Você está na página 1de 33

DIMENSIONAMENTO DE PEÇAS Construções em

Madeira
COMPRIMIDAS Prof. Felix Silva Barreto
DIMENSIONAMENTO DE PEÇAS
COMPRIMIDAS
Estados Limites
 Esmagamento das fibras;
 Flambagem por flexão;
PEÇAS CURTAS: Λ≤ 40

Uma peça de madeira é denominada curta


quando apresenta índice de esbeltez menor ou
igual a 40. A forma de ruptura caracteriza-se
por esmagamento da madeira e a condição de
segurança da NBR 7190/97 é expressa por:

σ csd = Ncsd/Ag≤ ʃCRD


PEÇAS SEMI-ESBELTAS: 40 < Λ ≤ 80
A forma de ruptura das peças medianamente esbeltas
pode ocorrer por esmagamento da madeira ou por
flambagem à flexão decorrente da perda de
estabilidade.

Condição de segurança
PEÇAS SEMI-ESBELTAS: 40 < Λ ≤ 80
Peças engastadas em uma extremidade e livres na outra => L0 = 2L
PEÇAS ESBELTAS: Λ > 80
A forma de ruptura das peças esbeltas ocorre por flexão causada
pela perda de estabilidade lateral. Neste caso, a condição de
segurança relativa ao estado limite último de instabilidade impõe a
relação

Condição de segurança
PEÇAS ESBELTAS: Λ > 80

onde e1ef é a excentricidade efetiva de 1a ordem, expressa por

ea é a excentricidade acidental mínima com valor ≥ h/30 ou L0 /


300
ec é a excentricidade suplementar de primeira ordem que
representa a fluência da madeira, expressa por:
EXERCÍCIOS
1. Verificar se uma barra de treliça, L0 = 133 cm, seção
transversal de 2 (3 cm x 12 cm), é suficiente para resistir a uma
solicitação
Carga de:
longa duração: - 6,75 KN
Vento de pressão: -2,94 KN
Considerar: Dicotiledônea – classe C 60
Classe de umidade = 1.
RESOLUÇÃO

Propriedades Geométricas
 A=72 cm2
 Imín=864 cm4
 imín =3,46 cm
 λ = 38 < 40 – Peça curta
RESOLUÇÃO
Solução:

2. Cálculo da Tensão Resistente

Kmod = kmod1 x kmod2 x kmod3


kmod1 = 0,7 (longa duração)
kmod2 = 1,0 (classe de umidade 2)
kmod3 = 0,8 (2ª Categoria)
Kmod = 0,7 x 1,0 x 0,8 = 0,56
Solução:
RESOLUÇÃO
2. Cálculo da Tensão Resistente

Kmod = 0,56
ƒcrd = (kmod x fc0,k) / 1,4
ƒcrd = (0,56 x 6) / 1,4 = 2,4 KN/cm2

2. Cálculo da Tensão Solicitante


Nsd = 6,75 x 1,4 + 2,94 x 1,4 x 0,75 = 12,54 KN/cm²

= 12,54 / (72) = 0,17 KN/cm²


EXERCÍCIOS
Qual a força máxima
acidental que pode ser
aplicada no pilar de peroba
rosa da Figura 37, sabendo
que a força permanente vale
Ngk = 160 KN? Considere
que o carregamento é de
longa duração, a madeira é
usual, a classe de umidade do
local da construção é 2. fc0,k
= 2,95 KN/cm2 (peroba
rosa)
RESOLUÇÃO
λy = 39,3

= 1,18

Peça curta 0 < λ ≤ 40


Nqk = 92,86 KN
EXERCÍCIOS
Verificar se a barra do banzo da treliça abaixo, L0 = 169 cm,
seção transversal 2 (6 cm x 12 cm), é suficiente para resistir a
uma solicitação de:

Carga de longa duração= -70,97


KN
Vento de pressão = -31,48 kN
Madeira:
Dicotiledônea – classe C 60,
Classe de umidade = 1
RESOLUÇÃO
Propriedades gráficas:
 Área = 2 x ( 6 x 12) = 144 cm² 169/3,146 = 48,84
 Ix = 2 x 6x12³/12 = 1728 cm4 40 < λ ≤ 80
 rx = raiz (1728/144) = 3,46 cm Semi esbelta

Ncsd = 70,97 x 1,4 + 31,48 x 1,4 x 0,75 = 132,41 kn


Kmod = kmod1 x kmod2 x kmod3
kmod1 = 0,7 (longa duração)
kmod2 = 1,0 (classe de umidade 2)
kmod3 = 0,8 (2ª Categoria) ƒcrd = (0,56 x 6) / 1,4
Kmod = 0,7 x 1,0 x 0,8 = 0,56 ƒcrd = 2,4 KN/cm2
RESOLUÇÃO
0,51 < 1 ok

= 132,41/ (144) = 0,92 KN/cm²


Verificar pilar de peroba rosa da Figura
38, sabendo que a ação permanente
vale Ngk = 20,80 KN e a ação variável
causada pelo efeito do vento vale Nqk
= 5,20 KN. Considere que o
carregamento é de longa duração, a
madeira é usual, a classe de umidade
do local da construção é 2 e as cargas
permanentes são de grande
variabilidade.A resistência e a rigidez
da madeira são: fc0,k = 2,95 KN/cm2
Ec0,m = 1467,40 KN/cm2.
RESOLUÇÃO
EXERCÍCIOS
Verificar se a barra do banzo da treliça abaixo, L0 = 169 cm,
seção transversal 6 cm x 16 cm, é suficiente para resistir a uma
solicitação de:

Carga de longa duração = -24 KN


Vento de pressão = -5,64 KN
Considerar: Madeira: Dicotiledônea –
classe C 60
Classe de umidade 1
RESOLUÇÃO

Propriedades geométricas:
 A = 96 cm2
 Imín = 288 cm4
 imín = 1,73 cm
 λ = 98 > 80 􀃆 Peça esbelta

 Ncsd = 24 x 1,4 + 5,64 x 1,4 x 0,75 = 39,52 KN


 Kmod = 0,56
 f0,d = 2,4 KN/cm²
= 0,41 KN/cm²
ec é a excentricidade suplementar de primeira ordem que
representa a fluência da madeira, expressa por:

e = 2,718281
eig excentricidade inicial oriunda do carregamento permanente
M1g,d é o cálculo do momento fletor devido apenas às ações permanentes
Verificar o pilar de peroba rosa submetida às cargas conforme
ilustra abaixo. Considerar o carregamento de longa duração, a
madeira usual, a classe de umidade do local da construção é 2 e
as cargas permanentes são de grande variabilidade. A resistência
e a rigidez da madeira são: fc0,k = 2,95 KN/cm²; Ec0,m =
1467,40 KN/cm²; Ngk= 13,00 KN (ação permanente); Nqk=
3,40 KN (ação variável)
ec é a excentricidade suplementar de primeira ordem que representa a
fluência da madeira, expressa por:

e = 2,718281

eig excentricidade inicial oriunda do carregamento permanente


M1g,d é o cálculo do momento fletor devido apenas às ações permanentes
= 0,41 KN/cm²