Você está na página 1de 3

População da Índia: bônus demográfico e envelhecimento

José Eustáquio Diniz Alves


Doutor em demografia, link do CV Lattes:
http://lattes.cnpq.br/2003298427606382

A Índia é a segunda nação mais populosa do mundo atualmente, mas irá ultrapassar a China até
2027, passando a ocupar o primeiro lugar, segundo os dados das projeções populacionais da
Divisão de População da ONU (revisão 2019).

O gráfico abaixo mostra que o crescimento populacional da Índia foi muito grande, pois havia
376,3 milhões de habitantes em 1950, chegou a 1 bilhão em 1997 e deve alcançar o pico
populacional em 2059, com 1,65 bilhão de habitantes. Nas últimas 4 décadas do século a
população indiana vai decrescer (-201,4 milhões) e ficar em 1,45 bilhão de habitantes em 2100.

A população jovem (de 0 a 14 anos) que passou de 141 milhões para 380,3 milhões, entre 1950
e 2010 e vai decrescer para 210,3 milhões em 2100 (uma redução de 169,9 milhões de jovens).
A População em Idade Ativa (PIA) que era de 223,4 milhões de pessoas deve atingir o pico de
1,11 bilhão em 2049. A Índia vai ter a maior PIA entre todos os países do mundo. Isto quer dizer
uma grande disponibilidade de mão-de-obra, que, se bem aproveitada, pode alavancar o
desenvolvimento do país. O aproveitamento tem que ocorrer até meados do século, pois entre
2050 e 2100 a PIA indiana vai diminuir em 259 milhões de pessoas.

As 3 categorias de idosos vão crescer muito no século XXI, mas o pico populacional dos idosos
só vai ocorrer no século seguinte. Os idosos de 60 anos e mais vão ultrapassar o número de
jovens de 0-14 anos em 2049, com o Índice de Envelhecimento (IE) superando 100, a marca do

1
envelhecimento populacional. Já os idosos de 65 anos e mais vão ultrapassar o número de jovens
de 0-14 anos em 2060, com o Índice de Envelhecimento (IE) chegando a 100,7. Os idosos de 80
anos e mais só vão ultrapassar os jovens de 0-14 anos no século XXII. Todos estes números estão
resumidos na tabela abaixo.

O que os dados da dinâmica demográfica mostram é que o momento mais favorável do bônus
demográfico da Índia vai continuar até 2040, conforme mostra o gráfico abaixo. Em 1950, a
População em Idade Ativa (PIA) representava 59,4% da população total e a Razão de
Dependência (RD) estava em 68,4%. Nos anos seguintes a proporção da PIA caiu para 55,1% em
1966 e a RD aumentou para 81,5%. A partir de 1967 a estrutura etária passou a ajudar o
desenvolvimento econômico, pois a proporção de pessoas em idade ativa (PIA) subiu e deve
alcançar 68,5% da população total em 2040, mesmo ano em que a RD atingirá o nível mais baixo
de 46%. Será o momento de abertura máxima da janela de oportunidade demográfica. Nos anos
seguintes a proporção da PIA diminui e o número de pessoas de 15-64 anos começará a diminuir,
em termos absolutos, em 2049. Portanto, a Índia tem pelo menos 20 anos para colher
plenamente o bônus demográfico e pode estender até 2049 as condições favoráveis para
aumentar a oferta de força de trabalho.

2
A Índia já é a 4ª economia do mundo (medida em paridade de poder de compra – ppp). Mas
possui uma renda per capita muito baixa, em torno de US$ 7 mil em 2018 (metade da brasileira).
Contudo, entre os grandes países, é a economia que mais cresce atualmente (superando a
China). Se a Índia conseguir aproveitar o bônus demográfico e mantiver as altas taxas de
crescimento poderá pular para o clube dos países de renda alta nos próximos 30 anos. Para
tanto, um dos grandes desafios será superar os desafios ambientais, pois além da escassez de
água, da poluição do solo e dos rios, as cidades indianas estão entre as de maior poluição do ar.

A Índia já teve uma das civilizações mais importantes da história. O país poderá voltar a ser
protagonista no cenário internacional se conseguir dar um salto no desenvolvimento,
oferecendo boa qualidade de vida para os seus habitantes e para o meio ambiente.