Você está na página 1de 10

Consciência Fonológica+Atividades

Neste ano estou com algumas crianças com muita dificuldade em reconhecer e
assimilar fonema e fonema com grafema correspondente.Por isto reuni mais
material de pesquisa na NET para servir de repertório de imagens, cópias e
adaptações para criação de próprio material, conforme as prioridades que
tenho no momento.Ampliarei a postagem com minhas próprias experiências.
Compartilho para que tenhamos proveito e resultados.
Rosangela Vali
A consciência fonológica refere-se à percepção do som da fala. É uma
capacidade cognitiva a ser desenvolvida, a qual contribui no processo de
aquisição da leitura e da escrita. Sua importância está ligada a compreensão
do principio alfabético e ao desenvolvimento de habilidades como o
reconhecimento de sílabas e fonemas numa palavra.

O uso da consciência fonológica por professores alfabetizadores é de grande


importância, visto que esta ajuda no desenvolvimento de habilidades pelo
aprendente, essas habilidades estão relacionadas à correspondência
grafonemica, onde “o sistema alfabético de escrita associa um componente
auditivo fonêmico a um componente visual gráfico” (GUIMARÃES, 2006). E
para se compreender o sistema alfabético são necessárias algumas
habilidades como “a consciência de que é possível segmentar a língua falada
em unidades distintas e a consciência de que essas mesmas unidades
repetem-se em diferentes palavras faladas” (GUIMARÃES, 2006), isso
corresponde a consciência de sílabas e a consciência de palavras. Podendo-se
então utilizar recursos da consciência fonológica para obter esses resultados,
ou seja, para se ter “o conhecimento geral dos segmentos que compõe a fala
(rimas, aliterações, sílabas e fonemas).” (GUIMARÃES, 2006)
Embora o objetivo maior da leitura e escrita seja a produção e interpretação de
diferentes tipos de texto, não é possível chegar efetivamente a tais habilidades
sem o prévio desenvolvimento da consciência fonológica e sem o
conhecimento das correspondências entre as letras e os sons. Por isso, as
atividades de interpretação e de produção de textos são iniciadas apenas após
os alunos já terem adquirido algumas habilidades essenciais no níveis da letra
e da palavra, conforme recomendado por pesquisadores em todo o mundo.
Consciência Fonológica

Abaixo seguem alguns exemplos de atividades que estimulam o


desenvolvimento da consciência fonológica em vários níveis (palavra, sílaba,
rima, aliteração e fonema).
Consciência de Palavras: substituir uma pseudopalavra por uma palavra
correta.
1 – Uma mesa tem quatro mecas.
2 – O menino comeu telos.
Consciência silábica: categorizar figuras conforme a sílaba inicial de seus
nomes.

bolo+boneca
casa+cabide
maçã+mágico
Rimas:
exemplo 1 - Diga:
um animal que termina com /to/ [gato, pato, rato].
um animal que termina com /co/ [macaco, porco, marreco]
exemplo 2 - Categorização de cartas de acordo com o som final.

Aliterações: colorir figuras que iniciam com o mesmo som da figura alvo –
BONECA – /b/
Atividade de manipulação silábica (adição e subtração de sílabas):
a) Vamos formar palavras novas. Vamos usar essas formas geométricas aqui e
vamos dizer como ficam as palavras se nós colocarmos ou tirarmos as partes.
Por exemplo, esse círculo aqui é /meu/. [Colocar o círculo].

Fica /comeu/. Vocês viram! Nós formamos uma palavra diferente.


Identidade Fonêmica: teatro de fantoches em que uma das personagens fala
algumas palavras “bobas”, trocando os fonemas.
” … Mas eu não gosto de Cutebol, eu gosto mais de Fôlei. Tinha umas meninas
brincando de Goneca…”
Consciência fonêmica: adição de fonemas.

Ensino das correspondências letra-som:

Exemplo de atividade:
Letra inicial:
classificar por imagens ou palavras a cada letra
Fala e ampliação de vocabulário-
identificação de sons diferentes:
- Realização do jogo
“Bingo dos Sons”

Trabalhar a letra inicial e pode adaptar para


o bingo da sílaba inicial:
Diversas pesquisas revelam que “a consciência fonêmica é o melhor preditor
para a aquisição da leitura e escrita, devendo, durante a alfabetização, ser
treinada, uma vez que não surge espontaneamente nas crianças” (JARDINI E
SOUZA, 2006). De acordo com pesquisas de GOMES, CAMPOS,
NASCIMENTO e NOGUEIRA (2006) seguindo-se as realizações de atividades
de consciência fonológica foi constatado que as “crianças evoluíram na escrita,
produções de texto e leituras, demonstrando um melhor desempenho na leitura
e compreensão de histórias ou enunciados de atividades”. Certificando que o
trabalho com consciência fonológica contribui de forma significativa no
aprendizado dos educandos.

créditos:
http://rosangelavalipsicopedagogia.blogspot.com.br/2013/04/consciencia-
fonologicaatividades.html
Postado por indiara hellen às segunda-feira, julho 29, 201