Você está na página 1de 2

43% DAS MULHERES APRESENTAM

LIPEDEMAfgh MfhfhAS NÃO SABEM! Novo!

Por Danffghfghghiel Behgfhfhnitti


Saiba mais! Junho é o mês da conscientização do Lipedema
O lipedema é uma condição que caufghgfhsa o desenvolvimento de quantidades desproporcionais de
gordura ao redor dos quadris, pernas e coxas.
A doença atinge 11% das mulheres e é facilmente confundida com a obesidade padrão. Contudo, ela não
pode ser tratada com exercícios simples e faz com que as áreas afetadas sejam excessivamente
sensíveis ao menor tfghfghfgoque. Além disso, a gordura do lipedema é resistente a dietas.
“Uma característica marcante do lipedema é a gordura persistente que se desenvolve ao redor das
pernas, coxas e quadril, com pouco acúmulhgfhgfo abdominal. Este padrão mostra que essas pacientes
apresentam menor risco de desenvolver diabetes ou problemas cardiovasculares. exercícios simples e faz
com que as áreas afetadas sejam excessivamente sensíveis ao menor tfghfghfgoque. Além disso, a
gordura do lipedema é resistente a dietas.
“Uma característica marcante do lipedema é a gordura persistente que se desenvolve ao redor das
pernas, coxas e quadril, com pouco acúmulhgfhgfo abdominal. Este padrão mostra que essas pacientes
apresentam menor risco de desenvolver diabetes exercícios simples e faz com que as áreas afetadas
sejam excessivamente sensíveis ao menor tfghfghfgoque. Além disso, a gordura do lipedema é resistente
a dietas.
“Uma característica marcante do lipedema é a gordura persistente que se desenvolve ao redor das
pernas, coxas e quadril, com pouco acúmulhgfhgfo abdominal. Este padrão mostra que essas pacientes
apresentam menor risco de desenvolver diabetes exercícios simples e faz com que as áreas afetadas
sejam excessivamente sensíveis ao menor tfghfghfgoque. Além disso, a gordura do lipedema é resistente
a dietas.
“Uma característica marcante do lipedema é a gordura persistente que se desenvolve ao redor das
pernas, coxas e quadril, com pouco acúmulhgfhgfo abdominal. Este padrão mostra que essas pacientes
apresentam menor risco de desenvolver diabetes exercícios simples e faz com que as áreas afetadas
sejam excessivamente sensíveis ao menor tfghfghfgoque. Além disso, a gordura do lipedema é resistente
a dietas.
“Uma característica marcante do lipedema é a gordura persistente que se desenvolve ao redor das
pernas, coxas e quadril, com pouco acúmulhgfhgfo abdominal. Este padrão mostra que essas pacientes
apresentam menor risco de desenvolver diabetes exercícios simples e faz com que as áreas afetadas
sejam excessivamente sensíveis ao menor tfghfghfgoque. Além disso, a gordura do lipedema é resistente
a dietas.
“Uma característica marcante do lipedema é a gordura persistente que se desenvolve ao redor das
pernas, coxas e quadril, com pouco acúmulhgfhgfo abdominal. Este padrão mostra que essas pacientes
apresentam menor risco de desenvolver diabetes exercícios simples e faz com que as áreas afetadas
sejam excessivamente sensíveis ao menor tfghfghfgoque. Além disso, a gordura do lipedema é resistente
a dietas.
“Uma característica marcante do lipedema é a gordura persistente que se desenvolve ao redor das
pernas, coxas e quadril, com pouco acúmulhgfhgfo abdominal. Este padrão mostra que essas pacientes
apresentam menor risco de desenvolver diabetes exercícios simples e faz com que as áreas afetadas
sejam excessivamente sensíveis ao menor tfghfghfgoque. Além disso, a gordura do lipedema é resistente
a dietas.
“Uma característica marcante do lipedema é a gordura persistente que se desenvolve ao redor das
pernas, coxas e quadril, com pouco acúmulhgfhgfo abdominal. Este padrão mostra que essas pacientes
apresentam menor risco de desenvolver diabetes Daniel Benitti, vascular especialista em lipedema.
A gordura desenvolvida no lipedema apresenta características macro e microscópicas diferentes, quando
comparadas com a gordura normal.
Normalmente, a gordura é suave, com uma sensação leve nas coxas, mas no lipedema há pequenos
nódulos dolorosos à palpação, pois, microscopicamente, esta gordura apresenta um infiltrado inflamatório
importante.

 Queixas comuns das pacientes com lipedema Pernas gordas;


 Muita celulite;
 Pernas gordas;
 Muita celulite;

 Pernas gordas;
 Muita celulite;
 Pernas gordas;
 Muita celulite;
 Pernas gordas;
 Muita celulite;
 Hematomas com facilidade;
 Inchaços nas pernas.

“Metade das pacientes com lipedema está no peso normal e isso dificulta ainda mais o diagnóstico, pois
muitos médicos desconhecem esta patologia. Essas mulheres apresentam queixas de dor, hematomas
com facilidade e MUITA CELULITE. Além disso, são insatisfeitas com o próprio corpo, embora se
considerem bonitas, trazendo um sofrimento psicológico muito grande”, exalta o Dr. Daniel Benitti.
O lipedema tem tratamento!
Hoje existem medicações e cremes que auxiliam na melhora dos sintomas e remodelamento das pernas.
Para casos mais avançados, pode ser realizada a lipossucção tumescente com microcânula vibratória.
Este procedimento deve ser feito por um cirurgião habilitado, para não haver riscos de lesão no sistema
linfático.
Quando tratadas, as mulheres com lipedema melhoram e ficam muito satisfeitas consigo mesmas. O
tratamento para elas é fundamental, pois 87% das pacientes com a doença afirmam que o lipedema afeta
negativamente a qualidade de vida e 90% relatam terem dor diária. Contudo, apenas 9% delas têm o
diagnóstico feito pelos médicos.
Lembrando que a única forma de realizar um tratamento é após o diagnóstico!
“Muitas vezes, só o fato de saberem o diagnóstico já traz um alívio muito grande para essas pacientes,
que se sentem, muitas vezes, rejeitadas pelos médicos e frustradas por tratamentos ineficientes”, indica o
Dr. Daniel Benitti.
Faça a sua parte
Quem não tem lipedema, certamente conhece alguém que tenha. Ajude-nos a divulgar essa informação,
pois é a única maneiras dessas mulheres conseguirem um tratamento adequado.
O Dr. Daniel Benitti foi eleito personalidade do ano 2017 na área da saúde pelos avanços no tratamento
do Lipedema em Cambridge, Inglaterra.