Você está na página 1de 4

Resolução do Trabalho 03 de Cálculo IV 2016.

Monitor: Welinton Barcelos Garcia

1 – Representar a função periódica , mostrada na figura, como uma Série de Fourier na


Forma Complexa para em seguida calcular sua Transformada de Fourier.

Nota-se que a função é periódica e que seu intervalo está definido entre [-2,2]. A função
pode ser escrita como uma :

Usando a , pode-se calcular o a partir da fórmula abaixo, sabendo que o :

Substituindo a e o valor de na equação acima:

*∫ ∫ +

Resolvendo as integrais por partes e simplificando, chega-se a seguinte fórmula para o


e a seguinte série de Fourier na forma complexa:

Se , o termo . Logo, devemos calcular o termo.

Agora, a série de Fourier pode ser reescrita da seguinte forma:

∑ ∑

Para calcular a Transformada de Fourier, sabe-se que a x(t) pode ser reescrita como uma
Série de Fourier:


Tomando a Transformada de Fourier dos dois lados da equação e sabendo não
depende de , que e :

( ) ∑

Sabe-se que ( ) , logo, pode-se reescrever a equação acima


como:

( ) ∑

Reescrevendo para a função acima, chegamos na transformada de Fourier abaixo e o


gráfico dela foi plotado no matlab:

( ) *∑ ∑ +

Figura 01: Gráfico para a Transformada de Fourier da função no domínio da frequência.

3 - Demonstrar matematicamente a propriedade

A expressão geral para uma Transformada de Fourier:

( ( )) ∫ ( ) , se e

( ) ∫ , logo,

( )
4 - Calcular a Transformada de Fourier da função f(t).

Utilizando a fórmula para calcular a transformada de Fourier:

Figura 02: Gráfico para a transformada de Fourier da função

Utilizando a propriedade provada antes :

( ) e
Figura 03: Gráfico para a Transformada de Fourier da função .

Figura 04: Gráfico para a Transformada de Fourier da função .

Sabendo que a convolução diz que . A convolução da função


pela própria vai ser igual a . O gráfico para convolução no domínio da
frequência é o seguinte:

Figura 05: Gráfico para a convolução de no domínio da frequência.