Você está na página 1de 3
1610812019 Acensafcago de tudo por Christy Wampole- revista seroterevistaserote aaa Visite AcERvos wwsrturo Loss os a f WO @ A ensaificacgao de tudo por Christy Wampole notavel que, nos slkimos tempos, uma sie de artigos e livros venhe abordando o ensaio como uma forma iterriaflexvel e mais humana, Dentre aqueles,estio "The Weyward Essay", uma resenha de livros de ensaios, eas reflexses de Philip Lopate sobre a elagdo entre ensaio e dvida,dentre estes sedestacam Como viver, de Sarah Bakewel,elegante retrato de Montaigne, o patiarca do género no século XVI, ea antologia Essayists an the Essay ‘Montaigne to Our Time, organizada por Carl H. Klaus e Ned Stuckey-French. ‘como se, mesmo diante da proiferagio de novas formas de comunicagdoe eset, o enslotivesse se transformado num talismi de nosso tempo. O que ‘explica nossa atrag por ele? Tera oensaiopropriedades terapéuticas? Serd porque ele proporciona delicados prazeres para se autor e leitor? Ou porque ele & pequeno 0 suiciente para eaber no bolso,porttil como nossa prdprias experiéncias? -Aredito que a longevidade do ensaio hoje se deva prinipalmente a este fat: o género e seu esptito so uma alternativa ao pensamento dogmstico que