Você está na página 1de 59

PRODUTOS

•  ATRATIVOS SEXUAIS (FEROMÔNIOS);

•  ATRATIVOS ALIMENTARES;

•  ATRATIVOS POR COLORAÇÃO;

•  ARMADILHAS;

•  INSETICIDAS BIOLÓGICOS e LESMICIDA


NATURAL
USO DE ARMADILHAS,
ATRATIVOS E FEROMÔNIOS
NO MONITORAMENTO DE
PRAGAS
O MONITORAMENTO
ü  Detecta a presença ou ausência de uma espécie de praga

ü  Mede o aumento ou a diminuição da população da praga

ü  Contribui para a determinação da época de aplicação de


medidas de controle na cultura
FEROMÔNIOS

O odor (cheiro) dos


feromônios é levado pelo
ar e, muitas vezes, é
capaz de atingir um
indivíduo a quilômetros de
distância.
LIBERADORES

-  QUANTIDADE LIBERADA
-  TEMPO DE LIBERAÇÃO
-  FORMA DA PLUMA DE FEROMÔNIO
ARMADILHAS
DESENVOLVIDAS PARA CADA INSETO DE ACORDO COM O COMPORTAMENTO,
NÚMERO, LOCAL DE OCORRÊNCIA, COR ATRATIVA, TIPO DE VÔO, ETC.
USO DOS
FEROMÔNIOS
SEXUAIS
MONITORAMENTO
VANTAGENS DO MONITORAMENTO
COM ARMADILHAS E FEROMÔNIOS
ü Facilita o trabalho do inspetor de pragas. (Captura da fase adulta)

ü  Indica o nível de infestação e o seu crescimento. (Densidade populacional)

ü  Mede a população nos intervalos entre plantios. (Flutuação populacional)

ü  Possibilita detectar focos

ü  Diminui o impacto sobre os INIMIGOS NATURAIS

ü  Menor resíduo no produto final e meio ambiente

ü  Possibilita ao aplicador uma metodologia de aplicação

ü  Informa sobre a eficiência de controle adotado;

ü  Minimiza os problemas com relação a resistência de insetos a inseticidas


convencionais

ü  Diminui custo de produção


CONFUSÃO SEXUAL
A CONFUSÃO SEXUAL
ü  Aplicação de grande quantidade de feromônio
sintético em uma área

ü  Impossibilita o inseto de seguir a pluma do feromônio


natural

ü  Cria vários caminhos que provoca o confundimento


COLETA MASSAL
A COLETA MASSAL
ü  Eficiente captura com o uso de feromônios

ü  Remove um número significativo de indivíduos

ü  Reduz a população a níveis econômicos aceitáveis


BANANA
TOMATE:

Distribuição: 1/5 ha*


Durabilidade: 21 dias
ü  1 armadilha para 5 hectares;
ü  Troca do liberador: a cada 30 dias;
ü  Penduradas a 1,50 metros em relação a superfície
do solo;
ü  Instalação nas bordaduras 07 dias antes do plantio
Insetos adultos
capturados em
piso DELTA
Injúria em frutos causada por broca
pequena do tomateiro
ü  Número de armadilhas por hectare: 4;
ü  Posicionamento das armadilhas no talhão: N, S, E, O;
ü  Altura das armadilhas: 1 metro do solo;
ü  Substituir o liberador a cada 45 dias;

Sérgio Benvenga / Gravena Ltda.


UTILIZANDO A ARMADILHA DELTA

liberador de
feromônio
BIO TUTA
ü  Número de armadilhas por hectare: 4;
ü  Posicionamento das armadilhas no talhão: N, S, E, O;
ü  Altura das armadilhas: 1 metro do solo;
ü  Substituir o liberador a cada 60 dias;
ü  Nível de controle: 25 machos / armadilha
Posicionamento das armadilhas no campo para
monitoramento de broca pequena e traça do
tomateiro
BIO TRAP / plaquinha ou bobina
COR AMARELA
ü  placas adesivas em ambos os lados, não
lavável com água / monitoramento e controle
(coleta massal) de:

ü  pulgão alado, cigarrinha, mosca minadora,


mosca branca, vaquinha, moscas-das-frutas,
fungus gnats, percevejos, etc
BIO TRAP / plaquinha ou bobina
COR AZUL
ü  placas adesivas em ambos os lados, não lavável
com água / monitoramento e controle (coleta
massal) de:

ü  tripes, mocas-dos-estábulos e outros


Modo de ação - Bacillus thuringiensis
4 2 pH=10

6 5 3

1. A Larva ingere o Bt; 1


2.  Cristais tóxicos se dissociam no sistema digestivo;
3. Moleculas (protoxinas) são ativadas por enzimas do sistema
digestivo;
4. Alfa endotoxinas migram para células do sistema digestivo;
5. Toxinas destroem celulas do sistema digestivo;
6. A digestão á paralizada e o inseto para de se alimentar;
7. Ocorre morte por choque osmótico, septicemia (infecção
generalizada)
Produtos a base de Bacillus thuringiensis
para controle de lagartas disponíveis no
mercado Brasileiro:

AIZAWAI + KURSTAKI = AGREE

KURSTAKI = Dipel

AIZAWAI = Xentari
Cristais tóxicos (Cry) em diferentes B.
Thuringiensis comerciais disponíveis no mercado

Relative % Cry Toxin Content


Bt kurstaki products

DiPel
Bt aizawai products
XenTari
Agree

Manejo de
resistência
Carência zero
38 gramas de endotoxinas / Kg de P.C.
Não deixa resíduo no alimento produzido
Não tóxico a seres humanos animais domésticos e selvagens
Seletividade a inimigos naturais (predadores e parasitóides)
Extremamente adequado para manejo de insetos resistentes
Compatibilidade de misturas (inseticidas, bactericidas e fungicidas)
AGREE Bacillus thuringiensis (aizawai + kurstaki)
Registro (Cultura / Praga)
CITRUS / Bicho furão
REPOLHO / Traça das crucíferas
PEPINO / Brocas das cucurbitáceas
MELÃO / Brocas das cucurbitáceas
TOMATE / Traça do tomateiro e broca pequena

SOJA Pseudoplusia includens (Lagarta falsa medideira)


ALGODÃO / Spodoptera frugiperda (Lagarta militar)
BATATA / Pseudoplusia includens (Lagarta falsa medideira)
UVA / Cryptoblabes gnidiella (Traça dos cachos)
MAÇÃ / Bonagota cranaodes / Grapholita molesta (Lagartas em maçã)
Recomendações técnicas de utilização
Sugestão de uso
CULTURAS
CUCURBITÁCEAS CRUCÍF/FOLHOSAS MILHO PIMENTÃO/BERINJELA CITRUS

50g
0,5 aa 100g/100L
1,0Kg/ha 50g a 100g/100L 300g/ha em mistura 75g a 100g/100L 250g/ha em mistura e
500g/ha puro

lagarta do cartucho broca pequena do tomateiro


broca pequena do tomateiro

lagarta da espiga
Categoria Grupo Sitio de ação Mecanismo de ação
causa
Bacillus thuringiensis distúrbios na parede
BIO Ingestão / processo metabólico intestinal da lagarta
Piretróides modulador dos canais de sódio
Avermectinas/Milbemicinas ativador do canal de cloro
Organofosforado
Carbamato inibidor da acetilcolinesterase
QUIM Neonicotinóide
Spinosina Sistema nervoso agonista da acetilcolina
Oxadiazina Ingestão / sistema nervoso bloqu. da transm. életrica do canal de sódio
Clorfenapir Proces. metabólico / produção de energia disturbio na fosforilação oxidativa
Eter difenílico Mod. de canal de Na e Proces. metabolico transmissão nervosa
FISIO IGR (Regulador de crescimento) Age sobre o desenvolvim. dos insetos inibidor da sintese de quitina

ÓTIMA
AGREE
FERRAMENT
AGE POR A PARA
INGESTÃO ROTAÇÃO
•  Utilizar AGREE puro em tratamentos com intervalo de 7 dias
(Objetivo: manter a população de lagartas controlada)

•  Utilizar AGREE na mistura com inseticidas de choque


(Piretróides, Abamectina, Organofosforados e Carbamatos)

•  Rotacionar AGREE com:


Inseticidas fisiológicos (MATCH, ATHABRON, MIMIC, RIMON,
etc), spinosad(TRACER); Indoxicarb (RUMO) e PIRATE

EXEMPLO DE ROTAÇÃO EM MISTURA:


Usar sempre
AGREE nas ultimas
Aplicação 1: AGREE + CARBAMATO aplicações
CARÊNCIA ZERO
Aplicação 2: FISIOLÓGICO + PIRETRÓIDE
Aplicação 3: SPINOSAD + ORGANOFOSFORADO
Aplicação 4: AGREE + PIRETRÒIDE
Aplicação 5: FISIOLÓGICO + ORGANOFOSFORADO
Aplicação 6: AGREE + CARBAMATO
Aplicação 7: INDOXICARB + ABAMECTINA
Lesmicida
Ferramol
Modo de ação
ü  Cessa imediatamente a alimentação das lesmas e caracóis;
ü  Provoca mudanças patológicas na base celular do tubo
digestivo;
ü  Morrem entre 3 e 6 dias na toca (sob o solo). Animais mortos
não ficam visíveis;
Recomendações Único lesmicida
registrado para
uso agrícola

e Vantagens
Alvo Biológico Dose
Nome comum Nome científico (Produto comercial)

Caracol Helix aspersa


10 a 15 kg/ha
Lesma Vaginula langsdorf

ü  Utilizado em todas as culturas onde ocorrer a praga


ü  Aprovado para cultivo orgânico na Europa
(certificado OMRI - Organic Materials Review Institute)
ü  Pellet – Resistente à umidade
Teste de resistência à umidade entre Ferramol
e lesmicida comercial

Ferramol após Lesmicida comercial


24 horas após 24 horas
Forma de aplicação de Ferramol em canteiros

Distribuição
uniforme na
área

30cm
Armadilha Luminosa
Ø  Servem para atração e captura de insetos nas formas aladas
e que são atraídos pela luz (fototropismo positivo);

Ø  A armadilha interrompe o ciclo de vida do inseto no estágio


adulto (captura). Assim, cada fêmea atraída e morta antes da
postura representa a eliminação de centenas de ovos que
eclodiriam gerando pequenas larvas, caso ocorresse a
oviposição;

Ø  Destaca-se na coleta os insetos das ordens Coleoptera


(besouros), Lepidoptera (mariposas), Heteroptera (percevejos,
cigarrinhas e cigarras), Orthoptera (gafanhotos e grilos) e
Diptera (moscas e mosquitos).
Armadilha Luminosa
Ø 

Ø  Vantagens da armadilha luminosa:


- Identificação das pragas presentes nos arredores do
ambiente;
- Possibilidade de diminuição das infestações;
- Possibilidade de diminuição das aplicações de agrotóxicos;
- Minimização de impactos negativos (poluição e
contaminação ambiental) ;
OBRIGADO

Sergio Bueno de Camargo


Eng. Agr. – Desenvolvimento
E-mail: sergio@biocontrole.com.br Tel: (19) 3836-8450

Você também pode gostar