Você está na página 1de 15

25/03/2015

Universidade Federal do Piauí


Centro de Ciências da Saúde
Disciplina: Biofísica

Soluções

Tópicos da aula

1. Classificação
2. Unidades de Concentração
3. Regras de diluição

Sugestão para ler:

Heneine, I. – Biofisica Básica – ed. Atheneu – Cap. 6 – Soluções em Biologia. p107-120

1
25/03/2015

1. Classificação

Solução é uma mistura homogênea de substâncias

“Solução é mistura unifásica de mais de um componente”


Heneine, I.

1. Classificação

Suspensão é uma mistura heterogênea de substâncias

2
25/03/2015

1. Classificação

Sangue

Solução ou Suspensão?

1. Classificação

Exemplos de soluções

Em uma solução os componentes estão misturados de tal forma que somente um


processo que altere o estado original desses componentes poderia decompor essa
mistura

3
25/03/2015

1. Classificação

Solubilidade: quantidade máxima de soluto que pode ser dissolvida


em um determinado solvente formando uma solução

Solução insaturada
100 ml de água + 30g de NaCl

Solução Saturada
100 ml de água + 36g de NaCl

4g de NaCl
• Diluída
• Concentrada
• Saturada
• Supersaturada

1. Classificação

Critérios de solubilidade:

• Insolúvel: solubilidade menor a 0,01 mol/litro de solvente


• Parcialmente solúvel: solubilidade entre 0.01 e 0,1 mol/ litro de solvente.
• Solúvel: solubilidade maior a 0,1 mol/ litro de solvente.

• Exemplos:

4
25/03/2015

1. Classificação

Fatores que afetam a solubilidade

Temperatura
• Exemplo: Solução de FeCl2 em água

Mais
Diluída Saturada Superaturada
concentrada

1. Classificação

Fatores que afetam a solubilidade

Temperatura

Curvas de Solubilidade

5
25/03/2015

2. Unidades de Concentração

Concentração (C):
C = Quantidade de Soluto
Quantidade de Solução

Expressão de Concentrações

Porcentual (g% ou %)= grama de soluto ⁄ 100 ml de solução


Também % V ⁄ V: ml de soluto ⁄ 100 ml de solução

Molar (M ou mol/l) = moles de soluto ⁄ litro de solução

Molal (m) = moles de soluto / kg de solvente

2. Unidades de Concentração

Como preparar uma solução?


1. Pesar sempre em primeiro lugar o soluto

2. Transferir para vidrarias de precisão

3. Completar com o solvente até o volume


calculado anteriormente

6
25/03/2015

2. Unidades de Concentração

Exemplo 1: Um pesquisador deseja preparar 200ml de uma solução de NaCl 5%.


Calcule quantos gramas de NaCl são necessários para o preparo da solução.

Exemplo 1:
- 200 ml de uma solução de NaCl 5%

100 ml de solução ---------- 5gr de NaCl


200 ml de solução ----------x

X = 10 gramas de NaCl

2. Unidades de Concentração

Exemplo 2: Foi solicitado ao setor de manipulação hospitalar uma solução de glicose a


8%. Quantos gramas são necessários para o preparo de tal solução?

Exemplo 2:
- 250 ml de uma solução de glicose 8%

100 ml de solução ---------- 8gr de glicose


250 ml de solução ----------x

X = 20 gramas

7
25/03/2015

2. Unidades de Concentração

Exemplo 3: Como calculamos a massa de glicose que devemos utilizar para preparar
500ml de uma solução de glicose 0,15M?

Exemplo 3:
C6H12O6
- 500 ml de uma solução de glicose 0.15M C = 12
1 mol de glicose ---------- 180gr de glicose
H=1
0,15 mol de glic ----------- x O = 16
Molglicose= 12*6+1*12+16*6
X = 27gr de glicose

PM= 180
1000 ml de solução ---------- 27gr de glicose
500 ml de solução ----------- x

X = 13,5gr de glicose

2. Unidades de Concentração

Exemplo 3: Como calculamos a massa de glicose que devemos utilizar para preparar
500ml de uma solução de glicose 0,15M? (outra forma de calcular)

Exemplo 3:
C6H12O6
- 500 ml de uma solução de glicose 0.15M C = 12
M= massa (g) H=1
mol x Litro O = 16
Molglicose= 12*6+1*12+16*6
0,15 = massa (g)
180 x 0,5 PM= 180

Massa (g) = 13,5g de glicose

8
25/03/2015

2. Unidades de Concentração

Outras formas de expressar as unidades de concentração

1- Miligramas por cento (mg%) – soluto mg


100ml de solução

2- Miligramas por militro (mg/ml) - soluto mg


100ml de solução

3- Partes por milhão (p.p.m)- 1 parte por milhão corresponde a 1mg/Litro


ex = 3ppm = 3mg/L
20ppm = 20mg/L

2. Unidades de Concentração

Conversão de concentrações
1. Percentual em molar

Cmolar = g% x 10

peso molecular

Exemplo 4: Qual a molaridade de uma solução de glicose a 5%? (peso molecular de


glicose = 180)

Cm = 5 x 10 = 0,278 M
180

9
25/03/2015

2. Unidades de Concentração

Conversão de concentrações
2. Molar em Percentual

C% = molaridade x peso molecular

10

Exemplo 5: Qual a concentração percentual de uma solução de 0,10 M de NaCl? (peso


molecular de NaCl = 58,5)

C% = 0,10 x 58,5 = 0,585 g%


10

2. Unidades de Concentração

Osmolaridade
Dissolução de moleculas de um soluto em meio aquoso (Solvólise)

NaCl Na ……….. Cl
H2O

[plasma sanguineo] = 300 mosmol = total de partículas dispersas no


sangue

Osmol = ? Como Calcular?

10
25/03/2015

2. Unidades de Concentração

Osmolaridade
Quando solutos não se dissociam

COSM = CM

Quando solutos se dissociam completamente

COSM = n x CM

n = numero de partículas dissociadas

2. Unidades de Concentração

Osmolaridade
Quando solutos se dissociam completamente

Exemplo 6: Qual a concentração osmolar de NaCl 0,1M? (peso molecular de NaCl = 58,5)

NaCl – dissocia duas moleculas

COSM = 0,1 x 2 = 0,2 osmolar

Exemplo 7: Qual a concentração osmolar de CaCl2 0,15M?

CaCl2 – dissocia três moleculas

COSM = 0,15 x 3 = 0,45 osmolar

11
25/03/2015

2. Unidades de Concentração

Solutos Multiplos
Se não reagem entre si deve-se somar as concentrações

Exemplo 8: Qual a molaridade e osmolaridade de uma solução contendo 0,1M de NaCl


+ 0,15 M de KCl + 0,20 M de glicose.

Molar Osmolar

NaCl – 0,10 NaCl – 0,10 x 2 – 0,20


KCl – 0,15 KCl – 0,15 x 2 – 0,30
Glicose – 0,20 Glicose – 0,20 x 1 – 0,20
= 0,45M = 0,70 Osm

2. Unidades de Concentração

Solutos com dissociação parcial

COSM = CM + CM α(n-1)
α = coeficiente de dissociação

12
25/03/2015

2. Unidades de Concentração

Solutos com dissociação parcial


COSM = CM + CM α(n-1)

Exemplo 9: Dados que uma solução de 1x 10-2 M de ácido acético e coeficiente de


dissociação 4,10 x 10-2 M. Qual osmolaridade da solução? (Nota: o acido acético produz
duas partículas, logo n = 2)

COSM = 1x 10-2 + (1x 10-2 x 0,41 x (2-1))

COSM = 0,010004105 osm

3. Regras de diluição

Comparando Soluções
-Pela concentração
Q = C.V
-Pela quantidade de soluto

Q = quantidade do componente a ser comparado


C = concentração (qualquer unidade)
V = volume (qualquer unidade)

13
25/03/2015

3. Regras de diluição

Exemplo 10: Um anestésico de uso intravenoso age na dose de 4mg/kg de massa


corporal. De acordo com o fabricante a concentração do medicamento está a 10mg/mL
na ampola e o paciente pesa 80kg. Qual o volume a ser injetado?
Dose ativa: 4mg/kg
Concentração 10mg/mL
10mg ---- 1 mL
Paciente : 80kg
Volume a injetar: ? mL
64mg ---- Y mL

4mg ----- 1 kg
Y = 6,4 mL
X ----- 80 kg

X = 64mg (total que


necessito para injetar)

R: Preciso injetar 6,4 mL do anestésico

3. Regras de diluição

Exemplo 11: Como preparar uma solução de 500 ml de NaCl 0,9% a partir de uma
solução NaCl 18%?

C1.V1= C2.V2

18 x V1= 0,9. 500

25 ml

14
25/03/2015

Bibliografia

1. GUYTON, A.C.; HALL, J.E. Tratado de Fisiologia Médica. 12ª edição. Rio de
Janeiro: Elsevier, 2011.

2. HENEINE, I.F. Biofísica Básica. São Paulo: Atheneu, 2002.

3. DURAN J.H.R. Biofisica - conceitos e aplicações. 1° edição. São Paulo: Pearson


Education, 2011.

4. GARCIA, E.A.C. Biofisica. São Paulo: Sarvier, 2002.

5. SILVERTHORN, D. U. Fisiologia Humana, uma abordagem integrada. 5ª edição.


São Paulo: Artmed, 2010.

15