Você está na página 1de 19

2

Índice
Introdução ............................................................................................................................................ 3

I Capitulo: Objectivos ........................................................................................................................ 4

Objectivo Geral................................................................................................................................... 4

Objectivo específico ........................................................................................................................... 4

Tipo de pesquisa ................................................................................................................................. 4

Pesquisa quanto a natureza.......................................................................................................... 4


Pesquisa quanto aos objectivos ................................................................................................... 4
Pesquisa quanto aos procedimentos ............................................................................................ 5
Pesquisa de campo ............................................................................................................................. 5

Pesquisa quanto a abordagem ..................................................................................................... 5


Técnica de Colecta de Dados ............................................................................................................ 5

Questionário ........................................................................................................................................ 5

Universo............................................................................................................................................... 5

Amostra................................................................................................................................................ 6

Tempo de execução e etapas de trabalho ........................................................................................ 6

II Capitulo: Contextualização ........................................................................................................... 6

Modelo em estudo .............................................................................................................................. 7

Conceitualização................................................................................................................................. 7

III Capitulo: Apresentação de dados ................................................................................................ 9

Conclusão ......................................................................................................................................... 19

Recomendações ou programas de intervenções ...................................................................... 19

Bibliografia ....................................................................................................................................... 20
3

Introdução
O presente relatório de pesquisa de campo que tem como tema: O clima e cultura organizacional.
o estudo vai abordar fenómenos subjectivos e objectivos que permeiam o ambiente de trabalho e
tem por intuito diagnosticar e analisar os principais condicionantes do clima organizacional de
uma instituição. A escolha do tema surgiu ao desenrolar da cadeira de clima e cultura
organizacional, a fim de verificar até que ponto seus condicionantes podem interferir ou não na
motivação/satisfação de seus colaboradores. O trabalho esta organizada em capítulos, títulos e
subtítulos que no seu primeiro capítulo fala da metodologia de estudo utilizada para a realização
e concretização da mesma. Os dados foram obtidos por meio de um questionário, aplicado aos
professores da EP do 1º e 2º grau de Namicopo-sede, contendo diversas variáveis, que
objectivam identificar os factores que influenciam o clima organizacional de uma instituição. As
variáveis foram analisadas e os resultados proporcionaram elementos que podem auxiliar no
atendimento às necessidades dos funcionários, a fim de promover maior motivação e melhorias
no cumprimento de suas actividades.
4

I Capitulo: Objectivos

Objectivo Geral
 Estudo do clima e cultura organizacional vivenciado na EP 1º e 2º de Namicopo-sede;

Objectivo específico
 Análise do clima e cultura organizacional vividos na EP 1º e 2º de Namicopo-sede;
 Relatar ou mapear os aspectos críticos que configuram o momento motivacional dos
funcionários da EP 1º e 2º de Namicopo-sede;
 Identificar os factores que afectam o clima organizacional e a convivência que se
manifesta na EP 1º e 2º de Namicopo-sede que afecta na produtividade positiva e
negativa.

Tipo de pesquisa
O uso das tipologias da pesquisa baseia-se nas orientações de GIL (1989, 2002 e 2010),
MENEZES (2001) e MARCONI & LAKATOS (2003).

Pesquisa quanto a natureza


Na visão de Vergara (1998, p. 45), a pesquisa aplicada é fundamentalmente motivada pela
necessidade de resolver problemas concretos, mais imediatos, ou não. Tem, portanto, finalidade
prática, ao contrário da pesquisa pura, motivada basicamente pela curiosidade intelectual do
pesquisador e situada sobretudo no nível da especulação.
Pesquisa quanto aos objectivos
Quanto aos objectivos a pesquisa será de carácter descritiva porque ajudará o autor da
pesquisa a se familiarizar com o problema em estudo, assim como descrever a cultura e clima
organizacional da EP do 1º e 2º grau de Namicopo-sede.
Quanto aos objectivos, a pesquisa é caracterizada como descritiva. GIL (1996:26) salienta-nos
que “a pesquisa descritiva tem como objectivo primordial a descrição das características de um
determinado fenómeno.”
5

Pesquisa quanto aos procedimentos


Quanto aos procedimentos, a pesquisa será do campo, uma vez que será na EP do 1º e 2º grau
de Namicopo-sede. campo escolhido para por a pesquisa em estudo de modo a confrontar a
realidade existente contra a teoria.

Pesquisa de campo
É a “investigação empírica que deve ser realizada no local onde ocorre ou ocorreu um fenómeno
ou que dispõe de elementos para explicá-lo, podendo incluir entrevistas, aplicação de
questionários, testes observação participante ou não.” VERGARA, (1997:58),

Pesquisa quanto a abordagem


Quanto à abordagem a pesquisa assumirá o carácter qualitativo, visto que ela permitirá
procurar e trazer informações evidentes acerca do problema de prática técnico-profissional de
administração.

Técnica de Colecta de Dados


A colecta de dados constituiu uma etapa muito importante neste estudo. Os dados foram colhidos
através dum guião de questionário.

Questionário
Segundo MARCONI & LAKATOS, 1999:100 o questionário é “Instrumento de colecta de dados
constituído por uma série de perguntas, que devem ser respondidas por escrito”.

Universo
Para (VERGARA, 1997). “O universo, ou população, é o conjunto de elementos que possuem as
características que serão objecto do estudo e a amostra, ou população amostral, é uma parte do
universo escolhido seleccionada a partir de um critério de representatividade”.
6

Partindo do conceito enrolado acima, é de ressaltar que para este trabalho o universo será
composto por todos os professores da escola que são 68 dos quais 12 Homens e 56 Mulheres.

Amostra
Segundo LAKATOS & MARCONI (1999:s/p), a amostra “consiste em escolher uma parte, do
universo de tal forma que ela seja a mais representativa possível de todo e, a partir dos resultados
obtidos relativos a essa parte, poder aferir o mais legitimamente possível os resultados da
população, se esta for verificada”.

Para a realização desta pesquisa tivemos 17 como a amostra e a escola da amostra foi pela
disponibilidade dos funcionários da escola em responder aos questionários aplicados durante a
pesquisa. O tipo de amostragem utilizada foi a amostragem por acessibilidade ou por
conveniência.

Tempo de execução e etapas de trabalho


O trabalho em causa teve uma duração de 1 mês e duas semanas (14-4-2019 a 28-05-2019) sendo
que as primeiras duas semanas fora de trabalho de campo que visou na colecta de dados, e as
outras semanas fora de analise e interpretação de dados que culminou na elaboração do relatório.

II Capitulo: Contextualização
A ideia para o estudo em causa surge no âmbito da cadeira de Clima e Cultura Organizacional. O
estudo em questão é de grande importância e interesse poes vai se aqui avaliar o clima e cultura
organizacional vivenciados na EP do 1º e 2º grau de Namicopo-sede. Vai-se aqui estudar as
diferentes percepções dos funcionários sobre aquilo que é o clima e cultura organizacional da
instituição de modo a se tirar uma e única conclusão das diferentes percepções dos funcionários e
tentaremos aqui deixar sugestões e possíveis recomendações que possibilitem e ajudem na
melhoria do clima e cultura organizacional.
7

Modelo em estudo
Imagem da organização; Cooperação; Liderança; Relação interpessoal; Benefícios; Valorização
profissional; Actuação da direcção; Desenvolvimento/capacitação; Ética; e Salário e
remuneração;

Conceitualização
1. Imagem da organização

Avalia-se a percepção dos funcionários sobre o prestígio da organização no sector no aqual actua
e junto a sociedade, bem como o sentimento de valorização dos trabalhadores em seu ambiente
social e profissional pelo facto de pertencerem aos quadros de pessoal.

2. Cooperação

Avalia-se a percepção dos funcionários sobre a qualidade do trabalho em equipe e sobre a


colaboração entre colegas de trabalho, bem como sobre a interacção entre as diversas áreas da
organização para alcançar objectivos comuns.

3. Liderança

A liderança constitui um aspecto muito importante da administração, mas não é tudo. É exigido
dos administradores planejar e organizar, por exemplo, mas o papel principal de um líder é
influenciar os outros para buscarem, de maneira entusiástica, os objectivos definidos. Isto
significa que bons líderes podem ser maus administradores, caso seus panejamentos precários
façam com que os grupos movam-se nas direcções erradas. Embora consigam fazer com que
seus grupos atuem, não conseguem faze-lo dentro de direcções que melhor atendem aos
objectivos organizacionais.

A liderança é a capacidade de influenciar um grupo em direcção à realização de metas. A fonte


desta influência pode ser formal, como a fornecida pela detenção de uma posição gerencial numa
organização. Como posições gerenciais vêm com algum grau de autoridade formalmente
designada, uma pessoa pode assumir um papel de liderança simplesmente por causa da posição
que ocupa na organização. Porém, nem todos os líderes são gerentes; assim como nem todo
8

gerente é líder. Apenas, porque uma organização reveste seus gerentes de certos direitos formais
não é garantia que eles serão capazes de liderar com eficácia.

4. Relação interpessoal

Avalia-se satisfação dos em relação a instalação e companheirismo existente entre colegas de


trabalho, bem como em relação ao respeito e consideração com que são tratados pela empresa e a
forma como os conflitos são resolvidos.

5. Benefícios

Avalia-se a percepção dos planos de benefícios oferecidos pela organização, que possibilitam a
melhoria da condição de vida dos trabalhadores, assim como o laser passado em tempos de
descanso dos funcionários.

6. Valorização profissional

Avalia-se a percepção dos funcionários sobre os mecanismos e critérios utilizados pela


organização para reconhecer e premiar o talento dos trabalhadores que se destacam em termos de
performance e/ou de contribuições para a melhoria continua de processos, produtos ou serviços.

7. Actuação da direcção

Avalia-se a confiança que os colaboradores depositam na direcção da organização, bem como


sua percepção sobre a preocupação dos directores com os colaboradores e sobre a facilidade de
acesso que eles têm e ou propõem aos outros.

8. Desenvolvimento/capacitação

Avalia-se a percepção dos colaboradores sobre a quantidade e qualidade das oportunidades de


treinamento e desenvolvimento profissional oferecidas pela organização, bem como sobre a
valorização dos esforços de auto-desenvolvimento.

9. Ética
9

Avalia-se a percepção dos funcionários sobre o comportamento moral da organização no


relacionamento com fornecedores, clientes e colaboradores, bem como sobre a seriedade com
que gerência os recursos colocados a sua disposição.

10. Salário e remuneração

Avalia-se a percepção dos colaboradores quanto a justiça da recompensa com salário e outras
remunerações, em relação as suas atribuições e responsabilidades e em relação aos valores
praticados por outras organizações comparáveis, bem como o conhecimento que eles possuem
sobre os critérios que regulamentam a remuneração deste.

III Capitulo: Apresentação de dados


Tabela1: Imagem da organização

Sim % Não % Talvez % Total


concordo
Sendo funcionário da 17 100% 17
instituição se identifica como
parte integrante da mesma?
Na qualidade de funcionário 17 100% 17
se identifica como a imagem
da escola?
Como funcionário desta 9 52% 4 24% 4 24% 17
instituição acredita que a
comunidade circunvizinha
deposita 100% de confiança
na escola?
Como funcionário desta 16 94% 1 6% 17
instituição acredita que a
escola possui uma boa
imagem perante a sociedade?
10

Fonte: autores

Neste factor que fala da imagem da instituição e em como os funcionários se identificam perante
a ela tivemos como respostas para a primeira pergunto que aborda sobre a identidade um total de
100% respondeu sim, na segunda também tivemos 100% de respostas para o sim, já na terceira
que esta mais ligada em como a sociedade olha para a escola de modo a depositar a sua
confiança nela aqui somente 52% disse sim, 24% não e os outros 24% disse talvez. Para o grupo
aos que responderam talvez nos classificamos como não porque o sinónimo de incerteza sobre
algo que esta dia a pós dia vivenciando revela que na verdade a uma insatisfação ai da alguma
das partes. Na ultima pergunta tivemos 94% respondeu sim e os outros 6% talvez.

Com as respostas a esse factor chega-se a conclusão de que a escola possui uma boa imagem
perante os funcionários assim como a sociedade.

Tabela2: Cooperação

Sim % Não % Talve % Total


concord z
o
Na escola existe um 16 94% 1 6% 17
espírito de entreajuda
entre colegas?
Na instituição existe 16 94% 1 6% 17
cooperação entre os
diferentes sectores?
Durante o trabalho em 13 76% 4 24% 17
equipa, as pessoas
partilham muito de si
próprias?
A escola incentiva o 17 100% 17
trabalho em equipa?
Fonte: autores
11

No factor cooperação 94% respondeu sim para a primeira pergunta 6% talvez também tivemos o
mesmo nível de respostas para a segunda pergunta em que 94% disse sim e 4% talvez, na terceira
76% disse sim e 24% talvez na quarta 100% disse sim. Com as respostas a esse factor notar-se-á
que na instituição o nível de cooperação e o espírito de entre ajuda é bom e que a direcção
incentiva esse espiro de colaboração entre os professores.

Tabela3: Liderança

Sim % Não % Talvez % Total


concordo
Na escola a liderança é 15 88% 2 12% 17
exemplo de apoio,
aconselhamento interno?
Na escola, a liderança é 8 48% 9 52% 17
geralmente exemplo de
empreendedorismo e inovação
para inspirar os funcionários?
Na escola, a liderança é 14 82% 3 18% 17
exemplo de gestão e de
coordenação contínua da
eficiência?
Na escola a liderança é 15 88% 2 12% 17
exemplo de combatividade e
orientação para alcance dos
objectivos?
Fonte: autores

Com base nas respostas a esse factor que é considerado como um dos factores chave pelo grupo
que é responsável em boa parte para a existência dum bom clima e cultura organizacional.
88%disse sim na primeira pergunta e somente 12 disse talvez, na segunda pergunta 48%disse
sim e 52% talvez, na terceira 82% disse sim e 18 talvez e na ultima 88% disse sim e 12 % não.
12

Neste factor revela que o estilo de liderança sobre a instituição é 90% eficiente e isso é bom
porque estas acima da media. Nota-se também que a liderança é exemplo de incentivos a nível
dos funcionários da instituição escolar, só tendo que melhorar no incentivo aos funcionários a
adoptarem o empreendedorismo para a melhoria da sua qualidade de vida tendo em conta que
nem sempre é possível sobreviver somente de salário.

Tabela4: Relação interpessoal

Sim % Não % Talvez % Total


concordo
A relação profissional com 16 94% 1 6% 17
seus colegas de trabalho é
boa?
O relacionamento profissional 14 82% 3 18% 17
com seus superiores é bom?
Os seus superiores dão espaço 17 100% 17
para se propor novas ideias e
soluções para melhoria do
funcionamento?
Na escola te sentes bem com a 17 100% 17
relação que tens com os seus
colegas aponto de se tornar
uma família?
Fonte: autores

Do factor relação interpessoal na primeira pergunta 94% respondeu sim e 6% talvez, na segunda
pergunta 82% respondeu sim e 18% talvez, na terceira 100% respondeu sim e na quarta e ultima
100% respondeu sim também. As respostas as perguntas do factor acima citado que as relações
interpessoais dentro da instituição estão num bom nível e isso é muito importante para o alcance
dos objectivos a nível da instituição assim como objectivos a nível individual dos funcionários.

Tabela 5: Benefícios
13

Sim Não Talvez % Total


concordo
A escola tem um plano de 7 41% 2 12% 8 47% 17
benefícios sócias?
A escola realiza festas para os 7 41% 7 41% 3 18% 17
trabalhadores (professores)?
A escola tem disponibilizado 5 29% 9 52% 3 18% 17
algum benefício social fora do
salário?
Se disponibiliza, tem sido de 7 41% 6 35% 4 24% 17
forma transparente para todos
os funcionários?
Já se beneficio alguma vês 7 41% 7 41% 3 18% 17
deste plano?
A escola permite que aceda a 6 35% 9 52% 2 12% 17
benefícios como (créditos,
habitação, crédito individual,
e outros)?
Fonte: autores

No factor benefícios na primeira pergunta 41% respondeu sim, 12% não e 47% talvez, na
segunda 41% sim, 41% não e 18% talvez na terceira 29% disse sim 52% disse não e 18% disse
talvez, na quarta pergunta 41% disse sim, 35% não e 24% talvez, na quinta pergunta 41% disse
sim 41% disse não e 18% talvez, na sexta e ultima pergunta 35% disse sim 52% não e 12%
talvez.

Neste factor com base nas respostas as perguntas deu para notar que a escola tem uma fragilidade
naquilo que é o factor benefícios aos funcionários assim como outros benefícios como créditos.

Tabela 6: Valorização profissional

Sim Não Talvez % Total


concordo
14

Sendo funcionário desta escola 17 100% 17


te sentes valorizado?
As opiniões dos funcionários 17 100% 17
são levadas a sério pelos
órgãos de liderança?
Já foste premiado em 16 94% 1 6% 17
reconhecimento ao seu
trabalho?
Fonte: autores

No sexto factor na primeira pergunta 100% respondeu sim, na segunda também 100% respondeu
sim ena terceira e ultima 94% disse sim e somente 6% talvez.

Com base nas respostas a essa pergunta nota-se que na instituição os funcionários são
valorizados a um nível de 99% isso demostra o nível de preocupação dos membros da liderança
em relação ao conforto dos seus colaboradores permitindo que eles se dediquem até acima da
média para o alcance dos objectivos institucionais.

Tabela 7: Actuação da direcção

Sim Não Talvez % Total


concordo
Na escola o estilo de gestão é 7 41% 10 59% 17
caracterizado por valorizar a
autonomia, o espírito de
criatividade?
O tipo de gestão é 8 47% 9 53% 17
caracterizado por promover o
trabalho em equipa, consenso
e participação?
O estilo de gestão dos 11 65% 6 35% 17
membros da liderança é
caracterizada por desenvolver
15

a competitividade, promover
os resultados e cumprimento
dos objectivos?
O estilo de gestão da escola 11 65% 2 12% 4 23% 17
apresenta esta caracterizada
por zelar por segurança do
emprego, conformidade,
previsibilidade e estabilidade
das relações?
Fonte: autores

No factor inerente a actuação da direcção 41% respondeu sim, 59% talvez isso na primeira
pergunta, na segunda pergunta 47% respondeu sim e 53% respondeu talvez, na terceira 65%
disse sim e 35% talvez na quarta pergunta 65% disse sim, 12% disse não e 23% disse talvez.

Neste factor com base nas respostas as perguntas nota-se que a actuação da direcção para a
delegação ou nas reuniões caracteriza-se muito mais na autocracidade deixando muitas das vezes
a opinião dos subordinados de lado e isso pode até um certo ponto causar aquilo que é a
desmotivação nos funcionários em dar a sua opinião visto que eles sentem que não são levadas
acabo as ideias por eles oferecidas.

Tabela 8: Desenvolvimento/capacitação

Sim % Não % Talvez % Total


concordo
A escola permite ou 9 53% 2 12% 6 35% 17
possibilita ter oportunidades
de evolução na carreira?
A escola investe na formação 14 82% 3 18% 17
e capacitação dos professores
em exercício das suas
funções?
16

A escola demonstra que 9 53% 3 18% 5 29% 17


investe na formação dos
professores?
As oportunidades para o 14 82% 3 18% 17
acesso a formação para o
aumento do nível académico
dos professores tem sido igual
param todos?
Fonte: autores

As respostas a esse factor foram de 53% sim 12% não e 35% talvez para primeira pergunta, na
segunda pergunta 82% disse sim 18% disse não e na terceira pergunta 53% disse sim 18% disse
não e 29% disse talvez na quarta pergunta 82% disse sim 18% disse não.

De acordo com as respostas a esse factor sobre o desenvolvimento e capacitação dos


funcionários da escola demostra que a instituição se preocupa com o crescimento profissional
dos funcionários.

Tabela 9: Ética

Sim % Não % Talvez % Total


concordo
A escola possui equipamentos 9 53% 3 18% 5 29% 17
e material necessário para a
realização do seu trabalho?
A transparência na 6 35% 3 18% 8 47% 17
disponibilização do material
para todos os professores?
Te sentes satisfeito com a 8 47% 9 53% 17
forma em que é distribuído o
material para todos os
professores?
17

Já te sentiste injustiçado uma 15 88% 2 12% 17


vez pela forma como é
disponibilizado o material
disponível na escola para a
realização das suas funções?
Já sentiste uma vez a falta de 15 88% 2 12% 17
profissionalismo da parte dos
seus colegas da liderança pela
forma que lidam com a gestão
do material?
Fonte: autores

No nono factor sobre a ética aqui o grupo centrou-se muito mais na disponibilização e gestão do
material.

Neste factor na primeira pergunta 53% respondeu sim 18% não e 29% disse talvez, na segunda
pergunta 35% disse sim 18% disse não e 47% disse talvez, na terceira 47% disse sim 53% disse
não, na quarta pergunta 88% disse sim 12% disse não, na quinta e ultima pergunta 88% disse sim
e 12 disse não.

De acordo com as respostas a esse factor demostra uma fragilidade naquilo que é a
disponibilização do material para todos os funcionários da instituição, e isso pode até um certo
ponto criar o desconforto nos funcionários e posteriormente acarretar no surgimento de pequenos
grupo de fofocas a nível da instituição que dai vai começar a afectar no cumprimento dos
objectivos a nível da instituição.

Tabela 10: Salário e remuneração

Sim Não Talvez % Total


concordo
Te sentes satisfeito em relação 16 94% 1 6% 17
a sua carga de trabalho diária?
Com a sua carga horária e 2 12% 15 88% 17
18

quantidade de trabalho te
sentis satisfeito em relação ao
seu salário?
A escola possui um plano de 10 58% 4 24% 3 18% 17
pagamento de horas extras
para satisfazer os professores
nos dias que trabalham horas a
mais que o normal?
Se possui, tem tido justiça no 15 88% 2 12% 17
pagamento das horas extras de
trabalho?
Fonte: autores

No último factor que é respectivamente sobre como os funcionários se sentem com base no seu
salário. Na primeira pergunta 94% respondeu sim e 6% talvez, na segunda pergunta 12%
respondeu sim e 88% não, na terceira 58% respondeu sim, 24% não e 18% talvez na quarta e
ultima pergunta 88% respondeu sim e 12% não.

Neste factor com base nas respostas notou-se que a instituição possui um plano de pagamento
das horas extras para cobrir as horas de trabalho acima do normal. E sobre a satisfação do salário
mostro que quase 90% dos funcionários não se sente satisfeito com o seu salário mas isso não
achamos muito relevante tendo em conta que os salários são elaborados a nível do ministério.
19

Conclusão

As considerações de que a cultura de uma organização é a génese de qualquer estratégia e pelo


seu papel preponderante enquanto formadora dos modelos mentais e comportamentos colectivos
dos membros organizacionais.

E com a conclusão do relatório concluir-se-á que o clima organizacional vivenciado na EP do 1º


e 2º grau de Namicopo-sede é razoável e a direcção da escola deve trabalhar no sentido de tornar
este clima bom. Porque em meio as perguntas e respostas 63% foram positivas dai que chegou-se
a esta conclusão e salientar que isso é positivo se tratando duma instituição de ensino do nível
primário atendendo e considerando as condições das nossas escolas. O principal factor que
influencia para que o clima da escola seja razoável é o factor externo.

Recomendações ou programas de intervenções


Recomenda-se a instituição a criação de planos de benefícios que os mesmos sejam aplicados de
forma gradual e que a aplicação deste plano seja de total transparência para todos os funcionários
da mesma.

Criação de actividades como a prática de algumas maratonas a nível da escola em que os


participantes sarrão todos os membros da escola isso para fortificar ainda mais a confiança dos
colaboradores para a instituição.
20

Bibliografia
GIL, António Carlos. Como elaborar projectos de pesquisa. São Paulo: Atlas. 1996.

Florianopólis: Laboratório de Ensino a Distância da UFSC. 2001.

LAKATOS, Eva Maria & MARCONI, Marina de Andrade. Fundamentos de metodologia 5ª ed.
São Paulo. 1999

MENEZES, E.M. SILVA E.L. Metodologia da Pesquisa e Elaboração de dissertação. 3ª ed.


Florianopólis: Laboratório de Ensino a Distância da UFSC. 2001.

VERGARA, Sylvia Constant. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. São Paulo:


Atlas, 1997.

Você também pode gostar