Você está na página 1de 3

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ

CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E LETRAS


CURSO: LICENCIATURA PLENA EM LETRAS/PORTUGUÊS
DISCIPLINA: ANÁLISE DO DISCURSO
PROF. FRANKLIN OLIVEIRA SILVA
ALUNOS: Karlla Francisca Sousa
Tainá Alana Alves Silva

3ª AVALIAÇÃO

QUESTÃO 1- Analise os textos a seguir com base nos conceitos estudados durante toda
a disciplina (discurso, sujeito, aparelhos ideológicos, ideologia, interdiscurso,
intradiscurso, heterogeneidades discursivas). Para cada análise, utilize pelo menos duas
categorias para explicar o texto sob o olhar da Análise do Discurso:

Texto 1

RESPOSTA: A tirinha mostra a mulher a repetir uma notícia que ver na tv. Ao
falar “ Olha só, mãe: Os homens são responsáveis por 99% dos acidentes de
carro...” logo depois podemos identificar na janela um personagem masculino
que já nos faz pensar que seja o seu marido, que defende dizendo que isso
ocorre pelo fato dos homens emprestarem a chave do carro para uma mulher.
Podemos já observar pelo seu argumento de origem intradiscursiva, que é
embasado numa ideologia machista que já faz parte do nosso cotidiano pois
a sociedade está acostumada a relacionar um péssimo motorista com a
imagem da mulher, a resposta do homem tem caráter intradiscursiva e deixa
algo explicito na sua resposta. O que nos faz pensar o motivo ou um
acontecimento que faz o homem emprestar a chave para uma mulher e, é
nessa hora que o desenho evidencia o motivo, podemos observar a latinha de
cerveja na janela perto do personagem.
Texto 2

RESPOSTA: Nessa tirinha há um discurso de gênero bem marcado, uma


ideologia clássica de que o homem é que trabalha para adquirir sustento
para a família e a mulher é responsável pelo lar. O autor se utiliza de uma
brincadeira clássica de meninas, onde as meninas são normalmente as mães
que cuidam da casa e dos filhos e os meninos os pais e que os mesmos vão
trabalhar. Então Maurício, que é o criador da turma da Mônica brinca com essa
situação que faz parte do cotidiano das crianças ao inverter os papéis,
deixando a Mônica fazer as funções do pai e o Cebolinha fazendo os deveres
da mãe. A cena representa uma ideologia clássica, pensamentos esses em que
a sociedade há muitos anos prega ao associar a mulher com os deveres
domésticos e o homem como o provedor da família. Há uma heterogeneidade
mostrada e marcada presente na tirinha quando o Cebolinha responde
“Adivinha!” para a pergunta da Mônica, podemos notar assim pela sua
resposta, que uma certa entonação é exigida para transmitir o que o
personagem pretende , não deixando dúvidas da sua opinião sobre a
brincadeira, ou seja, deixa claro que ele não está gostando da brincadeira.

Texto 3

Cegonha é coisa do passado

O filho pergunta para o pai:


— Pai, como é que eu nasci?
— Muito bem, tínhamos que ter esta conversa um dia, né! Bom, o que aconteceu foi o
seguinte: Eu e a mamãe nos conhecemos e nos encontramos num chat, aí papo vai, papo
vem... Er...
— Vai logo, pai!
— O papai marcou um encontro com a mamãe num cybercafé e acabamos juntos no
banheiro. Depois, a mamãe fez uns downloads no memory stick do papai e, quando
estava tudo pronto para o upload, descobrimos que a gente não tinha nenhum tipo de
firewall.
— Nossa, e aí?
— Como era tarde demais para dar o cancel, papai acabou fazendo o upload de qualquer
jeito com a mamãe... E, nove meses depois, o Vírus apareceu. Entendeu?
— Ahhh, saquei!

R- Nesse texto podemos verificar a presença da categoria do intradiscurso - a


linguagem utilizada pelo pai para explicar o processo de nascimento ao filho
pode ter sentido apenas naquele momento do contexto – que pode ser um
contexto bem atual onde impera essa linguagem que utilizada por aqueles que
acompanham as novas tecnologias da atualidade (softwares,aplicativos,etc).
Podemos observar também a presença de um interdiscurso nesse texto, a
relação sexual e a gestação - fatos que antecedem o nascimento que por
muitos anos era discutido na relação pais e filhos com a batida história da
cegonha, aqui aparecem categorizados como partes de um processo
tecnológico em uso na atualidade para facilitar a compreensão do garoto que
conhece bem todas as expressões utilizadas pelo pai.

Texto 4

A professora pergunta aos alunos:


- Quem aqui reza antes das refeições?
Todos levantam a mão menos Joãozinho. A professora o
questiona:
- Joãozinho, por que você não reza antes das refeições?
- Lá em casa não precisa. A minha mãe cozinha bem!

R- Nesse texto podemos verificar a presença da ideologia da tradição


religiosa de agradecer a Deus pelas refeições, é importante reconhecermos a
importância de Deus diante de tudo, ele cuida de cada detalhe de nossas vidas
e, apesar desse hábito estar em desuso por uma grande parte das pessoas ele
enfatiza a importância da religião diante de tudo que nos é proporcionado.
Ainda podemos verificar também a presença da polifonia, é possível
distinguirmos claramente a presença de duas vozes diferentes nesse texto: a
voz da professora que tenta demonstrar a importância de se agradecer a Deus
e, a voz do Joãozinho que através da ironia tenta deixar esse preceito de lado
e tentar calar o discurso da professora.

Interesses relacionados