Você está na página 1de 185

Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software

http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.

2015
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS

Neutron Assessoria Comercial


Thautta & Rhuppo Edições
Primeira Edição
Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.

Sumário

Módulo 1 - Materiais ............................................................................................................4


Tabelas de Equivalências...................................................................................................4
Tabelas de Materiais Padrão de Mercado ........................................................................11

Módulo 2 - Fabricação .......................................................................................................52


Processos de Preparação ................................................................................................52
Processos de Formagem .................................................................................................67
Processos de Montagem de Fábrica ................................................................................80
Processos de Soldagem...................................................................................................81
Processos de Usinagem................................................................................................. 102
Processos de Tratamento de Superfícies....................................................................... 142

Módulo 3 - Tabelas .......................................................................................................... 146


Tabela de Pesos ............................................................................................................ 146
Tabela de Símbolos ....................................................................................................... 150
Tabela de Unidades ....................................................................................................... 151
Tabela de Áreas ............................................................................................................. 157
Tabela de Volumes ........................................................................................................ 160

Módulo 4 – Traçados de Caldeiraria .............................................................................. 164


Traçados e Cálculos de Caldeiraria ............................................................................... 164

Módulo 5 – Práticas de Orçamento ................................................................................ 177


Projeto Exemplo ............................................................................................................. 177
Lista de Materiais e Componentes ................................................................................. 178
Planilha Exemplo de Formação de Preços..................................................................... 179
Planilha Exemplo de Formação de Custos..................................................................... 180
Roteiros Exemplo de Elaboração de Processos ............................................................ 181
Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.

INTRODUÇÃO

É sabido que dentre as praticas de elaboração do orçamento, há aderência à literaturas em


temas como o tempo necessário e forma de elaboração, tempo de duração cronometrado,
relatórios e revisões. Existe também o alinhamento ao planejamento estratégico, bem como a
importância da participação e o orçamento para a rentabilidade e maximização dos resultados
para atingir esse objetivo, porém, quanto à forma e recursos utilizados, verifica-se falta de
profundidade.

Esse manual vem justamente de encontro a essa falta de detalhamento para a elaboração do
orçamento industrial do tipo "Estimativa Bottom-up" que consiste em estimar o custo de cada
pacote de trabalho da estrutura do projeto de baixo para cima, chegando ao custo estimado total
do projeto, onde um item deve possuir a somatória de custo de seus sub-itens e assim por diante.

Sabedores de quanto é importante a posse de informações técnicas para a elaboração de


orçamentos, nas páginas seguintes incorporamos uma série de tabelas técnicas e exemplos de
traçados de caldeiraria, que esperamos sejam úteis.

E finalmente elaboramos um módulo de práticas de orçamento com a intenção de ilustrar através


de um exemplo a aplicação do conteúdo deste manual. É claro que cada empresa tem seu
próprio método de elaboração de orçamentos e em grande parte se utiliza de softwares
específicos para isso, mas também e verdadeiro que os parâmetros para estimativas
principalmente de tempos é prerrogativa do técnico em orçamento.

O autor.
Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

TABELAS DE EQUIVALENCIAS DE MATERIAIS PARA ORÇAMENTOS

Esta pesquisa de equivalências foi baseada nos materiais de usos mais freqüentes, utilizados em
grande número de orçamentos de bens de capital sob encomendas.

O objetivo destas tabelas é familiarizar os técnicos em orçamentos com as normas internacionais


e as disponibilidades desses materiais no mercado interno.

As equivalências apresentadas foram compiladas de normas internacionais citadas (ver legenda)


com a finalidade de agilizar a elaboração de orçamentos.

Sempre que aparecer material não indicado nas tabelas apresentadas, deve-se, como regra geral,
verificar a composição química, propriedades mecânicas e exigências do projeto, procurando o
material equivalente em normas conhecidas. Caso persistir a duvida pela falta de alguns
elementos citados anteriormente, deve-se entrar em contato com o cliente e escolher o material
de comum acordo, não se esquecendo de registrar o devido desvio na proposta apresentada.

TABELAS DE EQUIVALENCIA

Chapa de Aço Carbono Estrutural


ASTM AISI AFNOR DIN UNI JIS ABNT BSI SIS MI (*)
A 33 St 33 Fe 33 SS 34 EB 255 DIN St 33
E 24-1
A283-C St 37.2 Fe 37 B EB 255 4360-40B A283-C
E 24-2
E 24-2
A283-D SS 41 A283-D
E 25-2
E 26-2 4360-40B
A36 E 26-3 St 42.2 Fe 42 B SS 41 EB 255 4360-40C A36
E 42
A570-35 E 24-2 Fe 37 B SS 41 EB 276 4360-40B A570-35
A570-40 E 26-2 A570-40
A284-C E 26-3 St 42 Fe 42 C BSM 41 B 4360-40C A284-C
E 24-3
A284-D St 42 4360-40C A284-D
E 26-3
A573-65 E 24-3 A573-65
A573-75 E 30-3 A573-75
A131-A RSt 42.4 Fe 42 B SM 41 A BS 15 A131-A
A131-B RSt 42.2 Fe 42 C SM 41 B 2762-NDI A131-B
A131-D St 42.3 Fe 42 2 SM 41 C 2762-NDII A131-D
(*) Material de fácil aquisição no Mercado interno – Brasil

Módulo 1 Materiais Page 4


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Chapa de Aço de baixa liga e alta resistência (Resistente a corrosão atmosférica)


ASTM AISI AFNOR DIN UNI JIS ABNT BSI SIS MI (*)
NTU SAC 50
A242 COR-TEN B
E 30 2 SM 50 A
St 52.3U Fe 52 B EB 326 50 A EB 326
E 30 2 SM 50 B
E 355 RI
A441 Fe 52 C EB 326 50 C A441
E 36 2
A588
A588 E 355 RII EB 564 NTU SAC 50
COR-TEN B
(*) Material de fácil aquisição no Mercado interno – Brasil

Chapa de Aço de baixa liga e alta resistência


ASTM AISI AFNOR DIN UNI JIS ABNT BSI SIS MI (*)
EB 326 A572
A572 RSt 50.2 BLAR 30-40 NTU SAR 50
A299-65 RRSt 52.3 NTU SAR 55
NTU SAR 60
SOLDAR 50

(*) Material de fácil aquisição no Mercado interno – Brasil

Chapa de Aço Carbono para Caldeiras e Vasos de pressão


ASTM AISI AFNOR DIN UNI JIS ABNT BSI SIS MI (*)
A285-A A 37 C1 17155 HI EB 563 BM17 A285-B
A285-B A 37 C1 17155 HI SB 35B EB 563 BM19 BS 1501 151-23 A285-C
Fe 360 1 KW
A285-C A 37 CP 17155 HII SB 42 B EB 563 BM21 BS 1501 151-25 A285-C
Fe 360 1 KG
Fe 360 1 KW
A442-55 A 37 CP 17155 HI SPV 24 BS 1501 161-26 A442-55
Fe 360 1 KG
Fe 440 1 KW
A442-60 A 42 CP 17155 HII SPV 32 BS 1501 161-28 A442-60
Fe 440 1 KG
Fe 360 1 KW
A515-55 A 37 CP 17155 HI EB 256 AT 21 BS 1501 161-26 A515-55
Fe 360 1 KG
Fe 410 1 KW
A515-60 A 42 CP 17155 HII SB 42 EB 256 AT 23 BS 1501 161-28 A515-60
Fe 410 1 KG
A515-65 17155 HIII SB 46 EB 256 AT 25 BS 1501 161-26 A515-65
19 Mn 5 Fe 460 1 KW
A515-70 A 48 CP SB 49 EB 256 AT 26 BS 1501 221-32 A515-70
17155 HII Fe 460 1 KG
Fe 360 2 KW
A516-55 A 37 AP A St 35 EB 280 BT 21 BS 1501 221-26 A516-55
Fe 360 2 KG
Fe 410 2 KW
A516-60 A 42 AP A St 41 SGV 42 EB 280 BT 23 A516-60
Fe 410 2 KG
A516-65 SGV 46 EB 280 BT 25 A516-65
Fe 460 2 KW
A516-70 A 48 AP A St 45 SGV 49 EB 280 BT 27 A516-70
Fe 460 2 KG
(*) Material de fácil aquisição no Mercado interno – Brasil

Módulo 1 Materiais Page 5


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Chapas e Barras de Aço Inoxidável


ASTM AISI AFNOR DIN UNI JIS ABNT BSI SIS MI (*)
201 X8CrMnNi 18.9 SUS 201 201 AISI 201
202 X8CrMnNi 18.9 SUS 202 202 2357 AISI 202
A240-302 302 Z10CN 18.09 X12CrNi 18.8 X10CrNi 18.09 SUS 302 302 302 S 25 2330 AISI 302
A240-304
304 Z6CN 18.09 X5CrNi 18.9 X5CrNi 18.9 SUS 304 304 304 S 15 2332 AISI 304
A167-304
A240-304L
304L Z2CN 18.10 X2CrNi 18.9 X2CrNi 18.11 SUS 304L 304L 304 S 12 2352 AISI 304L
A167-304L
A240-309 309 Z15CN 24.13 X15CrNiSi 20.12 X15CrNiSi 20.12 SUS 309 309 309 S 24 AISI 309
Z12CN 25.20 X12CrNi 25.20 X12CrNi 25.20
A240-310 310 SUS 310 310 310 S 24 AISI 310
Z12CN 25.21 X12CrNi 25.21 X12CrNi 25.21
A240-316 Z6CND 17.12
316 X5CrNiMo 18.10 X5CrNiMo 18.10 SUS 316 316 316 S 12 2343 AISI 316
A167-316 Z6CND 17.13
A240-316L 316L Z2CND 17.12 X2CrNiMo 18.10 X2CrNiMo 17.12 SUS 316L 316L 2353 AISI 316L
A240-317 317 Z2CND 19.15 X2CrNiMo 18.16 X2CrNiMo 18.16 SUS 317 317 317 S 12 AISI 317
A240-321
321 Z6CNT 18.10 X10CrNiTi 18.9 X10CrNiTi 18.9 SUS 321 321 321 S 12 AISI 321
A167-321
A240-347 347 Z6CNNb 18.10 X10CrNiNb 18.9 X10CrNiNb 18.9 SUS 347 347 347 S 17 2338 AISI 347
A240-403 403 Z6 C 13 X7 Cr 13 X6 Cr 13 SUS 403 403 403 S 17 AISI 403
A240-405 405 Z6 CA 13 X7 CrAL 13 X6 CrAL 13 SUS 405 405 405 S 17 AISI 405
X8CND 17.12 X7 Cr 14 X7 Cr 14
A240-410 410 SUS 410 410 410 S 21 2301 AISI410
Z12 C 13 X10 Cr 13 X12 Cr 13
Z20 C 13 X20 Cr 13 420 S 29
420 X20 Cr 13 SUS 420 420 AISI 420
Z40 C 14 X40 Cr 13 420 S 45
A240-430 430 Z8 C 17 X8 Cr 17 X8 Cr 17 SUS 430 430 430 S 15 2320 AISI 430
446 Z10 C 24 X8 Cr 28 X8 Cr 28 SUS 446 446 2322 AISI 446
(*) Material de fácil aquisição no Mercado interno – Brasil

Barras de Aço Carbono para construções mecânicas


ASTM AISI AFNOR DIN UNI JIS ABNT BSI SIS MI (*)
A576-1010 1010 XC 10 C10 ou CK10 C10 S10C 1010 BS 970-060 A 10 AISI 1010
A576-1012 1012 Xc 12 S12C 1012 BS 970-040 A 12 AISI 1012
A576-1015 1015 C15 ou CK15 C18 S15C 1015 BS 970-060 A 15 AISI 1015
A576-1017 1017 XC 18 CK15 BS 970-040 A 17 AISI 1017
A576-1020 1020 XC 18 C22 ou CK22 C20 S20C 1020 BS 970-050 A 20 AISI 1020
1024 23 Mn 6 S22C 1024 BS 970-040 A 22 AISI 1024
A576-1025 1025 XC 25 C22 S25C 1025 BS 970-060 A 25 AISI 1025
A576-1030 1030 XC 32 CK35 C30 S30C 1030 BS 970-060 A 32 AISI 1030
A576-1035 1035 XC 35 C35 ou CK35 C35 S35C 1035 BS 970-060 A 35 AISI 1035
A576-1038 1038 XC 38 CK35 C38 S38C 1038 BS 970-060 A 37 AISI 1038
A576-1039 1039 A60-2 40 Mn 4 1039 AISI 1039
A576-1040 1040 XC 42 CK40 C40 S40C 1040 BS 970-060 A 40 AISI 1040
A576-1042 1042 XC 42 CK45 C40 S43C 1042 BS 970-060 A 42 AISI 1042
A576-1045 1045 XC 48 C45 ou CK45 C45 S45C 1045 BS 970-080 A 47 AISI 1045

Módulo 1 Materiais Page 6


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

A576-1050 1050 XC 55 CK53 C50 1050 BS 970-060 A 52 AISI 1050


A576-1055 1055 XC 55 C55 ou CK55 C56 S55C 1055 BS 970-070 A 55 AISI 1055
A576-1060 1060 XC 65 C60 ou CK60 C60 S58C 1060 BS 970-060 A 57 AISI 1060
BS 970-060 A 62
1065 XC 65 CK60 S58C 1065 AISI 1065
Ou 67
A576-1070 1070 XC 70 CK69 C70 1070 BS 970-060 A 72 AISI 1070
A576-1080 1080 XC 80 CK80 1080 BS 970-060 A 78 AISI 1080
A576-1095 1095 XC 95 CK101 SUP 4 1095 AISI 1095
(*) Material de fácil aquisição no Mercado interno – Brasil

Barras de Aço liga para construções mecânicas


ASTM AISI AFNOR DIN UNI JIS ABNT BSI SIS MI (*)
A322-1330 1330 SMn 1H 1330 AISI 1330
A322-1340 1340 45M5 42Mn V7 SMn 2H 1340 AISI 1340
A576-1522 1522 20M5 SMn 21H 1522 BS 970-120 M 19 AISI 1522
A576-1527 1527 28Mn6 1527 BS 970-150 M 28 AISI 1527
A576-1536 1536 35M5 SMn 1 1536 BS 970-150 M 36 AISI 1536
A322-4120 4120 4120 AISI 4120
25CD4
A322-4130 4130 30CD4 25CrMo4 SCM 2 4130 AISI 4130
30CrMo4
A322-4135 4135 35CD4 34CrMo4 35CrMo4 SCM 3 4135 AISI 4135
38NCD4
A322-4140 4140 42CD4 42CrMo4 SCM 4 4140 BS 970-708 A 42 AISI 4140
40CrMo4
A322-4150 4150 50CrMo4 50CrMo4 SCM 5 4150 BS 970-708 M 40 AISI 4150
A322-4320 4320 20NCD7 15CrNi6 18NiCrMo7 SNCM 23 4320 BS 970-815 M 17 AISI 4320
A322-4330 4330 4330 AISI 4330
A322-4340 4340 40NCD3 40NiCrMo6 40NiCrMo7 SNCM 8 4340 BS 970-817 M 40 AISI 4340
A322-5015 5015 15Cr3 5015 AISI 5015
A322-5130 5130 32C4 34Cr4 SCr 2 5130 BS 970-530 A 32 AISI 5130
A322-5135 5135 38C4 37Cr4 35CrMn5 SCr 3 5135 BS 970-530 A 36 AISI 5135
A322-5140 5140 42C4 41Cr4 40Cr4 SCr 4 5140 BS 970-530 A 40 AISI 5140
A322-5155 5155 53C3 55Cr3 SUP 9 5155 BS 970-527 A 60 AISI 5155
A322-52100 52100 100C6 100Cr6 100C6 SUJ 2 52100 BS 970-534 A 99 AISI 52100
A322-6150 6150 50CV4 50CrV4 50CrV4 SUP 10 6150 BS 970-735 A 50 AISI 6150
A322-8620 8620 20NCD2 21NiCrMo2 20NiCrMo2 SNCM 21 8620 BS 970-805 A 20 AISI 8620
A322-8635 8635 8635 AISI 8635
A322-8640 8640 40NCD2 40NiCrMo22 40NiCrMo2 SNCM 6 8640 AISI 8640
A322-9255 9255 55S7 55Si7 55Si8 9255 AISI 9255
A322-9260 9260 65S7 65Si7 60Si8 SUP 7 9260 BS 970-250 A 58 AISI 9250
9840 38NiCrMo4 28NiCrMo4 AISI 9840
9315 14NiCr14
(*) Material de fácil aquisição no Mercado interno – Brasil

Módulo 1 Materiais Page 7


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Aço para Parafusos e Porcas


ASTM AISI AFNOR DIN UNI JIS ABNT BSI MI (*)
4140
SCM3
A193-B7 4142 42CD4 42CrMo4 40CrMo4 BS1506-621 A193-B7
SNB7
4145
40D2
A193-B7A 4042 24CrMo5 A193-B7A
25CD4
A193-B14 A193-B14
25CD4
A193-B16 4130 20CD58 24CrMoV55 24CrMoV55 SNB16 BS1506-621 A193-B16
38CDV4.05
A193-B5 501 SNB5 A193-B5
A193-B6 410 Z12C13 BS1506-621 A193-B6
A193-B8 304 Z6CN18.09 X5CrNi18.9 X6CN19.10 A193-B8
A193-B8C 347 Z6CNNb18.10 X10CrNiNb18.9 X8CNNb18.11 BS1506-321 A193-B8C
A193-B8T 321 Z6CNT18.10 X10CrNiTi18.9 X8CNT18.10 BS1506-821 A193-B8T
A60
A194-2H 1045 C45 C45 545C BS1506-155 A194-2H
XC45
A194-4 4042 40D2 24CrMo5 A194-4
4140
A194-7 SCM3 A194-7
4142 42CD4 42CrMo4 40CrMo4
A194-7M SNB7 A194-7M
4145
A194-8 304 Z6CN18.09 X5CrNi18.9 X8CN19.10 A194-8
A194-8C 347 Z6CNNb18.10 X10CrNiNb18.9 X8CNNb18.11 A194-8C
A194-8T 321 Z6CNT18.10 X10CrNiTi18.9 X8CNT18.10 A194-8T
A307-A 1020 Classe 3.6 Classe 3.6 Classe 3.6 BS4190 A307-A
Classe 4.6
A307-A Classe 4.6 Classe 4.6 Classe 4.6 BS4190-4.6 A307-A
Classe 4T
Classe 4.6
A307-A Classe 4.8 Classe 4.8 Classe 4.8 BS4190-4.8 A307-A
Classe 4T
Classe 5.6
A307-B 1035 Classe 5.6 Classe 5.6 Classe 5.6 BS4190-5.6 A307-B
Classe 5T
Classe 5.8
A307-B Classe 5.8 Classe 5.8 Classe 5.8 A307-B
Classe 5T
Classe 6.6 Classe 6.6 Classe 6.6
Classe 6.8
Classe 6.8 Classe 6.8 Classe 6.8
Classe 6T
Classe 6.9 Classe 6.9 Classe 6.9 BS4190-6.9
A325-Tipo 1 Classe 8.8 Classe 8.8 A325-Tipo 1
A325-Tipo 2 Classe 8.8 Classe 8.8 A325-Tipo 2
A449 A449
A325-Tipo 3
1045 Classe 8.8
A354-BC Classe 8.8 Classe 8.8 Classe 8.8 BS1083T A354-BC
4130 Classe 8.8
A354-BC Classe 10.9 A354-BC
A490-Tipo1 4140 Classe 10.9 Classe 10.9 Classe 10.9 Classe 10.9 BS1083V A490-Tipo 1
A490-Tipo 2 Classe 10.9 A490-Tipo 2
A354-BD Classe 12.9 A354-BD
4140 Classe 12.9 Classe 12.9 Classe 12.9 BS1083X
A574 Classe 12.9 A574
Classe 14.9
Classe 14.9 Classe 7T Classe 14.9
(*) Material de fácil aquisição no Mercado interno – Brasil

Módulo 1 Materiais Page 8


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Aço Fundido
ASTM SAE AFNOR DIN UNI JIS ABNT BSI MI (*)
1012 A40M35 GS 38 3158-A 38 SC 37 BS1504 Gr. A
A48M2
A27-60-30 J435C-76-25 GS 42 SC 42 AF4220 A27-60-30
A48M3
A27-65-35 GS 45 3158-Aq 45 SC 46 AF4524 BS502 Gr. A A27-65-35
BS592 Gr. B
A27-70-36 1020 GS 52 3158-A 52 SC 49 A27-70-36
BS592 Gr. C
BS592 Gr. B
A27-70-40 1030 GS 52 SC 49 AF4820 A27-70-40
BS592 Gr. C
A27 N1 A40M3 A27 N1
A27 N2 A27 N2
A56M2
A148-80-40 1040 GS 60 SC 55 BS592 Gr. B A148-80-40
A56M3
A148-80-50 1045 GS 62 SCMn2A A148-80-50
1050 A65M2 GS25CrMo4
A148-90-60 SCC 5 AF6241 BS592 Gr. C A148-90-60
4032 A65M3 GS60
4135 GS25CrMo4
A148-105-85 BS1458 Gr. A A148-105-85
4137 GS34CrMo4
GS34CrMo4
A148-120-95 BS1458 Gr. B A148-120-95
GS42CrMo4
A148-150-125 GS40NiCrMo656 BS1458 Gr. C A148-150-125
A216-WCA J435C-76-25 GS C25 SC 42 BS1504 Gr. A A216 WCA
GS 30 Mn 5 GS 30 Mn 5
GS 20 Mn 5 GS 20 Mn 5
A217-WC1 GS 22 Mo 4 G5151-21 AFWC1 BS1504-240 A217-WC1
A356 Gr. 2 GS 22 Mo 4 A356 Gr. 2
4140 4140
A148-90-60 8635 AF6241 A148-90-60
(*) Material de fácil aquisição no Mercado interno – Brasil

Ferro Fundido Cinzento


ASTM SAE AFNOR DIN UNI JIS ABNT BSI MI (*)
A48 Cl. 20 FT 15 GG 15 G 15 FC 15 FC 15 1542 Gr.10 A 48 Cl. 20
A48 Cl. 25 FT 20 GG 20 G 20 FC 20 FC 20 1542 Gr.14 A48 Cl. 25
A48 Cl. 30 FT 20 GG 20 G 20 FC 20 FC 20 1542 Gr.14 A48 Cl. 30
A 48 Cl. 35 FT 25 GG 25 G 25 FC 25 FC 25 1542 Gr.17 A48 Cl. 35
A48 Cl. 40 FT 25 GG 25 G 25 FC 25 FC 25 1542 Gr.17 A48 Cl. 40
A48 Cl. 45 FT 30 GG 30 G30 FC 30 FC 30 1542 Gr.20 A48 Cl. 45
A48 Cl. 50 FT 35 GG 35 G 35 FC 35 FC 35 1542 Gr.25 A48 Cl. 50
A48 Cl. 60 FT 40 GG 40 FC 40 1542 Gr.26 A48 Cl. 60
FT 10 GG 10 G 10 GG 10
(*) Material de fácil aquisição no Mercado interno – Brasil

Ferro Fundido Nodular


ASTM SAE AFNOR DIN UNI JIS ABNT BSI MI (*)
GGG 38 FE 3817 GGG 38
A536-60-40-18 GGG 42 GSQ 42/15 FCD 40 FE 4212 2789 SNG 27/12 A532-60-40-18
A536-65-45-12 GGG 50 GS 50/5 FCD 45 FE 5007 A536-65-45-12
A536-60-55-12 GGG 60 GS 55/2 FCD 55 FE 6002 A536-60-55-12
A536-100-70-03 GGG 70 FCD 70 FE 7002 2789 SNG 47/2 A536-100-70-03
A536-80-55-06 FCD 50 A536-80-55-06
(*) Material de fácil aquisição no Mercado interno – Brasil

Módulo 1 Materiais Page 9


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Ferro Fundido Branco


ASTM SAE AFNOR DIN UNI JIS ABNT BSI MI (*)
A532 Cl. I A532 Cl. I
A532 Cl. III A532 Cl. III
(*) Material de fácil aquisição no Mercado interno – Brasil

Ferro Fundido Maleável


ASTM SAE AFNOR DIN UNI JIS ABNT BSI MI (*)
A47 Gr. 32510 GTS-35 FCMB 35 310B340/12 A47 Gr. 32510
A197 A197

Bronze
ASTM UNS SAE AFNOR DIN JIS ABNT BSI MI (*)
B271/B505/B564 C 65600 CA 836 UE5Pb5Z5 GC-Rg 5 LG2-C SAE CA 836
B271/B505/B504 C 90300 CA 903 BC 2 SAE CA 903
B271/B505/B584 C 90500 CA 905 UE10Z1 GC-Rg 10 G1 - I SAE CA 905
B505 / B584 C 90700 CA 907 EU12Z1 GC-SnBz12 PB2-C SAE CA 907
B271/B505/B584 C 93200 CA 932 GC-Rg 7 SAE CA 932
B271/B505/B584 C 93700 CA 937 G-SnPbZn10 SAE CA 957
B271/B505/B584 C 93800 CA 938 SAE CA 938
UE 12
PBC 2 A TM 23
EU 12 F
B 139 - C C 52100 B 139 – C
B505 / B584 C 92700 CA 927 CA 927
CUT
B44 (5A) BC 1
EU 16 TM 23
(*) Material de fácil aquisição no Mercado interno – Brasil

Metal Patente
ASTM UNS SAE AFNOR DIN JIS ABNT BSI MI (*)
B 23 Gr. 4 WJ 2 B 23 Gr. 4
B 23 Gr. 3 B 23 Gr. 3
B 23 Gr. 7 B 23 Gr. 7
B 23 Gr. 15 B 23 Gr. 15
(*) Material de fácil aquisição no Mercado interno – Brasil

Tubo de Aço para condução


ASTM AISI AFNOR DIN UNI JIS ABNT BSI MI (*)
2440-St 00/33 EB 182 1387 DIN 2440
2441-St 00/33
A 120 G 3452-SGP EB 331 A120
1629-St 00/35
1626 - St 37.2 G 3453
A 53 Gr. A A 37 C Fe 35-1 EB 332 3601 - 22 A 53 Gr. A
1629 - St 35 STPG 38
1626 - St 42.2 G 3454
A 53 Gr. B A 42 C EB 332 3601 - 37 A 53 Gr. B
1629 - St 45 STPG 42
G 3454 A 135 Gr.
A 135 Gr. A 1626 - St 34.2 3601-ERW22
STPG 38 A
G 3454 A 135 Gr.
A 135 Gr. B 1626 - St 37.2 3601-ERW27
STPG 42 B
(*) Material de fácil aquisição no Mercado interno – Brasil

Módulo 1 Materiais Page 10


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Tubo de Aço para Caldeira e Evaporador


ASTM AISI AFNOR DIN UNI JIS ABNT BSI MI (*)
G 3454
A 106 Gr. A 17175 - St 35.8 C 14 EB 334 3602 - 23 S A106 Gr. A
STPT 38
G 3454
A 106 Gr. B A 42 17175 - St 45.8 C 18 EB 334 3602 - 27 S A 106 Gr. B
STPT 42
1625 G 3461
A 178 EB 339 3059 - St 45 A 178
17175 - St 45.8 STB 42
1626 G 3461
A 228 EB 340 A 228
17175 STB 33
A 335 17175 G 3458 3604 A 335
STBA 12
A 209 16 Mo 5 EB 337 A 209
STBA 13
G 3461
A 210 Gr. A1 A 42 C2 17175 - St 45.8 C 18 EB 336 3059 - 5245 A210 Gr.A1
STB 42
G 3462
A 213 17440 A 213
STBA 25
(*) Material de fácil aquisição no Mercado interno – Brasil

Tubo de Aço para Permutador de calor e Forno de refinaria


ASTM AISI AFNOR DIN UNI JIS ABNT BSI MI (*)
17175 G 3462
A 199 - T22 EB 202 A 199 - T22
10 Cr Mo 910 STBA 24
G 3461
A 214 1626 - St 37.2 EB 203 A 214
STB 30
C 12 d 1629 - St 35.4 G 3461
A 179 C 14 A 179
A 37 17175 - St 35.8 STB 30
G 3461
A 161 C 10 17175 - St 35.8 C 14 A 161
STB 33
G 3462
A 161 – T1 15 D 5 15 Mo 3 16 Mo 5 A 161 - T1
STBA 12
A 200 EB 199 3351 A 200
(*) Material de fácil aquisição no Mercado interno – Brasil

Tubo mecânico
ASTM AISI AFNOR DIN UNI JIS ABNT BSI MI (*)
2391
A 512 STKM 12 EB 193 1775 Gr.24 CEW A 512
2393 St 37.2 BK
2385 STKM 11
A 513 EB 593 1775 A 513
2394 STKM 13
1035 St 52 STKM 14 St 52
(*) Material de fácil aquisição no Mercado interno – Brasil

Flanges e Conexões de Aço Carbono forjado


ASTM AISI AFNOR DIN UNI JIS MI (*)
17136 G 3201
A 105 Gr. A A 105 Gr. A
AST 45 SF 45
17200 G 3201
A 105 Gr. B A 105 Gr. B
C 35 SF 55
A 105 Gr. C A 105 Gr. C
A 181 Cl. 60 F 26-2 RSt 42.2. SF 45 A 181 Cl. 60
A 1818 Cl. 70 19 Mn 5 SF 50 A 181 Cl. 70
A 234 Gr. B A 234
(*) Material de fácil aquisição no Mercado interno – Brasil

Módulo 1 Materiais Page 11


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

LEGENDA

ASTM - American Society for Testing and Materials

AISI - American Iron and Steel Institute

SAE - Society of Automotive Engineers

AFNOR - Association Française de Normalisation

DIN - Deutche Industrie Normen

UNI - Ente Nazionale Italiano di Unificazione

JIS - Japenese Insdustrial Standards

ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas

BSI - British Standard Institute

SIS - Swedish Standard Institute

CHAPAS FINAS A FRIO

BITOLA ESPESSURA PESO


MSG mm pol kg/m² kg/pé²
16 1,52 0,060 12,206 1,134
17 1,37 0,054 10,985 1,021
18 1,21 0,048 9,765 0,907
19 1,06 0,042 8,544 0,794
20 0,91 0,036 7,324 0,680
21 0,84 0,033 6,713 0,624
22 0,76 0,030 6,103 0,567
23 0,68 0,027 5,493 0,510
24 0,61 0,024 4,882 0,454
25 0,53 0,021 4,272 0,397
26 0,46 0,018 3,662 0,340
27 0,42 0,016 3,357 0,312
28 0,38 0,015 3,052 0,284
29 0,34 0,014 2,746 0,255
30 0,31 0,012 2,441 0,227

Módulo 1 Materiais Page 12


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

CHAPAS FINAS A QUENTE

BITOLA ESPESSURA PESO


MSG mm pol kg/m²
3/16 4,76 0,188 27,348
7 4,55 0,179 36,618
8 4,18 0,164 33,566
9 3,80 0,150 30,515
10 3,42 0,135 27,464
11 3,04 0,120 24,412
12 2,66 0,105 21,360
13 2,28 0,099 18,309
14 1,90 0,075 15,258
15 1,71 0,067 13,732
16 1,52 0,060 12,206

CHAPAS GALVANIZADAS

BITOLA PESO DAS CHAPAS


GSG kg/m² kg/pé²
12 22,123 2,057
13 19,072 1,773
14 16,020 1,489
15 14,495 1,348
16 12,969 1,206
17 11,748 1,092
18 10,528 0,979
19 9,307 0,865
20 8,086 0,752
21 7,476 0,695
22 6,866 0,638
23 6,256 0,582
24 5,645 0,525
25 5,035 0,468
26 4,425 0,411
27 4,120 0,383
28 3,814 0,355
29 3,509 0,326
30 3,204 0,298

Módulo 1 Materiais Page 13


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

CHAPAS EXPANDIDAS

ESP PESO (kg/m²) DIMENSÕES (mm)


DESIGN
mm NORMAL ZINCADA SC SL
GME - 1 6,35 18 19
GME - 2 6,35 16 16,7 1.000
1.500
GME - 3 4,75 8 8,5 1.200
2.000
GME - 4 4,75 12 13 1.500
3.000
GME - 5 6,35 23 23,5 2.500
GME - 6 6,35 29 30
GME - 7 8,00 34 35,7 1.500
1.000
2.000
GME - 8 8,00 39 41 1.200
3.000
2.000
GME - 9 9,50 42 44 1.000
3.000

CHAPAS GROSSAS

ESPESSURA PESO
Padrão mm pol kg/m² kg/pé²
1/4 6,35 0.2500 49,797 4,626
5/16 7,94 0.3125 62,246 5,783
3/8 9,53 0.3750 74,695 6,939
1/2 12,70 0.5000 99,593 9,253
5/8 15,88 0.6250 124,492 11,566
3/4 19,05 0.7500 149,390 13,879
7/8 22,23 0.8750 174,288 16,192
1 25,40 1.0000 199,187 18,505
1.1/4 31,75 1.2500 248,984 23,131
1.1/2 38,10 1.5000 298,780 27,758
1.3/4 44,45 1.7500 348,577 32,384
2 50,80 2.0000 398,373 37,010
2.1/2 63,50 2.5000 497,966 46,263
3 76,30 3.0000 597,560 55,515
3.1/2 88,90 3.5000 697,153 64,768

Chapas grossas são produtos laminados planos com espessura superior a 5,00 mm. Podendo
em determinadas qualidades e dimensões ser produzidas na linha de tiras a quente (BG e CGT).

Módulo 1 Materiais Page 14


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Espessuras Padrão (mm)


6,30 19,00 44,50
8,00 22,40 50,00
9,50 25,00 63,00
12,50 31,50 75,00
16,00 37,50 100,00

Larguras padrão (mm)


1.000 1.500 2.440
1.200 2.000

Comprimentos padrão (mm)


6.000 12.000

QUALIDADE DE USO GERAL

Uso em componentes estruturais onde, em principio, não se levam em conta as propriedades


mecânicas, visto que para os aços de especificação SAE, a norma apenas garante a composição
química.

Composição Química (%)


Faixa de
SAE C (máx.) Mn (máx.) Si (máx.) P (máx.) S (máx.)
Espessura (mm)
1006 0,08 0,45
1008 0,10 0,50
1009 0,15 0,60
1010 0,08 - 0,13 0,30 - 0,60
1012 0,10 - 0,15 0,30 - 0,60
1015 0,12 - 0,18 0,30 - 0,60
1016 0,12 - 0,18 0,60 - 0,90
1017 0,14 - 0,20 0,30 - 0,60 0,35
1018 0,14 - 0,20 0,60 - 0,90
1019 0,14 - 0,20 0,70 - 1,00
1020 0,17 - 0,23 0,30 - 0,60
5,00 < e ≤ 152,4
1021 0,17 - 0,23 0,60 - 0,90
1022 0,17 - 0,23 0,70 - 1,00
1023 0,19 - 0,25 0,30 - 0,60 0,040 0,050
1025 0,22 - 0,28 0,30 - 0,60
1026 0,22 - 0,28
1030 0,27 - 0,34
1035 0,31 - 0,38
1040 0,36 - 0,44
1045 0,42 - 0,50
0,60 - 0,90
1050 0,47 - 0,55
0,10 - 0,35
1055 0,52 - 0,60
1060 0,55 - 0,66
1065 5,00 < e ≤ 37,5 0,59 - 0,70
1070 0,65 - 0,76
1075 5,00 < e ≤ 12,5 0,69 - 0,80 0,40 - 0,70
1080 5,00 < e ≤ 37,5 0,74 - 0,88 0,60 - 0,90

Módulo 1 Materiais Page 15


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

QUALIDADE CHAPA DE PISO

As chapas grossas para piso são fornecidas com carbono equivalente menor ou igual a 0,33%,
sem as demais especificações de composição química e propriedades mecânicas.

São fornecidas sob forma de chapas ou bobinas de acordo com as dimensões do quadro a
seguir.

Especificação SAE Faixa de Espessura (mm)


NTU
5,00 < e ≤ 12,5
USIPISO
COSIPISO e ≤ 12,5

QUALIDADE ESTRUTURAL

São chapas de aço de resistência intermediaria aplicadas em componentes estruturais, tais


como: galpões e edificios de andares multiplos, onde o projeto exige racionalidade e leveza
arquitetônica.

NBR 6648
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alongamento (%) Dobramento
Limite Limite
Faixa de C Mn Si P S de de Base Base Espessura
Grau Outros Diam.
Espessura (mm) (máx.) (máx.) (máx.) (máx.) (máx.) Escoam. Resist. 50mm 200mm (mm)
(MPa) (MPa)
≤e16,0 3,0 e
00 5,00 < e ≤ 150,0 0,35 0,050 0,050 ≥ 295 16,0 <e≤63,0 3,0 e
63,0<e≤100,0 ---
21 0,20 1,00 ≥ 205 ≥ 340 27 23 1,0 e
24 0,25 1,20 ≥ 235 ≥ 380 25 21 1,5 e
5,00 < e ≤ 50,0 0,040 0,050
26 0,25 1,20 ≥ 255 ≥ 410 24 20 2,0 e
28 0,20 1,50 ≥ 275 ≥ 440 23 19 2,5 e

ASTM A-36
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alongamento (%) Dobramento
Limite Limite
Faixa de C Mn Si P S de de Base Base Espessura
Grau Outros Diam.
Espessura (mm) (máx.) (máx.) (máx.) (máx.) (máx.) Escoam. Resist. 50mm 200mm (mm)
(MPa) (MPa)
5,00 < e ≤ 19,0 0,25 5,0 <e≤ 19,5 0,5 e
10,01 < e ≤ 38,1 0,25 0,80 400 19,5 <e≤25,4 1,0 e
A36 38,1 < e ≤ 63,5 0,26 1,20 0,15 0,040 0,050 ≥ 250 a 21 18 25,4 <e≤38,5 1,5 e
63,5 < e ≤ 101,6 0,27 0,85 a 500 38,1 <e≤50,8 2,5 e
101,6 < e ≤ 152,4 0,29 1,20 0,40 e > 50,8 3,0 e

Módulo 1 Materiais Page 16


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

ASTM A-283
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alongamento (%) Dobramento
Limite Limite
Faixa de C Mn Si P S de de Base Base Espessura
Grau Outros Diam.
Espessura (mm) (máx.) (máx.) (máx.) (máx.) (máx.) Escoam. Resist. 50mm 200mm (mm)
(MPa) (MPa)
5,0 <e≤ 25,4 0e
25,4 <e≤ 38,1 0,5 e
310 38,1 <e≤ 50,8 1,0 e
A 5,00 < e ≤ 152,4 0,040 0,050 ≥ 165 a 28 25
380 50,8 <e≤ 76,2 1,5 e
76,2<e≤101,6 2,0 e
e > 101,6 2,5 e
5,0 <e≤ 25,4 0e
25,4 <e≤ 38,1 0,75 e
345 38,1 <e≤ 50,8 1,5 e
B 5,00 < e ≤ 152,4 0,040 0,050 ≥ 185 a 26 23
415 50,8 <e≤ 76,2 2,0 e
76,2<e≤101,6 2,5 e
e > 101,6 3,0 e
5,0 <e≤ 19,0 0e
19,0 <e≤ 25,4 0,5 e
380 25,4 <e≤ 38,1 1,0 e
C 5,00 < e ≤ 152,4 0,040 0,050 ≥ 205 a 23 20 38,1 <e≤ 50,8 2,0 e
450 50,8 <e≤ 76,2 2,5 e
76,2<e≤101,6 3,0 e
e > 101,6 3,5 e
e ≤ 38 5,0 <e≤ 19,0 0,5 e
415 a 19,0 <e≤ 25,4 1,0 e
495 25,4 <e≤ 38,1 1,5 e
D 5,00 < e ≤ 152,4 0,040 0,050 ≥ 230 21 18 38,1 <e≤ 50,8 2,5 e
e > 38 50,8 <e≤ 76,2 3,0 e
415 a
515 76,2<e≤101,6 3,5 e
e > 101,6 4,0 e

QUALIDADE ESTRUTURAL PARA AUTOMÓVEIS

São aços de qualidade estrutural com resistência superior a 320 N/mm² e com caracteristicas de
boa conformabilidade e soldabilidade. Quando desoxidados apresentam bom desempenho à
fadiga, melhorando tambem a conformabilidade.

Aplicação: Longarinas, Chassis, Aros e Discos de rodas e Travessas.


NBR 6655
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alongamento (%) Dobramento
Faixa de Limite Limite
C Mn Si P S Base Espessura
Especif. Espessura Outros Escoam. Resist. Diâm.
max. max. max. max. max. 200mm (mm)
(mm) (MPa) (MPa)
5,0 < e ≤ 7,0 25
320 e ≤ 10 0e
7,0 < e ≤ 9,0 27
LN 20 5,0 < e ≤ 12,7 0,15 1,00 0,035 0,035 ≥ 200 a
9,0 < e ≤ 11,0 28
470 e > 10 1,0 e
11,0 < e ≤ 12,7 29
5,0 < e ≤ 7,0 22
360 e ≤ 10 0,5 e
7,0 < e ≤ 9,0 23
LN 24 5,0 < e ≤ 12,7 0,18 1,00 0,035 0,035 ≥ 240 a
9,0 < e ≤ 11,0 24
510 e > 10 1,5 e
11,0 < e ≤ 12,7 25

Módulo 1 Materiais Page 17


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

5,0 < e ≤ 7,0 20


410 e ≤ 10 1,0 e
7,0 < e ≤ 9,0 21
LN 28 5,0 < e ≤ 12,7 0,22 1,20 0,035 0,035 ≥ 280 a
9,0 < e ≤ 11,0 22
560 e > 10 2,0 e
11,0 < e ≤ 12,7 23
5,0 < e ≤ 7,0 18
490 e ≤ 10 2,0 e
7,0 < e ≤ 9,0 19
LN 36 5,0 < e ≤ 12,7 0,20 1,50 0,035 0,035 ≥ 360 a
9,0 < e ≤ 11,0 20
660 e > 10 3,0 e
11,0 < e ≤ 12,7 21

NBR 6656
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alongamento (%) Dobramento
Faixa de Limite Limite
C Mn Si P S Base Espessura
Especif. Espessura Outros Escoam. Resist. Diâm.
max. max. max. max. max. 200mm (mm)
(mm) (MPa) (MPa)
5,0 < e ≤ 7,0 25
Al ≥ 280
7,0 < e ≤ 9,0 27
LNE 20 5,0 < e ≤ 12,7 0,12 0,60 0,35 0,030 0,030 0,020 ≥ 200 a 0e
9,0 < e ≤ 11,0 28
420
11,0 < e ≤ 12,7 29
5,0 < e ≤ 7,0 22
Al ≥ 330
7,0 < e ≤ 9,0 23
LNE 23 5,0 < e ≤ 12,7 0,12 0,80 0,35 0,030 0,030 0,020 ≥ 230 a 0e
9,0 < e ≤ 11,0 24
470
11,0 < e ≤ 12,7 25
5,0 < e ≤ 7,0 22
Al ≥ 390
7,0 < e ≤ 9,0 23
LNE 26 5,0 < e ≤ 12,7 0,15 1,00 0,35 0,030 0,030 0,020 ≥ 260 a 0e
9,0 < e ≤ 11,0 24
530
11,0 < e ≤ 12,7 25
Al ≥ 5,0 < e ≤ 9,0 17
380 460
0,020 9,0 < e ≤ 11,0 18
LNE 38 5,0 < e ≤ 12,7 0,10 1,00 0,35 0,030 0,030 a a 0e
Ti≥ 11,0 < e ≤ 12,7 19
530 600
0,080

QUALIDADE ESTRUTURAL NAVAL

Aplicação: Estrutura de Navios


ASTM A-131
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Resistência ao
Alongamento (%) Choque
(Teste de Impacto)
Faixa de Limite Limite Espessura (mm)
C Mn Si P S Base Base
Grau Espessura Outros Escoam. Resist. Temperatura Outros
max. max. max. max. max. 50mm 200mm
(mm) (MPa) (MPa) Valor
e ≤ 25,4
5,0 < e ≤ 12,7 0,26 400
≥ 220
A 0,050 0,050 a 24 21
≥ 2,5 e > 25,4
12,7 < e ≤ 51,0 0,24 490
C ≥ 235
0,80
a 0,10 C+Mn
400 e > 25,4 0 ⁰C
1,10 6
B 5,0 < e ≤ 51,0 0,21 0,040 0,040 ≥ 235 a 24 21
0,60 0,10 490 μ ≥ 27,0
a a ≤ 0,40
1,10 0,35
0,60
6,0 < e ≤ 25,4 a C+Mn
0,10 400 -10 ⁰C TGA
1,35 6
D 0,21 a 0,040 0,040 ≥ 235 a 24 21 ≥5
0,70
0,35 490 μ ≥ 27,0 (AGS)
25,4 < e ≤ 51,0 a ≤ 0,40
1,35
0,70 C+Mn
0,10 400 -40 ⁰C TGA
6
E 6,0 < e ≤ 51,0 0,18 a a 0,040 0,040 ≥ 235 a 24 21 ≥5
1,35 0,35 490 μ ≥ 27,0 (AGS)
≤ 0,40

Módulo 1 Materiais Page 18


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

QUALIDADE ESTRUTURAL NAVAL DE ALTA RESISTÊNCIA

Devido a alta resistência, os aços da classe AH, DH e EH são indicados para navios de grande
porte, onde a redução de peso é o fator fundamental.

ASTM A-131
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Resistência ao
Alongamento (%) Choque
(Teste de Impacto)
Faixa de Limite Limite Espessura (mm)
C Mn Si P S Base Base
Grau Espessura Outros Escoam. Resist. Temperatura Outros
max. max. max. max. max. 50mm 200mm
(mm) (MPa) (MPa) Valor
Ni ≤ 0,40
0,90 0,10 Cr ≤ 0,25 470 e > 35,0 0 ⁰C TGA
AH32 6,0 < e ≤ 51,0 0,18 a a 0,040 0,040 ≥ 315 a 22 19 ≥5
1,60 0,50 Mo ≤ 0,08 585 μ ≥ 34,0 (AGS)
Cu ≤ 0,35
Ni ≤ 0,40
0,90 0,10 Cr ≤ 0,25 470 -20 ⁰C TGA
DH32 6,0 < e ≤ 51,0 0,18 a a 0,040 0,040 ≥ 315 a 22 19 ≥5
1,60 0,50 Mo ≤ 0,08 585 μ ≥ 34,0 (AGS)
Cu ≤ 0,35
Ni ≤ 0,40
Cr ≤ 0,25
0,90 0,10 490 e > 12,7 0 ⁰C TGA
AH36 6,0 < e ≤ 51,0 0,18 a a 0,040 0,040 Mo ≤ 0,08 ≥ 360 a 22 19 ≥5
1,60 0,50 Cu ≤ 0,35 620 μ ≥ 34,0 (AGS)
Nb ≤ 0,05
V ≤ 0,10
Ni ≤ 0,40
Cr ≤ 0,25
0,90 0,10 490 -20 ⁰C TGA
DH36 6,0 < e ≤ 51,0 0,18 a a 0,040 0,040 Mo ≤ 0,08 ≥ 360 a 22 19 ≥5
1,60 0,50 Cu ≤ 0,35 620 μ ≥ 34,0 (AGS)
Nb ≤ 0,05
V ≤ 0,10
Ni ≤ 0,40
Cr ≤ 0,25
0,90 0,10 470 -40 ⁰C TGA
EH32 6,0 < e ≤ 51,0 0,18 a a 0,040 0,040 Mo ≤ 0,08 ≥ 315 a 22 19 ≥5
1,60 0,50 Cu ≤ 0,35 585 μ ≥ 34,0 (AGS)
Nb ≤ 0,05
V ≤ 0,10
Ni ≤ 0,40
Cr ≤ 0,25
0,90 0,10 490 -40 ⁰C TGA
EH36 6,0 < e ≤ 51,0 0,18 a a 0,040 0,040 Mo ≤ 0,08 ≥ 360 a 22 19 ≥5
1,60 0,50 Cu ≤ 0,35 620 μ ≥ 34,0 (AGS)
Nb ≤ 0,05
V ≤ 0,10

QUALIDADE CALDEIRAS E VASOS DE PRESSÃO

São aplicados em equipamentos (Caldeiras e Vasos de pressão) onde as especificações são


bastante rígidas, visto estarem definidos os esforços a que estão sujeitos os equipamentos.

Aplicações típicas: ASTM-A285 – Equipamentos que trabalham a baixa e média pressão

Módulo 1 Materiais Page 19


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

ASTM-A515 – Recipientes sob pressão e trabalho em temperaturas intermediá


rias e altas
ASTM-A516 – Recipientes sob pressão e trabalho a baixa temperatura

ASTM A-285
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alongamento (%) Dobramento
Limite Limite
Faixa de C Mn Si P S de de Base Base Espessura
Grau Outros Diam.
Espessura (mm) (máx.) (máx.) (máx.) (máx.) (máx.) Escoam. Resist. 50mm 200mm (mm)
(MPa) (MPa)

310 e ≤ 25,4 1,0 e


A 6,00 < e ≤ 51,0 0,17 0,90 0,035 0,040 ≥ 165 a 30 27 25,4 <e≤ 38,1 1,5 e
450 38,1 <e≤ 51,0 2,0 e
345 e ≤ 25,4 1,0 e
B 6,00 < e ≤ 51,0 0,22 0,90 0,035 0,040 ≥ 185 a 28 25 25,4 <e≤ 38,1 1,5 e
485 38,1 <e≤ 51,0 2,0 e
380 e ≤ 25,4 1,0 e
C 6,00 < e ≤ 51,0 0,28 0,90 0,035 0,040 ≥ 205 a 27 23 25,4 <e≤ 38,1 1,5 e
515 38,1 <e≤ 51,0 2,0 e

ASTM A-515
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alongamento (%) Dobramento
Limite Limite
Faixa de C Mn Si P S de de Base Base Espessura
Grau Outros Diam.
Espessura (mm) (máx.) (máx.) (máx.) (máx.) (máx.) Escoam. Resist. 50mm 200mm (mm)
(MPa) (MPa)
6,00 ≤ e ≤ 25,4 0,20 0,15 380 e ≤ 25,4 0,5 e
55 25,4 < e ≤ 50,8 0,22 0,90 a 0,035 0,040 ≥ 205 a 27 23 25,4 <e≤ 50,8 1,0 e
50,8 < e ≤ 75,0 0,24 0,40 515 50,8 <e≤ 75,0 1,5 e
6,00 ≤ e ≤ 25,4 0,24 0,15 415 e ≤ 25,4 1,0 e
60 25,4 < e ≤ 50,8 0,27 0,90 a 0,035 0,040 ≥ 220 a 25 21 25,4 <e≤ 50,8 1,5 e
50,8 < e ≤ 75,0 0,29 0,40 550 50,8 <e≤ 75,0 2,0 e
6,00 ≤ e ≤ 25,4 0,28 0,15 450 e ≤ 25,4 1,5 e
65 25,4 < e ≤ 50,8 0,31 0,90 a 0,035 0,040 ≥ 240 a 23 19
0,33 0,40 585 25,4 <e≤ 75,0 2,0 e
50,8 < e ≤ 75,0
6,00 ≤ e ≤ 25,4 0,31 0,15 485 e ≤ 50,8 2,0 e
70 25,4 < e ≤ 50,8 0,33 1,20 a 0,035 0,040 ≥ 260 a 21 17
0,35 0,40 620 50,8 <e≤ 75,0 2,5 e
50,8 < e ≤ 75,0

ASTM A-516
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alongamento (%) Dobramento
Limite Limite
Faixa de C Mn Si P S de de Base Base Espessura
Grau Outros Diam.
Espessura (mm) (máx.) (máx.) (máx.) (máx.) (máx.) Escoam. Resist. 50mm 200mm (mm)
(MPa) (MPa)
0,60 a
6,00 ≤ e ≤ 12,7 0,18 0,15 380 e ≤ 25,4 0,5 e
0,90
55 12,7 < e ≤ 50,8 0,20 a 0,035 0,040 ≥ 205 a 27 23 25,4 <e≤ 50,8 1,0 e
0,60 a
0,40 515
50,8 < e ≤ 75,0 0,22 1,20 50,8 <e≤ 75,0 1,5 e
0,60 a 0,15 415
6,00 ≤ e ≤ 12,7 0,21 e ≤ 25,4 1,0 e
60 0,90 a 0,035 0,040 ≥ 220 a 25 21
12,7 < e ≤ 50,8 0,23 0,85 a 0,40 550 25,4 <e≤ 50,8 1,5 e

Módulo 1 Materiais Page 20


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

50,8 < e ≤ 75,0 0,25 1,20 50,8 <e≤ 75,0 2,0 e


6,00 ≤ e ≤ 12,7 0,24 0,15 450 e ≤ 25,4 1,5 e
0,85 a
65 12,7 < e ≤ 50,8 0,26 a 0,035 0,040 ≥ 240 a 23 19
1,20 25,4 <e≤ 75,0 2,0 e
50,8 < e ≤ 75,0 0,28 0,40 585
6,00 ≤ e ≤ 12,7 0,27 0,15 485 e ≤ 50,8 2,0 e
0,85 a
70 12,7 < e ≤ 50,8 0,28 a 0,035 0,040 ≥ 260 a 21 17
1,20 50,8 <e≤ 75,0 2,5 e
50,8 < e ≤ 75,0 0,30 0,40 620

Resistência ao Choque
Faixa de Faixa de
Grau Temperatura (⁰C) J Grau Temperatura (⁰C) J
Espessura (mm) Espessura (mm)
e ≤ 50,8 - 51 e ≤ 25,4 - 51
μ ≥ 18 μ ≥ 18
55 65 25,4 < e ≤ 50,8 - 46
50,8 < e ≤ 75,0 - 46 I ≥ 14 I ≥ 14
50,8 < e ≤ 75,0 - 40
e ≤ 25,4 - 51 e ≤ 25,4 - 46
μ ≥ 18 μ ≥ 20
60 70 25,4 < e ≤ 50,8 - 40
25,4 < e ≤ 75,0 - 46 I ≥ 14 I ≥ 16
50,8 < e ≤ 75,0 - 35

QUALIDADE ESTRUTURAL SOLDÁVEL DE ALTA RESISTÊNCIA

Aplicação: Estruturas em geral, pontes, edifícios, guindastes, vagões, implementos agrícolas,


tanques, comportas, equipamentos de terraplanagem, vasos de pressão, máquinas e
componentes industriais, tais como, condutos forçados, turbinas e comportas.
Este agrupamento refere-se aos aços ao carbono com resistência superior a 400 N/mm²,
traduzindo assim redução de peso do material, o que os indica para montagens de grande porte.

ASTM A-572
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alongamento (%) Dobramento
Limite Limite
Faixa de
C Mn Si P S de de Base Base Espessura
Grau Espessura Outros Diam.
(máx.) (máx.) (máx.) (máx.) (máx.) Escoam. Resist. 50mm 200mm (mm)
(mm)
(MPa) (MPa)
0,50
5,0 ≤ e ≤ 19,1 1,0 e
5,0 <e≤ 9,53 a
Nb 0,005
1,35
42-I 0,21 0,40 0,040 0,050 ≥ 290 ≥ 415 22 18 19,1 < e ≤ 25,4 1,5 e
0,80
a 0,050
9,53 <e≤ 32,0 a
25,4 < e ≤ 32,0 2,0 e
1,35
0,50
5,0 ≤ e ≤ 19,1 1,0 e
5,0 <e≤ 9,53 a
Nb 0,005
1,35
50-I 0,21 0,40 0,040 0,050 ≥ 345 ≥ 450 19 16 19,1 < e ≤ 25,4 1,5 e
0,80
a 0,050
9,53 <e≤ 32,0 a
25,4 < e ≤ 32,0 2,5 e
1,35

ASTM A-573
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alongamento (%) Dobramento
Limite Limite
Faixa de
C Mn Si P S de de Base Base Espessura
Grau Espessura Outros Diam.
(máx.) (máx.) (máx.) (máx.) (máx.) Escoam. Resist. 50mm 200mm (mm)
(mm)
(MPa) (MPa)
5,0 < e ≤ 12,7 0,27 0,85 0,15 480
70 a a 0,040 0,050 ≥ 290 a 16
12,7 <e≤ 38,1 0,28 1,20 0,40 620

Módulo 1 Materiais Page 21


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

DIN 17100
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alongamento (%) Dobramento
Limite
Faixa de Limite de
C Mn Si P S de Espessura Base Espessura
Grau Espessura Outros Escoam. Diam.
(máx.) (máx.) (máx.) (máx.) (máx.) Resist. (mm) 5mm (mm)
(mm) (MPa)
(MPa)
e ≤ 16
≥ 355
5,0 < e ≤ 30,0 0,20 e ≤ 40,0 20 e ≤ 63,0 3,0 e
16 < e ≤ 40
≥ 345
490
RRST 40 < e ≤ 63
1,60 0,55 0,040 0,040 Al≥0,020 a 40,0<e≤63,0 19
52.3 ≥ 335
630
63 < e ≤ 80
30,0<e≤150,0 0,12 e > 63 3,5 e
≥ 325
e > 63,0 18
80 < e ≤ 150
≥ 315

Resistência ao Choque
Faixa de Faixa de
Grau Temperatura (⁰C) J Grau Temperatura (⁰C) J
Espessura (mm) Espessura (mm)
RRST μ ≥ 27 RRST μ ≥ 23
e ≤ 63,0 0 ⁰C 63,0 < e ≤ 150 0 ⁰C
52.3 I ≥ 18,9 52.3 I ≥ 16,1

QUALIDADE ESTRUTURAL SOLDÁVEL DE ALTA RESISTÊNCIA, RESISTENTE A


CORROSÃO ATMOSFÉRICA

Aplicação: Implementos agrícolas, equipamentos para mineração, navios, vagões, pontes e


edifícios.

São aços de baixa liga, com alta resistência mecânica (LR > 400 N/mm²) e notável resistência à
corrosão atmosférica, além de boa soldabilidade.

Sua utilização, quando comparada à dos aços comuns, proporciona economia, fruto da redução
de espessura e, consequentemente, do peso, devido a elevada resistência à tração e à corrosão,
por outro lado esses aços possuem excelente soldabilidade, ótima aderência da pintura além da
possibilidade de serem usados sem pintura.

COS-AR-COR
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alongamento (%) Dobramento
Limite Limite
Faixa de
C Mn Si P S de de Base Base Espessura
Grau Espessura Outros Diam.
(máx.) (máx.) (máx.) (máx.) (máx.) Escoam. Resist. 50mm 200mm (mm)
(mm)
(MPa) (MPa)
e≤25,4 e≤25,4 e≤25,4 e≤16,0 e≤16,0
0,11 0,60 0,30 Cu 0,20 22% 18%
a 0,30 380 16,0< 16,0<
400 e ≤ 50,8 0,030 0,015 ≥ 250 a e≤40,0 e≤40,0 3,0 e
e>25,4 e>25,4 e>25,4
Cr 0,40 520 24% 20%
0,16 1,20 0,50
a 0,70 e>40,0 e>40,0
26% 22%

Módulo 1 Materiais Page 22


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

e≤16,0 e≤16,0
22% 18%
Cu 0,20
a 0,30 490 16,0< 16,0<
500 e ≤ 50,8 0,16 1,20 0,50 0,030 0,015 ≥ 375 a e≤40,0 e≤40,0 3,0 e
Cr 0,40 630 24% 20%
a 0,70
e>40,0 e>40,0
26% 22%

Resistência ao Choque
Grau Espessura (mm) Temperatura (⁰C) J kgm Grau Espessura (mm) Temperatura (⁰C) J kgm
400 0 35 3,6 500 0 35 3,6

CSN-COR
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alongamento (%) Dobramento
Limite Limite
Faixa de
C Mn Si P S de de Base Base Espessura
Grau Espessura Outros Diam.
(máx.) (máx.) (máx.) (máx.) (máx.) Escoam. Resist. 50mm 200mm (mm)
(mm)
(MPa) (MPa)
Cu 0,20
a 0,50
Al 0,015
420 5,0 < e ≤ 12,7 0,17 1,00 0,35 0,025 0,025 ≥ 300 ≥ 420 20 1,5 e
a 0,070
Cr 0,55
a 0,80
Cu 0,20
a 0,50

Al 0,015
a 0,070
500 5,0 < e ≤ 12,7 0,17 1,20 0,35 0,025 0,025 ≥ 380 ≥ 500 18 1,5 e
Cr 0,55
a 0,80

Nb 0,040

USI-SAC
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alongamento (%) Dobramento
Limite Limite
Faixa de
C Mn Si P S de de Espessura Base Espessura
Grau Espessura Outros Diam.
(máx.) (máx.) (máx.) (máx.) (máx.) Escoam. Resist. (mm) 200mm (mm)
(mm)
(MPa) (MPa)
5,0 < e < Cu 0,25 5,0 ≤e≤
0,18 402 19
50,8 a 0,50 16,0
250 1,30 0,35 0,030 0,030 ≥ 245 a 1,5 e
Cr 0,40 16,0 <e≤
50,8≤e≤76,2 0,20 510 22
a 0,65 76,2
5,0 < e
5,0 <e≤
Cu 0,25 ≤ 16,0 16
16,0
a 0,50 ≥ 373
0,15 490
16,0 < e
350 5,0<e≤50,8 0,18 1,40 a 0,030 0,030 Cr 0,40 a 1,5 e
≤ 40,0
0,55 a 0,65 608 16,0 <e≤
≥ 353 19
50,8
Ti≤0,150 e > 40,0
≥ 333
Cu 0,25 e ≤ 16,0 5,0 <e≤
19
a 0,50 ≥ 461 16,0
Nb≤0,60
0,15 569
(1) 5,0 < e ≤
450 19 1,40 a 0,035 0,035 Cr 0,40 a 1,5 e
40,0 e > 16,0 16,0 <e≤
0,65 a 0,65 716 26
≥ 451 40,0
V≤0,100
Ti≤0,150
Nota: (1) Alongamento base 50mm

Módulo 1 Materiais Page 23


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Resistência ao Choque
Grau Espessura (mm) Temperatura (⁰C) J
μ ≥ 3,5
41 e ≤ 12,0 0
I ≥ 2,6
μ ≥ 3,5
50 e ≤ 12,0 0
I ≥ 2,6
μ ≥ 47,0
60 e ≤ 12,0 5
I ≥ 35

QUALIDADE ESTRUTURAL PLATAFORMAS MARÍTIMAS

Tratam-se de aços para os quais, além das propriedades mecânicas de tração, exigem-se ainda,
dependendo da aplicação, garantias de impacto.

Composição Química Propriedades Mecânicas


Alongamento (%) Dobramento
Limite
Faixa de Limite de
C Mn Si P S de Base Espessura
Grau Espessura Outros Escoam. 5,65√So Diâm.
máx. máx. máx. máx. máx. Resist. 200mm (mm)
(mm) (MPa)
(MPa)
e≤16,0
e≤9,0
Nb≤0,10 ≥355
BS 0,10 490 15%
V≤0,10 16<e≤40
4360 6,0≤e<75,0 0,18 1,50 a 0,040 0,040 a 20 1,5e
Nb+V≤0,10 ≥345
50 D 0,50 620 e>9,0
Ceq≤0,43 40<e≤63
18%
≥340
e≤16,0
≥275 e≤40
16<e≤40 20% e ≤ 63 3,0e
DIN Al ≥265
410
17100 Sol 40<e≤63 40<e≤63
6,0≤e≤150,0 0,20 0,040 0,040 a
RRST (min) ≥255 19%
540
44.3 0,020 63<e≤80
≥245 63<e≤150 e > 63 3,5e
80<e≤150 18%
≥235

Resistência ao Choque Longitudinal


Grau Espessura (mm) Temperatura (⁰C) J kgm Grau Espessura (mm) Temperatura (⁰C) J kgm

6,0 ≤ e ≤ 40 -20 ≥ 41 DIN e ≤ 63 ≥ 27


BS
17100
4360 - 20
≥ 27 RRST ≥ 23
50 D 40 ≤ e ≤ 75 -30 e > 63
44.3

Módulo 1 Materiais Page 24


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

QUALIDADE SOLDÁVEIS DE ALTA RESISTÊNCIA, ESTRUTURAL E RESISTENTE À


ABRASÃO

São aços de alta resistência desenvolvidos para atender às exigências do mercado em


aplicações onde resistências mecânicas e à abrasão, tenacidade e peso são requisitos principais.
São aplicados em equipamentos de terraplanagem, implementos agrícolas, vasos de pressão,
plataformas marítimas, chassis, caçambas de caminhões fora de estrada, blindagem de veículos
militares, etc.

USI - AR
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alongamento (%) Dureza
Limite Limite
Faixa de C Mn Si P S Base Base Espessura
Grau Outros Escoam. Resist. HB
Espessura (mm) Máx. Máx. Máx. Máx. Máx. 50mm 200mm (mm)
(MPa) (MPa)
Cr 0,80
Mo 0,40
321 Q/L 6,0 ≤ e ≤ 40,0 0,20 1,50 0,40 0,030 0,015 Ti 0,030 ≥ 321
B 50
ppm
Cr 0,80
Mo 0,40
360 Q/L 6,0 ≤ e ≤ 75,0 0,22 1,50 0,40 0,030 0,015 Ti 0,030 ≥ 360
B 50
ppm
Mo 0,40
Ti 0,030
400 Q/L 6,0 ≤ e ≤ 75,0 0,32 1,50 0,40 0,030 0,015 ≥ 400
B 50
ppm
Cr 0,80
Mo 0,40
500 Q/L 6,0 ≤ e ≤ 19,0 1,50 0,40 0,030 0,015 Ti 0,030 ≥ 470
B 50
ppm

USI - SAR
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alongamento (%) Dobramento
Limite Limite
Faixa de C Mn Si P S Base Base Espessura
Grau Outros Escoam. Resist. Diâm.
Espessura (mm) Máx. Máx. Máx. Máx. Máx. 50mm 200mm (mm)
(MPa) (MPa)
Cr 0,85
a 1,15
0,70 1,00 Mo 0,15 e ≤ 30
a 0,25 > 1200
6e
120 T 6,0 ≤ e ≤ 60,0 0,20 a a 0,025 0,015 V ≤0,10 ≥ 1000 10
90⁰
B ≤60 e > 30
1,40 1,40 Ppm > 1150
Ni 1,10
a 1,60
Cr 0,40
a 0,80
Cu 0,15
a 0,50
0,60 0,15 970 e≤16
Mo 0,30
13%
a 0,60 2e
100 T 6,0 ≤ e ≤ 35,0 0,18 a a 0,030 0,020 ≥ 900 a
V ≤0,10 180⁰
e>16
B ≤60
1,20 0,35 1150 19%
Ppm
Ni 0,70
a 1,50
Nb≤0,10
Cr 0,40 800 e≤16
0,60 0,15
a 1,00 16% 1,5 e
80C T 6,0 ≤ e ≤ 75,0 0,16 a a 0,030 0,030 ≥ 700
Cu 0,15 a e < 32,0 180⁰
1,20 0,35
a 0,50 e>16

Módulo 1 Materiais Page 25


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Mo 0,25 950 24%


a 0,60
V ≤0,10
2,0 e
B ≤60 e ≥ 32,0
180⁰
Ppm
Ni 1,50
e≤16
Cr≤0,60
17% 1,5 e
Cu≤0,50 e ≤ 50 e ≤ 50 e < 32,0 180⁰
V≤0,10
0,60 0,15 ≥ 630 700 a 850 16<e
B ≤60
70 T 6,0 ≤ e ≤ 75,0 0,16 a a 0,030 0,025 ≤38,1
Ppm
1,20 0,35 e > 50 e > 50 25%
Ni 0,30 2,0 e
≥ 610 680 a 830 e ≥ 32,0
a 1,00 180⁰
e>38,1
Nb≤0,08
17%
e≤16
Cr≤0,30
20% e
Mo≤0,30
600 e < 32,0 180⁰
V≤0,100
0,90 0,15 16<e
B ≤60
60 T 6,0 ≤ e ≤ 70,0 0,16 a a 0,030 0,025 ≥ 460 a ≤38,1
Ppm
1,50 0,55 28%
Ni≤0,60 2,0 e
720 e ≥ 32,0
a 1,00 180⁰
e>38,1
Nb≤0,08
20%

Resistência ao Choque Dureza Resistência ao Choque Dureza


Espessura Temperatura J Espessura Temperatura J
Grau Individual HB Grau Individual HB
(mm) (⁰C) Média (mm) (⁰C) Média
120T - 40 ≥ 30 ≥ 24 390 a 500 12≤e≤32 - 15
70T ≥ 50 ≥ 40
100T e ≥ 12,0 - 25 ≥ 28 e > 32 - 20
12≤e≤32 - 15 12≤e≤32 -5
80T ≥ 45 ≥ 22 60T ≥ 45 ≥ 32
e > 32 - 20 e > 32 10

CHAPAS LAMINADAS A QUENTE

São produtos do laminador de tiras a quente e que podem ser fornecidos nas espessuras iguais
ou superior a 1,20 mm

Espessuras Padrão (mm)


1,20 2,25 3,75
1,50 2,65 4,25
1,80 3,00 4,75
2,00 3,35

Larguras padrão (mm)


1.000 1.200 1.500

Comprimentos padrão (mm)


2.000 3.000 6.000

Módulo 1 Materiais Page 26


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

QUALIDADE DE USOS GERAIS

Aplicação: Edifícios, Estacas, Torres, Móveis, Aparelhos eletrodomésticos, Implementos


agrícolas, Esquadrias, Bicicletas, Peças com leve conformação ou simples dobramento.
Este agrupamento refere-se aos aços ao carbono sem adição de elementos de liga, os quais a
Norma apenas garante a composição química.

Composição Química (%)


Norma Faixa de Espessura C Mn Si P S
(SAE) (mm) (Máx.) (Máx.) (Máx.) (Máx.) (Máx.)
1006 0,08 0,45
1008 0,10 0,50
1009 0,15 0,60
1,50 ≤ e ≤ 5,00
1010 0,08 – 0,13 0,30 – 0,60
1012 0,10 – 0,15 0,30 – 0,60
1015 0,12 – 0,18 0,30 – 0,60
1017 1,90 ≤ e ≤ 5,00 0,14 – 0,20 0,30 – 0,60
1019 0,14 – 0,20 0,70 – 1,00
1020 0,17 – 0,23 0,30 – 0,60
1021 0,17 – 0,23 0,60 – 0,90
1022 0,17 – 0,23 0,70 – 1,00
1023 0,19 – 0,25 0,30 – 0,60
1025 0,22 – 0,28 0,30 – 0,60 0,35 0,040 0,050
1026 0,22 – 0,28
1030 0,27 – 0,34
1035 0,31 – 0,38
2,00 ≤ e ≤ 5,00
1040 0,36 – 0,44
1045 0,42 – 0,50
0,60 – 0,90
1050 0,47 – 0,55
1055 0,52 – 0,60
1060 0,55 – 0,66
1065 0,59 – 0,70
1070 0,65 – 0,76
1075 0,69 – 0,80 0,40 – 0,70
1080 0,74 – 0,88 0,60 – 0,90

NBR 6658
Composição Química (%)
Faixa de Espessura C Mn Si P S
Especificação Outros
(mm) (Máx.) (Máx.) (Máx.) (Máx.) (Máx.)
NBR 6658 1,50 ≤ e ≤ 5,00 0,15 0,60 0,040 0,050

QUALIDADE ESTRUTURAL

São aços para aplicação em componentes estruturais onde as propriedades físicas são bem
definidas para permitirem sua utilização em projetos que exigem dobramento e boa qualidade.

São aplicados em várias estruturas desde as comuns até as mais elaboradas, como Pontes,
Locomotivas, Estruturas metálicas e outras.
NBR 6650
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alogamento (%) Dobramento
Faixa de Espessura C Mn Si P S Limite Escoam. Limite Resist. Espessura Base Espessura
Grau Outros (MPa) (MPa) (50mm)
% (mm)
Diâm.
(mm) (Máx.) (Máx.) (Máx.) (Máx.) (Máx.)
e < 3,00 22
CF 21 1,50 ≤ e ≤ 5,00 0,20 0,040 0,050 ≥ 210 ≥ 340 1,0e
e ≥ 3,00 25

Módulo 1 Materiais Page 27


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

e < 3,00 20
CF 24 1,50 ≤ e ≤ 5,00 0,25 0,040 0,050 ≥ 240 ≥ 370 1,5e
e ≥ 3,00 23
e < 3,00 18
CF 26 2,00 ≤ e ≤ 5,00 0,25 0,040 0,050 ≥ 260 ≥ 410 2,0e
e ≥ 3,00 22

ASTM A-36
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alongamento (%) Dobramento
Limite de Limite de
Faixa de Espessura C Mn Si P S Base Base Espessura
Grau (mm) Outros Escoam. Resist. Diam.
(máx.) (máx.) (máx.) (máx.) (máx.) (MPa) (MPa) 50mm 200mm (mm)
A36 4,57 ≤ e ≤ 5,00 0,25 0,040 0,050 ≥ 250 400 a 550 18 0,5e

ASTM A-283
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alongamento (%) Dobramento
Limite de Limite de
Faixa de Espessura C Mn Si P S Base Base Espessura
Grau (mm) Outros Escoam. Resist. Diam.
(máx.) (máx.) (máx.) (máx.) (máx.) (MPa) (MPa) 50mm 200mm (mm)
A ≥ 165 310 a 380 25 0e
B ≥ 185 345 a 415 23 0e
4,57 ≤ e ≤ 5,00 0,040 0,050
C ≥ 205 380 a 450 20 0e
D ≥ 230 415 a 495 18 0,5e

ASTM A-570
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alongamento (%) Dobramento
Limite de Limite de
Faixa de Espessura C Mn Si P S Base Base Espessura
Grau (mm) Outros Escoam. Resist. Diam.
(máx.) (máx.) (máx.) (máx.) (máx.) (MPa) (MPa) 50mm 200mm (mm)
e ≤ 2,45 e ≤ 2,45
24% 17%
30 1,50 ≤ e ≤ 5,00 0,25 0,90 0,040 0,050 ≥ 210 ≥ 340
e > 2,45 e > 2,45 1,0e
25% 19%
e ≤ 2,45 e ≤ 2,45
22% 16%
33 1,50 ≤ e ≤ 5,00 0,25 0,90 0,040 0,050 ≥ 230 ≥ 360
e > 2,45 e > 2,45 1,0e
23% 18%
e ≤ 2,45 e ≤ 2,45
21% 15%
36 1,50 ≤ e ≤ 5,00 0,25 0,90 0,040 0,050 ≥ 250 ≥ 360
e > 2,45 e > 2,45 1,5e
22% 17%
e ≤ 2,45 e ≤ 2,45
20% 14%
40 2,00 ≤ e ≤ 5,00 0,25 0,90 0,040 0,050 ≥ 280 ≥ 380
e > 2,45 e > 2,45
2,0e
21% 16%
e ≤ 2,45 e ≤ 2,45
18% 12%
45 2,00 ≤ e ≤ 5,00 0,25 1,35 0,040 0,050 ≥ 310 ≥ 410
e > 2,45 e > 2,45
2,5e
19% 14%
e ≤ 2,45 e ≤ 2,45
16% 10%
50 2,00 ≤ e ≤ 5,00 0,25 1,35 0,040 0,050 ≥ 340 ≥ 450
e > 2,45 e > 2,45 3,0e
16% 12%

DIN 17100
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alogamento (%) Dobramento
Faixa de Espessura C Mn Si P S Limite Escoam. Limite Resist. 5do Espessura
Grau Outros Diâm.
(mm) (Máx.) (Máx.) (Máx.) (Máx.) (Máx.) (MPa) (MPa) (do=1.13√A) (mm)
RST N≤
3,00 ≤ e ≤ 5,00 0,17 0,050 0,050 ≥ 235 340 a 470 24 2,0e
37.2 0,009
RRST Al≥
3,00 ≤ e ≤ 5,00 0,17 0,040 0,040 ≥ 235 340 a 470 24 1,5e
37.3 0,020
RST N≤
3,00 ≤ e ≤ 5,00 0,21 0,050 0,050 ≥ 275 410 a 540 20 3,0e
44.2 0,009
RRST Al≥
3,00 ≤ e ≤ 5,00 0,20 0,040 0,040 ≥ 275 410 a 540 20 3,0e
44.3 0,020

RESISTÊNCIA AO CHOQUE
Grau Espessura (mm) Temperatura (⁰C) J Grau Espessura (mm) Temperatura (⁰C) J
RST 37.2 3,00 ≤ e ≤ 5,00 20 μ ≥ 27 ind ≥18.9 RST 44.2 3,00 ≤ e ≤ 5,00 20 μ ≥ 27 ind ≥18.9
RRST 37.3 3,00 ≤ e ≤ 5,00 0 μ ≥ 27 ind ≥18.9 RRST 44.3 3,00 ≤ e ≤ 5,00 0 μ ≥ 27 ind ≥18.9

Módulo 1 Materiais Page 28


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

QUALIDADE ESTRUTURAL PARA AUTOMÓVEIS

Aplicação: Longarinas, Travessas, Chassis, Aro e Discos de Rodas.


NBR 6655
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Dobramento Alongamento (%)
Limite de Limite de
Faixa de Espessura C Mn Si P S Espessura Base
Grau (mm) Outros Escoam. Resist. Diam. 50mm
(Max.) (Max.) (Max.) (Max.) (Max.) (Mpa) (Mpa) (mm)
2,00 ≤ e ≤ 3,00 29
LN 20 2,00 ≤ e ≤ 5,00 0,15 1,00 0,035 0,035 ≥ 200 320 a 470 0e 3,00 < e ≤ 4,00 31
4,00 < e ≤ 5,00 33
2,00 ≤ e ≤ 3,00 24
LN 24 2,00 ≤ e ≤ 5,00 0,18 1,00 0,035 0,035 ≥ 240 360 a 510 0,5e 3,00 < e ≤ 4,00 27
4,00 < e ≤ 5,00 28
2,00 ≤ e ≤ 3,00 23
LN 28 2,00 ≤ e ≤ 5,00 0,22 1,20 0,035 0,035 ≥ 280 410 a 560 1,0e 3,00 < e ≤ 4,00 25
4,00 < e ≤ 5,00 26
2,00 ≤ e ≤ 3,00 21
LN 36 2,00 ≤ e ≤ 5,00 0,20 1,50 0,035 0,035 ≥ 360 490 a 660 2,0e 3,00 < e ≤ 4,00 22
4,00 < e ≤ 5,00 23

NBR 6656
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Dobramento Alongamento (%)
Limite de Limite de
Faixa de Espessura C Mn Si P S Espessura Base
Grau (mm) Outros Escoam. Resist. Diam. 50mm
(Max.) (Max.) (Max.) (Max.) (Max.) (Mpa) (Mpa) (mm)
2,00 ≤ e ≤ 3,00 29
LNE
2,00 ≤ e ≤ 5,00 0,12 0,60 0,035 0,030 0,030 Al≥0,020 ≥ 200 280 a 420 0e 3,00 < e ≤ 4,00 31
20
4,00 < e ≤ 5,00 33
2,00 ≤ e ≤ 3,00 24
LNE
2,00 ≤ e ≤ 5,00 0,12 0,80 0,035 0,030 0,030 Al≥0,020 ≥ 230 330 a 470 0e 3,00 < e ≤ 4,00 27
23
4,00 < e ≤ 5,00 28
2,00 ≤ e ≤ 3,00 24
LNE
26
2,00 ≤ e ≤ 5,00 0,15 1,00 0,035 0,030 0,030 Al≥0,020 ≥ 260 390 a 530 0e 3,00 < e ≤ 4,00 27
4,00 < e ≤ 5,00 28
2,00 ≤ e ≤ 3,00 19
LNE Al≥0,020
38
2,00 ≤ e ≤ 5,00 0,10 1,10 0,035 0,030 0,030
Ti≥0,080
380 a 530 460 a 600 0e 3,00 < e ≤ 4,00 20
4,00 < e ≤ 5,00 22

QUALIDADE ESTRUTURAL NAVAL

Aplicadas em Estruturas de navios.


ASTM A-131
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alogamento (%) Dobramento
Faixa de Espessura C Mn Si P S Limite Escoam. Limite Resist. Espessura Base Espessura
Grau Outros (MPa) (MPa) (200mm)
% (mm)
Diâm.
(mm) (Máx.) (Máx.) (Máx.) (Máx.) (Máx.)
A 4,57 ≤ e ≤ 5,00 0,26 0,050 0,050 ≥ 220 400 a 490 21
0,80 a
0,10
1,10 C+Mn/6
B 4,57 ≤ e ≤ 5,00 0,21 0,040 0,040 ≤ 235 400 a 490 21
0,60 a 0,10 a ≤ 0,40
1,10 0,35

Módulo 1 Materiais Page 29


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

QUALIDADE ESTRUTURAL SOLDÁVEL DE ALTA RESISTÊNCIA

Aplicação: Estruturas em geral, pontes, edifícios, guindastes, vagões, implementos agrícolas,


tanques, comportas, equipamentos de terraplanagem, vasos de pressão e máquinas.
Este agrupamento refere-se aos aços ao carbono com resistência superior a 410 N/mm²,
traduzindo assim redução de peso do material, o que os indica para montagens de grande porte.

ASTM A-572
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alongamento (%) Dobramento
Limite Limite
Faixa de
C Mn Si P S de de Base Base Espessura
Grau Espessura Outros Diam.
(máx.) (máx.) (máx.) (máx.) (máx.) Escoam. Resist. 50mm 200mm (mm)
(mm)
(MPa) (MPa)
0,50 Nb 0,005
42-I 4,75 ≤e≤ 5,00 0,21 a 0,40 0,040 0,050 ≥ 290 ≥ 415 18
1,35 a 0,050
0,50 Nb 0,005
50-I 4,75 ≤e≤ 5,00 0,23 a 0,40 0,040 0,050 ≥ 345 ≥ 450 16
1,35 a 0,050

USI - SAR
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alongamento (%) Dobramento
Limite Limite
Faixa de C Mn Si P S Base Base Espessura
Grau Outros Escoam. Resist. Diâm.
Espessura (mm) Máx. Máx. Máx. Máx. Máx. 50mm 200mm (mm)
(MPa) (MPa)
0,10
50-A 3,00 ≤ e ≤ 5,00 0,18 1,50 a 0,030 0,030 ≥ 330 500 a 580 17 2,0 e
0,55
0,10
50-B 3,00 ≤ e ≤ 5,00 0,18 1,50 a 0,030 0,030 ≥ 330 500 a 580 17 2,0 e
0,55
1,20
55 3,00 ≤ e ≤ 5,00 0,18 a 0,55 0,035 0,040 ≥ 380 550 a 630 15 2,0 e
1,50
0,90 Cr ≤ 0,35
60-A 3,00 ≤ e ≤ 5,00 0,18 a 0,55 0,030 0,030 Nb + V ≥ 460 600 a 720 18 3,0 e
1,50 ≤ 0,15

COS - AR
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alongamento (%) Dobramento
Limite Limite
Faixa de C Mn Si P S Base Base Espessura
Grau Outros Escoam. Resist. Diâm.
Espessura (mm) Máx. Máx. Máx. Máx. Máx. 50mm 200mm (mm)
(MPa) (MPa)
1,10 0,20
50 2,65 ≤ e ≤ 5,00 0,20 a a 0,030 0,035 ≥ 330 500 a 630 20 2,0 e
1,60 0,50
1,10 0,20
55 2,65 ≤ e ≤ 5,00 0,20 a a 0,030 0,035 ≥ 380 550 a 660 19 2,0 e
1,60 0,50
1,10 0,20
60 2,65 ≤ e ≤ 5,00 0,20 a a 0,030 0,035 ≥ 460 600 a 720 18 2,0 e
1,60 0,50

Módulo 1 Materiais Page 30


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

QUALIDADE ESTRUTURAL SOLDÁVEL DE ALTA RESISTÊNCIA, RESISTENTE A


CORROSÃO ATMOSFÉRICA

Aços aplicáveis em Implementos agrícolas, equipamentos para mineração, navios, vagões e


pontes.

São aços de baixa liga, caracterizando-se pela alta resistência mecânica (LR ≥ 402 N/mm²),
notável resistência à corrosão atmosférica, além de boa soldabilidade.

USI - SAC
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alongamento (%) Dobramento
Limite Limite
Faixa de
C Mn Si P S de de Base Base Espessura
Grau Espessura Outros Diam.
(máx.) (máx.) (máx.) (máx.) (máx.) Escoam. Resist. 50mm 200mm (mm)
(mm)
(MPa) (MPa)
Cu 0,25
a 0,30 402
250 2,65 ≤ e ≤ 5,00 0,18 1,30 0,35 0,030 0,015 ≥ 245 a 19 1,5 e
Cr 0,40 510
a 0,65
Cu 0,25
a 0,50
0,15 490
Cr 0,40
350 2,00 ≤ e ≤ 5,00 0,18 1,40 a 0,030 0,030 ≥ 373 a 16 1,5 e
a 0,65
0,55 608
Ti ≤
0,150
Cu 0,25
a 0,50

Cr 0,40
a 0,65
0,15 569
Ti ≤
450 3,00 ≤ e ≤ 5,00 0,19 1,40 a 0,035 0,035 ≥ 461 a 19 1,5 e
0,150
0,65 716
V≤
0,100

Nb ≤
0,060

COS - AR - COR
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alongamento (%) Dobramento
Limite Limite
Faixa de
C Mn Si P S de de Base Base Espessura
Grau Espessura Outros Diam.
(máx.) (máx.) (máx.) (máx.) (máx.) Escoam. Resist. 50mm 200mm (mm)
(mm)
(MPa) (MPa)
Cu 0,15
a 0,50 360
400 e ≤ 5,00 0,14 0,90 0,50 0,030 0,015 ≥ 240 a 24 1,0 e
Cr 0,40 520
a 0,70
Cu 0,20
a 0,50 490
500 e ≤ 5,00 0,16 1,20 0,50 0,030 0,015 ≥ 375 a 19 3,0 e
Cr 0,40 630
a 0,70

Módulo 1 Materiais Page 31


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

CSN - COR
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alongamento (%) Dobramento
Limite Limite
Faixa de
C Mn Si P S de de Base Base Espessura
Grau Espessura Outros Diam.
(máx.) (máx.) (máx.) (máx.) (máx.) Escoam. Resist. 50mm 200mm (mm)
(mm)
(MPa) (MPa)
Cu 0,20
a 0,50

Al 0,015
420 2,00 ≤ e ≤ 5,00 0,17 1,00 0,35 0,025 0,025 ≥ 280 ≥ 420 20 1,5 e
A 0,070

Cr 0,55
a 0,80
Cu 0,20
a 0,50

Al 0,015
A 0,070
500 2,00 ≤ e ≤ 5,00 0,17 1,20 0,35 0,025 0,025 ≥ 380 ≥ 500 18 1,5 e
Cr 0,55
a 0,80

Nb ≤
0,040

QUALIDADE ESTAMPAGEM

Aplicação: Peças conformadas geralmente não expostas. São chapas de aço que sofrem
conformação por meio de estampagem, estiramento e repuxamento, sendo fornecidas segundo
os graus de estampagem média, profunda e extraprofunda.
NBR 5906
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alogamento (%) Dobramento
Faixa de Espessura C Mn Si P S Limite Escoam. Limite Resist. Espessura Base Espessura
Grau Outros (MPa) (MPa) (50mm)
% (mm)
Diâm.
(mm) (Máx.) (Máx.) (Máx.) (Máx.) (Máx.)
e < 3,00 26
EM 2,00 ≤ e ≤ 5,00 0,12 0,50 0,040 0,040 ≤ 430
e ≥ 3,00 29
e < 3,00 29
EP 2,00 ≤ e ≤ 5,00 0,10 0,45 0,030 0,030 ≤ 300 ≤ 400
e ≥ 3,00 33
Al ≥
EPA 2,00 ≤ e ≤ 5,00 0,10 0,45 0,030 0,030 ≤ 300 ≤ 410 e ≤ 3,00 30
0,020

QUALIDADE RECIPIENTES TRANSPORTÁVEIS PARA GASES LIQUEFEITOS DE


PETRÓLEO

Aplicação: São qualidades destinadas à fabricação de recipientes que trabalham sob pressão.
Entre estes destacam-se os botijões e cilindros para gases liquefeitos de petróleo (GLP) de 2,5 a
13 kg.
NBR 7406
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alogamento (%) Dobramento
Faixa de Espessura C Mn Si P S Limite Escoam. Limite Resist. Espessura Base Espessura
Grau Outros (MPa) (MPa) (50mm)
% (mm)
Diâm.
(mm) (Máx.) (Máx.) (Máx.) (Máx.) (Máx.)
e < 3,00 26
GL-1 2,00 ≤ e ≤ 5,00 0,18 0,80 0,30 0,030 0,035 ≥ 190 ≥ 340 3,00 ≤ e ≤ 4,00 28 0e
e > 4,00 30
GL-2 2,00 ≤ e ≤ 5,00 0,22 1,20 0,30 0,030 0,035 ≥ 230 ≥ 380 e < 3,00 23 1,0e

Módulo 1 Materiais Page 32


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

3,00 ≤ e ≤ 4,00 24
e > 4,00 25
e < 3,00 21
GL-4 2,00 ≤ e ≤ 5,00 0,18 1,20 0,30 0,030 0,035 ≥ 310 ≥ 430 3,00 ≤ e ≤ 4,00 22 1,5e
e > 4,00 23

CHAPAS LAMINADAS A FRIO

São produtos cuja a espessura final foi obtida por laminação a frio.

Espessuras Padrão (mm)


0,45 0,75 1,06 1,50
0,60 0,90 1,20 1,90

Larguras padrão (mm)


1.000 1.200 1.500

Comprimentos padrão (mm)


2.000 3.000

QUALIDADE DE USOS GERAIS

Este agrupamento refere-se aos aços ao carbono sem adição de elementos de liga, aos quais
apenas se garante a composição química.
Composição Química (%)
Norma Faixa de Espessura C Mn Si P S
(SAE) (mm) (Máx.) (Máx.) (Máx.) (Máx.) (Máx.)
1006 0,08 0,45
0,38 ≤ e ≤ 3,00
1008 0,10 0,50
1009 0,15 0,60
1010 0,60 ≤ e ≤ 3,00 0,08 - 0,13
0,35 0,40 0,050
1012 0,10 - 0,15
1015 0,12 - 0,18 0,30 - 0,60
1017 0,80 ≤ e ≤ 3,00 0,14 - 0,20
1020 0,17 - 0,23

NBR 6658
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alongamento (%) Dobramento
Limite Limite
Faixa de C Mn Si P S Base Base Espessura
Grau Outros Escoam. Resist. Diâm.
Espessura (mm) Máx. Máx. Máx. Máx. Máx. 50mm 200mm (mm)
(MPa) (MPa)
6658 0,38 ≤ e ≤ 3,00 0,15 0,60 0,040 0,050 0e

QUALIDADE ESTRUTURAL

Aplicação: Peças e Partes externas de veículos, Máquinas, Vagões, Móveis de aço e recipientes
em geral.

Módulo 1 Materiais Page 33


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Neste grupo enquadram-se os aços estruturais de resistência média e boa soldabilidade, além de
uma melhor resistência a corrosão que os aços ao carbono comum (teor de cobre mínimo de
0,20%). São utilizados em operações de simples dobramento ou estampagem leve.
NBR 6649 - CF
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alongamento (%) Dobramento
Limite Limite
Faixa de C Mn Si P S Base Base Espessura
Grau Outros Escoam. Resist. Diâm.
Espessura (mm) Máx. Máx. Máx. Máx. Máx. 50mm 200mm (mm)
(MPa) (MPa)
21 0,60 ≤ e ≤ 3,00 0,20 0,040 0,050 ≥ 210 ≥ 340 24 1,0e
24 0,60 ≤ e ≤ 3,00 0,20 0,040 0,050 ≥ 240 ≥ 370 22 1,5e

ASTM A-366
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Dureza Dobramento
Limite Limite
Faixa de C Mn Si P S Espessura
Grau Outros Escoam. Resist. HB Diâm.
Espessura (mm) Máx. Máx. Máx. Máx. Máx. (mm)
(MPa) (MPa)
A366 0,38 ≤ e ≤ 3,00 0,15 0,60 0,035 0,040 ≤ 60 0e

ASTM A-611
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alongamento (%) Dobramento
Limite Limite
Faixa de C Mn Si P S Base Base Espessura
Grau Outros Escoam. Resist. Diâm.
Espessura (mm) Máx. Máx. Máx. Máx. Máx. 50mm 200mm (mm)
(MPa) (MPa)
A ≥ 170 ≥ 290 26 0e
0,60 ≤ e ≤ 3,00 0,20 0,60 0,040 0,040
C ≥ 230 ≥ 330 22 1,5e

QUALIDADE ESTRUTURAL SOLDÁVEL DE ALTA RESISTÊNCIA, RESISTENTE A


CORROSÃO ATMOSFÉRICA

Aplicação: Transformadores, Polo de Geradores, Pré-aquecedores de ar, Revestimento de


tanques, Radiadores, Incineradores, Calhas, etc.

São aços de baixa liga, caracterizando-se pela alta resistência à corrosão atmosférica, além de
boa soldabilidade, o que os indica para emprego em equipamentos sujeitos à ação do desgaste,
corrosão e intempéries.
Sua utilização, quando comparada à dos aços comuns, proporciona economia, fruto da redução
de espessura.

USI - SAC
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alongamento (%) Dobramento
Limite Limite
Faixa de
C Mn Si P S de de Base Base Espessura
Grau Espessura Outros Diam.
(máx.) (máx.) (máx.) (máx.) (máx.) Escoam. Resist. 50mm 200mm (mm)
(mm)
(MPa) (MPa)

Módulo 1 Materiais Page 34


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Cu 0,25
a 0,50
250 0,75 ≤ e ≤ 2,00 0,18 1,20 0,035 0,035 0,035 ≥ 240 ≥ 370 22 0,5 e
Cr 0,40
a 0,65
Cu 0,25
a 0,50
0,15
Cr 0,40 ≥ 343 ≥ 461
350 0,80 ≤ e ≤ 2,00 0,18 1,40 a 0,030 0,030 22 1,5 e
a 0,65
0,55
Ti ≤
0,15

COS-AR-COR
Composição Química (%) Propriedades Mecânicas
Alongamento (%) Dobramento
Limite Limite
Faixa de
C Mn Si P S de de Base Base Espessura
Grau Espessura Outros Diam.
(máx.) (máx.) (máx.) (máx.) (máx.) Escoam. Resist. 50mm 200mm (mm)
(mm)
(MPa) (MPa)
Cu 0,20
a 0,30
0,10 1,00 0,30
Cr 0,45
500 e ≤ 3,00 a a a 0,025 0,020 ≥ 320 ≥ 480 30 0e
a 0,70
0,14 1,20 0,40
Nb 0,030
a 0,040

QUALIDADE ESTAMPAGEM

Aplicação: Peças conformadas expostas ou não.


Neste agrupamento enquadram-se as chapas de aço que sofrem conformações por meio de
estampagem, estiramento e repuxamento. Podem ser fornecidas com graus de estampagem
apropriados segundo sua aplicação.
- Estampagem extraprofunda (EEP) - Peças de difícil estampagem e/ou expostas.
- Estampagem profunda (EP) - Peças de estampagem profunda não expostas.
- Estampagem média (EM) - Peças não expostas de estampagem média.

NBR 5915
Composição Química Propriedades Mecânicas
Dureza Alongamento (%)
Faixa de
C Mn Si P S Limite Escoam. Limite Resist. Espessura Base Base
Grau Espessura Outros (HRB)
Max. Máx. Máx. Máx. Máx. (MPa) (MPa) (mm) 50mm 200mm
(mm)
Al ≥ e ≤ 0,60 36 35
EEP 0,45 ≤ e ≤ 3,00 0,08 0,45 0,030 0,030 ≤ 230 ≤ 350 ≤ 50
0,020 e > 0,60 37 36
e < 0,90
e ≤ 0,60 34 33
≤ 275
EP 0,45 ≤ e ≤ 3,00 0,10 0,45 0,030 0,030 ≤ 370 ≤ 57
e ≥ 0,90
e > 0,60 35 34
≤ 260
e ≤ 0,60 30 29
EM 0,40 ≤ e ≤ 3,00 0,12 0,50 0,040 0,040 ≤ 390 ≤ 65
e > 0,60 31 30

Módulo 1 Materiais Page 35


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Os resultados de ensaio de embutimento estão contidos na tabela abaixo.

Grau EEP Curva 3


Grau EP Curva 2
Grau EM Curva 1

Obs. O gráfico contendo as curvas com valores mínimos exigidos no ensaio de embutimento,
encontra-se no apêndice 1.

BARRAS E PERFIS EM AÇO COMERCIAL

LINHA ASTM – Os aços da linha ASTM prioritariamente são utilizados em estruturas metálicas,
onde temos como principais características as propriedades mecânicas utilizadas normalmente
para o projeto do cálculo estrutural.

Norma Característica Aplicação Principal Produto


Estruturas metálicas em
Aço carbono com
ASTM A36 geral, Máquinas e Barras chata, redonda,
finalidade de utilização
NBR 7007 Implementos agrícolas, quadrada, Cantoneiras
estrutural e em
MR 250 rodoviários e e Perfis I e U.
aplicações comuns.
ferroviários.

Módulo 1 Materiais Page 36


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Aço estrutural de baixa


Torres de transmissão
liga e alta resistência
de energia e
utilizado em estruturas
ASTM A572 telecomunicações,
metálicas objetivando a
NBR 7007 Estruturas metálicas em Barra chata e
redução de peso devido
AR 315 ou geral, Máquinas e Cantoneira.
à sua maior resistência
AR 415 Implementos agrícolas,
mecânica se comparado
rodoviários e
com um aço carbono de
ferroviários.
uso comum.
Aço estrutural de baixa
Estruturas metálicas em
liga e alta resistência
geral, Máquinas e
desenvolvido para
Implementos agrícolas,
estruturas metálicas
rodoviários e ferroviários
objetivando a redução
ASTM A588 e demais aplicações em Barra chata e redonda,
de peso devido a
NBR 7007 que seja necessária uma Cantoneiras e Perfis I
resistência mecânica
AR 350 COR proteção adicional e U.
mais elevada, com maior
contra a corrosão
resistência à corrosão
atmosférica aliada a
atmosférica, quando
uma maior resistência
comparado com um aço
mecânica.
carbono de uso comum.

Tabela de Propriedades Mecânicas Referencial


Limite de Limite de
Equivalência Alongamento Alogamento
Especificação Escoamento Resistência
NBR 7007 50mm (%) 200mm (%)
Mín. (MPa) (MPa)
ASTM A36 MR 250 250 400-550 21 20
ASTM A572-50 AR 350 350 450 mín. 21 18
ASTM A572-60 AR 415 415 520 mín. 18 16
ASTM A588 AR 350 COR 350 485 mín. 21 18

Obs. São descartados os ensaios de propriedades mecânicas nas seguintes situações: Perfis
com áreas de seção transversal inferior a 645 mm² e Barras com espessura e diâmetro inferior a
12,5 mm – excluindo barras chatas. Nessas situações a garantia é provida pela composição
química.

LINHA SAE – Os aços da linha SAE são utilizados nas mais diversas aplicações e
principalmente onde a composição química é uma característica importante.

Além disso, os materiais da linha SAE geralmente são submetidos a processos de conformação
mecânica, como usinagem, forjamento, trefilação e demais processos. Da mesma forma, também
poderão sofrer processos metalúrgicos, entre eles, têmpera/revenimento, cementação e outros
processos.

Norma Característica Aplicação Principal Produto


Eixos de máquinas Barra quadrada e
Aço baixo carbono de
SAE1018/20 em geral, tirantes, redonda, Barra
uso geral.
peças para máquinas trefilada e Fio

Módulo 1 Materiais Page 37


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

e implementos máquina.
agrícolas, barras
trefiladas, peças para
forjaria, hastes de
aterramento,
grades,etc.
Eixos de máquinas
em geral, tirantes,
peças para máquinas Barra chata e
SAE 1045 Aço médio carbono e implementos redonda, Barra
agrícolas, barras trefilada.
trefiladas, peças para
forjaria, parafuso, etc.
Facas para
implementos
Aço alto carbono e agrícolas e Barra chata e
SAE 5160
baixa liga equipamentos em redonda.
usinas de cana-de-
açúcar.

Tabela de Composição Química Referencial


N2
Norma C (%) Mn (%) Si (%) P (%) S (%) Cu (%) Cr (%) Ni (%) Sn (%)
(ppm)
SAE 1020 0,18-0,23 0,30-0,60 0,10-0,20 0,030 máx. 0,035 máx. 0,20 máx. 0,15 máx. 0,15 máx. 0,060 máx. 80
SAE 1045 0,43-0,50 0,60-0,90 0,15-0,30 0,030 máx. 0,035 máx. 0,20 máx. 0,15 máx. 0,15 máx. 0,060 máx. 100
SAE 5160 0,56-0,64 0,75-1,00 0,15-0,30 0,025 máx. 0,020 máx. 0,70-0,90

BARRA CHATA LAMINADA

A barra com seção transversal retangular possui superfícies lisas, sem cantos vivos. Este produto
é extremamente versátil, sendo empregado principalmente em grades e portões, esquadrias,
máquinas, implementos agrícolas e rodoviários e na industria mecânica em geral. São fornecidas
no comprimento de 6,00 metros.

Massa (kg/m)
Espessura
Largura em Polegadas
(Polegadas)
3/8 1/2 5/8 3/4 7/8 1 1.1/4 1.1/2
1/8 0,24 0,32 0,40 0,48 0,55 0,63 0,79 0,95
3/16 0,36 0,47 0,59 0,71 0,83 0,95 1,19 1,42
1/4 0,63 0,79 0,95 1,11 1,27 1,58 1,90
5/16 0,99 1,20 1,40 1,58 1,98 2,37
3/8 1,19 1,42 1,66 1,99 2,37 2,85

Módulo 1 Materiais Page 38


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

7/16
1/2 1,90 2,20 2,53 3,16 3,80
5/8 3,16 3,95 4,75
3/4 3,80 4,75 7,70
1 7,59

Massa (kg/m)
Espessura
Largura em Polegadas
(Polegadas)
2 2.1/4 2.1/2 3 3.1/2 4 5 6
1/8 1,27 1,58 1,90 2,21 2,54
3/16 1,90 2,37 2,85 3,32 3,80
1/4 2,53 3,56 3,17 3,80 4,42 5,06
5/16 3,17 4,27 3,96 4,75 5,53 6,33
3/8 3,80 4,30 4,74 5,69 6,64 7,59
7/16 7,75
1/2 5,06 5,70 6,33 7,60 8,86 10,13
5/8 6,33 7,12 7,92 9,50 11,08 12,66
3/4 7,59 8,85 9,49 11,40 13,28 15,19
1 10,12 11,39 12,65 15,19 17,70 20,26

BARRA QUADRADA LAMINADA

A barra com seção transversal quadrada tem comprimento definido, oferecendo menor perda de
material e facilitando o cálculo da matéria prima. É empregada em grades e portões, esquadrias,
peças de máquinas e implementos agrícolas e na indústria mecânica em geral. São fornecidas no
comprimento de 6,00 metros.

Massa (kg/m)
Bitola
Pol
5/16 3/8 1/2 5/8 3/4 7/8 1 1.1/4 1.5/16 1.1/2 1.3/4
(mm) 7,94 9,53 12,70 15,88 19,05 22,23 25,40 31,75 33,34 38,10 44,45
kg/m 0,50 0,71 1,27 1,98 2,85 3,88 5,06 7,91 8,50 11,15 15,19

BARRA REDONDA LAMINADA

A barra com seção transversal circular com grande variedade de bitolas garante a qualidade do
produto final, além de facilitar na hora de fazer encaixes e ajustes. Empregada principalmente em
grades e portões, na fabricação de eixos e ferramentas, máquinas, forjamento, trefilação e etc.
São fornecidas no comprimento de 6,00 metros.

Módulo 1 Materiais Page 39


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

6,35 7,94 9,52 12,70 14,29 15,88 19,05 20,64


Bitolas
1/4 5/16 3/8 1/2 9/16 5/8 3/4 13/16
kg/m 0,25 0,39 0,56 0,99 1,26 1,55 2,24 2,63
22,22 25,40 28,58 30,16 31,75 33,34 34,93 36,51
Bitolas
7/8 1 1.1/8 1.3/16 1.1/4 1.5/16 1.3/8 1.7/16
kg/m 3,04 3,98 5,04 5,61 6,22 6,85 7,52 8,22
38,10 30,99 41,28 44,45 46,04 47,63 50,80 52,39
Bitolas
1.1/2 1.9/16 1.5/8 1.3/4 1.13/16 1.7/16 2 2.1/16
kg/m 8,95 9,71 10,50 12,20 13,10 14,00 15,90 16,90
53,98 57,15 58,74 60,33 61,91 63,50 65,09 66,68
Bitolas
2.1/8 2.1/4 2.5/16 2.3/8 2.7/16 2.1/2 2.9/16 2.5/8
kg/m 18,00 20,10 21,30 22,40 23,60 24,90 26,10 27,40
69,85 73,03 76,20 77,79 79,37 - - -
Bitolas
2.3/4 2.7/8 3 3.1/16 3.1/8 - - -
kg/m 30,10 32,90 35,80 37,30 38,80 - - -

BARRA QUADRADA TREFILADA

A barra com seção transversal quadrada trefilada atende aos mais exigentes mercados devido à
sua qualidade e acabamento. Obtida por trefilação a frio de barras laminadas e de fio-máquina, é
produzida e fornecida na tolerância h11 e podendo sob consulta ser encontrada também nas
tolerâncias h10 e h9.

Fornecida nos comprimentos de 4 a 8 metros, tem excelente acabamento em canto vivo,


totalmente adequado às tolerâncias exigidas para eixos de máquinas e implementos agrícolas,
ferramentas e indústria de autopeças.

4,76 6,35 7,94 9,53 10,00 12,70 14,28 15,88 19,50


Bitolas
3/16 1/4 5/16 3/8 - 1/2 9/16 5/8 3/4
kg/m 0,18 0,32 0,49 0,71 0,79 1,27 1,60 1,98 2,85
20,00 22,22 25,40 29,85 31,75 38,10 44,45 50,80 -
Bitolas
- 7/8 1 - 1.1/4 1.1/2 1.3/4 2 -
kg/m 3,14 3,88 5,06 6,99 7,91 11,40 15,51 20,26 -

Módulo 1 Materiais Page 40


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

BARRA REDONDA TREFILADA

A barra com seção transversal circular trefilada atende aos mais exigentes mercados devido à
sua qualidade e acabamento. Obtida por trefilação a frio de barras laminadas e de fio-máquina, é
produzida e fornecida na tolerância h11 e podendo sob consulta ser encontrada também nas
tolerâncias h10 e h9.

Com uma ampla série de bitolas e fornecida no comprimento de 5 a 7 metros, é empregada nas
indústrias parafuseira, de utilidades doméstica, de bicicleta, de eletroferragem, automobilística e
máquinas e implementos agrícolas.

3,97 4,76 5,00 5,50 6,00 6,35 6,90 7,00 7,94


Bitolas
5/32 3/16 - - - 1/4 - - 5/16
kg/m 0,097 0,140 0,154 0,187 0,222 0,249 0,294 0,302 0,389
8,00 8,20 8,40 8,50 9,00 9,52 9,80 10,00 10,50
Bitolas
- - - - - 3/8 - - -
kg/m 0,395 0,415 0,435 0,445 0,499 0,559 0,592 0,617 0,680
11,00 11,11 11,30 11,84 12,00 12,70 13,30 14,00 14,28
Bitolas
- 7/16 - - - 1/2 - - 9/16
kg/m 0,746 0,761 0,787 0,864 0,888 0,994 1,091 1,208 1,257
14,35 14,50 15,00 15,88 16,00 16,90 17,00 17,20 17,46
Bitolas
- - - 5/8 - - - - 11/16
kg/m 1,270 1,296 1,387 1,555 1,578 1,761 1,782 1,824 1,880
17,90 18,00 19,05 20,00 20,20 20,64 20,94 21,00 21,05
Bitolas
- - 3/4 - - 13/16 - - -
kg/m 1,975 1,998 2,237 2,466 2,516 2,627 2,703 2,719 2,732
22,00 22,22 23,15 23,81 25,00 25,20 25,30 25,40 26,00
Bitolas
- 7/8 - 15/16 - - - 1 -
kg/m 2,984 3,044 3,304 3,495 3,853 3,915 3,946 3,978 4,168
26,99 28,00 28,58 30,00 30,16 30,30 31,75 32,00 32,30
Bitolas
1.1/16 - 1.1/8 - 1.3/16 - 1.1/4 - -
kg/m 4,491 4,834 5,036 5,549 5,608 5,660 6,215 6,313 6,432
34,92 35,00 36,00 38,10 39,00 40,00 41,28 44,45 45,00
Bitolas
1.3/8 - - 1.1/2 - - 1.5/8 1.3/4 -
kg/m 7,518 7,553 7,990 8,950 9,378 9,865 10,506 12,182 12,485
46,00 47,62 50,00 50,80 53,98 55,00 57,15 60,00 60,32
Bitolas
- - - 2 2.1/8 - 2.1/4 - 2.3/8
kg/m 13,046 13,981 15,413 15,911 17,965 18,650 20,137 22,195 22,433
63,50 65,00 66,68 76,20 80,00 85,00 90,00 95,00 100,00
Bitolas
2.1/2 - 2.5/8 3 - - - - -
kg/m 24,860 26,049 27,413 35,799 39,458 44,545 49,940 55,642 61,654

Módulo 1 Materiais Page 41


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

BARRA SEXTAVADA TREFILADA

A barra com seção transversal sextavada trefilada atende aos mais exigentes mercados devido à
sua qualidade e acabamento. Obtida por trefilação a frio de barras laminadas e de fio-máquina, é
produzida e fornecida na tolerância h11 e podendo sob consulta ser encontrada também nas
tolerâncias h10 e h9.

Com empeno máximo de 2 mm e acabamento em canto vivo, fornecida nos comprimentos de 4 e


8 metros, atende plenamente às especificações de sistemas de eixos de transmissão.
Amplamente empregada em sistemas de transmissão de plantadeiras e cardans das mais
diversas linhas de plantio e também nas industrias moveleiras, parafuseiras e de ferramentas.

6,35 7,94 9,53 11,11 12,70 14,29 15,88 17,46 19,05


Bitolas
1/4 5/16 3/8 7/16 1/2 9/16 5/8 11/16 3/4
kg/m 0,27 0,43 0,62 0,84 1,09 1,38 1,70 2,06 2,47
20,64 22,22 23,81 24,00 25,40 26,99 28,58 30,00 31,75
Bitolas
13/16 7/8 15/16 - 1 1.1/16 1.1/8 - 1.1/4
kg/m 2,90 3,36 3,85 3,92 4,39 4,95 5,55 6,12 6,85
33,34 34,92 36,00 38,10 41,28 42,86 44,45 50,80 -
Bitolas
1.5/16 1.3/8 - 1.1/2 1.5/8 1.11/16 1.3/4 2 -
kg/m 7,56 8,29 8,81 9,87 11,58 12,49 13,43 17,54 -

CANTONEIRAS LAMINADAS DE ABAS IGUAIS

Por sua ampla gama de bitolas e pelas qualidades de seu aço, proporciona flexibilidade no
dimensionamento das mais diversas estruturas, atendendo as mais diversas aplicações

Produzida segundo as normas ASTM-A36, ASTM-A572 ou ASTM-A588, em polegadas ou em


milimetros, podem ser fornecidas em barras com comprimentos de 6,00 a 12,00 metros.

Suas aplicações vão desde estruturas metalicas em geral, estruturas de equipamentos até
componentes de maquinas entre outras.

Módulo 1 Materiais Page 42


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Cantoneira em polegadas
b Peso t Área lx=ly W x=W y rx=ry rz min x
pol mm kg/m pol mm cm² cm4 cm³ cm cm cm
5/8 2,50
3/4 2,50
1/2 12,70 0,55 0,70 0,10 0,11 0,37 0,25 0,43
5/8 15,88 0,71 0,90 0,20 0,19 0,37 0,32 0,51
1/8 3,18
3/4 19,05 0,87 1,11 0,36 0,27 0,57 0,38 0,59
7/8 22,20 1,04 1,32 0,58 0,38 0,66 0,46 0,66
1,19 1/8 3,18 1,48 0,83 0,49 0,79 0,76
1 25,40 1,73 3/16 4,76 2,19 1,25 0,66 0,76 0,48 0,81
2,22 1/4 6,35 2,84 1,66 0,98 0,76 0,86
1,50 1/8 3,18 1,93 1,67 0,82 0,97 0,64 0,89
1.1/4 31,75 2,20 3/16 4,76 2,77 2,50 1,15 0,97 0,61 0,97
2,86 1/4 6,35 3,62 3,33 1,47 0,94 0,61 1,02
1,83 1/8 3,18 2,32 3,33 1,15 1,17 0,76 1,07
1.1/2 38,10 2,68 3/16 4,76 3,42 4,58 1,64 1,17 0,74 1,12
3,48 1/4 6,35 4,45 5,83 2,13 1,15 0,74 1,19
2,14 1/8 3,18 2,71 5,41 1,64 1,40 0,89 1,22
1.3/4 44,45 3,15 3/16 4,76 4,00 7,50 2,30 1,37 0,89 1,30
4,12 1/4 6,35 5,22 9,57 3,13 1,35 0,86 1,35
2,46 1/8 3,18 3,10 7,91 2,13 1,60 1,02 1,40
3,63 3/16 4,76 4,58 11,70 3,13 1,58 1,02 1,45
2 50,80 4,74 1/4 6,35 6,06 14,60 4,10 1,55 0,99 1,50
5,83 5/16 7,94 7,42 17,50 4,91 1,53 0,99 1,55
6,99 3/8 9,52 8,76 20,00 5,73 1,50 0,99 1,63
4,57 3/16 4,76 5,80 23,00 4,91 1,98 1,24 1,75
6,10 1/4 6,35 7,67 29,00 6,40 1,96 1,24 1,83
2.1/2 63,50
7,44 5/16 7,94 9,48 35,00 7,87 1,93 1,24 1,88
8,78 3/8 9,52 11,16 41,00 9,35 1,91 1,22 1,93
5,52 3/16 4,76 7,03 40,00 7,21 2,39 1,50 2,08
7,29 1/4 6,35 9,29 50,00 9,50 2,36 1,50 2,13
3 76,20 9,07 5/16 7,94 11,48 62,00 11,60 2,34 1,50 2,21
10,71 3/8 9,52 13,61 75,00 13,60 2,31 1,47 2,26
14,00 1/2 12.70 17,74 91,00 18,00 2,29 1,47 2,36

Módulo 1 Materiais Page 43


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

8,56 1/4 6,35 10,90 83,70 13,00 2,77 1,76 2,46


3.1/2 88,90 10,59 5/16 7,94 13,50 102,00 16,00 2,75 1,75 2,52
12,58 3/8 9,52 16,00 121,00 19,20 2,75 1,75 2,58
9,81 1/4 6,35 12,51 125,00 16,40 3,17 2,00 2,77
12,19 5/16 7,94 15,48 154,00 21,30 3,15 2,00 2,84
4 101,60 14,57 3/8 9,52 18,45 183,00 24,60 3,12 2,00 2,90
16,80 7/16 11,11 21,35 208,00 29,50 3,12 1,98 2,95
19,03 1/2 12,70 24,19 233,00 32,80 3,10 1,98 3,00
12,34 1/4 6,35 15,73 251,63 27,09 4,00 2,53 3,41
15,31 5/16 7,94 19,50 308,00 33,40 3,97 2,53 3,47
18,30 3/8 9,52 23,29 362,00 39,50 3,94 2,51 3,53
5 127,00
23,52 7/16 11,11 26,96 416,68 45,71 3,93 2,50 3,58
24,10 1/2 12,70 30,64 470,00 52,50 3,91 2,49 3,63
29,80 5/8 15,88 37,80 566,00 64,00 3,86 2,46 3,76
22,20 3/8 9,52 28,10 641,00 57,40 4,78 3,02 4,17
29,20 1/2 12,70 37,09 828,00 75,40 4,72 3,00 4,27
6 152,40
36,00 5/8 15,88 45,86 1007,00 93,50 4,67 2,97 4,39
42,70 3/4 19,05 54,44 1173,00 109,90 4,65 2,97 4,52
48,70 5/8 15,88 62,90 2472,40 168,90 6,31 4,01 5,66
8 203,20
57,90 3/4 19,05 73,81 2901,10 199,90 6,27 3,99 5,79
Cantoneira Milimétrica
b Peso t Área lx = l y W x = Wy r x = ry rz mín. x
mm kg/m mm mm² cm4 cm³ cm cm cm
1,87 3,00 23,10 3,58 1,24 1.24 0,79 1,11
40,00 2,42 4,00 30,80 4,47 1,55 1,22 0,79 1,15
3,00 5,00 37,50 5.56 1.97 1,22 0,79 1,18
2,12 3,00 26,10 5,16 1,58 1,41 0,89 1,23
45,00 2,77 4,00 34.40 6,67 2,07 1,39 0,89 1,28
3,38 5,00 43,00 7,84 2,43 1,35 0,87 1,40
2,36 3,00 29,10 7,15 1,96 1,57 0,99 1,35
3,09 4,00 38,40 9,26 2,57 1,55 0,99 1,40
50,00
3,77 5,00 48,00 11,00 3,05 1,54 0,97 1,42
4,47 6,00 56,90 12,80 3,72 1,51 0,97 1,56
3,64 4,00 46,40 16,31 3,75 1,88 1,19 1,65
60,00 4,57 5,00 58,20 19,40 4,45 1,82 1,17 1,64
5,42 6,00 69,10 22,80 5,29 1,82 1,17 1,82
3,96 4,00 50,40 20,90 4,42 2,03 1,29 1,77
65,00 4,98 5,00 63,40 24,70 5,20 2,01 1,28 1,77
5,91 6,00 74,40 30,00 6,44 2,01 1,28 1,84
5,71 5,00 72,70 38,70 7,06 2,31 1,48 2,02
6,87 6,00 87,20 45,70 8,40 2,30 1,48 2,05
75,00 7,92 7,00 101,00 52,60 9,73 2,28 1,46 2,09
8,95 8,00 114,00 59,00 11,00 2,28 1,45 2,14
10,03 9,00 127,00 66,40 12,60 2,29 1,48 2,23

Módulo 1 Materiais Page 44


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

11,06 10,00 14,00 72,50 13,80 2,28 1,48 2,25


76,00 5,84 5,00 7,35 41,50 7,52 2,38 1,50 2,08
6,08 5,00 77,50 48,60 8,35 2,50 1,59 2,18
7,25 6,00 92,40 57,30 9,91 2,49 1,58 2,22
8,49 7,00 108,00 64,20 11,10 2,44 1,57 2,21
80,00 9,66 8,00 123.00 72,30 12,60 2,42 1,55 2,26
10,74 9,00 136,00 81,50 14,40 2,45 1,58 2,34
11,85 10,00 150,00 89,00 15,80 2,44 1,58 2,37
14,01 12,00 178,00 103,00 18,50 2,41 1,58 2,43
8,30 6,00 106,00 80,30 12,20 2,76 1,78 2,41
90,00 9,50 7,00 121,00 94,80 14,60 2,80 1,78 2,51
10,90 8,00 139,00 104,00 16,10 2,74 1,76 2,50
9,14 6,00 116,40 114,40 15,70 3,13 1,99 2,72
10,70 7,00 137,00 128,00 17,50 3,06 1,97 2,69
100,00
12,20 8,00 155,00 145,00 19,90 3,06 1,96 2,74
13,50 9,00 172,00 164,30 22,90 3,09 1,97 2,83

Obs: Todos os pesos e dimensões constantes destas tabelas são nominais, podendo ter
diferenças de acordo com as tolerâncias estabelecidas nas especificações ou em norma.

PERFIL I LAMINADO

Com formato tradicional de abas inclinadas, os perfis I são ideais para aplicações que exijam
maior resistência e robustez como, por exemplo, em componentes de base de máquinas.

Produzidos normalmente em aço ASTM-A36, podendo também ser encontrados no aço ASTM-
A588. Podem ser fornecidos em barras com comprimentos de 6,00 a 12,00 metros.

Aplicados em Monovias, Vigamentos, Escoramentos, Estruturas de sustentação, Guias,


Equipamentos para transporte e Chassis de ônibus e caminhões, além de máquinas e
implementos agricolas.

Módulo 1 Materiais Page 45


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Peso Alma Mesa Eixo X Eixo Y


Bitola rt
Nominal d tw bf tf Área l W r l W r
4 4
pol kg/m mm mm mm mm cm² cm cm³ cm cm cm³ cm cm
8,48 76,20 4,32 59,18 6,60 10,80 105,10 27,60 3,12 18,90 6,40 1,33 1,45
3”
9,68 76,20 6,38 61,24 6,60 12,32 115,00 30,18 3,06 45,60 11,48 1,92 1,98
11,46 101,60 4,90 67,60 7,44 14,50 252,00 49,70 4,17 31,70 9,40 1,48 1,68
4” 12,65 101,60 6,43 69,20 7,44 16,11 266,00 52,40 4,06 34,30 9,90 1,46 1,83
14,14 101,60 8,28 71,02 7,44 18,00 283,00 55,60 3,96 37,60 10,60 1,45 1,74
14,88 127,00 5,44 76,30 8,28 18,80 511,00 80,40 5,21 50,20 13,20 1,63 1,88
5”
18,24 127,00 8,81 79,70 8,28 23,24 570,00 89,80 4,95 58,60 14,70 1,59 1,92
18,60 152,40 5,89 84,63 9,12 23,60 919,00 120,60 6,24 75,70 17,90 1,79 2,08
6” 22,00 152,40 8,71 87,50 9,12 27,97 1.003,00 131,70 5,99 84,90 19,40 1,74 2,26
25,67 152,40 11,81 90,55 9,12 32,70 1.095,00 143,70 5,79 96,20 21,20 1,72 2,15

Obs: Todos os pesos e dimensões constantes destas tabelas são nominais, podendo ter
diferenças de acordo com as tolerâncias estabelecidas nas especificações ou em norma.

PERFIL U LAMINADO

Com formato tradicional de abas inclinadas, os perfis U são ideais para aplicações que exijam
maior resistência e robustez como, por exemplo, em componentes de base de máquinas.

Produzidos normalmente em aço ASTM-A36, podendo também ser encontrados no aço ASTM-
A588. Podem ser fornecidos em barras com comprimentos de 6,00 a 12,00 metros.

Aplicados em Monovias, Vigamentos, Escoramentos, Estruturas de sustentação, Guias,


Equipamentos para transporte e Chassis de ônibus e caminhões, além de máquinas e
implementos agricolas.

Módulo 1 Materiais Page 46


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Peso Alma Aba Eixo X Eixo Y


Bitola rt
Nominal d tw bf tf Área l W r l W r
pol kg/m mm mm mm mm cm² cm4 cm³ cm cm4 cm³ cm cm
6,10 76,20 4,32 35,81 6,93 7,78 68,90 18,10 2,98 8,20 3,32 1,03 1,11
3”
7,44 76,20 6,55 35,05 6,93 9,48 77,20 20,30 2,85 10,30 3,82 1,04 1,11
8,04 101,60 4,67 40,23 7,52 10,10 159,50 31,40 3,97 13,10 4,61 1,14 1,16
4”
9,30 101,60 6,27 41,83 7,52 11,90 174,40 34,30 3,84 15,50 5,10 1,14 1,15
12,20 152,40 5,08 48,77 8,71 15,50 546,00 71,70 5,94 28,80 8,16 1,36 1,30
6”
15,60 152,40 7,98 51,66 8,71 19,90 632,00 82,90 5,63 36,00 9,24 1,34 1,27
17,10 203,20 5,59 57,40 9,50 21,68 1.344,30 132,70 7,87 54,10 12,94 1,42 1,47
8”
20,50 203,20 7,70 59,51 9,50 25,93 1.490,00 147,50 7,59 62,40 14,09 1,42 1,42
22,77 254,00 6,10 66,04 11,10 29,00 2.800,00 221,00 9,84 95,00 19,00 1,81 1,61
10”
29,76 254,00 9,63 69,57 11,10 37,90 3.290,00 259,00 9,31 117,00 21,60 1,76 1,54

Obs: Todos os pesos e dimensões constantes destas tabelas são nominais, podendo ter
diferenças de acordo com as tolerâncias estabelecidas nas especificações ou em norma.

PRINCIPAIS NORMAS TÉCNICAS DE TUBOS


Norma Tipo Aplicação Norma Similar
5580 Com costura Condução de fluidos DIN 2440/2441
5581 Sem costura Serviços em Refinaria ASTM-A-161
5582 Sem costura Serviços em Refinaria ASTM-A-200
5583 Sem costura Condensadores e Trocadores de calor ASTM-A-179
5584 Sem costura Condensadores e Trocadores de calor ASTM-A-199
5585 Com costura Trocadores de calor ASTM-A-214
5590 Com e Sem costura Condução de fluidos com requisitos de qualidade ASTM-A-53
5592 Sem costura Caldeiras e Superaquecedores ASTM-A-210
5593 Sem costura Caldeiras e Superaquecedores ASTM-A-209
5594 Sem costura Caldeiras e Superaquecedores de alta pressão ASTM-A-192
5595 Com costura Caldeiras ASTM-A-178
NBR
5596 Com costura Caldeiras e Supraquecedores de alta pressão ASTM-A-226
5597 Com e Sem costura Eletrodutos rígidos com revestimento e rosca
5598 Com e Sem costura Eletrodutos rígidos com revestimento e rosca
5599 Com costura Trefilado de precisão (Autopeças e Diversos) DIN 2393
5602 Com e Sem costura Serviços em baixa temperatura ASTM-A-333
5603 Sem costura Serviços em alta temperatura ASTM-A-336
5605 Com e Sem costura Serviços em baixa temperatura ASTM-A-334
5922 Sem costura Injetores de Óleo Diesel
6321 Sem costura Condução de fluidos em alta temperatura ASTM-A-106
6591 Com costura Industriais, Perfis redondo, quadrado e retangular DIN 2394
8476 Sem costura Trefilado de precisão (Autopeças e Diversos) DIN 2391
1626 Com costura Evaporadores, Aquecedores, Condução de gases
1629 Sem costura Caldeiras, Aparelhos, Reservatórios e Outros
1630 Sem costura Caldeiras, Aparelhos, Reservatórios e Outros
2391 Sem costura Trefilado de precisão (Autopeças e Diversos) NBR 8476
2393 Com costura Trefilado de precisão (Autopeças e Diversos) NBR 5599
DIN 2394 Com costura Autopeças, Móveis, Eletrodomésticos e Diversos NBR 6591
2440 Com e Sem costura Condução de fluidos NBR 5580M
2441 Com e Sem costura Condução de fluidos NBR 5580P
2448 Sem costura Caldeiras, Aparelhos e Outros
2458 Com costura Caldeiras, Evaporadores, Aquecedores, Condução de gases e etc.
17175 Sem costura Caldeiras em altas temperaturas

Módulo 1 Materiais Page 47


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

A-53 Com e Sem costura Condução de fluidos com requisitos de qualidade NBR 5590
A-106 Sem costura Serviços em alta temperatura NBR 6321
A-135 Com costura Condução de fluidos
A-161 Sem costura Serviços em Refinarias NBR 5581
A-178 Com costura Caldeiras NBR 5595
A-179 Sem costura Condensadores e Trocadores de calor NBR 5583
A-192 Sem costurra Caldeiras e Superaquecedores de alta pressão NBR 5594
A-199 Sem costura Condensadores e Trocadores de calor NBR 5584
A-200 Sem costura Serviços em Refinarias NBR 5582
A-209 Sem costura Caldeiras e Superaquecedores NBR 5593
ASTM A-210 Sem costura Caldeiras e Superaquecedores NBR 5592
A-213 Sem costura Caldeiras, Superaquecedores e Trocadores de calor
A-214 Com costura Condensadores e Trocadores de calor NBR 5585
A-226 Com costura Caldeiras e Superaquecedores de alta pressão NBR 5596
A-252 Com e Sem costura Estacas
A-333 Com e Sem costura Serviços em baixa temperatura NBR 5602
A-334 Com e Sem costura Serviços em baixa temperatura NBR 5605
A-335 Sem costura Serviços em alta temperatura NBR 5603
A-405 Sem costura Serviços em alta temperatura
A-423 Com e Sem costura Trabalho sob pressão com maior resistência a corrosão
A-500 Com e Sem costura Estruturas metálicas
A-501 Sem costura Estruturas metálicas
A-513 Com costura Fins mecânicos
A-519 Sem costura Fins mecânicos
A-523 Com e Sem costura Condução de cabos elétricos
A-524 Sem costura Temperaturas atmosféricas e abaixo
A-556 Sem costura Aquecedores de água de alimentação
A-557 Com costura Aquecedores de água de alimentação
A-589 Com e Sem costura Poços artesianos
5CT Com e Sem costura Poços petrolíferos (Revestimento/Bombeamento)
API 5D Sem costura Poços petrolíferos (Perfuração)
5L Com e Sem costura Condução de produtos petrolíferos

TUBO DE AÇO CARBONO SEM COSTURA

Tubos de aço sem costura preto ou galvanizados a quente para condução de fluidos e outros
fins.

SCHEDULE 40 - Norma ASTM A-53 e A-106


Diâmetro Peso
Espessura de parede
Nominal Externo Teórico
Polegada Polegada Milímetro Polegada Milímetro kg/m
1
1/4 ( ) 0,540 13,70 0,088 2,24 0,63
3/8 (1) 0,675 17,20 0,091 2,31 0,85
1
1/2 ( ) 0,840 21,30 0,109 2,77 1,27
1
3/4 ( ) 1,050 26,70 0,113 2,87 1,68
1 1,315 33,40 0,133 3,38 2,50
1.1/4 1,660 42,20 0,140 3,56 3,38
1.1/2 1,900 48,30 0,145 3,68 4,05

Módulo 1 Materiais Page 48


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

2 2,375 60,30 0,154 3,91 5,43


2.1/2 2,875 73,00 0,203 5,16 8,62
3 3,500 88,90 0,216 5,49 11,28
3.1/2 4,000 101,60 0,226 5,74 13,56
4 4,500 114,30 0,237 6,02 16,06
5 5,563 141,30 0,258 6,55 21,76
6 6,625 168,30 0,280 7,11 28,23
8 8,625 219,10 0,322 8,18 42,49
10 10,750 273,00 0,365 9,27 60,23
12 12,750 323,80 0,406 10,31 79,73
14 14,000 355,60 0,438 11,13 94,53
16 16,000 406,40 0,500 12,70 123,33
18 18,000 457,20 0,562 14,27 155,96
20 20,000 508,00 0,594 15,09 183,43
24 24,000 609,60 0,688 17,48 255,22
Obs: (1) Bitolas produzidas trefiladas a frio.

SCHEDULE 80 - Norma ASTM A-53 e A-106


Diâmetro Peso
Espessura de parede
Nominal Externo Teórico
Polegada Polegada Milímetro Polegada Milímetro kg/m
1
1/4 ( ) 0,540 13,70 0,119 3,02 0,80
1
3/8 ( ) 0,675 17,20 0,126 3,20 1,10
1
1/2 ( ) 0,840 21,30 0,147 3,73 1,62
1
3/4 ( ) 1,050 26,70 0,154 3,91 2,19
1 1,315 33,40 0,179 4,56 3,23
1.1/4 1,660 42,20 0,191 4,85 4,47
1.1/2 1,900 48,30 0,200 5,08 5,40
2 2,375 60,30 0,218 5,54 7,47
2.1/2 2,875 73,00 0,276 7,01 11,40
3 3,500 88,90 0,300 7,62 15,25
3.1/2 4,000 101,60 0,318 8,08 18,62
4 4,500 114,30 0,337 8,56 22,29
5 5,563 141,30 0,375 9,53 30,92
6 6,625 168,30 0,432 10,97 42,51
8 8,625 219,10 0,500 12,70 64,56
10 10,750 273,00 0,594 15,09 95,84
12 12,750 323,80 0,688 17,48 132,06
14 14,000 355,60 0,75 19,05 158,13
16 16,000 406,40 0,844 21,44 203,56
18 18,000 457,20 0,938 23,83 254,67
20 20,000 508,00 1,031 26,19 311,22
24 24,000 609,60 1,219 30,96 441,90
Obs: (1) Bitolas produzidas trefiladas a frio.

Módulo 1 Materiais Page 49


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

TUBO DE AÇO CARBONO COM COSTURA

Tubos de aço com costura preto ou galvanizados a quente para condução de fluidos e outros
fins.

Normas ABNT 182 – Classes Média e Pesada (DIN 2440/2441)


Diâmetro Classe Média Classe Pesada
Nominal Externo Espessura kg/m Espessura kg/m
1/4 13,50 2,35 0,65 2,80 0,74
3/8 17,20 2,35 0,85 2,80 0,99
1/2 21,30 2,65 1,22 3,15 1,41
3/4 26,90 2,65 1,58 3,15 1,84
1 33,70 3,25 2,44 4,00 2,93
1.1/4 42,40 3,25 3,14 4,00 3,79
1.1/2 48,30 3,25 3,61 4,00 4,37
2 60,30 3,65 5,10 4,50 6,19
2.1/2 76,10 3,65 6,51 4,50 7,95
3 88,90 4,05 8,47 5,00 10,35
3.1/2 101,60 4,00 9,63 5,00 11,91
4 114,30 4,50 12,10 5,60 15,01
5 139,70 4,85 16,20 5,60 18,52
6 165,10 4,85 19,20 5,60 22,03
8 219,10 6,35 33,33 7,10 37,17

ELETRODUTOS DE AÇO GALVANIZADO COM COSTURA

Os tubos se destinam a instalações elétricas residenciais e industriais, aparentes ou embutidas,


que demandam segurança, alta responsabilidade e a prova de explosão. Fabricados de acordo
com as normas NBR-5597 (EB 341 rosca NPT) e NBR-5598 (EB 342 rosca BSP).

Dimensões
Diâmetro Espessura
Peso Teórico
Nominal Externo de parede
Pol mm mm mm kg/barra
1/2 15 21,30 2,65 4,02
3/4 20 26,90 2,65 5,23
1 25 33,70 3,25 8,05
1.1/4 32 42,40 3,25 10,36
1.1/2 40 48,30 3,25 11,92
2 50 60,30 3,65 16,83

Módulo 1 Materiais Page 50


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

2.1/2 65 76,10 3,65 21,52


3 80 88,90 4,05 27,97
4 100 114,30 4,50 40,22
5 125 139,70 4,85 53,23
6 150 165,10 4,85 63,26

Nota: O peso corresponde a um comprimento médio da barra de 3.048 mm.


No diâmetro externo dos eletrodutos são admitidas as variações:
a) ± 1% para os diâmetros nominais > 34mm;
b) ± 0,40 mm para os diâmetros nominais ≤ 34 mm.
Na espessura de parede dos eletrodutos é admitida a variação de:
- 12,50%

Módulo 1 Materiais Page 51


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Traçar

Recurso: Riscador de Metais

Parâmetros: a) Posicionar peça na área de trabalho


b) Limpar a superfície de traçagem
c) Executar traçagem de acordo com processo indicado
d) Marcar e/ou Tipar a peça de acordo com processo indicado
e) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula:
TE = P * 0,00

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
P = Perímetro do traçado em metros (m)
0,00 = Constante de traçagem (h/m) [Velocidade 0,00 m/h]

Exemplo:
Qual o tempo estimado para traçar um disco Ø 2.000 mm e quatro chapas 500 x 700
mm.
a) Disco Ø 2.000 mm * π = 6.283 mm P1
b) Chapa 500 x 700 mm = (500 * 2) + (700 * 2) = 2.400 * 4 = 9.600 mm = P2
c) P1 + P2 = 6.283 + 9.600 = 15.883 / 1.000 = P 15,883 m
d) TE = 15,883 * 0,00 = 0,00 h

Nota: O tempo de preparação está incluso na constante de traçagem.


Todas as traçagens envolvidas para a execução da peça deverá ser considerado
perímetro de traçagem, exemplo: traços auxiliares para chanfros, épuras para cones
e isométricos, curvas em gomos, transições, etc.

Módulo 2 Fabricação Page 52


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Cortar

Recurso: Guilhotina + Operador

Parâmetros: a) Regular a maquina (folga da faca e régua traseira)


b) Posicionar peça na maquina
c) Executar o corte de acordo com processo indicado
d) Marcar e/ou Tipar a peça de acordo com processo indicado
e) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula:
TE = ( K * G ) + 0,00

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
K = Fator de corte por golpe da guilhotina (h/golpe)VER TABELA
G = Quantidade de golpes necessários para o corte
0,00 = Constante de preparação (h/m²)

Tabela:
Espessura
K (h/golpe)
mm MSG/polegada
0,76 # 22
0,000
1,52 # 16
1,90 # 14
0,000
3,04 # 12
4,76 3/16
0,000
6,35 1/4
7,94 5/16
0,000
9,53 3/8

Módulo 2 Fabricação Page 53


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Exemplo:
Qual o tempo estimado para cortar 27 peças de 3/16” x 200 x 200 mm.
1 golpe
7 golpes
1 golpe

4 golpes

a) K = 0,009 conforme tabela


b) G = 30 golpes
c) Setup = 0,00 * 1,20 = 0,00 h
d) TE = 0,000 * 30 + 0,00 = 0,00 h

Nota: O tempo de preparação deve ser multiplicado pela área da chapa a ser usada;
Considerar o tamanho mínimo da chapa a ser usada como sendo 1 m².
A capacidade máxima da maquina adotada aqui é 6,35 mm para chapas de inox e
9,50 mm para chapas de aço carbono, ambas com comprimento máxima de
3.000mm, mas pode variar de empresa para empresa. Favor consultar a ficha
técnica da maquina.
Usa-se o corte em guilhotina pelos seguintes motivos:
- É mais rápido
- Não deforma devido ser a frio
- O corte é tecnicamente retilíneo, portanto perfeito
- É mais viável economicamente

Módulo 2 Fabricação Page 54


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Cortar (Sem Chanfro)

Recurso: Maçarico ou Plasma + Maçariqueiro

Parâmetros: a) Posicionar a peça na mesa de corte


b) Regular o maçarico
c) Executar o corte de acordo com processo indicado
d) Marcar e/ou Tipar a peça de acordo com processo indicado
e) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula:
TE = Q * K * P

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
Q = Quantidade de peças
K = Fator de corte (h/m)VER TABELA
P = Perímetro do corte em metros lineares (m)

Tabela:
Espessura
K (h/m)
mm polegada
4,76 3/16
0,00
12,70 1/2
14,30 9/16
0,00
19,00 3/4
22,40 7/8
0,00
25,40 1
31,80 1.1/4
0,00
37,50 1.1/2
39,70 1.9/16
0,00
44,50 1.3/4
47,60 1.7/8
0,00
50,80 2
55,60 2.3/16
0,00
76,20 3
81,00 3.3/16
0,00
101,60 4

Módulo 2 Fabricação Page 55


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Exemplo:
Qual o tempo estimado para cortar três chapas 1.1/2” x 500 x 1.000 mm.

500

1.000

a) Q = 3 Chapas 500 x 1.000 mm


b) K = 0,00 conforme tabela
c) P = Chapa 500 x 1.000 mm = (500 * 2) + (1.000 * 2) = 3.000 / 1.000 = 3 m
d) TE = 3 * 0,00 * 3 = 0,00 h

Nota: O tempo de preparação está incluso no fator de corte


O perímetro de corte deve ser adotado para cada peça. Não considerar o fato de
que muitas vezes peças de pequeno porte e similares, são cortadas adjacentes,
reduzindo o perímetro de corte.

Módulo 2 Fabricação Page 56


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Cortar (Com Chanfro simples)

Recurso: Maçarico ou Plasma + Maçariqueiro

Parâmetros: a) Posicionar a peça na mesa de corte


b) Regular o maçarico
c) Executar o corte de acordo com processo indicado
d) Marcar e/ou Tipar a peça de acordo com processo indicado
e) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula:
TE = Q * [(K * P) + (Y * H)]

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
Q = Quantidade de peças
K = Fator de corte (h/m)VER TABELA
P = Perímetro do corte em metros lineares (m)
Y = Fator de corte do chanfro (h/m)VER TABELA
H = Perímetro do corte do chanfro em metros lineares (m)

Tabela:
Espessura
K (h/m) Y (h/m)
mm polegada
4,76 3/16
0,00 0,00
12,70 1/2
14,30 9/16
0,00 0,00
19,00 3/4
22,40 7/8
0,00 0,00
25,40 1
31,80 1.1/4
0,00 0,00
37,50 1.1/2
39,70 1.9/16
0,00 0,00
44,50 1.3/4
47,60 1.7/8
0,00 0,00
50,80 2
55,60 2.3/16
0,00 0,00
76,20 3
81,00 3.3/16
0,00 0,00
101,60 4

Módulo 2 Fabricação Page 57


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Exemplo:
Qual o tempo estimado para cortar duas chapas 1” x 500 x 1.000 mm.

500

1.000

a) Q = 2 Chapas 500 x 1.000 mm


b) K = 0,00 conforme tabela
c) P = Chapa 500 x 1.000 mm = (500 * 1) + (1.000 * 2) = 2.500 / 1.000 = 2,5
d) Y = 0,00 conforme tabela
e) H = Chanfro 500 mm / 1.000 = 0,50 m
f) TE = 2 * [(0,00 * 2,5) + (0,00 * 0,5)] = 0,00 h

Nota: O tempo de preparação está incluso no fator de corte


O perímetro de corte deve ser adotado para cada peça. Não considerar o fato de
que muitas vezes peças de pequeno porte e similares, são cortadas adjacentes,
reduzindo o perímetro de corte.

Módulo 2 Fabricação Page 58


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Cortar (Com Chanfro duplo)

Recurso: Maçarico ou Plasma + Maçariqueiro

Parâmetros: a) Posicionar a peça na mesa de corte


b) Regular o maçarico
c) Executar o corte de acordo com processo indicado
d) Marcar e/ou Tipar a peça de acordo com processo indicado
e) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula:
TE = Q * [(K * P) + (X * H)]

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
Q = Quantidade de peças
K = Fator de corte (h/m)VER TABELA
P = Perímetro do corte em metros lineares (m)
X = Fator de corte do chanfro (h/m)VER TABELA
H = Perímetro do corte do chanfro em metros lineares (m)

Tabela:
Espessura
K (h/m) X (h/m)
mm polegada
4,76 3/16
0,00 0,00
12,70 1/2
14,30 9/16
0,00 0,00
19,00 3/4
22,40 7/8
0,00 0,00
25,40 1
31,80 1.1/4
0,00 0,00
37,50 1.1/2
39,70 1.9/16
0,00 0,00
44,50 1.3/4
47,60 1.7/8
0,00 0,00
50,80 2
55,60 2.3/16
0,00 0,00
76,20 3
81,00 3.3/16
0,00 0,00
101,60 4

Módulo 2 Fabricação Page 59


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Exemplo:
Qual o tempo estimado para cortar quatro chapas 2” x 500 x 1.000 mm.

180 180
500

1.000

a) Q = 4 Chapas 500 x 1.000 mm


b) K = 0,00 conforme tabela
c) P = Chapa 500 x 1.000 mm = (500 + (1.000 * 2) + (500 – 180) = 2.820 / 1.000 = 2,82
m
d) X = 0,00 conforme tabela
e) H = Chanfro 180 mm / 1.000 = 0,18
f) TE = 4 * [(0,00 * 2,82) + (0,00 * 0,18)] = 0,00 h

Nota: O tempo de preparação está incluso no fator de corte


O perímetro de corte deve ser adotado para cada peça. Não considerar o fato de
que muitas vezes peças de pequeno porte e similares, são cortadas adjacentes,
reduzindo o perímetro de corte.

Módulo 2 Fabricação Page 60


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Cortar (Corte copiado)

Recurso: Banco de Corte + Operador

Parâmetros: a) Posicionar a peça na mesa de corte


b) Posicionar o gabarito e Regular os maçaricos
c) Executar o corte de acordo com processo indicado
d) Marcar e/ou Tipar a peça de acordo com processo indicado
e) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula:
TE = K * M

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
K = Fator de corte (h/m)VER TABELA
M = Movimento dos carros (m)
M = [X * (Q * L)] + (Z * C)

X = Constante de corte
Q = Quantidade de corte no sentido largura da peça
L = Largura da peça (m)
Z = Quantidade de corte no sentido comprimento da peça
C = Comprimento da peça (m)

Tabela:
Espessura Espessura
K (h/m) K (h/m)
mm pol mm pol
4,76 3/16 39,70 1.9/16
0,00 0,00
12,50 1/2 44,50 1.3/4
16,00 5/8 47,60 1.7/8
0,00 0,00
17,40 1.1/16 50,00 2
19,00 3/4 55,60 2.3/16
0,00 0,00
22,40 7/8 75,00 3
23,80 15/16 81,00 3.3/16
0,00 0,00
25,00 1 100,00 4
31,80 1.1/4
0,00
37,50 1.1/2

Módulo 2 Fabricação Page 61


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Largura min. Número Curso Útil (mm)


de corte de Observação
Longitudinal Transversal
(mm) Bicos
50 6 17.300 4.200
150 12 17.300 4.200
350 4 17.300 4.200 Só os bicos fixos
Os parâmetros desta tabela variam conforme a máquina utilizada

Exemplo:
Qual o tempo estimado para cortar cinco chapas 1.1/2” x 360 x 5.900 mm.

1º Corte

2º Corte

a) M = [2 * (5 * 360)] + (2 * 5.900)
b) M = 3.600 + 11.800 = 15.400 / 1.000 = 15,4 m
c) TE = 0,00 * 15,40 = 0,00 h

Nota: O tempo de preparação está incluso na constante de corte.


Recomendação de uso deste recurso:
1. Peças com dimensões menor ou igual a 500 mm  quando o formato for
irregular e em qualquer quantidade; formato simples em qualquer quantidade;
flanges com quantidade acima de oito (8) peças.
2. Peças com um dos lados maior que 500 mm  quanto o formato for regular e
quantidade acima de dez (10) peças; formato irregular e qualquer quantidade.
A máquina permite o uso de múltiplos bicos de corte ao mesmo tempo. Quando do
uso de mais de um (1) bico o tempo deverá ser dividido pelo número de bicos
utilizados.

Módulo 2 Fabricação Page 62


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Cortar (Corte copiado)

Recurso: Pantógrafo + Operador

Parâmetros: a) Posicionar a peça na mesa de corte


b) Posicionar o gabarito e Regular os maçaricos
c) Executar o corte de acordo com processo indicado
d) Marcar e/ou Tipar a peça de acordo com processo indicado
e) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula:
TE = (C * K * P) + (Q * F)

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
C = Quantidade de cortes executados pela máquina

C=Q/B

Q = Quantidade de peças
B = Quantidade de bicos na operação
K = Fator de corte (h/m)VER TABELA
P = Perímetro do corte em metros lineares (m)
F = Fator de preparação (h/pç)VER TABELA

Tabela:
Espessura K F Espessura K F
mm pol (h/m) (h/pç) mm pol (h/m) (h/pç)
3,24 1/8 53,9 2.1/8
0,000 0,00 0,000
3,79 5/32 73,0 2.7/8
4,76 3/16 75,0 3
0,000 0,000 0,00
6,35 1/4 100,0 4
7,10 9/32 104,8 4.1/8
0,000 0,00
9,50 3/8 152,4 6
0,000
11,10 7/16 155,6 6.1/8
0,000 0,00
16,00 5/8 177,8 7
17,40 11/16 181,0 7.1/8
0,000 0,000 0,00
22,40 7/8 203,2 8
23,80 15/16 205,4 8.1/8
0,000 0,00
28,50 1.1/8 228,6 9
0,000
29,30 15/32 231,8 9.1/8
0,000 0,000 0,00
32,50 1.9/32 279,4 11

Módulo 2 Fabricação Page 63


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

33,30 1.5/16 282,6 11.1/8


0,000 0,00
41,20 1.5/8 304,8 12
44,50 1.3/4
0,000
50,00 2

Distância Mín. Curso Útil (mm) Quantidade


Máquina
entre Bicos (mm) Transversal Longitudinal de Bicos
Máquina I 150 3.100 8.100 6
Máquina II 100 1.200 3.000 2
Máquina III 150 2.460 12.000 6
Os parâmetros desta tabela variam conforme a máquina

Diâmetro Mín. de
Espessura (mm) Observação
corte (mm)
3,2 a 50,8 60 O furo inicial de corte deve ser
feito com o próprio maçarico até a
50,8 a 177,8 130
espessura de 38,1 mm. Furo
177,8 a 304,8 200 maior executar com broca Ø 3/8”.

Exemplo:
Qual o tempo estimado para cortar duzentos e cinqüenta peças 2” x 200 x 300 mm a
partir de uma chapa 2.000 x 6.000 mm.

2.000

6.000

a) C = 250 / 6 = 41,6 adotar 42 cortes


b) K = 0,000 h/m
c) P = (200 * 2) + (300 * 2) = 1.000 / 1.000 = 1,0 m
d) F = 0,00 h/pç
e) TE = (42 * 0,000 * 1,0) + (250 * 0,00) = (0,00 + 0,00) = 0,00 h

Módulo 2 Fabricação Page 64


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Cortar (Com Disco Abrasivo)

Recurso: Policorte + Ajudante VER NOTA

Parâmetros: a) Posicionar a peça na posição de corte


b) Executar o corte de acordo com processo indicado
c) Marcar e/ou Tipar a peça de acordo com processo indicado
d) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula:
TE = ( Q * K ) + F

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
Q = Quantidade de peças
K = Fator de corte (h/m)VER TABELA
F = Fator de preparação (h/lote) VER TABELA

Tabela:
Dimensões da Peça K (h/pç) F (h/lote)
Até 50 mm 0,00
0,00
De 50 até 90 mm 0,00

Nota: O uso do corte por disco abrasivo se justifica em razão do corte ser mais rápido,
corte em ângulo e em esquadro, qualquer quantidade, qualquer dureza de material
além de ser economicamente mais viável.
No recurso está previsto um ajudante para operar a policorte, mas para peças acima
de 2.000 mm de comprimento, deverá ser previsto mais um ajudante na operação.
As bitolas máximas indicadas para este processo estão indicadas a seguir:
- Barras Redondas até Ø 25 mm (1”)
- Barras Quadradas até 25 mm (1”)
- Barras Tee até 50 mm (2”)
- Cantoneira até 90 x 90 x 9,50 mm;
- Tubos SCH, DIN, ASTM e Mecânicos até Ø 90 mm (3.1/2”).

Módulo 2 Fabricação Page 65


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Bizelar (Chanfro em tampo industrial)

Recurso: Chanfradeira mecânica móvel + Operador

Parâmetros: a) Posicionar a peça na mesa de corte


b) Regular a máquina conforme chanfro determinado
c) Executar o corte de acordo com processo indicado

Fórmula:
TE = Q * K

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
Q = Quantidade de peças
K = Fator de corte (h/pç)VER TABELA

Tabela:
Tempo de Corte/Chanfro (h/pç)
Espessura Diâmetro Externo de Tampo/Fundo Abaulado (mm)
mm pol 500 700 900 1100 1300 1500 1700 1900
4,75 3/16
0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
12,70 1/2
14,30 9/16
0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
19,05 3/4
22,20 7/8
0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
25,40 1
31,50 1.1/4
0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
37,50 1.1/2
44,50 1.3/4
0,00 0,00 0,00 0,0 0,00 0,00 0,00 0,00
63,50 2.1/2
Espessura Diâmetro Externo de Tampo/Fundo Abaulado (mm)
mm pol 2100 2300 2500 2700 2900 3100 3300 3500
4,75 3/16
0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
12,70 ½
14,30 9/16
0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
19,05 ¾
22,20 7/8
0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
25,40 1
31,50 1.1/4
0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
37,50 1.1/2
44,50 1.3/4
0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
63,50 2.1/2

Nota: O tempo de preparação está incluso na constante de corte/chanfro

Módulo 2 Fabricação Page 66


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Calandrar

Recurso: Calandra Leve + Caldeireiro + Ajudante

Parâmetros: a) Posicionar a peça na máquina


b) Amorçar as extremidades para calandragem
c) Cortar as reservas/Chanfrar conforme chanfro indicado
d) Calandrar de acordo com o processo indicado
e) Soldar de acordo com o processo indicado e controlar
f) Recalandrar de acordo com dimensões finais do processo

Tabela:
Tempo de Calandragem (h/pç)
Esp. Diâmetro da Virola (mm)
(mm) 300 400 500 750 1000 1500 2000 2500 3000 >3000
03 – 04 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 - - -
05 – 06 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 - - -
07 – 09 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
600

10 – 13 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
14 – 16 - - 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
18 – 22 - - - 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
25 – 30 - - - 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Largura Máxima da Virola (mm)

35 – 40 - - - - 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

03 – 04 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 - -


05 – 06 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
07 – 09 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
10 – 13 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
1000

14 – 16 - - - 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00


18 – 22 - - - - 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
25 – 30 - - - - 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
35 – 40 - - - - - 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

03 – 04 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 - -


05 – 06 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
07 – 09 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
10 – 13 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
1500

14 – 16 - - 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00


18 – 22 - - - 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
25 – 30 - - - - 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
35 – 40 - - - - - 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

Módulo 2 Fabricação Page 67


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Tempo de Calandragem (h/pç)


Esp. Diâmetro da Virola (mm)
(mm) 300 400 500 750 1000 1500 2000 2500 3000 >3000
03 – 04 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 - -
05 – 06 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Largura Máxima da Virola (mm)

07 – 09 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
2000

10 – 13 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
14 – 16 - - 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
18 – 22 - - - 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
25 – 30 - - - - 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
35 – 40 - - - - 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

03 – 04 - - - - - - - - - -
05 – 06 - - 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
07 – 09 - - 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
10 – 13 - - 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
30000

14 – 16 - - 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00


18 – 22 - - - - 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
25 – 30 - - - - 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
35 – 40 - - - - - 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

Espessura (mm) Dimensôes Virola (mm) Centro a Centro


Máquina
Mínima Máxima Dia. Mín. Larg. Máx. de Rolo (mm)
Máquina I 2 6 170 1.900 120
Máquina II 4 12 280 2.100 160
Máquina III 12 40 540 3.000 -
Máquina IV 3 8 190 1.700 150
Máquina V 3 12 300 2.300 250
Máquina VI 4 15 400 1.900 -
Os parâmetros desta tabela variam conforme a máquina

Nota: O tempo de preparação e amorsagem está incluso na constante de calandragem.


Para recalandragem adotar 40% do tempo acima indicado.
Consultar o gráfico da máquina para o tipo de operação a ser executada. A título de
orientação, o esforço da máquina aumenta em razão de:
- aumenta a espessura da chapa
- aumenta a largura da chapa
- aumenta os limites de elasticidade do material (ver gráfico da máquina)
- diminui o diâmetro mínimo a ser calandrado

Módulo 2 Fabricação Page 68


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Calandrar

Recurso: Calandra Pesada + Operador + Ajudante

Parâmetros: a) Posicionar a peça na máquina


b) Amorçar as extremidades para calandragem
c) Cortar as reservas/Chanfrar conforme chanfro indicado
d) Calandrar de acordo com o processo indicado
e) Soldar de acordo com o processo indicado e controlar
f) Recalandrar de acordo com dimensões finais do processo

Exemplo:
Qual o tempo estimado para calandrar virola Ø 4.200 x 20 mm.
Utilizar tempo Ø 3.000 mm = 0,00 h
Utilizar tempo Ø 1.200 mm = 0,00 h

Nota: O tempo de preparação e amorsagem está incluso na constante de calandragem.


Para recalandragem adotar 40% do tempo acima indicado. Os tempos de fechar e
virola após o corte/chanfros e recalandrar após a soldagem estão distribuídos
igualmente em 30%.
Largura máxima para calandragem 3,00 m.
Para diâmetros que não aparecem na tabela, seguir o exemplo acima.
Consultar o gráfico da máquina para o tipo de operação a ser executada. A título de
orientação, o esforço da máquina aumenta em razão de:
- aumenta a espessura da chapa
- aumenta a largura da chapa
- aumenta os limites de elasticidade do material (ver gráfico da máquina)
- diminui o diâmetro mínimo a ser calandrado

Módulo 2 Fabricação Page 69


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Tabela:
0,00 75

0,00

63
0,00

0,00

50
0,00
45
0,00

38
0,00

32
0,00
Hora Centesimal (h)

26
0,00 22

0,00 20

16
0,00

0,00

0,00

Espessura da Chapa (mm)


0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

900 1.300 1.700 2.100 2.500 2.900 3.300


1.100 1.500 1.900 2.300 2.700 3.100 3.500

Diâmetro da Virola (mm)

Módulo 2 Fabricação Page 70


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Dobrar

Máquina: Dobradeira + Operador

Parâmetros: a) Preparar a máquina (Trocar ferramental e Regular)


b) Posicionar a peça na máquina
c) Dobrar de acordo com o processo indicado

Nota: O tempo de preparação está incluso nos tempos da tabela abaixo


O tempo unitário será calculado multiplicando o número de dobra pelo valor
tabelado. Sendo assim, se a peça for complexa e exigir inúmeras dobras, o cálculo
será obtido multiplicando o valor tabelado pelo número de dobras. Ex. Transições
quadrado para redondo, cones, etc.

Módulo 2 Fabricação Page 71


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Tabela:
4.500

4.300

4.100

Espessura 1,2 a 12 3.900

3.700

3.500

3.300

3.100

2.900

Comprimento da Peça (mm)


2.700

2.500

Espessura 15 a 19 2.300

2.100

1.900

1.700

1.500

1.300

1.100

900
Espessura 22 a 25
700

500

300

0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00


Hora Centesimal (h)

Módulo 2 Fabricação Page 72


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Curvar Perfil

Recurso: Curvadora de Perfis + Operador + Ajudante

Parâmetros: a) Posicionar a peça na máquina


b) Curvar de acordo com o processo indicado

Fórmula:
TE = P * D * Q

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
P = Perímetro da peça em metros lineares (m)
D = Fator de Curvatura (h/m)
Q = Quantidade de peças

Tabela:
Perfil Dimensões (mm) Diâmetro Mín (mm) D (h/m)

Cantoneira
Máx. 180 x 180 x 20 2.000
Abas para fora

Cantoneira
Máx. 160 x 160 x 19 2.600
Abas para dentro
0,00
Cantoneira
Máx. 80 x 80 x 10 750
Abas para fora

Cantoneira
Máx. 65 x 65 x 11 1.000
Abas para dentro

Viga I Mín. 70 700


Em pé Máx. 360 2.800

Viga H Mín. 100 1.200


0,00
Em pé Máx. 180 2.800

Viga I Mín. 120 3.800


Deitada Máx. 140 5.000

Módulo 2 Fabricação Page 73


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Viga U Mín. 65 700


Abas para fora Máx. 360 2.600
0,00
Viga U Mín. 65 700
Abas para dentro Máx. 360 2.600

Barra Chata Mín. 60 x 8 650


Deitada Máx. 150 x 40 1.200

Barra Chata Mín. 60 x 15 600


0,00
Em pé Máx. 550 x 40 900

Mín. 35 600
Barra Quadrada
Máx. 100 1.200

Barra T
Em pé

Mín. 60 700
Barra T
0,00
Abas para fora
Máx. 180 1.800

Barra T
Abas para dentro

Mín. 8 kg/m 700


Trilho em pé
Máx. 58 kg/m 3.000

Trilho deitado
0,00
Abas para fora Mín. 8 kg/m 800

Trilho deitado Máx. 36 kg/m 2,800


Abas para dentro

Mín. Ø 1.1/4” 700


Tubo 0,00
Máx. Ø 6” 900

Módulo 2 Fabricação Page 74


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Dobrar (Dobra Manual)

Recurso: Dispositivo manual + Ajudante

Parâmetros: a) Preparar o dispositivo (Trocas ferramental qdo aplicável)


b) Posicionar o tubo no dispositivo
c) Regular o ângulo de curvatura e fixar o tubo
d) Curvar de acordo com o processo indicado

Fórmula:
TE = K * 0,000

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
K = Peso do tubo a ser curvado em quilograma (kg)
0,000 = Constante de dobra manual de tubos (h/m)

Nota: O tempo de preparação está incluso na constante de dobra manual de tubos.

Módulo 2 Fabricação Page 75


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Curvar Tubo

Recurso: Curvadora de Tubos a frio + Operador + Ajudantes

Parâmetros: a) Preparar a máquina (Trocas ferramental quando aplicável)


b) Posicionar o tubo na máquina
c) Regular o ângulo de curvatura e fixar o tubo
d) Curvar de acordo com o processo indicado
e) Proceder as operações b, c e d para mais de uma curva

Fórmula:
TE = Q * 0,00

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
Q = Quantidade de curvas no tubo
0,00 = Constante para uma curva (h/curva)

Tabela:
Quantidade de Ajudantes
Diâmetro Externo
Comprimento do tubo (m)
(polegada)
Até 6,00 De 6,00 a 12,00 Acima 12,00
Até 2 50,80 4
2.1/2 63,50 2
3 76,20 3
5
3.1/2 88.90
3
4 101,60

Nota: O tempo de preparação está incluso na constante para curvar o tubo.

Módulo 2 Fabricação Page 76


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Conformar (Reduzir extremidades de tubo)

Recurso: Conformadora de extremos + Operador + Ajudantes (2)

Parâmetros: a) Preparar a máquina (Trocas ferramental quando aplicável)


b) Posicionar o tubo na máquina
c) Conformar de acordo com o processo indicado
d) Proceder as operações b e c para outra extremidade

Fórmula:
TE = Q * 0,00

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
Q = Quantidade de ponta conformada no tubo
0,00 = Constante para uma extremidade (h/ponta)

Tabela:
Redução Número de Comprimento do Cone
(polegada) Etapas Mín. admitido (mm)
2 para 1.1/2 3 25
2.1/2 para 1.1/2 6 30
2.1/2 para 2 3 30
3 para 2 4
3 para 2.1/2 2
3.1/4 para 2.1/2 6
3.1/2 para 3 2 60
3.1/2 para 2.1/5 8
3.1/2 para 3 4
3.1/2 para 3.1/4 1

Nota: O tempo de preparação está incluso na constante de conformação do tubo.


Devido a variações de dureza do material, espessura de parede do tubo e limites
para grandes conformações, torna-se necessário varias etapas de execução
conforme indicado na tabela acima.

Módulo 2 Fabricação Page 77


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Prensar

Recurso: Prensa hidráulica + Operador + Ajudante

Parâmetros: a) Preparar a máquina (Trocas ferramental quando aplicável)


b) Retirar a peça do forno e Posicioná-la na posição
c) Prensar de acordo com o processo indicado

Fórmula:
TE = ( Q * K ) + F

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
Q = Quantidade de peça
K = Fator de prensagem (h/peça)
F = Fator de preparação em horas (h/lote)

Tabela:
F (h/lote)
Prensagem K (h/pç)
Peça até 500 mm Peça acima de 500mm
À quente 0,00
0,00 0,00
Á frio 0,00

Nota: O tempo de preparação varia proporcionalmente ao tamanho e peso do ferramental.


O tempo de prensagem é relativamente baixo principalmente quando trata-se de
prensagem a quente. A tabela deverá ser usada até que outros tempos sejam
estabelecidos e adotados posteriormente como históricos.

Módulo 2 Fabricação Page 78


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Prensar (Prensagem a quente de Tampos Abaulados)

Recurso: Prensa hidráulica + Operador + Ajudante

Parâmetros: a) Preparar a máquina (Trocas ferramental quando aplicável)


b) Retirar a peça do forno e Posicioná-la na posição
c) Prensar de acordo com o processo indicado

Fórmula:
TE = ( Q * K ) + 0

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
Q = Quantidade de peça
K = Fator de prensagem (h/peça)
0 = Constante de preparação em horas (h/peça)

Tabela:
Espessura Diâmetro (mm)
mm pol 500 900 1300 1500
9,50 3/8
0,00 0,00 0,00 0,00
19,00 3/4
22,40 7/8
0,00 0,00 0,00 0,00
25,40 1
31,50 1.1/4
0,00 0,00 0,00 0,00
50,80 2

Nota: Na constante de preparação está incluso o aquecimento da peça e a troca de


ferramental.

Módulo 2 Fabricação Page 79


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Montar (Montagem de Caldeiraria)

Recurso: Caldeireiro + Ajudante

Critérios: Dependendo do tipo de montagem que será executada, o caldeireiro


poderá trabalhar sozinho ou acompanhado de um ou mais ajudante,
quando necessário. Aqui estamos definindo uma equipe de um
caldeireiro e um ajudante. Apresentamos abaixo uma tabela com
algumas produtividades sugeridas para cálculos, pois a execução de
uma tabela com critérios padronizados depende da diversificação de
equipamentos e acessórios que o compõem.

Tabela:
Equipamento e/ou Acessório Produtividade (kg/Hh)
Estrutura de Perfis Laminados
▪ Até 3 polegadas 00
▪ Acima de 3 até 7 polegadas 00
▪ Acima de 7 até 12 polegadas 00

Plataformas, Corrimãos e Escadas 00

Bases, Chassis, Carcaças, etc.


▪ Espessuras de 1/16 a 1/4 polegadas 00
▪ Espessuras de 5/16 a 5/8 polegadas 00
▪ Espessuras de 3/4 a 1.1/4 polegadas 00
▪ Espessuras de 1.1/2 a 1.3/4 polegadas 00
▪ Espessuras de 2 a 2.1/2 polegadas 00

Vasos de pressão
▪ Espessuras de 3/16 a 1/4 polegadas 00
▪ Espessuras de 5/16 a 1/2 polegadas 00
▪ Espessuras de 5/8 a 7/8 polegadas 00
▪ Espessuras de 1 a 1.1/2 polegadas 00

Reservatórios
▪ Espessuras de 3/16 a 1/2 polegadas 00
▪ Espessuras de 5/8 a 7/8 polegadas 00
▪ Espessuras de 1 a 1.1/2 polegadas 00

Tubulação Industrial
▪ Espessuras de 1/16 a 1/4 polegadas 00
▪ Espessuras de 5/16 a 1/2 polegadas 00

Corpos de Moinhos, Secadores e etc.


▪ Espessuras de 5/8 a 1 polegadas 00
▪ Espessuras de 1.1/8 a 2 polegadas 00

Módulo 2 Fabricação Page 80


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Goivar (Goivagem de soldas)

Recurso: Maquina de solda / Plasma + Soldador

Parâmetros: a) Preparar a máquina (Ajustar parâmetros de acordo com o processo)


b) Posicionar e fixar a peça
c) Goivar de acordo com o processo indicado

Fórmula:
TE = P * K

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
P = Perímetro de goivagem em metros lineares (m)
K = Fator de goivagem (h/m)VER TABELA

Tabela:
Espessura
K (h/m)
mm pol
25,4 1 0,00
50,8 2 0,00
76,2 3 0,00
101,6 4 0,00

Nota: O tempo de preparação está incluso na constante da tabela.

Módulo 2 Fabricação Page 81


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Esmerilar (Esmerilagem de soldas)

Máquina: Esmeriladeira + Soldador

Parâmetros: a) Preparar a máquina (Trocar consumível quando aplicável)


b) Posicionar e fixar a peça
c) Esmerilar de acordo com o processo indicado

Fórmula:
TE = P * K

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
P = Perímetro de esmerilagem em metros lineares (m)
K = Fator de esmerilagem (h/m)VER TABELA

Tabela:
Espessura
K (h/m)
mm pol
25,4 1 0,00
50,8 2 0,00
76,2 3 0,00
101,6 4 0,00

Nota: O tempo de preparação está incluso na constante da tabela.

Módulo 2 Fabricação Page 82


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Soldar (Processos AWS: GMAW; GTAW e SMAW)

Recurso: Transformador/Retificador de corrente de solda + Soldador

Parâmetros: a) Preparar a máquina (Ajustar parâmetros de acordo com o processo)


b) Posicionar e fixar a peça na área de soldagem
c) Soldar de acordo com o processo indicado

Fórmula:
TE = (TS * L) + TR + TM

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h) VER NOTAS
TS = Tempo da solda requerida para a junta (h/m)

T = W * K * Fc1 * Fc2 ...


W = Peso do material depositado (kg/m) VER TABELAS
K = Tempo de fusão do material depositado (h/kg) VER TABELAS
Fc = Fator de correção quanto as variáveis VER TABELAS
L = Comprimento da solda (m)VER NOTAS
TR = Passe de raiz quando requerido (h/m) TR = Pr * L
Pr = Soldagem SMAW = 0,00 x L
Pr = Soldagem GTAW = 0,00 x L
TM = Tempo de movimentação da peça (h)VER TABELAS

Tabela:

Dimensões da Junta K (h/kg) W (kg/m)


A B C α T CE SE CE SE
4,0 12,0 100 16,0 0,00 0,00 0,00
5,5 13,5 19,0 0,00 0,00 0,00
1,50
7,0 15,0 90 22,0 0,00 0,00 0,00 0,00
9,0 16,4 25,4 0,00 0,00 0,00
12,0 19,5 80 31,5 0,00 0,00 0,00
15,0 22,5 2,00 37,5 0,00 0,00 0,00
75 0,00
16,0 24,0 40,0 0,00 0,00 0,00

Módulo 2 Fabricação Page 83


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

18,0 26,0 70 44,0 0,00 0,00 0,00


21,0 29,8 68 50,8 0,00 0,00 0,00
27,5 35,5 65 63,0 0,00 0,00 0,00
2,50
31,0 39,0 70,0 0,00 0,00 0,00
33,5 41,5 3,00 75,0 0,00 0,00
60
36,0 44,0 80,0 0,00 0,00 0,00 0,00
4,00
41,0 49,0 90,0 0,00 0,00

Dimensões da Junta K (h/kg) W (kg/m)


a b s T CE SE CE SE
1,5 6,35 0,00 0,00 0,00
8,00 0,00 0,00 0,00 0,00
2,0
9,50 0,00 0,00 0,00
12,50 0,00 0,00 0,00
2,5 2,0 2,0
16,00 0,00 0,00 0,00 0,00
19,00 0,00 0,00 0,00
3,0 22,20 0,00 0,00 0,00
0,00
25,40 0,00 0,00 0,00

Dimensões da Junta K (h/kg) W (kg/m)


A B c d s α β T CE SE CE SE
4,5 14,5 2,0 19,00 0,00 0,00 0,00
8,0 17,4 2,5 25,40 0,00 0,00 0,00 0,00
2,0 6,3 40 45
14,5 23,0 37,50 0,00 0,00 0,00
17,0 27,0 44,00 0,00 0,00 0,00
19,0 31,8 50,80 0,00 0,00 0,00
3,0 0,00
23,0 35,0 58,00 0,00 0,00 0,00
26,0 37,5 2,5 9,5 24 28 63,50 0,00 0,00 0,00
29,0 41,0 70,00 0,00 0,00 0,00
0,00
31,5 43,5 4,0 75,00 0,00 0,00 0,00

Módulo 2 Fabricação Page 84


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Dimensões da Junta K (h/kg) W (kg/m)


A B c d s α β T CE SE CE SE
34,0 46,0 80,00 0,00 0,00
39,0 51,0 4,0 90,00 0,00 0,00 0,00 0,00
46,0 54,0 100,00 0,00 0,00
51,0 63,0 114,00 0,00 0,00
56,5 68,5 5,0 2,5 9,5 24 48 125,00 0,00 0,00
59,0 71,0 130,00 0,00 0,00
0,00 0,00
61,5 73,5 135,00 0,00 0,00
64,0 76,0 6,0 140,00 0,00 0,00
69,0 81,0 150,00 0,00 0,00

Dimensões da Junta K (h/kg) W (kg/m)


a b s T CE SE CE SE
1,0 6,5 1,0 2,00 0,00 0,00
1,0 1,6 3,18 0,00 0,00
1,5 8,0 2,3 4,75 0,00 0,00
1,5 3,0 6,35 0,00 0,00

Dimensões da Junta K (h/kg) W (kg/m)


a b c s α T CE SE CE SE
6,35 0,00 0,00 0,00
1,5 1,5 8,00 0,00 0.00 0,00 0,00
9,50 0,00 0,00 0,00
2,0 3,0 45
12,50 0,00 0,00 0,00
2,0
2,0 16,00 0,00 0,00 0,00 0,00
3,0 19,00 0,00 0,00 0,00

Módulo 2 Fabricação Page 85


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

22,00 0,00 0,00 0,00


25,40 0,00 0,00 0,00 0,00
31,50 0,00 0,00 0,00
3,0
37,50 0,00 0,00
4,0
40,00 0,00 0,00 0,00 0,00
5,0 44,00 0,00 0,00

Dimensões da Junta K (h/kg) W (kg/m)


a s α T CE SE CE SE
8,00 0,00
9,50 0,00
2,0 0,00
12,50 0,00
16,00 0,00
6,5 45
19,00 0,00
0,00
2,5 22,00 0,00
25,40 0,00
31,50 0,00
37,50 0,00
3,0 0,00
40,00 0,00
44,00 0,00
50,80 0,00
9,5 30
4,0 58,00 0,00
63,50 0,00
0,00
70,00 0,00
5,0
75,00 0,00

Dimensões da Junta K (h/kg) W (kg/m)


a s α T CE SE CE SE
2,0 6,5 45 8,00 0,00 0,00

Módulo 2 Fabricação Page 86


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

9,50 0,00
12,50 0,00
16,00 0,00
19,00 0,00
2,5 22,00 0,00
0,00
25,40 0,00
31,50 0,00
37,50 0,00
3,0
40,00 0,00
0,00
44,00 0,00
50,80 0,00
4,0 58,00 0,00
63,50 0,00
0,00
70,00 0,00
5,0
75,00 0,00

Dimensões da Junta K (h/kg) W (kg/m)


A B c d s α β T CE SE CE SE
4,0 12,0 4,0 70 16,00 0,00 0,00 0,00
5,5 13,5 5,0 19,00 0,00 0,00 0,00
60 0,00
6,0 16,0 22,00 0,00 0,00
6,0
7,9 17,5 25,40 0,00 0,00 0,00
11,5 20,0 8,0 31,50 0,00 0,00 0,00 0,00
14,7 22,8 9,0 1,5 2,0 45 37,50 0,00 0,00 0,00
16,0 24,0 40,00 0,00 0,00
50 0,00
18,0 26,0 44,00 0,00 0,00 0,00
21,0 29,0 10,0 50,00 0,00 0,00 0,00
25,0 33,0 58,00 0,00 0,00
0,00 0,00
28,0 35,5 63,50 0,00 0,00

Módulo 2 Fabricação Page 87


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Dimensões da Junta K (h/kg) W (kg/m)


a T CE SE CE SE
5,0 6,35 0,00
6,0 8,00
0,00 0,00
6,5 9,50
8,0 12,50 0,00
10,0 16,00 0,00
11,5 19,00 0,00 0,00
13,0 22,20 0,00
14,5 25,40 0,00
17,5 31,50 0,00 0,00
20,5 37,50 0,00
22,0 40,00 0,00
24,0 44,00 0,00 0,00
27,0 50,00 0,00
31,0 58,00 0,00
32,0 60,00 0,00
0,00
37,0 70,00 0,00
39,5 75,00 0,00

Fator de correção quando é requerido o Pré-aquecimento


Temperatura 200 ºC 300 ºC 500 ºC > 500 ºC
Fc1 1,10 1,20 1,40 1,50

Fator de correção devido a qualidade do metal de base (material)


SAE1045 Inoxidável
A36 WT74 WT80
Material a
SAE1020 SAC50C WT100 Ordinário Melhor
SAE1060
Fc2 1,00 1,20 1,30 1,40 1,50 2,00

Fator de correção para junta submetida ensaios não destrutivos


Fc3 = 1,10

Fator de correção devido a necessidade de revezamento de soldadores


Fc4 = 1,80

Módulo 2 Fabricação Page 88


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Fator de correção devido a posição de soldagem


Fc5 = 1,15 para posição vertical
Fc5 = 1,30 para posição sobre-cabeça

Tempo de movimentação
Quando o processo de soldagem exigir movimentações da peça na execução das
soldas, o tempo total será acrescido do tempo de movimentação conforme tabela
abaixo.

Peso aproximado da peça (kg) TM (h)


500 0,00
3.000 0,00
10.000 0,00
20.000 0,00
50.000 0,00

Nota: O tempo de preparação está incluso na constante de soldagem.


No comprimento da solda requerida se necessário, acrescentar 40 mm a titulo de
babadores.
Para juntas especiais e que não constem nas tabelas abaixo, o analista deverá
calcular o valor de W que é inteiramente geométrico.
O fator K das tabelas abaixo foi calculado adotando-se soldagem na posição plana
com eletrodo Ø 4,50mm e rendimento pratico de 60%.

Módulo 2 Fabricação Page 89


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Se o tempo calculado for ≤ 6,50 h adotar os parâmetros da tabela abaixo.

Hora total calculada da junta Tempo Corrigido (h)


0,15 0,00
0,40 0,00
0,65 0,00
0,90 0,00
1,10 0,00
1,35 0,00
1,60 0,00
1,85 0,00
2,10 0,00
2,35 0,00
2,60 0,00
2,85 0,00
3,10 0,00
3,30 0,00
3,55 0,00
3,80 0,00
4,05 0,00
4,30 0,00
4,55 0,00
4,80 0,00
5,05 0,00
5,30 0,00
5,50 0,00
5,80 0,00
6,00 0,00
6,30 0,00
6,50 0,00

Módulo 2 Fabricação Page 90


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Soldar (Processo AWS SAW)

Recurso: Retificador de corrente de solda + Soldador

Parâmetros: a) Preparar a máquina (Ajustar parâmetros de acordo com o processo)


b) Posicionar e fixar a peça na área de soldagem
c) Soldar de acordo com o processo indicado

Fórmula:
TE = (TS * L) + TR + TM

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h) VER NOTA
TS = Tempo da solda requerida para a junta (h/m) T = (W * K * Fc) + N
VER TABELAS
W = Peso do material depositado (kg/m)
K = Tempo de fusão do material depositado (h/kg) VER TABELAS
Fc = Fator de correção quanto as variáveis VER TABELAS
N = Fator correspondente ao número de filete VER NOTA
L = Comprimento da solda (m)VER NOTA
TR = Passe de raiz quando requerido (h/m) TR = Pr * L
Pr = Soldagem SMAW = 0,00 x L
Pr = Soldagem GTAW = 0,00 x L
TM = Tempo de movimentação da peça (h)VER TABELA

Tabela:

Dimensões da Junta K (h/kg) W (kg/m) N (h/m)


A B C α T CE SE CE SE CE SE
4,0 12,0 100 16,0 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
5,5 13,5 19,0 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
1,5
7,0 15,0 90 22,0 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
9,0 16,4 25,4 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
0,00
12,0 19,5 80 31,5 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
15,0 22,5 37,5 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
2,0 75
16,0 24,0 40,0 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
18,0 26,0 70 44,0 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

Módulo 2 Fabricação Page 91


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

21,0 29,8 68 50,8 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00


27,5 35,5 65 63,0 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
2,5
31,0 39,0 70,0 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
33,5 41,5 3,0 75,0 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
60 0,00
36,0 44,0 80,0 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
4,0
41,0 49,0 90,0 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

Dimensões da Junta K (h/kg) W (kg/m) N (h/m)


a b s T CE SE CE SE CE SE
8,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
2,0
9,50 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
12,50 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
2,5
6,3 0,0 16,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
19,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
3,0 22,20 0,00 0,0 0,00 0,00 0,00 0,00
25,40 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

Dimensões da Junta K (h/kg) W (kg/m) N (h/m)


A B c d s α T β CE SE CE SE CE SE
6,0 16,0 2,0 22,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
11,5 20,0 2,5 2,0 6,3 40 45 31,50 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
15,0 25,0 40,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
19,0 31,8 50,80 0,00 0,00 0,00 0,00
0,00
23,0 35,0 3,0 58,00 0,00 0,00 0,00 0,00
26,0 37,5 4,0 12,5 24 28 63,50 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
29,0 41,0 70,00 0,0 0,00 0,00 0,00
31,5 43,5 4,0 75,00 0,00 0,00 0,00 0,00

Módulo 2 Fabricação Page 92


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Dimensões da Junta K (h/kg) W (kg/m) N (h/m)


A B c d s α β T CE SE CE SE CE SE
34,0 46,0 80,00 0,00 0,00 0,00 0,00
39,0 51,0 4,0 90,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
46,0 54,0 100,00 0,00 0,00 0,00 0,00
51,0 63,0 114,00 0,00 0,00 0,00 0,00
0,00
56,5 68,5 5,0 4,0 12,5 24 48 125,00 0,00 0,00 0,00 0,00
59,0 71,0 130,00 0,00 0,00 0,00 0,00
0,00
61,5 73,5 135,00 0,00 0,00 0,00 0,00
64,0 76,0 6,0 140,00 0,00 0,00 0,00 0,00
69,0 81,0 150,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

Dimensões da Junta K (h/kg) W (kg/m) N (h/m)


A B c d β T CE SE CE SE CE SE
12,0 7,0 1,5 5,0 19,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
100
14,5 7,5 22,20 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
2,5
16,5 9,0 25,40 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
21,0 10,5 80 31,50 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
3,0
25,0 12,5 37,50 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
26,0 14,0 40,00 0,00 0,00 0,00 0,00
0,00
29,0 15,0 3,5 44,00 0,00 0,00 0,00 0,00
0,00
33,0 17,0 6,3 50,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
35,0 23,0 58,00 0,00 0,00 0,00 0,00
35,0 28,0 4,0 60 63,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
42,0 28,0 70,00 0,00 0,00 0,00 0,00
45,0 30,0 75,00 0,00 0,00 0,00 0,00
53,0 27,0 5,0 80,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
53,0 37,0 90,00 0,00 0,00 0,00 0,00

Módulo 2 Fabricação Page 93


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Dimensões da Junta K (h/kg) W (kg/m) N (h/m)


A B c T CE SE CE SE CE SE
5,0 5,0 16,00 0,00 0,00
2,0 0,00
6,5 6,5 19,00 0,00 0,00
8,0 8,0 22,00 0,00 0,00
3,0 0,00
9,5 9,5 25,00 0,00 0,00

Dimensões da Junta K (h/kg) W (kg/m) N (h/m)


a b s T CE SE CE SE CE SE
2,0 6,35 0,00 0,00
10,0
2,5 8,00 0,00
0,00
2,5 12,0 0,0 9,50 0,00
3,0 13,0 12,50 0,00
0,00
3,0 13.0 16,00

Dimensões da Junta K (h/kg) W (kg/m) N (h/m)


a b c s α T CE SE CE SE CE SE
1,5 2,0 1,5 3,0 45 9,50 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
5,0 0,0 60 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
12,50 0,00
2,0 3,0 45 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
2,0
5,0 0,0 60 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
2,0 16,00
2,0 3,0 45 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
5,0 0,0 60 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
19,00
2,0 3,0 45 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
0,00
3,0 5,0 0,0 60 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
22,00
2,0 3,0 3,0 45 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
5,0 0,0 60 25,40 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

Módulo 2 Fabricação Page 94


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

0,00 0,00 0,00 0,00 0,00


31,50 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
2,0 3,0 45 37,50 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
4,0
40,00 0,00 0,00 0,00 0,00
5,0 44,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

Dimensões da Junta K (h/kg) W (kg/m) N (h/m)


a T CE SE CE SE CE SE
19,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
2,0
22,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
25,40 0,00 0,00 0,00 0,00
0,00
31,50 0,00 0,00 0,00 0,00
3,0
37,50 0,00 0,00 0,00 0,00
0,00 0,00
40,00 0,00 0,00 0,00 0,00
44,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
4,0
50,80 0,00 0,00 0,00 0,00
58,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
5,0
63,50 0,00 0,00 0,00 0,00

Dimensões da Junta K (h/kg) W (kg/m) N (h/m)


a s α T CE SE CE SE CE SE
8,00 0,00 0,00
6,5 30 9,50 0,00 0,00
2,0 0,00
12,50 0,00 0,00
16,00 0,00 0,00
9,5 19,00 0,00 0,00
2,5 22,00 0,00 0,00 0,00
24
25,40 0,00 0,00
12,5 31,50 0,00 0,00
3,0 0,00
37,50 0,00 0,00

Módulo 2 Fabricação Page 95


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

40,00 0,00 0,00


44,00 0,00 0,00
50,00 0,00 0,00
4,0 58,00 0,00 0,00
63,50 0,00 0,00
70,00 0,00 0,00
5,0
75,00 0,00 0,00

Dimensões da Junta K (h/kg) W (kg/m) N (h/m)


a s α T CE SE CE SE CE SE
8,00 0,00 0,00
6,5 45 9,50 0,00 0,00
2,0 0,00
12,50 0,00 0,00
16,00 0,00 0,00
30 19,00 0,00 0,00
2,5 22,00 0,00 0,00 0,00
25,40 0,00 0,00
40
31,50 0,00 0,00
37,50 0,00 0,00
3,0
9,5 40,00 0,00 0,00
44,00 0,00 0,00
50,80 0,00 0,00 0,00
30
4,0 58,00 0,00 0,00
63,50 0,00 0,00
70,00 0,00 0,00
5,0
75,00 0,00 0,00

Dimensões da Junta K (h/kg) W (kg/m) N (h/m)


A B c d s α β T CE SE CE SE CE SE
8,0 8,0 4,0 16,00 0,00 0,00
0,00
9,5 9,5 5,0 4,0 0,0 65 65 19,00 0,00 0,00
11,0 11,0 6,0 22,00 0,00 0,00 0,00

Módulo 2 Fabricação Page 96


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

12,5 12,5 25,40 0,00 0,00


15,8 15,8 8,0 31,50 0,00 0,00
18,8 18,8 9,0 37,50 0,00 0,00
20,0 20,0 40,00 0,00 0,00
22,0 22,0 44,00 0,00 0,00
25,0 25,0 10,0 50,00 0,00 0,00
29,0 29,0 58,00 0,00 0,00
31,5 32,0 63,50 0,00 0,00

Dimensões da Junta K (h/kg) W (kg/m) N (h/m)


a T CE SE CE SE CE SE
5,0 6,35 0,00 0,00
6,0 8,00
0,00 0,00
6,5 9,50 0,00
8,0 12,50 0,00
10,0 16,00 0,00
0,00 0,00
11,5 19,00 0,00
13,0 22,20 0,00 0,00
14,5 25,40 0,00 0,00
17,5 31,50 0,00 0,00
20,5 37,50 0,00 0,00
22,0 40,00 0,00 0,00
24,0 44,00 0,00 0,00 0,00
27,0 50,00 0,00 0,00
31,0 58,00 0,00 0,00
32,0 60,00 0,00 0,00
37,0 70,00 0,00 0,00
39,5 75,00 0,00 0,00

Fator de correção devido a qualidade do metal de base (material)


SAE1045 Inoxidável
A36 WT74 WT80
Material a
SAE1020 SAC50C WT100 Ordinário Melhor
SAE1060
Fc2 1,00 1,20 1,30 1,40 1,50 2,00

Fator de correção para junta submetida ensaios não destrutivos


Fc3 = 1,10

Módulo 2 Fabricação Page 97


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Fator de correção devido a necessidade de revezamento de soldadores


Fc4 = 1,80

Tempo de movimentação

Quando o processo de soldagem exigir movimentações da peça na execução das


soldas, o tempo total será acrescido do tempo de movimentação conforme tabela
abaixo.

Peso aproximado da peça (kg) TM (h)


500 0,00
3.000 0,00
10.000 0,00
20.000 0,00
50.000 0,00

Nota: O tempo de preparação está incluso na constante de soldagem.


No comprimento da solda requerida se necessário, acrescentar 100 mm a titulo de
babadores.
Para juntas especiais e que não constem nas tabelas acima, o analista deverá
calcular o valor de W que é inteiramente geométrico.
O fator K das tabelas acima foi calculado adotando-se soldagem arame. Quando o
processo prever dois arames os valores deverão ser divididos por 2.
O fator N das tabelas acima representa o tempo consumido entre o térmico de um
filete e o inicio do subseqüente e deverá ser acrescentado ao tempo da solda
requerida. Este fator não deve ser adotado em juntas circunferenciais.

Módulo 2 Fabricação Page 98


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Se o tempo calculado for ≤ 6,50 h adotar os parâmetros da tabele abaixo.

Hora total calculada da junta Tempo Corrigido (h)


0,15 0,00
0,40 0,00
0,65 0,00
0,90 0,00
1,10 0,00
1,35 0,00
1,60 0,00
1,85 0,00
2,10 0,00
2,35 0,00
2,60 0,00
2,85 0,00
3,10 0,00
3,30 0,00
3,55 0,00
3,80 0,00
4,05 0,00
4,30 0,00
4,55 0,00
4,80 0,00
5,05 0,00
5,30 0,00
5,50 0,00
5,80 0,00
6,00 0,00
6,30 0,00
6,50 0,00

Módulo 2 Fabricação Page 99


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Aletar painéis de Caldeira (Processo AWS GMAW)

Recurso: Retificador de corrente de solda + Soldador (2)

Parâmetros: a) Preparar a máquina (Ajustar parâmetros de acordo com o processo)


b) Posicionar e fixar as aletas e tubos na mesa da máquina
c) Soldar de acordo com o processo indicado

Fórmula:
TE = 0,00 + ( C * 0,00 ) * Q

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
0,00 = Fator constante de preparação dos tubos (h/par)VER NOTA
C = Comprimento do tubo (m)
0,00 = Fator constante de soldagem de pares de tubos (h/m)VER NOTA
Q = Quantidade de pares de tubos a serem feitos

Nota: O fator de preparação inclui as seguintes operações


▪ Troca de bicos
▪ Regulagem da máquina
▪ Troca das roldanas
▪ Alimentação da máquina
▪ Manuseio dos pares de tubos

O fator de soldagem inclui as seguintes operações


▪ Desempenar as aletas
▪ Jatear as aletas e tubos
▪ Montar os tubos com as aletas
▪ Soldar os tubos em ambos os lados

Módulo 2 Fabricação Page 100


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Dobrar painéis de Caldeira

Recurso: Prensa Hidráulica Vertical + Operador + Ajudante

Parâmetros: a) Preparar a máquina (Ajustar parâmetros de acordo com o processo)


b) Posicionar e fixar o painel na prensa
c) Prensar e Conferir raios de acordo com o processo indicado

Fórmula:
TE = 0,00 * Q

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
0,00 = Constante de dobra (h/painel)
Q = Quantidade de painel

Nota: O tempo de preparação está incluso na constante de dobra.

Módulo 2 Fabricação Page 101


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Rosquear

Recurso: Rosqueadeira modelo REMS UNI 46 rpm + Operador

Parâmetros: a) Preparar a máquina (troca de cossinete, etc)


b) Calibrar o comprimento a ser rosqueado
c) Rosquear de acordo com o processo indicados
d) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula:
TE = ( C * K * Q ) + 0,00

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
C = Comprimento da rosca em milímetros (mm)
K = Fator de rosqueamento (h/mm)
Q = Quantidade de roscas
0,00 = Constante de preparação (h/lote)

Tabela:
Rosca Métrica
UNC / WW Percurso
Diâmetro Passo K (h/mm)
(pol) (mm/min)
(mm) (pol)
6,00 1 3/16 20 0,000
8,00 1.1/4 1/4 25 0,000
10,00 1.1/2 3/8 30 0,000
12,00 1.3/4 7/16 35 0,000
14,00 2 1/2 40 0,000
16,00 2 5/8 45 0,000
20,00 2.1/2 3/4 50 0,000
22,00 2,1/2 7/8 55 0,000
24,00 3 1 60 0,000
27,00 3 - 65 0,000
30,00 3.1/2 1.1/4 70 0,000
33,00 3.1/2 - 75 0,000
36,00 4 1.1/2 80 0,000

Nota: O tempo da rosca foi adotado em função do passo métrico normal. As roscas UNC e
WW aparecem como referência devido seus passos serem similares.

Módulo 2 Fabricação Page 102


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Serrar

Recurso: Serra de lâmina ou de fita + Operador

Parâmetros: a) Preparar a máquina (regulagem, troca de lâmina/fita, etc)


b) Determinar o comprimento a ser serrado e fixar
c) Serrar de acordo com o processo indicados
d) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula:
TE = ( K * Q ) + 0,00

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
K = Fator de serra (h/corte)
Q = Quantidade de peças
0,00 = Constante de preparação (h/lote)

Tabela:
Barras Forjadas, Laminadas ou Trefiladas
Bitola K (h/corte)
(pol) AC AI NF
1/4 0,00 0,00 0,00
5/16 0,00 0,00
3/8 0,00 0,00 0,00
7/16 0,00
1/2 0,00 0,00 0,00
5/8 0,00 0,00 0,00
3/4 0,00 0,00 0,00
7/8 0,00 0,00
1 0,00 0,00 0,00
1.1/8 0,00 0,00 0,00
1.1/4 0,00 0,00 0,00
1.3/8 0,00 0,00 0,00
1.7/16 0,00
1.1/2 0,00 0,00 0,00
1.5/8 0,00 0,00 0,00
1.3/4 0,00 0,00 0,00
2 0,00 0,00 0,00
2.1/4 0,00 0,00
2.1/2 0,00 0,00
2.3/4 0,00 0,00

Módulo 2 Fabricação Page 103


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

2.7/8 0,00
3 0,00 0,00
3.1/4 0,00 0,00
3.1/2 0,00 0,00
3.3/4 0,00 0,00
4 0,00 0,00
4.1/4 0,00 0,00
4.1/2 0,00 0,00
4.3/4 0,00 0,0
4.7/8 0,00
5 0,00 0,00
5.1/4 0,00 0,00
5.1/2 0,00 0,00
5.3/4 0,00 0,00
6 0,00 0,00
6.1/4 0,00
6.1/2 0,00 0,00
6.3/4 0,00 0,00
7 0,00 0,00
7.1/2 0,00 0,00
8 0,00 0,00
8.1/2 0,00 0,00
8.3/4 0,00
9 0,00 0,00
9.1/2 0,00

Tubos C/C e S/C


Bitola K (h/corte)
(pol) DIN-2440/DIN-2441 SCH40/SCH80/SCH160
1/4 0,00 0,00
3/8 0,00 0,00
1/2 0,00 0,00
3/4 0,00 0,00
1 0,00 0,00
1.1/4 0,00 0,00
1.1/2 0,00 0,00
2 0,00 0,00
2.1/2 0,00 0,00
3 0,00 0,00
3.1/2 0,00 0,00
4 0,00 0,00
5 0,00 0,00
6 0,00 0,00
8 0,00 0,00

Módulo 2 Fabricação Page 104


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Tubos Mecânicos St-52


Diâmetros Externo/Interno (mm) K (h/corte)
80 x 50 0,00
100 x 71 0,00
106 x 80 0,00
132 x 90 0,00
140 x 80 0,00
140 x 112 0,00
150 x 80 0,00
170 x 140 0,00
180 x 150 0,00
200 x 140 0,00
227 x 190 0,00
236 x 190 0,00
250 x 200 0,00
270 x 220 0,00

Nota: Valores tabelados adotando são para materiais AC (SAE-1020/SAE-1045/SAE-


1050/SAE-4140/SAE-4340/SAE-8640), materiais AI (AISI-304/AISI-316) e materiais
NF (não ferrosos). Materiais não indicados aqui, usar os que mais se assemelham
em suas propriedades químicas e mecânicas.
As seções adotadas para os tempos tabelados são redonda e quadrada. Para
materiais de seções irregulares não constantes das tabela, adotar a geometria
equivalente mais aproximada.

Módulo 2 Fabricação Page 105


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Furar / Rosquear

Recurso: Furadeira Radial + Operador

Parâmetros: a) Preparar a máquina (regulagem, troca de ferramental, etc)


b) Fixar a peça a ser furada seguindo o traçado da mesma
c) Furar/Roscquear de acordo com o processo indicado
d) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula:
TE = ( P * Q * 1,1 ) / (60 * R * Av * η ) + TP

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h/peça)
P = Profundidade do furo (mm)
Q = Quantidade de furos
1,1 = Constante de margem de segurança (10%)
60 = Unidade de conversão (hora sexagesimal para hora centesimal)
R = Rotação (rpm)VER TABELA
Av = Avanço (mm/rpm)VER TABELA
0,8 = Rendimento da máquina (80%)
TP = Tempo de Preparação (h)VER NOTA

Tabela:
Bronze Ferro Fundido SAE-1045
Dia. Broca
(mm) Av Av Av
R (rpm) R (rpm) R (rpm)
(mm/rpm) (mm/rpm) (mm/rpm)
1a2 000 0,00 000 0,00 000 0,00
2,1 a 5 000 0,00 000 0,00 000 0,00
5,1 a 7 000 0,00 000 0,00 000 0,00
7,1 a 9 000 0,00 000 0,00 000 0,00
9,1 a 12 000 0,00 000 0,00 000 0,00
12,1 a 15 000 0,00 000 0,00 000 0,00
15,1 a 18 000 0,00 000 0,00 000 0,00
18,1 a 20 000 0,00 000 0,00 000 0,00
20,1 a 22 000 0,00 000 0,00 000 0,00
22,1 a 25 000 0,00 000 0,00 000 0,00
25,1 a 27 000 0,00 000 0,00 000 0,00
27,1 a 30 000 0,00 000 0,00 000 0,00
30,1 a 35 000 0,00 000 0,00 000 0,00
35,1 a 40 000 0,00 000 0,00 000 0,00
40,1 a 50 000 0,00 000 0,00 000 0,00
50,1 a 60 000 0,00 000 0,00 000 0,00
60,1 a 70 000 0,00 000 0,00 000 0,00
70,1 a 80 000 0,00 000 0,00 000 0,00

Módulo 2 Fabricação Page 106


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Tornear

Recurso: Torno horizontal de pequeno porte + Operador

Parâmetros: a) Preparar a máquina (regulagem, troca de ferramental, etc)


b) Centrar a peça a ser torneada e fixar
c) Tornear de acordo com o processo indicado
d) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula:
TE = (( TD + TA + TP ) * 1,1 ) / η

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
TD = Tempo de Desbaste (h)
TD = ( C * DB * π * NP ) / ( 60 * Vc * Av )

TA = Tempo de Acabamento (h)

TA = ( C * DB * π * NP ) / ( 60 * Vc * 1,5 * Av )

C = Comprimento a ser torneado (mm)


DB = Diâmetro bruto (mm)
π = Constante PI (3,1416)
NP = Número de passeVER TABELA
60 = Unidade de conversão (hora sexagesimal para hora centesimal)
Vc = Velocidade de corte (mm/min)VER TABELA
Av = Avanço (mm/volta)VER TABELA
1,5 = Constante para aumento de rotação
TP = Tempo de Preparação (h)VER NOTA
1,1 = Constante de margem de segurança (10%)
η = Rendimento da máquinaVER TABELA

Tabela:
Resistência do NP Av
Sobremetal Vc η
Material (kg/mm²) Desb. Acbto Desb. Acbto
5 1
10 2
15 3
até 63 2 00.000 0,00 0,00 0,00
20 4
25 5
30 6

Módulo 2 Fabricação Page 107


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

3 1
6 2
9 3
de 64 a 86 2 00.000 0,00 0,00
12 4
15 5
18 6
3 1
6 2
9 3
12 4
de 87 a 120 2 00.000 0,00 0,00
15 5
18 6
21 7
24 8

Nota: Tempo de preparação (TP) não tem critério definido e deve ser analisado
diretamente pelo analista.

Módulo 2 Fabricação Page 108


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Tornear

Recurso: Torno horizontal de médio porte + Operador

Parâmetros: a) Preparar a máquina (regulagem, troca de ferramental, etc)


b) Centrar a peça a ser torneada e fixar
c) Tornear de acordo com o processo indicado
d) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula:
TE = (( TD + TA + TP ) * 1,1 ) / η

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
TD = Tempo de Desbaste (h)
TD = ( C * DB * π * NP ) / ( 60 * Vc * Av )

TA = Tempo de Acabamento (h)


TA = ( C * DB * π * NP ) / ( 60 * Vc * 1,5 * Av )

C = Comprimento a ser torneado (mm)


DB = Diâmetro bruto (mm)
π = Constante PI (3,1416)
NP = Número de passeVER TABELA
60 = Unidade de conversão (hora sexagesimal para hora centesimal)
Vc = Velocidade de corte (mm/min)VER TABELA
Av = Avanço (mm/volta)VER TABELA
1,5 = Constante para aumento de rotação
TP = Tempo de Preparação (h)VER NOTA
1,1 = Constante de margem de segurança (10%)
η = Rendimento da máquinaVER TABELA

Tabela:
Resistência do NP Av
Sobremetal Vc η
Material (kg/mm²) Desb. Acbto Desb. Acbto
5 1
10 2
15 3
até 63 20 4 2 00.000 0,00 0,00 0,00
25 5
30 6
35 7

Módulo 2 Fabricação Page 109


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

5 1
10 2
15 3
de 64 a 86 20 4 2 00.000 0,00 0,00
25 5
30 6
35 7
4 1
8 2
12 3
de 87 a 120 16 4 2 00.000 0,00 0,00
20 5
24 6
28 7
2 1
4 2
6 3
8 4
10 5
12 6
de 121 a 170 2 00.000 0,00 0,00
14 7
16 8
18 9
20 10
22 11
24 12

Nota: Tempo de preparação (TP) não tem critério definido e deve ser analisado
diretamente pelo analista.

Módulo 2 Fabricação Page 110


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Tornear

Recurso: Torno horizontal de grande porte + Operador

Parâmetros: a) Preparar a máquina (regulagem, troca de ferramental, etc)


b) Centrar a peça a ser torneada e fixar
c) Tornear de acordo com o processo indicado
d) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula:
TE = (( TD + TA + TP ) * 1,1 ) / η

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
TD = Tempo de Desbaste (h)
TD = ( C * DB * π * NP ) / ( 60 * Vc * Av )

TA = Tempo de Acabamento (h)


TA = ( C * DB * π * NP ) / ( 60 * Vc * 1,5 * Av )

C = Comprimento a ser torneado (mm)


DB = Diâmetro bruto (mm)
π = Constante PI (3,1416)
NP = Número de passeVER TABELA
60 = Unidade de conversão (hora sexagesimal para hora centesimal)
Vc = Velocidade de corte (mm/min)VER TABELA
Av = Avanço (mm/volta)VER TABELA
1,5 = Constante para aumento de rotação
TP = Tempo de Preparação (h)VER NOTA
1,1 = Constante de margem de segurança (10%)
η = Rendimento da máquinaVER TABELA

Tabela:
Resistência do NP Av
Sobremetal Vc η
Material (kg/mm²) Desb. Acbto Desb. Acbto
5 1
10 1
15 2
até 63 2 00.000 0,00 0,00 0,00
20 2
25 3
30 3

Módulo 2 Fabricação Page 111


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

5 1
10 2
15 2
de 64 a 86 2 00.000 0,00 0,00
20 3
25 3
30 4
5 1
10 2
15 3
de 87 a 120 2 00.000 0,00 0,00
20 3
25 4
30 5
3 1
6 2
9 3
de 121 a 170 12 4 2 00.000 0,00 0,00
15 5
18 6
21 7

Nota: Tempo de preparação (TP) não tem critério definido e deve ser analisado
diretamente pelo analista.

Módulo 2 Fabricação Page 112


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Tornear

Recurso: Torno horizontal frontal tipo platô + Operador

Parâmetros: a) Preparar a máquina (regulagem, troca de ferramental, etc)


b) Alinhar o torno
c) Centrar a peça a ser torneada e fixar
d) Tornear de acordo com o processo indicado
e) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula:
TE = (( TD + TA + TP ) * 1,1 ) / η

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
TD = Tempo de Desbaste (h)

TD = ( C * DB * π * NP ) / ( 60 * Vc * Av )

TA = Tempo de Acabamento (h)

TA = ( C * DB * π * NP ) / ( 60 * Vc * 1,5 * Av )

C = Comprimento a ser torneado (mm)


DB = Diâmetro bruto (mm)
π = Constante PI (3,1416)
NP = Número de passeVER TABELA
60 = Unidade de conversão (hora sexagesimal para hora centesimal)
Vc = Velocidade de corte (mm/min)VER TABELA
Av = Avanço (mm/volta)VER TABELA
1,5 = Constante para aumento de rotação
TP = Tempo de Preparação (h)VER NOTA
1,1 = Constante de margem de segurança (10%)
η = Rendimento da máquinaVER TABELA

Tabela:
Resistência do NP Av
Sobremetal Vc η
Material (kg/mm²) Desb. Acbto Desb. Acbto
8 1
16 2
24 3
até 63 32 4 2 00.000 0,00 0,00 0,00
40 5
48 6
56 7

Módulo 2 Fabricação Page 113


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

6 1
12 2
18 3
de 64 a 86 24 4 2 00.000 0,00 0,00
30 5
36 6
42 7
5 1
10 2
15 3
de 87 a 120 20 4 2 00.000 0,00 0,00
25 5
30 6
35 7
4 1
8 2
12 3
16 4
de 121 a 170 2 00.000 0,00 0,00
20 5
24 6
28 7
32 8

Nota: Tempo de preparação (TP) não tem critério definido e deve ser analisado
diretamente pelo analista. Atentar para o curso do carro, pois dependendo do
comprimento da peça há necessidade de virá-la e assim dobrando o tempo da
preparação.

Módulo 2 Fabricação Page 114


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Tornear

Recurso: Torno vertical de pequeno porte + Operador

Parâmetros: a) Preparar a máquina (regulagem, troca de ferramental, etc)


b) Centrar a peça a ser torneada e fixar
c) Tornear de acordo com o processo indicado
d) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula:
TE = (( TD + TA + TP ) * 1,1 ) / η

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
TD = Tempo de Desbaste (h)

TD = ( C * DB * π * NP ) / ( 60 * Vc * Av )

TA = Tempo de Acabamento (h)

TA = ( C * DB * π * NP ) / ( 60 * Vc * 1,5 * Av )

C = Comprimento a ser torneado (mm)


DB = Diâmetro bruto (mm)
π = Constante PI (3,1416)
NP = Número de passeVER TABELA
60 = Unidade de conversão (hora sexagesimal para hora centesimal)
Vc = Velocidade de corte (mm/min)VER TABELA
Av = Avanço (mm/volta)VER TABELA
1,5 = Constante para aumento de rotação
TP = Tempo de Preparação (h)VER NOTA
1,1 = Constante de margem de segurança (10%)
η = Rendimento da máquinaVER TABELA

Tabela:
Resistência do Material NP Av
Sobremetal Vc η
(kg/mm²) Desb. Acbto Desb. Acbto
5 1
10 2
15 3
até 63 20 4 2 00.000 0,00 0,00 0,00
25 5
30 6
35 7

Módulo 2 Fabricação Page 115


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

5 1
10 2
15 3
de 64 a 86 20 4 2 00.000 0,00 0,00
25 5
30 6
35 7
4 1
8 2
12 3
de 87 a 120 16 4 2 00.000 0,00 0,00
20 5
24 6
28 7
2 1
4 2
6 3
8 4
10 5
12 6
De 121 a 170 2 00.000 0,00 0,00
14 7
16 8
18 9
20 10
22 11
24 12

Nota: Tempo de preparação (TP) não tem critério definido e deve ser analisado
diretamente pelo analista.

Módulo 2 Fabricação Page 116


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Tornear

Recurso: Torno vertical de grande porte + Operador

Parâmetros: a) Preparar a máquina (regulagem, troca de ferramental, etc)


b) Centrar a peça a ser torneada e fixar
c) Tornear de acordo com o processo indicado
d) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula:
TE = (( TD + TA + TP ) * 1,1 ) / η

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
TD = Tempo de Desbaste (h)

TD = ( C * DB * π * NP ) / ( 60 * Vc * Av )

TA = Tempo de Acabamento (h)

TA = ( C * DB * π * NP ) / ( 60 * Vc * 1,5 * Av )

C = Comprimento a ser torneado (mm)


DB = Diâmetro bruto (mm)
π = Constante PI (3,1416)
NP = Número de passeVER TABELA
60 = Unidade de conversão (hora sexagesimal para hora centesimal)
Vc = Velocidade de corte (mm/min)VER TABELA
Av = Avanço (mm/volta)VER TABELA
1,5 = Constante para aumento de rotação
TP = Tempo de Preparação (h)VER NOTA
1,1 = Constante de margem de segurança (10%)
η = Rendimento da máquinaVER TABELA

Tabela:
Resistência do Material NP Av
Sobremetal Vc η
(kg/mm²) Desb. Acbto Desb. Acbto
5 1
10 1
15 2
até 63 2 00.000 0,00 0,00 0,00
20 2
25 3
30 3

Módulo 2 Fabricação Page 117


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

5 1
10 2
15 2
de 64 a 86 2 00.000 0,00 0,00
20 3
25 3
30 4
5 1
10 2
15 3
de 87 a 120 2 00.000 0,00 0,00
20 3
25 4
30 5
3 1
6 2
9 3
de 121 a 170 12 4 2 00.000 0,00 0,00
15 5
18 6
21 7

Nota: Tempo de preparação (TP) não tem critério definido e deve ser analisado
diretamente pelo analista.

Módulo 2 Fabricação Page 118


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Plainar

Recurso: Plaina Limadora + Operador

Parâmetros: a) Preparar a máquina (regulagem, troca de ferramental, etc)


b) Fixar a peça a ser plainada
c) Plainar de acordo com o processo indicado
d) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula:
TE = ( C + 20 ) * 2 * L * NP * 1,1 ) / ( 60 * Vc * Av * 0,7 ) + TP

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
C = Comprimento a ser plainado (mm)
20 = Constante para saída da ferramenta (mm)
2 = Constante de ida/volta da ferramenta
L = Largura a ser plainado (mm)
NP = Número de passe

NP = SM / PC
SM = Sobremetal (mm)
PC = Profundidade de Corte (mm)VER TABELA
1,1 = Constante de margem de segurança (10%)
60 = Unidade de conversão (hora sexagesimal para hora centesimal)
Vc = Velocidade de corte (mm/min)VER TABELA
Av = Avanço (mm/passada)VER TABELA
0,7 = Rendimento da máquina (70%)
TP = Tempo de Preparação (h)VER NOTA

Tabela:
Vc para Ferramenta de:
Material Av PC (mm)
Aço Carbono Aço Rápido
FeFo Duro 0.000 0.000 0,00
FeFo Médio 0.000 0.000 0,00
0,00 a 0,00
FeFo Macio 0.000 0.000 0,00
40 a 60 kgf/mm² 0.000 a 0.000 0.000 a 0.000 0,00
80 a 90 kgf/mm² 0.000 a 0.000 0.000 a 0.000 0,00 a 0,00
Aço Fundido 0.000 a 0.000 0.000 a 0.000 0,00 a 0,00 0,00
Bronze Duro 0.000 0.000
Bronze Macio 0.000 0.000 0,00 a 0,00 0,00
Latão / Alumínio 0.000 a 0.000 0.000 a 0.000 0,00

Nota: Tempo de preparação (TP) não tem critério definido e deve ser analisado
diretamente pelo analista.

Módulo 2 Fabricação Page 119


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Plainar

Recurso: Plaina Vertical Pequena + Operador

Parâmetros: a) Preparar a máquina (regulagem, troca de ferramental, etc)


b) Fixar a peça a ser plainada
c) Plainar de acordo com o processo indicado
d) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula:
TE = ( C + 20 ) * 2 * L * NP * 1,1 ) / ( 60 * Vc * Av * 0,7 ) + TP

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
C = Comprimento a ser plainado (mm)
20 = Constante para saída da ferramenta (mm)
2 = Constante de ida/volta da ferramenta
L = Largura a ser plainado (mm)
NP = Número de passe

NP = SM / PC
SM = Sobremetal (mm)
PC = Profundidade de Corte (mm)VER TABELA
1,1 = Constante de margem de segurança (10%)
60 = Unidade de conversão (hora sexagesimal para hora centesimal)
Vc = Velocidade de corte (mm/min)VER TABELA
Av = Avanço (mm/passada)VER TABELA
0,7 = Rendimento da máquina (70%)
TP = Tempo de Preparação (h)VER NOTA

Tabela:
Vc para Ferramenta de:
Material Av PC (mm)
Aço Carbono Aço Rápido
FeFo Duro 0.000 0.000 0,00
FeFo Médio 0.000 0.000 0,00
0,00 a 0,00
FeFo Macio 0.000 0.000 0,00
40 a 60 kgf/mm² 0.000 a 0.000 0.000 a 0.000 0,00
80 a 90 kgf/mm² 0.000 a 0.000 0.000 a 0.000 0,00 a 0,00
Aço Fundido 0.000 a 0.000 0.000 a 0.000 0,00 a 0,00 0,00
Bronze Duro 0.000 0.000
Bronze Macio 0.000 0.000 0,00 a 0,00 0,00
Latão / Alumínio 0.000 a 0.000 0.000 a 0.000 0,00

Nota: Tempo de preparação (TP) não tem critério definido e deve ser analisado
diretamente pelo analista.

Módulo 2 Fabricação Page 120


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Plainar

Recurso: Plaina de Mesa Grande + Operador

Parâmetros: a) Preparar a máquina (regulagem, troca de ferramental, etc)


b) Fixar a peça a ser plainada
c) Plainar de acordo com o processo indicado
d) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula:
TE = (( C + 20 ) * 2 * L * NP * 1,1 ) / ( 60 * Vc * Av * 0,7 )) + TP

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
C = Comprimento a ser plainado (mm)
20 = Constante para saída da ferramenta (mm)
2 = Constante de ida/volta da ferramenta
L = Largura a ser plainado (mm)
NP = Número de passe

NP = SM / PC
SM = Sobremetal (mm)
PC = Profundidade de Corte (mm)VER TABELA
1,1 = Constante de margem de segurança (10%)
60 = Unidade de conversão (hora sexagesimal para hora centesimal)
Vc = Velocidade de corte (mm/min)VER TABELA
Av = Avanço (mm/passada)VER TABELA
0,7 = Rendimento da máquina (70%)
TP = Tempo de Preparação (h)VER NOTA

Tabela:
Vc para Ferramenta de:
Material Av PC (mm)
Aço Carbono Aço Rápido
FeFo Duro 0.000 0.000 0,00
FeFo Médio 0.000 0.000 0,00
0,00 a 0,00
FeFo Macio 0.000 0.000 0,00
40 a 60 kgf/mm² 0.000 a 0.000 0.000 a 0.000 0,00
80 a 90 kgf/mm² 0.000 a 0.000 0.000 a 0.000 0,00 a 0,00
Aço Fundido 0.000 a 0.000 0.000 a 0.000 0,00 a 0,00 0,00
Bronze Duro 0.000 0.000
Bronze Macio 0.000 0.000 0,00 a 0,00 0,00
Latão / Alumínio 0.000 a 0.000 0.000 a 0.000 0,00

Nota: Tempo de preparação (TP) não tem critério definido e deve ser analisado
diretamente pelo analista.

Módulo 2 Fabricação Page 121


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Plainar / Fresar

Recurso: Plaina Fresadora + Operador

Parâmetros: a) Preparar a máquina (regulagem, troca de ferramental, etc)


b) Fixar a peça a ser plainada / fresada
c) Plainar / Fresar de acordo com o processo indicado
d) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula:
TE = (( TD + TA + TP ) * 1,1 ) / η

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
TD = Tempo de Desbaste (h)
TD = ( C + DF ) * NP * S ) / ( 60 * R * Av )

TA = Tempo de Acabamento (h)

TA = ( C + DF ) * NP * S ) / ( 60 * R * Av )

C = Comprimento a ser plainado / fresado (mm)


DF = Diâmetro da ferramenta (mm)VER TABELA
NP = Número de passe no sentido profundidadeVER TABELA
S = Número de passada no sentido largura

S = L / DF
L = Largura a ser plainada / fresadora
60 = Unidade de conversão (hora sexagesimal para hora centesimal)
R = Rotação (rpm)VER TABELA
Vc = Velocidade de corte (mm/min)VER TABELA
Av = Avanço (mm/volta)VER TABELA
1,5 = Constante para aumento de rotação
TP = Tempo de Preparação (h)VER NOTA
1,1 = Constante de margem de segurança (10%)
0,8 = Rendimento da máquina (80%)

Módulo 2 Fabricação Page 122


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Tabela:
Resistência do Desbaste Acabamento
DF Vc
Material (kg/mm²) R Sobr. NP Av R Sobr. NP Av
6 1
8 1
300 000 10 2 0,00 000 0,00
12 2
14 2
até 63
6 1
8 1
250 000 10 2 0,00 000 0,00
12 2
14 2
00.000
6 1
8 1
200 000 10 2 0,00 000 0,00
12 2
14 2
6 1
8 1
de 64 a 86 160 000 10 2 0,00 000 0,5 a 2 1 0,00
12 2
14 2
8 1
10 1
100 000 112 2 0,00 000 0,00
14 2
16 2
8 1
10 1
80 000 12 2 0,00 000 0,00 00.000
14 2
16 2
de 87 a 120
6 1
8 1
63 000 10 2 0,00 000 0,00
12 2
14 2

Nota: Tempo de preparação (TP) não tem critério definido e deve ser analisado
diretamente pelo analista.

Módulo 2 Fabricação Page 123


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Plainar (Abrir rasgo de chaveta)

Recurso: Chaveteira Vertical + Operador

Parâmetros: a) Preparar a máquina (regulagem, troca de ferramental, etc)


b) Fixar a peça a ser plainada
c) Plainar de acordo com o processo indicado
d) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula:
TE = (( C + 20 ) * 2 * S * NP ) / ( 60 * 0,9 * 0.000 )) + TP

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
C = Comprimento a ser plainado (mm)
20 = Constante para saída da ferramenta (mm)
2 = Constante de ida/volta da ferramenta
S = Número de passada no sentido larguraVER TABELA
NP = Número de passe

NP = SM / 0,10
SM = Sobremetal (mm)
PC = Constante de profundidade de Corte
60 = Unidade de conversão (hora sexagesimal para hora centesimal)
0,9 = Rendimento da máquina (90%)
0.000= Constante de velocidade de corte (mm/min)
TP = Tempo de Preparação (h)VER NOTA

Tabela:
Largura a Plainar (mm) S
até 50 0
de 51 a 80 0
de 81 a 100 0

Nota: Tempo de preparação (TP) não tem critério definido e deve ser analisado
diretamente pelo analista.

Módulo 2 Fabricação Page 124


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Fresar

Recurso: Fresadora Universal ou Fresadora Vertical + Operador

Parâmetros: a) Preparar a máquina (regulagem, troca de ferramental, etc)


b) Fixar a peça a ser fresada
c) Fresar de acordo com o processo indicado
d) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula:
TE = (( TD + TA + TP ) * 1,1 ) / η

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
TD = Tempo de Desbaste (h)
TD = ( C + DF ) * NP * S * DF * π ) / ( 60 * Vc * Av )

TA = Tempo de Acabamento (h)


TA = ( C + DF ) * NP * S * DF * π ) / ( 60 * Vc * Av )

C = Comprimento a ser fresado (mm)


DF = Diâmetro da ferramenta (mm)VER TABELA DO FABRICANTE DA FRESA
NP = Número de passe no sentido profundidadeVER TABELA
S = Número de passada no sentido largura

S = L / DF
L = Largura a ser plainada / fresadora
π = Constante PI (3,1416)
60 = Unidade de conversão (hora sexagesimal para hora centesimal)
Vc = Velocidade de corte (mm/min)VER TABELA
Av = Avanço (mm/volta)VER TABELA
TP = Tempo de Preparação (h)VER NOTA
1,1 = Constante de margem de segurança (10%)
η = Rendimento da máquinaVER TABELA

Módulo 2 Fabricação Page 125


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Tabela:
Resistência do Material NP Av
Sobremetal Vc η
(kg/mm²) Desb. Acbto Desb. Acbto
5 1
10 2
até 63 15 3 1 0,00 0,00 00.000
20 4
25 5
3 1
0,00
6 2
9 3
de 64 a 86 12 4 1 0,00 0,00 00.000
15 5
18 6
21 7

Nota: Tempo de preparação (TP) não tem critério definido e deve ser analisado
diretamente pelo analista.

Módulo 2 Fabricação Page 126


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Mandrilar

Recurso: Mandriladora Horizontal Pequena + Operador

Parâmetros: a) Preparar a máquina (regulagem, troca de ferramental, etc)


b) Fixar a peça a ser mandrilada
c) Mandrilar de acordo com o processo indicado
d) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula para Ferramenta com Incerto:


TE = (( TD + TA + TP ) * 1,1 ) / η

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
TD = Tempo de Desbaste (h)
TD = ( C + DF ) * NP * S ) / ( 60 * R * Av )

TA = Tempo de Acabamento (h)

TA = ( C + DF ) * NP * S ) / ( 60 * R * Av )

C = Comprimento a ser mandrilado (mm)


DF = Diâmetro da ferramenta (mm)VER TABELA
NP = Número de passe no sentido profundidadeVER TABELA
S = Número de passada no sentido largura

S = L / DF
L = Largura a ser plainada / fresadora
60 = Unidade de conversão (hora sexagesimal para hora centesimal)
R = Rotação (rpm)VER TABELA
Vc = Velocidade de corte (mm/min)VER TABELA
Av = Avanço (mm/volta)VER TABELA
TP = Tempo de Preparação (h)VER NOTA
1,1 = Constante de margem de segurança (10%)
0,7 = Rendimento da máquina (70%)

Módulo 2 Fabricação Page 127


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Tabela:
Resistência do Desbaste Acabamento
Material DF Vc
Sobr. NP R Av Sobr. NP R Av
(kg/mm²)
3 1
6 2
100 000 0,00 000 0,00
9 3
12 4
até 63 00.000
3 1
6 2
125 000 0,00 000 0,00
9 3
12 4
3 1
6 2 0,2 a
150 000 0,00 1 000 0,00
9 3 1
12 4
2 1
4 2
de 64 a 86 160 000 0,00 000 0,00 00.000
6 3
8 4
2 1
4 2
200 000 0,00 000 0,00
6 3
8 4

Fórmula para Ferramenta de bico:


TE = (( TD + TA + TP ) * 1,1 ) / η

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
TD = Tempo de Desbaste (h)
TD = ( C + DF ) * NP * DF * π ) / ( 60 * Vc * Av )

TA = Tempo de Acabamento (h)

TA = ( C + DF ) * NP * DF * π ) / ( 60 * Vc * 1,5 * Av )

C = Comprimento a ser mandrilado (mm)


DF = Diâmetro da ferramenta (mm)VER TABELA DO FABRICANTE DA FRESA
NP = Número de passe no sentido profundidadeVER TABELA
π = Constante PI (3,1416)
60 = Unidade de conversão (hora sexagesimal para hora centesimal)
Vc = Velocidade de corte (mm/min)VER TABELA

Módulo 2 Fabricação Page 128


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

1,5 = Constante para aumento de rotação


Av = Avanço (mm/volta)VER TABELA
TP = Tempo de Preparação (h)VER NOTA
1,1 = Constante de margem de segurança (10%)
0,7 = Rendimento da máquina (70%)

Tabela:
Resistência do Material NP Av
Sobremetal Vc
(kg/mm²) Desb. Acbto Desb. Acbto
3 1
6 2
9 3
até 63 12 4 00.000
15 5
18 6
21 7
2 1
4 2
6 3
8 4
de 64 a 86
10 5 1 0,00 0,00
12 6
14 7
16 8
00.000
2 1
4 2
6 3
8 4
de 87 a 120
10 5
12 6
14 7
16 8

Nota: Tempo de preparação (TP) não tem critério definido e deve ser analisado
diretamente pelo analista.

Módulo 2 Fabricação Page 129


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Mandrilar

Recurso: Mandriladora Horizontal Grande + Operador

Parâmetros: a) Preparar a máquina (regulagem, troca de ferramental, etc)


b) Fixar a peça a ser mandrilada
c) Mandrilar de acordo com o processo indicado
d) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula para Ferramenta com Incerto:


TE = (( TD + TA + TP ) * 1,1 ) / η

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
TD = Tempo de Desbaste (h)

TD = ( C + DF ) * NP * S ) / ( 60 * R * Av )

TA = Tempo de Acabamento (h)


TA = ( C + DF ) * NP * S ) / ( 60 * R * Av )

C = Comprimento a ser mandrilado (mm)


DF = Diâmetro da ferramenta (mm)VER TABELA
NP = Número de passe no sentido profundidadeVER TABELA
S = Número de passada no sentido largura

S = L / DF
L = Largura a ser plainada / fresadora
60 = Unidade de conversão (hora sexagesimal para hora centesimal)
R = Rotação (rpm)VER TABELA
Vc = Velocidade de corte (mm/min)VER TABELA
Av = Avanço (mm/volta)VER TABELA
TP = Tempo de Preparação (h)VER NOTA
1,1 = Constante de margem de segurança (10%)
0,7 = Rendimento da máquina (70%)

Módulo 2 Fabricação Page 130


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Tabela:
Resistência do Desbaste Acabamento
Material DF Vc
Sobr. NP R Av Sobr. NP R Av
(kg/mm²)
8 1
0,0
16 2
até 63 150 000 a 000 0,0 00.000
24 3
0,0
32 4
6 1
0,0
12 2
200 000 a 000 0,0
18 3
0,0
24 4
de 64 a 86 00.000
6 1
0,0 0,0
12 2
250 000 a a 1 000 0,0
18 3
0,0 0,0
24 4
4 1
0,0
8 2
300 000 a 000 0,0
12 3
0,0
16 4
de 87 a 120 00.000
4 1
0,0
8 2
350 000 a 000 0,0
12 3
0,0
16 4

Fórmula para Ferramenta de bico:


TE = (( TD + TA + TP ) * 1,1 ) / η

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
TD = Tempo de Desbaste (h)

TD = ( C * DF * NP * π ) / ( 60 * Vc * Av )

TA = Tempo de Acabamento (h)

TA = ( C * DF * NP * π ) / ( 60 * Vc * 1,5 * Av )

C = Comprimento a ser mandrilado (mm)


DF = Diâmetro da ferramenta (mm)VER TABELA DO FABRICANTE DA FRESA
NP = Número de passe no sentido profundidadeVER TABELA
π = Constante PI (3,1416)
60 = Unidade de conversão (hora sexagesimal para hora centesimal)
Vc = Velocidade de corte (mm/min)VER TABELA

Módulo 2 Fabricação Page 131


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

1,5 = Constante para aumento de rotação


Av = Avanço (mm/volta)VER TABELA
TP = Tempo de Preparação (h)VER NOTA
1,1 = Constante de margem de segurança (10%)
0,7 = Rendimento da máquina (70%)

Tabela:
Resistência do Material NP Av
Sobremetal Vc
(kg/mm²) Desb. Acbto Desb. Acbto
5 1
10 1
até 63 15 2 00.000
20 2
25 3
5 1
10 2
de 64 a 86 15 3 00.000
20 4
25 5
5 1
2 0,00 0,00
10 2
de 87 a 120 15 3 00.000
20 4
25 5
3 1
6 2
9 3
de 121 a 170 12 4 00.000
15 5
18 6
21 7

Nota: Tempo de preparação (TP) não tem critério definido e deve ser analisado
diretamente pelo analista.

Módulo 2 Fabricação Page 132


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Fresar (Gerar dentes)

Recurso: Geradora de dentes tipo RHENANIA + Operador

Parâmetros: a) Preparar a máquina (regulagem, troca de ferramental, etc)


b) Fixar a engrenagem/pinhão a ser fresada(o)
c) Gerar dentes de acordo com o processo indicado
d) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula:
TE = ( TD + TA + TP ) * 1,1

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
TD = Tempo de Desbaste (h)

TD = (Z*Dc*π*L+(√2,25*Mn*Dc–5*Mn²))/(00.000*60*Av)

TA = Tempo de Acabamento (h)

TA = (Z*Dc*π*L+(√2,25*Mn*Dc–5*Mn²))/(00.000*60*Av)

Z = Número de dentes
Dc = Diâmetro do caracol (mm)VER TABELA DO FABRICANTE DO CARACOL
π = Constante PI (3,1416)
L = Largura da engrenagem/pinhão
2,25 = Constante de catálogo (mm)
Mn = Módulo (mm)
5 = Constante para simplificação da fórmula
00.000= Constante da velocidade de corte (mm/min)
60 = Unidade de conversão (hora sexagesimal para hora centesimal)
Av = Avanço (mm/min)VER TABELA
NP = Número de passeVER TABELA
TP = Tempo de Preparação (h/peça)VER TABELA
1,1 = Constante de margem de segurança (10%)

Tabela:
Av (mm/min) NP TP por Tipo de Dente (h/pç)
Peça
Desb. Acbto Desb. Acbto Reto Helicoidal Bihelicoidal
Engrenagem 0,00 0,00
2 1 0 0 0
Pinhão 0,00

Módulo 2 Fabricação Page 133


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Fresar (Gerar dentes)

Recurso: Geradora de dentes tipo MAAG + Operador

Parâmetros: a) Preparar a máquina (regulagem, troca de ferramental, etc)


b) Fixar a engrenagem/pinhão a ser fresada(o)
c) Gerar dentes de acordo com o processo indicado
d) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula:
TE = ( TD + TA + TP ) * 1,15

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
TD = Tempo de Desbaste (h)
TD = (Z*Mn*(L+20)*Fz*Fβ*Fδ*Fu*0,92)/(60*600)

TA = Tempo de Acabamento (h)

TA = (Z*(√Mn+0,25)*(B+20)*Fz*Fβ*0,42)/(60*100)

Z = Número de dentes
Mn = Módulo (mm)
L = Largura do dente
20 = Constante para saída da ferramenta (mm)
Fz = Coeficiente de número de denteVER TABELA I
Fβ = Coeficiente do ângulo da héliceVER TABELA II
Fδ = Coeficiente do limite de resistênciaVER TABELA III
Fu = Coeficiente de usinabilidadeVER TABELA III
0,92 = Constante de influencia da capacidade da maquina (92%)
60 = Unidade de conversão (hora sexagesimal para hora centesimal)
600 = Constante de catálogo
0,25 = Constante de catálogo
0,42 = Coeficiente da qualidade de engrenamento
100 = Constante de catálogo
TP = Tempo de Preparação (h/peça)VER NOTA
1,15 = Constante de margem de segurança (15%)

Módulo 2 Fabricação Page 134


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Tabela:
Tabela I
Tabela II
Fz
Z
Desbaste Acabamento Ângulo Fβ
10 0,00 0,00 0º 0,00
11 0,00 0,00 5º 0,00
12 0,00 0,00 7º 30’ 0,00
13 0,00 0,00 10º 0,00
14 0,00 0,00 12º 30’ 0,00
15 0,00 0,00 15º 0,00
16 0,00 0,00 17º 30’ 0,00
17 0,00 0,00 20º 0,00
18 0,00 0,00 22º 30’ 0,00
20 0,00 0,00 25º 0,00
22 0,00 0,00 27º 30’ 0,00
24 0,00 0,00 30º 0,00
26 0,00 0,00 32º 30’ 0,00
28 0,00 0,00 35º 0,00
30 0,00 0,00 37º 30’ 0,00
35 0,00 0,00 40º 0,00
40 0,00 0,00 42º 30’ 0,00
45 0,00 0,00 45º 0,00

Tabela III
Limite de Resistência Dureza BHN
Material Fδ Fu
Lbs/pol² kgf/mm² kgf/mm²
Aço Carbono 100.000 70 207 0,00
Aço Cr Ni 107.000 75 220 0,00
0,00
114.000 80 235 0,00
Aço Cr Ni Mo
121.000 85 250 0,00
128.000 90 266 0,00
Aço Cr Mo 135.000 95 280 0,00
0,00
Aço Cr V 142.000 100 293 0,00
150.000 105 309 0,00
157.000 110 322 0,00
164.000 115 336 0,00
Aço M Si 0,00
171.000 120 352 0,00
178.000 125 368 0,00
185.000 130 382 0,00
Aço Fundido 192.000 135 398 0,00
FeFo Cinzento 200.000 140 413 0,00 0,00
FeFo Nodular 207.000 145 425 0,00
214.000 150 440 0,00

Módulo 2 Fabricação Page 135


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Nota: Não foi considerado ferramenta especial e de ponta única.


Desgaste máx. permitido no desbaste: de 0,008 a 0,012” ou 0,2 a 0,3 mm (0 a 0
horas).
Desgaste máx. permitido no acabamento: de 0,0012 a 0,0020” ou 0,03 a 0,05 mm (0
a 0 horas).
Tempo de preparação:
- Pinhões retos e bihelicoidais = 0 horas
- Engrenagens retas = 0 horas
- Engrenagens bihelicoidais = 0 horas
- Engrenagens tipo coroa bipartida com pré-usinagem = 0 horas

Módulo 2 Fabricação Page 136


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Fresar (Gerar dentes)

Recurso: Geradora de dentes tipo MODUL + Operador

Parâmetros: a) Preparar a máquina (regulagem, troca de ferramental, etc)


b) Fixar a engrenagem/pinhão a ser fresada(o)
c) Gerar dentes de acordo com o processo indicado
d) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula:
TE = ( TD + TA + TP ) * 1,1

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
TD = Tempo de Desbaste (h)
TD = [ ( L + ( √ 2,25 * Mn * 340 – 5 * Mn² ) * Z ) / ( 60 * 00,0 ) ] + 0,0000 * Z

TA = Tempo de Acabamento (h)


TA = ( L + ( √ 2,25 * Mn * Dc – 5 * Mn² + WK * Senβ ) * Z * π * Dc ) / ( 60 * 0,0 * 00.000 )

TA = Tempo de Acabamento para dentes retos (h)


TA = ( L + ( √ 2,25 * Mn * Dc – 5 * Mn² + 00 ) * Z * π * Dc ) / ( 60 * 0,0 * 00.000 )

L = Largura da engrenagem/pinhão
2,25 = Constante de catálogo (mm)
Mn = Módulo (mm)
340 = Diâmetro da ferramenta de desbaste (mm)VER NOTA
Dc = Diâmetro do caracol (mm)VER TABELA DO FABRICANTE DO CARACOL
5 = Constante para simplificação da fórmula
WK = Dimensão especificada no desenho (mm)
Senβ = Dimensão especificada no desenho
00 = Constante para acabamento de dentes retos
Z = Número de dentes
π = Constante PI (3,1416)
60 = Unidade de conversão (hora sexagesimal para hora centesimal)
0,0 = Avanço de desbaste (mm/min)
0,0 = Avanço de acabamento (mm/min)
00.000= Constante da velocidade de corte para acbto (mm/min)VER NOTA
0,0000= Divisão por dente (h)
TP = Tempo de Preparação (h/peça)VER NOTA
1,1 = Constante de margem de segurança (10%)

Módulo 2 Fabricação Page 137


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Notas:
1. Alterar o diâmetro da ferramenta de desbaste de 340 para 250 mm para os seguintes
parâmetros:
Mn = 16 ou 18
Dp = 1.1/2”
2. Engrenagem/Pinhão com módulo acima de 25, considerar dois (2) passes dente a dente
no desbaste e um (1) passe com caracol no acabamento.
3. Engrenagem bipartida com módulo acima de 25, considerar três (3) passes dente a
dente no desbaste e um (1) passe com caracol no acabamento.
4. Tempo de preparação:
- Engrenagem/Pinhão = 0 horas/peça
- Engrenagem bipartida = 0 horas/peça

Módulo 2 Fabricação Page 138


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Retificar

Recurso: Retífica Cilíndrica (Universal) + Operador

Parâmetros: a) Preparar a máquina (regulagem, troca de rebolo, etc)


b) Fixar a peça a ser retificada
c) Retificar de acordo com o processo indicado
d) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula:
TE = [ ( C * 15 * 1,1 ) / (60 * 000 * 0,00 * 0,8) ] + TP

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
C = Comprimento a ser retificado (mm)
15 = Constante de número de passe
1,1 = Constante de margem de segurança (10%)
60 = Unidade de conversão (hora sexagesimal para hora centesimal)
000 = Constante de rotação (rpm)
0,00 = Constante de avanço (mm/volta)
0,8 = Rendimento da máquina (80%)
TP = Tempo de Preparação (h/peça)VER NOTA

Nota: Tempo de preparação (TP) não tem critério definido e deve ser analisado
diretamente pelo analista.

Módulo 2 Fabricação Page 139


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Retificar

Recurso: Retífica Plana + Operador

Parâmetros: a) Preparar a máquina (regulagem, troca de rebolo, etc)


b) Fixar a peça a ser retificada
c) Retificar de acordo com o processo indicado
d) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula:
TE = [ ( C * L * NP * 1,1 ) / (60 * 00.000 * Av * 0,8) ] + TP

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
C = Comprimento a ser retificado (mm)
L = Largura a ser retificado (mm)
NP = Número de passe

NP = SM / 0,00
SM = Sobremetal (mm)
PC = Constante de profundidade de Corte
1,1 = Constante de margem de segurança (10%)
60 = Unidade de conversão (hora sexagesimal para hora centesimal)
00.000= Constante de velocidade de corte (mm/min)
Av = Avanço (mm/volta)VER TABELA DO FABRICANTE DE REBOLO
0,8 = Rendimento da máquina (80%)
TP = Tempo de Preparação (h/peça)VER NOTA

Nota: Tempo de preparação (TP) não tem critério definido e deve ser analisado
diretamente pelo analista.

Módulo 2 Fabricação Page 140


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Retificar (Dentes de Engrenagem/Pinhão)

Recurso: Retífica de Engrenagens + Operador

Parâmetros: a) Preparar a máquina (regulagem, troca de rebolo, etc)


b) Fixar a peça a ser retificada
c) Retificar de acordo com o processo indicado
d) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula:
TE = ( TD + TA + TP ) * 1,1 / 0,8

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
TD = Tempo de Desbaste (h)
TD = [ ( Z * NP * ( 000 + 2B + √ ( OD – ID ) * ( 2 * 280 – OD + ID) ] / 00.000

TA = Tempo de Acabamento (h)


TA = [ ( Z * NP * ( 000 + 2B + √ ( OD – ID ) * ( 2 * 280 – OD + ID) ] / 00.000

Z = Número de dentes da engrenagem/pinhão


NP = Número de passe
Desbaste = 5
Acabamento = 2
000 = Constante para simplificação da fórmula
2 = Constante de ida/volta da máquina
B = Largura do dente (mm)
OD = Diâmetro Externo (mm)
ID = Diâmetro Interno (mm)
2 = Constante de altura do dente
280 = Constante do diâmetro do rebolo (mm)
00.000= Constante de conversão de velocidade de corte, avanço e hora
sexagesimal para centesimal na operação de desbaste
00.000= Constante de conversão de velocidade de corte, avanço e hora
sexagesimal para centesimal na operação de acabamento
TP = Tempo de Preparação (h/peça)VER NOTA
1,1 = Constante de margem de segurança (10%)
0,8 = Rendimento da máquina (80%)

Nota: Tempo de preparação da máquina = 0 horas

Módulo 2 Fabricação Page 141


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Jatear (Preparação de Superfícies)

Recurso: Equipamento de Jatear + Operador

Parâmetros: a) Preparar o equipamento de jatear (colocar abrasivo, etc)


b) Posicionar peça na área de trabalho
c) Executar jateamento de acordo com tipo/grau indicados
d) Identificar a peça de acordo com a logística de transporte
e) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula:
TE = ( A * K ) + F

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
A = Área de jateamento da peça em metro quadrado (m²)
K = Constante de jateamento (h/m²)VER TABELA
F = Fator de preparação da peça a ser jateada (%)VER TABELA

Tabela:
Tipo de Jateamento Grau SIS(1) K (m²/h) F (%)
Ligeiro (Brushoff) Sa 1 00
Comercial Sa 2 00
Metal quase branco Sa 2.1/2 00 00
Metal branco (Carbono) Sa 3 00
Metal branco (Inox) Sa 3 00
Norma Sueca SIS-05-5900-1967

Nota: Critérios de medição


1) Peça ou Chapa vazada = Comprimento x Largura x 2 Lados (m²).
2) Treliça plana = Comprimento x Largura x 2 Lados (m²).
3) Treliça espacial = Será medida pela soma das áreas das treliças que a
compõem.
4) Plataforma, Passadiço e Chapa de piso = Serão medidas pela área de sua
projeção no plano horizontal vezes dois (x2).
5) Grelha de piso = Serão medidas pela área de sua projeção no plano horizontal
vezes três (x3).
6) Escada vertical com guarda-corpo = Serão medidas pela área de sua projeção
no plano vertical vezes dois (x2).
7) Escada vertical sem guarda-corpo = Serão medidas pela área de sua projeção
no plano vertical vezes uma vez e meia (x1,5).

Módulo 2 Fabricação Page 142


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

8) Escada vertical inclinada = Serão medidas pela área de sua projeção no plano
horizontal vezes dois (x2).
9) Corrimão = Serão medidos em 1,3 m²/m linear.
10) Perfil tipo “H” = Multiplique a altura do perfil por seis (x6) em metro linear para
obter a área em m²/m linear.
11) Perfil tipo “I” soldado = Multiplique a altura do perfil por dois (x2), mais a largura
da aba do perfil multiplicado por quatro (x4) em metro linear para obter a área em
m²/m linear.
12) Para perfis laminados tipo “I”, “U” e Cantoneiras usar as tabelas a seguir para
obter a área por metro linear.

m² por metro linear


Bitola (polegadas)
Perfil I Perfil U Perfil L
5/8” 0,06
3/4” 0,08
1” 0,10
1.1/4” 0,13
1.1/2” 0,15
1.3/4” 0,18
2” 0,20
2.1/4” 0,23
2.1/2” 0,26
3” 0,35 0,28 0,30
3.1/2” 0,36
4” 0,43 0,35 0,41
5” 0,32 0,51
6” 0,61 0,47 0,61
8” 0,75 0,61 0,81
10” 0,92 0,73
12” 1,06 0,88
15” 1,24 1,08
18” 1,44
20” 1,65

Módulo 2 Fabricação Page 143


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Operação: Pintar (Proteção de Superfícies)

Recurso: Equipamento de Pintura + Operador

Parâmetros: a) Preparar o equipamento de pintura (colocar tintas, etc)


b) Posicionar peça na área de trabalho
c) Executar pintura de acordo com a especificação técnica
d) Identificar a peça de acordo com a logística de transporte
e) Estocar peça em local determinado no processo

Fórmula:
TE = ( A * K ) + F

Onde:
TE = Tempo estimado em horas centesimais (h)
A = Área de pintura da peça em metro quadrado (m²)
K = Constante de pintura por tipo de tinta/demão (h/m²)VER TABELA
F = Fator de preparação da peça a ser pintada (%)VER TABELA

Tabela:
Tipo Qtde DemãoVER NOTA K (m²/h) F (%)
1 Fundo 00
Alquídico 1 Intermediária 00
1 Acabamento 00
00
1 Fundo 00
Epóxico 1 Intermediária 00
1 Acabamento 00

Nota: Espessura do filme seco em micrômetros (μm)


Critérios de medição
1) Peça ou Chapa vazada = Comprimento x Largura x 2 Lados (m²).
2) Treliça plana = Comprimento x Largura x 2 Lados (m²).
3) Treliça espacial = Será medida pela soma das áreas das treliças que a
compõem.
4) Plataforma, Passadiço e Chapa de piso = Serão medidas pela área de sua
projeção no plano horizontal vezes dois (x2).
5) Grelha de piso = Serão medidas pela área de sua projeção no plano horizontal
vezes três (x3).
6) Escada vertical com guarda-corpo = Serão medidas pela área de sua
projeção no plano vertical vezes dois (x2).
7) Escada vertical sem guarda-corpo = Serão medidas pela área de sua projeção
no plano vertical vezes uma vez e meia (x1,5).

Módulo 2 Fabricação Page 144


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

8) Escada vertical inclinada = Serão medidas pela área de sua projeção no plano
horizontal vezes dois (x2).
9) Corrimão = Serão medidos em 1,3 m²/m linear.
10) Perfil tipo “H” = Multiplique a altura do perfil por seis (x6) em metro linear para
obter a área em m²/m linear.
11) Perfil tipo “I” soldado = Multiplique a altura do perfil por dois (x2), mais a largura
da aba do perfil multiplicado por quatro (x4) em metro linear para obter a área em
m²/m linear.
12) Para perfis laminados tipo “I”, “U” e Cantoneiras usar as tabelas a seguir para
obter a área por metro linear.

m² por metro linear


Bitola (polegadas)
Perfil I Perfil U Perfil L
5/8” 0,06
3/4” 0,08
1” 0,10
1.1/4” 0,13
1.1/2” 0,15
1.3/4” 0,18
2” 0,20
2.1/4” 0,23
2.1/2” 0,26
3” 0,35 0,28 0,30
3.1/2” 0,36
4” 0,43 0,35 0,41
5” 0,32 0,51
6” 0,61 0,47 0,61
8” 0,75 0,61 0,81
10” 0,92 0,73
12” 1,06 0,88
15” 1,24 1,08
18” 1,44
20” 1,65

Módulo 2 Fabricação Page 145


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

TABELAS TÉCNICAS

Frações de Polegadas em Decimais


1/64 0,015625 33/64 0,515625
1/32 0,031250 17/32 0,531250
3/64 0,046875 35/64 0,546875
1/16 0,062500 9/16 0,562500
5/64 0,078125 37/69 0,678125
3/32 0,093750 19/32 0,593750
7/64 0,109375 39/64 0,609375
1/8 0,125000 5/8 0,625000
9/64 0,140625 41/64 0,640625
5/32 0,156250 21/32 0,656250
11/64 0,171875 43/64 0,671875
3/16 0,187500 11/16 0,687500
13/64 0,203125 45/64 0,703125
7/32 0,218750 23/32 0,718750
15/64 0,234375 47/64 0,734375
1/4 0,250000 3/4 0,750000
17/64 0,265625 49/64 0,765625
9/32 0,281250 25/32 0,781250
19/64 0,296875 51/64 0,796875
5/16 0,312500 13/16 0,812500
21/64 0,328125 53/64 0,828125
11/32 0,343750 27/32 0,843750
23/64 0,359375 55/64 0,859375
3/8 0,375000 7/8 0,875000
25/64 0,390625 57/64 0,890625
13/32 0,406250 29/32 0,906250
27/64 0,421875 59/64 0,921875
7/16 0,437500 15/16 0,937500
29/64 0,453125 61/64 0,953125
15/32 0,468750 31/32 0,968750
31/64 0,484375 63/64 0,984375
1/2 0,500000 1 1,000000

Nota: Para converter em milímetros basta dividir o numerador pelo denominador e multiplicar por
25,40 mm, ou multiplicar a fração decimal direto pelos mesmos 25,40 mm.

Módulo 3 Tabelas Page 146


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Relações em função da dimensão entre as faces “D” nas Barras Hexagonais, Quadradas e
Octogonais

E= 1,1547 x D
F= 1,4142 x D
G= 1,0824 x D
H= 0,7654 x D
J= 0,4142 x D
K= E/2
D= F x 0,7072 (para quadrado)

Seções das Barras

Hexágono
Área = 2,598 x K² = 2,598 x R² = 3,464 x r²

Octógono
Área = 4,828 x J² = 2,828 x R² = 3,314 x r²

Quadrado
Área = D x D

Redondo
Área = 3,1416 x r² = 0,7854 x D²

Triângulo
Área = ½ base pela altura

R = Raio circulo circunscrito


r = Raio circulo inscrito

Módulo 3 Tabelas Page 147


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

TABELA DE PESOS (kg)


Diâmetro do Parafuso
L
1/4” 3/8” 1/2” 5/8” 3/4” 7/8” 1” 1.1/8” 1.1/4” 1.3/8” 1.1/2” 1.5/8” 1.3/4”
3/4” 0,014 0,035 0,079
7/8” 0,015 0,040 0,082
1” 0,016 0,042 0,085 0,157
1.1/8” 0,017 0,044 0,085 0,157 0,251
1.1/4” 0,018 0,045 0,092 0,161 0,257 0,385
1.3/8” 0,019 0,047 0,095 0,166 0,265 0,394 0,558
1.1/2” 0,019 0,052 0,104 0,177 0,277 0,408 0,572 0,730
1.3/4” 0,020 0,056 0,110 0,187 0,291 0,427 0,599 0,762 1,057
2” 0,021 0,059 0,117 0,197 0,306 0,466 0,621 0,794 1,103 1,407
2.1/4” 0,023 0,063 0,123 0,207 0,320 0,463 0,649 0,826 1,144 1,452 1,825
2.1/2” 0,024 0,066 0,129 0,217 0,334 0,481 0,671 0,858 1,180 1,502 1,870 2,165
2.3/4” 0,026 0,070 0,136 0,227 0,348 0,503 0,699 0,881 1,216 1,518 1,929 2,229 2,664
3” 0,028 0,074 0,142 0,236 0,363 0,522 0,721 0,921 1,262 1,598 1,997 2,297 2,742
3.1/2” 0,031 0,080 0,155 0,256 0,391 0,559 0,776 0,985 1,339 1,693 2,111 2,428 2,896
4” 0,034 0,088 0,167 0,276 0,419 0,599 0,830 1,048 1,421 1,788 2,224 2,565 3,050
4.1/2” 0,036 0,091 0,180 0,296 0,448 0,635 0,876 1,112 1,498 1,884 2,324 2,696 3,205
5” 0,040 0,102 0,193 0,317 0,476 0,676 0,926 1,180 1,575 1,988 2,451 2,832 3,359
5.1/2” 0,044 0,108 0,206 0,325 0,503 0,712 0,976 1,243 1,657 2,074 2,551 2,964 3,513
6” 0,047 0,116 0,218 0,361 0,521 0,763 1,018 1,307 1,734 2,170 2,678 3,096 3,668
6.1/2” 0,050 0,123 0,231 0,375 0,568 0,789 1,075 1,371 1,816 2,265 2,792 3,232 3,822
7” 0,053 0,130 0,246 0,394 0,590 0,830 1,125 1,434 1,893 2,360 2,905 3,364 3,977
7.1/2” 0,056 0,137 0,256 0,414 0,617 0,867 1,167 1,498 1,970 2,456 3,005 3,503 4,131
8” 0,059 0,144 0,269 0,434 0,644 0,908 1,225 1,561 2,052 2,551 3,132 3,632 4,285
8.1/2” 0,063 0,151 0,282 0,454 0,671 0,944 1,280 1,639 2,129 2,686 3,246 3,763 4,440
9” 0,066 0,158 0,295 0,472 0,703 0,985 1,330 1,688 2,210 2,742 3,359 3,889 4,594
9.1/2” 0,071 0,165 0,307 0,490 0,730 1,021 1,380 1,742 2,288 2,837 3,459 4,031 4,478
10” 0,072 0,172 0,320 0,513 0,758 1,062 1,430 1,816 2,365 2,952 3,568 4,167 4,907
11” 0,078 0,186 0,345 0,549 0,817 1,139 1,529 1,943 2,524 3,123 3,813 4,431 5,216
12” 0,085 0,300 0,371 0,590 0,871 1,216 1,643 2,070 2,683 3,314 4,040 4,698 5,525

Nota: Estes pesos refere-se ao parafuso com a respectiva porca conforme indicado na imagem.
Os comprimentos informados são os de fabricação usual.

Módulo 3 Tabelas Page 148


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Tabela de Porcas e Arruelas


Para Parafusos “Whitworth”
Peso (kg)
Diâmetro
Porca Arruela
1/4” 0,006 0,003
5/16” 0,010 0,004
3/8” 0,016 0,007
7/16” 0,023 0,009
1/2” 0,034 0,013
5/8” 0,060 0,018
3/4” 0,097 0,036
7/8” 0,143 0,049
1” 0,208 0,058
1.1/8” 0,287 0,062
1.1/2” 0,383 0,074
1.3/8” 0,484 0,113
1.1/2” 0,626 0,170
1.5/8” 0,760 0,196
1.3/4” 0,932 0,247
1.7/8” 1,225 0,275
2” 1,388 0,345
2.1/4” 1,983 0,488
2.1/2” 2,620 0,586
2.3/4” 3,224 0,800
3” 5,095 1,120

Nota: As porcas da série rosca fina tem aproximadamente o mesmo peso.

Módulo 3 Tabelas Page 149


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

SÍMBOLOS_________________________________________________________________

Módulo 3 Tabelas Page 150


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

UNIDADES_________________________________________________________________

Módulo 3 Tabelas Page 151


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

UNIDADES_________________________________________________________________

Módulo 3 Tabelas Page 152


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

UNIDADES_________________________________________________________________

Módulo 3 Tabelas Page 153


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

UNIDADES_________________________________________________________________

Módulo 3 Tabelas Page 154


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

UNIDADES_________________________________________________________________

Módulo 3 Tabelas Page 155


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

UNIDADES_________________________________________________________________

Módulo 3 Tabelas Page 156


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

ÁREAS_______________________________________________________________________

Módulo 3 Tabelas Page 157


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

ÁREAS_______________________________________________________________________

Módulo 3 Tabelas Page 158


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

ÁREAS_______________________________________________________________________

Módulo 3 Tabelas Page 159


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

VOLUMES___________________________________________________________________

Módulo 3 Tabelas Page 160


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

VOLUMES___________________________________________________________________

Módulo 3 Tabelas Page 161


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

VOLUMES___________________________________________________________________

Módulo 3 Tabelas Page 162


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

VOLUMES___________________________________________________________________

Módulo 3 Tabelas Page 163


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Módulo 4 Traçados de Caldeiraria Page 164


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Módulo 4 Traçados de Caldeiraria Page 165


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Módulo 4 Traçados de Caldeiraria Page 166


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Módulo 4 Traçados de Caldeiraria Page 167


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Módulo 4 Traçados de Caldeiraria Page 168


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Módulo 4 Traçados de Caldeiraria Page 169


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Módulo 4 Traçados de Caldeiraria Page 170


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Módulo 4 Traçados de Caldeiraria Page 171


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Módulo 4 Traçados de Caldeiraria Page 172


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Módulo 4 Traçados de Caldeiraria Page 173


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Módulo 4 Traçados de Caldeiraria Page 174


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Módulo 4 Traçados de Caldeiraria Page 175


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Módulo 4 Traçados de Caldeiraria Page 176


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Módulo 5 Práticas de Orçamento Page 177


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Módulo 5 Práticas de Orçamento Page 178


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Módulo 5 Práticas de Orçamento Page 179


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

Módulo 5 Práticas de Orçamento Page 180


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

LOGO ROTEIRO DE TRABALHO FOLHA: 1de5

CLIENTE: Equipalcool Sistemas Ltda. OP: 2011-2201


EQUIPAMENTO: Separador de Palha e Areia 9.600 t/dia DESENHO: D380-070-017-1-A3
CONJUNTO: Base do Redutor - Acionamento II POSIÇÃO: 00 QTDE: 1,00
MATERIAL: Conjunto Soldado (Ver Desenho e Lista de Materiais anexo) PESO: 243,00
CROQUI

Filete 4mm = 4768/1000 = 4,768*(1,60*0,20) = 1,53 corrigido = 2,00


Filete 5mm = 3040/1000 = 3,040*(1,60*0,20) = 0,97 corrigido = 1,55
Filete 9mm = 4080/1000 = 9,080*(1,55*0,80) = 1,13 corrigido = 1,55 243kg / 22 kgHh = 11,05
Duplo V8mm = 1200/1000 = 1,200*(1,45*1,50) = 2,61 corrigido = 2,90

TEMPO
SEQ CF DESCRIÇÃO
SETUP UNIT TOTAL
10 CAL Montar/Pontear as posições formando o conjunto - 11,05 11,05
20 SOL Soldar conforme desenho/procedimento - 8,00 8,00
30 AJU Dar acabamento e Identificar o conjunto - 0,50 0,50
40 PGI Inspecionar conforme PIT aplicado - 0,25 0,25
50 PIN Jatear e Pintar conf. Sistema de Pintura aplicado - - -

REVISÕES
ELABORADO CONFERIDO
REV HISTORICO DATA
0 Emissão inicial 14/04/2011
Sidrak Robert
DATA DATA
14/04/2011 15/04/2011

Módulo 5 Práticas de Orçamento Page 181


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

LOGO ROTEIRO DE TRABALHO FOLHA: 2de5

CLIENTE: Equipalcool Sistemas Ltda. OP: 2011-2201


EQUIPAMENTO: Separador de Palha e Areia 9.600 t/dia DESENHO: D380-070-017-1-A3
CONJUNTO: Base do Redutor - Acionamento II POSIÇÃO: 01 QTDE: 2,00
MATERIAL: Perfil laminado A-572 tipo H W250 x 73,00kg/m x 1200mm PESO: 175,20
CROQUI

254 + 253 + 254 = 761 / 1000 * 0,08 = 0,06

(254 * 2) = 508 / 1000 * 0,14 = 0,07


(253 * 1) = 253 / 1000 * 0,12 = 0,03
0,10

((254 * 4) + (253 * 2) + (1200 * 2)) / 1000 = 3,92 * 0,40 = 1,57

TEMPO
SEQ CF DESCRIÇÃO
SETUP UNIT TOTAL
10 TRA Traçar conforme croqui - 0,06 0,12
20 COR Oxicortar conforme croqui - 0,10 0,20
30 AJU Dar acabamento e Identificar o conjunto - 1,57 3,14
40 MON Enviar para Montagem/Soldagem - - -

REVISÕES
ELABORADO CONFERIDO
REV HISTORICO DATA
0 Emissão inicial 14/04/2011
Sidrak Robert
DATA DATA
14/04/2011 15/04/2011

Módulo 5 Práticas de Orçamento Page 182


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

LOGO ROTEIRO DE TRABALHO FOLHA: 3de5

CLIENTE: Equipalcool Sistemas Ltda. OP: 2011-2201


EQUIPAMENTO: Separador de Palha e Areia 9.600 t/dia DESENHO: D380-070-017-1-A3
CONJUNTO: Base do Redutor - Acionamento II POSIÇÃO: 02 QTDE: 4,00
MATERIAL: Perfil laminado A-572 tipo H W150 x 22,50k g/m x 328mm PESO: 29,60
CROQUI

(152 * 3) * 2 = 910 / 1000 * 0,08 = 0,07

(152 * 3) = 456 / 1000 * 0,12 = 0,06

(152 * 3) * 2 = 912 / 1000 = 0,912 * 0,40 = 0,37

TEMPO
SEQ CF DESCRIÇÃO
SETUP UNIT TOTAL
10 TRA Traçar conforme croqui - 0,07 0,28
20 COR Oxicortar conforme croqui - 0,06 0,24
30 AJU Dar acabamento e Identificar o conjunto - 0,37 1,48
40 MON Enviar para Montagem/Soldagem - - -

REVISÕES
ELABORADO CONFERIDO
REV HISTORICO DATA
0 Emissão inicial 14/04/2011
Sidrak Robert
DATA DATA
14/04/2011 15/04/2011

Módulo 5 Práticas de Orçamento Page 183


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

LOGO ROTEIRO DE TRABALHO FOLHA: 4de5

CLIENTE: Equipalcool Sistemas Ltda. OP: 2011-2201


EQUIPAMENTO: Separador de Palha e Areia 9.600 t/dia DESENHO: D380-070-017-1-A3
CONJUNTO: Base do Redutor - Acionamento II POSIÇÃO: 03 QTDE: 6,00
MATERIAL: Chapa laminada A36 - 12,5 x 170 x 170mm PESO: 17,40
CROQUI

TEMPO
SEQ CF DESCRIÇÃO
SETUP UNIT TOTAL
10 PLA Oxicortar com Plasma - 0,08 0,48
20 TRA Traçar furação conforme croqui - 0,04 0,24
30 FUR Furar Ø 1.5/16" em conjunto com a posição 02 - 0,01 0,05
40 AJU Dar acabamento e Identificar o conjunto - 0,27 1,62
50 MON Enviar para Montagem/Soldagem - - -
(170 * 4) / 1000 = 0,68 * 0,12 = 0,08
(170 * 1,4142) * 2 = 481 / 1000 = 0,481 * 0,08 = 0,04
(12,5*1*1,1) / (60*105*0,35*0,8) = 0,008
(170 * 4) / 1000 = 0,68 * 0,40 = 0,27

REVISÕES
ELABORADO CONFERIDO
REV HISTORICO DATA
0 Emissão inicial 14/04/2011
Sidrak Robert
DATA DATA
14/04/2011 15/04/2011

Módulo 5 Práticas de Orçamento Page 184


Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software
http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.
MANUAL DO TÉCNICO EM ORÇAMENTOS 2015

LOGO ROTEIRO DE TRABALHO FOLHA: 5de5

CLIENTE: Equipalcool Sistemas Ltda. OP: 2011-2201


EQUIPAMENTO: Separador de Palha e Areia 9.600 t/dia DESENHO: D380-070-017-1-A3
CONJUNTO: Base do Redutor - Acionamento II POSIÇÃO: 04 QTDE: 8,00
MATERIAL: Chapa laminada A36 - 12,5 x 125 x 225mm PESO: 21,60
CROQUI

TEMPO
SEQ CF DESCRIÇÃO
SETUP UNIT TOTAL
10 PLA Oxicortar com Plasma - 0,08 0,64
20 AJU Dar acabamento e Identificar o conjunto - 0,15 1,20
30 MON Enviar para Montagem/Soldagem - - -
(225+(123-25)*2)+((25*2*3,1416)/4) = 674,54/1000 = 0,674*0,12 = 0,08

(123-25)*2+175 = 371/1000 = 0,371 * 0,40 = 0,15

REVISÕES
ELABORADO CONFERIDO
REV HISTORICO DATA
0 Emissão inicial 14/04/2011
Sidrak Robert
DATA DATA
14/04/2011 15/04/2011

Módulo 5 Práticas de Orçamento Page 185

Você também pode gostar