Você está na página 1de 40

OS ELEMENTOS DE

SEGURANÇA CONTRA
INCÊNDIO E SUA INFLUÊNCIA
NO ESCAPE DE PESSOAS EM
SINISTROS

Expositor: Jaime Oliveira


Eng. Seg. Trab.
FATORES A SEREM CONSIDERADOS NO FOGO
COMBURENTE COMBUSTÍVEL

OXIGÊNIO DO AR QUÍMICA ORGÂNICA


MISTURA INFLAMÁVEL ESTADO DA MATÉRIA
SUBSTÂNCIA OXIDANTE MASSA ESPECÍFICA
VENTILAÇÃO FOGO SUPERFÍCIE ESPECÍFICA
PIRÓLISE
VENTO EVAPORAÇÃO
INCÊNDIO
SUBLIMAÇÃO
PONTO DE FULGOR
CHAMA
CARGA INCÊNDIO
BRASA

ENERGIA
CALOR - RAZÃO DE DESENVOLVIMENTO
CONDUÇÃO - CONVECÇÃO - RADIAÇÃO
CALOR ESPECÍFICO -PODER CALORÍFICO
CALOR DE FORMAÇÃO E DE EVAPORAÇÃO
REAÇÃO EXOTÉRMICA
TAMANHO DA FONTE INICIAL
REAÇÃO EM CADEIA
MECANISMO DE IGNIÇÃO DOS COMBUSTÍVEIS

FAÍSCA-CHAMA
PIRÓLISE AR FAGULHA
VAPOR E GASES MISTURA IGNIÇÃO
SÓLIDO COMBUSTÍVEIS EXPLOSIVA

EVAPORAÇÃO FAÍSCA-CHAMA
AR FAGULHA
LÍQUIDOS VAPOR MISTURA
INFLAMÁVEIS COMBUSTÍVEL EXPLOSIVA IGNIÇÃO

FAÍSCA-CHAMA
AR FAGULHA
GÁS MISTURA
COMBUSTÍVEL EXPLOSIVA IGNIÇÃO
SUPERFÍCIE ESPECÍFICA

1 m2
TRANSFERÊNCIA DO CALOR (ENERGIA)
- CONDUÇÃO
- CONVECÇÃO
- IRRADIAÇÃO
EFEITO DAS PAREDES NO TAMANHO DAS CHAMAS

Quando um pacote combustível queima longe da parede, o ar está


livre para fluir dentro da pluma em todas as direções e se mistura
com os gases combustíveis.
isto traz ar para combustão na zona de chama e esfria a parte
superior da pluma por meio pela entrada
deste ar.
EFEITO DAS PAREDES NO TAMANHO DAS CHAMAS

Se o pacote combustível ou a pluma de fogo é contra a parede


(não é no canto da parede) o tamanho de chama eleva a 30%
maior a temperatura absoluta na camada quente.
EFEITO DAS PAREDES NO TAMANHO DAS CHAMAS

Quando o mesmo pacote combustível ou


a pluma de fogo está no canto da parede)
o tamanho de chama eleva a 70% maior
a temperatura absoluta na camada
quente.
EFEITO DAS PAREDES NO TAMANHO DAS CHAMAS
PROPAGAÇÃO NA HORIZONTAL

7 VEZES A CHAMA VERTICAL


ACIMA DA LAJE
CURVA NORMAL DO INCÊNDIO
CELULÓSICO
CURVA NORMAL DO INCÊNDIO
CELULÓSICO
Movimento da fumaça
Propagação de incêndio em
estruturas
PROPAGAÇÃO DO INCÊNDIO
EM UM COMPARTIMENTO

-
h/2 CORRENTE EXOFOCAL
H2O CO
O2
CO2 C
N2 N2 O2
PN O2 O2 h
O2 N2
ZONA DE COMBUSTÃO
h/2

+ ZONA DE CRAKING CORRENTE ENDOFOCAL

SÉRGIO ARAÚJO - 1996


Propagação de incêndio em
estruturas (efeito chaminé)
Movimento da fumaça
Movimento da fumaça
Movimento da fumaça
Comportamento humano nos
•Ação da fumaça incêndios
- Componentes gasosos
- Componentes sólidos
•Anoxia
•Hipoxia
•Monóxido de Carbono (CO)
•Ação do calor
•Pânico
- Histórico
- Fatores predisponentes
- Mecanismo fisiológico
- Fuga x Luta x Inércia
- Perda do senso de avaliação
- Características comportamentais
- Aglutinação x Convergência
- Dinâmica de controle
Riscos ao escape
1. Perda da visibilidade com a fumaça
- Partículas sólidas ( C )
- Gases (HCl, H2S)
- Escurecimento ambiental
2. Intoxicação e envenenamento pela fumaça
- Partículas sólidas
- Gases (CO, H2S)
3. Hipoxia/Anoxia
4. Asfixia mecânica (CO2,)
5. Falta de sinalização no piso
6. Deficiência de ventilação
7. Multidão sem liderança
8. Multidões vulneráveis
- Deficientes Motores, Visuais e Auditivos
- Grávidas, Crianças, Idosos
- Cardiopatas
9. Carga incêndio obstruindo escape
Oxihemoglobina (Ohb) e Carboxihemoglobina (Cohb)

Capilar Pleura
Artéria Pulmonar
Pulmonar Pulmonar

Alvéolos Sacos
Pulmonares Alveolares
Veia

01 Ohb 04 COhb
Não há troca gasosa com CO - asfixia química

21% Oxigênio 17%


0,04% Dióxido carbono 4,04%
78 % Nitrogênio 78%
0,96% Gases nobres 0,96%

INALAÇÃO EXALAÇÃO
Toxicidade pelo CO
MORTES EM
INCÊNDIOS
100%

Sobrevivência durante Sobrevivência durante


menos de 6 h mais de 6 h
80% 20%

COHb>50% COHb<50% Pulmão Queimaduras

48% 32% 10% 10%

COHb 30 -50% CO não teve


+ HCN e/ou dano cardíaco influencia ( < 30% COHb) LEGENDA
CO - Monóxido de Carbono
16% 16% COHb - CarboxiHemoglobina
HCN - Gás Cianídrico

(Berl & Halpin, 1979)


Rápida exposição Causas diversas ou desconhecidas
ao calor ( quedas, ataques cardíacos etc.)
8% 8%
Riscos ao escape ( hipoxia)
Riscos ao escape (gases tóxicos)
Princípios gerais de escape
Fatores limitantes ao escape:
5 - Restrição à mobilidade :
- em função da idade,
- devido a deficiência física ( visual, motora,
auditiva ),
- devido a restrição temporária
(gestante,acidentado),
6 - Alta densidade populacional;
7 - Desconhecimento do lugar;
8 - Desconhecimento de como proceder;
9 - Pânico;
10 - Distância da saída principal e,
11 - Iluminação e sinalização inadequada/insuficiente
ou inexistente.
Princípios gerais de escape
Fatores limitantes ao escape:

1 - Altura;
2 - Compartimentação;
3 - Obstáculos;
4 - Senso dos ocupantes :
- em função da idade: muito jovens ou muito
idosos,
- em função do sono ou cansaço,
- em função do uso de narcóticos: drogas,
álcool, remédios etc,
Características do escape
Formas de escape
•Multidão deixando um cinema - Uma onda
simultânea de pessoas em pressa,
•Ala de hospital - Duas vias rápidas de tráfego,
superposta por uma via de movimento muito lento,
•Edifício de escritórios - Possívelmente densa mas
mais ordenada devido ao fato que as pessoas conhecem
umas as outras e seus comportamentos,
Características do escape
•Edifício residencial - De difícil controle, devido ao fato de
encontrarem-se populações vulneráveis, falta de treinamento
de combate a incêndio e escape,

•Shopping Centers - Ocupação das áreas de escape por mesas e cadeiras,


grande concentração de veículos estacionados, escadas rolantes,
falta de compartimentação, efeito “labirinto”, poluição visual.

•Escolas - Crianças em grupo e sob disciplina, entretanto mais suscetíveis


ao pânico ou ações perigosas se não controladas.
Elementos de segurança contra
incêndio
1. Propagação do incêndio
a) Carga e distribuição dos combustíveis
b) Materiais de acabamento e sua localização
c) Detalhes da construção que influenciam o
movimento do fogo e dos produtos da combustão
d) Desenho arquitetônico
Elementos de segurança contra
incêndio
2. Movimento de fumaça, gases e fogo
a) Geração
b) Movimento
- Movimento natural de ar
- Movimento mecânico de ar
c) Controle
- Ventilação
- Barreiras
- Pressurização
d) Proteção dos ocupantes
- Escape
- Espaços de refúgio
Elementos de segurança contra
incêndio
3. Deteçção, alarme e comunicações
a) Ativação
b) Sinalização
c) Sistemas de comunicação: ocupantes e Corpo de Bombeiros
- Tipo ( automático ou manual)
- Sinal (áudio ou visual)
4. Sistemas de supressão
a) Automático
b) Manual
c) Especial
Elementos de segurança contra
incêndio (cont.)
5. Operações de combate a incêndio
a) Acesso
b) Busca e Salvamento
c) Ventilação
d) Extinção
- Equipamentos
e) Proteção contra colapsos estruturais

6. Integridade estrutural
a) Construção de sistema estrutural ( resistência ao fogo)
b) Compartimentação
c) Estabilidade
Elementos de segurança contra
incêndio (cont.)
7. Projeto do local
a) Proteção das exposições
b) Operações de combate a incêndio
c) Segurança do pessoal
d) Outros ( suprimento de água, tráfego e
acesso)

8. Planos específicos
a) Escape
b) Emergência
c) Análise de riscos
d) Controle de usuários/moradores
Elementos de segurança contra
incêndio (cont.)
9. Capacitação frente a emergências
a) Formação de brigadas de combate a
incêndio
b) Requalificação das brigadas de combate
a incêndio
c) Capacitação de usuários/moradores
d) Exercíçios de escape
e) Simulados locais