Você está na página 1de 105

Me Leva - Agepê

Introdução: F G7 Em A7 Dm Em F F#o G7

C C7
C G7 esquecer
Tudo nasceu de brincadeira F C
Am E7 E me tirou do paraíso
Nas cordilheiras da ilusão G7 C G7
F C Sem um sentido pra viver
Veio num vento sem destino C
D7 G7 Me leva óh, vento
Amor menino fez paixão E7
C G7 Me leva pra ela
Foi me invadindo pouco a pouco Am
Am E7 Me leva
Me deixou louco de prazer E7
F C Me faça ficar junto dela
Depois subiu no mesmo vento F G7
D7 G7 É desse amor que eu preciso
Fiquei aos poucos sem você Em A7
F C Preciso e não posso esquecer
Deixou marcado o seu sorriso D7 G7
G7 Eu faço de tudo no mundo
Que não me deixa te C G7
Pra não te perder
Deixa eu te amar - Agepê
Am
Quero saciar a minha sede
Am
A7 Dm
Quero ir na fonte do teu ser
No desejo da paixão que me alucina
A7 Dm
E7
E banhar-me na tua pureza
Vou me embrenhar nessa mata só porque
E7
Bm7(b5) E7 Am
Guardar em pote gotas de felicidade
Existe uma cascata que tem água cristalina
Bm7(b5) E Am
E7 Am
Matar saudade que ainda existe em mim
Aí então vou te amar com sede
E7 Am
A7 Dm
Afagar teus cabelos molhados
Na relva, na rede, onde você quiser
A7 Dm
E7 Am
Pelo orvalho que a natureza rega
Quero te pegar no colo
Bm7(b5)
Bm7(b5) E7 Am A7
Com a sutileza que lhe fez a perfeição
Te deitar no solo e te fazer mulher
E7 Am A7
Dm Am
Deixando a certeza de amor no coração
Quero te pegar no colo
Dm
Bm7(b5) E7 Am A7
Deixa eu te amar
Te deitar no solo e te fazer mulher
E7 Am
Dm
Faz de conta que sou o primeiro
Deixa eu te amar
C Bm7(b5)
E7 Am
Na beleza desse teu olhar
Faz de conta que sou o primeiro
E7 Am
C Bm7(b5)
Eu quero estar o tempo inteiro
Na beleza desse teu olhar
E7 Am
Eu quero estar o tempo inteiro
Canto da Razão – Art Popular
Introdução: Fm

Bbm C7 Fm
Lalaia, lalaia, lalaia lalaia lalaia la
F7 Bbm C7 Fm
Êh laiala, laiala laiala laia la
Bbm C7 Fm
Lalaia, lalaia, lalaia lalaia lalaia la
F7 Bbm C7 Fm
Êh laiala, laiala laiala laia la

Eb Eb7
Quantas mal dormidas
Db C7 Fm
Em claro eu passei
Eb
Tentando achar a saída
Eb7 Db C7 Fm F7
Mas como eu lutei

Bbm Ab
A mágoa sofrida
Db
Retratos da vida
C7 Fm
Paixão recolhida porém

F7 Bbm
Foi dura a missão
Ab Db
A voz da razão
C7 F7
O canto que finda o sofrer
Bbm
Ouvindo o som dos tantans
C7 Fm
Sentindo os balangandans
Fm C7
Repique pandeiro cavaco e viola
Fm
A tristeza vai embora
Lama – Clara Nunes

Cm Dm5-/7
Pelo curto tempo que você sumiu
G7 Cm G#7 G7
Nota-se aparentemente que você subiu
Cm Bb
Mais o que eu soube a seu respeito
G#
Entristeceu-me ouvi dizer
Dm5-/7
Que pra subir você desceu
G7 Cm G#7 G7
Você desceu
C7 Fm Bb
Todo mundo quer subir (laraia)
Cm G# G7
A concepção da vida admite (lalaraiaralaia)
Cm Fm G#
Ainda mais quando a subida ( laraia)
G7
Tem o céu como limite
C7 Fm
Por isso não adianta esta no mais alto degrau da fama
Cm Dm5-/7 G7 Cm G#7 G7
Com a moral toda enterrada na lama
Fora de ocasião – Arlindo Cruz e Sombrinha
Introdução: Dm G7 C7+ C6 Am7 B7

Em7 B7/D#
Acho que a saudade já te encontrou
Dm G7 C7+ C6
Te disse como estou, mas deixa como está
Am7 A#o Em7
Quando a solidão desperta o desamor
F#m5- B7 Em7 B7
Se quer falar de amor, não dá, ( ô mas eu acho )
E G#7
Depois do temporal o sol que vai brilhar
Bm7 E7 A7+
Pode não apagar o que aconteceu
Am7 D7 G7+ Em7
Tanta escuridão pode tornar em vão
F#7 C7 B7
A luz que acendeu fora de ocasião
E G#7
Teu navio quis abandonar meu cais
Bm7 E7 A7+ F#m7 Gm7 G#m7 Am7
Não adianta mais, correr atrás assim
D7 G#m7 C#7
Pois o nosso amor já chegou ao fim
F#7 B7 E Bm7 E7
E não venha procurar por mim, diz outra vez
A7+ Am7 G#m7 C#7
Pois o nosso amor já chegou ao fim
F#7 B7 Em7 B7
E não venha procurar por mim ( mas eu acho )
O Surdo - Alcione

A7 Dm A7
Amigo, que ironia desta vida Pois pelo seu batuque
A7
Você chora na avenida Eu dou fim ao meu pranto e começo a
Dm Dm A7
Pro meu povo se alegrar cantar
A7 Dm Gm
Eu bato forte em você Meu surdo bato forte no seu couro
Dm A7
E aqui dentro do peito uma dor Só escuto este teu choro
Me destrói Dm
Gm Que os aplausos vêm pra consolar
Mas você me entende REFRÃO
A7 Dm A7 Dm Gm
E diz que pancada de amor não dói Meu surdo, velho amigo e companheiro
Dm Gm A7
Meu surdo parece absurdo Da avenida e de terreiro,
A7 Dm A7
Mas você me escuta De rodas de samba e de solidão
Dm A7 Dm Gm
Bem mais que os amigos lá do bar Não deixe que eu vencido de cansaço
Dm A7
Não deixa que a dor Me descuide desse abraço
Gm Dm
Mais lhe machuque E desfaça e compasso do passo do meu
coração

REFRÃO 2X
Não deixe o Samba Morrer - Alcione
Introd: Bm Em F#7 Bm Bm/A Em F#7

Bm Em
Não deixe o samba morrer
C#m7/5- Bm
Não deixe o samba acabar
Bm7 C#m7/5-
O morro foi feito de samba
F#7 Bm
De samba pra gente sambar
Bm Em
Quando eu não puder pisar mais na avenida
C#m7/5- F#7 Bm
Quando as minhas pernas não puderem aguentar
Em A7 D7+ D7
Levar meu corpo junto com meu samba
G7+ F#7 Bm
O meu anel de bamba entrego a quem mereça usar
Em A7 D7+
Eu vou ficar no meio do povo espiando
F#m7 Fm7 Em
Minha escola perdendo ou ganhando
A7 D F#m7/5- B7/5-
Mais um carnaval
Em C#m7/5-
Antes de me despedir
D6 Bm7
Deixo ao sambista mais novo
G7 F#7 Bm Bm7
O meu pedido final
Sufoco - Alcione

Am Bm5-/7 E7 Am
Não sei se vou aturar, esses seus abusos
Am/G Dm G7 C Gm C7
Não sei se vou suportar os seus absurdos
A7 Dm G7 C
Você vai embora, por aí afora
F7+ Bm5-/7 E7 A7
Distribuindo sonhos, os carinhos que você me prometeu
Dm G7 C
Você me desama, depois reclama
F7+ Bm5-/7 E7
Quando os seus desejos já bem cansados
A Bm7 E7
Desagradam os meus

A A#º Bm7
Não posso mais alimentar a esse amor tão louco, que sufoco
E7 A
Eu sei que tenho mil razões até para deixar de lhe amar
C#m7 Cº Bm7
Não, mas eu não quero agir assim meu louco amor
E7 A A#º Bm7 E7
Eu tenho mil razões para lhe perdoar por amar
A A#º Bm7
Não posso mais alimentar a esse amor tão louco, que sufoco
E7 A
Eu sei que tenho mil razões até para deixar de lhe amar
C#m7 Cº Bm7
Não, mas eu não quero agir assim meu louco amor
E7 A
Eu tenho mil razões para lhe perdoar
Quem de Nós - Alcione

A
Quantas vezes eu te perguntei
C#7
Onde foi que contigo falhei
F#m
E não tendo que me responder
Em A7
Não se dá conta

D Dm
E você não consegue mentir
A F#7
Dessa vez não vai dar pra fugir
Bm E7 A E7
Põe as cartas na mesa e vamos decidir

A C#7
Quem de nós, não foi sincero
F#7 Em A7
Quem de nós, fez o amor misterio
D Dm A F#7
Só pra machucar, quem não merecia
B7 E7
Acabou com sonhos e com fantasias

Am A7
Sem pensar no instante
Dm
Foi além dos limites,
E7
Com quem te amou,
Am E7
Te adorou, que te desejou

Am A7 Dm
Esse ressentimento, me deixou triste assim
A
Sinto que esse
E7 A
Nosso amor chegou ao fim
Conselho – Almir Guineto

G
Deixe de lado esse baixo astral
Bm
Erga a cabeça enfrente o mal
Dm G7 C
Que agindo assim será vital para o seu coração

Cm Bm E7
É que em cada experiência se aprende uma lição
A7
Eu já sofri por amar assim
Am D7
Me dediquei mas foi tudo em vão

G Bm
Pra que se lamentar
Dm G7 C
Se em sua vida pode encontrar
Cm Bm E7
Quem te ame com toda força e ardor
A7 Am D7 G D7
Assim sucumbirá a dor (tem que lutar)

G
Tem que lutar
Bm
Não se abater
Dm G7
Só se entregar
C
A quem te merecer

Cm
Não estou dando nem vendendo
Bm E7
É como o ditado diz
Am D7 G
O meu conselho é pra te ver feliz
Insensato Destino – Almir Guineto

INTROD: G7+ C D7 G7+ E7 A7 Am Am7 D7

G7+ G6 F#m5-/7 B7
Óh insensato destino pra que
Em Dm G7/6 G7/5+
Tanta desilusão no meu querer
C6/7 D7 Bm
Eu quero apenas ser feliz
E7
Ao menos uma vez
A7 Am D7
E conseguir o acalanto da paixão

Am D7 G7+
Fui desprezado e magoado
E7 A7 D7 Dm G7/6 G7/5+
Por alguem que abordou meu coração ... coracao
C6/9 D7 Bm
Fui desprezado e magoado
F7 E7 A7 D7 G7+ D7
Por alguem que abordou meu coração ... oh ! insensato !!!

Gm Gm7 Cm G D7
Destino porque fazes assim
F4 Bb7+
Veja bem não mereço sofrer
Bb/6 Am7/5-
Quero apenas um dia poder
D7 Gm
Viver num mar de felicidade
Bb A7 D7 Gm D7
Com alguém que me ame de verdade ... Destino !!!
Mel Na Boca – Almir Guineto
Intro: F#m7/5- B7 Em7/5- A7 Dm7/5- G7 E7 Am7 D7 Am7 D7 Am7 E7

Am A7 Dm
Oh, quanta mentira suportei
E7 Am A7
Neste teu cinismo de doçura
Dm
Pode parar
G7 C E7 Am
Com essa idéia de representação
F7 E7 Am A7
Os bastidores se fecharam pra desilusão
Dm
Pode parar
G7 C E7 Am
Com essa idéia de representação
F7 E7 A E7
Os bastidores se fecharam pra desilusão

A C#m
É mentira
Em F#7 Bm F#7
Cadê toda promessa de me dar felicidade
Bm E7
Bota mel em minha boca
Bm E7 A E7
Me ama, depois deixa a saudade, será...
A C#m
Será que o amor é isso?
Em F#7 Bm A7
Se é feitiço vou jogar flores no mar
D E7
Um raio de luz
C#m F#7
Do sol voltará a brilhar
Bm E7 Em
Que se apagou e deixou noite me meu olhar
A7
Meu olhar (na 2ª vez Am)
(repete: início ao fim)
Luz do Repente – Jovelina Pérola Negra

Introdução: F D7 Gm C7 F D7 Gm C7

F D7 Gm C7 F D7
Deixa comigo, deixa comigo Eu sambo, eu faço o bicho pegar
C7 F D7
Eu seguro o pagode e não deixo cair ééé Gm C7
Gm C7 Sem vacilar é é
Sem vacilar é é F D7
F D7 Sem me exibir é é
Sem me exibir Gm C7
Gm C7 Só vim mostrar, ééé
Só vim mostrar, ééé F
F O que aprendi
O que aprendi D7 Gm
D7 Gm A luz do repente a estrela cadente
Eu sou partideira da pele mais negra C7 F
C7 F Chega de repente, não dá pra sentir
Que venho e que chego para improvisar F7
F7 Na lei do pagode, só versa quem pode
Já vi partideiro que nunca vacila Bb
Bb Quem sabe somar e não subtrair
entrando na fila querendo versar Bbm
Mais dou um aviso que o meu Não sou diamante, sou fina esmeralda
Bbm Am
improviso Não sou turmalina nem mesmo rubi
Am D7 Gm
É sério é ciso não é de brincar Por onde eu passo eu deixo a saudade
D7 Gm C7 F
Otário com aço eu mando pro espaço A pérola negra passou por aqui
Zé do Caroço - Revelação
Introdução:Am

Am Dm Am F
Lelelelê Lelelelelelelelelê O Zé do Caroço trabalha
Am Dm Am Dm
Lelelelê Lelelelelelelelelê O Zé do Caroço batalha
Am Dm Em
No serviço de auto-falante E que malha o preço da feira
Am Dm
Do morro do Pau da Bandeira E na hora que a televisão brasileira
F Am
Quem avisa é o Zé do Caroço Distrái toda gente com a sua novela
Dm F
Que amanhã vai fazer alvoroço É que o Zé põe a boca no mundo
Em Dm
Alertando a favela inteira Ele faz um discurso profundo
Dm E4/7 E9/7+
Como eu queria que fosse em mangueira Ele quer ver o bem da favela
Am E9/7+ Dm
Que existisse outro Zé do Caroço Está nascendo um novo líder
F F G Am
Pra dizer de uma vez pra esse moço No morro do Pau da Bandeira
Dm Dm
Carnaval não é esse colosso Está nascendo um novo líder
E4/7 E7/9+ F G Am
Nossa escola é raiz, é madeira No morro do Pau da Bandeira
E7/9+ F Dm
Mas é o Morro do Pau da Bandeira No morro do Pau da Bandeira
G Am Am
De uma Vila Isabel verdadeira No morro do Pau da Bandeira
Lelelelê......
Parabéns pra você – Fundo de Quintal
Introdução: D9 G7 C7+ Am Dm Ebo E7 E5+ E Am
Am/G B7 Bm5-/7
Se o tempo passou e não fui feliz
E7 Am E7 Am
Sei lá das razões foi Deus quem não quis
B7 Em F#m5-/7
Você me propôs e não foi capaz
B7 Bm5-/7 E7 Am
Fez pouco de mim, até nunca mais
Am/G B7 Bm5-/7
A dor que passou deixou cicatriz
E7 Em5-/7 A7
Pois aquele amor já tinha raiz
Dm G7 C E7 Am
Profunda no coração
Bm5-/7 E7 Em5-/7 A7
Foi tão ruim amar em vão
Dm G7 C E7 Am
Agora me deixe ir
Bm5-/7 E7 Am E7 Am
Adeus eu vou fugir da ilusão
E7 A Dm
Parabéns pra você O azar é seu
A7 G7 C E7 Am
Por tentar me enganar Se daqui pra frente esta saudade
Dm B7 Bm5-/7
Me ferir por prazer Em sua vida for verdade
G7 E7 Em5-/7
Um capricho vulgar Por favor não vem me procurar
G7/5+ A7 Dm G7
Me querer por querer pra O azar é seu
C B7 G7/5+ C E7 Am
depois se negar na decisão Se daqui pra frente esta saudade
B7 Bm5-/7
Abusar sem pensar foi demais Em sua vida for verdade
Bm5-/7 E7 E7 Am E5+
pro meu cora.a.a.ção Por favor não vem me procurar.
Você passa eu acho graça – Ataulfo Alves

( Am7 )
Dm Dm
Quis você pra meu amor Tanta volta o mundo dá
E7 Am7 E7 Am7
E você não entendeu Nesse mundo eu já rodei
Dm Dm
Quis fazer você a flor Voltei ao mesmo lugar
E7 A7 E7 A7
De um jardim somente meu Onde um dia eu encontrei
A7 A7
Quis lhe dar toda ternura Minha musa, minha lira,
Dm Dm
Que havia dentro de mim Minha doce inspiração
G7 G7
Você foi a criatura Seu amor foi a mentira
Am7 Am7
Que me fez tão triste assim Que quebrou meu violão

A7 Dm E7 Am7 (REFRÃO)
Ah! e agora você passa, eu acho ( Am )
graça Dm
F Seu jogo é carta marcada
Nessa vida tudo passa E7 Am7
E7 Am7 A7 Me enganei, não sei porque
E você também passou Dm
Dm E7 Am7 Sem saber que eu era nada
Entre as flores, você era a mais E7 A7
bela Fiz meu tudo de você
F A7
Minha rosa amarela Pra você fui aventura
E7 Am7 Dm
Que desfolhou, perdeu a cor Você foi minha ilusão
G7
(intro) Nosso amor foi uma jura
Am7
( Am ) Que morreu sem oração
(REFRÃO)
Temporal – Art Popular

Gm7 G7 Cm
Faz tempo que a gente não é aquele mesmo par
F7/11 F7
Faz tempo que o tempo não passa
Bb D7 Gm7
É só você estar aqui
Cm
Até parece que adormeceu
F7/11 F7 Bb D7 Gm7
O que era noite já amanheceu

G7 Cm
Cadê aquele nosso amor
F7 Bb
Naquela noite de verão
G7 Cm
Agora a chuva é temporal
Eb7 D7 Eb7 D7
E todo céu vai desabar

Gm7 G7 Cm F7
Éh, até parece que o amor não deu
Bb D7 Gm7
Até parece que não soube ama..a..a..ar
Cm F7
Você reclama do meu apogeu ( do meu apogeu )
Bb D7 Gm D7 Gm7 A7 Am7/5- D7
E todo céu vai desaba..a..a..a..a..a..a..ar ( ah, desabou )
Saudades da Amélia – Ataulfo Alves
G C G
Nunca vi fazer tanta exigência
E A
Nem fazer o que você me faz
B7 Em
Você não sabe o que é consciência
A D7
Não vê que eu sou um pobre rapaz

G C G
Você só pensa em luxo e riqueza

E A
Tudo que você vê você quer

B7 Em
Ai, meu Deus, que saudades da Amélia

A D7
Aquilo sim é que era mulher
Am D7 G
Às vezes passava fome ao meu lado
B7 Em
E achava bonito não ter o que comer
C G
Mas quando me via contrariado
A D7
Dizia: meu filho, o que se há de fazer ?
Am D7 G
Amélia não tinha a menor vaidade

Am D7 G
Amélia é que era a mulher de verdade
Retalhos de Cetim – Benito de Paula
INTROD: ( Am7 Em )

Am7 Em
Ensaiei meu samba o ano inteiro,
Am7 Em
Comprei surdo e tamborim.
Am7 F7+
Gastei tudo em fantasia,
F#dim
Era só o que eu queria.
Am7/5- E7
E ela jurou desfilar pra mim,
Am7 Em
Minha escola estava tão bonita.
Am7 Em
Era tudo o que eu queria ver,
Am7 F7+
Em retalhos de cetim.
F#dim
Eu dormi o ano inteiro,
Am7/5- E7/5+
E ela jurou desfilar pra mim.
A E/G# Em/G F#7
Mas chegou o carnaval,
Bm Bm5+ Bm6 E7
E ela não desfilou,
Am7 C7 F7+ F6
Eu chorei na avenida, eu chorei.
F#dim E7/5+
Não pensei que mentia a cabrocha,
A7+ E7/5+
Que eu tanto amei.
Como dizia o mestre – Benito de Paula
Dm Gm
É, acaba a valentia de um homem
C7 F A7
Quando a mulher que ele ama vai embora
Dm Gm
É, tanta coisa muda nessa hora
E7/9- A7
Que o mais valente dos homens chora
Dm Gm
É, acaba a valentia de um homem
C7 F A7
Quando a mulher que ele ama vai embora
Dm Gm
É, tanta coisa muda nessa hora
Bb A7 Dm
Que o mais valente dos homens chora
Gm C7 F
Diz que faz e acontece
Que não tem medo de nada
E
Levanta a voz, fala alto
A7
Maltrata a mulher amada
Gm C7 F
E quando ela cisma e vai embora
A montanha se desmancha
Bb
E o mais valente dos homens
A7
Chora como criança
Do jeito que a vida quer – Benito de Paula
Dm Gm
Ninguém sabe a mágoa que trago no peito
C7
Quem me vê sorrindo desse jeito
F
Nem sequer sabe a minha solidão
A7 Dm BIS
É que meu samba me ajuda na vida
C7 F
Minha dor vai passando esquecida
Bb A7
Vou vivendo essa vida do jeito que ela me levar
Gm C7 F
Vamos falar de mulher, da morena e dinheiro
A7
Do batuque do surdo e até do pandeiro
Cm D7
Mas não fale da vida, que você não sabe o que eu já passei
Gm C7 F
Moço, aumente esse samba que o verso não para
Dm Bb
Batuque mais forte e a tristeza se cala
A7
E eu levo essa vida do jeito que ela me levar
Gm C7 F
É do jeito que a vida quer
A7 Cm D7 BIS
É desse jei........to
(Dm)
A Semente – Bezerra da Silva
Introdução: Dm Gm A A7 Dm
(Repete 2 vezes)

Dm Gm A A7 Dm
Meu vizinho jogou uma semente no seu quintal
Gm A A7 Dm
De repente brotou um tremendo matagal

Gm A A7 Dm
Quando alguém lhe perguntava que mato é esse que eu nunca vi
Gm A A7 Dm
ele só respondia não sei não conheço isso nasceu ai
Gm A A7 Dm
ele só respondia não sei não conheço isso nasceu ai

Gm A A7 Dm
mas foi pintando sujeira o patrão tava sempre na jogada
Gm A A7 Dm
porque o cheiro era bom e ali sempre estava uma rapaziada
Gm A A7 Dm
os homens desconfiaram ao ver todo dia uma aglomeração
Gm A A7 Dm
e deram o bote perfeito e levaram todos eles para averiguação, e daí...
Gm A A7 Dm
na hora do sapeca iaiá o safado gritô...
Gm A A7 Dm
não precisa me bater que eu dou de bandeja tudo pro senhor
Gm A A7 Dm
olha aí eu conheço aquele mato chefia e também sei quem plantou

Gm A A7 Dm
Quando os federais grampearam e levaram o vizinho inocente
Gm A A7 Dm
na delegacia ele disse doutor não sou agricultor desconheço a semente
Gm A A7 Dm
Quando os federais grampearam e levaram o vizinho inocente
Gm A A7 Dm
na delegacia ele disse doutor não sou agricultor desconheço a semente

Refrão
Minha Sogra Parece Sapatão – Bezerra da Silva
Intro:C

C Dm G C
E com minha sogra eu não quero graça, a ela tenho muito respeito
Dm G C
Ela bebe cachaça e fuma charuto, tem bigode e cabelo no peito

Dm G C E
Eu não sei não minha sogra parece sapatão
Dm G C
Não sei não minha sogra parece sapatão

Dm G C
Veja que mulher danada pra gostar de confusão
Dm G C
Ela tocou fogo no meu barraco e também quebrou minha televisão
Dm G C
Rasgou toda minha roupa e jogou fora o meu colchão

REFRÃO

Dm G C
Ela é de dar sugesta e por qualquer coisa ela fica invocada
Dm G C
Só anda pela madruga com uma pá de mulher que é da barra pesada
Dm G C
Quando tá dormindo ronca que parece trovoada

REFRÃO

Dm G C
Quando o malandro toca nela é aquele alvoroço
Dm G C
Ela faz assim para o esperto qual é a sua seu moço
Dm G C
Da fruta que voce gosta eu como até o caroço

REFRÃO
Malandragem dá um tempo – Bezerra da Silva
A Bm7 E7 A
Vou apertar, mas não vou acender agora
Bm7 E7 A
Vou apertar, mas não vou acender agora
Bm7 E7 A
Se segura malandro, pra fazer a cabeça tem hora
Bm7 E7 A
Se segura malandro, pra fazer a cabeça tem hora
F#7 Bm7
É que você não está vendo
E7 A
Que a boca tá assim de corujão
F#7 Bm7
Tem dedo de seta adoidado
E7 A
Todos eles afim de entregar os irmãos
Bm7
Malandragem dá um tempo
E7 A7
Deixa essa pá de sujeira ir embora
Bm7 E7 A
É por isso que eu vou apertar, mas não vou acender agora

REFRÃO
F#7 Bm7
É que o 281 foi afastado
E7 A
O 16 e o 12 no lugar ficou
F#7 Bm7
E uma muvuca de espertos demais
E7 A
Deu mole e o bicho pegou
Bm7
Quando os home da lei grampeiam
E7 A7
O coro come a toda hora
Bm7 E7 A
É por isso que eu vou apertar, mas não vou acender agora

REFRÃO
Tem coca aí na geladeira – Bezerra da Silva
(A F#m C#m Bm A)
(Aí meu irmão, cagueta é a imagem do cão, só porque o samba era no morro, ele caguetou os irmãos)

A F#m Bm
Fui num samba lá no morro
E7 A
Nunca vi tanta limpeza
F#m Bm E7 A
Era proibido cafungar, fumar bagulho e beber cerveja
F#m Bm E7 A
O responsável assim dizia: Na minha festa não tem bebedeira
F#m Bm E7 A
Porque aqui no meu barraco só tem Coca aí na geladeira

F#m Bm E7 A
Tem coca aí na geladeira, Tem coca aí na geladeira
F#m Bm E7 A
Tem coca aí na geladeira, Tem coca aí na geladeira

F#m Bm E7 A
A polícia foi informada que o dono da festa era vapor
F#m Bm E7 A
Que o bagulho estava entocado dentro do congelador
F#m Bm E7 A
Aí o delegado partiu pra lá pra dar um flagoroso perfeito
F#m Bm E7 A
Dizendo Isto não está direito, vou acabar com a bandalheira
F#m Bm E7 A
Mas quando abriu a geladeira o doutor gritou muito injuriado:
F#m Bm E7 A
Esse caguete caguetou errado pq aqui não tem sujeira.
F#m Bm E7 A
Parece até festa de bíblia porque só tem Coca aí na geladeira.
Sequestraram minha sogra – Bezerra da Silva
Tom: C

D7 G Em Am
Seqüestraram minha sogra, bem feito pro seqüestrador
D7 G
ao invés de pagar o resgate, foi ele quem me pagou (2x)

Am D7 G
Ele pagou, o preço da mala que ele que ele carregou
Em Am D7 G
Ele pagou, a paga da praga que ele seqüestrou
C D7 Bm
Ele pagou, a mala sem alça que ele que ele carregou,
Em
ele pagou
Am D7 G
Ele pagou, a paga da praga que ele seqüestrou

D7 G Dm G7 C
O telefone tocou uma voz cavernosa pedindo um milhão
D7 G
pra libertar minha sogra que não vale nenhum tostão
C D7
ela zuou no cativeiro, mordeu a mordaça e a algema
Bm
quebrou
Em Am D7
e até a bala do meu revólver a capeta da sua sogra
G
chupou, ele pagou...

D7 G Dm G7 C
Olha ai, novamente toca o telefone invertendo a situação
D7 G
se eu recebesse a megera de volta ele me dava o dobro da grana na mão
C D7 Bm
Já paguei por todos meus pecados me disse chorando o seqüestrador
Em Am D7 G
Vou me entregar a polícia e quando sair serei mais um pastor, ele pagou..
Canto das Três Raças – Clara Nunes
Introdução: (Bm7 F#m7)

Bm7 C#m5-/7 F#5+/7 Bm7 G7 F#7


Ninguém ouviu um soluçar de dor no canto do Brasil
Em Bm7 G7
um lamento triste sempre ecoou, desde que o índio guerreiro
F#7 Bm7
foi pro cativeiro e de lá cantou
Em F#7 Bm7 C#m5-/7 Bm/D
Negro entoou um canto de revolta pelos ares
Em Bm7 G7 F#7
no Quilombo dos Palmares, onde se refugiou
Em Bm7 C#m5-/7 Bm/D G7
Fora a luta dos Inconfidentes pela quebra das correntes
F#7
nada adiantou
Em Bm7
e de guerra em paz, de paz em guerra
C#m5-/7 Bm/D G7 F#7
todo o povo desta terra quando pode cantar
Bm7 F#m7
canta de dor

Bm7 F#m7 Bm7 F#m7 Bm7 F#m7 Bm7 F#m7


Ôh ôh ôh ôh ôh ôh ôh ôh ôh ôh ôh ôh ôh ôh ôh ôh
Bm7 F#m7 Bm7 F#m7 Bm7 F#m7 Bm7
Ôh ôh ôh ôh ôh ôh ôh ôh ôh ôh ôh ôh ôh ôh ôh

Em Bm7 F#7
E ecoa noite e dia, é ensurdecedor
A7/G Bm7 Bm7/A G7 F#7
ai, mas que agonia o canto do trabalhador
Em Bm7 C#m5-/7 Bm/D Bm7/A
esse canto que devia ser um canto de alegria
G7 F#7 Bm7
soa apenas como um soluçar de dor.

Bm7 F#m7 Bm7 F#m7


Ôh ôh ôh ôh ôh ôh, ...
Saudosa Maloca – Adoniran Barbosa
Am A7
Se o sinhõ não tá lembrado E fumos pro meio da rua
E7 Am Dm
Dá licença de contá Preciá a demolição
A7 Dm Am
Que aqui onde agora está Que tristeza que nois sentia
B7
Esse adifício arto Cada tauba que caía
E7
Era uma casa véia Duia no coração
Dm Dm
Um palacête assobradado Mato grosso quis gritá
Am
Foi aqui seu moço Mas em cima eu falei
Am A7
Queu, Mato Grosso e o Joca Os home tá com a razão
B7 E7 Dm
Construimos nossa maloca Nois arranjá outro lugá
A7 Am
Mais um dia Só se conformemos quando o Joca
Dm falou
Nois nem pode se alembrá E7
Am Deus dá o frio conforme o cobertô
Veio os homes com as ferramentas Am
E7 Am E hoje nois pega a paìa nas gramas
O dono mandô derruba do jardim
E7 Am B7 E7 Am
Peguemos todas nossas coisas E pra esquecê nois cantemos assim

Dm Am
Saudosa Maloca, maloca querida dim dim
B7 E7 Am
Donde nos passemos os dias feliz da nossa vida
Dm Am
Saudosa Maloca, maloca querida dim dim
B7 E7 Am
Donde nos passemos os dias feliz da nossa vida
Tiro ao Álvaro – Adoniran Barbosa

G E7 Am
De tanto levar frechada do teu olhar
D7 G G7
Meu peito até parece sabe o quê
C Cm G E7
Talbua de tiro ao álvaro
Am D7 G D7
Não tem mais onde furar

G E7 Am
De tanto levar frechada do teu olhar
D7 G G7
Meu peito até parece sabe o quê
C Cm G E7
Talbua de tiro ao álvaro
Am D7 G G7
Não tem mais onde furar

Am
Teu olhar mata mais do que
D7 Bm
Bala de carabina
Em Am
Que veneno estricnina
D7 G G7
Que peixera de baiano

C Cm
Teu olhar mata mais que
G E7
Atropelamento de automóve
Am D7 G D7
Mata mais que bala de revórver
Trem das Onze – Adoniran Barbosa

Dm Bb A7 Dm
Não posso ficar nem mais um minuto com você
A7
Sinto muito amor, mas não pode ser
Gm Dm
Moro em Jaçanã,
Bb
Se eu perder esse trem
A7
Que sai agora as onze horas
Bb A7 Dm
Só amanhã de manhã.
D7
Além disso mulher
Gm
Tem outra coisa,
Bb
Minha mãe não dorme
A7 D D7
Enquanto eu não chegar,
Gm Bb Dm
Sou filho único
Bb A7 Dm A7 Dm
Tenho minha casa para olhar
A7
E eu não posso ficar.
Singelo Menestrel – Dudu Nobre
F7 Bbm Eb7 Ab7+ F7 Bbm C7 Fm
Lalalaiá lalalaiá lalalaiálalalaiálaiálaiá
F7 Bbm Eb7 Ab7+ F7 Bbm C7 Fm C7
Lalalaiá lalalaiá lalalaiálalalaiálaiálaiá
Fm Eb7 Ab7+
Grande festa, no barraco do negro João
F7 Bbm C7 Fm
Pandeiro, cavaco e viola, sob a luz do lampião
Fm Eb7 Ab7+
Grande festa, no barraco do negro João
F7 Bbm C7 Fm
Pandeiro, cavaco e viola, sob a luz do lampião
Eb7 Ab7+
Que alegria dona maria chorava
F7 Bbm C7 Fm
Para o bebê que nascia aquela gente cantava
F7 Bbm Eb7 Ab7+
Mesmo a pouco leite e a pouco pão
F7 Bbm
Aquele bebê foi crescendo e
Eb7 C7 Fm
vencendo as barreiras desse mundo cão
F7 Bbm Eb7 Ab7+
Fascinado por pandeiro, cavaquinho e violão
F7 Bbm C7 Fm
Com suave sinfonia no piano do patrão
F7 Bbm Eb7 Ab7+
Aquele neguinho que andava descalço na rua e ao léo
F7 Bbm C7 Fm
Assobiando Beethoven, Chopin, porém preferindo Noel
F7 Bbm C7 Fm
Foi assim se transformando num singelo menestrel
F7 Bbm Eb7 Ab7+
Aquele neguinho que andava descalço na rua em oléo
F7 Bbm C7 Fm
Assobiando Beethoven, Chopin, porém preferindo Noel
F7 Bbm C7 Fm
Foi assim se transformando num singelo menestrel
C7 Fm C7 Fm
Num barraco na favela pra esquecer o desamor
F7 Bbm Eb7 Fm
Escrevendo à luz de velas mais uma canção de amor
Feliz da Vida – Dudu Nobre
D7 G Em Am D7
Neném, vem me dar um pouquinho desse teu TV a cabo, cd-rom, vídeo cassete, endereço na
chamego Internet
E7 Am G Em
Vem, vem que eu já tô maluquinho, que que é pra gente navegar, embola trouxa, embola
desassossego otário,
D7 G Am D7
Porém, não venha naquela de sair batida embola esperto, se a embola não der certo é só se
Am D7 G G Em Am
E se vier desinibida, vou ficar muito feliz da vida desembolar. Se a maçã não for mordida,
Em Am D7 G D7 G
Meio flor, meio bandida, vou ficar muito feliz da vou ficar muito feliz da vida
vida Em Am
Em Am Se medir minha medida,
Vou ficar muito feliz da vida D7 G Em Am
D7 G Vou ficar muito feliz da vida, vou ficar muito feliz da
Vou ficar muito feliz da vida vida
Em Am D7 G
Já tô montado, não janto mais sanduíche vou ficar muito feliz da vida
D7 G Em Am D7 G
Tenho dois Mitsubishi, telefone celular Se pintar bem produzida vou ficar muito feliz da
Em Am vida
Embola a noite, embola a tarde, embola o dia Em Am D7 G
D7 G Nada de sai comprida vou ficar muito feliz da vida
Casamento é loteria, Vamo simbora embolar Em Am D7 G
Em Am D7 G Vou ficar muito feliz da vida vou ficar muito feliz da
E se vier bem atrevida, vou ficar muito feliz da vida vida
Em Am Em Am D7 G
Eu dou carinho e dou guarida, Se trouxer uma boa comida vou ficar muito feliz da
D7 G Em Am vida
Vou ficar muito feliz da vida, vou ficar muito feliz da Em Am D7 G
vida E a minha bebida preferida vou ficar muito feliz da
D7 G Em Am vida
Vou ficar muito feliz da vida, vou ficar muito feliz da
vida
Levada desse Tantã – Dudu Nobre
C G7 C G7 A7 Dm G7 Gm
Parei Na Levada Desse Tantã Com Cuíca E Pandeiro, O Samba Vai
C A7 Dm A7 Continuar
Só Vim Conhecer E Fiquei Assim C7 F
Dm A7 Dm Faz Um Partido Um Samba Dolente
E Agora Que Já Despontou Manhã Fm Em A7
G7 C Pra Aquele Brotinho Chorar
Gostei E Só Saio Depois Do Fim Dm G7 C
G7 C E A Galera Na Palma Da Mão Faz O Samba
E A Sorte Provando Que É Minha Fã Firmar
Gm C7 F A7 Dm
Num Broto Bonito Sorriu Pra Mim Nesse Samba A Gatinha Gostosa
G7 G7 C
Pra Vencer A Minha Tristeza Vem Toda Cheirosa, Só Pra Namorar
Em A7 A7 Dm
O Samba É O Melhor Divã Nesse Samba O Galã Que É Esperto
Dm G7 Gm C7 G7 C
Me Faz Esquecer O Que É Ruim Só Dá Tiro Certo Pra Não Se Queimar
F G7 C7 F
No Samba Só Tem Alegria Têm Malandro Montado Na Grana
Em A7 Fm Em
No Samba Só Tem Bam-Bam-Bam Pobre Sem Um Vintém Pra Gastar
Dm G7 C A7 Dm
Perguntam Se Volto, Digo Que Sim E A Galera Com Muita Alegria
A7 Dm G7 C G7 C
Com Cavaco E Viola, O Samba Vai De Noite, Ou De Dia Chega Pra Cantar
Continuar
Estava Perdido no Mar – Dudu Nobre
Intro: G7+ C G/B G7/13 C F D/F# G Am7 D7

G7+ C/E G7
Quero um pedaço do seu coração
C G
Vou me render à paixão
Am7 D7 G G7/9/11 G7
Mas sei que posso....sofrer
C D7/9/11 D7 G G7
Cansei de tanta aventura........quero você
C D7/9/11 D7 G C/E
Me encanta sua ternura........quero você
G C/E G7 C
Não posso viver sozinho Sem rumo, em desalinho
G Am7 D7 G G7/9/11 G7
Seu perfume foi feito pra me en...feitiçar
C D7 G G7
Sou capaz de qualquer loucura, pra te beijar
C D7 G Em
Venço minhas amarguras, pra te beijar
Am7 Bm7
Viajo na sua candura
C6 A/C#
Pureza, amor......beleza pura
Am7 D7/13 G
No seu cais eu quero me ancorar
C/E G
Estava perdido num mar }
F#m5-/7 B7/9- Em
À deriva, você....me encontrou }
Em/G Am7
Sou marujo, não vou marear }
D7 G
Nem sofrer um naufrágio no amor }
C/E G
Várias estrelas a me guiar } BIS
F#m5-/7 B7/9- Em
Eu navegava em qualquer......direção }
Em/G Am7
Você veio pra me iluminar }
D7 G
Te entreguei o meu coração }
D7/9/11
Quero um pedaço do seu.....coração !..
Chegue Mais – Dudu Nobre
C G
Meu céu é o seu olhar
C/E Em
Seu beijo é minha paz
C D7
Tô cheio de amor pra dar
G C/G G
Chegue mais
C G C/E G
** Com qualquer cafuné você me assanha
E7 Am D/F# Db C/E
Me levando na manha, com o amor que me dá
E7 Am C C# D
Seu cheiro me cerca e me ganha
D7 G C/E
Vem mexer com seu nego, vou te pegar!
G
Perdido, sei que me acho

G G#º Am C
.....Te encontro, oh! minha menina
D/F# D7 Am D7 G
Já sei acender o facho Tô cheio de amor pra dar.....chegue
G Am mais
O resto você me ensina D/F# C/E
G/B G Me enlouqueço ao sentir o seu perfume
Meu céu é o seu olhar D/F# G
Am Seu sorriso me enfeitiçou
Seu beijo é minha paz E7 A7/9
D7/11 D7 Duvido que eu me acostume
Tô cheio de amor pra dar D7 G
G Viver longe desse grande amor
Chegue mais C/E G/B
D7 G E7 Sentimento é o dono do meu peito
Chegue mais.....chegue mais D Em
Am D7 G G#º Eu faço as vontades da paixão
Tô cheio de amor pra dar.....chegue Em/D A7/9
mais O amor me pegou de jeito
Am D7 Bm5-/7 E7 D7 G
Chegue mais.....chegue mais Conquistou o meu coração
Quebro não envergo – Dudu Nobre

Dm Dm5+ Dm6 Dm5+


Choro, me devoro, não imploro por você
Dm Bb7+ Bm7/5- Dm/C A° D/F#
Se enfraqueço, não mereço, viver à sua mercê
Gm Gm5+ Gm6 Gm5+
Quebro, não envergo, não me entrego a ninguém
Gm Gm/F Em7/5- C#° A7 Dm
Mas o meu medo, meu segredo, é viver sem ter alguém
F Bb7+ Em7/5- A7/5+ Dm
Que possa me ensinar, amar.
C7 F7+ E7/G# Am7
Te desejar é meu vício, dor pra me fazer chorar
Eb7 Ab7+ D/F# Gm
Ópio pra me entorpecer, bebida pra me embriagar
Em7/5- A7/5+ Dm F
É paixão pra me fazer sofrer, enlouquecer
Em7/5- A7/5+ Dm
Vou te esquecer, pois viver assim não dá.
C7 F7+
Sinto que a qualquer momento
E7/G# Am7
Vou me abraçar com a solidão
Eb7 Ab7+ D/F# Gm
Distante damais bela atriz, à deriva minha embarcação
Em7/5- A7/5+ Dm
Uma luz me salva por um triz
F Em7/5-
Estrelas brilham, volto a navegar
A7/5+ Dm
E a lua vem testemunhar.

Choro me devoro....
Errei, Erramos - Ataulfo Alves
Am Am/G B7
Eu na verdade
E7
Indiretamente sou culpado
Am
Da tua infelicidade
Am6 Em
Mas se eu for condenado
B7 E7
A tua consciência será meu advogado

Am Am/G B7
Mas evidentemente
E7
Eu devia ser encarcerado
A7
Nas grades do teu coração
Dm Dm6
Porque sou um criminoso

Am
És também nota bem
B7 E7 Am
Estás na mesma infração
E7 Am
Venho ao tribunal da minha consciência
Dm6 E7 A7
Como réu confesso pedir clemência

Dm
O meu erro é bem humano
Am
É um crime que não evitamos
B7
Este princípio alguém jamais destrói
E7 Am Dm Am
Errei ... erramos
A batucada dos nossos tantãs - Fundo de Quintal
Introdução: Bb7+ Bbm6 Am7 D7/9 G7/9 C7 F C7

F Am7
Samba, a gente não perde o prazer de cantar
Cm F
E fazem de tudo pra silenciar
F7 Bb7+
A batucada dos nossos tantãs
Bbm6 Am7 D7/9
No seu ecoar, o samba se refez
G7/9
Seu canto se faz reluzir
Gm7 C7
Podemos sorrir outra vez
F Am7
Samba, eterno delírio do compositor
Cm F
Que nasce da alma, sem pele, sem cor
F7 Bb7+
Com simplicidade, não sendo vulgar
Bbm6 A6/7 D7/9
Fazendo da nossa alegria, seu habitat natural
G7/9 C7 F
O samba floresce do fundo do nosso quintal
D7 Gm7
Este samba é pra você
C7 F6
Que vive a falar, a criticar
D7 Gm7
Querendo esnobar, querendo acabar
C7 F
Com a nossa cultura popular
D7 Gm6
É bonito de se ver
C7 F6
O samba correr, pro lado de lá
D7 Gm7
Fronteira não há, pra nos impedir
C7 F C7
Você não samba mas tem que aplaudir
Viola em Bandoleira – Preto sem Preconceito
Introdução: Am E7 Am E7 Am
Andei, Andei!
Dm E7 Am
Andei, andei de violão em bandoleira
G C E7
Com saudade da ribeira . . . terra do meu bem querer
Am E7 Am
Andei, andei por aí à fora
F E7 Am
Nem o toque da viola me fez esquecer você
E7
Juro que andei!
Am A7 Am
Andei, andei por aí à fora
F E7 Am
Nem o toque da viola me fez esquecer você
E7
Mas será?
Am A7 Dm
Será ... baianinha linda
F E7
Me relembra ainda ... aquele dia de verão
Am G
Você que ficou encantada com Copacabana
F E7
Vem mantendo acesa a chama, incendeia essa paixão
Am
Mas não tem nada não
A7 Dm E7 Am
Pra matar essa saudade que me abala o coração
F E7 Am
Vou pra festa da ribeira com pandeiro e violão
F E7 Am
Vou tocar a noite inteira pra você esta canção (volta comigo!)
A7 Dm E7
Volta comigo pro Rio, baiana (ê baiana!)
Am E7 Am
Vem pra terra do sambão ... (vem pra terra do sambão)
A7 Dm E7
Vem disputar com a morena serrana
Am
O pagode batido na palma da mão
A7
Volta comigo! (vem, vem, vem!)
Dm E7
Volta comigo pro Rio, baiana (ê baiana!)
Am E7 Am
Vem pra terra do sambão ... (vem pra terra do sambão)
A7 Dm E7
Vem disputar com a morena serrana
Am
O pagode batido na palma da mão
Cabelos Brancos - Herivelto Martins

Gm Am5- D7/9- Gm
Não falem desta mulher perto de mim
Cm7 F7 Bb7+
Não falem prá não aumentar minha dor
Am5- D7/9- Gm
Já fui moço, já gozei a mocidade
A7 D#7 D7
Se me lembro dela me dá sauda__de
Cm7 F7 Bb7+
Por ela vivo aos trancos e barrancos
Am5- D7/9- Gm
Respeitem ao menos os meus cabelos brancos.
Am5- D7/9- Gm
Ninguém viveu a vida que eu vivi
Cm7 F7 Bb7+
Ninguem sofreu na vida o que eu sofri
Am5- D7/9- Gm
As lágrimas sentidas, o meu sorriso franco
A7 D#7 D7
Refletem-se hoje em dia nos meus cabelos brancos
Cm7 F7 Bb7+
E agora em homenagem ao meu fim.
Am5- D7/9- Gm
Não falem dessa mulher perto de mim
A amizade – Fundo de Quintal
D#m5-/7 G#7 C#m F#7 G7
La laiá, la laiá, la laiá, la Encontrar novos rumos
laiá C7+ C6 Em5-/7
Bm E7 A7+ Num mundo melhor
La laiá, la laiá, la laiá, la laiá
E7 Com você
Meu amigo A7 Dm F#o
A7+ G#m5-/7 Fiquei certo que jamais falhei
Amigo, hoje a minha inspiração Ao
C#7 F#m7+ F#m7 Pois ganhei muita força
Se ligou em você Bm5-/7 E7
Em7 Tornando maior
E em forma de samba A7+
A7 D7+ A amizade
Mandou lhe dizer G#m5-/7
D#m5-/7 G#7 Nem mesmo
Tom, outro argumento C#7 F#m7
C#m5-/7 F#7 Bm5-/7 A força do tempo irá destruir
Qual nesse nomento A7
E7 Somos verdade
Me faz penetrar Em7
Em7 A7 Nem mesmo
Por toda nossa amizade A7 D7+
D#m5-/7 G#7 Este samba de amor pode resumir
Esclarecendo a verdade D#m5-/7 Dm6
C#m F#7 Quero chorar o seu choro
Sem medo de agir C#m F#7
Bm E7 Quero sorrir seu sorriso
Em nossa intimidade B7/9 E7 A7+ Em7 A7
A7+ E7 Am Valeu por você existir amigo
Você vai me ouvir D7+ Dm6
Foi bem cedo na vida Quero chorar o seu choro
Dm G7/11 C#m F#7
Que procurei Quero sorrir seu sorriso
B7/9 E7 A7+
Valeu por você existir amigo
O Bagaço da Laranja – Fundo de Quintal - Introdução: G G4/7

F D7 Gm D7 Gm C7 F
Fui num pagode acabou a comida Toma cuidado pretinha, que a polícia já te
C7 F D7 manja
Acabou a bebida acabou a canja D7
Gm C7 F D7 Eu já disse a você
Sobrou pra mim o bagaço da laranja Gm C7 F D7
Gm C7 F Sobrou pra mim o bagaço da laranja
Sobrou pra mim o bagaço da laranja Gm C7 F
Sobrou pra mim o bagaço da laranja
D7 Gm C7 F
Me disseram que no céu a mulher do anjo é D7 Gm C7 F
anja Não lhe dou mais um tostão, vê se você se
D7 arranja
Eu já disse à você D7
Gm C7 F D7 Eu falei pra você
Sobrou pra mim o bagaço da laranja Gm C7 F D7
Gm C7 F Sobrou pra mim o bagaço da laranja
Sobrou pra mim o bagaço da laranja Gm C7 F
D7 Gm C7 F Sobrou pra mim o bagaço da laranja
Vou engomar meu vestido toda enfeitado da D7 Gm C7 F
franja Só caroço de azeitona que veio na minha
D7 canja
Eu falei pra você D7
Gm C7 F D7 Eu já disse à você
Sobrou pra mim o bagaço da laranja Gm C7 F D7
Gm C7 F Sobrou pra mim o bagaço da laranja
Sobrou pra mim o bagaço da laranja Gm C7 F
D7 Gm C7 F Sobrou pra mim o bagaço da laranja
Eu te dou muito dinheiro e tudo você esbanja D7 Gm C7 F
D7 Vou vender minha fazenda, vou vender a
Eu já disse à você minha granja
Gm C7 F D7 D7
Sobrou pra mim o bagaço da laranja Eu falei pra você
Gm C7 F Gm C7 F D7
Sobrou pra mim o bagaço da laranja Sobrou pra mim o bagaço da laranja
D7 Gm C7 F Gm C7 F
Olha lá seu coronel, o soldado que é peixe se Sobrou pra mim o bagaço da laranja
enganja D7 Gm C7 F
D7 Gm C7 F D7 Você sempre foi solteira, um marido não
O que sobrou pra mim? o bagaço da laranja arranja
Gm C7 F D7
Sobrou pra mim o bagaço da laranja Eu já disse à você ...
Hoje eu vou pagodear – 100%
Introdução: F Gm7 Am7 D7 G7 Gm7 C7

F
A lua ilumina o terreiro convidando o partideiro pra cantar a noite inteira
Bb C7 F C7/6 C7
Pagodeando até o sol raiar
F
Ao som do cavaquinho violão do repique do tantã do banjo e do pandeiro
Bb C7 F Cm F7
No samba hoje eu vou me acabar
Bb
Beber uma cerveja bem gelada dar aquela paquerada junto com a rapaziada
Am C/D D7
Na loira na pretinha na morena na gracinha no design da bundinha da mulata
Gm7 Am
Pode até chover e relampejar
Gm7 C7 F C Cm F7
Hoje eu vou pagodear, hoje eu vou pagodear
Bb
Beber uma cerveja bem gelada dar aquela paquerada junto com a rapaziada
Am C/D D7
Na loira na pretinha na morena na gracinha no design da bundinha da mulata
Gm7 Am
Pode até chover e relampejar
Gm7 C7 F F7
Hoje eu vou pagodear
Bb
Como é gostoso cair no samba, no samba
F F7 Eb7 D7
Você também pode ir pro samba,sambar C7 F C7
G7 Gm7 Venha comigo sambar
Bom é na palma da mão na roda de samba F D7 Gm7
C7 F C Cm F7 Abra a roda que o pagode agora vai
Venha comigo sambar (100% vem sambar) ferver
Bb C7 F
Como é gostoso cair no samba, no samba Se você me escutar não vai se
F F7 Eb7 D7 arrepender
Você também pode ir pro samba,sambar D7 Gm7
G7 Gm7 Vem sambar o miudinho que você vai ver
Bom é na palma da mão na roda de samba C7 F
Que o samba tem feitiço faz enlouquecer
O Poder da Criação - João Nogueira

Am G
Não, ninguém faz samba só porque prefere
Am F
Força nenhuma no mundo interfere
F#° E7
Sobre o poder da criação
Dm Am
Não, não precisa se estar nem feliz nem aflito
Dm E7
Nem se refugiar em lugar mais bonito
Am F7 E7
Em busca da inspiração
Am G
Não, ela é uma luz que chega de repente
F F#°
Com a rapidez de uma estrela cadente
E7
E acende a mente e o coração
Dm E7 Am
É faz pensar que existe uma força maior que nos guia
A7
Que está no ar
Dm
Vem no meio da noite ou no claro do dia
E7 Am A7
Chega a nos angustiar
Dm E7 Am C
E o poeta se deixa levar por essa magia
F E7
E um verso vem vindo e vem vindo uma melodia
Am
E o povo começa a cantar lá laiá
F7 E7 Am
Lá lálaiá laiá, lálaiá
F7 E7 Am
Lá lálaiá laia
As Forças da Natureza - João Nogueira

Dm Gm C Em5-/7
Quando o sol Vai voltar tudo ao seu lugar
F7+ Bb7 A7 Dm
Se derramar em toda a sua essência Afinal
E4 E7 A5+ D7 Gm
Desafiando o poder da ciência Vai resplandecer
Dm7 C7 F A7
Pra combater o mal Uma chuva de prata do céu vai descer, lá, lá,
Gm C7 iá
E o mar Dm7 A7
F Bb7 O esplendor da mata vai renascer
Com suas águas bravias A/C# D7
E4 E7 A7 E o ar de novo vai ser natural
Levar consigo o pó dos nossos dias Gm
D7 Vai florir
Vai ser um bom sinal Gm7 A7 D7
Gm Cada grande cidade o mato vai cobrir, ô, ô
Os palácios vão desabar Em5-/7
C7 F Bb7 Das ruínas um novo povo vai surgir
Sob a força de um temporal Eb7 D7
Em5-/7 A7 E vai cantar afinal
E os ventos vão sufocar Gm C7
D7 As pragas e as ervas daninhas
O barulho infernal F D7
Gm7 As armas e os homens de mal
Os homens vão se rebelar Em5-/7 A7 Dm7
C7 F Bb7 Vão desaparecer nas cinzas de um carnaval
Dessa farsa descomunal
Além do Espelho - João Nogueira
Introdução: D / % / E / Gm6 / D / % / E / Gm6 / D / A7 / D7+ /

E7 A7
Quando eu olho o meu olho além do espelho Assim como meu pai sabia o meu
A7 D7+ D D7+
Tem alguém que me olha e não sou eu Mas meu pai foi-se embora num cortejo
E7 A7 F#m7
Vive dentro do meu olho vermelho E no espelho chorei porque doeu
A7 Am Bm7 E7
É o olhar do meu pai que já morreu Só que vendo meu filho agora eu vejo
D7 G7+ Gm7 D
O meu olho parece um aparelho Ele é o espelho do espelho que sou eu
Gm6 F#m7 REFRÃO
De quem sempre me olhou, protegeu Bm7 E7
Bm7 E7 Toda A imagem no espelho refletida
Assim como meu olho dá conselho A7 D
Gm6 D Tem mil faces que o tempo ali prendeu
Quando eu olho no olhar de um filho meu Bm7 E7
D7 G7+ Gm6 D D7 Todos tem qualquer coisa repetida
...A vida é mesmo uma missão A7 Am
G7+ Gm6 Um pedaço de quem os concebeu
A morte é uma ilusão D7 G7+
F#m7 G5+7 A missão do meu pai já foi cumprida
Só sabe quem viveu A7 F#m7
E7/9 A7 Vou cumprir a missão que Deus me deu
Pois quando espelho é bom Bm7 E7
D Se o meu pai foi espelho em minha vida
Ninguém jamais morreu Gm6 D
Bm7 E7 Quero SER pro meu filho o espelho seu
Sempre que um filho meu me dá um beijo REFRÃO
A7 D D7 G7+
Sei que o amor do meu pai não se perdeu E meu medo maior é o espelho se quebrar
Bm7 E7 Gm6 D
Só de olhar seu olhar já sei seu desejo E meu medo maior é o espelho se quebrar
Espelho - João Nogueira
D Gm
Nascido no subúrbio nos melhores dias
D Gm
Com votos da família de vida feliz
D D7 G
Andar e pilotar um pássaro de aço
C7 Am7
Sonhava ao fim do dia ao me descer cansaço
D7 G7+ C7 D
Com as fardas mais bonitas desse meu país
Gm7
O pai de anel no dedo, o dedo na viola
D D7
Sorria e parecia mesmo ser feliz
Gm C7 D Gm6 C7 Am7 D7
Eh! Vida boa quanto tempo faz
Gm6 C7 D D7 G7+
Que felicidade E que vontade de tocar viola de verdade
Gm6 D
E de fazer canções como as que fez meu pai
D
E de fazer canções como as que fez meu pai
Gm6 D Gm6
E de fazer canções como as que fez meu pai
D Gm
Um dia de tristeza me faltou o velho
D Gm
E falta lhe confesso que ainda hoje faz
D D7 G
E me abracei na bola e pensei ser um dia
C7 D
Um craque da pelota ao me tornar rapaz
Gm6
Um dia chutei mal e machuquei o dedo
C7 D
E sem ter mais o velho pra tirar o medo
Gm6 D
Foi mais uma vontade que ficou pra trás
Gm C7 D Gm6 C7 Am7 D7
Eh! Vida boa, vai no tempo vai
Gm6 C7 D
E eu sem ter maldade
D7 G
Na inocência de criança de tão pouca idade
Gm6 D
Troquei de mal com deus por me levar meu pai
D Gm6
Troquei de mal com deus por me levar meu pai
G#m5-/7 Gm6 D Gm6
Troquei de mal com deus por me levar meu pai
D Gm
E assim crescendo eu fui me criando sozinho
D Gm
Aprendendo na rua, na escola e no lar
D D7 G
Um dia eu me tornei o bambambã da esquina
C7 D
Em toda brincadeira, em briga e namorar
Gm6
Até que um dia eu tive que largar o estudo
C7 D
E trabalhar na rua sustentando tudo
C7 D D7
Assim sem perceber eu era adulto já
Gm C7 D Gm6 C7 Am7 D7
Eh! Vida voa vai no tempo vai
Gm C7 D
Ai mas que saudade
D7 G
Mas eu sei que lá no céu o velho tem vaidade
Gm6 D
E orgulho de seu filho ser igual seu pai
D7 Gm6
Pois me beijaram a boca e me tornei poeta
C7 Gm6
Mas tão habituado com o adverso
D
Eu temo se um dia me machuca o verso
Gm6 D
E o meu medo maior é o espelho se quebrar
Gm6
E o meu medo maior é o espelho se quebrar
D
E o meu medo maior é o espelho se quebrar
Nó na Madeira - João Nogueira
Introdução: C7+ A7/9- Dm7/9 G7 C7M Dm7 G7 Em7 A7/9-

Dm7/9
Eu sou é madeira
G7/13 C7+
Em samba de roda já dei muito nó
Em7 Ebº Dm7
Em roda de samba sou considerado
G7/13 C7+ A7/9-
De chinelo novo brinquei carnaval, carnaval
Dm7/9
Sou é madeira
G7/13 C7+ Em7
Meu peito é do povo, do samba e da gente
A7/9- Dm7/9
E dou meu recado de coração quente
G7/13 C7+ A7/9-
Não ligo à tristeza, não furo, eu sou gente
Dm7/9
Sou é madeira
G7/13 C7+
Trabalho é besteira, o negócio é sambar
Em7 Ebº Dm7
Que samba é ciência e com consciência
G7/13 Gm7 C7/9
Só ter paciência que eu chego até lá
F/A
Sou nó na madeira
Bb7/9 C7+
Lenha na fogueira que já vai pegar
A7/9- D7/9
Se é fogo que fica ninguém mais apaga
G7/13 C7+ Gm7
É a paga da praga que eu vou te rogar (devagar)
C7/9 F/A
Sou nó na madeira
Bb7/9 C7+
Lenha na fogueira que já vai pegar
A7/9- D7/9
Se é fogo que fica ninguém mais apaga
G7/13 C7+
É a paga da praga que eu vou te rogar
E Lá Vou Eu - João Nogueira
Intro: Cm5-/7 Bm5-/7

E7 Am7 G7
E lá vou eu
C7+ Bm5-/7
Melhor que mereço
E7 Am7 Bm5-/7
Pagando a bom preço
E7 Am7
A evolução
Bm5-/7 E7 Am7 G7
Ah, se não fosse o violão
C7+ Bm5-/7
E o jeito de fazer samba
E7 Am 7 Bm5-/7
Do jeito que quem fazia
E7 Am7
Corria do camburão
Bm5-/7 E7 Am7 G7
Hoje não corre não, hoje o samba é decente
C7+ Bm5-/7
E ninguém agüenta, Oh gente
E7 Am7
A força de um samba, não
Bm5-/7 E7
Pois quem faz samba fala,
Am7
E quem fala, atenção
Bm5-/7 E7 Gm/Bb
Força nenhuma cala a voz da multidão

F7+ Fm/G# C7+ A7


E cantar, inda vai ser bom Espalhando então
A7 Dm7 Dm7
Quando o samba primeiro O meu samba guerreiro
G7 G7 C7+
Não for prisioneiro Fiel mensageiro da população
G/Bb Cm5-/7 Bm5-/7
Desse desespero e resignação E7 Am7
F7+ Fm/G# E lá vou eu
E lá vai minha voz
Esperanças Perdidas - Originais do Samba
( Davi Moreira / Nelson Custódio )

Intr.: Dm | Dm7 | Gm | Gm7 | C7 | % | F7+ | Em5-/7 | A7 ....

Dm D7 Gm6
Quantas belezas deixadas nos cantos da vida
C7/5+ C7 F7+ A7
Que ninguém quer e nem mesmo procura encontrar
Dm D7 Gm6
E quando os sonhos se tornam esperanças perdidas
Em5-/7 A7 Dm A7
Que alguém deixou morrer sem nem mesmo tentar

Dm D7 Gm6
Minha beleza encontro num samba que faço
C7/5+ C7 F7+ A7
Minha tristeza se torna um alegre cantar
Dm D7 Gm6
É que carrego um samba bem dentro do peito
Em5-/7 A7 Dm
Sem a cadência do samba não posso ficar

A7 Dm
Não posso ficar... eu juro que não
D7 Gm6
Não posso ficar... eu tenho razão
Em5-/7
Já fui batizado na roda de bamba
A7 Dm A7
O samba é a corda... eu sou a caçamba

Dm D7 Gm6
Quantas noites de tristeza ele me consola
C7/5+ C7 F7+ A7
Tenho como testemunha a minha viola
Dm D7 Gm6
Ai... se me faltar o samba não sei que será
Em5-/7 A7 Dm
Sem a cadência do samba não posso ficar
Sorriso Aberto – Jovelina Pérola Negra

F C7 A7 Dm
Lá laiá laiá laiá Quase que sofri desilusão
Em5-/7 A7
Laiá laiá laiá Tristeza
A7 F
Laiá laiá laiá Tristeza foi assim
Dm C7 C7
Lá laiá laiá laiá laiá laiá Se aproveitando pra tentar
Em5-/7 Em5-/7 A7
Laiá laiá laiá Se aproximar, ai de mim
A7 Dm
Laiá laiá laiá Se não fosse o pandeiro e o ganzá e o
Dm A7 Dm A7 tamborim
Lá laiá laiá laiá laiá A7 Dm
Dm A7 Dm A7 Pra ajudar a marcar, meu tamborim
Lá laiá laiá laiá laiá A7
Dm A7 Dm A7 Pra ajudar a marcar
Lá laiá laiá laiá laiá, pois é... F C7
F C7 Logo, eu com meu sorriso aberto
É, foi ruim a bessa Em5-/7 A7
Em5-/7 E o paraíso perto, pra vida melhorar
Mas pensei depressa Dm C7
A7 Dm Malandro desse tipo que balança mas não cai
Numa solução para a depressão, fui ao violão Em5-/7
C7 De qualquer jeito vai
Fiz alguns acordes A7
Em5-/7 Ficar bem mais legal
Mas pela desordem Dm A7 Dm A7
A7 Pra nivelar a vida em alto astral
Do meu coração, não foi mole não Dm A7 Dm A7
Dm Pra nivelar a vida em alto astral
Quase que sofri desilusão Dm A7 Dm
Pra nivelar a vida em alto astral
A7
Samba aqui, samba ali, samba lá
Falsa consideração – Marquinhos Satã
Introdução: D F#m Am B7 Em D7 Bm

D
Agora eu sei
F#m
Que o amor que você prometeu
Am
Não foi igual ao que você me deu
B7 Em
Era mentira o que você jurou
D7 G
Mas não faz mal
A F#m
Eu aprendi que não se deve crer
B7 Em
Em tudo aquilo que alguém nos diz
C F
Num, momento de prazer ou de amor
A7 D
Mas tudo bem
F#m
Eu sei que um dia vai e outro vem
Am
Você ainda há de encontrar alguém
B7 Em D7
Pra lhe fazer o que você me fez
G A
E aí, na hora do sufoco
F#m
Sei que você vai me procurar
B7
Com a mesma conversa
Em
Que um dia me fez apaixonar
A7 Am B7 REPETE
Por alguém de uma falsa consideração
Em A7 F#m
E aí você vai perceber que eu estou numa boa
B7 Em
Que durante muito tempo eu fiquei sem ninguém
A7 D (A7)
Mas há males na vida que vêm para o bem
Capoeira – Grupo Sensação
G D7
Pega a viola que eu quero te ver cantar
G
Firma o batuque pro nego cantarolar
D7
Pega a viola que eu quero te ver cantar
G
Firma o batuque pro nego cantarolar

G D7
Eu quero ouvir mais palmas, mais palmas, mais palmas sem parar
Am7 D7 G D7
na roda de samba e tem capoeira ai
G D7
Eu quero ouvir mais palmas, mais palmas, mais palmas sem parar
Am7 D7 G
Na roda de samba e tem capoeira ai

Dm G7 C
No meio da roda eu não marco bobeira ai
Cm D7 G F7
Eu entro na roda e não levo rasteira ai
E7 A7
Lá no terreiro levanto poeira ai
D7 G7
Na roda de samba e tem capoeira ai

Dm G7 C
Menina baiana que desce a ladeira ai
Cm G7 C
Sambando na roda não é brincadeira ai
E7 A7
Pego a menina e caio na zueira ai
D7 G D7
Na roda de samba e tem capoeira ai
Samba de Arerê - Revelação
Gm D7 Gm
Meu samba tem muito axé
F
Quer ver, vem dizer no pé
F7
Escute o som do tantã
Bb
Tem samba até de manhã
Pra curar o desamor
F
E a tristeza afastar
F7 Cm
Você que nunca sambou
D7 Gm
Se liga tem que sambar
D7 Gm
Meu samba é de arerê
F
Quem samba não quer parar
F7
Na hora do vamo vê
Bb
Meu samba é ruim de aturar
Tem o dom de resolver
F
Deixar tudo no lugar
F7 Cm
Você que nunca sambou
D7 Gm
Se liga, tem que sambar
G7 Cm F7 Bb
Vem ver, meu povo cantar
Gm Cm D7 Gm
Vem ver, meu samba é assim
G7 Cm F Bb
Aaaaaamor, você pode provar
G7 Cm D7 Gm
Mas deixe um pouquinho pra mim
Cama e Mesa – Martinho da Vila

Dm
Eu quero ser sua canção, eu quero ser eu tom
D7 Gm
Me esfregar na sua boca, ser o seu batom;
C
O sabonete que te alisa embaixo do chuveiro,
F A
A toalha que desliza pelo seu corpo inteiro
Dm
Eu quero ser seu travesseiro, e ter a noite inteira;
Dm7 Gm
Pra beijar durante o tempo que você dormir
C
Eu quero ser o sol que entra pelo quarto adentro
F Dm
Acordar devagarinho e te fazer sorrir
Gm A
Quero estar na maciez, do toque do seus dedos
Dm Dm/B
Entrar na intimidade desses seus segredos
Gm A Dm D7
Quero ser a coisa boa, liberada e proibida, tudo em sua vida

Refrão 1
Gm C
Todo homem que sabe oque quer
F Bb
Sabe dar e querer da mulher
Gm A
O melhor é fazer desse amor
Dm D7
Oque come; oque bebe, oque dá e recebe
Gm C
Mas o homem, que sabe o que quer,
F Bb
E se apaixona por uma mulher
Gm A Dm Gm A Dm
Ele faz desse amor a sua vida, a comida, a bebida, na mais justa medida
Dm
Eu quero que você me dê, oque você quizer
D7 Gm
Quero dar tudo o que uma homem dá para uma mulher
C
Além de todo esse carinho que você me faz
F A
Fico imaginando coisas, quero sempre mais
Dm
Você é o doce que eu mais gosto, meu café completo
D7 Gm
A bebida preferida, meu prato predileto
C F Dm
Eu como e bebo do melhor não tenho hora certa, de manhã de a tarde e a noite
não faço dieta
Gm A Dm Dm/B
Esse amor que me alimenta, minha fantasia, meu sonho e minha festa, minha
alegria
Gm A Dm Dm7
A comida mais gostosa, por minha bebida, tudo em minha vida

Refrão 2

Gm C
Todo o homem que sabe o que quer
F Bb
E se apaixona por uma mulher
Gm A
Ele faz desse amor a sua vida
Dm
A comida, a bebida, na justa medida
Gm C
Mais o homem, que sabe o que quer,
F Bb
E se apaixona por uma mulher,
Gm A
Ele faz desse amor a sua vida
Dm
A comida, a bebida, na justa medida
Aquarela Brasileira – Martinho da Vila
Introdução: Gm Cm D7 Gm

Gm Cm Gm D7 Gm
Vejam essa maravilha de cenário, é um episódio relicário
Cm Eb D7 Gm Am D7 Gm
Que um artista num sonho genial, escolheu para este carnaval
F7 Bb Am7/5- D7 Am7/5- D7 Gm D7
E o asfalto como passarela será a tela do Brasil em forma de aquarela
Gm Cm Gm D7 Gm
Passeando pelas cercanias do Amazonas conheci vastos seringais
F7 Bb A7 D
No Pará, a Ilha de Marajó, e a velha cabana do Timbó
G7 C Am A7 D
Caminhando ainda um pouco mais deparei com lindos coqueirais
Cm D Cm Gm Am D7 Gm
Estava no Ceará, terra de Irapuã, de Iracema e Tupã
Am7/5- D7 Gm G7 Cm
Fiquei radiante de alegria quando cheguei na Bahia
F7 Bb A7 D7
Bahia de Castro Alves, do acarajé, das noites de magia do candomblé
Cm D7 Gm A7
Depois de atravessar as matas do Ipu assisti em Pernambuco
D7 Gm D7
A festa do frevo e do Maracatu
G Am D7 G Bm Bbº Am E7
Brasília tem o seu destaque na arte, na beleza e arquitetura
Am E7 Am D7 D5+/7 G
Feitiço de garoa pela serra, São Paulo engrandece a nossa terra
G7 Dm6 G7 C
Do leste por todo o centro-oeste tudo é belo e tem lindo matiz
Am D7 G D7
E o Rio de sambas e batucadas, dos malandros e mulatas dos requebros febris
G D7 G D7 G E7 Am
Brasil, estas nossas verdes matas, cachoeiras e cascatas de colorido sutil
C C#º Bm E7 Eb D7 Gm D7
E este lindo céu azul de anil emolduram aquarela, o meu Brasil
Gm Cm
Lá lá lalaiá
Gm D7 Gm
Lá lá lalaiá
Disritmia – Martinho da Vila
Am Am7
Eu quero me esconder debaixo
Am6 Am7
Dessa tua saia prá fugir do mundo
Em5-/7 A7 Em5-/7
Pretendo também me embrenhar
A7 Em5-/7 A7 Dm7
No emaranhado desses teus cabelos
E7
Preciso transfundir teu sangue
E7/9- Am7
Pro meu coração que é tão vagabundo
Dm7 Am7
Me deixa te fazer um dengo
E7 Am7
Prá num cafuné fazer os meus apelos
Am Am7
Eu quero ser exorcisado
Am6 Am7
Pela água benta desse olhar infindo
Em5-/7 A7 Em5-/7
Que bom é ser fotografado
A7 Em5-/7 A7 Dm7
Mas pelas retinas desses olhos lindos
E7
Me deixe hipnotizado
E7/9- Am7
Prá acabar de vez com essa disritmia
Dm7 Am7
Vem logo, vem curar teu nêgo
E7 Am7
Que chegou de porre lá da boêmia
Ex-amor – Martinho da Vila
Introdução: Em

C#m7/5- F#7 Bm
Em E7 Am Como louca eu até so...rri
Ex - amor B7 Em
F#m7/5- B7 Em Mas no fundo só eu sei
Gostaria tu sou..besses F#7 Bm
E7 Am Das angústias que senti
O quanto que eu so..fri E C#m7/5- F#7
D7 Em sempre sonhamos com o mais eterno amor
Ao ter que me afastar de ti Bm F#7 Bm
Infelizmente eu lamento mas nao deu
Em E7 Am C#m7/5- F#7
Não chorei Nos desgastamos transformando tudo em
F#m7/5- B7 Em dor
Como louco eu até so..rri Bm F#7 Bm B7
E7 Am Mas mesmo assim eu acredito que valeu
Mas no fundo só eu sei Em C#m7/5-
B7 Em F#7 Quando a saudade bate forte é
Das angústias que senti envolvente
Bm B7 Em F#7 Bm
Ex - a-mor Eu me possuo e é na sua intençao
C#m7/5- F#7 Bm Em A7 D7+ G7+
Gostaria tu sou..besses Com a minha culpa naqueles momentos
B7 Em quentes
O quanto que eu so..fri C#m7/5- F#7 Bm
F#7 Bm F#7 Em que se acelerava o meu cora...ção
Ao ter que me afastar de ti F#7
Bm B7 Em Ex amor...
Não chorei Estribilho
Repete Parte 2
Estribilho
Minha e Tua – Martinho da Vila
Introdução: Cm C7 Fm Dm7/5- G7 Cm

Cm
Deus abençoa porque
C7 Fm
Somos o sol e a lua
Dm7/5-
E quando há um eclipse
G7 Cm
Minha vida é minha e tua
G7 Cm
Num simples toque de olhar
C7 Fm
Faz se sentir toda nua
Dm7/5-
E pra escandalizar
G7 Cm
É só minha linda e pura
G7
Vida minha
Cm C7
Minha
Fm
Tua
Dm7/5-
Minha
G7 Cm
Tua vida é minha e tua
Cm G7 Cm
Ela é a terra virgem
C7 Fm
Eu semente de paixão
Dm7/5- C7 Fm
Nossas lágrimas são chuva A me fazer germinar
G7 Cm Eb7+
Nossos corpos plantação Desbravando o seu corpo
G7 Cm Ab7+ Dm7/5-
É uma afrodisia Sinto o tato das carícias
G7 Cm
Que só eu posso provar
Mulheres – Martinho da Vila
Introdução: G F#m Em7 F# Bm Bm7

Em7 A7
Já tive mulheres de todas as cores
D7M Bm7
De várias idades de muitos amores
Em F#
Com umas até certo tempo fiquei
Bm Bm7
Pra outras apenas um pouco me dei
Em7 A7
Já tive mulheres do tipo atrevida
D7M Bm7
Do tipo acanhada do tipo vivida
Em F#
Casada carente, solteira feliz
Bm Bm7
Já tive donzela e até meretriz
F# F#7
Mulheres cabeças e desequilibradas
Bm Bm7
Mulheres confusas de guerra e de paz
G F# Bm Bm7
Mas nenhuma delas me fez tão feliz como você me faz
Em7 F# Bm
Procurei em todas as mulheres a felicidade
Bm7 Em7
Mas eu não encontrei e fiquei na saudade
F# Bm Bm7
Foi começando bem mas tudo teve um fim
Em7 F# Bm
Você é o sol da minha vida a minha vontade
Bm7 Em7
Você não é mentira você é verdade
F# Bm Bm7
É tudo que um dia eu sonhei pra mim
Pequeno Burguês – Martinho da Vila

C A7 Dm A7 Dm
Felicidade, passei no vestibular Eu consegui me formar
G7 C G7
Mas a faculdade, é particular Mas da minha formatura
A7 Dm C
Particular, ela é particular Nem cheguei a participar
G7 C Faltou dinheiro pra beca
Particular, ela é particular A7 Dm
Livros tão caros E também pro meu anel
A7 Dm G7
Tanta taxa pra pagar Nem o diretor careca
G7 C
Meu dinheiro muito raro Entregou o meu papel
C A7 Dm
Alguém teve que emprestar O meu papel, meu canudo de papel
A7 Dm G7 C
O meu dinheiro, alguém teve que O meu papel, meu canudo de papel
emprestar E depois de tantos anos
G7 C A7 Dm
O meu dinheiro, alguém teve que Só decepções, desenganos
emprestar G7
A7 Dizem que sou burguês
Morei no subúrbio C
Dm Muito privilegiado
Andei de trem atrasado A7 Dm
G7 Mas burgueses são vocês
Do trabalho ia pra aula G7 C
C Eu não passo de um pobre coitado
Sem jantar e bem cansado A7 Dm
Mas lá em casa à meia-noite E quem quiser ser como eu
A7 Dm G7 C
Tinha sempre a me esperar Vai ter que penar um bocado
G7 A7 Dm
Um punhado de problemas Um bom bocado
C G7 C
E crianças pra criar Vai penar um bom bocado
A7 Dm A7 Dm
Para criar, só crianças pra criar Um bom bocado
G7 C G7 C
Para criar, só crianças pra criar Vai penar um bom bocado
Mas felizmente
A Flor e o Espinho – Nelson Cavaquinho

Am Dm6 E7
Tire seu sorriso do caminho
Am
Que eu quero passar com a minha dor
A7 D7 G7
Hoje pra você eu sou espinho
C A7 Dm
Espinho não machuca a flor

Dm6 Am
Eu só errei quando juntei
Minha alma junto à sua
F E7 Am E7
O sol não pode viver perto da lua - BIS

Am A7
É no espelho que vejo a minha mágoa
Dm
A minha dor e os meus olhos rasos d'água
Dm6 Am
Eu na sua vida
F
Já fui uma flor
E7
Hoje sou espinho sem amor
Quando eu me chamar saudade – Nelson
Cavaquinho
Introdução: Gm A7 Dm Dm7/C E7/B A7 Eb7 D7
Gm A7 Dm Dm7/C E7/B A7 Dm A7

Dm A7 Dm
Sei que amanhã quando eu morrer
A7 Dm D7
Os meus amigos vão dizer
Gm
Que eu tinha bom coração
A7 Dm
Alguns até hão de chorar
Dm7/C E7/B
E querer me homenagear
Bb7 A7
Fazendo de ouro, um violão
D7
Mas depois que o tempo passar
Sei que ninguém vai se lembrar
Gm
Que eu fui embora
Dm
Por isso é que eu penso assim
Dm7/C E7/B
Se alguém quiser fazer por mim
A7 Dm
Que faça agora
C7
Me dê as flores em vida
F7
O carinho, a mão amiga
Bb7 A7 Dm D7
Para aliviar meus ais
Gm A7 Dm
Depois que eu me chamar saudade
Dm7/C E7/B
Não preciso de vaidade
A7 Dm
Quero preces e nada mais
Pago pra ver – Zeca Pagodinho
Introdução: Dm / % / Bº / % / Em5-/7 / Gm6 / Dm / A5+7 /

Dm Dm5+ Dm
Pago pra ver.....você rogar a minha volta
E ^ A7 Dm A7 A/C#
**...Minha revolta.....tá na sua ingratidão
Em5-/7 Gm6 A7
Quem deu amor, que se entregou.....não merecia
Em5-/7 A7 Dm
Uma partida.....sem deixar explicação
E ^ A7 Bº A7/9- Dm
.....Quando você chegou pra mim.....foi tanta jura
Am5-/7 D7 Gm
Tanta promessa desse amor jamais ter fim
Em5-/7 Dm
Agora vejo...foi somente o desejo
Em5-/7 A7 Eb7
Simplesmente um ensejo......pra mais uma curtição
Gm Dm
Enquanto eu, que apostei todas as cartas
Em5-/7 A7 Dm
Nesse amor que me descarta.....só a dor, desilusão
A7 Dm ^ ^ A7 Dm
Vou refazer minha vida....mudar o meu telefone
Eb7 D7 Gm
Cicatrizar a ferida.....tirar o seu sobrenome
Gm6 Dm/F Dm
O que restou de nós dois....vou apagar da lembrança
Em5-/7 A5+7 Dm
E não vou mais me entregar.....feito criança
A7 Dm ^ ^ A7 Dm
Vou refazer minha vida....mudar o meu telefone
Am5-/7 D7 Gm
Cicatrizar a ferida.....tirar o seu sobrenome
Gm6 Dm/F Dm
O que restou de nós dois....vou apagar da lembrança
Em5-/7 A5+7 Dm
E não vou mais me entregar.....feito criança
E ^ A7 Dm Dm5+ Dm
....Pago pra ver....você rogar a minha volta..
VOLTA NO **
O Dono da Dor – Zeca Pagodinho
G Bm
Queria a felicidade
C Bm
Não pra me apaixonar
E7 Am D7 G D7
Por medo desse amor bonito me fazer chorar
G C G C
Que fazer com meu coração
G C Bm G7
Paixão chegou sem dizer nada
C Bm G7
E ensinou pro meu viver
C D7 G
Que o dono da dor sabe quanto dói
Am G
Tem jeito não, o peito rói
D7 G
E só quem amou pode entender
Am7 G
O poder de fogo da paixão
D7
Porque
G Bm
A realidade é dura
C G
Mas é aí que se cura
Em Am7 D7 G D7
Ninguém pode imaginar o que não viveu
G Bm
Queria felicidade
C G
Não pra me apaixonar
G#o D7 G Am7
Por medo desse amor bonito me fazer chorar
G Am
Eu não sabia, óh! Senhor
Bm7 E7
Das artimanhas do amor
Am7 D7 G Am
Caí nas garras da sedução
G Am
Tá doendo demais
Bm7 E7
Mexendo com minha paz
Am D7 G D7
Amarga e doce tentação
Uma prova de Amor – Zeca Pagodinho
Am D7 G
Manda que eu faço chover,
C D7 G
pede que eu mando parar,
D D#º Em7 A7 Am D7 G
manda que eu faço de tudo meu amor pra te agradar.
* D7
Uma prova de amor ...
G E7 Am E7
Uma prova de amor eu dou se você quiser,
Am D7 G D7
uma prova de amor eu dou se preciso for,
G G7 C
uma prova de amor eu dou quem sabe assim,
Am7 D7 G D7
você vê todo bem que tem dentro de mim.
G E7 Am E7
Uma prova de amor pra ver sua razão,
Am D7 G Am D7 G
aprender a se curvar pro coração.
D7 G F G7 C
Faço tudo pra ter você por perto,
D7 G G7
faço tudo pra ser merecedor,
C D7 G
eu tiro até água do deserto,
E7 Am
o meu coração está tão certo,
E7 Am D7
que vai ser o dono desse amor.
G D7 G F G7 C
Existia um vazio em minha vida,
D7 G G7
existia tristeza em meu olhar,
C D7 G
eu era uma folha solta ao vento,
E7 Am
sem vida sem cor sem sentimento,
D7 G
até seu perfume me alcançar.
Am D7 G
Manda que eu faço chover,
C D7 G
pede que eu mando parar,
D D#º Em7 A7 Am D7 G
manda que eu faço de tudo meu amor pra te agradar.
Am D7 G
Manda que eu faço chover,
C D7 G
pede que eu mando parar,
D D#º Em7 A7 Am D7 G VOLTA *
manda que eu faço de tudo só pra não te ver chorar.
Vacilão – Zeca Pagodinho
Introdução: F / % / Fm / Bb7 / C / % / A7 / % / D7 / / Dm / G7 / C / G7/6 ^
G7 ^ G7 /

C F
Aquilo que era mulher
G7 C F
Pra não te acordar cedo, saia da cama na ponta do pé
G7 C F
Só te chamava tarde sabia teu gosto, na bandeja café
G7 Bb Bb7 G7/4 G7
Chocolate, biscoito, salada de fruta.....suco de mamão
C F
No almoço era filé mignom
F#º C F
Com arroz a lá grega, batata corada um vinho do bom
F#º C
No jantar era a mesma fartura do almoço
F
E ainda tinha opção
G7 C Am
É mais deu mole ela dispensou você
Bm5-/7 E7 Am
...Chegou em casa outra vez doidão
Bm5-/7 E7 A7
...Brigou com a preta sem razão
Dm G7 C Gm ^ C7
...Quis comer arroz doce com quiabo
F G7 C C7
...Botou sal na batida de limão
F Fm
Deu lavagem ao macaco, banana pro porco, osso pro gato
C
Sardinha ao cachorro, cachaça pro pato
A7
Entrou no chuveiro de terno e sapato, não queria papo
D7
Foi lá no porão, pegou treisoitão
G7
Deu tiro na mão do próprio irmão
C Gm C7
Que quis lhe segurar, eu consegui lhe desarmar
F Fm
Foi pra rua de novo, entrou no velório pulando a janela
C
Xingou o defunto, apagou a vela
A7
Cantou a viúva mulher de favela, deu um beijo nela
D7
O bicho pegou a polícia chegou
G7
Um coro levou em cana entrou
C G7/5+
E ela não te qer mais, bem feito
Vai Vadiar – Zeca Pagodinho
Introdução: Dm Em5-/7 A7 Dm Bb7 A7 Dm A7 Dm A7

Dm Dm5+ Dm6
Eu quis te dar um grande amor
Em5-/7 A7 Dm
Mas você não...se acostumou
A7 A/G
A vida de um lar
Dm/F A7/E Dm A7
O que você quer é vadiar...vai vadiar

Dm Dm/C Em5-/7 A7 Bb7


Vai vadiar...vai vadiar...vai vadiar
A7 Dm A7/E REFRÃO
Vai vadiar...vai vadiar
Dm Dm/C Em5-/7 A7 Bb7
Vai vadiar...vai vadiar...vai vadiar
A7 Dm A7/E
Vai vadiar...

Dm A7 Dm
Agora não precisa se preocupar
C F
Se passares da hora eu não vou mais lhe buscar
A7 Bb7 A7 Dm
Não vou mais pedir...nem tampouco implorar
A7 Em5-/7
Você tem a mania de ir pra orgia
Dm
Só quer vadiar
A7 A/C#
Você vai pra folia se entrar numa fria
Dm
Não vem me culpar
A7/E
VAI VADIAR!

REFRÃO
A7 Dm
Quem gosta da orgia da noite pro dia não pode mudar
Em5-/7 A7 Dm
Vive outra fantasia não vai se acostumar
Dm5+ Dm6 C F
Eu errei quando tentei lhe dar um lar
Dm Dm/C Bb7 A7 Dm
Você gosta do sereno e meu mundo é pequeno pra lhe segurar
Bb7 A7 Dm
Vai procurar alegria fazer moradia na luz do luar
A7/E
VAI VADIAR!

REFRÃO
Coração em Desalinho – Zeca Pagodinho
Introdução: F / Gm7 / Am / D7 / Gm7 / C7 / F / C7 /

F F#5 F6 F#5 F D7 Gm7 D7


Numa estrada desta vida........eu te conheci oh! flor
Gm7 D7 Gm7 C7 F C7
Vinhas tão desiludida, mal sucedida por um falso amor (dei afeto)
F F#5 F6 Cm F7 Bb Bb6 Bb7+ Bb6
Dei afeto e carinho...como retribuição
Bº E7 Am7 E7 Aº
Procuraste um outro ninho, em desalinho ficou meu coração
D7 Gm7 C7 F D7 Gm7 C7 F Am7 Abm7
Meu peito agora é só paixão........meu peito agora é só paixão
Gm7 C7 F7+ Eº A7 Aº D7
Tamanha desilusão me deste oh! flor, me enganei redondamente
Gm7 C7 F D7 G7/13
Pensando em ti fazer um bem, eu me apaixonei
Gm7 C7 F C7
Foi........meu........mal (e agora?)
F E7 Am7
Agora, uma enorme paixão me devora
Cm F7
Alegria partiu foi embo.......ra
Bb C7 Aº D7
Não sei viver sem teu amor
Gm7 C7 F C7
Sozinho curto a minha dor
Vivo isolado do Mundo – Zeca Pagodinho
Introdução: Em5-/7 A7 Dm Dm7 E7 A7 Dm

Em5-/7 A7 Dm
Eu vivia,......isolado do mundo
Am5-/7 D7 Am5-/7
Quando eu era vagabun......do
D7 Gm
Sem ter um amor
Gm7 Em5-/7 A7 Dm
Hoje em dia........eu me regenerei
Em5-/7 A7
Sou um chefe de família
Dm
Da mulher que eu amei
Em5-/7
Linda, linda, linda, linda
A7 Dm
Linda como um querubim
Em5-/7
É formosa, cheirosa vaidosa,
A7 D7
A rosa do meu jardim
Gm
Se tu fores na Portela
Dm
Gente humilde, gente pobre
Em5-/7
Que traz o samba nas veias
A7 Dm
O samba de gente nobre
Refrão
Dm7 Em5-/7
Mas ela não sabe
A7 Dm
não sabe compadre, o que perdeu
Em5-/7
Um amor sincero e puro,
A7 D7
De um escuro igual ao meu
Gm
Se ela soubesse
Dm
Que o peito padece com a solidão
Em5-/7
Não me negava seus beijos
A7 Dm
E me dava seu perdão
Sem Compromisso – Geraldo Pereira
Introdução: A/C# C6 E/B E/D (2x) A/C# C6

Em7 B/D#
Você só dança com ele
E/D E7
E diz que é sem compromisso
E7/9+ Am7 D7/9
É bom acabar com isso
G7+ F#m7/5- B7/F#
Não sou nenum Pai-João
Em7 B/D#
Quem trouxe você fui eu
E/D E7 E7/9-
Não faça papel de louca
Am7 F#m7/5- B7/9- Em7/9 B7/9+ Em7/9
Prá não haver bate-boca dentro do salão
Em7 Am7
Quando toca um samba
D7/9 G7+ G6
E eu lhe tiro pra dançar
B7 E7/13 E7/5+
Você me diz: Não, eu agora tenho par
Am7 D7/9 G7+ G6
E sai dançando com ele, alegre e feliz
F#7
Quando pára o samba
C7/9 B7/9 Em7
Bate palma e pede bis
Só pra Chatear – Silvio Caldas
(intro) C7 Fm6 Cm6 Abmaj7 D7 G7 Cm6

C7 Fm6
Eu mandei fazer um terno
Fm Bb7
Só pra chatear
Bb7 Ebmaj7
Com a gola amarela
Cm7
Só pra chatear.

Cm7 Dm7(b5)
Mandei bordar na lapela
G7
Só pra chatear
Dm7(b5) G7 Cm7
O nome que não era o dela.
Cm6 Cm6
So pra chatear.

(repete)

Bb7 Fm7 Bb7 Ebmaj7 Eb6


Comprei um par de sapatos brancos,
Dm7(b5) G7 Cm6 C7
Mas sei que ela só gosta de marrom,
Fm6
Só pra chatear,
Cm6
Só pra chatear,
Abmaj7 D7 G7 Gm7 C7
Cada pé nos sapatos dê um tom.

Fm7 Fm6 Cm7 Cm6


Comprei um bangalô pra chatear lá na favela,
D7 G7 Cm6
Mas vou morar na casa perto dela.

(instrumental)

Bb7 Fm7 Bb7 Ebmaj7 Eb6


Comprei um par de sapatos brancos,
Dm7(b5) G7 Cm6 C7
Mas sei que ela só gosta de marrom,
Fm6
Só pra chatear,
Cm6
Só pra chatear,
Abmaj7 D7 G7 Gm7 C7
Cada pé nos sapatos dê um tom.

Fm7 Fm6 Cm7 Cm6


Comprei um bungalô pra chatear lá na favela,
D7 G7 Cm6
Mas vou morar na casa perto dela.
Maneiras – Zeca Pagodinho
Introdução: Am F#m5-/7 Em F Em A7

Em B7
Se eu quiser fumar eu fumo se eu quiser beber eu bebo
Bm5-/7 E7 Am
Pago tudo que consumo com o suor do meu emprego
F#m5-/7 B7 Em Em/D
Confusão eu não arrumo, mas também não peço arrego
F#7 F#m5-/7 B7
Eu um dia me aprumo, tenho fé no meu apego
Em B7
Eu só posso ter chamego, com quem me faz cafuné
Bm5-/7 E7 Am
Como o vampiro e o morcego é o homem e a mulher
Am Em Em/D
O meu linguajar é nato, eu não estou falando grego
F#7 F#m5-/7 B7
Eu tenho amores e amigos de fato, nos lugares onde chego
Em B7
Eu estou descontraído, não que eu tivesse bebido
Bm5-/7 E7 Am
Nem que eu tivesse fumado pra falar da vida alheia
F#m5-/7 B7 Em Em/D
Mas digo sinceramente, na vida, a coisa mais feia
F#m5-/7 B7 Em
É gente que vive chorando de barriga cheia
Am Em Em/D
É gente que vive chorando de barriga cheia
F#m5-/7 B7 Em A7 Em
É gente que vive chorando de barriga cheia
Talvez - Revelação
Introdução: E A F#m E A Em F#m B7

E F#7
Eu quis um dia te dar...a luz pra iluminar...
F#m E B7
O escuro da solidão.... não deu.....
E
Lutei pra te conquistar...
F#7
De tudo fiz pra mostrar...
F#m7 E Ab7
Foi grande a decepção......valeu.......
D#m7/5- D7/9 C#m7
Quando a saudade apertar....não vou chorar...
D#m7/5- G#7 C#7M
Mas se o meu pranto rolar......deixa....
F#m7 B7
Quando a solidão chegar...
G#m7 C#m7
Querendo me acompanhar...

Eu não vou desanimar...
C#m7
Jamais vou me entregar..
D#7 D#m Ab7
Eu vou cantar...vou compôr.... pra esquecer essa dor......

C# D#
Um dia eu vou encontrar minha felicidade.....
D#m7 G#7 C#
Eu já perdoei as maldades que você me fez.....
G#m7 C#7 F#7+ G#7
Adeus querida , até um dia , quem sabe até talvez....
C# A#m D#m G#7 C# 2º F#m7 B7
Que pena o nosso amor desfez......
A7M B G#m7 G#m7/G F#m7 B7 E
Tá escrito - Revelação

( G7+ D7 )
Palma da mão palma da mão palma da mão
Palma da mão palma da mão palma da mão

G7+ G6 D D7 G7+
Quem cultiva a semente do amor segue em frente e não se apavora
G6 D D7 G7+
Se na vida encontrar o dissabor, vai saber esperar a sua hora
G7+ G6 D D7 G7+
Quem cultiva a semente do amor segue em frente e não se apavora
G6 D D7 G7+ G6 G4/7 G7/13
Se na vida encontrar o dissabor, vai saber esperar a sua hora
C G7 C D7 G7+ D Bm7/5- E7/9-
Às vezes a felicidade demora a chegar, ai é que a gente não pode deixar de sonhar
Am E7/9- Am D7
Guerreiro não foge da luta não pode correr
G7+ G6 G4/7 G7
Ninguém vai poder atrasar quem nasceu pra vencer
C G7 C D7
É dia de sol, mas o tempo pode fechar
G7+ G6 Bm7/5- E7/9-
A chuva só vem quando tem que molhar
Am6 D7 G7+ G6
Na vida é preciso aprender, pra colher é preciso plantar
Am6 D7 G7+
É Deus quem aponta a estrela que tem que brilhar.
*** G7 C D7 G7+ D7 G7+
Erga essa cabeça nego velho, vai na fé, manda essa tristeza embora.
G6 D C D7 G7+ G6 G4/7 G7 (Volta no ***)
Basta acreditar que o novo dia vai raiar, sua hora vai chegar.
Você Abusou – Jorge Aragão
Introdução: C7+ G/B Gm/Bb F/A Fm/Ab G4/7/9 G7

--------------------------------------------------- Ab7+ Dm5-/7 G7


Que não usam o coração como expressão
C7+ G/B Gm/Bb A7
Você abusou (BIS)
Dm/A F Fm7 G7 C7+ G/B Gm/Bb A7
Tirou partido de mim, abusou Você abusou...
Dm/A F Fm7 G7
--------------------------------------------------- Tirou partido de mim abusou
C7+ G/B Gm/Bb A7
C7+ G/B Gm/Bb A7 Tirou partido de mim abusou
Tirou partido de mim, abusou Dm7 F G7/9- G7
Dm7 F G7/9- G7 Tirou partido de mim abusou
Tirou partido de mim abusou
Cm Cm/Bb Fm/Ab
Cm Que me perdoem, se eu insisto neste tema
Mas não faz mal Bb/Ab Eb/Db
Cm/Bb Fm/Ab Mas não sei fazer poema
É tão normal ter desamor Eb/G Dm7/5- G7
Bb/Ab Eb/Db Ou canção que fale de outra coisa que
É tão cafona sofrer dor Cm
Eb/G Não seja o amor
Que eu já nem sei Cm/Bb Fm/Ab
Dm7/5- G7 Cm Se o quadradismo dos meus versos
Se é meninice ou cafonice o meu amor Bb/Ab Eb/Db
Cm/Bb Fm/Ab Vai de encontro aos intelectos
Se o quadradismo dos meus versos Ab7+ Dm7/5- G7
Bb/Ab Eb/Db Que não usam o coração como expressão
Vai de encontro aos intelectos
Coisa de Pele – Jorge Aragão
INTRODUÇÃO: G7+ Am7 Bm7 E7/9- Am6 Cm6 Bm7 E7 Am7 D7

G7+ G6
Podemos sorrir
D7 Ebdim
Nada mais nos impede
Em7
Não dá pra fugir
Dm7 G7
Dessa coisa de pele
C7+ Cm
Sentida por nós
Bm7/5- E7/9+
Desatando os nós
A7
Sabemos agora
Am7 D7
Nem tudo que é bom vem de fora
G7+ G6 F#m7/5- B7/9-
E a nossa canção pelas ruas e bares
Em7
Nos traz a razão
Dm7 G7
Relembrando Palmares
C7+ C#dim
Foi bom insistir
G7+ E7/9+
Compôr e ouvir
A7(13) A7(b13) Am7 D7/9-
Resiste quem pode na força dos nossos pagodes
Gm7
E o samba se faz
D7/9
Prisioneiro pacato dos nossos tantãs
Dm7/5-
O banjo liberta
G7 Cm7
Da garganta do povo as suas emoções
F7
Alimentando muito mais
Bb Bb6
A cabeça de um compositor
A7
Eterno reduto de paz
Am7 D7/9- G7+ G6
Nascente das várias feições do amor

D7/9 B7/9- Em7


Art popular do nosso chão
C D7
É o povo quem conduz o show
G7+ G6
E assina a direção
Papel de Pão – Jorge Aragão
Intro: Gm C7 F7+ A7 Dm Gm A7 Dm //1ªv D7 ://2ªv A7/5+

Dm A5+/7 Dm D7
Eu não sei dizer o que senti
Gm C7 F7+ Dm
Quando eu acordei e não lhe vi
Gm E7
Confesso que chorei
Dm Bb7
Não suportei a dor
Gm G#º A7 A7/5+ A7
É doloroso se perder um grande amor
Dm A7 Dm D7
Mais alucinado eu fiquei
Gm C7 F7+ Eb°
Quando li o bilhete que encontrei

Gm C7 F7+ A7 Dm
Estava escrito num papel de pão
Em5-/7 A7 Am5-/7 D7
Foi o que arrasou meu coração
Gm C7
Ainda me lembro bem
F7+ A7 Dm
Estava escrito assim: Bis
Em5-/7 A7
Não me procure nosso amor
Dm D7
Chegou ao fim, ao fim
A7/5+
Mas, eu
Eu e Você Sempre – Jorge Aragão
Intro: E

E Bm
Logo, logo, assim que puder, vou telefonar
A Am E
Por enquanto tá doendo e quando a saudade
Bm A Am E
Quiser me deixar cantar vão saber que andei sofrendo
E B7 A E
E que agora, longe de mim você possa enfim ter felicidade
E B7 A
Nem que eu faça um tempo ruim não se sinta assim
E Bm
Só pela metade. Ontem demorei pra dormir
A E
Tava assim, sei lá, meio passional por dentro
E Bm
Se eu tivesse o Dom de fugir pra qualquer lugar
A Am E E
Ia feito um pé de vento, sem pensar no que
B7 A E
Aconteceu nada mais é meu, nem meu, nem o pensamento
E B7
Por falar em nada que é meu
A E
Encontrei o anel que você esqueceu
E A Bb B
Aí foi que o barraco desabou nessa que meu barco
Bb A Am E
Se perdeu... nele está gravado só você e eu
Feitiço de Paixão – Jorge Aragão
F Bbm
Queria o prazer do amor para tê-la sem favor
A7 Eb7
Assim desejando estou Sem conseguir, fiz feitiço pra
D7 G7 Ab
Só vou sossegar quando te conquistar ganhar teu amor
Bbm Fm F7
Botar todas cartas vou na mesa pra decidir Sem conseguir, tomei banho
Bbm Bbm
Quem sabe lutando eu vou de arruda pra fluir
C7 F C7 Fm
conseguir, queria eu Do corpo todo mal sem
F C7
Segunda parte conseguir, sem subornar
F Am
F Sem subornar teu coração
Queria o prazer do amor F
A7 Com feitiço de paixão
Assim desejando esto D7 Gm
D7 Gm Farei tudo pra ganhar tua confiança
Só vou sossegar quanto te conquistar Bbm Fm
Bbm Fm Com esperança de aprendiz
Botar todas cartas vou na mesa pra decidir Bbm C7 F
Bbm Juro que vou fazer fe... liz,
Quem sabe lutando eu vou C7
C7 Fm C7 sem subornar
conseguir F Am
Fm F7 Sem subornar teu coração
Sem conseguir, joguei búzios F
Bbm Com feitiço de paixão
para tê-la sem favor D7 Gm
Eb7 Farei tudo pra ganhar tua confiança
Sem conseguir, fiz feitiço pra Bbm Fm
Ab Com esperança de aprendiz
ganhar teu amor Bbm C7 F
F7 Juro que vou te fazer fe... liz
Sem conseguir, tomei banho C7
Bbm Queria eu
de arruda pra fluir
F7 Repete : Segunda parte
Do corpo todo mal sem
Fm C7 Bbm C7 Fm
conseguir, sem conseguir Juro que vou te fazer fe... liz
Fm F7 Bbm C7 Fm
Sem conseguir, joguei búzios Juro que vou te fazer fe... liz
Do Fundo do Nosso Quintal – Jorge Aragão
Intro: F

C7 F
Mais um pouco e vai clarear (ê vai clarear) }
A7
Nos encontraremos outra vez }
Dm
Com certeza nada apagará }
F7
Esse brilho de vocês (vocês, vocês) } bis
Bb Eb7
O carinho dedicado a nós }
Ab
Derramamos pela nossa voz }
Gm7 C7 F
Cantando alegria de não estarmos sós }

F
Boa noite, boa noite
Am
Pra quem se encontrou no amor
Boa noite, boa noite
Cm
Pra quem não desencantou
F7
Boa noite, boa noite
Bb
Pra quem veio só sambar
Boa noite, boa noite
Bbm
Pra quem diz no pé e na palma da mão
Eb7
Boa noite, boa noite
F D7
Pra quem só sentiu saudade afinal
Gm C7 F
Obrigado do fundo do nosso quintal
(Volta ao começo sem o bis 1x)

Obrigado
Gm C7 F
Obrigado do fundo do nosso quintal }
8x
Obrigado }
C7 F
Mais um pouco e vai clarear...
Inigualável Paixão – Reinaldo

D F#m
És inigualável na arte de amar
Am
Sou tão feliz que até posso afirmar
D7 G7+
Jamais vivi um amor assim fez renascer
Gm A7 F#m
De dentro de mim um sentimento que eu sepultei
B7 E7/9 Em
Por desamor sofri confesso que chorei
A7 D F#m
Foi bom surgir você pra reabrir o meu coração e me
Am D7 G7+
Induzir de novo a paixão e outra vez me fazer sorrir
Gm A7
A solidão se afastou enfim tudo que eu quero é ir mais
F#m B7 E7/9 A7 D A7
Além pois encontrei o amor com a vida estou de bem (que a lua!)
D F#7
Que a lua venha nos iluminar e o sol para nos aquecer pois quando a
Bm Bbm Am D7 G G#º D B7 E7/9
Brisa da manha chegar irá fortalecer ainda mais a união vou sonhar
A7 D A7
Então (QUE A LUA)!
Desejo de Amor (UNDERERÊ) – ELIANA DE LIMA
Intro: F Bb7 C Gm C7 F Fm C G7

C E7 Am Gm
Foi sem querer, que derramei toda emoção
C7 F G7 C G7
Undererê e cerquei seu coração, undererê
C E7 Am Gm
Me machuquei, te feri, não entendi
C7 F G7 C G
Undererê como dói a solidão, não, não, não, não, não

C E7 Am Gm C7
Agora estou sozinha precisando de você
F G7 C G7
E você não está por perto pra poder me ajudar
C E7 Am Gm C7
A estrada desta vida está difícil sem você
F G7 C G7
E você não está por perto pra poder me ajudar

C E7 Am Gm
Hoje eu estou arrependida do que fiz
C7 F G7 C G7
Undererê, venho te pedir perdão, perdoa paixão
C E7 Am Gm
Ah meu coração tão solitário sem você
C7 F G7 C G7
Undererê está ardente de paixão, não, não, não, não, não

G7
Ou, ou, ou, ou,ou
C E7 Am Gm C7 F G7 C
ou, ou, ou, ou, ou
C E7 Am Gm C7
ou, ou, ou, ou, ou
F G7 C Gm C7
E você não está por perto pra poder me ajudar
F G7 C
E você não está por perto pra poder me ajudar
Saudade do Amor - Revelação
Introdução: C / G /F /C

C G F Lê, lê, lê, lê, lê, ô, ô, ô


Lê, lê, lê, lê, lê, lê, lê, Lê, lê, lê, lê, lê, lê, lê,
Lê, lê, lê, lê, lê, ô, ô, ô Lê, lê, lê, lê, lê, ô, ô,
C G
C G Ah! Se eu pudesse te ver
Ai! Que saudade do amor F
F Provaria pra você
Do cheiro daquela flor C
C Que eu não quis te magoar
Onde ela foi parar? G
G Ah! Se eu pudesse ter
Só de lembrar dá calor F
F Outra chance com você
Mas desperta aquela dor C
C Não deixaria escapar
Que um dia me fez chorar Passada G F
G (G Gb F) Quando lembro do nosso amor
Quando eu lembro do nosso amor C
F C Dá vontade de chorar
Ai! que vontade que dá Passada G F
G (G Gb F) Ai! Quem me déra se esse amor
Ah! Se eu fosse um beija-flor C
F C Pudesse continuar
Pra sua boca beijar (OBS: FAZ A C G F
MESMA COISA NA SEGUNDA PARTE) Lê, lê, lê, lê, lê, lê, lê,
Lê, lê, lê, lê, lê, ô, ô, ô
C G F Lê, lê, lê, lê, lê, lê, lê,
Lê, lê, lê, lê, lê, lê, lê, Lê, lê, lê, lê, lê, ô, ô, ô
Na Palma da Mão - Revelação
Introdução: Am

G
O pandeiro tem um som maneiro, chega no terreiro bota pra quebrar
F
O Tantan vem cortando ligeiro, cortando faceiro até o sol raiar
E7
Reco reco vem centralizando, cavaco chorando, olha o banjo no ar
Am
Todo mundo sambando e cantando, que nosso samba já vai começar
G
Quem é bamba entra na roda, quem não é bamba também pode entrar
F
Nosso samba não tem preconceito, todos tem direito de participar
E7
A viola vem harmonizando cavaco chorando, olha o banjo no ar
Am Am Am
Levantando a poeira do chão quero ver, na palma da mão levantar
Refrão
Am D Am E7
Batendo na palma da mão, sambando com revelação
Am D Am E7
Batendo na palma da mão, sambando com revelação
Am D Am
Lê lê lê lê lê lêêêêê ê
E7
Lê lê lê lê lê lêêêêê ê
Am D Am
Lê lê lê lê lê lêêêêê ê
E7
Lê lê lê lê lê lêêêêê ê
Fogo de Saudade – Fundo de Quintal
Introdução: D Dm C#m F#7 Bm E7 A7+

A7+ C#7
Dentro do meu ser arde uma paixão
F#m Bm E7
Fogo da saudade me invade o coração
C#/F C#7 F#m F5+ F#m
Foi sem perceber que o amor chegou
B7 Bm E7
Sem nem mais por quê a luz se apagou
A7+ C#7
E sendo assim a minha voz não vou calar
F#m B7 Em A7/6 A7/5+
Desejo sim que o novo sol venha brilhar
D Dm C#m F#7
Quem ama pra valer no amor se fortalece
Bm Dm E7
Não fiz por merecer a dor que me entristece
A7+ C#7
E sendo assim a minha voz não vou calar
F#m B7 Em A7/6 A7/5+
Desejo sim que o novo sol venha brilhar
D Dm C#m F#7
Só quero meu lugar nas asas dessa ilusão
Bm E7 A7+ G7
Que tanto me fez chorar
C7+ E7
Laialaia laialaia laialaia
Am D7 Gm C7/6 C7/5+
Laialaia lalalaia laialaia
F Fm Em A7
Só quero meu lugar nas asas dessa ilusão
Dm G7 C7+ A7
Que tanto me fez chorar
Ponta de Dor – Jorge Aragão
Introdução: Gm C7 F Bb Em Dm

F Em A7 Dm
Suas lágrimas são o bastante pra mim dizer
Am F7 Bb
Que se houvesse perdão pra mim não poderia ser
Eb7/9 Am
Dessa vez foi demais e eu fui incapaz do amor
Dm Db7
Que você me deixou, faça o que preciso for.
C7 Fm Fm7+
Só não vá revelar o quanto fui ruim,
Fm7 Fm6 Bbm
Não queria se igualar, você não é assim,
Cada um da o que tem.
Eb7/9 Ab7+ Db7
Você me deu amor, devolvi com desdem, uma ponta de dor,
Gm5-/7 C7 F
Mas não fiz por maldade.
VocÊ pode esperar
C C# Cm A7
Essa felicidade um dia virá,
D7
Ou quem sabe um amor quem venha ficar, pra vida
G7
inteira.
C7 F
Mas nem sempre o que espera dá pra chegar.
Suas lágrimas são...
Lama nas Ruas – Almir Guineto
Introdução: D7+ E7/9 A7+ F#m G#m5-/7 C#7 G7 Bm Bm F#7

Bm C#m5-/7 F#7
Deixa Aí é que o bem vence o mal
E7/9 Bm F#7 F#m5-/7 B7
Desaguar tempestade Deixa a chuva cair que bom tempo há de vir
F#m5-/7 B7/5+ B7 Em7 F#7 Bm
Inundar a cidade Quando o amor decidir mudar o visual
Em7 Am D7
Porque arde um sol dentro de nós Trazendo a paz no sol
C#m5-/7 G7+ Em F#7
Queixas Que importa se o tempo lá fora vai mal
F#7 C#m5-/7 B G#m E F#7
Sabes bem que não temos Que importa
F#7 C#m5-/7 F#7/5+ B
E seremos serenos Se há
Bm Em F#7 F# D#m5-/7 D#m5-/7 G#7
Sentiremos prazer no tom da nossa voz Tanta lama nas ruas
Bm C#m
Veja E o céu
E7/9 Bm C F#7 D7/9 C#m B7
O olhar de quem ama É deserto e sem brilho de lua
F#m5-/7 B7 F#7
Não reflete um drama não Se o clarão da luz
Em Em7 D#m5-/7 G#7
É a expressão mais sincera sim Do teu olhar vem me guiar
C#m5-/7 F#7 C#m F#7/4
Vem pra provar que o amor quando é puro Conduz meus passos
Bm D5+ D F#7 B
Desperta e alerta o mortal Por onde quer que eu vá
Amor Imperfeito – Diogo Nogueira
Introdução: Fm7(9) Fm7(9) Ebm7(9) Ebm7(9) Fm7(9)

Fm7/9 Bbm7 Bbm/Ab


Bem-vinda seja a paz de volta ao nosso lar

Gm7(5-) Fm C7
Depois de tanto guerrear o amor venceu

Fm C7 Fm
É mais que um sonho eu nem posso acreditar

F7 Bbm
Abre a porta, pode entrar

Bbm/Ab Gm7(5-) C7
Vem ver que nada que foi nosso se perdeu

Fm7/9 Bbm7
Pra que brigar e tentar se desfazer

Bbm/Ab Gm7(5-) Fm C7
De um amor que o bem querer tratou de erguer e defender

Fm7/9 Bbm7
Que bom te ver, esta luz no seu olhar

Bbm/Ab Gm7(5-) F Dm Gm C7
Hoje há de me guiar pra eu acordar nos braços teus...

F7
E quando acordar

Dm7 Gm Gm7
Quero te amar do jeito que sempre te amei

Gm7 C7 F Dm Gm C7
Matar a saudade que o tempo deixou no meu peito

F7 F7
Tirar esse nó garganta

Bb Bb F Gm7
Viver esse amor imperfeito
C7 F7 F7
O amor que apesar das barreiras nunca foi desfeito

SOLO: Bbm Eb Ab7 Db7 G7/13 G7/5+ Gm7(5-)


O que é o que é – Gonzaguinha
Dm E7 Am
Eu fico com a pureza da resposta das crianças
F7 E7
É a vida, é bonita e é bonita
A Bbº Bm E7
Viver, e não ter a vergonha de ser feliz
Bm E7 Bm
_Cantar e cantar e cantar
E7 A
A beleza de ser um eterno aprendiz
E7 A
Ah, meu Deus, eu sei, eu sei
Bbº Bm
Que a vida devia ser bem melhor e será
Dm A F#7
Mas isso não impede que eu repita
Bm E7 A E7
É bonita, é bonita e é bonita
Am
E a vida ?
A7 Dm
E a vida, o que é ? Diga lá meu irmão
Bm7(b5) E7
Ela é a batida de um coração ?
Bm7(b5) E7 Am
Ela é uma doce ilusão ? ê ô

Mas, e a vida ?
A7 Dm
Ela é maravilha ou é sofrimento ?
Bm7(b5) E7
Ela é alegria ou lamento ?
Bm7(b5) E7 Am
O que é, o que é, meu irmão ?
G7
Há quem fale que a vida da gente A#7 A7
C Pois amada não é, e o verbo é sofrer
É um nada no mundo Dm
Bm7(b5) E7 Eu só sei que confio na moça
É uma go....ta no tempo Am
A#7 A7 E na moça eu ponho a força da fé
Que não dá um segun....do F7
Somos nós que fazemos a vida
E7
Dm Bm7(b5) Am Como der, ou puder ou quiser
Há quem fale que é um divino mistério Bm7(b5) E7 Am G7 C
profundo _Sempre de...sejada, por mais que esteja
F7 E7 errada
É o sopro do Criador numa atitude repleta de Bm7(b5) E7 Am B7 E7
amor _Ninguém quer a morte, _só saúde e sorte
Bm7(b5) E7 Bm7(b5) E7 Am G7 C
Você diz que é luta e prazer _E a per....gunta roda, e a cabeça agita
Am Dm E7 Am
Ele diz que a vida é viver Eu fico com a pureza da resposta das
E7 crianças
Ela diz que o melhor é morrer F7 E7
É a vida, é bonita e é bonita
Propagas – Roberto Ribeiro

Intro.: Bm A G F#7

Bm Em F#7 Bm
Por que é que me propagas, pelas ruas com prazer ? }
Em F#7 Bm
Se todo mundo sabe......que é despeito de você }
A G F#7
Esta vida é um jogo e cada um joga o que tem } Refrão
Bm Em
Quem é que não gosta de carinho }
F#7 Bm
Quem que é que não gosta de ninguém }

Em
Mas quem é que não gosta de carinho
F#7 Bm
Quem é que não gosta de ninguém
Em F#7 Bm
Pra você me censurar, tem que censurar Adão
A G F#7
Preferiu viver com Eva, não quis o paraíso não
Bm Em F#7 Bm
E o mundo então seguiu......no mesmo diapasão
Em F#7 Bm
Todo homem hoje em dia, tem alguém no coração

Refrão

Em F#7 Bm
Nos caminhos percorridos, encontrei desilusões
A G F#7
Encontrei falsas mulheres maltratando corações
Bm Em F#7 Bm
Nem assim eu desisti......fui em frente, caminhei
Em F#7 Bm
Hoje até perdi a conta das mulheres que beijei..

Refrão
Baixa essa Guarda- Revelação

Tom: F

Intro: Bb C/Bb Am7 F7 Bb C7 F F7

Bb C/Bb
Num beijo molhado ninguém se conhece
Am7 F7
No momento é só prazer
Bb C/Bb
Depois de um Adeus quando o dia amanhece
Dm7 C#m7 Cm7 F7
Eu começo a sofrer
Bb C/Bb
E aí que disperta a paixão no meu peito
Am7 F7
E acelera o meu coração
Bb C/Bb
Então não tem jeito, descubro pra nós
F F7
A melhor solução 2ª vez (Baixa essa guarda)

[Refrão]
Bb C/Bb
Baixa essa guarda encurta a distância
Am7 D7
Que existe entre eu e você
Bb C/Bb Am7/5-
Vou te falar a verdade que o meu coração
D7
Te escolheu pra viver
Bb C/Bb
Procurei , não encontrei
Am7/5- D7
Mas todo amor tem seu lugar
Gm7 C7 F F7
Achei o meu, só quero me entregar.
Tá Escrito - Rwevelação

Tom: C

F C
Palma da mão...

F C
Quem cultiva a semente do amor
Bb
Segue em frente não se apavora
F Dm
Se na vida encontrar dissabor
C Bb F F7
Vai saber esperar sua hora (2x)

Bb
As vezes a felicidade demora a chegar
F D#7 D7
Aí é que a gente não pode deixar de sonhar
G7 Gm C7
Guerreiro não foge da luta, não pode correr
F Bm F7
Ninguém vai poder atrasar quem nasceu pra vencer

Bb
É dia de sol mas o tempo pode fechar
F D#7 D7
A chuva só vem quando tem que molhar
Gm C7 F D7
Na vida é preciso aprender, se colhe tem que plantar
Gm C7 F
É Deus quem aponta a estrela que tem que brilhar

F7 Bb
Ergue essa cabeça, mete o pé e vai na fé
C F
Manda essa tristeza embora
C Bb
Basta acreditar que um novo dia vai raiar
C F F7
Sua hora vai chegar..., Erga essa cabeça
ALTAS HORS _ REVELAÇÂO

Tom: A

Intro: A G#7 C#m7 Cº E F#m7 B7

E G#m7
Madrugada fria, eu aqui sozinho,
F#7 E7
Precisando te encontrar, onde está você.
B7 E G#m7
Já são altas horas, eu te esperando,
F#7 B7
Mas não quero nem pensar, se você não vem.
E7 A G#7 C#m7
Pra me aquecer, nessa solidão,
F#m7 B7 Bm7 E7
Não suporto mais sofrer, quero tanto o seu amor,
A G#7 C#m7
O tempo parou, eu nem percebi,
F#m7 B7 E
Acho que você chegou quando adormeci.
E7 A B7 E
Tenho tanto pra dizer, dentro do meu coração,
E7 A G#7 C#m7
Eu não fiz por merecer, tanta solidão,
E7 A B7 G#m7
Eu preciso de você estou apaixonado,
E7 A B7 E
Não consigo te esquecer, fica do meu lado.
TALVEZ _ REVELAÇÃO

E F#7
Eu quis um dia te dar...a luz pra iluminar...
A E B7
O escuro da solidão...não deu.....
E
Lutei pra te conquistar...
F#7
De tudo fiz pra mostrar...
A E
Foi grande a decepção......valeu.......
D#m7/5- D7/9 C#m7
Quando a saudade apertar....não vou chorar...
D#m7/5- Ab7 C#7+
Mas se o meu pranto rolar......deixa....
F#m B7
Quando a solidão chegar...
Abm7 C#m7
Querendo me acompanhar...
Am6
Eu não vou desanimar...
C#m7
Jamais vou me entregar..
D#m7/5- G° Ab7
Eu vou cantar...vou compôr.... pra esquecer essa dor......

Refrão:
C# D#
Um dia eu vou encontrar minha felicidade.....
D#m7 G#7 C#
Eu já perdoei as maldades que você me fez.....
G#m7 C#7 F#7 G°
Adeus querida , até um dia , quem sabe até talvez....
C# A#m D#m7 G#7 A7M A/B
Que pena o nosso amor desfez......

(repete tudo)
SEMENTE _ BEXERRA D SILVA

Gm A Dm
/ Meu vizinho jogou uma semente no seu quintal
2x { Gm A Dm
de repente brotou um tremendo matagal

Gm A Dm
Quando alguem lhe perguntava que mato é esse que eu nunca vi
Gm A Dm
ele só respondia não sei não conheço isso nasceu ai (2x)

Gm A Dm
mas foi pintando sujeira o patamo estava sempre na jogada
Gm A Dm
porque o cheiro era bom e ali sempre estava uma rapaziada
Gm A Dm
os homens desconfiaram ao ver todo dia uma aglomeração
Gm A Dm
e deram o bote perfeito e levaram todos eles para averiguação, i dae...
Gm A Dm
na hora do sapeca aiaá o safado contou...
Gm A Dm
não precisa me bater que eu dou tudo de bandeja tudo pro senhor
Gm A Dm
olha aí eu conheço aquele mato chefia e também sei quem plantou
Gm A Dm
/ quando os federais grampearam e levaram o vizinho inocente
2x { Gm A Dm
na delegacia ele disse doutor não sou agricultor desconheço a semente
(2x)
SÓ VAI DE CAMAROTE
Revelação

Tom: F

Intro:
Bb A7 Dm F7
13 13 10 13 13 10 10 13 13 10 21 - 32 21 10 13 12 11 10 - 17 13 15 10
Bb A7 Dm
13 13 10 13 13 10 10 13 13 10 21 - 32 21 13 23

Bb A7 Dm F7 Bb A7 Dm F7
Ei, ei, ei, ei, ei, ei, ei, ei (2x)

Dm G7 Dm
Rainha da balada, adora uma batucada
F7 Bb
É sempre bem chegada em qualquer pagode
Gm6 A7 Dm
Bem em cima da média, um tremendo filé, e só chega quem pode
G7 Dm F7
Bb
Tá sempre perfumada, de roupa importada, vagabundo azarando e ela nem
ai
Gm6 A7 Dm
F7
Se liga ai segurança trás a pulseirinha que ela quer subir. (Ela só
vai)

Bb A7 Dm F7
Ela só vai, ela só vai, ela só vai se for de camarote

Bb A7 Dm F7
Ela só vai, ela só vai, ela só vai se for de camarote

Bb A7 Dm F7
Ela só vai, ela só vai, ela só vai se for de camarote

Bb A7 Dm F7
Ela só vai, ela só vai, ela só vai se for de camarote
Dm F7 Bb A7 Dm
Ela rouba a cena, ela é turbinada, ela é saliente, toda marombada,
F7 Bb A7 Dm
ela é atraente toda desenhada, ela é gata de elite e só curte área vip.
Intro.: Dm C7 F Gm A7 Dm
Dm C7 F
Jurei não amar ninguém
Bm5- E7 Dm
Mas você veio chegando e eu fui chegando também
C7 F
Daí seu olhar no meu olhar
Gm Bb7 A7 D7
Depois sua mão na minha mão
Gm A7 Dm
Na toalha de mesa de um bar
Bb7 A7
Você desenhou um coração
Dm E7
Quem ama fica cego e nada vê
Gm A7 Dm A7
Escuta mil verdades mas não crê
Dm
vê na pessoa amada
E7
A imagem pura da bondade
Gm Bb7 A7
Embora seja a imagem da maldade
Dm E7
Eu vi mil qualidades em você
Gm A7 Dm D7
Mas hoje felizmente sei porque
Gm
É que eu estava cego
Dm
Estava sim não nego
Bb7 A7 Dm
Cego de amores por você!
Ela tem 18 anos e eu vou fazer 56, carrego meus desenganos e ela sonha ser feliz, imaginem vocês. Isso pode
ser amor mas pode ser também, tudo ilusão tudo miragem. Ela esta num período sonhador e eu na idade de
fazer bobagem.
Tái o samba que você pediu marina, taí eu fiz tudo e você desistiu Marina, tai meu amor toda minha afeição
e você vai me matando pouco a pouco de paixão. Saudade amor paixão não se controla eu dei meu amor
Marina, e a outro Marina vive dando bola. Não é possivel eu viver assim Marina você é o principio do meu fim.
Sua ilusão entra em campo num estádio vazio
Uma torcida de sonhos aplaude talvez
O velho atleta recorda as jogadas felizes mata a saudade no peito driblando a emoção
Hoje outros craques repetem as suas jogadas ainda na rede balança seu ultimo gol
Mas pela vida impedido parou e para sempre o jogo acabou suas pernas cansadas
Correram pro nada e o time do tempo ganhou..
O neguinho gostou do filho da madame, que nós chamamos sinhá
Senhorita também gostou do neguinho, mas o neguinho não, tem dinheiro prá gastar
A madame tem preconceito de cor não pode evitar esse amor senhorita foi morar lá na
Colina com o neguinho que é compositor neguinho hoje é compositor

Em B7 Em
Chorei, não procurei esconder
E
Todos viram, fingiram
E7 Am
Pena de mim, não precisava
D
Ali onde eu chorei
G
Qualquer um chorava
F#m5-/7 B7
Dar a volta por cima que eu dei
Em
Quero ver quem dava
F#m5-/7 B7 Em
Um homem de moral não fica no chão
Bm5-/7 E7
Nem quer que mulher
Am
Venha lhe dar a mão
A#º Em C
Reconhece a queda e não desanima
F#m5-/7 B7
Levanta, sacode a poeira
Em
E dá a volta por cima
COMO EU FUI IMPORTANTE AO LADO DELA

Construí meu castelo de areia (ôôô)


Escrevi pelo chão o meu nome e o dela (ôôô)
Coloquei na janela uma bandeira (ôôô)
Que seria a bandeira minha e dela (ôôô)
Quem me vê nem de longe faz idéia (ôôô)
Do que fui em razão do que era ela (ôôô)
Era assim como dois e uma platéia (ôôô)
Como eu era importante ao lado dela
Mas a dor que anda solta por aí
Resolveu passar aqui e fazer a maior destruição
Desmanchou meu castelo de areia
Arrancou a bandeira da janela
Apagou do meu chão o nome dela
Foi só doer, foi só magoar, foi só sair e deixar essa dor prá machucar (bis).

Interesses relacionados