Você está na página 1de 5

Aula de teontologia 6 – Deus e o mal

Como o mal foi inserido na Terra?


O filósofo alemão Gottfried Leibniz (1646-1716) criou um termo para tentar justificar como é
possível Deus permitir a existência do mal.
TEODICÉIA

Assim, a teodiceia procura mostrar que é razoável acreditar em Deus, apesar das evidências de
mal no mundo e oferece uma estrutura que pode explicar por que o mal existe.

Teodicéias em ´´Viver desespero ou esperança``


Caio Fábio

O mal sempre existiu - mesmo antes da queda de Satanás e da do homem como antítese
conceitual do bem. Deus é o padrão da santidade e a santidade é o padrão de Deus. Nesse sentido,
o mal existia como alternativa abstrata e conceitual, pois tudo quanto Deus era em expressão
concreta de Sua santidade determinava a existência do mal como conceito alternativo, oposto à
maneira real de Deus ser. Donde concluímos que o "bem real" é eterno como expressão da
santidade de Deus, mas que o "mal conceitual" também é eterno como antítese do "bem real". (Pg.
5-6)
Deus não cria robôs, máquinas de executar a sua vontade. E isso certamente inclui o homem
na sua livre vontade de ser o que quer ser. Deus criou o homem para louvá-Lo, mas esse louvor
seria ridículo, se o homem fosse um andróide. Por isso, Deus nos deu livre arbítrio, liberdade para
escolher.
No entanto, não há liberdade que se caracterize como tal, sem critérios e sem referências. No caso
do homem, essa disposição de louvar a Deus por vontade própria tinha que ser demonstrada. O
amor que não é provado não se revela plenamente. A obediência que não é testada não se revela
na forma maravilhosa da fidelidade.
Deus então determina um mandamento para a referência da obediência e da livre vontade do
homem. O mandamento é simples, o objeto posto como referência é mais simples ainda, porém os
efeitos oriundos da desobediência seriam trágicos porque revelariam o livre desejo de "viver para
o eu" ao invés de "viver para Deus".

Qual é a Teodiceia bíblica com relação ao Ser humano?


• A Bíblia vai explicar a origem do mal com a história da queda.
• Onde esta história esta relatada?Gn.3:1 – 24

Compreensão panorâmica da passagem


O centro dessa questão é a pretensão de ser como?
Deus
A Usurpação do lugar do Deus verdadeiro faz o ser humano tornar-se?
Auto suficiente

A AUTO-SUFICIÊNCIA E O MAL
A auto-suficiência é a mãe de todos os males, que são apenas conseqüência dela.
Desse modo, as relações ficam distorcidas e quebradas, tanto dos homens com Deus, como
entre si mesmos e com a natureza. Nesse clima gerado pelo mal, que tende a se multiplicar,
o caminho já não leva para a vida, mas para a morte (vv. 22-24). Tudo perdido? Não.
Diante do mal gerado pelo homem, Deus promete o quê?
Uma descendência que estará comprometida com o projeto de Deus, projeto este que
triunfará sobre todo o mal. Gn.3:15

O Contexto do Capítulo 3
Nos capítulos um e dois, lemos sobre a criação perfeita que Deus avaliou como sendo "boa"
(cf. 1:10, 12, 18, 21). No capítulo quatro nos deparamos com ciúme e assassinato. Nos
capítulos seguintes a raça humana vai de mal a pior. O que aconteceu? Gênesis três tem a
resposta a essa pergunta.

Como Deus criou a terra?


A mulher companheira do homem, - a terra produzindo árvores e frutos abundantes; - o
trabalho seria leve como cuidar de um jardim; - a fertilidade da terra garantida; - os animais
servindo ao homem; - Deus um amigo íntimo do homem. A vida abundante.
E a responsabilidade ? Havia uma proibição. De toda a árvore do jardim comerás livremente,
mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que
dela comeres, certamente morrerás.Gênesis 2:16,17

(Quem irá discordar de Deus?)


A serpente contradiz Deus: "De modo algum morrereis" (Gn 3,4).

Leia com atenção e descubra um problema no discurso do texto abaixo


Ora, a serpente era mais astuta que todas as alimárias do campo que o SENHOR Deus tinha
feito. E esta disse à mulher: É assim que Deus disse: Não comereis de toda a árvore do
jardim?
E disse a mulher à serpente: Do fruto das árvores do jardim comeremos,
Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem
nele tocareis para que não morrais.
Então a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis.
Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereis
como Deus, sabendo o bem e o mal.
E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore
desejável para dar entendimento; tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido,
e ele comeu com ela.
Então foram abertos os olhos de ambos, e conheceram que estavam nus; e coseram folhas
de figueira, e fizeram para si aventais. Gênesis 3:1-7

De repente, porém, Eva reconhece como seria bom comer dessa árvore. Ela sente a
atração de transpor o mandamento de Deus. E assim Eva cede à tentação da
serpente com três justificativas.
A primeira justificativa: O mal atrai. Ele seduz. A fruta proibida têm um gosto
particularmente delicioso. É a tentação de violar uma lei, de sentir-se livre de qualquer
limitação por mandamentos e proibições. A tentação de explorar e ultrapassar os limites.
A segunda justificativa: A árvore é bonita. Essa é a estética do mal. Na Bíblia, a beleza é
um rastro que Deus deixou na criação. Deus viu que tudo era bonito (Gn 1,31). Mas existe
também uma beleza do mal, que cega o ser humano para a beleza verdadeira de Deus.
E a terceira justificativa: O ser humano se torna inteligente quando viola a Palavra de Deus.
O mal seduz o ser humano com a promessa deste se tornar mais inteligente, algo que a
pessoa que permanece fiel à lei de Deus não reconhece. Ele abrirá os olhos e perceberá por
conta própria o que é mal e o que é bom. Mas essa suposta inteligência é convertida em seu
oposto. Adão e Eva não reconhecem Deus nem o bem e o mal. Reconhecem apenas que
estão nus. Eles sentem vergonha um do outro e perdem sua ingenuidade, sua alegria
ingênua sobre si mesmos e seu companheiro. Na verdade, perdem a capacidade de aceitar
a si mesmo e o outro como são. O mal, o pecado é a origem do Relativismo.

Deus através de Gênesis 3, revela muitos ensinos


Não podemos ignorar as estratégias de Satanás (2 Coríntios 2:11).
A maneira como ele tenta foi repetida no testemunho de nosso Senhor no deserto (Mateus
4:1-11; Lucas 4:1-2). E ele continua a nos tentar da mesma forma ainda hoje.
Nosso mundo é uma mistura de beleza e de crueldade, de encanto e de horror. A beleza
que ainda resta é evidência da bondade e da grandeza do Deus que criou todas as coisas
(cf. Romanos 1:18 e ss).
As coisas horríveis são evidência da pecaminosidade do homem (Romanos 8:18-25).

No entanto, a Bíblia conhece o lado espiritual-celestial para explicar o mal.


Trata-se da queda dos anjos.
O que diz o Profeta Isaias?
"Como caíste do céu astro brilhante, filho da aurora? Como foste arrojado por terra,
tu que vencias as nações? E tu dizias em teu coração: 'Subirei até o céu, acima das
estrelas de Deus estabelecerei o meu trono. Tomarei assento no monte da
Assembleia, nos confins do norte. Subirei ao cume das nuvens, serei semelhante ao
Altíssimo'. Mas serás lançado na morada dos mortos, no fundo da cova" (Is 14,12-15).
A história gira em torno do orgulho do líder dos anjos. Ele queria ser maior do que Deus.
Assim, Deus o lançou na mais profunda escuridão. A Segunda Epístola de São Pedro remete
a essa passagem, quando diz: "Deus não poupou os anjos que pecaram, mas precipitou-os
nos abismos tenebrosos do inferno, reservando-os para o juízo" (2Pd 2,4). Aqui o mal
também havia sido criado originalmente como anjo bom. Mas o orgulho, a recusa de adorar
Deus e de se subordinar a Ele fez com que os anjos caíssem, fez com que anjos bons se
transformassem em demônios maus.

Os atributos de Deus, revelados em Gênesis 3, são:


Deus é Santo, Gn.3:1-5 Ora, a serpente era mais astuta que todas as alimárias do campo
que o SENHOR Deus tinha feito. E esta disse à mulher: É assim que Deus disse: Não
comereis de toda a árvore do jardim? E disse a mulher à serpente: Do fruto das árvores do
jardim comeremos,
Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem
nele tocareis para que não morrais. Então a serpente disse à mulher: Certamente não
morrereis. Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos,
e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal. Gênesis 3:1-5
Deus é Amor, Gn.3:8 – 15 E ouviram a voz do Senhor Deus, que passeava no jardim pela
viração do dia; e esconderam-se Adão e sua mulher da presença do Senhor Deus, entre as
árvores do jardim. E chamou o Senhor Deus a Adão, e disse-lhe: Onde estás?
E ele disse: Ouvi a tua voz soar no jardim, e temi, porque estava nu, e escondi-me.
E Deus disse: Quem te mostrou que estavas nu? Comeste tu da árvore de que te ordenei
que não comesses?Então disse Adão: A mulher que me deste por companheira, ela medeu
da árvore, e comi.E disse o Senhor Deus à mulher: Por que fizeste isto? E disse a mulher:
A serpente me enganou, e eu comi.Então o Senhor Deus disse à serpente: Porquanto fizeste
isto, maldita serás mais que toda a fera, e mais que todos os animais do campo; sobre o teu
ventre andarás, e pó comerás todos os dias da tua vida.E porei inimizade entre ti e a mulher,
e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o
calcanhar.Gênesis 3:8-15
Deus é Justo Gn.3: 9 – 24 E à mulher disse: Multiplicarei grandemente a tua dor, e a tua
conceição; com dor darás à luz filhos; e o teu desejo será para o teu marido, e ele te
dominará.
E a Adão disse: Porquanto deste ouvidos à voz de tua mulher, e comeste da árvore de que
te ordenei, dizendo: Não comerás dela, maldita é a terra por causa de ti; com dor comerás
dela todos os dias da tua vida. Espinhos, e cardos também, te produzirá; e comerás a erva
do campo. No suor do teu rosto comerás o teu pão, até que te tornes à terra; porque dela
foste tomado; porquanto és pó e em pó te tornarás. E chamou Adão o nome de sua mulher
Eva; porquanto era a mãe de todos os viventes. E fez o Senhor Deus a Adão e à sua mulher
túnicas de peles, e os vestiu. Então disse o Senhor Deus: Eis que o homem é como um de
nós, sabendo o bem e o mal; ora, para que não estenda a sua mão, e tome também da
árvore da vida, e coma e viva eternamente, O Senhor Deus, pois, o lançou fora do jardim do
Éden, para lavrar a terra de que fora tomado. E havendo lançado fora o homem, pôs
querubins ao oriente do jardim do Éden, e uma espada inflamada que andava ao redor, para
guardar o caminho da árvore da vida. Gênesis 3:16-24