Você está na página 1de 3

SE A BÍBLIA DIZ QUE O ESPÍRITO [SANTO] “FALARÁ O QUE OUVIR”, COMO PODE O ESPÍRITO SANTO

NÃO SER UMA PESSOA?


Para responder a este questionamento, primeiro leiamos:
(João 16:13) “pois o [espírito santo] não falará de sua própria iniciativa, mas falará o que ouvir e declarará a
vocês as coisas que virão.”
Um ponto que devemos ter em mente é:
Se o espírito santo fosse uma pessoa, isso significaria que o espírito santo não é Jeová, pois surgirá a pergunta:
“Como poderia Jeová não falar de sua própria iniciativa?”
(Graças a Deus que eu não sou trinitário viu!)
Jeová jamais é intermediário entre uma autoridade superior a Ele e os humanos.
Pessoas que raciocinam um pouco jamais fariam esta proposição absurda.
.
Em nossa página, há dezenas de matérias onde postulamos que, em muitas vezes, o espírito santo é uma
METONÍMIA de Jeová.
(Veja BÔNUS 2)
Neste caso, porém, é justamente o oposto.
Aqui, o espírito santo é uma metonímia de quem fala e o espírito santo.
Em Atos 11:28 lemos que “Ágabo [...] levantou-se e PASSOU A INDICAR, por intermédio do espírito, que uma
grande fome estava para vir sobre toda a terra habitada [...]”.
▹ Note que quem ouvia e falava não era o espírito santo, mas O HOMEM que tinha o espírito santo.
Em Atos 21:11 nós vemos que Filipe “amarrou os seus próprios pés e mãos, E DISSE: “Assim diz o espírito
santo [...]”.
▹ Nesses exemplos, vemos que quem falava era o HOMEM, O SER HUMANO que tinha o espírito santo.
.
Aqui vemos exemplos de metonímia, do portador pelo instrumento.
Ou seja, fala-se dos HOMENS que portavam o espírito santo como sendo o próprio espírito santo.
Esse tipo de metonímia é bem comum e ocorre quando empregamos o CONTINENTE (o que está fora) pelo
CONTEÚDO (o que está dentro), ou vice-versa.
Exemplo: “Bebeu só DOIS COPOS e já saiu cambaleando”.
Neste caso, há um exemplo de metonímia que usa CONTINENTE (o copo) pelo CONTEÚDO (a bebida). Na
verdade, ninguém bebe o copo literalmente, e sim o que há dentro dele. Vemos exemplos disso na Bíblia:
(Isaías 51:17) “[...] Você bebeu a taça [...]”
(Isaías 51:22) “[...] A taça, o cálice do meu furor; Você nunca mais beberá dele [...]”
(Mateus 20:22) “[...] Será que podem beber o cálice que eu estou para beber? [...]”
.
Portanto, quando João 16:13 diz que o espírito santo “não falará de sua própria iniciativa, mas falará o que
ouvir”, está se referindo a PESSOA, AO SER HUMANO, que falará o que “ouvir”. Neste caso, o espírito santo é
uma metonímia de quem o porta.
.
Vejamos também um exemplo disso na Bíblia.
(Atos 28:25) “O espírito santo falou apropriadamente aos antepassados de vocês, por meio de Isaías, o profeta
[...]”
Quem esse texto diz que “falou”?
O espírito santo.
Mas agora leiamos João 12:38, onde o assunto é a mesma citação:
“[...] se cumpriu a palavra de ISAÍAS, o profeta, que DISSE [...]”
Ora, será que podemos concluir que Isaías é o próprio espírito santo?
Sim, mas somente como uma metonímia do CONTINENTE pelo CONTEÚDO, do portador pelo instrumento.
Quando o espírito santo falava, quem literalmente falava era Isaías. Quando o espírito santo “ouvia”, quem ouvia
era Isaías, o portador do espírito santo.
.
Esse tipo de linguagem era muito comum nos tempos bíblicos.
A respeito do espírito santo "falar do que ouvir" (João 16:13):
Aqui, espírito é uma metonímia da pessoa que recebe o espírito. Vejamos por que podemos afirmá-lo:
Note Mateus 10:20:
"Pois quem fala não são apenas vocês, mas é o espírito do seu Pai que fala por meio de vocês."
Atos 4:8:
"Então Pedro, cheio de espírito santo, lhes disse. . ."
Baseado nesse texto, perguntamos:
"Como é que o espírito santo fala?"
Na prática, são pessoas cheias de espírito santo que falam.
Seguindo a mesma lógica:
"Como é que o espírito ouve?"
Na prática, são pessoas cheias de espírito que ouvem os ensinos divinos e falam deles.
.
Vejamos outros exemplos bíblicos de coisas impessoais que 'ouviram'.
Josué 24:27:
"Josué disse ainda a todo o povo: “Vejam! Esta PEDRA servirá de testemunho contra nós, porque ELA OUVIU
tudo o que Jeová nos disse; e ela servirá de testemunho contra vocês, para que não neguem o seu Deus.”
Fala da pedra ouvir (personificação/prosopopeia). Claramente, foram as pessoas junto àquela pedra que
ouviram.
Miqueias 6:2
" OUÇAM, Ó MONTES, a causa de Jeová, Vocês, sólidos alicerces da terra, Pois Jeová tem uma causa contra o
seu povo; É contra Israel que ele argumentará"
Fala da montes ouvirem (personificação/prosopopeia). Claramente, foram as pessoas que ali viviam que
ouviram.
Jeremias 22:29:
"Ó terra, terra, TERRA, OUÇA a palavra de Jeová!"
Fala da terra ouvir (personificação/prosopopeia). Claramente, foram as pessoas junto àquela pedra que ouviram.
Isaías 1:2:
" OUÇAM, Ó CÉUS. . . "
Fala dos céus ouvirem (personificação/prosopopeia). Vemos que foram as pessoas
Ezequiel 20:47
"Diga à FLORESTA do sul: ‘ OUÇA a palavra de Jeová."
Fala da floresta ouvir (personificação/prosopopeia). Claramente, foram as pessoas queviviam naquela região
que ouviram.
Ezequiel 37:4:
"Então ele me disse: “Profetize a respeito desses ossos. Diga a eles: ‘OSSOS secos, OUÇAM a palavra de
Jeová".
Fala da ossos ouvirem (personificação/prosopopeia). Além de tratar-se de uma visão, tais ossos representavam
as pessoas que compunham a nação exilada.
João 7:51:
"Será que a NOSSA LEI julga um homem sem que primeiro O OUÇA e saiba o que ele está fazendo?”
Fala da Lei ouvir (personificação/prosopopeia). Claramente, eram as pessoas encarregadas de aplicar a Lei que
ouviam.
.
Voltando ao espírito santo, Jesus também afirmou que o espírito 'daria testemunho' ou DECLARARIA.
Como deu-se isso?
Atos 1:8:
"QUANDO o espírito santo vier sobre vocês , receberão poder e SERÃO minhas testemunhas em Jerusalém,
em toda a Judeia e Samaria, e até a parte mais distante da terra.”
Atos 4:33:
"E os APÓSTOLOS continuavam, de forma poderosa , a DAR TESTEMUNHO."
Assim, pessoas cheias de espírito, sob a influência do espírito, deram testemunho.
Conclusão: muitas ações que a Bíblia atribui ao espírito santo foram realizadas por pessoas que agiam sob a
influência desse espírito.
.
BÔNUS:
A palavra "carne", na Bíblia, é polissêmica.
Pode significar:
1. A substância macia dum corpo físico (músculos e gordura).
1 Corintios 15:39:
"Nem toda carne é igual, mas existe a carne dos homens, e existe também a carne dos bois, a carne das aves e
a dos peixes. 40 E há corpos celestiais e corpos terrenos."
2. Parentesco; família.
Romanos 1:3:
"a respeito do seu Filho, que veio da descendência de Davi segundo a carne". (Compare com Romanos 9:3)
Gênesis 37:27:
"ele é nosso irmão, nossa carne.”
3. Pessoas humanas (metonímicamente):
Isaías 66:16, 24:
"[...] todos os humanos [...] todas as pessoas [...]" Nota: "toda carne"
Salmo 56:4:
"O que me pode fazer um simples *homem?" Nota: * "a carne".
4. A inteira criação animal:
Gênesis 7:15, 16:
"Assim eles entraram, macho e fêmea de todo tipo de *animais, como Deus havia ordenado a ele. Depois, Jeová
fechou a porta. O dilúvio continuou por 40 dias sobre a terra, e as águas continuaram a aumentar e começaram
a carregar a arca, e ela flutuava nas águas acima da terra." Nota: "*Lit.: carne".
5. Órgão sexual e desejo sexual (eufemisticamente):
Levítico 15:2:
"Digam aos israelitas: ‘Se um homem tem um corrimento do *órgão genital, esse corrimento o torna impuro".
Nota: "*Lit.: da sua carne".
Ezequiel 16:26:
"Você se prostituiu com os filhos do Egito, seus *vizinhos devassos." Nota: "*Lit.: seus vizinhos grandes de
carne".
6. Imperfeição e pecaminosidade:
Romanos 8:7:
"Porque fixar a mente na carne significa inimizade com Deus, visto que a carne não está em sujeição à lei de
Deus; de fato, nem pode estar."
Gálatas 5:17:
"Pois a carne é contra o espírito no seu desejo, e o espírito contra a carne; eles se opõem um ao outro, de modo
que vocês não fazem as coisas que querem fazer."
.
Observamos que, das acepções acima, apenas uma refere-se a pessoas (a terceira). Isso não impede que
outras acepções sejam metonimicamente personificadas (prosopopeia). Por exemplo, lemos em Gálatas 5:19-21
a lista das "obras da carne", isto é, pecaminosidade. É um caso de personificação de "carne" na acepção de
"pecaminosidade". Ou poderíamos entender como um caso de metonímia, isto é, as "obras da carne" são obras
da pessoa "que semeia visando a sua carne (pecaminosidade)".
O mesmo raciocínio vale para o espírito santo. A palavra espírito é igualmente polissêmica - dos seus seis
significados apenas um refere-se a pessoas. Isso não impede que as cinco acepções impessoais sejam
personificadas (por exemplo, o vento, em grego: 'espírito', conforme João 3:8: "o vento sopra para onde quer").
Assim se dá com espírito santo: sendo uma força impessoal, é PERSONIFICADO nas Escrituras.