Você está na página 1de 13

 Direito Internacional

SEMANA 03
Tema
Fontes do DIP - parte I
Objetivos
Nessa semana, o candidato adentro um dos tópicos mais importantes do programa, que
é o estudo das fontes do Direito Internacional. O destaque dessa semana é o artigo 38
do Estatuto da Corte Internacional de Justiça, com destaque para o costume como fonte
do DIP. Deve o candidato compreender bem o conceito de costume, entender como são
formados, o que é o elemento subjetivo e o elemento objetivo do costume. A figura
negador persistente e as distinções entre costume regional, local e geral devem ser bem
interiorizadas pelo candidato, assim como a evolução da jurisprudência internacional
sobre a questão dos costumes, tendo em vista casos paradigmáticos.
Pontos do Edital abordados
2 Fontes do DIP
2.1 Estatuto da Corte Internacional de Justiça (artigo 38)
Leituras recomendadas
Obrigatórias
PORTELA, Paulo Henrique Gonçalves, Direito Internacional Público e Privado, Ed. Jus
Podivm: Parte I – Capítulo II (Fontes Do Direito Internacional Público: Introdução)
Complementar
MELLO, Celso D. de Albuquerque Mello, Curso de Direito Internacional Público – 1o
Volume, Ed. Renovar: Capítulos VIII (Fontes do DIP: Noções Gerais) e X (Fontes do DIP:
Costumes)
 Direito Interno
SEMANA 03
Tema
Fatos e atos jurídicos
Objetivos
Nessa semana, o candidato estudará o conceitos de atos, fatos e negócios jurídicos. É
importante dar destaque ao papel da vontade individual na criação de normas e na
forma como o elemento volitivo determina a diferença entre um ato, fato e negócio.
Deve o candidato ter noções básicas e práticas desses temas, já que não são exatamente
muito cobrados na prova, apesar de consituirem uma base conceitual importante para
o o estudo do Direito.
Pontos do Edital abordados
3 Fatos e atos jurídicos.
3.1 Elementos, classificação e vícios do ato e do negócio jurídico.
Leituras recomendadas
Leituras obrigatórias
GONÇALVES, Carlos Roberto, Sinopses Juri ́dicas, Direito Civil – Parte Geral, Ed. Saraiva:
Parte Geral do Có digo Civil, Livro III – Dos Fatos Juri ́dicos, Ti ́tulo I (Do Negó cio Juri ́dico),
Capi ́tulo I (Disposições Gerais); Capi ́tulo IV (Dos Defeitos do Negó cio Juri ́dico); Capi ́tulo
V (Da Invalidade do Negócio Juri ́dico)
 Economia
SEMANA 03
Tema
Teoria do Consumidor
Objetivos
Nessa semana, o candidato abordará a teoria do consumidor. É preciso compreender as
premissas em que esse teoria se assentam (monotecidade, transitividade,
racionalidade). Conceitos como Utilidade Total e Utilidade Marginal devem merecer
atenção especial do candidado, sobretudo a representação gráficas dessas curvas. As
interações entre curva da indiferença e a curva de restrição orçamentária também
devem ser abordadas com cuidado. Os efeito substituição e efeito renda devem ser
vistos com cuidado.
Pontos do Edital abordados
1.1 Demanda do Consumidor.
1.1.1 Preferências.
1.1.2 Equilíbrio do consumidor.
Leituras recomendadas
Obrigatórias
MANKIW, Gregory. Introdução à Economia - Princípios de Micro e Macroeconomia. Rio
de Janeiro: Editora Campus. 2001. Capítulo 21: Teoria da Escolha do Consumidor p. 463-
490
Acesse o roteiro de leitura
MANKIW, Gregory. Introdução à Economia - Princípios de Micro e Macroeconomia. Rio
de Janeiro: Editora Campus. 2001. Capítulo 7: Consumidores, Produtores e Eficiência dos
Mercados p. 140-160
Acesse o roteiro de leitura
VASCONCELLOS, Marco Antônio. Manual de Economia - Equipe de professores da USP.
São Paulo: Editora Saraiva. 2013 Capítulo 5: A teoria do consumidor p. 110-132
 Francês
SEMANA 03
Tema
Négation, Interrogation, Pronoms toniques
Objetivos
Na terceira semana serão estudados três pontos importantíssimos. A negação e a
interrogação em francês têm muitas particularidades (que serão exploradas mais a
fundo em outro momento). Faça muitos exercícios, passe a observar a construções
negativas e interrogativas em todos os textos que ler! Estude os pronomes tônicos e
observe que seu uso é, em diversos casos, diferente do português. Dê atenção especial
a esses casos. Estude as estruturas em que o verbo “avoir” é mais utilizado e perceba as
várias diferenças de construção de frases com relação ao português.
Leituras recomendadas
Gramática
Négation
Interrogation
Pronoms toniques
GRÉGOIRE; THIÉVENAZ. Grammaire progressive du français: niveau intermédiaire. Paris:
CLE, 2013. Unidade 3 (p. 18-21) e 29 (132 e 133).
Vocabulário
Le verbe “avoir”
GRÉGOIRE; THIÉVENAZ. Grammaire progressive du français: niveau intermédiaire. Paris:
CLE, 2013. Unidade 11 (p. 48-53).
http://www.podcastfrancaisfacile.com/grammaire/2014/12/avoir.html
 Geografia
SEMANA 03
Tema
Geopolítica: as relações entre espaço e poder
Objetivos
Nessa semana, espera-se que o candidato se familiarize com as principais teorias
geopolíticas. Temas clássicos da Geografia Política merecem atenção, como o fenômeno
de formação de fronteiras e as relações entre Estado e território.
Pontos do Edital abordados
6 Geografia Política.
6.1 Teorias geopolíticas e poder mundial.
6.2 Temas clássicos da Geografia Política: as fronteiras e as formas de apropriação
política do espaço.
6.3 Relações Estado e território.
Leituras recomendadas
Obrigatórias
CASTRO, Iná Elias de, et alli. Geografia: Conceitos e Temas. Rio de Janeiro: Bertrand, 10
edição. BECKER, Bertha. "A Geopolítica na virada do milênio: Logística e
Desenvolvimento Sustentável". P. 271-307.MELLO, Leonel Itaussu. Quem tem medo de
geopolítica? São Paulo: Editora Hucitec, 1999. Cap. 1, 2, 3 e 4- Pág. 11-133.
Complementares
CASTRO, Iná Elias de. Geografia e Política. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005. Cap. 1 -
"Pensar a geografia política no século XXI". P. 15-37; Cap. 2 - Relações entre território e
conflito: o campo da geografia política". P. 39-94; Cap. 3 - O poder e o poder político
como problemas". P. 95-137.
 História do Brasil
SEMANA 03
Tema
O PROCESSO DE EMANCIPAÇÃO DO BRASIL (1808-1831)
Objetivos
O tema desse semana é denso e costuma ser cobrado em detalhes tanto na primeira
quanto na terceira fase do concurso. É importante o candidato conhecer a posição
historiográfica adotada pela banca do concurso em relação ao processo de emancipação
do Brasil e seus variados subtópicos: a transmigração da Corte, o Liberalismo no Brasil e
em Portugal, as Reformas Joaninas. O conceito de Maria Odila Leite de Interiorização da
Metrópole é o fio condutor de todo o conteúdo visto nesse tópico. Após 1808, temas de
polí- tica externa começam a se entrelaçar com mais frequência a temas de política
interna. Nesse sentido, ao se estudar o processo de emancipação do Brasil, é preciso
estar atento a essa relação entre política interna e política externa. O candidato deve
compreender com detalhes o Sistema de Tratados Desiguais, a política externa no
Primeiro Reinado (1822-1831), o reconhecimento da Independência no exterior, a
guerra da Cisplatina e suas consequências para a crise do Primeiro Reinado e as causas
do Sete de Abril. No âmbito interno, a constituição de 1824 merece destaque
Pontos do Edital abordados
2. O processo de independência.
2.1. Movimentos emancipacionistas
2.2. A situação política e econômica europeia.
2.3. O Brasil sede do Estado monárquico português.
2.4. A influência das ideias liberais e sua recepção no Brasil.
2.5. A política externa.
2.6. O Constitucionalismo português e a independência do Brasil.
3. O Primeiro Reinado (1822-1831).
3.1. A Constituição de 1824.
3.2. Quadro político interno.
3.3. Política exterior do Primeiro Reinado.
Leituras recomendadas
Bibliografia sugerida
DIAS, Maria Odila Leite. A Interiorização da metrópole. In. MOTTA, Carlos Guilherme
(Org.). 1822: Dimensões
Acesse o roteiro de leitura
RICUPERO, Rubens. O Brasil no Mundo. In. COSTA e SILVA, Alberto da. História do Brasil
Nação – vol I. (1808-1830)
Acesse o roteiro de leitura
 História Mundial
SEMANA 03
Tema
A Restauração Europeia
Objetivos
Nessa semana, o candidato será apresentado às principais bases do Congresso de Viena.
O objetivo geral é compreender os principais obstáculos para consolidação do
liberalismo político no continente europeu no âmbito das tentativas de
restabelecimento do Antigo Regime. Deve o candidato estar atento não só ao que se
acordou no Congresso de Viena, mas também nos congressos que foram idealizados a
partir desse como o Congresso de Aix-la-Chapelle (1818), o Congresso de Troppau
(1820), o Congresso de Laiblach (1821) e o Congresso de Verona (1822). Devem ser
estudadas também as Revoluções Liberais de 1820, 1830 e 1848.
Pontos do Edital abordados
3 As relações internacionais
3.2 O Concerto europeu e sua crise
2 Revoluções
2.1 As Revoluções burguesas
Leituras recomendadas
Obrigatórias
KISSINGER, Henry. Diplomacy. New York: Harper Books, 1994. Capítulo IV
SARAIVA, José Flávio Sombra (Org.). História das relações internacionais
contemporâneas. 2.ed. São Paulo: Saraiva, 2007. Capítulo II. páginas 42 a 75.
Complementares
LESSA, Antônio Carlos. História das relações internacionais I - A Pax Britânica e o mundo
do século XIX. 4. ed. Petrópolis: Vozes, 2005.
KISSINGER, Henry. O mundo restaurado. Editora José Olympio, 1973.
 INGLÊS
SEMANA 03
Tema
“Past Simple” & “Past Continuous” (passado simples & passado contínuo)
Objetivos

 Objetivos Gerais: Estudar a formação e os usos dos tempos verbais presente do


indicativo e presente contínuo, na afirmativa, negativa e interrogativa e os termos em
inglês relacionados ao tópico “The United Nations” (As Nações Unidas).  Objetivos
específicos: Estudar os usos do tempo verbal presente do indicativo: descrever rotinas,
hábitos, fatos verdadeiros, horários fixos e do tempo verbal presente contínuo: ação
que se desenvolve no momento em que se fala, referência ao futuro próximo. Verbos
de ação e não ação, verbos dos sentidos. Expressões de tempo e frequência usadas com
esses tempos verbais. Ler os textos em inglês, sublinhar os termos relacionados ao
tópico, procurá-los no dicionário. Responder às perguntas de interpretação de texto no
formato das provas do CACD
Pontos do Edital abordados
1
1.1
Leituras recomendadas
Obrigatórias
ALEXANDER L. G “Longman English Grammar for Intermediate Students”, Unidades 9.3
& 9.4. MURPHY R. “English Grammar in Use – Intermediate”, Unidades 5 & 6
Complementar
OXFORD COLLOCATIONS DICTIONARY Autor: OXFORD UNIVERSITY PRESS DO BRASIL
PUBLICAÇOES LTDA
 Política Internacional II
SEMANA 03
Tema
Política Externa Brasileira: parte 3
Objetivos
Nessa semana, o candidato abordará a política externa dos governos Costa e Silva,
Médici, Geisel e Figueiredo. É importante vislumbrar as estratégias da política externa
brasileira do período, destacando a aposta pela autonomia e pela diversificação de
parcerias. Nesse sentido, deve o candidato reconhecer a importância e o legado deixado
pelo chancelaria de Azeredo da Silveira. É fundamental conhecer conceitos como
Diplomacia da Prosperidade, Diplomacia do Interesse Nacional, Pragamtismo
Responsável e Ecumênico e Universalimo. Além disso, deve o candidato entender a
importância do Brasil na II UNCTAD (1968), a questão das 200 milhas de mar territorial,
o reconhecimento da independência das colônias portuguesas na África, a aproximação
com os países árabes, a aproximação com a Argentina, a ALADI, entre vários outros
momentos marcantes do período.
Pontos do Edital abordados
2 A política externa brasileira: evolução desde 1945, principais vertentes e linhas de ação
Leituras recomendadas
Obrigatórias
Cervo, Amado e Bueno, Clodoaldo. História da Política Exterior do Brasil. Brasília: Editora
UNB, 2002. Capítulo: A frustrada “correção de rumos e o projeto desenvolvimentista. P.
367-395.
MARTINS, Carlos Estevam. A Evolução da Política Externa Brasileira na Década de 64/74.
Estudos CEBRAP, n.12, 1974
SOUTO MAIOR, Luiz Augusto. O “Pragmatismo Responsável”. In: Albuquerque, J. A.
Guilhon (Coord.) 60 anos de Política Externa Brasileira. Rio de Janerio: Lumen Juris, 2006
SPEKTOR, Matias. Origens e direção do Pragmatismo Ecumênico e Responsável (1974-
1979). Rev. bras. polít. int. [online]. 2004,vol.47, n.2, pp. 191-222.
 Políticas Internacionais
SEMANA 03
Neste semana o candidato compreenderá que o fim da Guerra Fria trouxe novos
desafios para as relações internacionais. Em um ambiente outrora dominado pela
bipolaridade, fortemente dominado por temas de segurança internacional, a redução
das ameaças de eclosão de uma guerra nuclear trouxe novos prognósticos. O
tratamento de temas sociais, os chamados global commons e a crescente valorização
dos indivíduos no cenário internacional trouxe mudanças para a atuação das Nações
Unidas em uma gama variada de temas, incluindo segurança internacional. Nesta
semana, serão abordadas tais mudanças, bem como o histórico das operações de paz
das Nações Unidas até os dias atuais.
Tema
ONU: Desafios Contemporâneos e Missões de Paz
Objetivos
Vislumbrar a mudança no pensamento corrente nas Nações Unidas ao longo dos anos
1990 e seu impacto para a segurança internacional. Conhecer os principais temas que
ascenderam a sua posição de destaque no cenário internacional, as teorias que
embasaram a mudança de pensamento, a evolução no formato das operações de paz e
o atual contexto de garantia da estabilidade internacional, por meio da ONU
Pontos do Edital abordados
16 A agenda internacional e o Brasil
16.1 O multilateralismo de dimensão universal: a ONU; as Conferências Internacionais;
os órgãos multilaterais.
16.11 A reforma das Nações Unidas.
Leituras recomendadas
Bibliografia sugerida
Fontoura, Paulo Roberto Campos Tarrisse da. O Brasil e as Operações de Manutenção
da Paz das Nações – Brasília : FUNAG, 1999. Cap I, II e IV.
Diniz, Eugênio. O Brasil e as Operações de Paz. In Altemani, Henrique e Lessa, Antonio
Carlos. Relações Internacionais do Brasil, temas e agendas. São Paulo: Saraiva, 2006
Bibliografia complementar
UN DPKO/DFS Civil Affairs Handbook, Cap. 1
Fukuyama, Francis. End of History?
Valle, Valeria Marina. A Reforma do Conselho de Segurança da ONU: Uma análise sobre
a posição brasileira e suas repercussões. Reformas da ONU, Cadernos Adenauer, ano VI,
nº 1, 2005.
 Português
SEMANA 03
Tema
Figuras de sintaxe / Nova Ortografia (regras de acentuação e emprego do hífen)
Objetivos
Nessa semana, o candidato estudará as figuras de sixtaxe, que apressentam
semelhanças e até sobreposições com relação as figuras de linguagem e vícios de
linguagem estudados na semana anterior. Mas o foco principal deve ser as regras de
acentuação e as mudanças introduzidas pela nova ortografia, tópicos bastante cobrados
pelo CESPE na prova objetiva e discursiva. O CESPE costuma cobrar em questões não só
se determinada palavra é acentuada, mas a justificativa para a acentuação. Nesse
sentido, é altamente aconselhável compreender as regras do novo acordo ortográfico e
a forma como são cobradas em provas anteriores. Novamente fica registrado que a
forma mais eficiente para o estudo de Português é por meio de exercícios do CESPE.
Pontos do Edital abordados
1 Língua portuguesa: modalidade culta usada contemporaneamente no Brasil.
1.1 Sistema gráfico: ortografia, acentuação e pontuação; legibilidade.
Leituras e exercícios recomendados
Leituras
CUNHA, Celso. Nova Grámatica do Português Contemporâneo. Capítulo 19. Figuras de
sixtaxe
Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa
BECHARA, Evanildo. A nova ortografia. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2008
INSTITUTO ANTONIO HOUAISS. Escrevendo pela nova ortografia. São Paulo: Publifolha,
2008