Você está na página 1de 6

Enciclopédia da Conscienciologia 1

MEGAPARADOXO DA ILUSÃO INTRAFÍSICA


(OMNIDISCERNIMENTOLOGIA)

I. Conformática

Definologia. O megaparadoxo da ilusão intrafísica é a condição do erro de percepção da


realidade da consciência ressomada, iludida na vivência intrafísica transitória, pensando e admi-
tindo equivocadamente ser este estado consciencial o verdadeiro, derradeiro e definitivo, descar-
tando a própria realidade multidimensional, multiexistencial e holossomática.
Tematologia. Tema central nosográfico.
Etimologia. O elemento de composição mega deriva do idioma Grego, mégas, megale,
“grande; grandemente; muito; mais poderoso; de maior categoria; mais importante”. Apareceu, na
Linguagem Científica Internacional, no Século XIX. O vocábulo paradoxo procede do idioma
Latim, paradoxon, e este do idioma Grego, parádoksos, “estranho; bizarro; extraordinário”. Sur-
giu no Século XVI. O termo ilusório vem do mesmo idioma Latim, illusorius, “irônico; zomba-
dor”. Apareceu no Século XVII. O prefixo intra provém igualmente do idioma Latim, intra,
“dentro de; no interior; no intervalo de; durante; no recinto de; próximo ao centro; interiormente”.
O vocábulo físico deriva do mesmo idioma Latim, physicus, e este do idioma Grego, physikós,
“relativo à Natureza ou ao estudo da mesma”. Surgiu no Século XIII.
Sinonimologia: 1. Megaparadoxo quimérico intrafísico. 2. Megaparadoxo imaginativo
intrafísico. 3. Megaparadoxo fantasioso intrafísico. 4. Paradoxo do Maya dimensional. 5. Falá-
cia monodimensional.
Cognatologia. Eis, na ordem alfabética, 33 cognatos derivados do vocábulo ilusão: au-
toilusão; desiludente; desiludida; desiludido; desiludidor; desiludidora; desiludir; desiludível;
desilusa; desilusão; desiluso; desilusória; desilusório; iniludível; iludente; iludibilidade; iludida;
iludido; iludimento; iludir; iludível; ilusionada; ilusionado; ilusionar; ilusionismo; ilusionista;
ilusionístico; ilusivo; iluso; ilusor; ilusora; ilusório; megailusão.
Neologia. As 3 expressões compostas megaparadoxo da ilusão intrafísica, megapara-
doxo básico da ilusão intrafísica e megaparadoxo avançado da ilusão intrafísica são neologis-
mos técnicos da Omnidiscernimentologia.
Antonimologia: 1. Megarrealismo cósmico. 2. Megaparadoxo evolutivo. 3. Vivência
interdimensional. 4. Autoconscientização multidimensional (AM).
Estrangeirismologia: a awareness consciencial; o Despertarium evolutivo; o nec plus
ultra da visão conscienciológica.
Atributologia: predomínio das faculdades mentais, notadamente do autodiscernimento
quanto à multidimensionalidade consciencial.
Megapensenologia. Eis 1 megapensene trivocabular sintetizando o tema: – Intrafísicali-
dade: ilusão provisória.
Citaciologia. Eis 1 pensamento expresso no filme “Edifício Master” (2002) sobre o te-
ma: – A realidade da vida é o funeral das ilusões.
Filosofia: o Universalismo Prático na consideração da evolução consciencial, multidi-
mensional, multiexistencial, holossomática e cosmoética.

II. Fatuística

Pensenologia: o holopensene pessoal da Autenganologia; o holopensene da Cosmovisio-


logia gerado na autorreflexão de 5 horas; os ortopensenes; a ortopensenidade; os megapensenes;
a megapensenidade; os neopensenes; a neopensenidade; o holopensene da Conscienciologia fa-
zendo frente ao holopensene materialista; a retilinearidade pensênica superintendendo as análises
sobre a vida.
2 Enciclopédia da Conscienciologia

Fatologia: a conscin imersa no maya; a falta de autodiscernimento levando aos desvios


de proéxis; a elaboração mental intrafisicalizada; o paradigma materialista predominando sobre
a realidade multidimensional nas decisões prioritárias da vida; a aparente robustez da matéria efê-
mera; a loucura da vida intrafísica envolvendo a conscin incauta perante os autocompromissos
evolutivos intermissivos; a ilusão do poder temporário na intrafisicalidade; a prisão paradigmática
newtoniana do cientista eletronótico; a crendice materialista qual dogma científico; o rolo com-
pressor das inutilidade humanas; a insensatez da supervalorização da materialidade das coisas;
a money society iludindo bilhões de consciências intrafisicalizadas; o capitalismo selvagem desvi-
ando as autoproéxis de grande percentual de intermissivistas da Conscienciologia; os impérios ca-
pitalistas do momento limitando o alcance à cosmovisão; o hiperconsumismo realizando o pseu-
datendimento das necessidades ilimitadas do ser humano; o megassédio do materialismo para
a humanidade; a ilusão da salvação, vendida pelos impérios religiosos; o dinheiro na condição de
motor da sociedade neoliberalista fascinando as conscins amauróticas evolutivamente; a postura
ilusória de confundir os meios (vida intrafísica) com os fins (Holomaturologia); a decisão priori-
tária pela evolução autoconsciente na forma de profilaxia às ilusões intrafísicas; a declinação dos
pecadilhos da mocidade visando o sobrepairamento da vida humana; a escolha pela carreira evo-
lutiva em detrimento do intrafisicalismo; a ponderação quanto ao ego evolutivo prevalecer nesta
vida humana temporária; a necessidade de autoconsciência quanto à condição da vida humana ser
apenas cenário para o processo evolutivo das consciências.

Parafatologia: a autovivência do estado vibracional (EV) profilático transcendendo


os hemisférios cerebrais; a necessidade da explicitação do paracérebro para a mudança paradig-
mática profunda; a vivência mais predominante com o paracérebro explicitando o estado de mani-
festação consciencial menos transitório; a autodestinação evolutiva às comunexes baratrosféricas
pela visão materiológica cronicificada; a inadmissão da telepatia e da volitação extrafísica em co-
munexes crostais pela crença no elétron; o valor do próximo patamar evolutivo do intermissivista
autolúcido, a desperticidade, quebrando a prisão intrafísica ilusória; a desvalorização quanto às
múltiplas dimensões, predominante na diuturnidade, enquanto influente no nível de lucidez das
decisões; o parafato de a multidimensionalidade incluir a dimensão intrafísica; a exoprojeção im-
pactando positivamente o projetor consciente; o Curso Intermissivo (CI) pré-ressomático funcio-
nando na condição de divisor de águas da Para-História Evolutiva do(a) intermissivista(a); a Para-
conscienciologia; a dessoma desvendando a temporalidade da matéria pela fortuna deixada na in-
trafisicalidade; a derrocada dos impérios econômicos pela lei de causa e efeito do holocarma das
nações; o parafato das aulas de Curso Intermissivo incluírem o tema da autoconscientização mul-
tidimensional (AM) favorecendo ao epicentrismo e à hiperacuidade na dimensão intrafísica;
o acesso à Central Extrafísica da Verdade (CEV) esclarecendo a megailusão humana.

III. Detalhismo

Sinergismologia: o sinergismo autorreflexão-autodiscernimento; o sinergismo projeta-


bilidade lúcida–antimaterialismo; o sinergismo autexperimentação extrafísica–autoconfiança
multidimensional.
Principiologia: o princípio científico da descrença embasando as autopesquisas multidi-
mensionais; o princípio da inteligência evolutiva (IE) derrogando a ilusão intrafísica.
Codigologia: o código pessoal de Cosmoética (CPC) intermissivo revivido na intrafisi-
calidade.
Teoriologia: a teoria das retrocognições; a teoria da seriéxis; a teoria da consréu; a te-
oria das múltiplas dimensões; a teoria da Farturologia; a teoria da automimese existencial; a te-
oria do ciclo melin-melex; a teoria da colonização extraplanetária.
Tecnologia: a técnica da autorreflexão de 5 horas; as técnicas projetivas da Escola de
Projeção Lúcida (EPL) na construção da pinguela com a Para-Humanidade; as técnicas de auto-
domínio bioenergético abrindo as portas para a multidimensionalidade lúcida; a técnica do bônus
do não aos apelos materiológicos draconianos.
Enciclopédia da Conscienciologia 3

Voluntariologia: o voluntariado conscienciológico nas Instituições Conscienciocêntri-


cas (ICs); o voluntariado conscienciológico nas dinâmicas parapsíquicas.
Laboratoriologia: o laboratório conscienciológico da diferenciação pensênica; o labo-
ratório conscienciológico da Intrafisicologia; o laboratório conscienciológico da cosmocons-
ciência; o laboratório conscienciológico Projetarium; o laboratório conscienciológico da Evolu-
ciologia; o laboratório conscienciológico da Paratecnologia; o laboratório conscienciológico da
Pensenologia.
Colegiologia: o Colégio Invisível da Serenologia; o Colégio Invisível da Cosmoeticolo-
gia; o Colégio Invisível da Extrafisicologia; o Colégio Invisível da Paragenética; o Colégio Invi-
sível da Autexperimentologia; o Colégio Invisível da Macrossomatologia; o Colégio Invisível da
Paracerebrologia; o Colégio Invisível da Extraterrestriologia.
Efeitologia: o efeito das reurbexes; o efeito esclarecedor das seriéxis.
Neossinapsologia: as neossinapses resultantes da vivência com as múltiplas dimensões.
Ciclologia: o ciclo ressomas-dessomas afrontando a visão materialista; o ciclo ressomas
sem lucidez–dessomas sem lucidez sendo quebrado pela autoconscientização multidimensional;
o ciclo causa-efeito.
Enumerologia: a derrocada do paradigma convencional em esgotamento pelo paradig-
ma consciencial; a derrocada das leis físicas pelo autodomínio bioenergético; a derrocada do ine-
briante intrafísico pela desperticidade; a derrocada da monodimensionalidade pela autoconscien-
tização interdimensional; a derrocada das crenças materialistas pelas parexperiências lúcidas;
a derrocada temporária dos limites paraperceptivos pelo extrapolacionismo; a derrocada do res-
tringimento somático pela prescindência das mãos.
Binomiologia: o binômio mente-cérebro na condição de dilema da Ciência Materialista
convencional; o binômio cérebro-paracérebro; o gap incalculável existente no binômio consciên-
çula–consciex livre (CL).
Interaciologia: a interação soma-energossoma inadmissível pela abordagem eletronó-
tica.
Crescendologia: o crescendo autoconscientização multidimensional–autorretrocogni-
ções esclarecedoras; o crescendo tenepes-ofiex na evolução consciencial; o crescendo libertador
apego ao soma–desapego funcional somático; o crescendo lucidez descontínua–lucidez contínu-
a–hiperlucidez progressiva; o crescendo dos princípios evolutivos vegetal-subumano-hominal.
Trinomiologia: o trinômio erudição multidimensional–ectoplastia–irrompimento do
psicossoma; o trinômio pensamento-sentimento-energia (pensene).
Polinomiologia: o polinômio soma-energossoma-psicossoma-mentalsoma.
Antagonismologia: o antagonismo visão eletronótica / visão multidimensional; o anta-
gonismo intrafísico / extrafísico; o antagonismo robéxis / invéxis na determinação do nível de au-
tolucidez evolutiva; o antagonismo matéria / consciência; o antagonismo soma limitado / consci-
ência ilimitada; o antagonismo aparência / realidade.
Paradoxologia: o megaparadoxo da ilusão intrafísica; o paradoxo da Cosmovisão po-
der partir da autopesquisa intraconsciencial; o megaparadoxo Microcosmo-Macrocosmo; o pa-
radoxo do microuniverso do Serenão ser capaz de controlar o macrocosmo intrafísico e a recí-
proca não ser verdadeira; o paradoxo idiotismo somático–hiperacuidade intraconsciencial.
Politicologia: a política evolutiva de autossuperação da materialidade; a cosmocracia;
a conscienciocracia; a paracerebrocracia; a lucidocracia; a cosmoeticocracia; a ditadura da maté-
ria na vida da conscin de seriéxis trancada.
Legislogia: as leis da Física; as leis da Cosmoética e da multidimensionalidade aprendi-
das para superar a vida humana; a derrogação das leis intrafísicas pelo caminho evolutivo.
Filiologia: a materiofilia; a coerenciofilia; a debatofilia; a biofilia monopolizadora da vi-
são intrafísica; a idolofilia; a antropofilia; a xenofilia.
Fobiologia: a neofobia; a projeciofobia; a autocriticofobia; as parapsicofobias milenares;
a neofobia na ruptura com a visão materiológica; a hedonofobia; a autoparapesquisofobia.
Sindromologia: a síndrome da ectopia afetiva (SEA); a síndrome da abstinência da Ba-
ratrosfera (SAB); a síndrome da conscin eletronótica; a síndrome de Swendenborg.
4 Enciclopédia da Conscienciologia

Maniologia: a mitomania da materialidade ser a única realidade de manifestação da


consciência; a mania ilusória pelo poder personificada na figura do rei Sol (Luiz XIV, 1638–
–1715, França).
Mitologia: a megamitologia materialista; o descarte do mito da vida quadridimensional;
a desconstrução dos mitos ilusórios da intrafisicalidade.
Holotecologia: a parapsicoteca; a apriorismoteca; a experimentoteca; a consciencio-
teca; a abstrusoteca; a paradoxoteca; a teaticoteca.
Interdisciplinologia: a Omnidiscernimentologia; a Paradoxologia; a Autodiscernimen-
tologia; a Errologia; a Mesologia; a Intrafisicologia; a Oximorologia; a Parapercepciologia; a Ho-
losseriexologia; a Mentalsomatologia; a Parafenomenologia.

IV. Perfilologia

Elencologia: a conscin lúcida; a isca humana lúcida; o ser desperto; o ser interassistenci-
al; a conscin enciclopedista; a semiconsciex.

Masculinologia: o materialão; o eletronótico; o pesquisador convencional; o religioso


profissional; o guerrilheiro lavado e paralavado cerebralmente; o homem bomba; o paraconscien-
ciólogo; o epicon; o teleguiado; o evoluciólogo; o serenão; o transmigrado; o maxidissidente ma-
teriológico; o conscienciólogo.

Femininologia: a materialona; a eletronótica; a pesquisadora convencional; a religiosa


profissional; a guerrilheira lavada e paralavada cerebralmente; a gestante bomba; a paraconscien-
cióloga; a epicon; a teleguiada; a evolucióloga; a serenona; a transmigrada; a maxidissidente ma-
teriológica; a consciencióloga.

Hominologia: o Homo sapiens despertus; o Homo sapiens autolucidus; o Homo sapiens


extraphysicus; o Homo sapiens proexologicus; o Homo sapiens duplex; o Homo sapiens sa-
pientior; o Homo sapiens serenissimus.

V. Argumentologia

Exemplologia: megaparadoxo básico da ilusão intrafísica = a condição do cientista ele-


tronótico sem experiência autocomprovada quanto à multidimensionalidade; megaparadoxo avan-
çado da ilusão intrafísica = a condição do cientista eletronótico, materialão, inamovível, ignoran-
do as próprias experiências quanto à multidimensionalidade.

Culturologia: a cultura da hiperacuidade prevenindo a ilusão materiológica; a paracul-


tura das comunexes avançadas; a cultura das Cognópolis valorizando da Intrafisicologia à Inter-
dimensiologia Conscienciológica.

Experimentologia. Sob o enfoque da Autoconsciencioterapia, eis, por exemplo, 7 auto-


vivências teáticas, apresentadas na ordem lógica, capazes de contribuir para a autossuperação do
restringimento intrafísico, base da construção paradigmática materialista:
1. Autorreflexão. A autovivência da técnica da autorreflexão de 5 horas visando apro-
fundar a compreensão sobre o Cosmos.
2. Estado vibracional. A autovivência do estado vibracional profilático enquanto chave
para a autevolução lúcida.
3. Sinalética energética. A autovivência da sinalética energética parapsíquica pessoal
estudada ao longo do tempo, visando ampliar o nível de autocognição da extrafisicalidade a partir
dos sinais personalíssimos.
4. Projetabilidade lúcida. A autovivência da experiência fora do corpo com lucidez,
deflagrando a realidade extrafísica na forma de vacina antimaterialista.
Enciclopédia da Conscienciologia 5

5. Tenepessologia. A autovivência da tarefa energética pessoal (tenepes), diária e de


maneira vitalícia, estabelecendo conexão mais permanente com amparador técnico de função.
6. Megaeuforização. A autovivência da automegaeuforização de modo mais permanen-
te, deslindando a anticonflividade pessoal e as autopotencialidades cosmoéticas da consciência
aplicadas em favor de todos.
7. Cosmoconsciência. A autovivência do parafenômeno transcendente da expansão de
consciência com a sensação de unicidade com o Cosmos, servindo de divisor de águas na autevo-
lução.

VI. Acabativa

Remissiologia. Pelos critérios da Mentalsomatologia, eis, por exemplo, na ordem alfabé-


tica, 15 verbetes da Enciclopédia da Conscienciologia, e respectivas especialidades e temas cen-
trais, evidenciando relação estreita com o megaparadoxo da ilusão intrafísica, indicados para a ex-
pansão das abordagens detalhistas, mais exaustivas, dos pesquisadores, mulheres e homens inte-
ressados:
01. Autocenografia existencial: Paracosmovisiologia; Neutro.
02. Bairrismo: Intrafisicologia; Neutro.
03. Biofilia monopolizadora: Intrafisicologia; Nosográfico.
04. Conscin eletronótica: Intrafisicologia; Nosográfico.
05. Descrenciologia: Experimentologia; Homeostático.
06. Megaparadoxo evolutivo: Evoluciologia; Homeostático.
07. Mundividência traforista: Cosmovisiologia; Homeostático.
08. Neomesologia: Intrafisicologia; Neutro.
09. Paradoxo da autorreflexão: Paradoxologia; Neutro.
10. Paradoxo da Conscienciologia: Mentalsomatologia; Homeostático.
11. Paradoxo da unidade: Paradoxologia; Neutro.
12. Paradoxo desassediador: Desassediologia; Homeostático.
13. Paradoxo sutil: Paradoxologia; Neutro.
14. Prescindência das mãos: Manossomatologia; Homeostático.
15. Realidade oximorônica: Oximorologia; Neutro.

O MEGAPARADOXO DA ILUSÃO INTRAFÍSICA É A CONDI-


ÇÃO DE AMAUROSE EVOLUTIVA, VIVENCIADA POR BI-
LHÕES DE CONSCIÊNCIAS, AINDA ELETRONÓTICAS, INE-
BRIADAS PELO PSEUDORREALISMO DA MATERIALIDADE.
Questionologia. Você, leitor ou leitora, já se libertou das cangas da intrafisicalidade?
Quais posicionamentos vem adotando quanto ao poder temporário, ao prestígio e à posição social
intrafísica?

Filmografia Específica:

1. Edifício Master. País: Brasil. Data: 2002. Duração: 110 min. Gênero: Documentário. Idioma: Português.
Cor: Colorido. Legendado: Espanhol; (em DVD). Direção: Eduardo Coutinho. Elenco: Atores desconhecidos. Produ-
ção: Maurício Andrade Ramos; & João Moreira Salles. Desenho de Produção: Beth Formagini. Roteiro: Eduardo Cou-
tinho. Fotografia: Jacques Cheuiche. Montagem: Jordana Berg. Edição: Jordana Berg. Companhia: Video filmes. Ou-
tros dados: Prêmio de melhor Documentário no Festival de Gramado. Sinopse: Durante sete dias, a equipe de cinema fil-
mou o cotidiano dos moradores do Edifício Master, situado em Copacabana, zona sul carioca. O prédio tem 12 andares
e 23 apartamentos por andar. Ao todo são 276 apartamentos conjugados, onde moram cerca de 500 pessoas. Eduardo Cou-
tinho e equipe entrevistaram 37 moradores e conseguiram extrair histórias íntimas e reveladoras.
6 Enciclopédia da Conscienciologia

Bibliografia Específica:

1. Barros, Saulo C. Rêgo; Manual Prático de Expressões Estrangeiras: Para Professores, Estudantes e Pro-
fissionais de Texto; colaboradoras Neusa Ruiz Augusto; & Sandra Regina Pierrot O. Antezana; revisor Saulo Barros; 144
p.; 26 caps.; 14 refs.; 9 abrevs.; 5 cronologias; 1 enu.; 1 microbiografia; 9 siglas; alf.; 23 x 16 cm; br.; Disal; São Paulo,
SP; 2005; página 86.

M. D. S.