Você está na página 1de 1

Custo Unit�rio B�sico

Origem: Wikip�dia, a enciclop�dia livre.


Saltar para a navega��o
Saltar para a pesquisa
Searchtool.svg
Esta p�gina foi marcada para revis�o, devido a incoer�ncias e/ou dados de
confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor,
verifique e melhore a coer�ncia e o rigor deste artigo.

CUB (Custo Unit�rio B�sico) � um indicador monet�rio que mostra o custo b�sico para
a constru��o civil. Seu objetivo b�sico � disciplinar o mercado de incorpora��o
imobili�ria, servindo como par�metro na determina��o dos custos do setor da
constru��o civil.

No dia 16 de dezembro de 1964, com a publica��o da lei n� 4.591 (art.54), o


sindicato da Ind�stria da Constru��o Civil de cada estado Brasileiro(SINDUSCON)
passou a calcular e publicar, at� o dia 5 de cada m�s, as diversas especifica��es
do Custo Unit�rio B�sico por metro quadrado de constru��o .

Chega-se a ele atrav�s da pesquisa dos pre�os de diferentes insumos empregados na


constru��o. No Brasil, a cesta utilizada � composta de quarenta produtos, cinco
categorias profissionais e um equipamento. Mudando-se a propor��o de participa��o
de cada um desses componentes, s�o obtidos os CUB`s espec�ficos dos diferentes
tipos de constru��o - industrial, comercial e residencial. Por exemplo, na �rea
residencial � calculado um CUB espec�fico de acordo com o n�mero dormit�rios da
constru��o e a classe do im�vel.

� calculado com base nos diversos projetos-padr�o representativos (1, 4, 8 ou 12


pavimentos; 2 ou 3 quartos, nos padr�es de acabamento baixo, normal e alto)
levando-se em conta os lotes b�sicos de insumos (materiais, m�o-de-obra e
equipamentos) com seus respectivos pesos constantes anteriormente da NB-140/64,
hoje NBR � 12721/99, da Associa��o Brasileira de Normas T�cnicas � ABNT.

Portanto, existem valores diferentes de CUB de acordo com a categoria da


constru��o. A m�dia de todos eles � conhecido como Custo Unit�rio B�sico m�dio
(CUBm). Esse � o indicador mais utilizado e divulgado pela m�dia. Desde 1987, ele
tamb�m tem sido frequentemente empregado como indexador de contratos no mercado
financeiro.

� importante observar que o CUB representa um custo parcial da obra e n�o o global,
isto �, n�o leva em conta os demais custos adicionais de uma obra como elabora��o
dos projetos arquitet�nicos e de execu��o, bem como o custo de sua aprova��o junto
aos �rg�o governamentais competentes (geralmente a prefeitura municipal)
elevadores, funda��es especiais, instala��es prediais (�gua, luz e esgoto) etc.

Interesses relacionados