Você está na página 1de 1

Bolsonaro não é Donald Trump

É comum vermos a direita brasileira toda eufórica com o sucesso de Trump nos Estados Unidos,
usando isso como justificativa para votar em Bolsonaro. Afinal, os dois são de direita. Sim, tudo
bem, os dois são de direita. Mas o que mais tem em comum? As semelhanças param por aí.

Donald Trump, apesar de suas opiniões estrambólicas sobre diversos assuntos, tem uma história
de sucesso antes de entrar na política. Era executivo, mas não qualquer executivo. Um dos
maiores executivos que os Estados Unidos já viram. Formado em economia, fala com autoridade
sobre diversos assuntos. Sabe conversar, convencer e negociar. Entende de finanças, gestão,
liderança e uma série de coisas mais. Já resgatou empresas à beira da falência, iniciou inúmeros
empreendimentos e soube ganhar rios de dinheiro graças ao seu talento. Enfim, é um dos
empresários mais bem-sucedidos do mundo.

E Bolsonaro? Antes da política, teve uma carreira militar simplesmente medíocre. Desprezado
por seus superiores, foi avaliado por eles como imaturo e agressivo. Preso por indisciplina no 8º
Grupo de Artilharia de Campanha Paraquedista, demonstrou “falta de lógica, racionalidade e
equilíbrio” (1). Resumindo, Bolsonaro foi avaliado por seus superiores no exército como burro e
indisciplinado.

Como não conseguiu se realizar financeiramente no exército, lançou-se à política. E deu certo:
em seus anos como político, seu patrimônio saltou para mais de R$ 1,7 milhão. Fora o que ele
sonega, já que, nas palavras dele, “sonega tudo que pode”.

Na política, a falta de competência não foi menor do que no exército. Em quase 30 anos, foram
2 projetos aprovados. Antes do PSL, já passou pelo PDC, PP, PPR, PPB, PTB, PFL, PP, PSC.
Portanto, não adianta dar a desculpa da “falta de apoio”. O fato é que ele não sabe fazer política.
Não sabe dialogar com quem pensa diferente, não sabe negociar conversar com gente de outros
partidos e nunca soube obter apoio. Enfim, é um político medíocre e desprestigiado, que pouco
aprendeu nessas quase 3 décadas. Enche o bolso com o dinheiro público e pouco oferece em
troca à população. Não merece nem o salário que recebe, tamanha a incompetência.

Portanto, pensem duas vezes antes de comparar Bolsonaro a Trump. Um é um exemplo de


relativo sucesso. Outro, um total fracasso. Comparar Bolsonaro a Trump? Não faça isso. Não
passe vergonha. Chega a ser patético.

(Autor anônimo)

(1) Clóvis Saint-Clair, Bolsonaro: o homem que peitou o exército e desafia a democracia