Você está na página 1de 3

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ

CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E LETRAS


CURSO: LICENCIATURA PLENA EM LETRAS/PORTUGUÊS
DISCIPLINA: ANÁLISE DO DISCURSO
PROF. FRANKLIN OLIVEIRA SILVA
ALUNOS: Francisca das Chagas e Maria Clara.

3ª AVALIAÇÃO

QUESTÃO 1- Analise os textos a seguir com base nos conceitos estudados durante
toda a disciplina (discurso, sujeito, aparelhos ideológicos, ideologia, interdiscurso,
intradiscurso, heterogeneidades discursivas). Para cada análise, utilize pelo menos duas
categorias para explicar o texto sob o olhar da Análise do Discurso:

Texto 1

Resposta: Heterogeneidade discursiva. Existem vários discursos se cruzando, a mulher


que faz um comentário preconceituoso reforçando o que foi visto na TV e o homem
retoma um discurso machista usando a ironia. “Por mais que o discurso seja
aparentemente pouca coisa, as interdições que o atingem revelam logo, rapidamente, sua
ligação com o desejo e com o poder.”(Michel Foucault. A Ordem do Discurso, pàg.10).

Interdiscurso. Conversa entre discursos, onde um age como resposta, ou se refere ao


outro. Trata-se de um conjunto de idéias, organizadas por meio do texto, que se
apropria, implícita ou explicitamente, de outras configuradas anteriormente.

Texto 2
Resposta: A charge mostra a inversão de papéis diante das atividades domèsticas. A
Monica chega em casa com uma mala de trabalho(representando o homem que sai para
trabalhar) Cebolinha està limpando a casa(representa a mulher nos trabalhos
domésticos). A sociedade hà muito tempo reproduziu o discurso, de que o homem è que
trabalha para manter a casa, e a mulher fica em casa, cuidando dos trabalhos
domésticos. E isso vem sendo mudado, como o mostrado na charge.

Ideologia.” Na ideologia, o que è representado não è o sistema das relações reais que
governam a existência dos indivíduos, mas a relação imaginaria destes indivíduos com
as relações reais em que vivem.”(Ideologia e Aparelhos Ideológicos de Estado, pàg.82)

Só existe Ideologia através do sujeito e para sujeitos.”( Ideologia e Aparelhos


Ideológicos de Estado, pàg.91)

As ideologias são criadas pelo sujeito para mostrar uma relação de poder e
superioridade em relação a outros sujeitos. São formas de se apropriar de um discurso
pré existente, que em muitos casos, o sujeito reproduz esse discurso como algo original
e criado por ele, esquecendo que alguém já reproduziu esse discurso.

Texto 3

Cegonha é coisa do passado

O filho pergunta para o pai:


— Pai, como é que eu nasci?
— Muito bem, tínhamos que ter esta conversa um dia, né! Bom, o que aconteceu foi o
seguinte: Eu e a mamãe nos conhecemos e nos encontramos num chat, aí papo vai, papo
vem... Er...
— Vai logo, pai!
— O papai marcou um encontro com a mamãe num cybercafé e acabamos juntos no
banheiro. Depois, a mamãe fez uns downloads no memory stick do papai e, quando
estava tudo pronto para o upload, descobrimos que a gente não tinha nenhum tipo de
firewall.
— Nossa, e aí?
— Como era tarde demais para dar o cancel, papai acabou fazendo o upload de qualquer
jeito com a mamãe... E, nove meses depois, o Vírus apareceu. Entendeu?
— Ahhh, saquei!

Resposta: No texto temos o pai produzido um discurso distorcido, para suavizar a


história para o filho, acreditando que o faria entender sem que precisasse contar a
história na situação real. De certa forma isso envolve a questão do aparelho ideológico,
pois faz parte da ideologia dos pais não envolver seus filhos em assuntos ainda não
adequados a sua idade, e foi o que o pai da criança fez, preservou a inocência do seu
filho, transformando o que de fato aconteceu em um discurso tecnológico.

Texto 4

A professora pergunta aos alunos:


- Quem aqui reza antes das refeições?
Todos levantam a mão menos Joãozinho. A professora o
questiona:
- Joãozinho, por que você não reza antes das refeições?
- Lá em casa não precisa. A minha mãe cozinha bem!

Resposta: No discurso de Joãozinho observamos algo já enraizado, de rezar somente


quando se precisa de algo ou está precisando de alguma coisa. No seu discurso se
percebe que no caso ele entendeu a colocação erroneamente, pois o que a professora
quis dizer foi que segundo os discursos e tradições cristãs deve-se rezar antes das
refeições e ele entendeu como se a reza fosse para que a comida estivesse boa.
Novamente temos a presença do aparelho ideológico só que dessa vez sendo voltado a
questões religiosas.

Interesses relacionados