuldade está na escolha — Poesia trou “a forma ideal de conjugar” forma oral, que não existe escrito”.
nesta edição foram selecionados 40 tipográficas, ou seja, alteramos as portuguesa I’ (07-04-1984), retirado as suas áreas de interesse, centran- Este prémio “confirma o reco-
dos cerca de 500 vídeos submetidos letras consoante as medições que do arquivo da RTP. do-se “nas propriedades acústicas nhecimento crescente da qualida-
por 340 autores de 28 países e que, extraímos do som (por exemplo, a O trabalho “impressionou de tal responsáveis pela expressividade de da investigação desenvolvida
“pela primeira vez” tem um portu- duração das pausas entre palavras forma o júri que um dos membros, da fala e que, até então, não teriam na FCTUC na área do design para
guês entre os vencedores. ou sílabas, a intensidade com que o suíço Niklaus Troxler”, afirmou forma de ser apresentadas na escri- meios computacionais”, sustenta
O sistema desenvolvido pelo jo- falamos, a frequência da voz, etc.) que o projeto foi o seu “favorito dos ta de um modo sistemático”. Sobre Penousal Machado, diretor do CI-
vem investigador do Centro de In- e tentamos representar visualmen- favoritos”, por ser “o mais simples possíveis aplicações para esta ‘má- SUC, exemplificando que vários
formática e Sistemas da Universida- te a voz humana”, explicita João e o mais forte”, sublinha a FCTUC. quina de ouver’, o aluno frisa que alunos “estão nomeados para pré-
de de Coimbra (CISUC), sob coorde- Couceiro e Castro. Para o concur- Ao longo do seu percurso aca- se trata de um projeto “experimen- mios importantes, como Sonae me-
nação dos professores Ana Boavida, so, João Couceiro e Castro recor- démico, João Couceiro e Castro tal inovador, de caráter subjetivo, dia art, European Design Awards e
Pedro Martins e Penousal Machado, reu à sua ‘máquina’ para gerar um sempre explorou “o uso do som não se focando em qualquer apli- Independent Music Awards”.
Jornal N Segunda-feira l 10 de Junho l 2019

04 N REUNIÃO DE CÂMARA

Novo empreendimento comercial e


transmissão das Reuniões de Câmara
“em direto” no centro da discussão
forma nós vamos deixar de cons-
trangir esta entrada numa via que,
No passado dia 3 de junho, já por si, é afunilada e toda a gen-
segunda-feira, o Executivo te sente esses constrangimentos”,
Municipal voltou a reunir- afirmou o vereador do PS. Em res-
se em contexto de Reunião posta, o edil, Emídio Sousa, expli-
de Câmara com 18 pontos cou que “como há aqui uma zona
previstos na Ordem do Dia. No que interfere, em termos de trânsi-
centro da discussão destacam- to, com a zona da Estrada Nacional
se os temas do impacto 223, essa mesma intervenção care-
ce duma autorização de Lisboa que
da construção de um novo
demora mais tempo”. O projeto
supermercado (empresa LIDL)
contemplará “duas rotundas - uma
na zona da Capela de Santo na zona da Capela de Santo André
André e a proposta socialista e outra na saída da EN 223, sentido
sobre a transmissão, em direto, poente-nascente” – para que seja
das Reuniões de Câmara, no exequível “resolver os constrangi-
site municipal. mentos do trânsito”. A mesma pro-
posta contempla ainda “passeios
em toda a sua extensão, que ainda
não tem, e um corredor de emer-
gência central para viaturas de so-
O Presidente da Câmara Muni- corro dirigidas ao Hospital”, referiu
cipal, Emídio Sousa, começou por o Presidente da Câmara Municipal.
apresentar o projeto da construção “Espero que a obra esteja toda con-
de um novo supermercado – ao en- cluída até ao final do ano”, de for-
cargo da empresa Future Opportu- ma a resolver os constrangimen-
nity, Lda. e Lidl & Companhia- na tos da cidade acima referidos “sem
zona do cruzamento de Santo An- custos para o Município”. Sobre a
dré. Na consideração do Executivo implementação da via de emergên-
PSD, a realização deste protocolo cia, essa ocorrerá “numa segunda
com o Lidl “permitirá no futuro a fase”, pois a mesma “carece dum
melhoria destas infraestruturas”. parecer das Infraestruturas de Por-
Assim, a apresentação baseou-se tugal em Lisboa”, o que poderá to-
“na aprovação deste protocolo da mar “algum tempo”. A vereadora
assinatura o mais breve possível” socialista, Lia Ferreira, insistiu ain-
e com isto “resolver o gravíssimo da sobre a questão da realização do
problema que temos no cruza- estudo de mercado e dos impactos
mento de Santo André”, uma vez económicos que este empreendi-
que “é uma zona negra em termos mento poderia representar para o
de acidentes” e na fluidez do trân- comércio tradicional local – como


sito, explicou o edil. Numa primei- as padarias, as mercearias e os ta-
ra intervenção, por parte do PS, lhos – ao que o Presidente do Mu-
o vereador António Bastos consi- nicípio de Santa Maria da Feira res-
derou a proposta como “bastante • Construção de novo Lidl no Cruzamento de Santo André gera discórdia pondeu que “São perspetivas dife-
ambígua” e “bastante perigosa”. O rentes, eu tenho uma perspetiva de
mesmo justificou a caracterização sul da Capela de Santo André”. “O comércio que já se vai ressentido”. economia de mercado e uma pers-
socialista da proposta devido “à fal- essencial e o objetivo é nós tratar- Ainda por parte do PS, o vereador petiva de que a concorrência bene-
O essencial e o
ta de elementos no processo” pelo mos este troço de estrada da Rua Délio Carquejo interveio também ficia o consumidor”. O edil acres-
que a mesma deveria ser apresen- objetivo é nós de Santo André e entre a Capela ao mencionar que “esta é uma via centou ainda que “Quem tem que
tada numa próxima Reunião. As ca- tratarmos este troço e o Hospital de uma só vez”, refe- estruturante para o Norte do con- se preocupar com o dinheiro que lá
rências referidas por parte do ve- riu. A vereadora socialista, Lia Fer- celho”, pelo que gostariam [o PS] investe é o privado, eles é que vão
de estrada da Rua de
reador socialista contemplam, so- reira, questionou o Executivo PSD de ver apresentada neste projeto meter lá alguns milhões de euros e,
bretudo, o desconhecimento “das Santo André e entre a sobre se fora realizado “um estudo uma “solução relativamente a esta se não der resultado, o problema é
áreas do terreno que pertence ao Capela e o Hospital de de impacto económico”, uma vez via de ligação à zona Norte do con- deles” pelo que “Não vale a pena
segundo outorgante, pois não é que também “estamos a concen- celho, inclusive com uma faixa de atrasar isto mais”. No final da dis-
uma só vez”
referida a área, apenas o valor” e trar um conjunto de equipamen- segurança para os carros de emer- cussão, contabilizaram-se sete vo-
“os constrangimentos do trânsi- tos comerciais de grandes dimen- gência que circulam de e para o tos a favor e quatro votos de abs-
to” que a obra implicará no local ANTÓNIO BASTOS, sões que podem colocar em risco a Hospital”. “Isso para nós é que é tenção por parte dos vereadores
VEREADOR DO PARTIDO SOCIALISTA NA
de Santo André, “assim como para CÃMARA MUNICIPAL saúde financeira do nosso pequeno importante, de facto a ver de que do PS – sendo a proposta aprovada.
Segunda-feira l 10 de Junho l 2019 Jornal N

REUNIÃO DE CÂMARA N 05

Voto de Congratulação
a atletas, clubes e
associações do concelho
l Sporting Clube S. João de Ver
Vencedor da Taça Distrital de Aveiro;

l Subida da I Divisão Distrital dos Juvenis do Lusitânia Futebol


Clube de Lourosa para Campeonato Nacional de Juvenis;

l Subida da II Divisão A Juniores do Clube Desportivo Arrifanense


para Campeonato Distrital de Juniores;

l Subida da II Divisão A Juniores do Fiães S.C. para Campeonato


Distrital de Juniores;

l Subida da I Distrital Juniores do Lusitânia Futebol Clube de


Lourosa para Campeonato Nacional II Divisão de Juniores;

l Clube Desportivo Feirense


Campeão de Infantis B em Futebol de 7 da Associação de Futebol
Aveiro;

l Juventude Atlética de Rio Meão


• Reuniões não serão transmitidas no site da Autarquia
Campeão de Traquinas A em Futebol de 7 da Associação de Futebol
Aveiro;

Proposta socialista da l Clube Desportivo Feirense B


Campeão do I Distrital de Juniores;

alteração do Regimento da
l Subida à Divisão de Elite (Sabseg) Canedo Futebol Clube;

l Grib- Grupo Recreativo Independente Brandoense Sub-16

Câmara Municipal chumbada


feminino Vencedoras Taça Distrital em Basquetebol;

l Campeonato do Mundo de Artes Marciais – WAC – 13 E 14 abril,


Caldas da Rainha
Campeã Mundial de Artes Marciais, Rosário Machado do Clube
transmissões que contenham “ma- feliz ou menos adequada (…)”. Em Jovens D’ouro;
térias e dados classificados ou pro- comunicado de imprensa, os verea-
Alteração ao Regimento da tegidos nos termos da lei geral”, de dores do Partido Socialista referem l CCD Pigeirense
forma a “prever e acautelar” estas que “Os argumentos expostos pelo Campeão distrital Inatel – Seniores Futebol 11;
Câmara Municipal previa a
transmissão, em direto, das mesmas situações. Já o Presidente Sr. Presidente da Câmara Municipal
l Lusitânia de Lourosa juniores
do Município de Santa Maria da Fei- de Santa Maria da Feira têm mais de
Reuniões de Câmara no site Subida II Divisão – Futebol;
ra, além de referir os condiciona- pretexto do que justificativa”: “Não
municipal, todavia o PS viu a
lismos da sala para a realização da aceitamos a alegação que o espaço
proposta reprovada transmissão em direto da Reunião da sala é exíguo para votar contra a
l António Ferreira – Vito – Feirense – PNB - GP Açores
Vencedor classificação geral e vencedor geral juventude.
de Câmara, considerou que “a dis- proposta, nem compreendemos o
cussão poderia ser condicionada raciocínio de que ‘a transmissão on-
pela presença das câmeras”. “Te- line pode condicionar as decisões
A proposta do Partido Socialis- nho receio que, muitas vezes, nós e do Executivo’ ”. Por fim, referem
ta, apresentada pela vereadora Mar-
garida Gariso, previa a transmissão
os vereadores, estivessemos mais a
falar para as câmeras do que a refle-
que “Ainda menos se percebe esta
atitude do Sr. Presidente de Câma-
Possibilidade da instalação
em direto das Reuniões de Câmara,
através do site da Câmara Munici-
tir, aprofundadamente, as matérias
em discussão” - explicou Emídio
ra - e não um conselho de adminis-
tração de uma empresa, com regras
de rede wireless noutros
pal - em formato de vídeo ou áudio
- de modo a “sermos transparentes
Sousa, Presidente da Câmara Mu-
nicipal – acrescentando que “Nes-
de escrutínios próprios, como ten-
tou confundir - quando este é um pontos do concelho
e próximos na forma em como co- se aspeto somos vanguardistas, so- órgão político em que todos os ve-
municamos com os cidadãos e ser- mos das poucas Câmaras que temos readores, incluindo o Presidente de Na intervenção anterior à Ordem do Dia, a vereadora socialista,
mos capazes de usar aquilo que as todas as reuniões públicas e com a Câmara, são eleitos pelos feirenses, Margarida Gariso, congratulou o Município de Santa Maria da Feira
novas tecnologias, hoje em dia, per- presença da comunicação social”, a quem têm a obrigação de prestar pela instalação pública e gratuita da rede Wi-Fi no centro da cidade,
mitem”. A vereadora do PS mencio- rematou o edil. Margarida Gariso, contas, de forma, clara, transparen- tendo aproveitado para sugerir ao Executivo e ao Presidente da Câ-
nou, inicialmente, que esta propos- vereadora do PS, procurou ainda te e sistemática e não apenas de 4 mara, Emídio Sousa, uma iniciativa “duma verba de 15 mil euros”, no
ta leva a uma alteração no “sexto convencer o Executivo PSD para a em 4 anos, em ano de eleições”. Por âmbito da Comissão Europeia, “para que haja na cidade, noutros lo-
ponto ao Artigo 2º do Regimento” aprovação da medida que conside- fim, referem que “Assim se perce- cais e noutras freguesias” um acesso gratuito “a estas tecnologias nos
da Câmara Municipal. “É algo que ra como “muito benéfica”, no en- be melhor a razão pela qual o mu- seus locais”. Em resposta, a vereadora do Pelouro de Administração
já acontece em muitas Câmaras Mu- tanto, o Presidente Municipal, Emí- nicípio de Santa Maria da Feira faz e Finanças, Helena Portela, afirmou que já havia sido realizada a can-
nicipais do país” e, portanto, o PS dio Sousa refutou a argumentação parte da lista dos 100 últimos, dos didatura, porém o Partido Socialista – na voz da vereadora Margari-
defendeu que “quanto mais próxi- do PS, alegando que “por vezes, a 308 municípios de Portugal no Ín- da Gariso - colocou em questão o local de instalação e se o Executivo
mo, aberta, pública e transparente discussão precisa de alguma reser- dice de Transparência Municipal predominante já havia pensado nessa questão, uma vez que “o centro
for a nossa ação perante quem nos va, seja por parte dos eleitos do PSD [de 2017]”. A proposta acabou por da cidade já é beneficiário” deste serviço. A vereadora do Pelouro de
elege (…) acho que é benéfico”. A ou PS (…) e, por vezes, o discurso di- ser reprovada com sete votos con- Administração e Finanças, Helena Portela, respondeu que, pelo fac-
vereadora do PS, Margarida Gariso, reto no calor da discussão pode até tra por parte do PSD e quatro a fa- to dos “15 mil euros ser muito escasso”, a localização da instalação da
salvaguardou ainda a excepção das fazer surgir uma expressão menos vor do PS. mesma estaria a ser pensada.
Jornal N Segunda-feira l 10 de Junho l 2019

06 N LOCAL
DISTINÇÃO
Corticeira Piedade despede
42 trabalhadores ao encerrar
produção de rolhas
SOCIEDADE Empresa abandona produção e dedicar-se-á
gestão de stocks e venda de activos

• Mónica Oliveira e Juliana Vieira distinguidas A administração da empresa cais”. O despedimento agora anun-
Piedade, em Santa Maria da Feira, ciado não coloca em causa as enco-

Duas ideias premiadas no anunciou na passada terça-feira, 4


de Junho, o despedimento de 42 tra-
mendas já rececionadas, que a Pie-
dade diz que “serão integralmente

concurso de Ideias da ALPE balhadores e o encerramento total


da sua produção de rolhas de cor-
satisfeitas”, mas, uma vez consuma-
da a redução de pessoal, a empresa
tiça nessa fábrica do grupo francês trocará a atividade produtiva pela
A Agência Local em Prol do Em- mentoria para o desenvolvimento Oeneo. Segundo avançou fonte da comercialização de bens.
prego promoveu um concurso e e promoção nas redes sociais do empresa de Fiães, o despedimen- Quanto à situação dos funcioná-
bootcamp como rampa de lança- Projeto Biz Empreendedor e do Di- to coletivo abrange todos os operá- • Despedimento abrange todos os rios agora dispensados, a Piedade
mento para a incubação de ideias. reitos & Desafios. O Bootcamp sur- rios afetos à produção e, consoante operários afectos à produção informa que nesta fase “não exis-
Duas empreendedoras destacaram- giu no seguimento do Concurso de a antiguidade de cada funcionário, tem vagas disponíveis para a sua
-se com projetos inovadores, con- Ideias de Negócio, promovido pela deverá concretizar-se até ao prazo rolhas tradicionais colocava-a de- recolocação na PIETEC nem na Sá
quistando prémios monetários e Agência Local em Prol do Emprego máximo de 6 de agosto, altura em salinhada com aquele que é o foco & Sobrinho”, mas realça que “está
incubação no Feirapark. (ALPE), contando com um modelo que será encerrado o fabrico de ro- e estratégia do grupo, e este despe- acordado com a empresa de ‘out-
Foram duas as empreendedoras de mentoria baseado na equipa téc- lhas. A partir daí, a empresa ficará dimento afigura-se como absolu- placement’ LHH, contratada para
distinguidas: Mónica Oliveira com nica da agência, facilitadores e men- apenas com cinco funcionários e tamente necessário para procurar acompanhar e apoiar os trabalha-
uma ideia de cozinha partilhada e tores convidados. O objetivo era a dedicar-se-á em exclusivo “à gestão garantir a sustentabilidade e viabi- dores durante este processo, que,
Juliana Vieira com um projeto na incubação de ideias com potencial de stocks e venda de ativos” dessa e lidade da firma”, explica a mesma sempre que surjam vagas na PIE-
área do calçado vegan. A primeira económico, permitindo a 12 proje- de outras unidades do Grupo Pieda- fonte. A Piedade vinha enfrentan- TEC ou na Sá & Sobrinho, os operá-
recebeu um prémio no valor mo- tos uma imersão num programa de, reequacionando o seu modelo do “um progressivo desinteresse rios abrangidos pelo despedimento
netário de 500€, proveniente do de desenvolvimento de competên- de negócio “em consonância com a do mercado pelas rolhas tradicio- coletivo serão privilegiados”. O gru-
Fundo de Empreendedorismo da cias de empreendedorismo e con- atividade de compra de cortiça na nais, o que tem levado a uma que- po português Piedade é desde 2015
ALPE, e ambas foram agraciadas tribuindo para o desenho de novos floresta” atualmente realizada pela bra contínua das suas vendas des- detido a 100% pelo grupo francês
com 6 meses de incubação no Fei- conceitos, definição de modelos de Sá & Sobrinho. se produto” e também explica que Oeneo, que se assume como o se-
rapark. Todos os projetos apresen- negócio e preparação de apresenta- “O facto de a Piedade ser a úni- tenha vindo “a acumular prejuízos gundo maior produtor de rolhas de
tados no bootcamp beneficiarão de ções com impacto. ca empresa da Oeneo a produzir ao longo dos últimos exercícios fis- cortiça a nível mundial.

FREGUESIAS EVENTO

Pré-venda de pulseiras para


Viagem Medieval
A menos de dois meses da XXIII tagem com todos os locais de pré-
Viagem Medieval em Terra de Santa -venda podem ser consultados no
Maria, que se realiza entre 31 de ju- site oficial do evento, em www.via-
lho e 11 de agosto, em Santa Maria da gemmedieval.com., A compra on-
Feira, está já a decorrer a primeira line pode ser efetuada na loja ofi-
fase de pré-venda das pulseiras de cial do Município de Santa Maria
• Vegetação seca na zona central de Paços de Brandão acesso aos 12 dias da maior recria- da Feira, em www.smstore.pt, ou
ção medieval da Europa, este ano, • Até 15 de Julho, a pulseirá terá o na Bilheteira Ticketline, em https://

Arvoredo “seco” na dedicada ao reinado de D. Fernan-


do I, O Belo Inconstante.
custo de 6 euros ticketline.sapo.pt.
Mais do que o passaporte de

Capela da Póvoa Na primeira fase de pré-venda,


que decorre até 15 de julho, a pul-
adquirida por 8 euros.
O bilhete diário de acesso ao re-
acesso à Viagem Medieval em Ter-
ra de Santa Maria, a pulseira é para
seira tem o custo de 6 euros, man- cinto também se encontra disponí- muitos dos visitantes um objeto de
O arvoredo localizado na zona do Largo do Cruzeiro, junto à Cape- tendo-se o mesmo valor que nos úl- vel para venda antecipada, com os coleção, o que origina um cuida-
la da Póvoa, em Paços de Brandão, tem merecido o olhar atento dos re- timos dois anos, permitindo econo- seguintes valores: 2,50 euros (se- do acrescido na sua conceção, as-
sidentes, pela “secura” apresentada na vegetação. O sítio em questão foi mizar 2 euros por unidade. Na se- gunda a quinta-feira), 3,50 euros sociando-a ao tema de cada edi-
recentemente intervencionado pela Câmara Municipal e equipado com gunda fase, que decorre entre 16 e (sextas-feiras e domingos) e 4,50 ção. Os tons rosado e pastel simbo-
canteiros, bancos de jardim e iluminação melhorada; no entanto, os lo- 30 de julho, terá o custo de 7 euros. euros (sábados). A tabela de pre- lizam a beleza do rei e a disposição
cais pedem um maior cuidado e um olhar mais atento sobre a paisagem Durante o evento, de 31 de julho a ços (pulseira, bilhete diário, packs aleatória das cruzes reforça a ideia
urbana brandoense. 11 de agosto, a pulseira poderá ser promocionais, experiências) e a lis- de inconstância daquele jovem rei.
Segunda-feira l 10 de Junho l 2019 Jornal N

LOCAL N 07

V Encontro de GAE atenta nas


comunidades emigrantes portuguesas
INICIATIVA O V Encontro de GAE contou com a presença de três Secretários de Estado que avaliaram
a realidade do país e dos objetivos de aproximação às comunidades portuguesas emigrantes

Na passada segunda-feira, dia


3 de junho, realizou-se o V Encon-
tro de Gabinetes de Apoio ao Emi-
grante (GAE) no Europarque. Na
sessão estiveram presentes várias
entidades dos GAE e de autarquias
municipais, tais como o Presidente
da Câmara Municipal de Santa Ma-
ria da Feira, Emídio Sousa; o Secre-
tário de Estado das Comunidades
Portuguesas, José Luís Carneiro; o
Secretário de Estado do Emprego,
Miguel Cabrita; o Secretário de Es-
tado dos Assuntos Fiscais, António
Mendonça Mendes, entre outras
entidades intervenientes na pro-
gramação definida.
Como nota de introdução ao • Europarque foi o espaço que acolheu a iniciativa
evento, o Presidente do Município
de Santa Maria da Feira, Emídio
Sousa, referiu que este Encontro “é
muito agradável para nós porque
este tema para Santa Maria da Fei-
ra é um assunto sempre presente”.
“Este trabalho e esta reflexão que
os GAE fazem em todo o país é fun-
damental e, o facto de nos termos
disponibilizado para este encontro
tem a ver com o trabalho de apoio
ao Gabinete do Emigrante”, pelo
que o edil decidiu “deixar uma pa-
lavra de profundo apreço aos fun-
cionários e colaboradores da Câ-
mara Municipal no GAE”. O Presi-
dente da Câmara Municipal da Fei-
ra mencionou ainda que o municí-
pio “é aberto ao mundo” e “sempre
que viajamos encontramos um fei- • Emídio Sousa pretende que emigrantes “nunca percam esta ligação à nossa terra”
rense em qualquer parte do mun-
do”. “O nosso objetivo [da Câma- nos”. “Uma situação que, em cur- nidades Portuguesas, do Ministério criação de condições favoráveis e num ciclo de crescimento e con-
ra Municipal] foi também que eles to prazo, será resolvida; temos in- dos Negócios Estrangeiros e das Câ- “mais facilitadoras” para o regres- fiança”, afirmou Miguel Cabrita,
nunca perdessem esta ligação à centivado os investidores a cons- maras Municipais. Os GAE têm, por- so de cidadãos emigrantes a Portu- Secretário de Estado do Emprego.
nossa terra” e que, por isso, tam- truírem habitações e penso que, tanto, os seguintes objetivos defini- gal. O Programa Regressar preten- Por fim, o Secretário de Estado
bém, realizam “há muitos anos” nos próximos meses, teremos uma dos: “informar os cidadãos dos seus de ainda contribuir para o rejuve- dos Assuntos Fiscais, António Men-
intercâmbios em diferentes áreas resposta muito melhor”, finalizou. direitos nos países de acolhimento, nescimento da população, ao cres- donça Mendes, apresentou o “Guia
como na cultura, na educação “e De seguida, José Luís Carneiro, apoiar no seu regresso e reinserção cimento das empresas e na geração Fiscal para as Comunidades Portu-
mais recentemente na área da eco- Secretário de Estado das Comuni- em Portugal e contribuir para a re- de “mais postos de trabalho”. “A guesas”, que tem como desígnio o
nomia”. Numa abordagem final do dades Portuguesas, expôs a pro- solução de problemas”, de forma nossa primeira mensagem tem que esclarecimento das dúvidas mais
seu discurso, o edil, Emídio Sousa, gramação desta 5ª edição sobre a a facilitar o contacto e articulação ser em direção àqueles que tam- comuns dos concidadãos portu-
destacou alguns aspetos caracterís- qual abordou, de forma geral, al- com outros serviços da Administra- bém são nossos, temos que nos di- gueses que residem no estrangeiro
ticos do concelho feirense – como a gumas temáticas previstas como a ção Pública Portuguesa. rigir primeiro àqueles que saíram em matérias de direito fiscal.
referência ao “tecido empresarial e Rede Consular, o Plano Regressar, o No V Encontro dos GAE, o Se- do país, que são portugueses, que No V Encontro dos GAE, con-
industrial forte, diversificado, dinâ- Guia Fiscal das Comunidades Por- cretário de Estado do Emprego são luso-descendentes, que estão tam-se ainda as intervenções de
mico e muito exportador” e a “taxa tuguesas e os GAE como suporte às interveio com a apresentação do familiarizados com a língua, que Jorge Oliveira, Direção de Serviço
de desemprego inferior a 5%”. Ava- Comunidades e ao Investimento. “Programa Regressar” que envol- têm laços familiares e afetivos com Regional da Direção Geral dos As-
liou ainda que “o maior constran- Ainda como nota de explanação, veu um conjunto de medidas so- o país” e que, portanto, o lança- suntos Consulares e das Comuni-
gimento com que nos deparamos os GAE’s possuem acordos de coo- bre os domínios fiscais, da for- mento do “Plano Regressar é parte dades Portuguesas, assim como a
atualmente é a dificuldade de ha- peração entre a Direção Geral dos mação profissional, do emprego duma agenda mais ampla” e que “é de Luísa Pais Lowe, do Gabinete de
bitação nos grandes centros urba- Assuntos Consulares e das Comu- e do investimento, com destino à a altura certa porque Portugal está Apoio ao Investidor da Diáspora.
Jornal N Segunda-feira l 10 de Junho l 2019

08 N LOCAL

BE quer remarcação das


AMBIENTE EVENTO

III Encontro de

passadeiras da Suil Park Teatro regressa à


Casa Ozanam
POLÍTICA Partido acusa Executivo Municipal de É já no próximo dia 5 de Julho
que o Teatro volta a ocupar as
“irresponsabilidade” por “falta de manutenção” instalações da Casa Ozanam, em
São João de Ver, para que ela
• Partido questiona o Ministério das seja o palco para o III Encontro
Infraestruturas e da Habitação de Teatro – O Teatro vem à Casa,
um evento de cariz solidário e
“Os Verdes” que visa a angariação de fundos.
O programa será aberto pelas
alertam para 21h00, com a peça “A Cigarra
e a Formiga”, dinamizada pelo
atentado em grupo do Centro de Actividades

Fornos
Ocupacionais da Casa Ozanam.
Quinze minutos depois, terá início
“Todo o Mundo e Ninguém”,
No passado dia 3 de Junho, o de- , levado a cabo também pela
putado José Luís Ferreira, do Grupo prata da casa, já que o grupo
Parlamentar Os Verdes, entregou da Unidade Sócio Ocupacional
na Assembleia da República uma assumirá o estrelato. O fechar
pergunta, em que questiona o Go- do pano será feito pelo Grupo
verno, através do Ministério das In- Recreativo Mocidade Corveirense,
fraestruturas e da Habitação, sobre pelas 22h00, com a peça “A
a “intervenção” de que foi alvo um • Bloco afirma ser “urgente” a pintura do traçado, para segurança “tanto de automobilistas como de peões” Herança de Faustino Miséria”. A
correr de cedros do Buçaco, que ini- participação na iniciativa carecerá
cialmente margeavam a Linha do A comissão coordenadora con- viárias são de elevada importância doviária no nosso território. de um donativo de três euros,
Vouga, na freguesia de Fornos, sen- celhia do Bloco de Esquerda de San- para a orientação do tráfego auto- “O BE considera uma irrespon- sendo que a entrada é gratuita
do uma sebe que protegia os peões ta Maria da Feira alerta para a “ur- móvel, sendo também imprescin- sabilidade por parte do executivo para crianças até aos 10 anos.
e as viaturas automóveis que circu- gente” pintura das passadeiras na díveis para a segurança dos peões e PSD da Câmara de Santa Maria da
lam na rua Armando Pinto de As- urbanização da Suil Park, em São dos automobilistas” e que, por isso, Feira, a falta de manutenção das
sunção, via classificada como muni- João de Ver, para que tanto peões se torna “urgente reavivar a pintura marcas rodoviárias nesta urbani- INICIATIVA
cipal, de caírem a essa mesma linha. como automobilistas possam cir- das passadeiras, para que tanto os zação. A negligência por parte da
Na questão colocada ao Ministério, cular naquela zona “em seguran- automobilistas como os peões pos- autarquia está a colocar em perigo Mozelos celebra
Os Verdes afirmam que “apesar da
crescente consciência ambiental da
ça”. Em nota de imprensa, o par-
tido reitera que “as marcas rodo-
sam circular em segurança”. “Cabe
à autarquia zelar pela segurança ro-
os habitantes desta urbanização, tal
como os seus visitantes” – conclui.
30º aniversário de
população feirense” se continua “a elevação a Vila
assistir a justificações para atos cri-
minosos em relação ao património EVENTO A freguesia de Mozelos
ambiental”, já que “a intervenção celebra, durante os dias
que se justificava era o abate e subs-
tituição por um talude ajardinado, Caminhada Noturna de 28, 29 e 30 de Junho, o 30º
aniversário de Elevação a Vila,

Milheirós de Poiares
mas não, deixaram-se os troncos com um programa constituído
ao alto sendo que hoje os cedros por animação, as tradicionais
se encontram mortos e se asseme- Tasquinhas e ainda uma mostra
lham a fantasmas arbóreos” – lê-se de artesanato. Tudo isto ocorrerá
no documento redigido. “Antes da No próximo dia 22 de junho, a no Parque do Coteiro, começando
dita poda, dirigentes de Os Verdes Junta de Freguesia de Milheirós de pelas 19h30 a 28 de Junho, com
no local puderam constatar que as Poiares irá promover uma cami- a abertura das Tasquinhas; a
mais de duas dezenas de exempla- nhada noturna, “À sombra da Lua”, noite contará ainda com um
res de cedros do Buçaco estavam a com a concentração marcada, às espectáculo da Tuna Musical
vicejar e plenos de vigor. Convém 21h00, junto ao parque de estacio- Mozelense – o “TMM – Top
referir que as árvores em questão namento da praia fluvial. Também Moments”. Já a 29 de Junho, será
não apresentavam qualquer proble- no final do mês, a 30 de Junho, a feita a entrega do Prémio Manuel
ma de saúde ou fitossanitário. Hoje, Junta de Freguesia dinamizará a ini- Laranjeira no edifício da Junta
metade das árvores está morta, a ciativa “Viver o Parque”, um con- de Freguesia, pelas 15h00, sendo
outra, está completamente desequi- junto de actividades lúdicas e des- que o serão volta ao Parque do
librada na sua copa e a definhar” – portivas, que tomarão lugar no Par- Coteiro, com a actuação dos
consideram Os Verdes. que de Lazer do Outeiro, entre as Ritmo D’ouro marcada para as
Assim, o partido pretende saber 09h00 e as 12h00. 21h00, e de João Seabra, marcada
se o Ministério tem conhecimento Inserido no programa de cami- para as 23h00. A edição de 2019
da situação descrita, o proprietário nhadas temáticas “caminhAR”, o Ponto de encontro será no parque de estacionamento da praia fluvial encerrará a 30 de Junho com o
das árvores localizadas junto à linha percurso pedestre de grau fácil e colectivo Dança Mozelos pelas
do Vouga, quem terá autorizado e orientado para famílias, terá ainda Centro Social Dr. Crispim. As ins- tes disponíveis: 3€ (seguro/garrafa 15h30, e também com Mário e
procedido à poda das mesmas, e se performances poéticas e musicais. crições limitadas estão disponíveis de água/ lanterna) e por 5€ (segu- Hermínio, que encerram o pano
está prevista alguma acção que vise Por fim, irá realizar-se uma festa no no Posto CTT da Junta de Freguesia ro/garrafa de água/lanterna + bifa- no Parque do Coteiro, pelas
a reparação da situação relatada. Arraial dos Santos Populares, no até dia 20 de junho com dois paco- na no pão e refrigerante). 21h00.
Segunda-feira l 10 de Junho l 2019 Jornal N

LOCAL N 09

Quizz Preditex
OPERAÇÃO

150 quilos de droga


promove leitura junto apreendidos pela
da comunidade escolar GNR da Feira
EDUCAÇÃO Encerramento do projeto A GNR da Feira deteve 15 pessoas reram no concelho de Santa Ma-
decorre na Biblioteca Municipal suspeitas de ligação ao tráfico de es- ria da Feira, nas freguesias de Vila
tupefacientes e apreendeu 150 qui- Maior, Fiães, Lourosa e Santa Ma-
los de haxixe, nas buscas que efe- ria de Lamas.
O encerramento da 11.ª edição Violeta Parra e Clarice Lispector; tuou a várias residências. Um dos cabecilhas desta rede
do Quizz Preditex tem lugar no dia assim como questões relacionadas A operarão, que estava a ser pre- de tráfico estaria a residir em Vila
12 de junho, às 14h00, na Bibliote- Serão cerca de com as normas de funcionamento parada há vários meses e que se ini- Maior, tendo recentemente adqui-
ca Municipal, com cerca de 60 alu- 60 as crianças da Biblioteca Municipal. ciou na passada segunda-feira, en- rido uma habitação por milhares
nos do 3.º e 4.º ano a concorrer aos Os participantes recebem um volveu elementos dos postos terri- de euros, apesar de não lhe ser co-
participantes no
três prémios em jogo deste proje- certificado de presença e os três toriais e o corpo de intervenção. nhecida profissão. A droga trafica-
to que incentiva a leitura junto dos encerramento melhores classificados ganham Incluiu várias buscas domiciliarias da por esta rede era vendida em
mais jovens. do evento, que prémios oferecidos pela empresa nos concelhos de Santa Maria da vários concelhos e há suspeitas de
Todas as crianças do 3.º e 4.º Preditex, Lda. Serão cerca de 60 as Feira, São João da Madeira e Vila que os envolvidos forneciam, inclu-
correu as escolas
ano podem participar desde que crianças participantes no encerra- Nova de Gaia. sive, alguns jovens estudantes jun-
cumpram o principal requisito: de janeiro a maio, mento do evento, que correu as es- Para além dos suspeitos detidos to aos respetivos estabelecimentos
ter o passaporte escolar preenchi- subindo ao palco colas de janeiro a maio, subindo ao e da droga encontrada, foram ain- de ensino.
do com 16 livros lidos. No encerra- palco da Biblioteca no próximo dia da apreendidos vários veículos que Os detidos foram presente ao
da Biblioteca no
mento do projeto ‘Quizz Preditex 12 de junho às 14h00. O projeto, or- se suspeita estarem ligados à prática Tribunal da Feira durante a tarde
– Está na Hora da Leitura’, os estu- próximo dia 12 de ganizado pela Biblioteca, vai na sua do tráfico, assim como armas, com- desta quarta-feira e deverão conti-
dantes submetem-se a 20 pergun- junho às 14h00 11.ª edição e tem como principal ob- putadores e uma quantia não apu- nuar a ser ouvidos esta quinta-feira,
tas de prova escrita com base nos jetivo promover os livros e a leitura rada em dinheiro. altura em que os arguidos devem
livros anti-princesas: Frida Khalo, junto da comunidade escolar. A maioria das detenções ocor- conhecer as medidas de coação.
Jornal N Segunda-feira l 10 de Junho l 2019

10 N LOCAL
ENTREVISTA • CARLOS CUNHA | CANDIDATO DA CDU ÀS ELEIÇÕES INTERCALARES DE ARGONCILHE

“Não aceito que me digam que


não sou de Argoncilhe, e que não
sinto as necessidades da vila”
POLÍTICA Carlos Cunha, candidato da CDU às eleições intercalares de Argoncilhe, em entrevista

JOEL DE OLIVEIRA

Carlos Cunha é o rosto que


encabeça a candidatura da
CDU às eleições intercalares
de Argoncilhe, que acontecem
já no próximo dia 23 de Junho.
Nascido em Matosinhos mas
residente na freguesia do
concelho de Santa Maria da
Feira desde 2010, o candidato
assume-se como “uma
alternativa” para liderar os
destinos de Argoncilhe, sendo
também dirigente sindical
desde 2003. Como principais
propostas, Carlos Cunha traz
no seu plano eleitoral um
“reforço das carreiras e da sua
frequência” de passagem pelas
zonas interiores do território
argoncilhense, a “manutenção
e pavimentação” do Parque
de Lazer, a “limpeza das ruas
e dos jardins públicos” e
também a “cobertura” das
sarjetas de águas pluviais que
se encontram ainda, “na sua
grande maioria”, a céu aberto. • Carlos Cunha assume-se como uma “alternativa” na liderança dos destinos futuros da freguesia

Qual foi a primeira sensação que a vila lhe desper- desde 2003, sou Dirigente Sindical do Centro Norte, que é e a Câmara Municipal também é PSD: em termos teóricos,
tou, ao contemplar as suas características? um dos maiores sindicatos a nível de energias do país. Um poderia existir aqui alguma cumplicidade e entreajuda, vis-
Argoncilhe é bastante populosa, é uma vila bastante gran- militante da CDU é alguém que está por si só afecto às exi- to serem uma freguesia e um município geridos pelo mesmo
de, com bastante potencial, e no entendimento da CDU é gências do partido: houve a necessidade de apresentar um partido, mas não; Claramente, as coisas não estão a ser geri-
uma das freguesias mais importantes no concelho de Santa candidato a Argoncilhe, e visto que o Diogo, o candidato das da melhor forma e entendo que, sendo de um partido di-
Maria da Feira. É, também, uma freguesia próxima do cen- anterior, já não reside cá, foi-me feita a proposta e assumi ferente, as dificuldades e os bloqueios vão continuar a existir.
tro de vários pontos de interesse, como Vila Nova de Gaia, o compromisso.
Santa Maria da Feira, Espinho ou Porto. Qual é a crítica mais recorrente que lhe associam?
Foi um lugar que ocupou prontamente, desde a pri- Não aceito que me digam que não sou da vila, e que não
Que aspectos pessoais o ligam a Argoncilhe? meira hora? sinto as necessidades de Argoncilhe. Estou cá o mesmo tem-
Nasci em Matosinhos, fiz lá o meu percurso e ainda hoje É um lugar que não me importo de assumir. A vila tem po que os outros candidatos. Não aceito que utilizem o argu-
trabalho em Leça da Palmeira. Estou em Argoncilhe desde bastantes necessidades, e quem se candidata a Argoncilhe, mento de não ter nascido cá, porque eu sou da vila: resido
2010. Na altura, a vila apresentava preços bastante bons na tem de ter noção de que vai ter muito trabalho pela frente. cá, estou recenseado em Argoncilhe, vou ao Centro de Saú-
qualidade da habitação. Estou ligado ao movimento sindical Argoncilhe foi gerida, nos tempos mais recentes, pelo PSD, de e ao comércio que os restantes locais vão.
Segunda-feira l 10 de Junho l 2019 Jornal N

LOCAL N 11

Que leitura lhe merece a re- soas têm possibilidades de ter. Não sim como o será para qualquer um
núncia aos mandatos da ante- são precisos aqueles autocarros de dos candidatos. Como é óbvio, um
rior oposição? grandes dimensões, pelo contrário: lugar de representação na vila se-
A CDU não tem tido representa- poderão ser viaturas de uma dimen- ria a conquista de um mal menor:
ção na freguesia. Somos alheios ao são menor, mais ágeis e mais fáceis se a CDU não ganhar estas eleições
que surgiu e ao que se passou, mas de se deslocarem no interior da vila. e tiver um representante na Assem-
não deixamos de ter a nossa opinião bleia de Freguesia, não iremos ser
sobre o assunto. A CDU entende Estes “novos autocarros” cir- um entrave para que as coisas dei-
que, existindo irregularidades inde- culariam em todos os lugares de xem de andar para a frente. Como,
pendentemente do grau ou do volu- Argoncilhe? nesse cenário, não vencemos as
me, esses factos têm de ser denun- Não teriam que circular em to- eleições, resta-nos ajudar e dar
ciados. Aliás, até porque o próprio das as ruas, mas sim em pontos cha- apoio ao Presidente de Junta para
Presidente de Junta assumiu essas ve, onde as pessoas consigam ter que, perante a Câmara, se consi-
regularidades publicamente. O que acesso ao transporte público de for- ga chegar às necessidades dos ar-
interessa agora é andar para a fren- ma digna para se deslocarem ao co- goncilhenses. Isso é demasiado im-
te, dar solução às situações que es- mércio, às farmácias ou às escolas. portante.
tão pendentes, até porque todo este Outra dos aspectos que me têm rela-
contexto não beneficia em nada os tado diz respeito à dificuldade senti- Esse seria o comportamento
argoncilhenses. da pela população em deslocações assumido pela CDU, caso con-
até Vila Nova de Gaia: muitos têm quistasse um lugar na Assem-
E que medidas traz para que necessidade de ir até aos Carvalhos bleia?
os argoncilhenses “beneficiem” de carro com a sua viatura própria, Sim, até porque o acto de criti-
da sua freguesia? e só depois apanham o transpor- car é extremamente fácil por si só. O
É óbvio que Argoncilhe tem ruas te público até ao local de trabalho. discordar nunca foi solução: o que
onde praticamente não existem Queremos melhorar os horários e se torna necessário é apresentar
condições para transitar uma viatu- a afluência de transportes públicos outros caminhos possíveis, outras


ra, mas transitam duas. Existem lo- na vila, é uma das nossas propostas. alternativas e outras propostas. As
cais críticos onde também não exis- Pretendemos também criar condi- ideias não são para a CDU, ou para o
tem passeios: no entanto, também ções para que o Passe Único possa Considera que Argoncilhe se PSD, ou para o PS: são para todos, e
sabemos reconhecer que, olhando ser renovado na vila, algo que ain- tem desenvolvido a um ritmo têm sempre em vista o benefício da
às características da própria vila, da não é possível. saudável? vila. Se são projectos positivos para
existirão locais onde não será possí- Considero que a vila de Argon- Argoncilhe, será do interesse de to-
vel colocar passeios. Aí terá de exis- E ao nível de infraestruturas Se nós queremos cilhe tem estado parada no tempo, dos fazer tudo por tudo para que
tir uma contribuição importante da e equipamentos? Algum lhe des- ser e ter uma vila até porque existem questões bá- possam ser postos em prática, in-
Câmara Municipal: têm técnicos de perta particular preocupação? sicas que não têm sido feitas com dependentemente do lado em que
trânsito, que poderão elaborar vá- Quem olha para o Parque de La-
evoluída, que chame a frequência necessária, como é estamos colocados. Os candidatos
rios estudos onde seriam apuradas zer de Argoncilhe, olha para o es- mais população, o o caso da limpeza das ruas. Uma também são moradores, também
formas de melhorar a circulação de paço como um projecto de cam- serviço de transporte Junta de Freguesia que não man- são argoncilhenses, também sen-
trânsito dentro da própria fregue- panha. Está ali um espaço que tem tém a sua casa limpa e arrumada, tem as necessidades da vila. Quem
sia. Também teremos de melhorar muito por onde desenvolver. Aque-
público tem de ter tem uma má gestão. É preciso que apresenta a proposta, tem de sa-
a iluminação, e tudo acaba por estar le espaço foi criado, mas esquece- uma presença muito as ruas estejam limpas, e os jardins ber dar suporte, tem de saber dar
interligado: o facto de não existirem ram-se de fazer a sua manutenção. mais forte no interior devidamente requalificados. Não há apoio. A ideia da CDU não é criticar
passeios em certos locais pode ser É como comprarmos uma viatura, nada mais agradável do que chegar para destruir.
torneado através de uma melhoria e ignorarmos a sua manutenção:
de Argoncilhe.” a uma vila, e ver um jardim devida-
na iluminação e na sinalização. Não não pode ser. Tenho dúvidas que mente arrumado. Temos também Consegue antecipar o resul-
tem havido um investimento contí- o equipamento que está no Parque CARLOS CUNHA, a questão das águas pluviais, que tado do acto eleitoral que se
CANDIDATO DA CDU ÀS ELEIÇÕES
nuo na pavimentação das ruas, mas de Lazer de Argoncilhe tenha as INTERCALARES DE ARGONCILHE é crítica na altura do Inverno: sa- avizinha?
para a CDU não é preocupante exis- condições de segurança necessá- bemos que quando vem o Outono Não me espantaria que o cenário
tirem ruas em paralelo, até porque rias para as crianças e utentes que acontece a queda da folha, as calei- se voltasse a repetir, e que voltásse-
por vezes estes arruamentos aca- o utilizam. Um dos projectos que a to directo com as várias associações ras das águas ficam entupidas já que mos a ter as mesmas pessoas a lide-
bam por ser mais fácil de gerir do CDU tem para o Parque diz respeito de Argoncilhe. É preciso perceber existem a céu aberto, e tem de exis- rar os destinos da freguesia depois
que os trajectos asfaltados. à sua manutenção, à criação de um que as próprias associações trans- tir esse cuidado de limpeza e de ma- destas eleições. O candidato pelo
espaço para os jovens onde possam mitam aos vários candidatos de Ar- nutenção pela própria Junta de Fre- PSD é uma pessoa querida na vila.
O olhar sobre a rede viária realizar actividades de skate ou bici- goncilhe as necessidades e as falhas guesia. Até porque estamos a falar No entanto, continuo a acreditar
seria acompanhado, também, cleta, e a respectiva pavimentação que têm. Muitas vezes quem está do de lixo e essa água irá transbordar que exista quem vote pela pessoa e
por mudanças nos transportes daquela zona. Existem sítios onde lado de fora não tem a noção das di- ou para dentro das casas dos argon- pelo projecto, e não necessariamen-
públicos? alguém que se encontre a praticar ficuldades internas que as várias or- cilhenses, ou para as ruas. E por isso te pelo partido. Se o candidato do
A rede de transportes é também desporto poderá sofrer lesões, dado ganizações sofrem. Sabemos que as é que pretendemos, também, onde PSD voltar a vencer nas eleições e
de extrema importância: se nós os vários buracos e árvores caídas associações são um bem cultural, e for possível, passar a rede de águas a CDU conseguir representação na
queremos ser e ter uma vila evoluí- que se encontram no local, e um que se devem manter vivas as tradi- pluviais a céu aberto para um siste- Junta, tentaremos ajudar para que
da, que chame mais população, o lago perfeitamente desactualizado. ções e os costumes da própria vila. ma fechado. a vila ande para a frente. E no final
serviço de transporte público tem Neste momento o Parque de Lazer As associações têm um papel funda- do mandato, voltaremos a passar a
de ter uma presença muito mais for- não tem o mínimo de condições, mental neste campo, mas para isso A CDU não tem representa- mensagem de forma diferente, che-
te no interior de Argoncilhe. A títu- nem dá prazer de visitar. necessitam de estar a trabalhar em tividade na Assembleia de Fre- gar aos locais onde não consegui-
lo de exemplo: existem habitantes plenitude, e esse estado só será atin- guesia. A conquista desse lugar mos chegar. Estamos conscientes
da zona de Aldriz que não têm for- Que propostas traz para o mo- gido através da força de vontade, e é um dos objectivos desta can- de que se a CDU não vencer as elei-
ma de chegar até ao Centro de Saú- vimento associativo? da cumplicidade que é necessário didatura? ções, o único culpado é a CDU, por
de. As alternativas são os transpor- Até ao próximo dia 22 de Junho, existir entre a Junta de Freguesia e Para a CDU, seria de extrema im- não ter conseguido chegar ao elei-
tes próprios, que nem todas as pes- a CDU terá várias acções de contac- a Câmara Municipal. portância ganhar estas eleições, as- torado da melhor forma.
Jornal N Segunda-feira l 10 de Junho l 2019

12 N LOCAL

Imaginarius’19 recebeu
MÚSICA

90 mil espetadores
EVENTO Festival Internacional de Teatro de Rua com
balanço positivo

O Imaginarius – Festival Interna-


cional de Teatro de Rua, que decor-
reu entre 23 e 25 de maio, em San-
ta Maria da Feira, encerra a sua 19ª
edição com balanço positivo. Nos
três dias de festival, cerca de 90 000
espetadores assistiram aos inúme-
ros espetáculos protagonizados pe-
los 247 artistas de 12 países distintos,
no espaço público do centro históri-
• No próximo dia 15 de Junho, no Cineteatro António Lamoso co de Santa Maria da Feira.
Em resultado do estudo de pú-

XI Festival da blicos realizado durante o festival,


a maioria dos espetadores situam-

Canção da AMAR
-se nas faixas etárias entre os 35-44 e
entre os 25-44 anos, sendo que 59%
do público é feminino. Ao nível da • Estudo demonstra que 44% da audiência apresenta um grau académico superior
escolaridade, da amostra realiza-
No próximo dia 15 de junho, às bo de banda, secção de cordas e, da, 44% do público possui um grau ferir que o Imaginarius – Festival In- de feirense, não apenas ao espaço
21h30, no Cineteatro António La- como novidade, uma secção de académico superior e 28% tem o 12º ternacional de Teatro de Rua, uma público do centro histórico, mas
moso, a Academia de Música e Artes metais. O evento conta com um ano de escolaridade. Relativamen- referência em Portugal e no estran- também às habitações dos mora-
de Rio Meão (AMAR) irá apresentar total de 16 participantes, com ida- te ao local de origem, 26% dos es- geiro, apresentou-se, este ano, com dores desta zona histórica, ao Cine-
algumas novidades na 11.ª edição do des compreendidas entre os nove petadores são do concelho de San- um novo modelo de gestão, com o teatro António Lamoso, aos Claus-
Festival da Canção. O evento ofere- e os 37 anos, distribuídos pelas ca- ta Maria da Feira, 38,3% chegaram Município de Santa Maria da Feira tros da Igreja Matriz, ao Mercado
ce aos jovens a possibilidade de in- tegorias de Juvenil, Júnior e Sénior. a Santa Maria da Feira do território a assumir não só a gestão de produ- Municipal, ao Museu Convento
terpretar os seus temas favoritos Esta iniciativa, para os jovens, tem nacional – de norte a sul de Portu- ção, mas também a responsabilida- dos Lóios e à Biblioteca Municipal,
acompanhados de banda ao vivo. a possibilidade de interpretar os gal e Ilhas, e 3,70% do estrangeiro. de de toda a direção de programa- grandes companhias nacionais e
“O Festival da Canção tem vin- temas preferidos de cada um com Da avaliação global do Imagina- ção do festival. internacionais com 17 disciplinas
do a crescer gradualmente, tanto banda ao vivo escolhendo estilos rius, há ainda a destacar que 58% A programação apostou, uma artísticas, destacando-se o teatro,
ao nível do formato e condições, como pop, rock, soul, kuduro, clás- dos “inquiridos” classificou-o como vez mais, na qualidade e diversida- o circo, a dança, a música e a reali-
como da adesão de participantes e sico e jazz. muito bom e 37% como bom. De re- de dos espetáculos, levando à cida- dade virtual.
espectadores”, lê-se em comunica- O Festival da Canção é um pro-
do. A iniciativa, levada a cabo pela jeto apoiado pelo Programa de
Academia de Música e Artes de Rio Apoio aos Projetos Culturais e fi- CINEMA
Meão, proporciona aos concorren- gura no calendário da AMAR como
tes uma experiência nas áreas da
música e do espetáculo.
Este ano, a banda ao vivo apre-
a maior atividade da associação,
mais complexa e trabalhosa, reves-
tida de uma importância acrescida
Rocketman leva a vida de
senta-se ao público com uma or-
questra maior, composta por com-
pela envolvência da comunidade
na iniciativa. Elton John ao grande ecrã
EVENTO Num filme sem filtros, produzi- mação de um menino simples e tí-
do pelo próprio Elton John, retra- mido, mas prodígio do piano des-

2ª edição da “Festa à ta-se a vida da estrela pop desde


os 17 aos 40 anos, com o percurso
de cedo, chamado Reginal Dwight,
até à superestrela internacional

Moda Antiga” profissional de um jovem prodígio


que inclui os bastidores da sua vida
com vários Grammy na bagagem,
de seu nome Elton John. Os fãs do
pessoal e as músicas mais icónicas. cantor poderão deliciar-se com al-
No passado domingo, 9 de ju- comes e bebes (arroz de feijão A Biblioteca Municipal de Santa guns dos seus maiores êxitos, como
nho, o adro de São Geraldo rece- com pataniscas de bacalhau, ro- Maria da Feira recebe, para a sua ‘Your Song’, ‘Tiny Dancers’ ou ‘Ben-
beu a segunda edição da “Festa à jões, porco no espeto, papas...); a próxima sessão, no dia 13 de ju- nie and the Jets’, interpretados pelo
Moda Antiga” que pretendeu re- atuação do Rancho Folclórico Gru- nho, um dos filmes mais aguarda- ator que protagoniza a película, Ta-
criar as tradições de outrora, com po Musical Macinhatense (15h00) dos, ‘Rocketman’. Inspirado na vida •Filme que retrata a vida da estrela Pop ron Egerton.
usos e costumes de época dos iní- e terminou com cantares ao desa- de Elton John, o filme do realizador em exibição na Biblioteca Municipal Ao argumento de Lee Hall, jun-
cios do século XX. fio, às 17h00. Dexter Fletcher contou, na produ- tam-se atores como Bryce Dallas
Do programa constou a missa O espaço contou também com ção executiva, com o próprio cantor menores nunca antes revelados da Howard, Jamie Bell e Richard Ma-
na capela de São Geraldo às 10h30; expositores diversos, jogos tradicio- e ícone do pop mundial, que contri- sua vida pessoal e processo criativo. dden, além de elementos extraor-
um almoço composto (13h00) com nais – como um Torneio de Malhas buiu para que a biografia que agora Uma longa-metragem que re- dinários como o guarda-roupa e a
diversas iguarias na tasquinha de com prémios para os vencedores. se apresenta ao público inclua por- trata a incrível história de transfor- banda sonora.
Segunda-feira l 10 de Junho l 2019 Jornal N

LOCAL N 13

Luzes, Câmaras, Há Som: está aí a


Reforço da vertente
artística e da
componente infantil

edição de 2019 do Basqueiral O Basqueiral não quer deixar


ninguém de fora ou indiferente. Por
isso, e alavancado no reforço de par-
cerias e na conquista de um maior
MÚSICA 3ª edição do Festival de Música Urbana regressa aos Jardins do Parque apoio e confiança por parte das en-
tidades locais, o Festival de Música
de Santa Maria de Lamas em dose dupla, a 14 e 15 de Junho Urbana surge em 2019 com um re-
forço da vertente artística, na onda
do Basqueirart e contando com o
JOEL DE OLIVEIRA apoio da Companhia Persona na
área da Curadoria. Este ano, o Bas-
É já pelo terceiro ano consecuti- queirart alarga os limites e os hori-
vo que a Vila de Santa Maria de La- zontes que lhe eram anteriormen-
mas abre os seus portões e deixa te conhecidos, apostando em áreas
entrar as melodias, decibéis e ava- como a Street Art, a fotografia (atra-
lanches sonoras trazidas pelo fura- vés da realização de uma exposição,
cão Basqueiral. Esta é uma das tem- onde estarão pendurados momen-
pestades mais difíceis de combater, tos que escapam à retina comum e
mas por ser, também, das mais ri- organizada pela Glam Magazine), à
cas: a par das bolas gigantes de som Live BD, deixando inclusive espaço
que se inclinam pela freguesia abai- para expor o que de melhor se faz
xo, chegam também ondas megaló- por cá, em colaboração com os alu-
manas de arte e ventos fortes, cau- nos da Escola Secundária de Santa
sados pelo abanar das mãos e pelo Maria da Feira. O homem sonha, a
labor da Basqueiro – Associação Cul- obra nasce, e tem lugar de eleição
tural que, durante o ano, prepara a no Basqueiral, não existindo moti-
melhor receita cósmica possível. O vos para faltar ao entrosamento de
pitéu é servido já na próxima sex- todas estas disciplinas artísticas. Os
ta-feira e sábado (14 e 15 de Junho), mais pequenos também terão um
e há mesa marcada para todos nos • Finlandeses K-X-P exploram o siálogo entre o homem e a máquina e encerram a segunda noite do Festival espaço dedicado a toda a magia que
Jardins do Parque de Santa Maria a idade emana, com o Basqueiral Jú-
de Lamas, sem lugar para descul- nior, a cargo do Serviço Educativo
pas ou cancelamentos em cima da do Museu de Lamas
hora. Contam-se agora 5 palcos, 16
bandas, inúmeras instalações artís-
ticas, e zero razões para faltar. Até Campismo e transporte
porque será reaberta, depois de gratuito em vários pontos
anos e anos, a mítica “Sala da Cor- do concelho
tiça” do Museu de Santa Maria de
Lamas, especialmente para a edi- Outra das novidades da edição
ção de 2019: Acid Acid proporcio- de 2019 do Basqueiral diz respei-
nará um concerto no seu interior, to à abertura da possibilidade de
e toda o poder deste espaço esque- acampar de forma completamente
cido será relembrado com música gratuita, num terreno vizinho ao es-
de fundo, preenchendo a memória paço onde o Festival decorre, com
daquele que já foi um dos mais co- árvores suficientes para que cada
biçados espaços culturais e históri- festivaleiro se abrigue de um lugar
cos do concelho de Santa Maria da ao sol. Como balneários, serão reu-
Feira, com entrada condicionada. tilizados os espaços existentes nas
Então apresse-se, e guarde lugar. • Belgas La Jungle trazem verdadeiros tsunamis sonoros a Santa Maria de Lamas antigas instalações das Piscinas la-
macenses, que ganham agora um
novo uso através da mais recente
Presenças internacionais a casa com as suas galáxias musi- do até à data. Com ritmos arreba- percebido é o do Conjunto Coro- aposta da Basqueiro. Existirá, tam-
encerram as noites de cais debaixo do braço, e promete tadores, rugires primitivos e turbi- na que, depois de uma incursão bém, um “Free Shuttle”, um trans-
deixar crentes todos aqueles que lhões de fúria, este será um safari pelos universos alternativos em porte gratuito que arrancará de três
um cartaz diversificado assistirem à sua performance, no ao qual não será admitido faltar, 2016, regressa ao jogo que ilustram pontos de referência distintos do
Palco Igreja. No palco Tendinha numa verdadeira viagem ao cora- no seu som com “Santa Rita Lifes- concelho de Santa Maria da Feira,
Ao longo de dois dias, serão 16 dos Clérigos, ambiente principal ção da selva. tyle”, uma verdadeira aprendiza- sendo eles: o Museu Vivo da Foga-
as bandas que pisarão os vários da edição deste ano, o destaque Já no sábado, dia 15 de Junho, gem não só sonora, como bíblica ça, a Suil Park Shopping e o recinto
palcos do Basqueiral. No primeiro terá de ser dado aos Glockenwise, as atenções voltam-se para outros e eclesiástica, derramando sobre do próprio Festival. Há razões para
dia do certame, sexta-feira, terá lu- que partem de Barcelos em direc- protagonistas. As bandas feiren- os crentes o seu sermão. À seme- ficar, há formas de ir, e há meios
gar a percussão e a exploração tím- ção a Santa Maria de Lamas com ses Blind the Eye e Shared Files se- lhança do primeiro dia, a noite en- para ir e voltar. O que não parecem
brica do grupo lamacense Ritma- “Plástico”, terceiro trabalho de rão presenças certas nos palcos do cerrará com nomes que chegam existir, mesmo, são razões para não
re, numa dinâmica itinerante que estúdio, quentinho e pronto a ser Basqueiral, trazendo mensagens de outra parte do Mundo, e desta comparecer. Os bilhetes estão à ven-
promete preencher as redondezas mastigado. O encerramento da noi- apra a vizinhança e mostrando a vez quem assume o estrelato são da online, em www.bol.pt, e ainda
de boas recordações. No primeiro te estará a cargo dos belgas La Jun- quem vem de fora que Santa Maria os finlandeses K-X-P, num diálogo em vários pontos físicos, como o
dia do festival, destaque também gle, provocadores de verdadeiros da Feira tem, também, o seu lugar bruto e constante entre o homem Passerelle Bar, o quiosque Corks &
para Jorge da Rocha, uma espé- tsunamis sonoros, deixando rasto no espectro sonoro. Outro dos no- e a máquina, harmonias vertigino- Manias, o Museu Vivo da Fogaça . O
cie de filho pródigo, que regressa por cada território que têm pisa- mes que não consegue passar des- sas e pulsos de energia electrónica. passe completo custará 20 Euros.
Jornal N Segunda-feira l 10 de Junho l 2019

14 N LOCAL
DISTINÇÃO

IFTHENPAY entre os
finalistas do Prémio
Heróis PME
A IFTHENPAY, empresa especia- dera este segmento de mercado
lizada na emissão e gestão de refe- em Portugal.
rências multibanco partilhadas para A IFTHENPAY apresentou um
empresas e líder neste segmento de volume de negócios de 1.782.372€
mercado, anunciou, no passado dia no exercício de 2018. Com mais de

Criação Imaginarius O “Reencontro II” de Jeanneth


Vieira - uma das Criações Imagina-
rius 2019 - foi apresentada, no âm-
5 de junho, que foi uma das 10 em-
presas finalistas da 3ª edição dos
Prémios Heróis PME.
13 mil entidades aderentes ao seu
serviço em todo o território nacio-
nal e também no estrangeiro, a IF-

representada no bito de uma colaboração entre am-


bos os festivais, no Serralves em
Na edição deste ano concorre-
ram aos prémios Heróis PME 52 em-
THENPAY movimentou um volu-
me de pagamentos de 431.342.759€

Serralves em Festa
Festa, no passado dia 1 de junho. O presas. A IFTHENPAY foi a empre- em 2018.
projeto artístico comunitário abor- sa da 3ª edição que obteve a maior A empresa tornou-se em 2018 na
da a importância de falar sobre o pontuação (8.490 pontos), tendo-se primeira Fintech em Portugal a atin-
amor e foi seleccionado pela equipa destacado claramente da segunda gir e ultrapassar os mil milhões de
de programação de Serralves pela mais pontuada (2.778). euros de total acumulado.
ACÇÃOUma das criações Imaginarius pertinência do tema e pelo envolvi- A empresa de Santa Maria de La- “Estamos muito satisfeitos por
mento da comunidade que partilha mas foi também a mais votada pelos estarmos entre os 10 finalistas. As
de 2019 apresentada em Serralves as suas histórias de vida. visitantes do site da iniciativa (1749 elevadas pontuações que obtive-
votos, tendo a segunda mais votada mos reconhecem o valor dos nos-
alcançado os 1045 votos) que elege- sos esforços, da nossa ambição, da
FREGUESIAS PSD APRESENTOU EQUIPA À JUNTA ram as 10 empresas finalistas. nossa visão e o empenho e dedica-
DE FREGUESIA DE ARGONCILHE A IFTHENPAY é uma empresa ção que sempre temos tido no de-
Incêndio num Fintech portuguesa especializada senvolvimento da nossa atividade”,

armazém em
na emissão e gestão de referências afirmou Filipe Moura, Co-CEO e Co-
multibanco para empresas que li- -Founder da IFTHENPAY.

Mozelos
EDUCAÇÃO
No passado sábado, em

Candidaturas
Mozelos, um armazém de
velharias foi consumido pelas
chamas no início da tarde, no
entanto o alerta já havia sido
dado por volta das 12h00,
segundo a fonte do Comando
Erasmus+ aprovadas
Distrital de Operações de
“Rigor, Experiencia e Dedicação” foi o mote da apresentação da
Socorros (CDOS) de Aveiro. O Município de Santa Maria da de Santa Maria da Feira, coordena-
candidatura de Manuel Santos às eleições intercalares para Junta
“À nossa chegada, o Feira, em parceria com os Agrupa- dor do consórcio, com os Agrupa-
de Freguesia de Argoncilhe, numa sessão que decorreu na passa-
pavilhão estava praticamente mentos de Escolas Coelho e Cas- mentos de Escolas Coelho e Castro,
da sexta-feira, com a presença do presidente da concelhia do PSD,
tomado pelas chamas. Tinha tro, Santa Maria da Feira e Argon- Santa Maria da Feira e Argoncilhe,
Emídio Sousa e dos deputados Antonio Topa e Amadeu Albergaria.
no interior vário tipo de cilhe, viu a candidatura submetida teve a candidatura aprovada com a
Sala cheia para ouvir o candidato falar do projeto que vai submeter
velharias e sucata”, explicou à “Ação Chave 1 do Programa Eras- subvenção de 87.658 mil euros e 44
a sufrágio no próximo dia 23, um projeto que “irá dar continuida-
o comandante adjunto de mus+” aprovada com a subvenção mobilidades.
de a um trabalho que está inacabado porque foi interrompido, é
Lourosa, Fernando Oliveira, de 88 mil euros e 44 mobilidades. As metas traçadas são: promo-
por Argoncilhe que aqui estamos com vontade de continuar a tra-
ao Jornal de Notícias. O programa financiado pela ver a excelência no desenvolvimen-
balhar. Durante os últimos anos fomos suportando calúnias, ouvi-
No local estiveram União Europeia, “Oportunidades to da educação e das competências,
mos silenciosamente acusações falsas. A verdade é que nos últimos
presentes os bombeiros de formativas: Feira+Europeia”, pro- incentivando a participação em pro-
anos fizemos um grande trabalho de modernização da freguesia
Lourosa, apoiados pelos porcionará a oportunidade a do- jetos europeus; garantir uma edu-
e os Argoncilhenses não o podem esquecer. Construir o largo da
bombeiros da Feira e de centes dos cursos profissionais de cação de qualidade no contexto da
Igreja e da Junta, continuar a investir no parque de lazer e conclu-
Espinho, tendo envolvido usufruírem de mobilidades com harmonização com as recomenda-
são do parque infantil do Polidesportivo da Ribeira da Venda, são
no total 43 operacionais e 16 fins de aprendizagem, em formato ções da União Europeia; colmatar
alguns dos objetivos para o futuro próximo” declarou o candidato.
viaturas. de períodos de observação e visitas necessidades identificadas nas es-
Já a intervenção de Emídio Sousa pautou-se pelas críticas à
Pelas 16h45 horas, o de estudo (job shadowing) a escolas colas; utilizar o Europass Mobilida-
oposição. “Não devíamos estar aqui hoje, fomos eleitos para qua-
incêndio entrou em “fase do ensino profissional secundário, de para reconhecer resultados de
tro anos, mas algumas pessoas de Argoncilhe pouco se importam
de rescaldo demorado”, assim como a 22 alunos dos cursos aprendizagem; promover a mobi-
com a sua terra, é estranho que o CDS seja sempre a ‘muleta’ do
segundo fonte do Comando profissionais e dois alunos do cur- lidade como método de aprendiza-
PS”- disse. Segundo Emídio Sousa, nos últimos 12 anos foram in-
Distrital de Operações de so de educação e formação. A ini- gem alternativa, em que se concilia
vestidos “mais de 10 milhões de euros em Argoncilhe” e para dar
Socorros (CDOS) de Aveiro. ciativa surge no âmbito do convite à competências técnicas com sociais
continuidade ao projeto “são precisas pessoas como o Manuel San-
O incêndio acabou apresentação de candidaturas 2019 e culturais e, por fim, fortalecer a
tos. Não é um homem de falar é um homem de fazer, e é isso que
por não afetar as áreas à Ação Chave 1 do Programa Eras- rede de oferta formativa concelhia
uma terra quer” - sublinhou.
circundantes, nem se mus+ setor de Ensino e Formação com trabalho articulado e políticas
registaram feridos. Profissional, em que o Município à escala europeia.
Segunda-feira l 10 de Junho l 2019 Jornal N

LOCAL N 15

Festival das Coletividades de Arrifana:


17 anos dedicados ao movimento associativo
EVENTO Edição deste ano decorreu entre os dias 7 e 10 de junho

Entre os dias 7
e 10 de junho, a
vila de Arrifana
celebrou o “Festival
das Coletividades
Carlos Sousa” com
a referência aos
17 anos dedicados
ao movimento
associativo da
freguesia. O evento
que teve como local
o Largo Manuel José
Pereira contemplou
quatro dias compostos
por barraquinhas
de “comes e bebes”,
exposições e
animação.
À semelhança das
edições passadas,
o Festival das
Coletividades Carlos
Sousa contou com
a participação e
animação de várias
associações da
freguesia com o
objetivo da promoção
da coesão entre os
vários participantes e
dos arrifanenses.
A organização
do Festival das
Coletividades de
Arrifana ficou ao
encargo da Junta de
Freguesia de Arrifana
e da associação
Hyppies F.C.
Jornal N Segunda-feira l 10 de Junho l 2019

16 N LOCAL

Artes em Partes dá nova vida a Encontro


com as colectividades de Lourosa
EVENTO Iniciativa decorreu entre os dias 7 e 10 de Junho

O Parque da Cidade de Lourosa


foi o palco onde o Festival Artes em
Partes aconteceu, nos dias 7,8,9 e 10
de Junho, e onde estiveram reuni-
dos nomes como Master Jake, Dea-
lema, Slimmy ou Crassh. No entan-
to, nem só de música viveu a ini-
ciativa: foram dinamizados vários
workshops, passando pelas áreas
das Danças Latinas, Danças do Ven-
tre, Kizomba, Funaná, Afro Bit, Afro
House, Fit Brasil, Step e Percussão.
O Festival Artes em Partes tem uma
componente solidária: de todas as
pulseiras vendidas, parte da verba
reverteu para um fundo criado para
a manutenção e funcionamento do
Parque da Cidade. O Festival parte
do conceito das já tradicionais Tas-
quinhas dinamizadas pelas colec-
tividades locais, agregada a uma
“vontade de fazer mais e melhor”.
“Melhorando o Recinto, as Infra-
-estruturas e acima de tudo a pro-
gramação, hoje o Festival Artes em
Partes, associa uma panóplia de ati-
vidades e concertos, para cativar
todas as fachas etárias em torno de
um bem comum” – afirmou a Jun-
ta de Freguesia de Lourosa, em co-
municado. Realizado em parceria,
entre a Junta de Freguesia e a Asso-
ciação Expandeconquistas, a inicia-
tiva veio trazer de volta à cidade a
dinâmica existente no anteriormen-
te realizado Festival da Juventude,
“não só pelas bandas conceituadas
que fazem parte do Cartaz, mas por-
que envolve as associações locais,
comércio local e bandas também
elas do Concelho, para que tudo
seja uma dinâmica saudável com a
população”.
Segunda-feira l 10 de Junho l 2019 Jornal N

LOCAL N 17

Festa das Coletividades de Nogueira


da Regedoura anima freguesia
EVENTO Evento de quatro dias contemplou cartaz com cerca de 10
artistas e com diversas animações para os mais novos

A vila de Nogueira da Regedou-


ra voltou a celebrar mais uma edi-
ção da Festa das Coletividades entre
os dias 7 a 10 de junho. Com a par-
ticipação das “tasquinhas típicas”
no Campo de Jogos do Relâmpa-
go União F.C. Nogueirense, a Festa
das Coletividades contemplou uma
programação com a participação de
cerca de dez artistas e animação.
No primeiro dia do festival, no
passado dia 7 de junho, a abertura
foi realizada com o Grupo de Pom-
bos e à noite com a atuação dos Im-
pecáveis Band. No sábado, dia 8,
pela tarde, realizou-se um matiné
infantil com insufláveis, modelagem
de balões e pinturas faciais; às 17h30
realizou-se a iniciativa programada
com a pré-escolar Centro Social S.
Cristóvão. Já no período noturno,
contam-se as atuações de David An-
tunes e do D.J. Oliver Clark.
No dia 9, a parte da tarde con-
templou a performance do mági-
co Luís Santos; o Grupo Cénico e
Etnográfico das Barrocas; a atua-
ção do GMJ Dance e terminou com
Belcanto. Como forma de encerrar
o Festival das Coletividades de No-
gueira da Regedoura, esta segunda-
-feira, da parte da manhã, realizou-
-se a largada de pombos e, por fim,
o Duo Marcalmo encerrou a inicia-
tiva à noite com o seu concerto de
música de baile.
Jornal N Segunda-feira l 10 de Junho l 2019

18 N LOCAL

12ª edição do Festival do Doce composto


por música, doçaria e atividade física
EVENTO 12º ano consecutivo do Festival do Doce recebeu a banda UHF,
preencheu-se de doçarias e contemplou uma caminhada e dança

A Associação Juventude das maiores casas do país,


Inquieta realizou pelo 12º com referências na doçaria
ano consecutivo o Festival conventual, tais Amarante,
do Doce entre os dias 7 e 9 Alcobaça, Évora, Tentúgal,
de Junho. O Festival Doce Ovar, Santa Maria da Feira,
tem como objetivo servir-se entre outros.
como uma montra de sabo- Organizado no espaço en-
res e tradições enraizadas na volvente às Termas de S. Jor-
cultura gastronómica da Do- ge, este foi o palco de mais
çaria Nacional. uma mostra de doces con-
Um dos maiores desta- ventuais e licores tradicionais
ques do festival contemplou acompanhados de animação
a atuação dos UHF no pas- ao longo dos três dias previs-
sado dia 8 de junho, pelas tos. A organização do evento
22h00. No primeiro dia do definiu ainda como objetivo
festival, 7 de junho, realizou- a criação de “uma montra
-se a atuação do concerto das nossas raízes e tradições,
“Casual” e no último dia do apresentando as “gulodices”
festival, da parte da manhã que nos fazem reverenciar os
organizou-se a “Caminhada bem-aventurados milagres
Doce” e à tarde, pelas 16h00, da doçaria conventual”.
o “Dancing Doce” com a par- Por fim, a aposta nas áreas
ticipação, durante todo o dia, de animação surgiram com o
dos “Soanimarte”. fundamento de tornar o local
Ao longo do evento, refe- do evento atrativo e abran-
re-se a recepção de algumas gente a toda a população.

• UHF levaram celebração de 40 anos de carreira às Caldas de São Jorge


Segunda-feira  10 de Junho  2019 Jornal N

pág. 20

ARMÉNIO PINHO É REELEITO PRESIDENTE


DA ASSOCIAÇÃO DE AVEIRO NA SEXTA
FUTEBOL Arménio Pinho é candidato único e apresenta novos presidentes da arbitragem – sai José
António Pereira, de Lobão – e da disciplina – Sérgio Vaz, de Sanguedo, assume a liderança.

Arménio Pinho, presidente da Di-


recção da Associação de Futebol de ELENCO PARA
Aveiro (AFA) apresenta-se a votos na 2019/2023
sexta-feira, dia 14, com a garantia da Para as eleições
reeleição – é candidato único às elei- marcadas para
ções do organismo que tutela o fute- sexta-feira,
bol distrital. Nesta candidatura a um Arménio Pinho
segundo mandato de quatro anos, Ar- faz-se acompanhar
ménio Pinho apresenta algumas altera- dos seguintes
ções no elenco que o acompanha, sen- elementos:
do notória a presença de novos presi- Assembleia Geral
dentes na arbitragem e na disciplina. Carlos Correia (presidente),
No sector da arbitragem, sai José de Oliveira de Azeméis; José
Silva Santos (vice-presidente),
António Pereira, de Lobão. O antigo Ana Castanheira (vogal), Mário
árbitro de primeira categoria nacional Castelhano (vogal), António Pedro
cessa mandato dentro de alguns dias Ventura (suplente), António Andrade
(suplente).
e será substituído no cargo por Antó-
nio Costa, de Ovar, também ele anti- Direcção
go árbitro de futebol e actual observa- Arménio Pinho (presidente), de
Milheirós de Poiares; José Neves
dor de árbitros de futebol. No sector Coelho (vice-presidente), Paulo Jorge
da disciplina, Rui Neto Brandão será Araújo (vice-presidente), Alberto
substituído pelo vice-presidente Sér- Rodrigues (vogal), Ilídio Resende
Oliveira (vogal), Ricardo Jorge Alves
gio Vaz, de Sanguedo. (vogal), João Vasconcelos Barbosa
Contas feitas às alterações promo- (vogal), Alfredo Amadeu (suplente),
vidas pelo actual presidente e candida- Jerónimo Lopes (suplente), Agostinho
Silva (suplente).
to a um segundo mandato, verifica-se
que o concelho de Santa Maria da Fei- Conselho de Arbitragem
ra conserva o mesmo número de pre- António Costa (presidente), de
Ovar; Luís Falcão (vice-presidente),
sidências – além da presidência da Di- Augusto Malheiro (secretário),
recção entregue a Arménio Pinho, há Américo Pinto (vogal), José Carlos
a liderança da Disciplina. Havia a da Coelho (vogal), Jaime Paulo
(suplente), Leandro Costa (suplente),
arbitragem que, agora, transita para Jorge Tavares (suplente). Este ‘novo’
o vizinho concelho de Ovar. conselho de arbitragem integra
O elenco proposto por Arménio – mas na condição de suplentes
– outros dois ex-árbitros: Jorge
Pinho congrega, todavia, dirigentes Tavares, antigo árbitro de primeira
dos quatro cantos do distrito de Avei- categoria nacional, e Leandro Costa,
ro. Alguns com experiência de gestão • Arménio Pinho será reeleito sexta-feira presidente da Associação de Futebol de Aveiro. antigo árbitro de primeiro categoria
nacional de futsal.
e de trabalho nos clubes e outros com
serviço em representação da AFA ao
longo dos últimos anos. Neste caso, Cidade desportiva e taças de Aveiro Conselho de Disciplina
Sérgio Vaz (presidente), de
Sanguedo; Ana Silva (vice-
inclui-se Carlos Correia na Assem- presidente), Miguel Paiva (vogal),
bleia Geral, antigo vice-presidente da O primeiro mandato de Armé- ‘naming’ do Campeonato de Elite Training Centers em Aveiro, desta- Tatiana Castanheira (vogal), Rui
Direcção, dirigente que, recorde-se, nio Pinho à frente dos destinos da e da Taça de Aveiro, com os res- cando-se também eventos como a Ferreira (vogal), Rufino Ferreira
(suplente), Miguel Custódio
chegou a apresentar-se publicamen- Associação de Futebol de Aveiro pectivos patrocínios. Com a AFA Gala anual do Futebol, Futsal e Fu- (suplente), Cândido Santos
te como candidato à presidência con- está prestes a terminar e o balan- TV, a Associação de Aveiro passou tebol de Praia. (suplente).
tra Arménio Pinho. ço do trabalho desenvolvido re- a transmitir em directo as finais das Para o futuro – para os próxi-
Conselho de Justiça
O elenco para o ciclo 2019/2023 flecte-se na criação da AFA TV – taças masculinas e femininas de fu- mos quatro anos – está definida Olga Silva (presidente), de Anadia;
apresenta mexidas em todos os ór- que acompanha e transmite os jo- tebol, tal como das supertaças, ten- a construção da cidade desporti- Ricardo Tavares (vice-presidente),
gãos, sendo o Conselho Jurisdicional gos do Campeonato de Elite – e da do ainda garantido a cobertura dos va da Associação de Aveiro junto Antero Santos Almeida (vogal),
Manuel Almeida (suplente) e António
a excepção, não havendo qualquer al- aplicação de telemóveis ‘Golo ao torneios inter-associações. ao Estádio Municipal de Aveiro. O Borges (suplente).
teração entre os efectivos (os três pri- Minuto’ que apresenta a evolução Noutro âmbito, foi criado o AFA projecto contempla um campo de
meiros eleitos da lista para o órgão). dos resultados e os desfechos dos 2024 – Centro de Formação e In- futebol de 11, um de 7 e outro de Conselho Fiscal
Carlos Silva (presidente), de Espinho;
Olga Silva, de Anadia, manter-se-á na jogos do escalão principal. vestigação, que deu origem ao AFA praia e ainda um pavilhão. Será, Tiago Carneiro (vice-presidente), Luís
presidência do órgão de recurso de Ao longo dos últimos quatro 2024 – Congresso Internacional de aliás, nesta cidade desportiva que Teixeira (vogal), Carlos Rodrigues
decisões proferidas pelo Conselho de anos, a Direcção presidida por Ar- Futebol e Futsal. Foi ainda imple- nascerá o futuro edifício que al- (suplente), Luís Vieira (suplente).
Disciplina. ménio Pinho levou ainda a cabo o mentado o projeto FIFA Women’s bergará todos os serviços da AFA.
Segunda-feira l 10 de Junho l 2019 Jornal N

DESPORTO N 21
FEIRENSE MEXE NO PLANTEL Equipa feminina estreia-se
na nova temporada
E AGENDA O REGRESSO O Clube Desportivo Fei-
rense abre ‘portas’ a uma
para o complexo desporti-
vo e para o Clube, e assim

AO TRABALHO PARA DIA 27


nova secção – futebol femi- aumentaremos o número
nino. A criação de três equi- de atletas na formação, va-
pas é um passo a concretizar lorizando as jogadoras sem
já na época de 2019/2020. nunca descurar os resulta-
FUTEBOL Há exames médicos já este mês, enquanto a bola começa Paulo Lima, antigo presiden- dos desportivos”. Rodrigo
te da Direcção do Fiães, será Nunes, presidente da Di-
a rolar no dia 1 de Julho sob o comando técnico de Filipe Martins. o responsável pela secção de recção do Feirense, expli-
futebol feminino. ca, desta forma, a aposta
Com vista à criação das do clube no futebol femini-
Está quase tudo a equipas, o Feirense realiza no, e a confiança, sublinha,
postos para o regresso treinos às terças e sextas, “em pessoas conhecedoras
ao trabalho no Clube com início pelas 20h00, no da realidade do futebol fe-
Desportivo Feirense. Agora complexo desportivo, em minino”.
na II Liga, os ‘azuis’ ainda Sanfins. O objectivo do clu- Paulo Lima, ex-presiden-
têm mexidas em curso be para por chegar aos luga- te da Direcção do Fiães, será
no plantel, mas há duas res cimeiros da classificação o director responsável pelo
actividades já definidas – os e, consequente, pela subida futebol feminino, enquan-
exames médicos realizam- à I Divisão Nacional no mais to Bruno Leite será treina-
se a partir de dia 27, e o curto espaço de tempo. dor principal da equipa sé-
primeiro treino, já com A aposta do Feirense no nior. Josué Costa ficará res-
bola, faz-se dia 1 de Julho. futebol feminino tem um ponsável pela coordenação
Filipe Martins – que claro propósito – os ‘fogacei- do futebol feminino de for-
renovou recentemente – ros’ pretendem estabelecer- mação.
continua a liderar a equipa -se como referência a nível A época desportiva co-
técnica do Feirense. Sob o distrital nos escalões de se- meça em Agosto mas, por
seu comando, os jogadores niores, de Sub-19 e de Sub- agora, as equipas realizam
iniciam dia 1 de Julho a 15). O clube poderá abrir ou- treinos de captação para jo-
preparação da nova época, tros escalões, mas essa de- gadoras nascidas entre 2001
a qual terá jogos bem cedo. cisão dependerá da adesão e 2010 na formação. A equia
O campeonato da II Liga, das praticantes. sénior do Feirense vai ali-
por exemplo, arranca a 11 “Esta é uma forma de nhar na II Divisão Nacional
de Agosto. • Ícaro está de volta ao Clube Desportivo Feirense. atrair ainda mais pessoas já na próxima época.
Os exames médicos
têm lugar de 27 (quinta-
feira) a 29 (sábado ). No CLUBE
domingo, dia 30, o plantel
folga e, depois, na segunda-
feira, é dado o pontapé-de-
Assembleia reelege
saída para a temporada de Rodrigo Nunes dia 21
2019/2020. Haverá treinos
no Estádio Marcolino Rodrigo Nunes é candidato único à presidência da Di-
Castro e no complexo recção do Clube Desportivo Feirense. O presidente do clu-
desportivo do Feirense em be foi o único associado a apresentar uma lista aos órgãos
Sanfins. sociais, pelo que a reeleição está garantida em assembleia
A três semanas do geral marcada para o próximo dia 21.
arranque dos trabalhos A recondução de Rodrigo Nunes à frente dos destinos
rumo à nova época, o do clube teve lugar em assembleia geral, sessão que serviu
Feirense apresenta, por igualmente para a discussão de assuntos de interesse para
ora, seis ‘caras novas’. a vida do clube.
Além de Ricardo, N’Sor e Foram colocadas várias questões por associados, ques-
Zé Ricardo, o clube acertou tões a que Rodrigo Nunes prestou esclarecimentos. Rodri-
nos últimos dias a ligação go Nunes lidera os destinos do Clube Desportivo Feirense
contratual com Ruca há 18 anos.
(lateral esquerdo), Ícaro
(defesa-central), e João
Victor, avançado. • João Victor e Ruca são reforços dos 'azuis' para a época de 2019/20.

Os três Ruca, lateral esquerdo, de


28 anos, chega para o sector
tros clubes, pelo Mafra e em
2015/16 estreou-se na I Liga
ro, agora com 30 anos, con-
tabiliza 102 jogos pelo Feiren-
mais defensivo que que já conta
com outros reforços: Ricar-
ao serviço do Setúbal. Pas-
sou ainda pelo Alki Oroklini
se e seis golos. Em Portugal,
Ícaro jogou também no Cha-
recentes do, Ícaro e Zé Ricardo.
O lateral terminou a for-
(Chipre).
O Feirense garantiu tam-
ves e, nas duas últimas tem-
poradas, no Tondela.
reforços mação no Beira Mar e ini-
ciou-se no patamar sénior
bém o regresso de Ícaro,
central que representou o
João Victor, avançado de
24 anos, brasileiro, é também
no Gil Vicente e seguiu para clube nas épocas de 2013/14, reforço. Em Portugal, jogou
o Tondela. Passou, entre ou- 2015/16 e 2016/17. O brasilei- no Mirandela e no Ac. Viseu. • Rodrigo Nunes será reeleito presidente do clube no dia 21.
Jornal N Segunda-feira l 10 de Junho l 2019

22 N DESPORTO

BEIRA MAR
S. JOÃO DE VER 1 1*
Estádio Marcolino Castro, em Stª Mª Feira
SUPERTAÇA Zé António, com golo nos 'descontos', fez o S. João de
Ver acreditar na conquista da Supertaça. Nas grandes

VAI PARA AVEIRO


Árbitro: Flávio Jesus Ao intervalo: 0-0
penalidades, a sorte virou 'costas' ao S. João de Ver
Maringá João Oliveira
Pedro Moreira Ruben Gomes que, todavia, tem lugar garantido na Taça de Portugal.
Diogo Lobo Rui Silva

NA LOTARIA
Diego Tavares Marco Ribeiro
Ricardo Ferreira Vitor Hugo
Mathieu Joãozinho
Marcão Gouveia
(Rui Sampaio, 58') (Jorge, 54') Bom jogo de futebol, nos primeiros 20 minutos com gran-

DAS GRANDES
Pedro Aparício Luís Vaz de intensidade e de parada e reposta. Depois, o Beira-Mar as-
Alex (Martini, 81')
(Ricardo Gomes, 73') Alex Brandão sumiu mais o jogo, enquanto que o S. João de Ver jogou mais
Artur Zé Bastos na expectativa e apostou nas transições rápidas para o ataque
Rodrigo (Caio, 61')

PENALIDADES
(Vando, 78') Zé António de forma a surpreender a defesa dos aurinegros. As oportu-
nidades flagrantes de golo foram reduzidas, apenas a assina-
Cajó Ricardo Maia
lar uma ocasião de golo para cada uma das equipas. Em cima
Golos: Pedro Aparício (60') e Zé António (95').
Acção disciplinar: cartões amarelos a Rui Silva do intervalo, uma falta inexistente de Rui Silva valeu o segun-
(dois), Ricardo Ferreira, Diego Tavares, Marco Ribeiro,
do cartão amarelo e consequente expulsão.
Joãozinho, Luís Vaz e a Martini.
Cartão vermelho, por acumulação, a Rui Silva (40'). SUPERTAÇA DE AVEIRO Pedro Aparício Na etapa complementar, o Beira-Mar entrou bastante de-
* Grandes Penalidades: 4-3.
marcou cedo na segunda parte, mas Zé António terminado e numa boa jogada colectiva pelo lado esquerdo,
surgiu Ricardo Ferreira a cruzar para a área onde apareceu
impediu a festa do Beira Mar que já se fazia Pedro Aparício a rematar colocado para o fundo da baliza. A
melhor ocasião de golo do S. João de Ver surgiu num cruza-
nas bancadas com um golo nos 'descontos'. mento para a área e o remate de Zé António foi parado por Ma-

Nos penaltis, a lotaria sorriu aos aveirenses. ringá em cima linha de golo. Este lance galvanizou os coman-
dados por Ricardo Maia para uma parte final emocionante. E
no último suspiro do jogo, um cruzamento de Rúben Gomes
para a área surgiu Zé António a desviar para o fundo da baliza.
Segunda-feira l 10 de Junho l 2019 Jornal N

DESPORTO N 23
Foi a lotaria das grandes penalidades que
decidiu o destino do S. João de Ver, vencedor
da taça de Aveiro, no despique com o Beira
mar, campeão distrital. A Supertaça de Aveiro
/ Joaquim Teixeira vai pela primeira vez para
o Beira Mar. O S. João de Ver, que está em épo-
ca de aniversário, falhou a conquista do troféu.
Há uma semana, o S. João de Ver fez história
ao ganhar a Taça de Aveiro. Desta feita, a equi-
pa não teve o seu pedaço de sorte nas grandes
penalidades, depois de, em período de com-
pensação, ter evitado a vitória do Beira Mar.
"Batemo-nos de igual para igual do primeiro ao
último minuto", disse Ricardo Maia no final. O
treinador do S. João de Ver disse-se "orgulho-
so" e garantiu que o mesmo orgulho se estende
aos adeptos e associados. "Ficámos reduzidos
a 10 unidades ainda na primeira parte, mas a
minha equipa nunca desistiu do jogo. Elogio to-
dos os meus atletas que se portaram em bom
plano contra um adversário muito poderoso".
Cajó, treinador do Beira Mar, não conseguiu
conter as lágrimas no final da lotaria. Além de
campeão distrital, o treinador dos aveirenses
arrebatou ainda a Supertaça. "Estou imensa-
mente orgulhoso da minha equipa. Foi um
ano notável".
Zé António, habitual marcador do S. João
de Ver, fez renascer a esperança dos sanjoa-
nenses na compensação. "Caímos de pé. Hou-
ve uma bela atitude. Houve um grande esfor-
ço da equipa. Merecíamos melhor". • Zé Bastos foi um dos jogadores do S. João de Ver que tentou um resultado positivo no jogo de ontem no Estádio Marcolino Castro.

SUPERTAÇA ‘JOAQUIM TEIXEIRA’


VENCEDORES
ÉPOCA CLUBES RESULTADO
2018/19 Beira Mar-S. João de Ver 1-1 (4-3 g.p.)
2017/18 Lourosa-Beira Mar 3-0
2016/17 Sp. Espinho-Esmoriz 3-0 g.p.
2015/16 Águeda-Beira Mar 2-1
2014/15 Águeda-Bustelo 3-1
2013/14 Sanjoanense-Águeda 6-5 g.p.
2012/13 Lourosa-Sanjoanense 1-0
2011/12 Estarreja-Macinhatense 4-0
2010/11 Sanjoanense-Estarreja 3-2 g.p.
2009/10 Alba-Estarreja 3-2 g.p.
2008/09 Bustelo-Cesarense 5-4 g.p.
2007/08 Águeda-Cesarense 2-0

• O Beira Mar ganhou a Supertaça num jogo onde o apoio dos sanjoanenses se fez sentir nas bancadas. À direita, Vítor Teixeira, filho de Joaquim Teixeira, entrega medalhas aos vencidos.
Jornal N Segunda-feira  10 de Junho  2019

24 N DESPORTO
FUTEBOL DISTRITAL
LOUROSA PREPARA ANÚNCIO
DE NOVO TREINADOR PARA
OS PRÓXIMOS DIAS
FUTEBOL NACIONAL Falhado o principal objectivo da temporada
– a subida à II Liga – o Lourosa opta por dispensar o treinador André
Ribeiro. Está, entretanto, para breve a escolha do sucessor.

André Ribeiro foi dispen- Cândido. A formação de Liz


sado faz esta segunda-feira ganhou por 3-2 em Lourosa
uma semana. Um dia após a no jogo da primeira mão e,
• Treinador fica para a temporada de 2019/2020 eliminação do Lourosa das na segunda mão, à porta fe-
meias-finais do Campeonato chada, novo triunfo dos lei-

Narciso Ratinho de Portugal, a Direcção deci-


diu anunciar o fim da ligação
rienses, desta feita por 2-0.
As duas derrotas custaram a

renova pelo Fiães com o treinador que recru-


tou aos escalões jovens do FC
eliminação do Lourosa da ida
às meias-finais do Campeona-
Porto em Setembro de 2018. to de Portugal e implicaram
Narciso Ratinho renovou nos últimos dias pelo Fiães. O Consumada a saída de An- a saída de André Ribeiro do
treinador que conduziu o Fiães à final da Taça Distrito de dré Ribeiro, o Lourosa pre- comando técnico.
Aveiro – finalista vencido contra o S. João de Ver – e à per- para para os próximos dias Ao longo dos últimos me-
manência no Campeonato de Elite merece a confiança da o anúncio do novo treinador. ses, o agora ex-treinador do
Direcção do clube e acerta a renovação para 2019/2020. Há uma semana, o Lou- Lourosa recolheu opiniões
O treinador do Fiães tem tido prestações tranquilas no rosa perdeu em Leiria por distintas. Numa consulta pe-
futebol distrital, como o comprova o trabalho efectuado ao 2-0 e viu gorarem-se todas las redes sociais, percebe-
serviço do Sporting de Esmoriz e para o qual conquistou as possibilidades de atingir -se que André Ribeiro colhia
há duas temporadas a Taça de Aveiro. Esta época, substi- as meias-finais. Caíam, assim, a simpatia dos lusitanistas,
tuiu Carlos Santos na primeira semana de Novembro de por terra as aspirações que o mas também era alvo de mui-
2018 e levou o Fiães a bom porto. clube depositava na subida à tas críticas. Agora que se co-
Além da renovação de Narciso Ratinho, conhece-se II Liga, objectivo tantas vezes nhece a sua saída, o cenário
igualmente a continuidade do melhor marcador da equi- anunciado por Hugo Men- repete-se – há simpatizantes
pa. Emanuel Alves – mais conhecido pelo diminutivo de des, presidente da Direcção, do seu trabalho e apresen-
Manú Alves – fica mais uma temporada no Fiães. Titular e para o qual canalizou um tam-se os críticos ao seu tra-
indiscutível da formação fianense, Manú Alves deixou o grande investimento na for- balho no clube.
União de Lamas há um ano e acabou por notabilizar-se mação do plantel. Certo é que, agora, a Di-
ao serviço do Fiães, marcando golos no Campeonato e O Lourosa, recorde-se, recção presidida por Hugo
na Taça de Aveiro, três dos quais nas meias-finais ante o atingiu o segundo lugar da Mendes tem atenções centra-
Ronda em Anta. série B, atrás do Espinho, das na escolha do novo trei-
Enquanto isso e no que ao futebol de formação diz ambos em igualdade pon- nador, cujo anúncio até po-
respeito, o clube leva a efeito no próximo fim-de-semana tual (69 pontos). O sorteio derá ser feito precisamente
o seu 15º Torneio de Verão para todos os escalões de fu- ditou confronto a duas mãos esta semana. Mas a este res-
tebol de sete, inclusive futebol feminino. São esperados com a União de Leiria, cujo peito há, por ora, um gran-
mais de 700 atletas e 56 equipas. treinador, lembre-se, já re- de silêncio, dado que se des-
Para sábado, dia 15, está, entretanto, marcado o jantar presentou o Lourosa como conhece para quem segue a
comemorativo dos 87 anos de vida do clube. O convívio jogador – falamos de Filipe atenção de Hugo Mendes. • André Teixeira deixa o comando técnico do Lourosa.
decorre no restaurante cruzeiro, em Fiães.

Hugo Mendes ‘renova’ por mais dois anos


Está terminado o primeiro êxitos numa só época – subi-
mandato de Hugo Mendes à da dos juniores à II Divisão
frente do Lusitânia de Louro- Nacional, título distrital de
sa. E, agora, tem início o se- campeão (e subida ao nacio-
gundo mandato. Hugo Men- nal) de juvenis, e título distri-
des foi eleito para mais dois tal de infantis (futebol de 9).
anos e foi já empossado em Ainda referente ao pri-
assembleia geral. Os últimos meiro mandato, destaca-se a
dois anos ficam marcados recente criação da SAD que,
pela conquista do título de após implementada, vai gerir
campeão distrital – e respecti- o futebol do clube. Para o efei-
va subida ao Campeonato de to, uma enorme fatia dos as-
Portugal – e ainda da Super- sociados aprovou em assem-
taça de Aveiro. No futebol de bleia geral (90% dos sócios
• Manú Alves, melhor marcador, assina por mais um ano. formação, o clube regista três presentes) a criação da SAD. • Hugo Mendes foi reeleito presidente do clube.
Segunda-feira l 10 de Junho l 2019 Jornal N

DESPORTO N 25
CANEDO ESCOLHE FUTEBOL JUVENIL

Milheiroense

MIGUEL RAPINHA PARA realiza


“Summer

A PRÓXIMA TEMPORADA
Cup” esta
segunda-feira
O Milheiroense leva a
FUTEBOL Orientou o Carregosense até meio da época e, agora, efeito esta segunda-feira,
dia 10, feriado nacional, o
vai ocupar o lugar que José Neves deixa vago. Torneio “Summer Cup”, no
seu complexo desportivo.
O torneio destina-se aos
Miguel Rapinha é a escolha da nova Direcção escalões de benjamins B
do Canedo para o cargo de treinador da próxi- e de petizes. Os jogos têm
ma temporada. O clube está de volta ao Cam- início pelas 09h00. Durante
peonato de Elite pela ‘mão’ do treinador José a manhã, há jogos para o
Neves que deixa o clube. O Canedo sobe da I escalão de benjamins B.
Divisão Distrital ao Campeonato de Elite como Durante a tarde, decorrem
terceiro classificado. os jogos para a categoria de
O próximo treinador do Canedo já orientou o petizes.
Rio Meão e o Paços de Brandão e na época ago-
ra finda orientou o Carregosense. Miguel Rapi-
nha entrou ao serviço do clube de Carregosa na
época passada, tendo assegurado a permanên- Tarei faz
cia. Foi convidado a renovar para a época que treinos de
findou há dias e acabaria por ceder o lugar a
Carlos Manuel, que asseguraria a manutenção. captação
Em Canedo haverá, todavia, mais mexidas.
O clube foi a votos e José Ribeiro, presidente da O Clube
Direcção há sete anos, está de saída. António Desportivo Tarei
Reis é o sucessor. realiza ao longo
O Canedo promove, entretanto, no próximo deste mês de Junho
fim-de-semana (dias 15 e 16) um torneio de fute- captações para
bol destinado aos escalões de futebol de 7. Par- todos os escalões de
ticipam Dragon Force Rio Meão, Serzedo, Dra- formação (futebol de
gões Sandinenses, Gondomar, Vilanovense, Pa- 7 e de 11). Os treinos
ços de Ferreira, Fermedo, Sport Clube Porto, Ar- decorrem no campo
goncilhe, S. Félix da Marinha, Coimbrões, Can- de futebol de Tarei.
dal, Pedroso, Marfoot e Desportivo da Barca. Há treinos
Entretanto, de 19 a 22, a equipa de benjamins às 19h15 para
do Canedo segue viagem até à Corunha, Espa- os escalões de
nha. Os benjamins do Canedo participam no petizes, traquinas,
28º Torneio Internacional Cidade da Corunha benjamins e infantis
‘Trofeo Juan M. Iglesias Mato Palau”. • Miguel Rapinha treina o Canedo na próxima época no Campeonato de Elite. às segundas, terças e
quintas. Os iniciados
têm treinos de
FUTEBOL captação às 19h00
às terças, quartas e
União de Lamas O União de Lamas já de-
finiu a saída do treinador Ri-
recção para a próxima tem-
porada.
res. Esse processo tem de-
corrido ao estilo de ‘reunião’,
sextas, assim como
os juvenis. Os treinos
estuda soluções cardo Suiço, mas ainda não
escolheu quem será o seu
Logo após o final do Cam-
peonato, a Direcção rubro-
pelo que a Direcção do União
de Lamas ainda não decidiu
de captação para
juniores decorrem a
para o cargo sucessor. Sabe-se que o clu-
be tem estado a ouvir treina-
-negra difundiu um comu-
nicado na sua página oficial
pronunciar-se quem será a
sua escolha para o cargo de
partir das 20h30 às
segundas, quartas e
de treinador dores, mas desconhece-se
quem será a escolha da Di-
de Facebook, salientando
que iria auscultar treinado-
treinador da próxima tem-
porada.
quintas.
Jornal N Segunda-feira l 10 de Junho l 2019

26 N DESPORTO
GERAÇÃO RD GOLEIA E ALCANÇA
A TÃO DESEJADA SUBIDA DE DIVISÃO
CAMPEONATO DA II DIVISÃO DISTRITAL Equipa de Rui Dolores consegue a promoção numa série
difícil, subida que escapou há um ano. A festa fez-se sábado em Travanca após jogo com o CS Jorge.

Está feito. Assim


GERAÇÃO RD
CS JORGE 4 1
podem dizer dirigentes, Campo da Freguesia de Travanca
Árbitro: Ricardo Correia Ao intervalo: 2-1
treinadores e jogadores,
Fernando Hugo
e demais colaboradores Eduardo Vitor Silva
da Geração Rui Dolores. (Cardoso, 70')
Marco Tiago
Xavier
Bruno
Está feito, isto é, está Sérgio Fardilha Simão
Rodolfo (Alfredo, 44')
garantida a subida à (Mota, 70') Hugo Moreira
I Divisão Distrital na Sérgio
Genilson
Rui
Christian
última ronda, objectivo (Luís, 70') (Bruno Silva, 77')
Tó (Ricardo, 45') Ruben
que o S. Roque (terceiro) Magolo João
perseguia. Diz o ditado Zé Cavaco
Vinicius
Tiago Silva

que saber esperar (ainda)


Rui Dolores Torcato Moreira
é uma virtude. A Geração
Golos: Rodolfo (1' e 2'), Vitor Silva (21'), Genilson (56')
RD pode, agora, dizer e Zé Cavaco (60').
Acção Disciplinar: cartão amarelo a Xavier.
que é de 'primeira'.

Entrada fulgurante da Ge-


CAMPEONATO ração RD, que aos dois minu-
tos já vencia por 2-0, com o
II DISTRITAL bis de Rodolfo. Domínio to-
tal da equipa da casa na eta-
pa inicial e ainda enviou duas
38ª E ÚLTIMA JORNADA
bolas ao ferro.
REAL NOG. AD SANTIAIS 3-1 A única ocasião que o Cal-
GERAÇÃO RD C.S. JORGE 4-1
MILHEIROENSE ROMARIZ 0-2 das S. Jorge dispôs na primei-
VALEGA LOBÃO 1-1 ra parte, marcou, por inter-
R.VOUGA TAREI 0-2
ADNG PINHEIRENSE 1-1 médio de Vitor Silva.
RELÂMPAGO N. SANGUEDO 1-0 Na etapa complementar a
VILA VIÇOSA FERMEDO 3-0
S.MARTINHO S.ROQUE 0-0 Geração RD voltou a entrar
de rompante e os golos da
Clubes J V E D GM GS P tranquilidade surgiram com
PINHEIRENSE 36 25 9 2 86 23 84
GERAÇÃO RD 36 23 8 5 76 38 77 inteira justiça. A vitória não
S.ROQUE 36 21 11 4 77 36 74
sofre qualquer contestação,
ROMARIZ 36 22 5 9 65 37 71
REAL NOG. 36 20 10 6 68 30 70 com também o segundo lu-
SANGUEDO 36 18 7 11 49 36 61
M.CAMBRA 36 16 10 10 60 47 58
gar no campeonato.
AD SANTIAIS 36 15 9 12 74 51 54
ADNG 36 14 10 12 62 56 52
LOBÃO 36 13 11 12 60 46 50
VALEGA 36 11 12 13 44 47 45
MILHEIROENSE 36 13 6 17 31 54 45
FERMEDO 36 8 10 18 31 51 34
C.S. JORGE 36 8 7 21 26 55 31
VILA VIÇOSA 36 8 7 21 33 64 30
R.VOUGA 36 9 2 25 42 83 29
RELÂMPAGO N. 35 8 5 22 32 72 29
S.MARTINHO 36 7 7 22 37 68 28
TAREI 36 6 7 23 28 89 25

DECISÃO

O Pinheirense vence a série A, sobe


à I Divisão Distrital, e vai discutir em
dois jogos com a LAAC (de Águeda)
a conquista do título de campeão
distrital da II Divisão.
A Geração RD, que garantiu o
segundo lugar, sobe igualmente à
I Divisão Distrital. Da série B, sobe
igualmente o CRAC (de Vagos).

• A Geração Rui Dolores ganhou ao Caldas de S. Jorge e, no fim, fez a festa da subida ao segundo patamar do futebol distrital.
Segunda-feira l 10 de Junho l 2019 Jornal N

DESPORTO N 27
RELÂMPAGO NOG.
SANGUEDO 1 0
Complexo Desportivo das Cassufas
Árbitro: Diogo Velho Ao intervalo: 1-0

Vitor Xavier
Chinês Ruben
Resende Flávio
Ruben Augusto
Couto Ricardo Martins
Cruz (João Pedro, 59')
(Renato, 85') Ruben Brito
Gerson Ricardo Santos
(Rodolfo, 91') (Ricardo, 65')
Zenha Leandro
Fonseca Ruisinho
(Miranda, 70') Filipe
Hélder (Carlos, 59')
Pedrinhas Brito

João Brandão Hugo Sousa


Golo: Pedrinhas (34').
Acção disciplinar: cartões amarelos a Zenha, Cruz,
Fonseca, Hélder, Filipe, Leandro e Ricardo Martins.

Jogo bem disputado, típi-


co de final de época, onde os
jogadores estavam desinibi-
dos mas a qualidade de jogo
foi diminuta. No entanto, a
equipa do Relâmpago viu al-
guns jogadores regressarem
após castigo e a consistência
da equipa foi mais evidente.
Pedrinhas acabou por fa-
zer o único golo da partida. • Relâmpago Nogueirense-Sanguedo, 1-0, para a última jornada da II Divisão Distrital.

VÁLEGA
LOBÃO 1 1
Complexo Desportivo do Sargaçal, em Ovar
Árbitro: Joel Cardoso Ao intervalo: 0-0

Artur Caça
Rafael Pedro Costa
Ruben Vaz (Valente, 65')
(Jorge, 73') Hugo Pinho
João Pinho Melo
Ricardo Xavier
(Carlos Reis, 91') (Moutinho, 75')
Fábio Vendeira Rui Pinto
André Brandão Serginho
Dário Valente (Renato Silva, 65')
Samuel (Carlos, 73') Roberto
Sérgio (Nuno, 91') Mota
Filipe Silva Pedro Mota
(Tiago Rodrigues, 67') João Neves

Paulo Gomes César Castro


Golos: Ruben Vaz (60') e Melo (94').
Acção disciplinar: nada a assinalar.

Jogo de final de campeo-


nato, onde ambas as equipas
jogaram ao ataque sem gran-
des preocupações defensi-
vas. Na etapa inicial o jogo foi
equilibrado, mas sem gran-
des ocasiões de golo.
Na etapa complementar
o jogo melhorou um pouco
após o golo do Válega, mas
os forasteiros empataram nos
• O Relâmpago Nogueirense encerra a época a ganhar. O Sanguedo fecha a temporada com desaire frente à equipa de Nogueira da Regedoura. descontos finais.
Jornal N Segunda-feira l 10 de Junho l 2019

28 N DESPORTO
LONGO CALVÁRIO NOS PENALTIS 'TIRA'
A TAÇA DE JUNIORES AO S. JOÃO DE VER
FUTEBOL JUVENIL Foram necessários 31 ! grandes penalidades para decidir o vencedor da Taça
de juniores após empate a um golo. A vitória 'sorriu' à Sanjoanense no despique com o S. João de Ver.

SANJOANENSE
S. JOÃO DE VER 1 1*
A Taça de Aveiro Campo Municipal da Boavista, Castelo de Paiva
de juniores segue para Árbitro: André Marques Ao intervalo: 1-1
S. João da Madeira após Duarte Silva Chrystian
Jorge Resende André Pereira
longo 'calvário' nas Marcelo Soares Marcelo Bernardes
grandes penalidades. Júlio Oliveira Neemias Campos
Daniel Santos Pedro Silva
Marcaram-se 31 penaltis Bruno Balona Iago Paula
Diogo estevão Diogo Campas
e a Sanjoanense levou Luís Pinto Frederico Gil
a melhor sobre o S. André Lucas Miguel Vieira
Gonçalo Faria Macae
João de Ver. No jogo, Rafael Ferreira Renato Pereira
Renato colocou o S. João Jogaram ainda André
Oliveira, Mário Oli-
Jogaram ainda Daniel
Santos e Fábio Pais
de Ver na frente, mas veira, Nuno Oliveira,
Pedro Almeida
Rafa empatou para a José Paulo Almeida César Coelho
Sanjoanense. Golos: Renato (14') e Rafael Ferreira (28').
* Grandes penalidades: 16 grandes penalidades
Castelo de Paiva recebeu para a Sanjoanense / 15 grandes penalidades para o
a final e, não obstante S. João de Ver.

o desaire, a falange de
apoio ao S. João de Ver
aplaudiu a equipa de
César Coelho.

• A Taça de Aveiro de juniores decidiu-se numa longa lotaria de grandes penalidades, com o S. João de Ver a falhar a conquista do 'caneco'.

SEGUNDA PARTE 'CASTIGA' FEIRENSE


NA TAÇA DE AVEIRO DE INICIADOS
FEIRENSE
GAFANHA 1 2
Foram os segundos Campo Municipal da Boavista, Castelo de Paiva
Árbitro: Marcelo Silva Ao intervalo: 0-0
35 minutos que
Gonçalo Santos Joaquim Esteves
determinaram a vitória Daniel Marques Tiago Saraiva
do Gafanha na final Guilherme Paiva
João Coelho
Alexandre Oliveira
Gustavo Almeida
da taça de Aveiro de Gustavo Clemente Pedro Esteves
Ivo Martins Pedro Gomes
iniciados, jogo realizado Tomás Carvalho Ivan Moreira
no sábado em Castelo João Grilo
Gustavo Barros
João Mesquita
Ricardo Jesus
de Paiva, Tiago Silva Pedro Rodrigues
Eduardo Santos Lucas Martins
A equipa de Santa Maria Jogaram ainda Jogaram ainda João
da Feira, orientada por Tiago Silva
Eduardo Pereira
Alfredo, Sérgio Fer-
reira, Rodrigo Rêgo,
André Teixeira, empatava David Moreira Rafael e Rodrigo reis.
sem golos ao intervalo, André Teixeira Edmundo Ferreira
Acção disciplinar: cartões amarelos a Lucas Martins
e no segundo tempo não (26'), João Coelho (50'), João Mesquita (57') e a
conseguiu opor-se ao Alexandre Oliveira (58').
Golos: Tiago Saraiva (49'), João Alfredo (51') e
Gafanha que, assim, fica Eduardo Pereira (67').

com o 'caneco'.

• Os jovens jogadores do Feirense perderam a final da Taça no segundo tempo.


Segunda-feira l 10 de Junho l 2019 Jornal N

DESPORTO N 29
GERAÇÃO RD PERDE A PRIMEIRA TAÇA
DE FUTEBOL DE NOVE DE INFANTIS...
FUTEBOL Taboeira vence a primeira Taça de Aveiro de infantis (futebol de 9), derrotando a Geração
RD por 3-1. A equipa de Travanca reagiu na segunda parte, mas não foi a tempo de evitar o desaire.

TABOEIRA
GERAÇÃO RD 3 1
A Geração Rui Dolores Campo do Buçaquinho, em Cortegaça
Árbitro: Rui Moreira Ao intervalo: 3-0
falhou a conquista da
Simão Silva Sérgio Pais
primeira edição da Taça David Estanqueiro Gabriel Cambruzzi
de Aveiro de infantis, José Finisterra
Tomás Matos
Dylan Guedes
Gonçalo Mendes
variante futebol de 9. João Moreira Gui Oliveira
Gonçalo Vidal Eduardo Morais
O jogo de Cortegaça foi Afonso Costa Martim Ferreira
ganho no sábado pelo Afonso Pinho
Afonso Silva
Gonçalo Heitor
Pedro Santiago
Taboeira que, ao intervalo, Jogaram ainda: Jogaram ainda Ricar-
Tomás Cardoso, José do Maia, Diogo Leite,
já vencia por 3-0. Madaíl, Duarte Almei- Gonçalo Oliveira, Moi-
Nas meias-finais da da, Gonçalo, Diogo
Vidal, Telmo Santos e
sés Martinez, Pedro
Ribeiro, João Resende
competição, recorde- João Fonte e Pedro Seixas.

-se, a Geração RD havia Edgar Moreto Edimiro Oliveira


Acção disciplinar: cartões amarelos a Gabriel
eliminado o Beira Mar, Cambruzzi (38') e a Eduardo Morais (51').
enquanto o Taboeira tinha Golos: João Moreira (9'), Gonçalo Coelho (21'), Tomás
Matos (28') e Gabriel Cambruzzi (38').
derrotado a Oliveirense.

• A Geração RD disputou a sua primeira final na categoria de infantis. A Taça de Aveiro de infantis (futebol de 9) foi ganha pelo Taboeira.

...E FIÃES FALHA A TAÇA DE AVEIRO


DE JUNIORES FEMININO EM CORTEGAÇA
FIÃES
OVARENSE 0 2
A equipa de Sub-19 Campo do Buçaquinho, em Cortegaça
de futebol feminino Árbitro: Hélder Resende Ao intervalo: 0-1

do Fiães perdeu a final Maria Menezes Inês Pereira


Mariana Oliveira Joana Gomes
da Taça de Aveiro para Beatriz Pereira Carolina santos
a Ovarense. Ana Nogueira
Luana Silva
Ana Soares
Bruna Gomes
O jogo, realizado, Neuza Melo Bruna Pinho
Cátia Ferreira Juliana Costa
no 'Buçaquinho', em Jogaram ainda:
Cortegaça, colocou Jogaram ainda:
Gabriela Peixoto
Mariana Raro
Maria Oliveira
frente a frente duas das Ana Mendes Ana Baptista
Nikolly Santos Bruna Antunes
melhores equipas do Cassandra Amorim Cristiana Soares
Campeonato. Nas meias- Miriam Ferreira

-finais, o Fiães havia Paulo Campino Artur Rodrigues


eliminado a Juveforce e a Acção disciplinar: cartão amarelo a Bruna Pinho
(17').
Ovarense havia derrotado Golos: Ana Soares (20') e Bruna Antunes (41').

o Murtoense.
Agora, no frente a frente
para a Taça de Aveiro,
foi a Ovarense quem se
agigantou.

• O Fiães perdeu em Cortegaça para a Ovarense a final da Taça de Aveiro de futebol feminino, vertente Sub-19.
Jornal N Segunda-feira l 10 de Junho l 2019

30 N DESPORTO
SONHO DO TÍTULO DO INATEL
ESFUMA-SE NA LOTARIA DOS PENALTIS
INATEL Lavandeira deixa escapar o título para o Inter de Fradelos, título que o Lavandeira alcançou
a 8 de Junho de 2008. A lotaria das grandes penalidades deitou por terra as aspirações dos sanjoanenses.

VETERANOS

S. João de Ver
e Sanjoanense
jogam a
final da Taça
Distrito
de Aveiro
S. João de Ver e
Sanjoanense são os
finalistas da Taça de
veteranos. O S.J. Ver
ganhou 4-1 em Argoncilhe
e a Sanjoanense venceu em
Sandim por 1-0.
Entretanto, decorreu o
jogo S. Roque-Grijó (0-2),
em atraso, e para quarta,
dia 12, às 20h00, está
marcado o jogo (em atraso)
Lourosa-Argoncilhe.

CAMPEONATO DIST.

VETERANOS

31ª JORNADA

S. ROQUE GRIJÓ 0-2


LOBÃO LOUROSA 2-3
SANJOANENSE GUISANDE 3-2
CANEDO CUCUJÃES 3-2
• O Lavandeira, de S. João de Ver, queria voltar a fazer história, mas o Inter de Fradelos, de Braga, ganhou a final do Nacional de Inatel nas grandes penalidades. VALECAMBR. SANDINENSE 3-2
FIÃES ARGONCILHE 1-0
SERZEDO CARREGOSEN. 1-1
U. LAMAS ARRIFANENSE 3-4
Folga S. João de Ver

O Lavandeira empatou a Clubes J V E D GM GS P


LOUROSA 28 22 4 2 75 28 70
dois golos com o Inter de S. JOÃO VER 29 20 1 6 90 42 61

Fradelos, mas as grandes CUCUJÃES


SANJOANENSE
28 18 3 6 68 34 57
28 17 4 7 57 38 55
penalidades deram o VALECAMBRENSE 29 14 5 10 61 59 47
ARGONCILHE 28 13 5 9 58 46 44
título de campeão do GUISANDE 28 13 5 9 50 44 44

Inatel à equipa de Braga. U. LAMAS


CANEDO
28 12 5 9 69 51 41
30 11 8 11 61 60 41
Para a história, fica o CARREGOSENSE 27 9 6 11 52 57 33
SANDINENSE 28 9 6 11 44 51 33
lote de 18 jogadores ao GRIJÓ 27 9 4 14 49 54 31

dispor do treinador Tomé FIÃES


ARRIFANENSE
29 7 8 13 38 51 29
29 8 2 19 37 73 26
nesta final: Chico, Wilson, SERZEDO 27 7 5 14 31 56 26
LOBÃO 28 4 8 16 35 60 20
Beto, Xavi, Joel (Formiga, S. ROQUE 28 0 1 25 25 100 1
63'), Carlinhos, Ninja,
Hugo (Rui, 46'), Júnior PRÓXIMA JORNADA
(Grilo, 70'), Miguelzinho, LOUROSA GRIJÓ
Ricardinho, Serginho, GUISANDE LOBÃO
CUCUJÃES SANJOANENSE
Fábio Américo, Ratana e SANDINENSE CANEDO
Aprendiz. Hugo marcou ARGONCILHE
CARREGOSENSE
VALECAMBRENSE
S. JOÃO VER
aos 39' e Miguel aos 42'. ARRIFANENSE SERZEDO
U. LAMAS S. ROQUE
Folga Fiães
Segunda-feira l 10 de Junho l 2019 Jornal N

DESPORTO N 31

GIÃO FALHA EM LOUROSA


NO SEGUNDO JOGO COM O BAIRROS
FUTSAL / SUPERTAÇA DE AVEIRO Formação gionense, que tinha perdido a Taça de Aveiro há
uma semana para o Bairros, volta a 'quebrar' no despique com o campeão distrital, agora em Lourosa.

O Gião, da II Divisão
BAIRROS
GIÃO 5 2
Jogo no pavilhão da Escola EB 2,3 de Lourosa
Distrital, defrontou o Ao intervalo: 2-1
Bairros, de Castelo de Guilherme Amarelo
Paiva, campeão da I Pechelim Luís Neto
Biju Sousa
Divisão Distrital, por duas André Sousa Marquitos
ocasiões no espaço de Derlei Bruno Valença

uma semana. Ontem, José Magalhães Alcino Rodrigues

em Lourosa, perdeu a Jogaram ainda pelo Bairros: Caetano, Hélder


Moreira, Nuno Mendes, Rui Couto, Sá Pinto, Rafa e
Supertaça de Aveiro por Fábio Pereira.
Jogaram ainda pelo Gião: Fábio Pinto, Ricardo Lima,
5-2. Na passada semana, Tiago Tavares, Quim Zé, Marcelo e Jaime.
em S. João de ver, a Marcadores: 1-0, Pechelim (5'); 2-0, Sá Pinto (13');
2-1, Marquitos (20'); 2-2, Marquitos (25'), 3-2, Hélder
formação gionense havia Moreira (27'); 4-2, Sá Pinto (35'); 5-2, Derlei (40').

perdido em jogo a contar


para a Taça Distrito de
Aveiro. No jogo de ontem,
Marquitos deu esperança
ao Gião, mas o Bairros
avançou para a vitória
logo depois.

• O Gião perdeu no pavilhão de Lourosa o jogo da Supertaça de Aveiro com o Bairros.


Jornal N Segunda-feira l 10 de Junho l 2019

32 N DESPORTO
LOUROSA PRECISA DE UM PONTO
PARA ENTRAR NO NACIONAL FEMININO
FUTSAL Equipa lusitanista perdeu por 3-2 diante do Tebosa e, agora, depende de um ponto
para entrar no campeonato nacional onde já se encontram, por exemplo, Benfica e Sporting.

Ao quinto jogo da Taça


TEBOSA
LOUROSA 3 2
Nacional de futsal Jogo no pavilhão gimnodesportivo de Tebosa
Ao intervalo: 1-1
feminino, eis o primeiro
Paula Gomes Estefânia Santos
desaire do Lusitânia de Maria Machado Sara Cruz
Lourosa - derrota por Ana Silva
Sónia Almeida
Lúcia Jesus
Juliana Rodrigues
3-2 diante do Tebosa, Arminda Pires Eliana Ferreira

terceiro classificado. A Rui Gonçalves Sofia Ferreira


Académica de Coimbra, Golos Tebosa: Vânia Rêgo (6'), Sónia Almeida (24'
que ganhou à Juventude e 32').
Golos Lourosa: Fátima Vasco (8') e Patrícia Martins
S. Pedro, está, agora, a (39').
Jogaram ainda pelo Tebosa: Joana Serra, Ana Costa,
dois pontos do Lourosa. Sara Leal, Andreia Oliveira, Vânia Rêgo e Filipa Mendes,
Jogaram ainda pelo Lourosa: Fabiana Pereira, Luana
E no próximo sábado, dia Ferreira, Inês Vaz, Fátima Vasco, Patrícia Martins e
15, o jogo entre Lourosa e Diana Marques.
Acção disciplinar: cartões amarelos a Lúcia Jesus
Académica, em Lourosa, (17'), Ana Silva (38') e a Paula Gomes (39').

decide o vencedor de
série, e mais importante,
define quem segue para
o campeonato nacional
da próxima época.

• O Lourosa [foto de arquivo] perdeu, mas ainda tem um jogo para celebrar e para garantir a presença no Campeonato Nacional.

ARRIFANENSE PERDE POR UM GOLO


A TAÇA DE JUVENIS MASCULINOS
ARRIFANENSE
D. SANJOANENSE 2 3
O Arrifanense esteve na Jogo no pavilhão da Escola EB 2,3 e Lourosa
frente do jogo na segunda Ao intervalo: 1-1

parte quando fez o 2-1 João Andrade


Gonçalo Cruz
Bruno Moreira
Gonçalo Alves
a sete minutos do Carlos Conceição Fábio Soares
Tomás Santos Rúben Mateus
final, mas o Dínamo João Botelho Diogo Paiva
Sanjoanense ainda foi José Santos Miguel Pinho
a tempo da reviravolta. Golos Arrifanense: Carlos Conceição (19') e Tomás
Os 'verde-brancos' Santos (33').
Golos Dínamo Sanjoanense: Tiago Avelino (10'),
perdem a final da Taça Sandro Silva (36') e Fábio Soares (39').
Jogaram ainda pelo Arrifanense: Diogo Leite, José
de Aveiro na categoria Gomes, Eduardo Pinto, João Santos, Tomás Morgado,
de juvenis depois Fábio Lino e Simão Alves.
Jogaram ainda pelo Dínamo Sanjoanense:
de terem eliminado o Alexandre Silva, Pedro Pereira, Tiago Brandão, Tiago
Avelino, Sandro Silva, Martim Costa e Diogo Silva.
Esgueira nas meias-finais Acção disciplinar: cartões amarelos a Fábio Soares

após vitória por 4-1. A (12'), Gonçalo Cruz (16'), Bruno Moreira (29'), Carlos
Conceição (32') e a Tiago Brandão (39') e cartão
final da Taça de Aveiro vermelho (acumulação) a Rúben Mateus (19' e 22').

de juvenis decorreu o
pavilhão de Lourosa.

• O Arrifanense esteve na frente do jogo na segunda parte, mas não conseguiu ganhar a Taça de Aveiro disputada em Lourosa.
Jornal N Segunda-feira l 10 de Junho l 2019

34 N DESPORTO
FUTEBOL JUVENIL

O Mosteirô Futebol Clube le-


vou a efeito este fim-de-semana
um torneio de futebol de sete no
seu Parque Desportivo de Santo
André. Marcaram presença 22
equipas e mais de 350 atletas em
representação de Geração Rui
Dolores, Fajões, Arrifanense, SV
Pereira, Cucujães, Arada, Tarei,
Paços de Brandão, Vilamaioren-
se, S. João de Ver e Mosteirô. O
clube organiza, entretanto, trei-
nos de captação para atletas nas-
cidos entre 207 e 2014 (às segun-
das e quartas) e para atletas nas-
cidos entre 2003 e 2006 (às ter-
ças e quintas). Para atletas nasci-
dos entre 2001 e 2002 há treinos
às segundas e quartas.

FUTEBOL JUVENIL

Joãozinhos Cup
Assim se denomina o torneio de futebol de sete que o
S. João de Ver organiza durante este mês de Junho em
vários escalões de futebol de 7. Este fim-de-semana, houve
jogos na categoria de benjamins. No final do Joãozinhos
Cup de benjamins, vitória para as equipas dos Dragões
Sandinenses (benjamins A) e para a do Valecambrense
(benjamins B).
Segunda-feira  10 de Junho  2019 Jornal N

DESPORTO N 35
FEIRENSE SAGRA-SE CAMPEÃO NACIONAL
DE INICIADOS FEMININOS NA MAIA
ANDEBOL Equipa de Santa Maria da Feira ainda joga esta segunda-feira, feriado, mas o título está
garantido desde ontem após duas vitórias na fase final com o Gil Eanes e o Bartolomeu Perestrelo.

O Feirense é o novo cam- abriu com uma espectacular çar o título nacional (ainda Eis os autores desta proe-
peão nacional de iniciados fe- exibição frente às madeiren- com uma partida por dispu- za: atletas – Mariana Santos,
mininos. O título foi garanti- ses do Bartolomeu Perestre- tar) as atletas orientadas por Maria Carolina, Joana Cou-
do ontem quando ainda tem lo, que lhes valeu vitória por Carla Barbosa já haviam con- to, Margarida Figueiredo,
um jogo por realizar esta se- 30-34. quistado o título regional do Beatriz Oliveira, Iara Rodri-
gunda-feira na Maia onde de- Já na bancada, as atletas escalão. gues, Maria João, Francisca
corre a fase final. O jogo des- do Feirense assistiram à vi- A entrega do troféu de Neto, Sofia Abelha, Ana Car-
ta segunda-feira será frente tória do Gil Eanes frente ao campeão nacional será feita doso, Mariana Silva, Leonor
ao Maiastars. Maiastars por 33-36, dando esta segunda-Feira na Maia Silva, Luciana Rebelo, Lia
O Feirense garantiu on- automaticamente o título de e servirá de consagração ao Gomes, Íris Secretário, Ma-
tem matematicamente o tí- campeão nacional ao Clube terceiro título nacional do ria Mota, Ana Martins, Fili-
tulo depois de vencer na pri- Desportivo Feirense. andebol do Clube Desportivo pa França, Ana Regina e Ca-
meira jornada as algarvias do Foi mais uma época de Feirense em quatro épocas – rolina Teixeira; treinadores
Gil Eanes por 35-39 (também ouro para esta geração que campeão nacional de junio- – Carla Barbosa, Tiago Lei-
nesta jornada o Maiastars ha- já há dois anos havia conquis- res da 2ª Divisão, campeão te, Ana Ferreira, Luís Lou-
via perdido por 32-41 com o tado o título de infantis femi- nacional de infantis femini- renço; dirigentes – João Car-
Bartolomeu Perestrelo). Na ninos. Com apenas uma der- nos e agora campeão nacio- doso, Vera Barros, Anabela
segunda jornada, o Feirense rota no percurso até alcan- • O Feirense festeja o título de campeão dos iniciados femininos. nal de iniciados femininos. Fardilha e Vera Silva.
Jornal N Segunda-feira l 10 de Junho l 2019

36 N DESPORTO
CLUBE DESPORTIVO DE FIÃES RENOVA
APOSTA NO TREINADOR NUNO NEVES
VOLEIBOL Nuno Neves fica à frente da equipa principal e o clube fianense irá apresentar,
entretanto, um novo coordenador pra o voleibol de formação com vista à próxima temporada.

CARLOS FONTES nina, vai passar a integrar a Luís Godinho já acertou


equipa técnica liderada por a sua permanência no plan-
Com as equipas no defe- Nuno Neves. tel. O ‘distribuidor’ já se com-
so, nem por isso os dirigentes Resolvida a questão téc- prometeu a continuar, situa-
do Clube Desportivo de Fiães nica dos seniores masculi- ção que agrada aos responsá-
deixaram o trabalho. Fazer nos, os dirigentes fianenses veis, uma vez que Luís Godi-
melhor na próxima tempo- estão, agora, a trabalhar no nho é, sem dúvida, um atleta
rada é o seu objetivo. sentido de formar um plantel de qualidade.
Nuno Neves, que de atle- que dê garantias de sucesso Estão ainda prometidas
ta saltou há algumas épocas no Campeonato Nacional da novidades para o sector de
para o comando técnico da II Divisão, que se iniciará na formação. “Em breve anun-
equipa principal, e que na primeira metade de Outubro ciaremos um novo coordena-
última levou os fianenses a próximo. dor para a formação”, infor-
discutirem até final o aces- É ponto assente que da ma, Pedro Leal. Muito embo-
so à I Divisão, vai continuar equipa desta época sairão ra ainda não se saiba o nome
à frente da formação sénior dois ou três jogadores, que do escolhido, admite-se que
masculina. serão substituídos por ou- seja alguém com experiên-
André Duarte, na tem- tros “esperemos de valor su- cia adquirida ao serviço de
porada transacta treinador- perior”, garante Pedro Leal, um clube que, a nível nacio-
-adjunto do professor Val- presidente da Direcção do nal, tem feito um grande tra-
mir, na equipa sénior femi- clube. balho na formação. • Bruno Neves é anunciado pelo CD Fiães treinador para a próxima temporada.

CAMPEONATO DA EUROPA TÉNIS DE MESA

Caçadores e Pescadores
em acção no 'europeu'
Atletas do Clube de Ca- res, nomeadamente José Cor- em Braga nos dia 1 e 2. Antó- medalha de ouro individual
çadores e Pescadores de Mi- reia (seniores), Bruno Sousa nio Diamantino Silva Ferrei- e por equipas, pelo segundo
lheirós de Poiares tiveram (seniores) Joaquim Campos ra Rocha, outro atleta do Clu- ano consecutivo no IV Cam-
prestações de bom nível no (veterano) e António Rocha be de caçadores e Pescado- peonato Europeu na catego-
Campeonato da Europa. O (super-veterano), que parti- res de Milheirós de Poiares, ria de super-veterano. Antó-
clube congratula-se com os ciparam no IV Campeonato destacou-se pelos títulos al- nio Rocha representou igual-
resultados dos seus atirado- da Europa que se realizou cançados, designadamente, mente a Seleção Portuguesa.
• Hugo Mendes (à dir.) recebe o treinador António Rato (à esq.).

António Rato entra


para o ténis de
mesa do Lourosa
António Rato é a esco- O próximo treinador do
lha do Lourosa para o cargo ténis de mesa do Lusitânia
de treinador para o ténis de de Lourosa é tido como um
mesa. Será, aliás, o respon- dos treinadores mais concei-
sável máximo da modalida- tuados na modalidade e con-
de. António Rato represen- ta com larga experiência in-
tou a ADC Ponta do Pargo- ternacional.
-Madeira, da I Divisão Nacio- O Lourosa tem ténis de
nal, fazendo parte também mesa desde 2005 e está a tra-
dos quadros de treinadores balhar na restruturação desta
que colaboram com a Fede- secção, por forma a tornar-se
ração Portuguesa de Ténis uma referência na modalida-
• António Rocha (ao centro) esteve em destaque no Campeonato da Europa. de Mesa. de a nível nacional.
Segunda-feira l 10 de Junho l 2019 Jornal N

DESPORTO N 37
JOÃO MATIAS VENCE PRIMEIRA ETAPA
DO GRANDE PRÉMIO JORNAL DE NOTÍCIAS
CICLISMO Atleta do Feirense foi protagonista na chegada a Viana do Castelo,
conquistando para a equipa Vito-Feirense-PNB a vitória na primeira etapa.

João Matias foi protagonis- SE-PNB) 4h54m28s; 37º Raúl


ta de um poderoso sprint na Rico (VITO-FEIRENSE-PNB)
chegada a Viana do Castelo, mt; 44º Oscar Pelegrí (VITO-
conquistando para a VITO- -FEIRENSE-PNB) mt; 50º Fi-
-FEIRENSE-PNB a vitória da lipe Cardoso (VITO-FEIREN-
primeira etapa em linha do SE-PNB) mt; 59º Jesus del
Grande Prémio Jornal de No- Pino (VITO-FEIRENSE-PNB)
tícias/Leilosoc, uma corrida mt; 63º João Barbosa (VITO-
onde a equipa já tem perga- -FEIRENSE-PNB) mt; DNF
minhos com a vitória da ca- Bernardo Saavedra (VITO-
misola amarela, em 1988, por -FEIRENSE-PNB).
Manuel Correia. A somar ao Classificação Geral: 1º Ra-
triunfo da jornada, Raúl Rico fael Reis (W52) 5h02m33s; 11º
terminou o dia na liderança João Matias (VITO-FEIREN-
da camisola da juventude e SE-PNB) a 18s; 33º Raúl Rico
das metas volantes. (VITO-FEIRENSE-PNB) a 36s;
A jornada percorreu 166,1 35º Filipe Cardoso (VITO-FEI-
quilómetros com o pelotão RENSE-PNB) a 37s; 40º Os-
a partir de Monção rumo a car Pelegrí (VITO-FEIREN-
Viana do Castelo. Tendo por SE-PNB) a 41s; 60º João Bar-
objectivo um possível final bosa (VITO-FEIRENSE-PNB)
ao sprint, a VITO-FEIREN- a 1m00s.
SE-PNBtrabalhou em equipa Outros resultados: Geral
para atingir o objectivo e dei- Juventude: 1º Raúl Rico (VI-
xar o seu homem mais rápido TO-FEIRENSE-PNB); Geral
numa boa colocação para a • O Feirense subiu ao pódio do Grande Prémio Jornal de Notícias. Metas Volantes: 1º Raúl Rico
discussão da jornada. Matias (VITO-FEIRENSE-PNB) 5;
abriu as hostilidades a 100 Para o director desporti- efectuado desde o início da João Matias subiu a 11º da do a abandonar a prova, de- Geral Pontos: 1º Rafael Reis
metros da meta, arrancando vo Joaquim Andrade, "esta época. Também veio premiar classificação geral, estando vido a uma lesão no tendão (W52) 28; 2º João Matias (VI-
a toda a velocidade para a li- é uma vitória que procurá- o esforço individual do João a 18 segundos da camisola de aquiles. TO-FEIRENSE-PNB) 25; Geral
nha da vitória e não dando hi- vamos há muito e que veio Matias, que já merecia este amarela. Já o jovem Bernar- Classificação 1ª Etapa: 1º Equipas: 1ª W52-FC Porto; 6ª
pótese aos adversários. premiar o esforço colectivo momento”. do Saavedra foi aconselha- João Matias (VITO-FEIREN- VITO-FEIRENSE-PNB.

NATAÇÃO

Clube Desportivo Feirense alcança Manuel Pinho


representa
sete pódios no Torneio Torregri Portugal
em Espanha
A equipa de cadetes da que venceu a prova de 100m A), 3º lugar aos 100m mari- O nadador da secção
secção de natação do Clu- livres; Rodrigo Faria (cadete posa; e Tomás Sansana (ca- de natação do Clube
be Desportivo Feirense par- A), que venceu a prova de dete A), que ficou em 3º lu- Desportivo Feirense,
ticipou no III Torregri. Esta 100m bruços; Tomás Lom- gar aos 100m bruços. Manuel Pinho, foi
competição foi organizada ba (cadete A), que ficou em Representaram ainda o convocado e representou
pela Associação de Natação 2º lugar aos 100m bruços; a Feirense os atletas Filipe Al- a Selecção Nacional
Centro Norte de Portugal e estafeta masculina de cade- meida, Rafaela Amorim, Ra- de Portugal no XXIII
realizou-se nas Piscinas de tes B, composta por Lucas fael Assunção, Duarte Ber- Trofeo de Natación Villa
Calvão, em Vagos. Tavares, Rafael Silva, Dio- nardes, Afonso Castro, Dio- Mairena del Aljarefe, em
Estiveram presentes 159 go Ferreira e Tomás Assun- go Faria, Diogo Ferreira, Espanha.
nadadores, em representa- ção, que ficou em 2º lugar David Marques, Francisco O nadador fogaceiro,
ção de 15 clubes, sendo a de- na prova de 4x50m livres; a Martins, Lia Pereira, Beatriz que foi o primeiro atleta
legação feirense composta estafeta masculina de cade- Petiz, Simão Pinho, Leonar- da secção de natação do
por 23 nadadores, acompa- tes A, composta por Alexan- do Pinto, Dinis Rocha, Mara Feirense a representar
nhados das treinadoras Sara dre Resende, Tomás Lomba, Rodrigues, Sebastião Rodri- a Selecção Nacional
Ferreira e Mariana Martins. Rodrigo Faria e Tomás San- gues, Rafael Silva e Lucas Ta- marcou presença nas
O grande destaque da sana, que ficou em 2º lugar vares, tendo, durante a pro- finais B das provas de
delegação feirense vai para na prova de 4x100m livres; va, sido batidos 65 recordes 100m livres e de 100m
Tomás Assunção (cadete B), Alexandre Resende (cadete pessoais. • CD Feirense marca presença em torneio de Vagos. mariposa.
Jornal N Segunda-feira l 10 de Junho l 2019

38 N DESPORTO
CALDAS DE S. JORGE CONQUISTA ATLETISMO

Feirense
41 PÓDIOS NOS DISTRITAIS garante
21 títulos
DE INFANTIS E VETERANOS no distrital
de Infantis
ATLETISMO Oito atletas infantis e 15 atletas veteranos garantem prestação e Masters
positiva do clube caldense na competição que decorreu em Vagos. O Clube Desportivo
Feirense marcou
presença nos distritais
Realizaram-se na pista de Meia Maratona de infantis e de masters
atletismo Estádio Municipal de Belmonte de Vagos com cinco
de Vagos os distritais de vete- Realizou-se no dia 2, em atletas veteranas, duas
ranos e CD infantis. O Caldas Belmonte, no distrito de Cas- atletas Infantis, um
de S. Jorge esteve represen- telo Branco, a “5ª Meia Ma- atleta infantil e um
tado por 15 atletas veteranos ratona de Belmonte”. O CS atleta Benjamin B.
e 8 infantis. Os atletas do CS Jorge marcou presença com Todos os participantes
Jorge estiveram em bom pla- quatro atletas, dois na Meia conquistaram títulos
no, averbando 38 pódios no Maratona e dois na Mini Ma- distritais.
Distrital de Veteranos e três ratona de 10 kms. Individualmente
no Distrital de Infantis. Arlete Santos conquis- foram conseguidos
Na categoria de vetera- tou o sexto lugar no escalão 21 títulos distritais,
nos, todos os atletas con- F40 na Meia Maratona. Bru- sete de campeões
quistaram no mínimo um tí- no Couto foi o outro atleta a Distritais, 10 de vice-
tulo. Eis a contabilidade: 18 correr a mesma distância. Ra- campeões e quatro de
títulos de campeão distrital miro Monteiro e Manuel Cou- sub-vice-campeões. São
pelos atletas: Armando Bas- to correram a Mini Maratona, campeões Rute Sousa
tos – 3, Goretti Silva – 3, An- sendo dos melhores nos seus (Vet40) nos 800m;
tónio Conceição – 2, José Ta- escalões. Entretanto, a secção Carlinda Santos (Vet40)
vares – 2, Margarida Melo – 2, de atletismo do CS Jorge parti- nos 400m; Carlinda
Nuno Sousa – 2, Renato Silva • Atletas do Caldas de S. Jorge posam para a fotografia em Vagos. cipou com um atleta no “Trail Santos (Vet40) no peso;
– 2, Carlos Ferreira – 1 e Ma- dos 4 Caminhos”, na vertente Carla Sousa (Vet45)
ria Valente – 1; 14 títulos de Vi- Sousa – 1; 6 títulos de Sub-Vi- No Distrital de Infantis, os duplamente sub-vice-cam- Longo, de 23 km. Este Trail in- no dardo; Carla Sousa
ce-Campeão Distrital, pelos ce-Campeão Distrital, pelos caldenses tiveram bom de- peão distrital em 600m e sal- tegra-se no Circuito Nacional (Vet45) no peso; Fátima
atletas: Armando Santos – 2, atletas: Armando Santos – 1, sempenho. Dois ainda são to em altura. Os outros atle- ATRP e pontua para o Circui- Santos (Vet50) nos
Artur Valente – 2, Bruno Cou- José Tavares – 1, Maria Valen- benjamins e três são infantis tas que competiram foram to de Trilhos de Valongo. Hé- 5000m; Fátima Santos
to – 2, Fernando Rodrigues te – 1, Ramiro Silva – 1, Equipa de primeiro ano. Bernardo Débora Gonçalves, Eduardo lder Marques competiu e su- (Vet50) nos 3000m.
– 2, Arlete Santos – 1, Carlos Masculina estafeta 4x100m – Silva no salto em altura tor- Oliveira, Elisa Almeida, Gon- perou todas a adversidades São vice-campeões
Ferreira – 1, Margarida Melo 1 e Equipa Masculina estafe- nou-se vice-campeão distri- çalo Oliveira, Rafaela Oliveira encontradas até atravessar a Ana Santos (Infantil) no
– 1, Maria Valente – 1 e Nuno ta 4x400m – 1. tal e Guilherme Tavares foi e Tomás Leite. linha da meta. Salto em Comprimento;
Íris Silva (Infantil) nos
3000m/Marcha; Simão
ATLETISMO Silva (BenjaminB) nos
1000m; Rute Sousa
Elisa Fernandes ganha dois (Vet40) no martelo;
Carlinda Santos (Vet40)

títulos na pista de Vagos nos 800m; Sónia Beleza


(Vet40) nos 200m;
Carla Sousa (Vet45) no
Elisa Fernandes, do Lou- nandes saltaram 1,12m e fica- No quádruplo salto, Bár- martelo; Fátima Santos
rosa, sagrou-se campeã dis- ram empatas no segundo lu- bara Ribeiro conseguiu o (Vet50) no peso; estafeta
trital de infantis no lança- gar do pódio. No lançamen- bronze com um salto de 4x100, Carlinda Santos,
mento do disco e do peso na to do dardo, Elisa Fernandes 10,97m. Elisa Fernandes fi- Sónia Beleza, Carla
pista de Vagos. No disco, ga- subiu ao terceiro lugar. A atle- cou no 6º lugar ao saltar Sousa e Rute Sousa;
rantiu a marca de 16,63m e ta conquistou a medalha de 10,18m. No salto em compri- estafeta 4x400, Carlinda
no peso a marca de 9,21m. bronze graças a um lança- mento, Filipa Fernandes ter- Santos, Sónia Beleza,
Na primeira jornada do mento de 15,53m. César Mi- minou no 7º lugar ao saltar Fátima Santos e Rute
distrital de Infantis e em 150 guel Silva foi sétimo no peso 3,33m (também recorde pes- Sousa. São sub-vice-
metros, Bárbara Ribeiro ficou com a marca de 5,67m. soal). No lançamento do dis- campeões Alexandre
às portas do pódio. A atleta Na segunda jornada, nos co masculino, César Miguel Vieira (Infantil) nos
foi quarta ao terminar a pro- 60 metros, Bárbara Ribeiro Silva foi 5º ao lançar 14,79m 1000m; Rute Sousa
va em 22,72s. Ainda na mes- ficou novamente às portas e 4º classificado no lança- (Vet40) nos 100m;
ma prova Filipa Fernandes do pódio. Os 9,53s com que mento do dardo (marca de Sónia Beleza (Vet40)
foi 6ª ao concluir a distância completou a prova não foram 20,94m). No sector femini- no dardo; Sónia Beleza
em 23,48s. No salto em altu- suficientes para chegar às no, o Lourosa sagrou-se vice- (Vet40) no martelo.
ra, dupla medalha de prata medalhas. Filipa Fernandes -campeão ao somar 61 pon- Simão Silva, benjamim
para o Lourosa. Tanto Bár- foi 8ª ao terminar em 9,78s tos. No sector masculino, o B, conquistou o recorde
bara Ribeiro como Filipa Fer- (recorde pessoal). clube foi 13º com 11 pontos. • Elisa Fernandes destacou-se entre as atletas do Lourosa. regional nos 1000m.
Segunda-feira l 10 de Junho l 2019 Jornal N

DESPORTO N 39
ATLETISMO

Miguel Moreira sagra-se


vice-campeão nacional
Miguel Moreira, atleta do Clube Miguel Moreira conquistou o tí-
Desportivo Feirense, sagrou-se vi- tulo de vice-campeão nacional, per-
ce-campeão nacional nos campeo- dendo a liderança da prova após um
natos nacionais escolares de juve- toque na última barreira, que qua-
nis que decorreram em Elvas, Cam- se o fez cair.
po Maior. Para o atleta esta conquista tem
Para este campeonato foi apura- um sabor agridoce, no entanto fica
do o atleta do Clube Desportivo Fei- a conquista da melhor marca da
rense, Miguel Moreira, em represen- prova, logo nas eliminatórias, bem
tação da sua escola, para a prova dos como a conquista do seu primeiro
100m/barreiras. título nacional.

Você também pode gostar